Estudos Setoriais de Inovação - Sistema Moda Brasil

sistemamodabrasil.com.br

Estudos Setoriais de Inovação - Sistema Moda Brasil

empresas de porte intermediário em relação às empresas do setor de vestuário e

acessórios, ambas de capital majoritariamente nacional.

Tabela 2.11

Número de empresas da Indústria Têxtil em 1996, 2000 e 2005

Número de empresas Taxa de crescimento (%)

Pessoal ocupado 1996 2000 2005 96/00 00/05 96/05

ATÉ 49 7.857 8.521 9720 8,45 14,07 23,71

DE 50 A 99 357 376 457 5,32 21,54 28,01

DE 100 A 249 313 270 305 -13,74 12,96 -2,56

DE 250 A 499 162 153 163 -5,56 6,54 0,62

DE 500 A 999 100 61 54 -39,00 -11,48 -46,00

1000 OU MAIS 38 35 36 -7,89 2,86 -5,26

Total 8.827 9.416 10735 6,67 14,01 21,62

Fonte: RAIS/MTE.

Alguns autores 1 apontam o elo da indústria química como o que compromete a

competitividade brasileira nos produtos derivados de fibras químicas, tendo em vista o

crescente uso mundial dessas na confecção de roupas em virtude de suas vantagens visà-vis

fibras naturais. 2 O fato é que a indústria nacional de fibras e filamentos químicos não

possui oferta adequada à cadeia têxtil-vestuário, criando a necessidade de volumes de

importações crescentes ao longo do tempo, principalmente a partir de 2003 (Gráfico 2.3).

Tabela 2.12

Número de empresas da Indústria de Vestuário em 1996, 2000 e 2005

Número de empresas

Taxa de crescimento

Pessoal ocupado 1996 2000 2005 96/00 00/05 96/05

ATÉ 49 30.305 33.480 40.293 10,48 20,35 32,96

DE 50 A 99 661 781 1.166 18,15 49,30 76,40

DE 100 A 249 332 360 479 8,43 33,06 44,28

DE 250 A 499 94 89 96 -5,32 7,87 2,13

DE 500 A 999 32 24 21 -25,00 -12,50 -34,38

1000 OU MAIS 12 11 11 -8,33 0,00 -8,33

Total 31.436 34.745 42.066 10,53 21,07 33,81

Fonte: RAIS/MTE.

1 Como, por exemplo, Prochnik (2002).

2 Fundação Vanzolini (2001) destaca que as roupas com fibras químicas se assemelham às confeccionadas

com fibras naturais em relação ao conforto e as superam em termos de características de uso (menor

necessidade de passar, maior repelência a sujeira, menores cuidados na lavagem doméstica), durabilidade,

além de possuírem preço competitivo. Viana et al. (2008) destacam que elas são mais resistentes a atritos e

tensionamentos, gerando aumento da produtividade dos teares.

14

More magazines by this user
Similar magazines