Views
3 years ago

No pior desempenho do ano, empregos têm forte queda - O Paraná

No pior desempenho do ano, empregos têm forte queda - O Paraná

opinião

opinião oparana@oparana.com.br A2 - O Paraná Sexta-feira, 21/9/2012 expediente Editorial É hora de o Paraná dizer o que pensa DESDE 15 DE MAIO DE 1976 RCK Comunicações Ltda. CNPJ: 77.867.877/0001-09 Redação, administração,publicidade e oficinas Rua Pernambuco, 1.600 - Cascavel - PR CEP 85.810-021 - Caixa Postal 761 Telefone Central (45) 3321-1000 Fax (45) 3321-1020 Sucursal Curitiba: Rua Acre, 205 CEP 80.620-040 - Água Verde - Curitiba-PR Diretora-Presidente CLARICE ROMAN Representante Regional Diretor Comercial JORIARA REP. COMERCIAIS LTDA. – (45) 8841-2526 / 9971-0011 REGINALD ARMSTRONG Representantes Nacionais Editora-chefe Curitiba, São Paulo / Merconet Brasília, Florianópolis/Central Porto Alegre/Expansão Brasil CARLA RAQUEL HACHMANN (41) 3079-4666 (61) 3323-4701 / (48) 3216-0600 (51) 3340-1408 Charge charge@oparana.com.br Depois do inexplicável erro estratégico de pôr o Paraná para escanteio no pacote das ferrovias, o governo federal parece ter recolocado as Araucárias na posição merecida. De 25 a 27 deste mês será promovida a edição estadual da Code (Conferência do Desenvolvimento), que vai tratar de assuntos como governança, financiamento do desenvolvimento e desigualdades regionais. Organizada pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), em parceria com o Ministério de Integração Nacional e o governo do Estado, a conferência reunirá, em mesas e painéis, representantes da sociedade civil e do poder público (pesquisadores, gestores públicos, estudantes e autoridades, entre outros), para debater os temas relacionados ao desenvolvimento do País e do Estado. Não custa recordar que o Ipea, agora sob nova direção, é vinculado à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Fornece a base Valores humanos e a educação familiar e escolar Verificamos um enfraquecimento da esperança nos dias atuais quanto à possibilidade de construção de uma sociedade sadia. Infelizmente, isso vem se impondo inclusive em nossas escolas no seu processo educacional. Muitos professores e professoras estão envenenados pelo pessimismo quanto ao futuro e à natureza humana. A família e a escola são as instituições que devem cumprir o papel de acarinhar a alma humana e de falecimentos Anisia Fernandes Teodoroski (66) Óbito registrado ontem, até as 17h, pela Acesc, em Cascavel Valmor Bolan A família e a escola são as instituições que devem cumprir o papel de acarinhar a alma humana técnica para ações governamentais e disponibiliza à sociedade as pesquisas e estudos de seus ótimos técnicos. Tendo como cenário o Cietep (Centro de Inovação, Educação, Tecnologia e Empreendedorismo do Paraná), a etapa regional do Paraná apresentará elementos que reunidos aos das demais conferências estaduais permitirão ao Ministério da Integração elaborar uma nova PNDR (Política Nacional de Desenvolvimento Regional), que, a exemplo de vários outros componentes da estratégia governamental, requer correção de rumos. Há razões para crer que essa conferência possa marcar bem as posições do Paraná quanto às políticas de desenvolvimento para o País, já que a resistência do Paraná à crise tem sido maior que a verificada na maioria dos estados. Os índices do PIB, a sustentação da indústria ainda que em meio a fortes pressões e geração de empregos vêm demonstrando claramente essa realidade. “vender” às crianças e aos jovens atitudes de idealismo e de capacidade de mudar as coisas para melhor. Essas instituições sociais podem se constituir no motor de uma nova sociedade. Pode-se dizer que elas são as incubadoras não somente de valores cívicos, mas também de valores transcendentais e religiosos mais autênticos. O que precisamos também é afirmar os valores humanos, pois a crise que vivemos, mais do que crise social, é crise de valores, e não haverá solução efetiva dos inúmeros problemas sociais existentes, especialmente nos grandes centros urbanos, se as diretrizes adotadas pelos tomadores de decisão não estiverem pautadas na ética e nos valores morais. Por isso urge que retomemos a conscientização de que é necessário desenvolver em nossos jovens a motivação por valores, inicialmente, para que, com isso, eles possam alcançar o êxito que desejam em suas vidas. Não basta apenas obter informações técnicas disso ou daquilo, se o conhecimento adquirido não for para dar vigor a uma vivência que priorize o bem do ser humano, da pessoa humana em todos seus aspectos. Por isso que os valores humanos devem superar os efeitos do tecnicismo. A tecnologia pode estar a serviço da vida, quando não deixa a técnica prevalecer sobre a pessoa, quando a tecnologia não se torna um fim, mas permanece o meio para o bem de todos. Nesse sentido, a educação deve continuar sua missão civilizadora, humanizadora, na medida em que é pela educação que os valores humanos devem ser sempre reforçados. Valmor Bolan é doutor em Sociologia e presidente da Conap (Comissão Nacional de Acompanhamento e Controle Social do Prouni) Árvores urbanas - é preciso saber cuidar Há algum tempo temos levantado a questão da importância da preservação e da manutenção das áreas verdes nos grandes centros. Este, inclusive, foi o tema do último Relatório Global de Jardinagem divulgado pela Husqvarna, que revelou que espaços verdes valorizam as paisagens urbanas e podem ser determinantes na escolha de ruas, bairros e cidades para se viver ou fazer uma visita turística. Mais que beleza e bemestar, as árvores efetivamente possuem um papel fundamental em nossa vida. Atuam no combate à poluição, contribuindo para melhorar a qualidade do ar respirado, reduzem o calor e a incidência direta de raios solares, além de serem importantes para a retenção das águas das chuvas, reduzindo a ocorrência de enchentes. No entanto, para usufruirmos de todos esses benefícios da melhor maneira e para que a paisagem seja realmente valorizada, as árvores precisam ser bem cuidadas. Durante o 16º Congresso Brasileiro de Arborização Urbana, uma parceria da Sbau (Sociedade Brasileira de Arborização Urbana) com a ISA (International Society of Arboriculture), realizado recentemente em Minas Gerais, a arborização urbana foi o principal tema em Graziela Lourensoni Mais que beleza e bem-estar, as árvores efetivamente possuem um papel fundamental em nossa vida discussão por especialistas e profissionais do segmento. No encontro, foram avaliadas, entre outros fatores, as melhores técnicas de escalada e poda, visando à preservação da vida das árvores e todo o entorno em que estão localizadas, como a fiação de rede elétrica, postes, residências etc, bem como a segurança dos trabalhadores. Em nossa palestra, destacamos a valorização da poda correta e as soluções em equipamentos disponíveis para atividades de manejo de árvores, como poda de galhos mortos e podas de limpeza. Existem podadores, sopradores e motosserras que produzem resultados muito mais efetivos no processo. Avaliações frequentes por especialistas e a manutenção das árvores com equipamentos corretos são extremamente importantes e devem ocorrer não apenas no verão, época de chuvas fortes e quando aumentam os registros de quedas, mas durante o ano todo de maneira preventiva, seja em áreas públicas ou privadas. Temos que saber cuidar das árvores para que elas continuem cuidando de nossa paisagem e de nossa saúde. Graziela Lourensoni é gerente de Marketing e Produtos para a América Latina da Husqvarna Envie sua opinião, sugestão e críticas para editoria@oparana.com.br. Artigos devem ter até 3.300 caracteres, com identificação do autor.

oparana@oparana.com.br Jornal O Paraná |OPR POLÍTICA|A3 Sexta-feira, 21 de setembro de 2012 LONDRINA Pref efeit eito é preso e renuncia ao cargo José Ribeiro foi detido por policiais do Gaeco em cumprimento a uma determinação da Justiça Londrina - O prefeito de Londrina, José Joaquim Ribeiro (sem partido), foi preso por policiais do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Santa Catarina, em parceria com o Gaeco do Paraná, em um hotel de Piçarras, na manhã de ontem. A Justiça determinou a prisão temendo que ele atrapalhe as investigações de corrupção na prefeitura. Mais tarde, ainda pela manhã, o advogado Paulo Nolasco entregou à Câmara de Vereadores o pedido de renúncia do prefeito. Quem assume o comando da administração municipal é o presidente da Câmara de Vereadores, Gerson Araújo (PSDB). Os catarinenses do Gaeco têm uma unidade em Itajaí. Eles faziam diligências em Camboriú, mas Ribeiro foi encontrado escondido num hotel em Piçarras, no litoral de Santa Catarina. Depois de ser preso em Piçarras, Ribeiro foi levado para Itajaí. A prisão do prefeito foi de- Curitiba - A Assembleia Legislativa do Paraná criou oficialmente o Conselho Parlamentar pela Cultura da Paz, o ConPaz. A aprovação do projeto de resolução de autoria do deputado Péricles de Mello (PT), que institui o ConPaz, no Estado, foi publicada no Diário Oficial da Assembleia no último dia 16 de agosto. A implantação do Conselho antecede as comemorações pelo Dia Justiça ordenou a prisão temendo que o prefeito atrapalhe as investigações terminada na quarta-feira (19) pelo desembargador José Maurício Pinto de Almeida, da 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ). O magistrado entendeu que Ribeiro, como prefeito, pode atrapalhar as investigações de irregularidades na compra de kits escolares pela prefeitura. Ribeiro confessou ao Gaeco ter recebido R$ 150 mil de propina de empresários que venceram a licitação dos kits escolares. A prisão do prefeito foi pedida pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), braço do Ministério Público Estadual (MP). A renúncia seria uma estratégia da defesa de Ribeiro para obter um habeas corpus no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). Em entrevista coletiva à imprensa, o procurador da Casa, Miguel Aranega Garcia, informou que o pedido ainda depende de autenticação e deve ser apreciado pelos vereadores nesta tarde. GILBERTO ABELHA/JORNAL DE LONDRINA José Ribeiro confessou ao Gaeco ter recebido R$ 150 mil de propina de empresários que venceram a licitação dos kits escolares BARBOSA NETO O Gaeco ainda havia pedido a prisão de outros investigados pelo caso da propina na educação municipal, incluindo o exprefeito Barbosa Neto (PDT), cassado pela Câmara Municipal há pouco mais de um mês. Mas o TJ não acatou a solicitação. Também foram beneficiados pela negativa da prisão os ex-secretários municipais Marco Cito e Lindomar dos Santos e o empresário Marcos Ramos. O MP investiga um grupo de 17 pessoas pelo superfaturamento da compra de kits escolares entre 2010 e 2011. Segundo o Gaeco, o grupo teria recebido propina total de R$ 540 mil e provocado um prejuízo de R$ 3,7 milhões aos cofres públicos num contrato de 7,5 milhões para aquisição de material escolar. Situação inusitada No caso do prefeito José Joaquim Ribeiro, o pedido de prisão foi acatado porque o desembargador entendeu que “os autos bem demonstram que ele [Ribeiro] está causando uma inegável intranquilidade social, uma vez que confessou, inclusivamente em entrevista à imprensa, ter participado de alguns dos crimes mencionados na denúncia”. Almeida classificou essa situação como “inusitada” e lembrou que o prefeito permanece “no comando absoluto da administração pública, com acesso pleno a documentos que possam ser imprescindíveis às investigações ou mesmo ao processo-crime”. O magistrado também levou em conta o fato de o prefeito “não ser encontrado sequer para ser intimado a prestar esclarecimentos de sua conduta ilícita à Câmara Municipal”. A Câmara abriu uma investigação e teve de notificar Ribeiro a se defender por meio de um edital publicado no jornal Folha de Londrina. Almeida também afirmou que, ao convidar o filho da ex-secretária de Educação, Karin Sabec, para um cargo na administração municipal, Ribeiro “se utiliza do cargo para atenuar sua situação” e para “agradar uma importante testemunha e denunciada”. Todos esses fatos, segundo o desembargador, justificam a prisão preventiva do prefeito, pois a permanência dele no cargo poderia prejudicar o andamento das investigações. Assembleia cria Conselho pela Cultura da Paz Mundial da Paz, nesta sexta-feira, 21 de setembro. De acordo com Péricles, o projeto foi construído com base no movimento criado pela Unesco, órgão das Organizações das Nações Unidas (ONU), ao declarar o período de 2001 a 2010 a Década Internacional por uma Cultura de Paz e Não-Violência para as Crianças do Mundo. “Com o ConPaz, podemos seguir as linhas definidas pela Unesco para promover a Cultura de Paz no Paraná, relacionadas à prevenção e à resolução não-violenta de conflitos, baseada em tolerância, solidariedade e compartilhamento. Uma cultura que respeita os direitos individuais e que procure resolver os problemas por meio do diálogo, da negociação e da mediação, para tonar a violência inviável”, define o deputado. Péricles reforça ainda que o objetivo do projeto é justamente contribuir com a promoção de políticas públicas para incentivar a convivência em harmonia em um mundo cada vez mais diverso, de culturas, tradições e costumes distintos. O Conselho será formado por deputados estaduais, representantes de entidades religiosas, de conselhos estaduais, do Poder Executivo e sindicatos patronais e de trabalhadores. A secretaria do ConPaz ficará sob a responsabilidade do presidente da Comissão de Cultura da Assembleia e contará com a gestão de uma coordenação executiva, eleita pelos membros Conselho. “O tema é mais do que atual e deve ser debatido com todos os setores da sociedade, nas escolas, com os jovens e principalmente entre nossos governantes”, conclui Péricles. Tempo de Carlos Moraes no horário eleitoral é redistribuído Curitiba - A juíza da 3ª Zona Eleitoral de Curitiba, Renata Baganha, determinou a suspensão imediata da propaganda eleitoral e das inserções nos meios de comunicação do jornalista Carlos Moraes (PRTB), que teve sua candidatura a prefeito impugnada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Com a determinação, o tempo destinado à propaganda de Moraes - 1 minuto e 19 segundos - será redistribuído entre os demais candidatos. Moraes teve sua candidatura impugnada em julho por decisão do juiz Marce- lo Wallbach Silva, da 1ª Zona Eleitoral de Curitiba, e mantida pela corte do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná. Conforme a decisão, Moraes teria apresentado dupla filiação partidária: junto ao PSC e ao PRTB. Assim, ele não atende à exigência de estar filiado a algum partido pelo menos um ano antes da eleição para poder disputar o pleito. O apresentador tentou recorrer da decisão no TSE, mas teve sua candidatura impugnada novamente pelo ministro Arnaldo Versiani. O advogado de Moraes apresentou recurso, então, junto à última instância cabível: o Pleno do TSE. Procurado pela reportagem, Carlos Moraes afirmou que não teve acesso ao documento que determina a redistribuição de horário eleitoral e que ainda existe um recurso sobre a impugnação para ser julgado no TSE. O advogado do apresentador não foi encontrado para prestar esclarecimento. Com a determinação da Justiça Eleitoral, Carlos Moraes está fora da disputa ANIELE NASCIMENTO/GAZETA DO POVO Portal premiado O portal móvel e interativo do governo do Paraná (m.pr.gov.br) foi um dos vencedores da 11ª edição do Prêmio Excelência em Governo Eletrônico (e-Gov 2012), na categoria e-Serviços Públicos, entre os 105 trabalhos inscritos. A premiação existe desde 2002 e é uma iniciativa da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (Abep), juntamente com o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. O portal oferece uma série de informações e serviços públicos do Estado em uma página móvel e interativa, capaz de ser acessada, além dos meios tradicionais, por smartphones, tablets e outros dispositivos que possuam browser.

Crise se agrava e exportações têm nova queda forte - O Paraná
Exportações têm o pior desempenho dos últimos anos - O Paraná
Emprego com carteira teve forte queda no mês passado - Jgn.com.br
Criação de emprego tem pior outubro em 3 anos - Jgn.com.br
depois de chuva, vem queda de temperatura, geada - Bem Paraná
Baixar edição - O Paraná
Baixar edição - O Paraná