Views
4 years ago

prevalência de depressão e níveis séricos de il- 6 , em pacientes em ...

prevalência de depressão e níveis séricos de il- 6 , em pacientes em ...

11 2 DELIMITAÇÃO DO

11 2 DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA 2.1 Introdução A insuficiência renal crônica (IRC) é definida como a perda progressiva e irreversível da função renal. Em sua fase mais avançada, (chamada de fase terminal da insuficiência renal crônica) na qual os rins não conseguem mais manter a normalidade do meio interno, é necessário realizar a substituição da função renal. Tal procedimento pode ser realizado através de hemodiálise, diálise peritoneal ou transplante renal 8 . Atualmente, no Brasil, mais de 70.000 pacientes são dependentes de terapia renal substitutiva, com gasto anual de cerca de R$ 2,0 bilhões. Com base no grande número de grupos de risco, a previsão é que esse número possa duplicar nos próximos 5 anos, ultrapassando os 125 mil casos em 2010 16 . As causas mais comuns de IRC são: diabetes (42,9%), hipertensão, doença de grandes vasos (26,4%), glomerulonefrite (9,9%) entre outras causas 5 . Alexander Almeida e Alexandrina Meleiro, em 2000, descreveram que a depressão maior, apesar de provavelmente ser a desordem psiquiátrica mais comum nos pacientes com IRC, permanece largamente subdiagnosticada. Existem evidências de que a depressão diminui a aderência ao tratamento da IRC e influencie negativamente a qualidade de vida. Diante disto, revela-se um fator importante de risco para mortalidade cardiovascular, e aumente em até 15 vezes a taxa de suicídio, podendo ser um preditor independente de menor sobrevida 1 . Estudos de revisão da literatura citam que a prevalência de depressão em pacientes em diálise varia de 0 a 100%, sugerindo que a prevalência dessa doença nesta população é ainda incerta 10 . A depressão maior, de acordo com os critérios do DSM-IV, pode se apresentar através de: humor deprimido, perda de prazer ou interesse notavelmente diminuído nas atividades prazerosas, distúrbios do sono, alteração do apetite e peso, perda de energia, ideação suicida entre outros 6 . A depressão tem sido associada à ativação do sistema imunológico caracterizada por elevados níveis de citocinas proinflamatórias e proteínas positivas da fase aguda 14 . Alguns estudos demonstraram que os níveis de citocinas e TNF-α estão aumentados em pacientes com depressão 14 . As citocinas são um grupo de proteínas (polipeptídeos) responsáveis pelas mediações das conexões imunocerebrais e desempenham um papel importante na patogênese da depressão devido ao seu efeito nos neurotransmissores e neuro-hormonios 15 . Neste respeito à depressão maior, esta tem sido associada com o aumento continuado dos níveis de citocinas;

12 inclusive, tem sido significativamente implicada no desenvolvimento das desordens psiquiátricas, principalmente na depressão maior 13 . As citocinas e outras moléculas têm impacto nas funções neuropsiquiátricas como o humor e a cognição, através da modulação da anatomia e da função neuronal. A plasticidade neuronal é importante para a regulação do humor, cognição e comportamento durante toda a vida. As citocinas e outros fatores imunológicos desempenham um papel fundamental na modulação cerebral; entretanto, exposição crônica a citocinas proinflamatórias podem causar dano na plasticidade neuronal, contribuindo para desordens cognitivas e alteração de humor 13 . Assim, uma vez que entre pacientes com IRC há grande incidência de sintomas depressivos, os objetivos deste estudo consistem em determinar a prevalência de depressão dos pacientes com IRC, em um serviço de hemodiálise, na cidade de Pelotas e identificar os possíveis biomarcadores, como a IL-6, nos fatores causadores do desenvolvimento da depressão. Tais fenômenos podem ajudar a melhorar o reconhecimento e o monitoramento dessa patologia. 2.2 Objetivos 2.2.1 Geral Avaliar a prevalência de depressão de pacientes com insuficiência renal crônica IRC em um serviço de hemodiálise, na cidade de Pelotas. 2.2.2 Específicos ● Analisar a associação da prevalência de depressão com variáveis como: sexo, idade, escolaridade, renda familiar, tempo em diálise, doenças associadas; ● Correlacionar os níveis de IL-6 e a sua relação com depressão nesta amostra. 2.3 Hipóteses ● A prevalência de depressão será maior do que a da população em geral; ● Os níveis de IL-6 estarão aumentados nos pacientes deprimidos, em diálise.

Ansiedade e Depressão em Pacientes Migranosos
Ansiedade, depressão e estresse em pacientes com ... - PePSIC
Depressão em pacientes clínicos e cirúrgicos internados em ...
Lipídios séricos como fator de risco para pacientes - Jornal Vascular ...
daniela gerent petry prevalência de sintomas depressivos ... - UFSC
cinara buriol zanuzo prevalência de sintomas depressivos ... - UFSC
589 C>T do gene da IL-4 com níveis de - Universidade Federal de ...
prevalência de hérnia hiata por deslizamento nos pacientes - UFSC
kenia rodrigues prevalência de lesão cardíaca em pacientes ... - UFSC
Terapia Nutricional para Pacientes na Fase Não ... - Projeto Diretrizes