Views
3 years ago

Capitulo 6

Capitulo 6

Capitulo 6 Máquinas CA Se o motor já estivesse girando, esse campo apesar de pulsante seria suficiente para manter seu movimento, pois a própria inércia do rotor faz com que ele continue girando. O grande problema então é a partida do motor. Para se resolver esse problema constrói-se um enrolamento auxiliar defasado de 90º mecânicos do enrolamento principal. Liga-se então um capacitor em série com o enrolamento auxiliar, pois desta forma garantimos uma defasagem perto dos 90° elétricos entre as correntes do enrolamento principal e do enrolamento auxiliar simulando assim um motor bifásico. Desta forma então, o motor passa a possuir um conjugado de partida. A este motor damos o nome de motor de indução monofásico de fase auxiliar. Podemos também utilizar resistências elétricas para produzir este defasamento, porém é mais comum o uso de capacitores. Estes motores possuem ainda uma chave centrífuga que desliga o enrolamento auxiliar quando o motor atinge uma determinada rotação em que apenas seu campo pulsante mantém seu movimento, observe o esquema abaixo. Capacitor de partida Enrolamento auxiliar A 1 Enrolamentos principais Chave centrífuga A 2 Motor monofásico de fase auxiliar Os motores monofásicos também podem ser ligados em um sistema bifásico, pois na realidade temos dois enrolamentos principais, que podem ser ligados em série ou paralelo. A figura abaixo representa seu esquema em um sistema trifásico a 4 fios de 220V de linha. Ligações motor monofásico Temos ainda um outro tipo de motor de indução, o motor de campo distorcido. Este tipo de motor possui pólos salientes e em cada pólo é colocada uma cinta de cobre conforme figura abaixo. Cinta Enrolamento de campo Del – UFES 6-14 Professor Vinícius Secchin

Capitulo 6 Máquinas CA Quando o campo magnético no estator começa a aumentar, é produzida uma corrente induzida na cinta que vai se opor ao campo indutor, desta forma temos uma concentração maior de linhas de campo na parte inferior do pólo. Quando o campo chega ao máximo não temos corrente induzida na cinta, então as linhas de campo se distribuem uniformemente no pólo. Após o ponto de máximo o campo começa a decrescer, ou seja, variar, produzindo assim uma corrente induzida na cinta que se opõe a sua variação, concentrando assim as linhas de campo dentro dela. Este movimento do campo produz um conjugado muito fraco, mas suficiente para colocar o motor em movimento. A figura abaixo representa o que foi dito. Quando a corrente inverte seu sentido temos o mesmo fenômeno porém no sentido contrario. A B B A C C Funcionamento motor de campo distorcido Os motores de indução por não apresentarem muito rendimento, tem sua aplicação restrita, sendo de potências fracionarias e de uso mais doméstico. 6.2.4.2 – Motores monofásicos tipo série A característica construtiva de um motor CA série é idêntica ao circuito de um motor CC série, pois sabemos que se invertermos o sentido da corrente no mesmo, sua rotação não inverte o sentido, sendo possível ser alimentado por uma corrente alternada. A única diferença é que a bobina de campo do motor série CA possui menos espiras afim de reduzir sua reatância. Esquema ligação do motor CA série Suas características gerais são as mesmas do motor CC série e suas potências não são superiores a 1CV. São muito usados em pequenos aparelhos elétricos portáteis, como máquina de furar, ventiladores, serra mármore, etc. Del – UFES 6-15 Professor Vinícius Secchin

Capítulo 6. – Organização da Informação - Ibict
Capítulo 6 - Uma Igreja de presença e sinal do Reino - Arquidiocese ...
Capítulo 6, Processos de melhoria contínua, parte B - André Jun ...
5201 Po Sparc IS 6/02 - Sram
Motor de Indução Trifásico (MIT) - IFBA
Máquinas Elétricas para Automação Capítulo 2 – Máquinas ... - Unesp
S - Programa de Engenharia Elétrica - UFRJ
Capítulo V Máquinas Síncronas - IFBa
6- Rendimento dos Motores de CC - Eletronica.org
C13 capitulo 6 levantamentos hidrograficos - Instituto Hidrográfico
Capitulo 6 - Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFMG
Eletrotécnica Comandos Elétricos Ligação de Motores - Intranet ETB
C13 capitulo 6 levantamentos hidrograficos - Instituto Hidrográfico