CIDADES - Trelleborg

trelleborg.com

CIDADES - Trelleborg

NO.

1-2013

Uma revista do Grupo

Trelleborg. Soluções que

vedam, amortecem e

protegem aplicações críticas.

CRIANDO

CIDADES

as do

FUTURO

Tempos difíceis pairam sobre

Revolução

Flutuante

Inauguração de

uma inovadora

plataforma

offshore

o ramo da construção civil.

Ainda assim, o desenfreado

crescimento das cidades

mundo afora apresenta

desafios e oportunidades.

“Registros digitais

e redes melhor

conectadas

reduzirão os erros

humanos.”

Kun Fang, engenheira clínica

Tranquilidade

Rolamentos de

borracha protegem

artefatos

holandeses

LUZES AZUIS PARA AS AUTOESTRADAS ALEMÃS

UM SANDUÍCHE DE VEDAÇÃO


SUMÁRIO 1-2013

06

10

14

16

CONSTRUINDO O FUTURO

Com a crescente urbanização em todo o mundo,

soluções inovadoras se tornam cruciais para

a construção civil.

ATRAÇÃO: CINGAPURA

Cingapura evoluiu de uma vila de pescadores

para um polo financeiro e industrial.

CONFORTO DE BORRACHA

Sobre rolamentos de borracha, o edifício RACM

mantém-se firme apesar dos trens que passam perto.

O JEITO RUBORE

Tecnologia de materiais compostos é especialmente

combinada com design específico.

E AINDA

Case página 18

Pessoas & Tendências página 19

Notícias/Atualidade página 22

6

10

Construir uma cidade

EU VIAJO MUITO e vejo como países e cidades vão se

desenvolvendo à medida que a sociedade evolui. Canteiros

de obras são locais que você evita ir. Mas é fascinante

ver como cidades estão sendo construídas e

melhoradas. Com a ajuda de engenharia avançada,

materiais especiais e máquinas, novas áreas tomam

forma pouco a pouco, com o objetivo de satisfazer as

necessidades de hoje e do amanhã. Tenho orgulho por

a Trelleborg fazer parte desse trabalho.

Também me orgulha outros aspectos da capacidade

inovadora da Trelleborg. É preciso conhecimento

e experiência para desenvolver produtos, como as

vedações para ambientes difíceis, ao mesmo tempo em

que se reduz o desperdício de recursos. Você pode ler

sobre essas vedações e outros assuntos nesta edição de

T-Time.

Boa leitura!

Peter Nilsson

President e ceo

Responsável perante a lei de

imprensa sueca: Patrik Romberg

patrik.romberg@trelleborg.com

Editora-chefe: Karin Larsson

karin.larsson@trelleborg.com

Co-editores: Rosman Jahja

rosman.jahja@trelleborg.com

Donna Guinivan

donna.guinivan@trelleborg.com

Produção: Appelberg Publishing

Impressão: Trydells Tryckeri

Foto da capa: Manuel Gutjahr/

Getty Images

Assinaturas:

www.trelleborg.com/subscribe

Endereço: Trelleborg ab (publ)

Box 153, se-231 22 Trelleborg, Suécia

Tel: +46 (0)410-670 00

Fax: +46 (0)410-427 63

www.facebook.com/trelleborggroup

www.twitter.com/trelleborggroup

www.youtube.com/trelleborg

www.trelleborg.com

T-Time é publicada três vezes ao ano.

As opi niões expressas na revista são

de responsabilidade de seus autores e

não necessariamente refletem a visão

da Trelleborg.

Em caso de dúvidas ou comentários sobre a

Trelleborg e revista T-Time, favor

enviar email para :

karin.larsson@trelleborg.com

2 T·TIME 1·2013


VANGUARDA [BUOYANT TOWER]

Sustentada

pelo

sucesso

TEXTO: ELAINE MCCLARENCE FOTOS: HORTON GMC INC.

Na costa do Peru, a primeira de um novo tipo de plataforma

offshore para a indústria de óleo e gás iniciou suas

operações; e sua instalação poderá revolucionar a

exploração e produção desses recursos ao redor do

mundo. A função da Trelleborg foi garantir que

todas as partes se encaixassem perfeitamente.


VANGUARDA [BUOYANT TOWER]

UM NOVO TIPO DE PLATAFORMA petrolífera recém-inaugurada

no oceano Pacífico, na costa do Peru, deve reduzir

custo e tempo de criação de novas operações de

perfuração em toda a indústria.

“A Buoyant Tower foi projetada para reduzir a duração

total da exploração à produção offshore pela fabricação

e instalação de uma plataforma de perfuração e

produção em um curto espaço de tempo e com custos

reduzidos”, explica Bao Nguyen, Engenheiro de Projetos

da GMC, uma das empresas que desenvolveu e

gerenciou o projeto. Ela pode abrir caminho para uma

nova geração de plataformas mais simples e baratas de

construir e instalar e que podem ser movidas facilmente

de um local para outro, em qualquer parte do mundo.

Levou apenas 13 meses para projetar, construir e

transportar a plataforma de produção CX-15 da BPZ

Energy – a primeira no conceito Buoyant Tower (Torre

Flutuante) –, para o campo peruano Corvina, onde

se espera que produza 12.200 barris de petróleo e 12,8

de pés cubicos de gás por dia. O conceito foi desenvolvido

pela HortonGMC, uma joint venture entre a Horton

Wison Deepwater e a GMC.

A Buoyant Tower é composta por quatro tubos cilíndricos

com uma estaca de sucção central. Cada célula

mede 8,4 metros de diâmetro e 60 de comprimento. A

estaca central liga a estrutura ao fundo do mar. Na parte

superior do casco de 2.500 toneladas localiza-se uma

plataforma de 1.500 toneladas, onde a perfuração de

produção é realizada.

Uma operação crítica é a instalação, que envolve

colocar a plataforma de produção sobre a torre e, em

seguida, uni-las. A Trelleborg forneceu as unidades da

perna de garra de junção (LMU) e de plataforma de

apoio (DSU). Um aspecto importante do projeto da

APOIANDO OPERAÇÕES MUNDIALMENTE

A Trelleborg é um importante fornecedor de soluções de engenharia em polímeros

para a indústria de óleo e gás offshore. A empresa tem uma amplitude

única de serviço que combina tecnologia de produção global com engenharia

local e apoio ao desenvolvimento. Com experiência inigualável, a Trelleborg

trabalha com todas as áreas-chave de óleo e gás em todo o mundo e em

parceria com os principais operadores de campos. As soluções incluem flutuabilidade,

proteção contra corrosão, sistemas de proteção contra incêndios,

proteção de cabos, armazenamento flutuante de produção, componentes de

perfuração, instalação flutuante, antivibração, isolamento térmico, barreiras,

mangueiras e vedações.

Trelleborg foi ajudar a amortecer

o peso durante a instalação. “O serviço

ao cliente da empresa e seu histórico

foram fatores fundamentais para sermos

selecionados”, diz Nguyen.

JP Chia, Gerente de Engenharia da Trelleborg

Offshore & Construction em Cingapura, explica:

“O tempo de desenvolvimento foi fundamental, a fim

de cumprir o cronograma. A instalação ocorreu em

mar aberto, onde há condições de mar agitado e ondas

altas, e o período era muito limitado. Com tais fatores

críticos, os projetos LMU e DSU foram modelados

com precisão, com a completa análise de elementos feita

internamente em nossa fábrica.”

“A Trelleborg foi capaz de cumprir o processo de concepção

e entrega em quatro meses - um recorde”, acrescenta

Vincent Tan, Gerente de Vendas e Marketing na

Trelleborg Offshore & Construction.

Nguyen explica que um dos principais benefícios

responsável pela redução de custos foi

que apenas uma grande embarcação de

construção foi necessária para a instalação.

“Um mesmo navio fez o

transporte pesado e ajudou na

construção”, conta. “Normalmente

as estruturas fixas precisam de

um navio de transporte e uma cara

embarcação guindaste para alçar

as partes pesadas. Este projeto foi

a primeira operação de montagem

a partir de um navio de transporte

pesado. Os movimentos dele e

4 T·TIME 1·2013


HORTONGMC

A HortonGMC é uma joint

venture da GMC com a Horton Wison

Deepwater. A parceria oferece uma

mistura única de engenharia inovadora,

gerenciamento de projetos e soluções de

instalação para todos os tipos de atividades

no setor de óleo e gás offshore em todo o

mundo. A HortonGMC está sediada em

Houston, EUA, e tem escritórios em

Londres, Rio de Janeiro e Xangai.

O processo de concepção,

construção e transporte da

plataforma levou 13 meses.

As unidades da perna de

garra de junção foram

fornecidas pela Trelleborg.

O casco é composto por

quatro tubos cilíndricos

com uma estaca de sucção

central.

A instalação - uma operação

crítica.

A Buoyant Tower está

localizada no litoral do Peru.

PARA MAIS INFORMAÇÕES

jp.chia@trelleborg.com

o projeto da estrutura de balanceamento tiveram que

ser cuidadosamente avaliados.

“A estrutura é adequada para profundidades marinhas

entre 50 e 280 metros em qualquer tipo de campo

com qualquer tipo de características dos reservatórios

- gás, petróleo ou uma combinação dos dois”, explica.

“O equipamento de perfuração e/ou produção pode ser

modulado para se adaptar às necessidades de operação.

A Buoyant Tower é adequada para as regiões de atividade

sísmica e, neste caso, o comportamento compatível

da torre pode resistir a este tipo de carga melhor

do que uma plataforma fixa tradicional. Além disso,

ela pode ser realocada para novos campos, exigindo

menos despesas gerais de capital para fazer um campo

entrar em produção”.

O PROJETO É BASEADO na já existente tecnologia “cell

spar”, que foi testada em produções offshore em todo o

mundo. A estrutura simples se traduz em uma montagem

mais fácil. Após o sucesso do projeto peruano, a

nova plataforma está sendo avaliada para uso nas principais

regiões do mundo.

T·TIME 1·2013 5


FOCO [CONSTRUÇÃO]

Inovações

urbanas

O crescimento desenfreado das cidades

abre oportunidades e desafios para a

indústria da construção.

TEXTO: DAVID WILES ILUSTRAÇÃO: SERGEY KOSTIK

Aurbanização do planeta continua em ritmo

alucinante. A população das cidades

em desenvolvimento no mundo cresce cinco

milhões a cada mês, e prevê-se que em

2050 mais de 70% da população mundial

será urbana. Além das implicações sociais e

ambientais, esta tendência cria oportunidades

e desafios para as empresas que constróem

estradas, arranha-céus e cavam os metrôs dessas metrópoles

em expansão.

Nas cidades em crescimento, você vê uma arquitetura

maravilhosa e engenharia estrutural”, diz Paul Gogulski,

consultor internacional de construção. “Eles estão superando

os limites, com projetos e materiais inovadores. No

entanto, edifícios de 50 andares estão sendo construídos

na China em apenas 12 semanas, com janelas que vazam

“Nas cidades em

crescimento pelo

mundo você vê

uma arquitetura

maravilhosa e

engenharia estrutural.”

Paul Gogulski,

consultor de

construções

e elevadores que não funcionam. Serão cortiços em uma

década. Estes são tempos interessantes para a indústria”.

Engarrafamento é um grande problema e a situação tende

a piorar à medida que as cidades crescem. “O desafio é

deslocar um grande contingente de pessoas em um espaço

congestionado”, diz Bruce Cage, Diretor de Produtos de

Engenharia na Trelleborg Offshore & Construction, Austrália.

“Com a crescente urbanização veremos mais sistemas

ferroviários leves e médios construídos na Ásia e na Austrália.

Já começou a expansão das ferrovias de Kuala Lumpur

e Hong Kong.”

Na Austrália, o número de projetos ferroviários leves passou

de zero a cinco em poucos anos. Recentemente a Trelleborg

foi contratada para fornecer sistemas de apoio para a rede

Gold Coast. “Uma das questões em ferrovias leves urbanas

é o ruído, e nós fornecemos soluções atenuantes”, diz Cage.

Soluções onipresentes

A Trelleborg fornece produtos e soluções

para quase todas as partes da cidade e ainda

mais; de metrôs e túneis a pontes e fachadas.

Eis alguns exemplos. Para saber mais,

visite www.trelleborg.com

O que: ferrovias, acima e

abaixo do solo. Soluções:

a Trelleborg fornece

sistemas de apoio, suportes

de fixação, rolamentos,

ligações de controle e

unidades de acoplamento.

O que: Construção

Soluções: rolamentos estruturais

contra vibração, projetados

a partir de laminados de

borracha com reforço de aço,

evitam a vibração sísmica e

fornecem isolamento acústico.

O que: canteiros de obras.

Soluções: a Trelleborg

é um fornecedor líder de

vedações, sistemas antivibratórios

e pneus para

veículos de movimentação

de materiais.

6 T·TIME 1·2013


O que: Ponte

Soluções: juntas de

dilatação para pontes

e viadutos absorvem o

movimento causado por

tráfego intenso, ventos

fortes e variações de

temperatura.

O que: barreiras marítimas.

Solução: o conhecimento

sobre borracha será vital

na criação de barreiras

para proteger cidades

costeiras de tempestades

e do aumento dos níveis da

água do mar.

T·TIME 1·2013 7


FOCO [CONSTRUÇÃO]

Quando se trata de equipamentos de construção pesada,

o mercado em grande parte estagnou na Europa e EUA.

Mas os fabricantes desses equipamentos estão produzindo

na Índia e na China, onde se prevê que as populações

urbanas cresçam 497 milhões e 341 milhões, respectivamente,

por volta de 2050.

Índia e China têm visto uma desaceleração, mas ainda

há uma tendência positiva na construção”, diz Don Farbotnik,

Gerente de Mercado Global de antivibração para

veículos especializados daTrelleborg Industrial Solutions.

A Trelleborg fornece uma grande quantidade de produtos,

de vedações a montagens de cabos para este setor. “Há muita

infraestrutura urbana em construção nesses dois países,

o que estimulou os grandes fabricantes de equipamentos.”

“Nesse momento

as pessoas estão

cautelosas… mas

você só consegue

reter o crescimento

por pouco

tempo.”

Don Farbotnik,

Trelleborg

A JCB DA GRÃ-BRETANHA E A VOLVO DA SUÉCIA se estabeleceram

na Índia, como também a Trelleborg, que recentemente

abriu uma fábrica em Bangalore para atender a esses

fabricantes de equipamentos originais e muitos outros.

“O futuro parece bom para o mercado da construção”,

diz Farbotnik. “As pessoas estão cautelosas nesse

momento, especialmente na Europa, mas você só consegue

reter o desenvolvimento por pouco tempo. Os projetos

de estradas, edifícios e pontes que foram adiados terão que

ser feitos algum dia, e estamos bem posicionados com nossa

linha de produtos e base de clientes para atendê-los quando

chegar a hora.”

A elevação do nível do mar e tempestades mais fortes

criam novos desafios para as cidades costeiras -

desafios que podem ser superados com projetos de

construção. Para se proteger contra a vasta destruição

provocada por super tempestades como a Sandy,

especialistas propuseram uma barreira no mar

para o porto de Nova York.

“Esta será definitivamente uma área de

negócio interessante, porque muitas cidades

estão em risco”, diz Ruud Bokhout, Diretor de

Vendas e Marketing de infraestrutura da Trelleborg

Offshore & Construção. “Não há uma

solução padrão para esses projetos. Eles

exigirão competência de engenharia

e conhecimentos sobre borracha, o

que nós podemos fornecer.”

Gogulski diz que, embora

os tempos difíceis estejam

por vir para o setor da

construção como um todo,

algumas empresas irão

prosperar. “Quem inova

pode ser muito bem sucedido”,

diz. “E empresas

internacionais são capazes

de lidar com a flutuação das

economias dos países, o que

muitas empresas menores não

conseguem.”

PARA MAIS INFORMAÇÕES

bruce.cage@trelleborg.com

don.farbotnik@trelleborg.com

ruud.bokhout@trelleborg.com

A BOLA VAI ROLAR!

O Singapore Sports Hub, em Kallang,

com inauguração prevista para 2014, é um

estádio para 55 mil pessoas e tem teto retrátil.

O tempo de instalação da cobertura está sendo

reduzido pelo uso de uma solução de junta extrudida

fornecida pela Trelleborg Industrial Solutions. Além

disso, menos trabalhadores fazem o trabalho em altura,

melhorando a segurança.

“A Trelleborg tem o conhecimento para produzir as

juntas. Embora seja difícil trabalhar com pessoas

do outro lado do mundo, devido aos fusos horários,

a empresa tem ajudado a desenvolver o

que acreditamos ser o melhor produto”,

afirma Mark Gelok, Gerente da CPI,

cliente da Trelleborg.

8 T·TIME 1·2013


VEDAÇÃO

SECA

O foco renovado em projetos de infraestrutura

nos EUA tem apresentado novas oportunidades

para engenheiros, empreiteiros e fornecedores.

Em um grande túnel sob um rio na Virgínia, as

vedações e juntas da Trelleborg ajudam a manter

a água do lado de fora.

TEXTO: PETRA LODÉN FOTO: TRELLEBORG

Um novo túnel está sendo construído perto do antigo túnel

Midtown, que conecta as cidades de Portsmouth e Norfolk.

Novo túnel

Velho túnel

PORTSMOUTH

JUNTAS GINA

E VEDAÇÕES ÔMEGA

Juntas Gina e vedações Ômega

são usadas entre os elementos

seccionais de túneis subaquáticos

para impedir que a pressão

da água inunde o canal. A

combinação de vedações também

permite a transferência

de cargas hidrostáticas e movimento

entre as extremidades

do túnel devido ao assentamento

do solo, a deformação do concreto,

efeitos de temperatura ou

terremotos. Os projetos são pensados

para túneis com vida útil

estimada de 120 anos.

NORFOLK

“ESTAMOS VENDO UM AUMENTO nos investimentos de

infraestrutura nos EUA”, diz André de Graaf, Gerente

de Vendas para infraestrutura da Trelleborg Offshore &

Construction na Holanda. “Nos últimos 20 anos, houve

pouco interesse do governo americano em investir em

infraestrutura, mas o presidente Barack Obama tem dado

muita atenção ao setor.”

Na Virgínia, o rio Elizabeth separa a cidade de Portsmouth

de Norfolk, local da maior instalação da Marinha

dos EUA. As duas cidades estão ligadas pelo movimentado

túnel Midtown, por onde passa um milhão de veículos

por mês - sete vezes mais de quando foi construído há 50

anos. Uma emergência poderia causar engarrafamento e

os membros da marinha teriam dificuldade para chegar à

base, confome explica Craig Quigley, diretor da Hampton

Roads Military e Federal Facilities Alliance.

Para evitar isso, um novo túnel está sendo

construído ao lado do antigo, e os

empreiteiros usam juntas Gina e vedações

Ômega da Trelleborg para vedar

o canal.

“Este projeto é um dos vários

em que esperamos estar envolvidos

nos EUA,” diz de Graaf.

Ele reconhece que entrar no

mercado americano é um desafio.

“Eles tendem a escolher

fornecedores locais para seus projetos”,

afirma.

Juntas padrão Gina e vedações

Ômega da Trelleborg já foram

utilizadas em Boston, mas as novas

juntas moldadas Gina, de alta resiliência,

nunca foram instaladas nos EUA. A empresa

de engenharia Parsons Brinckerhoff aprovou a proposta

do novo design. Então, o cliente, o Departamento de

Transportes da Virgínia, e o empreiteiro, Skanska-Kiewit-

Weeks Marine, visitaram a Trelleborg na Holanda e se

convenceram de que a empresa oferecia a melhor solução.

“Nossa proposta tem muitos benefícios: alta estabilidade,

lento envelhecimento, uma vedação para qualquer profundidade,

força de compressão inicial baixa e movimento

de cisalhamento de alta permissibilidade”, diz de Graaf.

As entregas ocorrerão entre 2013 e 2015, e o túnel ficará

pronto em 2016. De Graaf vê um futuro brilhante para

projetos de túneis imersos nas Américas. “As pessoas estão

migrando para as cidades, e a solução para as questões de

mobilidade é a construção de túneis”, aponta.

PARA MAIS INFORMAÇÕES

andre.de.graaf@trelleborg.com

T·TIME 1·2013 9


ATRAÇÃO [CINGAPURA]

Agradável

Cingapura

Compras, gastronomia, um clima

agradável e uma cidade impecavelmente

limpa: estas são algumas das

características que tornam Cingapura

atraente para os visitantes.

TEXTO: PETRA LODÉN FOTO: TOONMAN/

FLICKR/GETTY IMAGES

O Gardens by the Bay é parte de uma

estratégia para transformar Cingapura

de uma “Cidade Jardim” para uma

“Cidade em um Jardim”. O objetivo

declarado é o de melhorar a qualidade

de vida pelo aumento da vegetação e

flora na cidade.

CINGAPURA É CONSIDERADA uma das

cidades mais seguras e limpas do mundo.

Ao adicionar o clima agradável

durante todo o ano e as grandes lojas

e restaurantes, não há como se surpreender

se a maioria dos visitantes partirem

com um sorriso no rosto.

Como em Cingapura é verão o ano

inteiro, o tempo fica úmido às vezes.

Se você achar muito quente, sempre

há a opção de ir a um dos incontáveis

shoppings centers ao longo da

Orchard Road, que é praticamente

sinônimo de compras.

O mais recente ponto turístico é

a região da Marina Bay, que fica em

uma terra recuperada e que abriga o

Marina Bay Sands, resort com três

torres de 55 andares, centro de convenções,

museu, cassino, teatro e um

grande shopping center. O Sky Park,

que parece uma enorme prancha de

surfe no topo das três torres, tem um

deque que oferece uma vista panorâmica

da cidade. Os hóspedes podem

dar um mergulho na piscina infinita

que há lá em cima, a maior suspensa

do mundo. Se você tem medo de altura,

melhor não nadar perto da borda.

Próximo encontra-se o Gardens by

the Bay, uma premiada extravagância

em horticultura que abriga milhares

de espécies de plantas de todo o

mundo e inclui as enormes Supertrees,

uma série de jardins verticais,

em forma de árvores, que domina a

paisagem - uma atração imperdível.

Outro lugar merecedor de uma

visita é a ilha de Sentosa, famosa por

suas praias arenosas e museus, bem

como um parque temático da Universal

Studios.

Passeando pela cidade você verá

estátuas do Merlion, uma criatura

mítica com cabeça de leão e corpo

de peixe. O nome, inspirado na palavra

“mermaid” (sereia), reflete o status

de Cingapura como a Cidade do

Leão, que é a tradução em inglês da

palavra malaia Singapura.

Cingapura viveu uma notável

transição de um vilarejo de pescadores

chamado Temasek (que significa

“cidade do mar”, em javanês) para

uma liderança mundial em diversas

áreas financeiras e industriais. Milhares

de empresas multinacionais têm

escritórios na ilha cidade-estado.

Ela pode de fato ser a cidade

mais limpa do mundo; onde quer

10 T·TIME 1·2013


Algumas pessoas espirituosas

chamam Cingapura de fine city,

em alusão à limpeza da cidade e

ao custo de se descumprir as

regras. A palavra fine em inglês

significa tanto ‘boa’ como ‘multa’.

que você vá, verá sinais avisando da

multa por jogar lixo. Algumas pessoas

espirituosas chamam Cingapura

de fine city, em alusão à limpeza da

cidade e ao custo de se descumprir as

regras. A palavra fine em inglês significa

tanto ‘boa’ como ‘multa’.

CINGAPURA É TAMBÉM uma das cidades

mais seguras do planeta. Caminhar

na madrugada não é um problema,

mas táxis custam pouco e esta pode

ser uma boa escolha para quem estiver

cansado. A maioria dos taxistas aluga

seus carros e precisam de muitas corridas

por dia para pagar o aluguel antes

de começar a ter lucro.

Para um bom passeio, a Bukit

Timah Nature Reserve, a cerca de

30 minutos da cidade, é uma excelente

escolha. A reserva compreende

mais de 3.000 hectares de floresta

tropical e é uma rica fonte de biodiversidade

quase totalmente intocada.

Se você fizer uma caminhada à mais

alta colina de Cingapura (163 metros)

verá uma grande variedade de plantas

e animais.

A TRELLEBORG

EM CINGAPURA

A Trelleborg em Cingapura atende

principalmente os mercados de óleo, gás,

naval e mercados de produção offshore com uma

gama de soluções de flutuabilidade, isolamento e

proteção. A fábrica local se concentra em soluções

de polímeros para a construção de infraestrutura

e indústrias offshore de óleo e gás. A Trelleborg

também tem escritórios comerciais e de engenharia

para vedação de precisão e de pneus agrícolas e

para veículos de movimentação de materiais.

PARA MAIS INFORMAÇÕES

julian.wee@trelleborg.com

UMA VERDADEIRA

CINGAPURIANA

Emily Lum, Secretária Executiva na

Trelleborg Cingapura, trabalha para a

empresa desde 1981, quando começou

em uma pequena empresa local

que foi adquirida pelo Grupo Trelleborg

em 2001.

Cingapura

Qual é a melhor coisa em

Cingapura?

A infraestrutura modelo

e a excelência dos recursos

públicos. Podemos

ser apenas uma pequena

ilha, muitas vezes

descrita como “O Pequeno

Ponto Vermelho”, mas

Cingapura passou por imensas

transformações ao longo dos anos. Nosso

aeroporto é constantemente classificado

como o melhor do mundo. O Singapore Flyer,

assentado em terreno recuperado, é atualmente

a maior roda-gigante do mundo. Locomover-

-se na ilha é muito agradável, com um sistema

de transporte público limpo, acessível e bem

conectado, que inclui a rede de Trânsito Rápido

de Massa.

Porta entre o oriente e o ocidente, Cingapura

transborda energia. É uma cidade dinâmica,

que possui uma mistura harmoniosa de etnias,

gastronomia, artes e arquitetura. A maioria

dos visitantes percebe que é fácil estabelecer-se

aqui.

O que você mais gosta de fazer em

Cingapura?

Como uma cingapuriana típica, gosto

de sair para jantar. Com a incrível

variedade de cozinhas, as opções são

quase infinitas. Também gosto de

andar de bicicleta com minha família

no East Coast Park, um destino

urbano popular que tem uma paisagem

litorânea de mais de 15 quilômetros,

pista de bicicleta e de patinação. O

parque é um local popular para famílias e

amigos relaxarem e se divertirem. Há churrasqueiras,

brinquedos, chalés, quiosques e

equipamentos para atividades esportivas.

T·TIME 1·2013 3·2012 2·2012

11


CASE [INTERFIT]

PNEUS

PARA

ERGUER

COM

FORÇA

TEXTO: DAVID WILES FOTOS: ISTOCKPHOTO/TRELLEBORG

12 T·TIME 1·2013


O foco em excelência e inovação ajudou a Interfit

a se tornar líder em pneus de empilhadeiras e

provedora de serviços no Reino Unido. Agora a

empresa quer expandir sua oferta de serviços por

toda a Europa – e fora dela.

A caminho de novos mercados

No final de 2012 a Trelleborg adquiriu a Maine

Industrial Tire, fabricante norte-americana

de pneus sólidos e semi-sólidos. Com isso, a

empresa pode satisfazer tanto as exigências

dos atuais clientes e também atuar em novos

segmentos, como construção, mineração subterrânea

e gestão de resíduos, todos habituados

a utilizar grandes e sólidos pneus off-road.

NO REINO UNIDO, a fornecedora de pneus e serviços Interfit

trata a inovação como prioridade. “Ela é parte fundamental

de nossa marca”, aponta Paul Morey. “No ramo de

serviços não podemos pressupor que a forma como fazemos

as coisas hoje será suficiente para atender os clientes

amanhã. Nossos maiores investimentos são em tecnologia,

processos e sistemas, e nos esforçamos para oferecer soluções

antes que nossos clientes as solicitem. Isso nos mantém

à frente da concorrência.

O sistema de serviço da Interfit, i-Fit, torna possível

acompanhar o desempenho dos pneus em cada veículo.

Ele informa os clientes qual é o melhor pneu para determinado

caminhão e local. Um novo portal na internet permitirá

aos clientes encomendarem pneus, agendarem uma

substituição e avaliar o desempenho do produto online.

Este é um sistema único na indústria e espera-se que traga

benefícios de eficiência para os clientes e para a empresa.

A Interfit tornou-se parte da Trelleborg quando o Grupo

Watts Tyre foi adquirido em 2011. Ela é responsável

pelos serviços de montagem nos clientes, em geral fabricantes

de empilhadeiras. A inovação na Interfit também

se estende a seus processos. A empresa está testando o

uso de tablets em sua rede móvel de instaladores,

para que eles possam receber demandas

sem depender de papel e depósitos.

“Passamos mais tempo na estrada

entre as visitas do que realmente

montando os pneus e, por isso,

concentrar no planejamento

de rotas e no agendamento é

fundamental para aumentar

a eficiência”, diz Morey.

AS QUESTÕES ambientais

são parte importante

das operações. “Ao instalar

o pneu certo, ajudamos

na economia de combustível

da empilhadeira”, exemplifica

Morey. “Trabalhamos

em parceria com nossos colegas

de P&D da Trelleborg para

compartilhar experiências e dados

de desempenho dos pneus no pós-

-vendas. Isto nos permitirá desenvolver

“ NO RAMO DE

SERVIÇOS NÃO

PODEMOS

PRESSUPOR QUE

A FORMA COMO

FAZEMOS AS COI-

SAS HOJE SERÁ

SUFICIENTE

PARA ATENDER

NOSSOS CLIEN-

TES AMANHÃ.”

Paulo Morey,

Interfit.

a próxima geração de pneus atentos às questões como vida

útil, economia de combustível e reutilização de materiais.”

Sediada no Reino Unido, a Interfit também tem operações

na França e Alemanha e recentemente adquiriu uma

empresa de distribuição e serviços na Holanda. “Nosso

núcleo básico de clientes, os fabricantes líderes globais de

empilhadeiras, estão cada vez mais internacionais e precisamos

corresponder a isso”, afirma Morey. “Queremos

levar a Interfit para além de suas atuais fronteiras por meio

de uma mistura de estratégias orgânicas e inorgânicas de

crescimento, incluindo franquias. Há muitos países, na

Europa e outras regiões, onde as franquias têm interessante

potencial de crescimento.

MOREY ACREDITA que agregar um provedor de serviços

de pós-vendas ambicioso a um fabricante líder

mundial de pneus industriais elevará a Trelleborg na

cadeia de valor e deixará a empresa mais perto do usuário

final. “Nós já vimos os benefícios que isso traz”,

diz, “e agora temos oportunidades muito interessantes

para, juntos, fazermos os negócios crescerem.”

PARA MAIS INFORMAÇÕES

paul.morey@trelleborg.com

As marcas

líderes de pneus

da Interfit são o

Trelleborg Elite

XP e o Trelleborg

Premia.

T·TIME 1·2013 13


BLUE DIMENSION*

Abrigar uma coleção de artefatos históricos frágeis ao lado

de uma linha ferroviária movimentada implica em medidas

especiais de proteção e as vibrações devem ser as mais

baixas possíveis. A mesma tecnologia que protege edifícios

de terremotos é adotada para alcançar este objetivo.

TEXTO: JAN TAZELAAR FOTOS: TRELLEBORG LLUSTRAÇÃO: MCKIBILLO

*Blue Dimension

refere-se a produtos e

soluções que não apenas

satisfazem as necessidades

do cliente como também

beneficiam as pessoas

e a sociedade.

O SEGREDO

está na

FUNDAÇÃO

14 T·TIME 1·2013


Em Amersfoort, na Holanda, um notável

edifício público recém-inaugurado

abriga a sede do Serviço Nacional

para Arqueologia, Paisagem Cultural

e Patrimônio Construído (RACM)

do governo holandês.

O edifício é uma vitrine de inovação

e sustentabilidade, mas sua tecnologia

vai além do que os visitantes

podem ver. Uma de suas características

inovadoras é a tecnologia de isolamento

da vibração - 650 rolamentos

de borracha localizados abaixo da

estrutura, nas paredes do porão e em

cima de suas muitas colunas. O resultado é que todo o

edifício é montado sobre amortecedores, uma prática bastante

comum nas regiões do mundo sujeitas a terremotos,

mas não na Holanda.

“É raro que edifícios holandeses sejam construídos em

calços contra vibrações”, diz Marcel de Vos, Gerente de

Engenharia da Trelleborg Offshore

& Construction na fábrica

de Ridderkerk, a que fez

e forneceu os rolamentos.

“Mas como o RACM

está situado ao lado de

uma das conexões mais

movimentadas da ferrovia

holandesa, o recurso

foi considerado desejável.

Amortecer as vibrações da

ferrovia não só contribui para

um ambiente de trabalho confortável,

como também protege

os muitos artefatos inestimáveis e

muito frágeis que estão no prédio.”

Apesar de prédios apoiados em

borracha serem raros na Holanda,

fornecedores de rolamentos não são,

já que a mesma tecnologia é utilizada

em pontes e túneis. Um rolamento

de isolamento de vibração parece

enganosamente simples: um

bloco feito de camadas de borracha

separadas por placas de aço.

Depois que o composto de borracha

e o tipo de aço são selecionados,

as outras variáveis a serem consideradas

são o tamanho e o número de

ARTE ARQUITETÔNICA

Em Amersfoort, cidade com um

centro medieval bem preservado e

que vem crescendo rapidamente, o edifício

RACM aparece como uma futurista e ligeiramente

inclinada obra arquitetônica. O prédio

desenhado pelo arquiteto sediado em Madri

Juan Navarro Baldeweg, abriga o Serviço Nacional

para Arqueologia, Paisagem Cultural e Patrimônio

Construído da Holanda, bem como uma biblioteca,

museu, auditório e espaço de exposições.

Em frente ao RACM há um belo lago, um forte

contraste com a movimentada ferrovia

atrás do edifício.

blocos. É quando entra a perícia técnica e de produção

da Trelleborg, já que vibrações são extremamente complexas

do ponto de vista matemático. Os engenheiros

devem levar em consideração não apenas o tipo de vibrações

(magnitude, frequência e duração), como também

o peso da construção em vários pontos. Isso exige uma

série de rolamentos diferentes sob o mesmo edifício.

“Este foi um trabalho extraordinário tanto em termos

de escala como em complexidade”, diz de Vos. “Os

requisitos de desempenho dos rolamentos eram extremamente

precisos, tanto que outras empresas que propuseram

soluções admitiram que não poderiam cumprir

as exigências.” Enquanto a frequência natural de 8 a 10

Hertz (oscilações por segundo) para sistemas de isolamento

é comum na indústria, esse projeto pedia menos

de 4,5 Hertz. A maioria das pessoas envolvidas achava

impossível, mas depois de muitos cálculos a Trelleborg

entregou um sistema sem precedentes de 4,3 Hertz.

Os tesouros do edifício RACM, muitos deles com

milhares de anos, estão agora tão seguros quanto possível,

e os trens intermunicipais podem passar por ali sem

perturbá-los.

PARA MAIS INFORMAÇÕES

marcel.de.vos@trelleborg.com

Como funciona: os rolamentos de borracha natural

são colocados entre o solo e a estrutura a ser protegida.

Por serem flexíveis, os rolamentos reduzem bastante

a transferência de qualquer vibração para a

estrutura. Os calços não absorvem a energia das

vibrações do solo, mas evitam a transferência dela

pela interrupção das frequências de vibração entre o

solo e a estrutura.

T·TIME 1·2013 15


TECNOLOGIA [RUBORE]

A indústria automotiva exige continuamente

soluções mais econômicas de seus fornecedores.

Alguns respondem apenas reduzindo

custos e preços, mas a abordagem da

Trelleborg é muito diferente: ela procura

soluções inovadoras.

TEXTO: DONNA GUINIVAN FOTOS: TRELLEBORG

A

tecnologia Rubore é única. Ela oferece uma técnica avançada

para criar um sanduíche de duas a cinco camadas de

borracha-metal, que já se tornou líder mundial em aplicações

de calços de freios para a indústria automotiva. Os

benefícios potenciais do processo levaram a Trelleborg

Sealing Solutions a expandir com sucesso as aplicações

Rubore para o mundo da vedação em geral.

Cada vedação Rubore é personalizada, a fim de alcançar

a solução ideal para a aplicação. Pela combinação de

material composto exclusivo com design especializado e

experiência em engenharia, a Trelleborg é capaz de criar

uma série de vantagens para o cliente.

“O processo de vulcanização exclusivo usado para vedações

Rubore leva a um design que preenche até o menor

dos buracos no substrato de metal ou reverso da superfície,

compensando qualquer rugosidade “, diz Björn Scherbaum,

Teamleader para Vedações Rubore da Trelleborg.

Ele elimina a necessidade de acabamento superficial

e pós-tratamento, que podem aumentar os custos e criar

etapas adicionais de produção para os clientes. O processo

lean de fabricação melhora os custos e reduz o peso do

produto, mantendo a estabilidade dimensional que permite

a criação de geometrias complexas e intrincadas no

perfil de vedação. “Isto permite novos designs para áreas

de sulco, diminuindo o

peso em aço e partes fundidas

em particular”, continua.

A rigidez dos produtos Rubore também contribui

para reduzir os custos de manuseio. “Eles são mais

fáceis de montar que as outras alternativas, poupando tempo

e reduzindo requisitos de logística. Ao contrário de

outros produtos para aplicações semelhantes, a selagem

automatizada pode ser alcançada, incluindo montagem

totalmente robotizada, um processo quase impossível e

caro para usar com vedações elastoméricas normais”, conta

Scherbaum. “Isso também adiciona o benefício de remover

o erro humano, que poderia criar lacunas por desalinhamento,

resultando em vazamento indesejado.

Um exemplo de onde um componente Rubore já produziu

benefícios é a vedação para a unidade de controle

eletrônico de um carro (ECU).

Em 2015, prevê-se que os controles de veículos serão

40% eletrônicos e 60% mecânicos, tornando ainda mais

importante conseguir uma vedação segura no ECU, especialmente

porque falhas podem resultar em graves problemas

de segurança. O espaço disponível no compartimento

de motor é limitado, o que significa que designs complexos

que se encaixam nos requisitos de espaço são essenciais. Em

16 T·TIME 1·2013


Heróis e fadas

Para promover o exclusivo processo

Rubore, a Trelleborg utiliza personagens

animados, um herói e uma fada,

que permitem que as vantagens dessa

tecnologia possam ser facilmente

entendidas de uma forma divertida.

Para ver a animação Rubore, consulte

www.rubore-seals.com.

Vedações

com falta

de rigidez

Vedações

Rubore

um ambiente hostil, como o compartimento do motor, a

tampa do ECU é construída em metal e a vedação é feita

previamente, usando uma junta moldada, inserida manualmente

na ranhura.

A Trelleborg percebeu que a tecnologia para alcançar a

melhor solução residia em sua inovadora tecnologia Rubore.

Uma Tampa de Vedação Rubore junta a vedação e a

tampa do ECU em uma única unidade integrada, ou seja,

a instalação manual cara não é mais necessária. Isso resulta

em uma solução perfeita, a um custo reduzido. Além disso,

a integração reduz o número de peças, minimizando

logística, montagem e custos de administração.

Camada por camada -

pode parecer simples,

mas a tecnologia Rubore

é avançada e exclusiva. A

vulcanização borracha-

-metal resulta em excelente

adesão.

PARA MAIS INFORMAÇÕES

bjoern.scherbaum

@trelleborg.com

Fabricado com

exclusividade

O processo Rubore ® envolve duas etapas.

Primeiro, um revestimento de resina

é aplicado a transportadores de

metal e a borracha é calandrada.

Depois há a vulcanização da borracha

ao metal, que resulta em excelente adesão.

O processo de revestimento e combinação

de matérias-primas com

agentes de adesão de primeira qualidade

é uma das competências centrais da

unidade de produção da Trelleborg em

Kalmar, na Suécia, onde os produtos

são fabricados.

T·TIME 1·2013 17


CASE [HÄNSCH]

FORÇA

CERTA

PARA A

AUTOBAHN

Na Alemanha, as luzes de emergência

dos carros da polícia precisam operar em

condições difíceis - chuva, neve e as altas

velocidades da Autobahn, o sistema de

rodovias que em grande parte não tem

nenhum limite de velocidade.

QUANDO COMEÇOU a desenvolver a barra de

luzes DBS 4000 LED para veículos da polícia

e bombeiros, o Grupo Hänsch, da Alemanha,

precisava de vedações em que pudessem

confiar. Há três anos, os designers da

Trelleborg sentaram-se com engenheiros

da empresa para desenvolver uma

junta que poderia enfrentar as condições

impostas.

“O setor automotivo é especial”, diz

Markus Keller, Gerente de Exportação

do Grupo Hänsch, com sede em Herzlake.

“Se você está dirigindo a 200 km/h

na Autobahn, a vedação tem de aguentar,

mesmo na chuva. Foi um grande desafio.”

Mas não o único. Ao mesmo tempo, a Hänsch

TEXTO: NANCY PICK FOTO: ANDREAS LEVERS/FLICKR/GETTY IMAGES

HÄNSCH

NO RESGATE

O Grupo Hänsch (oficialmente

Firmengruppe Hänsch Holding) produz

sistemas de alerta para veículos da

polícia, bombeiros e resgate, concebendo

luzes e sirenes que salvam vidas. O grupo

tem três divisões de negócios: sistemas de

alerta, engenharia e tecnologia de sinais.

Embora a Alemanha continue sendo

seu principal mercado, a Hänsch

está expandindo para o

resto da Europa.

SELANDO

O NEGÓCIO

Seja em carros Audi

TT ou na Trump

Tower de Istambul,

juntas Trelleborg

protegem contra

intempéries, ano

após ano. Perfis de

vedação da Trelleborg

são líderes

na Europa. A Trelleborg

produz perfis

de vedação nos

EUA, Suécia, Alemanha,

Polônia e

Lituânia. Os produtos

incluem juntas

customizadas para

se ajustar em janelas,

portas, veículos,

painéis solares

e outros produtos

que precisam de

vedação segura.

PARA MAIS

INFORMAÇÕES

mike.kallaway

@trelleborg.com

queria melhorar a economia de combustível ao utilizar uma

estrutura de alumínio aerodinâmica, que reduz a resistência

do ar. “Precisávamos que as juntas usassem o mínimo

de material, para reduzir o peso e economizar combustível,

além de ser resistente ao clima e aos raios UV”, explica

Mike Kallaway, Presidente da Unidade de Negócios para

vedação da Trelleborg Industrial Solutions.

O barulho foi outro fator. “Na Autobahn, a alta pressão

do vento pode tornar o carro muito barulhento”, diz

Kallaway. “Nosso produto foi projetado para manter o

ruído sob controle.”

A PROXIMIDADE de fabricação também fez

diferença. “Um diferencial da Trelleborg foi

que sua fábrica é muito próxima da nossa”,

afirma Keller Hänsch, lembrando que a

Trelleborg em Lathen está a apenas 25 quilômetros

da planta de Herzlake. “Além disso,

tivemos muita sorte por a Trelleborg

trabalhar com o material que estávamos

procurando” - uma durável borracha sintética

EPDM.

As primeiras barras DBS 4000 foram lançadas

em 2010, e a série tem sido muito bem

sucedida, relata Keller. “O funcionamento das

vedações é sempre um grande problema com barras

de luz, e estas estão funcionando muito bem”.

18 T·TIME 1·2013


PESSOAS & TENDÊNCIAS [KUN FANG]

Controlando

os monitores

médicos

TEXTO: NANCY PICK

FOTOS: VICTOR FRAILE

Um fabricante de dispositivos médicos

da China tornou-se líder mundial

em seu segmento em apenas duas

décadas. E a empresa nunca deixa

de pesquisar novos produtos inovadores

e melhorar os já existentes.

Engenheira clínica,

Kun Fang pesquisa

inovações em monitores

de pacientes e prevê que

dispositivos médicos

móveis continuarão

a se desenvolver

rapidamente.

T·TIME 1·2013 19


“Registros digitais

e redes melhor

conectadas reduzirão

o erro humano”

Mindray, uma empresa de dispositivos

médicos fundada há

duas décadas na cidade chinesa

de Shenzhen, está continuamente

alcançando

avanços tecnológicos. Mas

como ela sabe se uma nova solução

realmente ajuda os médicos a salvarem

vidas?

Descobrir isso é o trabalho da

engenheira clínica Kun Fang. Ela

pesquisa inovações em monitores

de pacientes, que exibem os sinais

vitais e outros dados na tela. Quanto

mais rápido ela obtém feedback de

médicos sobre um dispositivo, mais

cedo a Mindray pode aperfeiçoá-lo.

“Trabalhamos duro para conseguir o

mais rápido possível a aprovação para

nossas inovações na Food and Drug

Administration chinesa”, diz ela.

Atualmente, Fang recolhe avaliações

sobre uma nova função de monitoramento

de recém-nascidos com

problemas respiratórios. Quando os

bebês nascem e começam a respirar,

seu sistema circulatório deve começar

a bombear o sangue através dos

pulmões. Mas para que isso aconteça,

um vaso sanguíneo fetal fora do coração

- o ductus arteriosus - deve fechar

definitivamente. Em casos raros, no

entanto, quando este vaso não fecha,

um recém-nascido pode sofrer de uma

condição chamada de hipertensão pulmonar

persistente do recém-nascido

(HPP).

Para verificar a presença desta rara

condição, os médicos colocam um

oxímetro de pulso em dois dos dedos

do bebê. O oxímetro utiliza um sensor

MINDRAY

A Mindray foi fundada em 1991 em Shenzhen, uma Zona

Econômica Especial dentro da China. A empresa é líder mundial

no desenvolvimento, fabricação e comercialização de

dispositivos médicos e tem três áreas de negócios: Monitoramento

de Pacientes e Produtos de Suporte à Vida, Produtos

de Diagnóstico In Vitro e Sistemas de Imagem Médica.

20 T·TIME 1·2013


PESSOAS & TENDÊNCIAS [KUN FANG]

de luz para medir a porcentagem de

hemoglobina saturada com oxigênio.

Em uma pessoa saudável, ela deve

aproximar-se de 100%.

Fang está pesquisando o novo recurso

da Mindray, que adiciona as leituras

do oxímetro na tela do monitor Bene-

View. “Vamos precisar obter feedback

de médicos para ver se as novas medições

e funções são úteis para a elaboração

de diagnósticos,” conta.

Além de pesquisar a eficácia do

novo software, Fang também ajuda a

avaliar novos hardwares. Desde o final

de 2011, a Mindray produz o Bene-

View T1, um monitor de paciente leve

e com alça, fácil de transportar quando

um paciente precisa ser removido.

“Começamos a desenvolvê-lo usando

um cenário simulado e em seguida

recolhemos as opiniões dos hospitais.

KUN FANG

Formação:

Graduação em

Ciências da Vida e

Tecnologia na

Universidade

Shanghai Ocean e

mestrado em

Engenharia de

Biosistemas na

Universidade

Zhejiang.

Estudos no

exterior: estudante

de intercâmbio,

Universidade

Kansas State, EUA.

Trabalho anterior:

criação de sistemas

de controle de

qualidade para a

indústria química.

Cresceu em:

Hubei, província do

centro da China.

Mora em:

Shenzhen, China.

Prato favorito:

cabeça de peixe

picante.

Interesses:

viagens, música e

alpinismo.

CUIDADOS

INTENSIVOS

Soluções baseadas em polímeros para aplicações

médicas muitas vezes exigem fabricação

em ambientes de salas limpas especiais, onde

a contaminação é excluída pela qualidade do ar continuamente

controlada e monitorada.

Com seus processos avançados, a Trelleborg oferece

apoio estratégico às ciências da vida e indústrias

médica e farmacêutica. A empresa investe globalmente

em instalações de ponta para atender a

demanda atual, mas, sobretudo, as demandas

futuras por produtos super limpos

para aplicações críticas.

Com base em nossos resultados, sugerimos

algumas modificações. Esse processo

de obtenção de feedback muitas

vezes é repetido mais de uma vez

durante a fase de projeto.”

Fang trabalha como pesquisadora

na Mindray há dois anos. Ela coopera

estreitamente com cinco outros membros

da equipe dedicados ao mesmo

projeto. Fora da empresa, ela se comunica

principalmente com médicos e

equipes, bem como com os administradores

hospitalares e membros do

governo da área de saúde.

“Meu trabalho exige boas habilidades

interpessoais,” afirma. “Lido

com funcionários de hospitais extremamente

ocupados, tentando obter

dicas valiosas e construtivas em um

curto espaço de tempo.”

OUTRO DESAFIO que ela enfrenta é

aprender sobre o software a partir de

uma perspectiva técnica. “Por exemplo”,

diz ela, “como um ECG [que

monitora a atividade elétrica do coração]

usa resistência convencional para

fornecer processamento de sinal? Se

conseguirmos desenvolver uma

melhor compreensão disso, poderemos

nos concentrar em pontos críticos.”

Para o futuro, Fang prevê que os

dispositivos móveis médicos continuarão

a desenvolver-se rapidamente,

especialmente na China. Pacientes

chineses geralmente não têm um

médico de família a quem possam

recorrer: eles devem ir a um pronto-socorro

de hospital e esperar. “Os

membros da classe média em rápido

crescimento não querem fazer fila

por horas em um hospital lotado para

ver um médico,” explica Fang. “Eles

preferem registrar-se online por dispositivos

móveis para ver se a visita é

realmente necessária.” Ela também vê

uma crescente demanda por dispositivos

de monitoramento médico portáteis,

compactos e domésticos.

A informatização dos registros

médicos está apenas começando na

China e a maioria dos registros ainda

é escrita à mão. “No futuro, registros

digitais e redes melhor conectadas

reduzirão o erro humano, melhorarão

os procedimentos e ampliarão o acesso

à informação médica”, completa.

T·TIME 1·2013 21


NOTÍCIAS [ATUALIDADES]

Inauguração

na Cidade

do Cabo

A Trelleborg Offshore & Construction

anunciou planos para abrir

novas instalações na Cidade do

Cabo (África do Sul), região que

a empresa considera um mercado-chave

em crescimento. Amit

Madan será o primeiro dos engenheiros

líderes da Trelleborg a

operar a partir da cidade, proporcionando

um relacionamento

mais próximo com os clientes e

garantindo uma abordagem face

a face. O novo escritório regional

será capaz de fornecer serviços

de engenharia interna e proverá

especificação inicial e serviços

de engenharia de aplicações de

pré-detalhamento (front-end

application engineering).

Que ajuda você gostaria

de ter para destacar

a resistência e durabilidade

de seus pneus? A do mais forte

do mundo, é claro. Em setembro de

2012, a Trelleborg Wheel Systems forneceu

pneus para o torneio do homem

mais forte do mundo, realizado em Los

Angeles (EUA). Os concorrentes carregaram

dois pneus 520/85R38

TM600 ao longo de uma pista

de 280 metros.

Expansão das instalações para

as ciências da vida nos EUA

A Trelleborg amplia sua presença na indústria norte-americana

das ciências da vida com a expansão e mudança de suas instalações

em Hudson, Massachusetts, a um custo de 7,3 milhões

de dólares. Programada para abrir no início de 2013, a nova

unidade vai produzir produtos de silicone para fabricantes

de equipamentos e usuários finais na indústria de ciências da

vida, que inclui produtos farmacêuticos, dispositivos médicos,

biotecnologia e áreas de atendimento ao paciente.Também

será expandida a capacidade de moldagem de precisão

por injeção de líquido (LIM), utilizando borracha de silicone

líquida (LSR) e instalações de salas limpas de produção.

“Vai ser uma de nossas instalações mais avançadas, com

automação completa. Ter uma forte presença na América do

Norte é fundamental. Grande parte da P&D em ciências da

vida é trazida ao mercado pelos EUA”, diz James Hederman,

Gerente de Produto da Trelleborg Sealing Solutions para ciências

da vida na América do Norte.

A Trelleborg lança uma viagem interativa

A grande variedade de produtos e soluções da Trelleborg em breve

poderá ser experimentada de uma nova maneira. O Mundo da Trelleborg

é um showroom online integrado, concebido como uma viagem

interativa, com diversas seções. O showroom permite aos visitantes

explorar soluções de engenharia Trelleborg em diferentes ambientes

da vida real, a partir do espaço e indo até o fundo do mar.

“Acredito que muitas pessoas irão se surpreender ao descobrir que

nossas soluções são vitais em muitas áreas”, diz Stefan Svärdenborn,

vice-presidente de Marca e Marketing da Trelleborg.

Ao longo da viagem, o visitante pode clicar em hotspots para explorar

várias soluções Trelleborg e ver como elas criam valor. Na seção

galeria podem ser encontrados artigos, filmes e informações detalhadas

sobre os produtos e soluções da empresa.

“A comunicação digital é importante e estamos entusiasmados

com esta maneira de apresentar nossos produtos e soluções. O design

interativo torna muito fácil para os visitantes interagirem com a

Trelleborg online e descobrir todo o potencial da nossa oferta”, diz

Svärdenborn.

O Mundo da Trelleborg está programado para ser lançado em

maio de 2013 e poderá ser acessado pelo site da Trelleborg.

22 T·TIME 1·2013


PALAVRA FINAL

Viagem patrocinada

para a lua

A Trelleborg está patrocinando a Omega Envoy, uma equipe

aeroespacial da Universidade Central Flórida que compete

no Google Lunar X PRIZE (GLXP). A equipe irá desembarcar

um robô na superfície da Lua para enviar imagens e dados.

A Trelleborg vai oferecer conhecimentos em vedação, orientação

de seleção e produtos para uso da equipe. A missão

está prevista para iniciar em 2014.

Foto: Omikron/NASA Omikron/NASA/Getty Images

FORÇA NO PEDAL

QUANDO FALAMOS EM ACELERAR, geralmente pensamos em

ir de zero a 60 km/h em nossos carros, ou para um piloto de

Fórmula 1, de zero a 360. A Fórmula 1 faz o coração bater

forte e a temporada de 2012 foi emocionante, com o talentoso

Sebastian Vettel se tornando o mais jovem tricampeão

do mundo.

A aceleração é um ato de equilíbrio e não se aplica apenas

aos veículos e à F1: ela também é um componente-chave

nos negócios.

Parcerias comerciais de sucesso são construídas em torno

da criação de valor e da aceleração do desempenho de forma

sustentável. Uma abordagem integrada, com esforços de

inovação conjuntos, bem como presença local de fabricação

e suporte, por exemplo, pode levar a novos e melhores produtos

e soluções. Isso pode acelerar o crescimento de uma

empresa e até mesmo de uma economia inteira.

Vettel acelerou para a glória no autódromo de Interlagos.

Além de ser o local da última prova da temporada, o Brasil

é um dos destaques de investimentos do mundo atualmente.

Os investimentos em produção, por exemplo, resultaram

em cerca de 66 bilhões de dólares em melhorias rodoviárias

e ferroviárias.

Empresas que investem em produção precisam de um

relacionamento muito próximo com os fornecedores-chaves

para gerenciar este crescimento e para acelerar o desempenho

sustentável.

A temporada das corridas de 2012 chegou ao fim e ninguém

sabe o que acontecerá em 2013. Parcerias em tecnologia,

contudo, continuarão a ser fundamentais para as escuderias,

acelerando ainda mais o desempenho para alcançar a tão desejada

primeira posição. O mesmo vale para as empresas que

trabalham em conjunto conseguirem acelerar o progresso e

alcançar uma posição de liderança mundial, assim como Vettel

e Red Bull fizeram.

Acelerar o desempenho de forma sustentável é um elemento

fundamental no processo de criação de valor da Trelleborg.

Saiba mais em trelleborg.com

A Trelleborg é líder mundial em soluções

de engenharia de polímeros que vedam,

amortecem e protegem aplicações

essenciais em ambientes rigorosos.

Suas soluções de engenharia inovadoras

aceleram o desempenho dos clientes de

forma sustentada. O Grupo Trelleborg

apresentou vendas anuais de cerca de

21 bilhões de coroas suecas (EUR 2,3

bilhões, USD 3,2 bilhões), em mais de

40 países. O Grupo abrange cinco áreas

de negócios: Trelleborg Coated Systems,

Trelleborg Industrial Solutions, Trelleborg

Offshore & Construction, Trelleborg Sealing

Solutions e Trelleborg Wheel Systems. Além

disso, a Trelleborg é detentora de 50% da

TrelleborgVibracoustic, líder global em

soluções de antivibração para veículos

leves e pesados, com vendas anuais de

14 bilhões de coroas suecas (EUR 1,55

bilhões, USD 2,2 bilhões) em cerca

de 20 países. As ações da Trelleborg

são negociadas na Bolsa de Valores de

Estocolmo desde 1964 e referenciadas

na NASDAQ OMX Nordic List, Large

Cap. www.trelleborg.com

Ilustração: Lina Ekstrand/Agent Molly

Patrik Romberg

Chefe de

Comunicação

Corporativa, Trelleborg

T·TIME 1·2013 23


At Trelleborg, we strive to make our customers successful by supplying smart

and sustainable solutions that are cost-efficient and long-lasting. But there is

an additional benefi t to what we do. Our solutions have a positive impact on

people, society and the world we live in. This is what we call Trelleborg’s Blue

Dimension , and our ambition is to make the world as blue as possible.

TRELLEBORG.COM/BLUEDIMENSION

More magazines by this user
Similar magazines