Views
3 years ago

A COOPERAÇÃO EM SAÚDE NAS CIDADES GÊMEAS DO BRASIL ...

A COOPERAÇÃO EM SAÚDE NAS CIDADES GÊMEAS DO BRASIL ...

59 Aqui também houve a

59 Aqui também houve a criação de Comitê de Fronteira em 1996, que foi instalado no ano seguinte. Porém, como um Aceguá estava vinculado a Melo e o outro a Bagé, “Distantes cerca de 60 quilômetros da fronteira, os problemas vislumbrados por essas cidades eram, em muitos aspectos, diferentes dos problemas ali apresentados” (AVEIRO, 2006, p. 103), tendo seu diálogo intensificado a partir de 2001, quando da instalação da sede do Aceguá brasileiro, favorecendo o diálogo local sobre cooperação. Sobre as ações em saúde que possam ser realizadas em conjunto estão as ligadas a prevenção de doenças, como a AIDS e a dengue. Há passado alguns meses e se aproxima o verão, as moscas e os mosquitos e os aromas que não são os perfumes que são vendidos nos freeshops da zona. […] nos dá uma sã inveja, quando cruzamos a linha divisória e vemos no Aceguá brasileiro ruas arranjadas, problemas de drenagem resolvidos, iluminação suficiente, etc. Lembro-me que Aceguá continua projetando para um futuro muito promissor, mas precisa da boa vontade do governo, que antes do verão, os moradores possam respirar tranquilos sem doenças os ameaçando, sem insetos, sem odor e que se possa sentar em suas calçadas para tomar um mate e suas crianças podem brincar em segurança, sem os perigos já mencionados (JUNTA DEPARTAMENTAL DE CERRO LARGO, 2011, p. 3). Quanto a dengue, foi referido que a equipe de vigilância epidemiológica teria entrada autorizada no Uruguai para o próximo verão com o intuito de realizar a dedetização e minorar os riscos de proliferação do mosquito Aedes Aegypti. Sobre a participação nos espaços de discussão sobre fronteira, especialmente os que tratam de saúde, ficou evidente na pesquisa que fica restrito a gestores, e às vezes ao legislativo, como o caso referido de uma reunião sobre políticas sociais na fronteira convocada pelos cônsules, ocorrida em 13 de abril de 2011, na qual o a Junta Departamental de Cerro Largo foi convidada a participar, mas não sabiam exatamente a pauta, deixando claro que buscariam informações junto aos cônsules e MIDES quanto a novas reuniões (JUNTA DEPARTAMENTAL DE CERRO LARGO, 2011, p. 12). O desconhecimento quanto aos trâmites do convênio para realização do saneamento integrado também foi alvo de críticas, pois a Junta foi convidada a participar do Comitê Binacional de Intendentes quando o projeto estava em andamento. Essas lacunas acabaram por fortalecer a solicitação de que seja montada uma Alcaldía – prefeitura, no Aceguá uruguaio “[…] porque há um sem fim de temas em nossa fronteira e não temos representantes nos lugares

60 em que os estão precisando” (JUNTA DEPARTAMENTAL DE CERRO LARGO, 2012, p. 7). 4.2.2 Barra do Quaraí/Bella Unión Sua origem se deu em 1814, com a instalação de uma Guarda Portuguesa de Fronteira, no intuito de defesa do território perante investidas espanholas. Sua principal atividade econômica nos primórdios era o beneficiamento da carne de gado, então abundante na região, através dos saladeiros, tendo seu declínio com o advento dos frigoríficos. Barra do Quaraí foi distrito de Uruguaiana de sua criação (1892) até 1995, quando foi emancipado e teve sua sede instalada em 1997, embora em dois plebiscitos anteriores (1985 e 1991) houvessem intentado seu desmembramento (RODRIGUES, 2005). Seus 4.010 habitantes estão distribuídos por quatro distritos: Barra do Quaraí, Francisco Borges, Guterrez e Passo Cruz, sendo que 29,28% deles moram na zona rural (IBGE, 2010). A principal atividade econômica provém do setor agrícola, com produção orizícola, e na sede, o comércio. Durante a pesquisa de campo chamou a atenção o número de mercados (que a exemplo de Aceguá abasteciam as casas uruguaias), lojas de vendas de bebidas e vários pontos comerciais abandonados, ainda que situados na avenida principal da cidade. Sua congênere foi fundada em 1829 com o nome de Santa Rosa del Cuareim por Fructuoso Rivera e índios guaranis refugiados das Missões, e em 1929 passou a chamar-se Bella Unión (ALJANATI, 1970a), sendo alçada a município do Departamento de Artigas em 2009, tendo sua primeira eleição municipal em 2010. Atualmente tem o triplo de habitantes que Barra do Quaraí – 12.200 pessoas (INE, 2011), e sua principal atividade econômica é o cultivo de cana-de-açúcar e arroz, sendo encontradas também atividades como vitivinicultura, apicultura e cultivo de hortaliças (ARTIGAS, 2012). Estão instalados na cidade quatro freeshops e vários comércios. Apesar de formarem uma Tríplice Fronteira, juntamente com o município de Monte Caseros, na Argentina, o transporte desta até Bella Unión se dá por via fluvial pelo Rio Uruguai, através de lanchas 15 . A ligação entre as Barra e Bella Unión se 15 À época da pesquisa estava em tratativa entre os governos da Argentina e do Uruguai a construção de uma ponte para ligação de Monte Caseros a Bella Unión.

Desenvolvimento e Cidades no Brasil - Redbcm.com.br
Controle da dengue no Brasil - Ministério da Saúde
A política de saúde no Brasil nos anos 90: avanços e limites
Fórum Saúde e Democracia: uma visão de futuro para o Brasil
Medindo as desigualdades em saúde no Brasil - BVS Ministério da ...
Mudança Climática e Saúde: Um Perfil do Brasil - PAHO/WHO
Famerj protesta contra aumento arbitrário de tarifas Saúde no Brasil ...
Brasil – futuras cidades Olímpicas - Atlas do Esporte no Brasil
AMERICA - Aguas do Brasil (Jornal).indd - Ana
ELSA Brasil, 2007. - BVS Ministério da Saúde
AÇÕES DE COOPERAÇÃO EM SAÚDE NA FRONTEIRA BRASIL ...
Um olhar sobre a Cooperação Sul-Sul em Saúde An ... - SciELO
Plano Nacional de Saúde: um pacto pela saúde no Brasil
O ESTATUTO DA FRONTEIRA BRASIL-URUGUAI - Funag
CIDADES - Marinha do Brasil
A saúde no Brasil em 2030: diretrizes para - Fiocruz
POLÍTICAS PÚBLICAS DE SAÚDE NO BRASIL - Centro de ...
cuidar dos idosos da cidade Justiça proíbe Banco do Brasil de ...
DIAGNÓSTICO LOCAL DE SAÚDE - Ministério da Saúde
Feiras por Cidades - Câmara Brasil Alemanha
CIDADES E VILAS DO BRASIL COLONIAL: UM ... - ACUEDI
Saúde no Brasil - Contribuições para a Agenda de - BVS Ministério ...
DIAGNÓSTICO LOCAL DE SAÚDE Município de Uruguaiana