Views
3 years ago

Brasil Econômico - Simonsen

Brasil Econômico - Simonsen

Faculdades Integradas

Faculdades Integradas Simonsen Curso de Geografia Novas localizações industriais na economia brasileira contemporânea ficha de aula nº 14 (Questões de 22-27) 22. Redução do peso de insumos e produtos, novos materiais, novos processos produtivos, padronização de produtos e processos, possibilidade de controle à distância da produção, via evolução nas comunicações, telemática, informática (...) (Azzoni, C. A. Formação sócio-espacial metropolitana: novas tendências ou novas evidências? In: O Novo Brasil Urbano. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1995, p. 299) (Prefeitura do Município de São Paulo – 2004) As condições descritas no texto têm sido responsáveis, dentre outros fatores, (A) pela desconcentração industrial verificada na região metropolitana de São Paulo, a partir da década de 1980. (B) pelo fenômeno crescente do desemprego estrutural que passou a afetar, a partir de 2000, as regiões metropolitanas. (C) pelo crescimento das cidades médias, como reflexo de maior participação do setor agropecuário no PIB brasileiro, a partir da década de 1970. (D) pelo processo de metropolização verificado em cidades como Porto Alegre e Salvador, a partir da década de 1990. (E) pela perda de competitividade da indústria nacional no mercado mundial a partir da abertura da economia na década de 1990. __________________________________________________________________________________________ Geografia do Brasil Econômico 12

Faculdades Integradas Simonsen Curso de Geografia 23- O NOVO ENDEREÇO DA INDÚSTRIA PAULISTA! A partir de 1970 começou a ocorrer uma relativa desconcentração industrial no Estado de São Paulo, com um decréscimo da participação da região metropolitana na produção industrial em favor do interior do estado. (Adaptado de Adas, M. Panorama Geográfico do Brasil) Entre as razões dessa desconcentração não podemos incluir: (Prefeitura de Teresópolis - 2005) (A) a redução das vantagens locacionais da região metropolitana, que estimula o deslocamento das indústrias para os tecnopólos surgidos ao longo dos eixos de industrialização. (B) a perda da importância da capital paulista nos setores industrial e financeiro, que transfere o poder de gestão e decisão para novas áreas metropolitanas como a de Campinas. (C) as vantagens oferecidas por outros municípios – isenção de impostos, infra-estrutura industrial –, que atraem os novos investimentos industriais para o interior. (D) os índices de poluição e de insegurança na região metropolitana, que estimulam a instalação das novas indústrias nas cidades que oferecem melhor qualidade de vida. (E) a fuga de empresas da região metropolitana, que é explicada pelas pressões exercidas pelos movimentos sindicais na defesa dos direitos dos trabalhadores. __________________________________________________________________________________________ Geografia do Brasil Econômico 13

PPC de Geo. Bacharelado - Simonsen
Capítulo VIII - Simonsen
Estudo Econômico I
BC reduz estimativa do PIB e revela divergência ... - Brasil Econômico
Mudança do Clima no Brasil: aspectos econômicos, sociais
Impactos econômicos da realização da Copa 2014 no Brasil
Impactos econômicos da realização da Copa 2014 no Brasil
EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO BRASIL ... - ufrgs
Alcance das Ações do BLH na Região Nordeste ... - IBFAN Brasil
Aspectos Econômicos da Conservação - SIGAM
Carlos Leite Arq Urb PhD Professor Consultor ... - Valor Econômico
Brasil 4D - Estudo de Impacto Socioeconômico - EBC
Newsletter Econômico-Financeira - Volume 1 - Março 2012 - Abbc
Geografia do brasil - Departamento de Sistemas e Computação ...
ATLAS Brasil - Abastecimento Urbano de Água - Ana
Medindo as desigualdades em saúde no Brasil - BVS Ministério da ...