Views
3 years ago

CRIANÇAS EM CASA, PAIS NO TRIBUNAL - Futuro Eventos

CRIANÇAS EM CASA, PAIS NO TRIBUNAL - Futuro Eventos

CRIANÇAS EM CASA, PAIS NO TRIBUNAL - Futuro

POLÊMICA Por Márcio Seidenberg editorial@humanaeditorial.com.br CRIANÇAS EM CASA, PAIS NO TRIBUNAL Entenda o embate jurídico das famílias cuja formação educacional dos filhos acontece fora da escola formal “O Nunes, pai de Davi descontentamento com a escola era meu”, justifica Cleber de Andrade Andrade Amorim Nunes, de 17 anos; de Jônatas Andrade Amorim Nunes, de 16 anos; e de Ana Andrade Amorim Nunes, de 3 anos, ao resolver, no início de 2006, educar os meninos em casa, quando cursavam, no município de Timóteo (MG), respectivamente, a 6ª e a 5ª séries. O procedimento foi condenado pela justiça da cidade, tanto na esfera civil quanto criminal. Os pais desistiram de recorrer após duas tentativas, mas mantiveram os filhos longe das instituições de ensino. Morador da pequena Vargem Alegre (MG), a 250 km de Belo Horizonte, Nunes explica que planejou com a esposa, Bernadeth Nunes, em 2004, uma “virada radical”. “Frear a expansão da empresa, ir ‘pensando pequeno’, trabalhar em casa e ter os filhos estudando conosco”, diz. Bernadeth interrompeu o 8º semestre da faculdade de Arquitetura para se dedicar integralmente à atividade domiciliar. Nunes afirma que a adoção do homeschooling (na tradução para o português, “escola em casa”), no seu caso, está vinculada a um investimento em qualidade de vida. “É uma faceta de algo mais abrangente, de um projeto de família. A mudança trouxe coesão, resgate, afirmação de valores que considero vitais, como união e prática religiosa. Na educação e no ensino, a família é o grande alicerce”, reflete ele, que estudou até o 1º ano do ensino médio. Para Nunes, as instituições de ensino deixaram de trazer benefícios. “Ficaram obsoletas. O custo de gastar quatro, cinco horas por dia na escola ficou altíssimo. Confinar alunos em sala de aula mesmo sabendo que poderiam aprender em liberdade”, compara. Ele acredita que existem influências negativas com as quais os filhos têm contato no ambiente estudantil, especialmente com os outros alunos. “A escola tem um ensinamento, a família, outro. Um ser humano em desenvolvimento precisa ser conduzido. A educação é também um ato político.” Em casa, a rotina de estudos foi se moldando naturalmente ao longo de 2006, num trabalho que Nunes definiu de “desescolarização”. “Não havia planejamento de atividades. Sem horário fixo, sem ser metódico. O nosso dia a dia estava conectado ao aprendizado, eram momentos de compartilhamento de informações, de interação”, recorda-se. Para ele, aprendizagem é um processo tranquilo e simples, e não necessariamente li- 36 GESTÃO Educacional ® maio de 2011 PARA ASSINAR: www.gestaoeducacional.com.br

Interação lúdica do - Futuro Eventos
9º Congresso Internacional - Futuro Eventos
Acesse e confira a reportagem de capa, os ... - Futuro Eventos
Reportagem 20 anos Educar/Educador - Futuro Eventos
Confira! Leia a matéria na íntegra. - Futuro Eventos
Acesse e confira a reportagem de capa! - Futuro Eventos
APRESENTAÇÃO DOS TRABALHOS ... - Futuro Eventos
Leia a matéria na íntegra. - Futuro Eventos
9ª Jornada Internacional de Educação do Estado ... - Futuro Eventos
José Olimpio dos Santos 2 - Futuro Eventos
anais do v encontro brasileiro de motricidade ... - Futuro Eventos
Casa do Pai, Casa da Mãe: A Coparentalidade após o ... - SciELO
lista de trabalhos aprovados fique atento ao dia ... - Futuro Eventos
Elane Queiroz Carneiro Ribeiro - texto editado - Futuro Eventos
RELATÓRIO DA CASA DE APOIO DOS PAIS ... - Unifesp
Missão dos Pais Espíritas - Centro Espírita Casa do Caminho
Clique aqui para acessar o edital do evento - Tribunal Regional ...
A Escola do Futuro é aquela onde o Presente vale a pena ser vivido
Clique aqui para acessar a programação do evento - Tribunal ...
Eventos 2011 - Tribunal de Contas do Estado de São Paulo