Pesquisa Especial de Tabagismo PETab - libdoc.who.int

libdoc.who.int

Pesquisa Especial de Tabagismo PETab - libdoc.who.int

ANEXO 2 Detalhamento do Plano amostral

Cadastros de Seleção

1º estágio: base territorial contendo a divisão administrativa vigente em 2000, com informações sobre tamanho

de população obtidas no Censo Demográfico 2000.

2º estágio: base operacional geográfica contendo a malha setorial vigente em 2000, com informações sobre

tamanho da população e quantitativos de unidades domiciliares obtidas no Censo Demográfico 2000.

3º estágio: cadastro de unidades domiciliares construído na operação de listagem, que consiste em relacionar,

ordenadamente, todas as unidades residenciais e não residenciais existentes na área dos setores censitários

selecionados para a pesquisa. Anualmente, com a finalidade de manter atualizado o cadastro e, desta forma,

preservar as frações de amostragem prefixadas, essa operação é realizada. Além desta atualização, com a

finalidade de acompanhar o crescimento dos municípios pertencentes à amostra, criou-se um cadastro complementar

constituído pelas unidades domiciliares existentes em conjuntos residenciais, edifícios e aglomerados

subnormais com 30 ou mais unidades residenciais, que tenham surgido nestes municípios após a realização do

Censo Demográfico 2000.

4º estágio: lista de moradores com 15 anos e mais de idade construída no momento da entrevista na unidade

domiciliar selecionada.

Tamanho da Amostra

O tamanho de amostra foi sugerido através de cálculo baseado em amostragem aleatória simples (AAS), a fim

de definir os níveis de precisão, medida pelo coeficiente de variação (cv), que seriam obtidos para as estimativas

de proporções em diversos níveis geográficos.

O plano amostral que foi adotado na investigação não foi amostragem aleatória simples de pessoas, por isso

foi feita uma correção nos valores dos coeficientes de variação considerando o efeito de plano amostral (EPA)

(design effects). Esta medida, EPA, indica o quanto o plano amostral por conglomerados é menos eficiente

(maior CV) que a amostragem aleatória simples. Os fatores que interferem no valor do EPA são o número de

domicílios/pessoas selecionados em cada setor e o coeficiente de correlação intraclasse, que mede o grau de

homogeneidade dentro dos setores em relação à variável de interesse.

Como não há informação sobre o comportamento da variável de interesse para calcular o EPA, seu valor foi

determinado considerando estudos sobre outras variáveis que provavelmente possuem efeito de conglomeração

maior. Para determinação do valor de EPA foram levados em conta a seleção da subamostra de domicílios e o

tamanho médio da amostra de pessoas por setor.

A fórmula utilizada foi a seguinte: CV




DEFF

N n P

Q


N 1

n , onde:

P

CV é o coeficiente de variação da estimativa de proporção;

n é o tamanho de amostra de pessoas;

N é o número total de pessoas;

P é a proporção de interesse;

Q = 1-P

1

n

1


DEFF é o efeito de plano amostral;

n é o tamanho médio da amostra de pessoas por setor e

1 é o coeficiente de correlação intraclasse.

ANEXOS

153

More magazines by this user
Similar magazines