Views
3 years ago

No pior desempenho do ano, empregos têm forte queda - O Paraná

No pior desempenho do ano, empregos têm forte queda - O Paraná

B14|OPR ESPORTES|

B14|OPR ESPORTES| SELEÇÃO BRASILEIRA Rio - Mesmo vencendo a Argentina por 2 a 1, no Superclássico das Américas, na quarta-feira, a Seleção Brasileira foi muito criticada pelo público que compareceu ao Serra Dourada. Alvo preferido, o técnico Mano Menezes foi chamado de “burro” pela torcida. Para se defender, o comandante da equipe apelou a uma declaração polêmica para rebater aqueles que consideram o seu trabalho pouco produtivo à frente da equipe nacional. Depois de ser criticado, o treinador citou uma invencibilidade questionável ao levar em conta apenas uma parte dos últimos jogos realizados pelo time verde e amarelo. “Completamos um ano e um mês desde a última derrota quando tivemos a Seleção Brasileira totalmente completa à disposição, no jogo contra a Alemanha, no dia 10 agosto de 2011”, comentou. Jornal O Paraná Sexta-feira, 21 de setembro de 2012 Mano Menezes rebat ebate e críticas citando retr trospect ospecto o da equipe Técnico citou invencibilidade considerando apenas parte dos últimos jogos disputados O retrospecto de Mano deixa de lado os tropeços no projeto com o time olímpico. Na preparação para Londres- 2012, a equipe sofreu derrotas em amistosos contra o México e a Argentina. Na se- Capitão da Seleção em 2002, Cafu reencontra taça do penta São Paulo - Em viagem pela Suíça Suíça para promover a campanha de um patrocinador esportivo, o ex-jogador Cafu foi chamado pela Fifa para reencontrar o objeto que mais marcou a sua carreira no futebol. Ao se deparar com a taça que levantou após o pentacampeonato da Seleção Brasileira, em 2002, o ex-lateral comemorou a oportunidade dada pela entidade e ouviu uma leve provocação do secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke. O francês já se envolveu em outras polêmicas no Brasil e se tornou desafeto de Aldo Rebelo ao dizer que os organizadores da Copa do Mundo de 2014 mereciam “um chute no traseiro”. Desta vez, o dirigente foi mais Gols de Paulinho e Neymar não salvaram a Seleção Brasileira das críticas dos torcedores além e brincou com o roubo da Taça Jules Rimet, em 1983. “Não vai perder a taça, hein? Isso já aconteceu por lá”, disse Valcke, em tom de brincadeira. Sua provocação, entretanto, foi minimizada logo em seguida com a certeza de que o Brasil poderá conquistar o hexacampeonato no torneio realizado em solo nacional. “O Cafu sabe bem o que significa segurar esse troféu. Deve ser um incentivo para a Seleção Brasileira tentar voltar a vencer essa taça em 2014”, ressaltou Valcke. O ex-jogador será o responsável por conduzir a taça de volta para o Brasil. O troféu está guardado na sede da Fifa, em Zurique, e viajará para o País nos próximos dias. RAFAEL RIBEIRO quência, mais um fracasso. Na decisão do ouro olímpico, a Seleção caiu novamente diante dos mexicanos. Embora sem a simpatia de parte considerável da torcida, Mano Menezes promete manter a linha para falar sobre a sua confiança no projeto da Copa das Confederações de 2013 e da Copa do Mundo de 2014. “Acreditamos que a equipe está no caminho certo, com evoluções pontuais”, ressaltou. A Roma promoveu uma eleição no fim de junho para eleger a escalação ideal da história do clube. O resultado, divulgado ontem, teve três brasileiros entre os 11 selecionados: Aldair (foto), Cafu e Falcão. Os três fizeram parte dos dois títulos italianos mais recentes da Roma. Falcão foi o principal condutor do time que se sagrou campeão em 1983. Já Cafú e Aldair foram destaques da conquista de 2001. A escalação ideal da Roma de acordo com os torcedores é a seguinte: Franco Tancredi, Cafú, Giacomo Losi, Aldair, Francesco Rocca, Fulvio Bernardini, Agostino Di Bartolomei, Falcão, Bruno Conti, Roberto Pruzzo e Amedeo Amadei. UFC: Jon Jones reverencia experiência de Vitor Belfort Las Vegas - Dez anos mais velho do que Jon Jones, Vitor Belfort terá a oportunidade neste sábado de desbancar o mais jovem dono de cinturão da história do UFC (Ultimate Fighting Championship). Na mesma situação de seu rival em 1997, quando foi campeão entre os Pesados com apenas 19 anos, o brasileiro ignorou sua experiência e disse que seus cabelos brancos não farão diferença no duelo pelo título dos Meio-Pesados. “Até onde eu sei, o cabelo não faz nenhuma diferença na luta. A cor do meu cabelo não importa e sim a minha força”, disse o brasileiro. Já Jones afirmou ver Belfort como uma lenda e lembrou a vitória do brasileiro sobre Wanderlei Silva, em 1998, quando tinha apenas onze anos de idade. “Quando Belfort ganhou seu primeiro título, eu era apenas um garoto. Lembro quando GETTY IMAGES ROMA | Time ideal tem três brasileiros ele derrubou Wanderlei Silva com uma série de socos. Foi incrível”, afirmou. Alvo de diversas críticas após ter negado uma luta com Chael Sonnen no UFC 151, que acabou sendo cancelado, Jones também respondeu àqueles que disseram que ele teve medo de encarar o compatriota. Na opinião do lutador, o desafio contra Belfort é um desafio muito maior. “Belfort é muito mais intimador do que Sonnen. Para quem JORGE CORRÊA Segundo Jones, Belfort é rival mais difícil que Chael Sonnen disse que eu estava com medo, escolhi uma luta muito mais difícil”, comentou. esporte@oparana.com.br SEGUNDO JOGO A partida de volta do Superclássico das Américas está marcado para o dia 3 de outubro, em Resistencia, na Argentina. Para o segundo confronto, o técnico Mano Menezes disse que espera um jogo mais aberto no duelo. Segundo ele, a equipe de Alejandro Sabella terá de ser mais ofensiva, porque atuará em casa e precisará reverter o placar para ser campeã. O treinador da Seleção não revelou se fará mudanças na equipe, mas a tendência é que para esse jogo ele mantenha a formação com Neymar, Lucas e Luis Fabiano. Relatório apresenta má gestão financeira no futebol espanhol Barcelona - Um relatório anual sobre as finanças do futebol espanhol, divulgado ontem, apresenta panorama negativo da situação atual dos clubes e do campeonato nacional, definido como uma agonia lenta provocada pela má gestão econômica. O estudo foi elaborado pelo economista José María Gay de Liébana, professor da Universidad de Barcelona. O relatório se baseia nas principais ligas do futebol europeu: inglesa, alemã, italiana e francesa. Segundo o especialista, apenas os gigantes Barcelona e Real Madrid conseguem prosperar no país e o restante dos clubes está estagnado. “A liga espanhola não cresce, cresce só para dois clubes, Barcelona e Real. Os demais estão como estavam há cinco anos. O futebol espanhol está morrendo e os estádios estão me dando razão”, afirmou. Segundo o relatório, a principal causa do déficit no futebol do país são os salários dos jogadores. O estudo ainda mostra as diferenças nas receitas dos clubes da elite do futebol da Espanha. Barcelona e Real Madrid, R$ 1,1 bilhão e R$ 1,2 bilhão, respectivamente, estão em patamar muito superior a rivais como Valencia (R$ 321 milhões), Atlético de Madrid (R$ 259 milhões) e Sevilla (R$ 215 milhões). DIREITOS TELEVISIVOS Sobre a liga espanhola, José María Gay de Liébana ressaltou especialmente a divisão dos direitos televisivos, na qual Real Madrid e Barcelona ficam com praticamente 50% do montante.

esporte@oparana.com.br Jornal O Paraná |OPR ESPORTES|B15 Sexta-feira, 21 de setembro de 2012 VIPCOMM MERCADO DA BOLA Tricolor ter erá Ganso por cinco tem empor poradas Salário do meia será de R$ 350 mil; São Paulo ficará com 32% do passe do atleta São Paulo - Depois de definir a transferência do Santos para o São Paulo nesta quinta-feira, encerrando uma longa novela, o meia Paulo Henrique Ganso fará exames na manhã desta sexta-feira - cardiológicos, no HCor, e ortopédicos, no CT da Barra Funda. Depois, já deve usar as instalações do clube. Na venda do jogador, a DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, que detinha 55% dos direitos econômicos dele, agora passará a ter 68%. Já o clube do Morumbi ficará com 32%. Vale lembrar que a empresa ajudou na transferência com cerca de R$ 7,5 milhões, enquanto o Sampa pagou cerca de R$ 16,5 milhões, chegando a quase R$ 24 milhões na transação total pelos 45% dos direitos que pertenciam ao Santos. O Peixe ainda conseguiu uma cláusula que lhe dá 5% do lucro de uma possível venda nos próximos dois anos. Antes, o clube cogitou ter 10% do lucro, ou até mesmo manter 5% dos direitos econômicos. Paulo Henrique Ganso está lesionado e terminará tratamento no Reffis do São Paulo O acordo foi selado ontem pela manhã, após uma reunião entre DIS, Santos, São Paulo e Ganso na sede do Sonda, no Conjunto Nacional, em São Paulo. Com tudo acertado, as partes definiram a negociação e encerraram uma novela que se arrastou por mais de um mês. O contrato de Ganso com o São Paulo é de cinco temporadas e ele receberá cerca de R$ 350 mil de salário. FLAMENGO|Negueba se despede até 2013 O Flamengo envolveu Negueba (foto, à esq.) na negociação com o São Paulo para ter o meia Cléber Santana, e o atacante vai jogar no clube do Morumbi por empréstimo de um ano a partir de janeiro de 2013, com preço fixado em 3,5 milhões de euros (R$ 9,1 milhões, equivalente a 70% dos direitos econômicos). Para ficar com 70% dos direitos econômicos de Cléber Santana, que tinha contrato com o Tricolor até janeiro e estava emprestado ao Avaí até dezembro, o Rubro-Negro deu ao clube paulista a opção de escolher um jogador do seu elenco. ÚLTIMOS CAPÍTULOS O negócio entre São Paulo e Santos foi de quase sacramentado na última sexta-feira a improvável até a última quarta. Tudo porque o Santos resolveu exigir que uma dívida que tem com a DIS, por conta das vendas de Wesley e André, em 2010, fosse abatida na operação. A empresa não concordou e, com a ajuda do São Paulo, conseguiu que o clube praiano desistisse da ideia. Por conta do não pagamento do valor, o Santos chegou a ter 20% das receitas de patrocínio e acordos comerciais penhorados pela Justiça. Com o acordo com a DIS por Ganso, o Peixe terá ainda o direito de receber de terceiros as receitas por um imóvel - o CT Meninos da Vila, local de treinamento das categorias de base. Brasileiros conhecem os rivais na Sul-Americana São Paulo - Os jogos da última quarta-feira pela Copa Sul-America definiram o caminho dos times brasileiros na briga pelo título da competição, que dá ao vencedor uma vaga na Libertadores de 2013. Grêmio e Palmeiras, que aguardavam seus rivais, vão enfrentar Barcelona (QUE) e Millionarios (COL), respectivamente, e podem se encontrar já nas quartas de final. O possível confronto entre as duas equipes, que já fizeram um duelo tenso na semifinal da Copa do Brasil deste ano, será o único entre brasileiros. São Paulo e Atlético-GO estão do outro RIVALDO GOMES lado da chave e só se encontrariam em uma semifinal. O time de Lucas e Luís Fabiano enfrentará nas oitavas de final a LDU de Loja, do Equador, que surpreendeu ao eliminar o Nacional (URU). Já o Atlético-GO terá como adversário a Universidad Católica, do Chile. As equipes se enfrentarão em 26 de setembro e 24 de outubro, embora as datas e horários de cada confrontos ainda não estejam definidos. Ontem, no último jogo da segunda fase da Sul-Americana, entre Envigado (COL) e Liverpool (URU) definiram o adversário do Independiente (ARG). ARGENTINO 19h10 Belgrano x Godoy Cruz 21h15 Atlético Rafaela x Tigre ALEMÃO 15h30 Nuremberg x E. Frankfurt SÉRIE B 19h30 Avaí x Guaratinguetá 21h Joinville x Paraná Clube 21h ABC x Guarani FRANCÊS 15h45 Montpellier x Saint-Etienne PORTUGUÊS 16h15 Moreirense x V. de Guimarães Série B: Toninho Cecílio muda o Paraná na estreia Joinville - Em Joinville, às 21h desta sexta-feira, pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro de Futebol, o técnico Toninho Cecílio estreia no comando do Paraná Clube e já promoverá novidades na equipe titular, com as entradas de Paulo Henrique, Amarildo e Wellington. Sem contar com o zagueiro Anderson, lesionado, o comandante paranista armou a defesa com Paulo Henrique na lateral-direita, Amarildo e Alex Alves na zaga e Fernandinho na lateral-esquerda. O meio-campo terá Ricardo Conceição, Packer, Lúcio Flávio, Wellington e Luisinho. Arthur segue como opção ofensiva. Na tabela de classificação, o Joinville é o sexto colocado com 41 pontos, a cinco do G-4. Já o Paraná é o 12º, com 32 pontos. Palmeiras O novo treinador do Palmeiras, Gilson Kleina, não mudou em nada o time titular da equipe que comandou pela primeira vez, ontem, em Itu, no interior de São Paulo. Depois de muita conversa com o elenco, diferente dos gritos de Felipão, Kleina convocou seus prováveis titulares para o chamado treino fantasma, sem adversário, trabalhando o posicionamento em campo com: Bruno; Corrêa, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Juninho; Marcos Assunção, Henrique, Márcio Araújo e Daniel Carvalho; Maikon Leite e Betinho. Mas a tendência é que Valdivia ocupe o lugar de Carvalho e que Barcos fique no posto que ontem foi de Betinho. edegar schmidt epschmidt@terra.com.br Inter pensa na Libertadores e nos prejuízos sem ela em 2013 A rotina de rondar o quinto e o sétimo lugares no Brasileirão traz um alerta para o Inter. Com uma folha de R$ 9 milhões mensais, a seis pontos do último classificado para a Libertadores, traz preocupação geral no Beira-Rio. Dedicar-se apenas ao Gauchão e à Copa do Brasil no primeiro semestre pode trazer prejuízos inimagináveis para o clube. Significaria queda em receitas, aumento da inadimplência entre os sócios e a desvalorização da marca Inter. As três preocupações para a próxima temporada colorada são: — O quadro social. Se os títulos da Libertadores de 2006 e 2010 foram aliados para o Inter atingir a marca de 103 mil associados, estar fora da principal competição sul-americana no próximo ano deve aumentar a inadimplência. Hoje o Inter fatura R$ 4 milhões/mês em mensalidades. — Perda em exposição de marca. Este problema é apontado pelos executivos que tratam do assunto para o clube. Com cifras na casa dos R$ 41 milhões, 34% maior do que em 2010, o marketing do clube não esquece que os números não serão mantidos só com competições regionais e nacionais no primeiro semestre. — Milhões perdidos. O campeão da Libertadores embolsa uma quantia na casa dos R$ 8 milhões. Deste valor, R$ 4 milhões são dados ao campeão. E, em todas as fases, os clubes são premiados. Na fase de grupos, R$ 212 mil por jogo. Como cada um disputa três jogos em casa, todos têm direito a R$ 636 mil. Este montante sobe para R$ 548 mil na semifinal e também na decisão. Com a participação no Mundial, a cifra engorda consideravelmente. Só para jogar no Japão, o clube ganha R$ 8,8 milhões. Sem falar que toda premiação é engordada com as cotas de televisão. Ganso O preparador físico do Grêmio, Antonio Mello, cuidou de Ganso após a sua primeira cirurgia, que deu errado. Ele garante que o problema foi consertado, mas o jogador tem que normalmente fazer trabalhos especiais. Souza O Grêmio está treinando longe de Porto Alegre por causa das eleições, mas, na semana que vem, independente de quem seja o novo presidente, quer começar a tratar da permanência de Souza. Oscar Foi só eu falar que Oscar ainda não tinha marcado pelo Chelsea e ele fez dois gols numa partida, ontem.

Exportações têm o pior desempenho dos últimos anos - O Paraná
Crise se agrava e exportações têm nova queda forte - O Paraná
Emprego com carteira teve forte queda no mês passado - Jgn.com.br
Criação de emprego tem pior outubro em 3 anos - Jgn.com.br
depois de chuva, vem queda de temperatura, geada - Bem Paraná
Baixar edição - O Paraná
Baixar edição - O Paraná