Views
3 years ago

Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia

Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia

INTRODUÇÃO A floresta

INTRODUÇÃO A floresta Amazônica Brasileira compreende cerca de 40% das florestas tropicais remanescentes no planeta e é caracterizada por sua grande biodiversidade, que abrange tanto a riqueza de ecossistemas quanto a de espécies e de diversidade genética dentro de uma mesma espécie. A região amazônica tem sofrido nas ultimas décadas significativa mudança no padrão de uso do solo, através de intenso processo de ocupação humana (Artaxo & Silva Dias et al., 2003). Essas evidências vêm preocupando a comunidade cientifica a sociedade e o Estado, sobre as conseqüências que o desmatamento poderá acarretar ao clima global. Em pesquisas realizadas na Amazônia constatou-se que a substituição continua da vegetação natural de floresta úmida por pastagens afeta substancialmente o balanço de radiação à superfície (Selati & Nobre et al., 1991). A maioria das recentes pesquisas de microclima na Amazônia concentra-se nas áreas de mata densa e locais de clareira (Fisch et al., 1996) objetivando principalmente associar desmatamento e queimadas, com possíveis impactos no clima, causados pelas modificações nos balanços de radiação e energia. Neste trabalho, procura-se analisar as variações diárias dos termos do balanço de radiação em área de floresta na Amazônia para diferentes coberturas de nuvens. São também analisadas as variações entre uma estação seca e uma chuvosa para áreas de floresta. Os dados utilizados foram coletados nos seguintes períodos: agosto de 2005 (estação seca) e janeiro de 2006 (estação chuvosa), os quais fazem parte do acervo de dados coletados no decorrer do Experimento de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia (LBA). MATERIAL E MÉTODOS Área de Floresta A Reserva Biológica do Jaru, situada entre os paralelos de 10º 05’e 10º 19’S e entre os meridianos de 61º 37’e 61º 57’W, é uma extensa reserva florestal de “Terra Firme” (268.150 ha) protegida pelo Instituto Brasileiro do Meio-Ambiente (IBAMA). Foram instalado uma torre de alumínio de 61,5 metros de altura em 2004 nas coordenadas (10º 11’S, 61º 52’W) a 120 m acima do nível do mar e no topo da torre foram instalado os seguintes sensores: dois piranômetros CM21 (Kipp&Zonen) para medição de radiação solar global, e refletida pela superfície; dois pirgiômetros CG1 (Kipp&Zonen) para medição de radiação de onda longa da atmosfera, e emitida pela superfície; um saldo radiômetro (Radiation Energy Balance System, Seattle, EUA) para medir o saldo de radiação. Os dados (leitura a cada 30 segundos e média a cada 10 minutos) fornecidos pelos instrumentos foram registrados por um sistema de aquisição automática (Micrologger CR23X) da campell Scientific Inc., o sítio foi visitado semanalmente para transferência dos dados e execução de serviços de manutenção. 2

Elementos Teóricos Neste estudo pretende-se utilizar as seguintes grandezas físicas: Rg – fluxo de radiação solar global incidente (Wm -2 ); Neb - nebulosidade da atmosfera (< 0.25, 0.25-0.5 e > 0.5); Rgr – fluxo de radiação solar global refletida pela superfície (Wm -2 ); Rn – saldo de radiação (Wm -2 ); * L - Ld-Lu, saldo de radiação de onda longa (Wm -2 ); Ld – fluxo de radiação de onda longa proveniente da atmosfera (Wm -2 ); Lu – fluxo de radiação de onda longa emitida pela superfície (Wm -2 ); Rg α = – albedo para radiação de onda curta. Rgr O saldo de radiação sobre uma superfície é definido como (André & Viswanadham et al., 1983): Rn = Rg − Rgr + Ld − Lu (2.1) * ou Rn = ( 1 − α) Rg + L (2.2). A nebulosidade da atmosfera foi calculada a partir da razão entre o fluxo integrado de radiação solar incidente à superfície e aquele no topo da atmosfera, através da seguinte equação: Rg Neb = (2.3) Rg0 A radiação no topo da atmosfera foi estimada para cada dez minutos, em função da latitude do local, da declinação solar e do ângulo horário, segundo a formulação dada por Vianello e Alves (1991): onde S 0 2 − ⎛ ⎞ ⎜ D ⎟ Rg = S0 ⎜ D ⎟ ⎝ ⎠ cosZ , (2.4) é a constante solar, definida como a irradiância solar sobre uma superfície normal aos raios solares, à distância média Terra-Sol (So = 1360 Wm -2 ), D é a distância Terra-Sol para um determinado dia do ano, − − D a distância média Terra-Sol e cosZ é o cosseno do ângulo zenital. A razão entre D e D na equação acima é o fator de correção da excentricidade da órbita da Terra, podendo ser expressa através da seguinte equação: ⎛ ⎞ ⎜ D − ⎟ = 1,000110 + 0,034221 ⎜ D ⎟ ⎝ ⎠ + 0,000077 sen (2Θ ) cos( Θ ) + 0,001280 sen ( Θ ) + 0,000719 cos( 2Θ ) (2.5) 3

Download da apresentação - 46º Congresso Brasileiro de Geologia
Download da Segunda Circular completa - 66 Congresso Brasileiro ...
Download da Terceira Circular completa - 66 Congresso Brasileiro ...
Download do Programa Final completo - 66 Congresso Brasileiro ...
Download da apresentação - 46º Congresso Brasileiro de Geologia
Download da Primeira Circular completa - 66 Congresso Brasileiro ...
Download Caderno de Resoluções do 11º Congresso dos Químicos ...
Download - Associação Brasileira de Produtores de Florestas ...
Download - Associação Brasileira de Produtores de Florestas ...
Clique para fazer o download - Sociedade Brasileira de Cirurgia ...
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia
Download - Congresso Brasileiro de Meteorologia