Defesa TCC 21 nov 2012 [Modo de Compatibilidade] - Una

una.br

Defesa TCC 21 nov 2012 [Modo de Compatibilidade] - Una

PE-Safety BH

Formação do Mecânico Aeronáutico no Brasil:

Avaliação do Contexto Atual

Kerley Alberto Pereira de Oliveira

Renato Inácio Muller

Josué Irffi Júnior

Ilmar Pereira Dias Filho

Orientador: Prof. Dr.Donizeti de Andrade (ITA)

Co-orientador: Prof. Marcelo Soares Leão (ITA)

PE-Safety, ITA


ROTEIRO

INTRODUÇÃO

MECÂNICO AERONÁUTICO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

(Fonte: http://ninja-brasil.blogspot.com.br/2010/07/carreiras-na-aviacao-civil.html

Acesso em 02 set. 2012)

PE-Safety, ITA

2/57


ROTEIRO

Convenção de Chicago 1944

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

Anexo 1 – Licenças de Pessoal

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

Requisitos mínimos necessários à

formação de mecânicos aeronáuticos

PE-Safety, ITA

3/57


MANUAIS

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

4/57


Requisitos para Formação do Mecânico Aeronáutico

Ter completado 18 anos de idade e ter concluído, com

aproveitamento, o ensino médio, antigo 2º grau

mecânico aeronáutico nível básico: 300 horas de teoria básica

mecânico aeronáutico célula: 650 horas de teoria e 60 horas de prática

mecânico aeronáutico motores: 650 horas de teoria e 60 horas de prática

mecânico aeronáutico aviônicos: 650 horas de teoria e 60 horas de prática

PE-Safety, ITA

5/57


CENÁRIO

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

Analógico

Fragmentado

Cartesiano

Digital FADEC

Multidisciplinar FMS

Visão GPS

do todo

G1000

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

(Fonte: http://calebe-odemolidordegigantes.blogspot.com.br/2010/07/pare-e-pense_05.html

Acesso em 02 set. 2012)

PE-Safety, ITA

6/57


HIPÓTESE

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

Os Requisitos para Formação

do Mecânico Aeronáutico

possuem uma leitura

contemporânea?

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

7/57


JUSTIFICATIVAS

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

8/57


JUSTIFICATIVAS

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

9/57


JUSTIFICATIVAS

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

10/57


MECÂNICO AERONÁUTICO

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA


PE-Safety, ITA 12/57


MECÂNICO AERONÁUTICO

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

13/57


JUSTIFICATIVAS

PE-Safety, ITA 14/57


MECÂNICO AERONÁUTICO

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA


JUSTIFICATIVAS

PE-Safety, ITA 16/57


OBJETIVO

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

Propor uma leitura

contemporânea dos manuais

de curso de formação de

mecânicos

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

17/57


ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

Histórico da Formação do

Mecânico Aeronáutico na Brasil

1916 – Escola da Marinha

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

1918 – Exército se junta à Marinha

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

1941 – Criação do Ministério da Aeronáutica

Baixadas Instruções para Formação de Mecânico Militar

Extinção da Escola de Aviação Naval e da Escola de

Aviação Militar

Criação da Escola de Especialistas de Aeronáutica

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

18/57


HISTÓRICO

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

Escola de Especialistas de Aeronáutica - Guaratinguetá, 1950

RESULTADOS

CONCLUSÕES

(Fonte: http://www.eear.aer.mil.br/eear/historico.htm. Acesso em 02 set. 2012)

PE-Safety, ITA

19/57


HISTÓRICO

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

Escola de Especialistas de Aeronáutica - 2012

RESULTADOS

CONCLUSÕES

(Fonte: http://www.eear.aer.mil.br/eear/historico.htm. Acesso em 02 set. 2012)

PE-Safety, ITA

20/57


HISTÓRICO

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

1990 – Primeiras Faculdades de Ciências Aeronáuticas

2000 – Primeiro Curso Superior de Formação de

Mecânicos Aeronáuticos

Curso Superior de Tecnologia em Manutenção de

Aeronaves

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

21/57


MEC

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

22/57


CONFLITO DE INTERESSES

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

23/57


MATRIZ CURRICULAR

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

24/57


MATRIZ CURRICULAR

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

25/57


MATRIZ CURRICULAR

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

26/57


MATRIZ CURRICULAR

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

27/57


ROTEIRO

INTRODUÇÃO

Material Didático

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

(Fonte: EEAR, 2005)

PE-Safety, ITA

28/57


MATERIAL DIDÁTICO

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

(Fonte: EEAR, 2005)

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

(Fonte: IAC, 2004)

PE-Safety, ITA

29/57


MATERIAL DIDÁTICO

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

(Fonte: FAA, 2012)

PE-Safety, ITA

30/57


MATERIAL DIDÁTICO

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

(Fonte: JAA, 2007)

PE-Safety, ITA

31/57


ROTEIRO

Cursos Homologados

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

92 Registros de Escolas Ativas na ANAC

6 São Cursos Superiores

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

Anápolis

Goiânia

Belo Horizonte

São Paulo

Paraná

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

32/57


CURSOS HOMOLOGADOS

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

Centro Universitário de Anápolis – Anápolis – GO

Homologado para CEL, GMP e AVI.

Forma Tecnólogo em Manutenção de Aeronaves

3 anos de duração - Noturno

Matriz curricular do curso não disponível no site da

instituição

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

Faculdade de Tecnologia SENAI ítalo Bologna –

Goiânia – GO

Homologado para CEL, GMP e AVI

Não possui site específico do curso com maiores

informações

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

33/57


CURSOS HOMOLOGADOS

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

FUMEC – Faculdade de Engenharia e Arquitetura

Belo Horizonte – MG

Homologado para CEL, GMP e AVI

Forma Tecnólogo em Manutenção de Aeronaves

3 anos de duração – Noturno – 2.880 horas

Matriz curricular disponível no site da instituiçã

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

IFSP – Campus São Carlos – São Carlos – SP

Homologado para CEL e GMP

Forma Tecnólogo em Manutenção de Aeronaves

3 anos de duração – Noturno – 2.880 horas

Matriz curricular do curso não disponível no site da

instituição

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

34/57


CURSOS HOMOLOGADOS

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

Centro Universitário UNA – Belo Horizonte – MG

Homologado para CEL, GMP e AVI

Forma Tecnólogo em Manutenção de Aeronaves

3 anos de duração – Noturno – 3.000 horas

Matriz curricular disponível no site da instituição

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

Universidade Tuiuti do Paraná – Curitiba - PR

Homologado para CEL, GMP e AVI

Forma Tecnólogo em Manutenção de Aeronaves

3 anos de duração – Noturno – 2.700 horas

Matriz curricular disponível no site da instituição

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

35/57


ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

Questionário

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

Centro de Manutenção de uma Empresa de

Linha Aérea de Grande Porte

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

36/57


Presença Feminina na

Aviação Civil

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

14%

OBJETIVO

M

F

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

86%

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

37/57


Tipos de Licença

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

Licença dos mecânicos

JUSTIFICATIVA

67%

70%

OBJETIVO

60%

50%

33%

40%

REFERENCIAL TEÓRICO

30%

20%

10%

PESQUISA DE CAMPO

0%

CCT

CHT

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

38/57


Tipos de CCT

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

CCT

JUSTIFICATIVA

20%

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

40%

CEL

GMP

AVI

PESQUISA DE CAMPO

40%

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

39/57


Tipos de CHT

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

CHT

JUSTIFICATIVA

13%

OBJETIVO

CEL

REFERENCIAL TEÓRICO

29%

58%

GMP

AVI

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

40/57


ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

Tempo de Empresa

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

60%

50%

40%

30%

20%

10%

0%

< 1 1 e 4 4 e 7 7 e 10 10 e 12

anos

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

41/57


ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

Tempo na Aviação

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

50%

40%

30%

20%

10%

0%

< 1 1 e 4 4 e 7 7 e 10 10 e 12 > 13

anos

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

42/57


ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

Cursos ou treinamentos nos últimos 2 anos

JUSTIFICATIVA

12%

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

Sim

Não

PESQUISA DE CAMPO

88%

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

43/57


ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

Escolaridade dos Mecânicos

JUSTIFICATIVA

médio completo

60%

OBJETIVO

sup incompleto

31%

REFERENCIAL TEÓRICO

sup completo

9%

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

44/57


ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

Gostaria de fazer um curso superior?

100%

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

100%

80%

60%

40%

0%

20%

PESQUISA DE CAMPO

0%

Sim

Não

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

45/57


ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

Gostaria de fazer um curso superior na área da

aviação?

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

Não

31%

REFERENCIAL TEÓRICO

Sim

69%

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

46/57


ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

Em sua opinião, para um Mecânico de Manutenção de

Aeronaves, o Curso Superior em Manutenção de

Aeronaves traria benefícios para sua carreira

profissional?

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

Não

12%

PESQUISA DE CAMPO

Sim

88%

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

47/57


ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

Você concorda que a metodologia de ensino voltada

para a formação do Mecânico de Manutenção de

Aeronaves está de acordo com o atual cenário

aeronáutico ou, em sua opinião, o que deveria ser

melhorado?

Sim; 8%

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

Não; 92%

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

algumas respostas...

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

48/57


RESPOSTAS DOS MECÂNICOS

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

“TEM ALUNO QUE CHEGA PARA TRABALHAR E NÃO

SABE DISTINGUIR CHAVE COMBINADA DE CHAVE

DE BOCA, NÃO SABE TRANSFORMAR MILÍMETRO

EM POLEGADA. AS ESCOLAS DEVERIAM INVESTIR

MAIS NAS AULAS PRÁTICAS”. 15 ANOS NA

AVIAÇÃO

“OS CURSOS SÓ PENSAM EM FAZER O ALUNO

PASSAR NA BANCA DA ANAC. NÃO SE ENSINA

NADA RELACIONADO A TECNOLOGIAS ATUAIS” 12

ANOS NA AVIAÇÃO

“PARA SER MECÂNICO, NÃO PRECISA TER CURSO

SUPERIOR, BASTA A CHT”. 5 ANOS NA AVIAÇÃO

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

49/57


RESPOSTAS DOS MECÂNICOS

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

“O IMPORTANTE NA AVIAÇÃO É A CHT. PREFIRO

FAZER OUTROS CURSOS”. 3 ANOS NA AVIAÇÃO

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

“... A ANAC ESTÁ DESATUALIZADA E COBRA EM

SUAS PROVAS “COISAS” QUE NEM EXISTEM MAIS

E AS ESCOLAS MOLDAM OS ALUNOS NESSA

DIREÇÃO” 3 ANOS NA AVIAÇÃO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

“AS ESCOLAS DE MANUTENÇÃO APENAS

PREPARAM PARA A PROVA DA ANAC. NÃO É

POSSÍVEL FAZER NENHUM REPARO EM UMA

AERONAVE COM O CURSO DADO NAS ESCOLAS”.

3 ANOS NA AVIAÇÃO.

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

50/57


HIPÓTESE

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

Os Requisitos para Formação

do Mecânico Aeronáutico

possuem uma leitura

contemporânea?

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

NÃO!

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

51/57


OBJETIVO ALCANÇADO

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

Propor uma leitura

contemporânea dos manuais

de curso de formação de

mecânicos

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

52/57


CONCLUSÕES

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

Questionário Desmotivação

Descrença

Despreparo

Desatualização

JUSTIFICATIVA

Segurança de Aviação

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

Política Nacional de Aviação Civil

Decreto 6.780/2009

Ações estratégicas lideradas pelo Estado para a garantia

da suficiência dos recursos humanos

RESULTADOS

Processo: 00055.001252/2012-62. CONCORRÊNCIA Nº 1/2012

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

53/57


LIMITAÇÕES DO TRABALHO

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

- Tamanho da amostra das entrevistas

- Pesquisa em outros países

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

54/57


RECOMENDAÇÕES

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

1 -Atualização

Currículo

Material Didático

Provas (bancas)

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

RESULTADOS

2 – Cursos Superiores em IES Públicas

3 – Maior abertura das empresas para parcerias

4 – Doação de sucatas da FAB às escolas

5 – Promover formação de Docentes

6 – Maior interação entre ANAC, MEC, Mercado e IES

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

55/57


TRABALHOS FUTUROS

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

JUSTIFICATIVA

OBJETIVO

1 – Comparativo sobre a formação dos

mecânicos e docentes nacionais e

internacionais

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

2 – Mapeamento dos Cursos de Pós-

Graduação no Brasil

RESULTADOS

CONCLUSÕES

PE-Safety, ITA

56/57


PE-Safety BH – Turma 1

ROTEIRO

INTRODUÇÃO

HIPÓTESE

“Não encontre defeitos, encontre soluções”

JUSTIFICATIVA

Henry Ford

OBJETIVO

REFERENCIAL TEÓRICO

PESQUISA DE CAMPO

Kerley Alberto Pereira de Oliveira

Renato Inácio Muller

Josué Irffi Júnior

Ilmar Pereira Dias Filho

RESULTADOS

CONCLUSÕES

(Fonte: http://bestcars.uol.com.br/ph2/252b.htm Acesso em 02 set. 2012)

PE-Safety, ITA

More magazines by this user