Views
3 years ago

CAMARA MUNICIPAL DE • sAo JOSE DO RIO PRETO

CAMARA MUNICIPAL DE • sAo JOSE DO RIO PRETO

e verdade. 0 vereador

e verdade. 0 vereador apresentou um projeto que revogava a lei de um outro vereador que era 0 vereador Feitosa, em 1996, ne, coincide isto, no final do mandato, 0 vereador Feitosa, que nao tinha sido reeleito, apresentou um projeto de lei, que diz no seu ariigo, primeiro ariigo: "Constitui condiC;ao obrigatoria indispensavel para realizaC;ao de transporle coletivo urbano de passageiros em toda a extensao de area do municipio, seus distrftos, vilas e povoados, sob qualquer modalidade a presem;a do cobrador de onibus". 0 vereador ja previa que com a implementaQao de um outro sistema a gente poderia, poderia ter este regresso, voce avam;a de um lado e tem um regresso num lado mais imporlante, que e a questao humana que gera mais seguranc;a, gera mais emprego, ne, para a cidade, ele colocou, ele apresentou esta lei, na verdade ao pe da Jetra esta lei era dispensavel, porque? Por que no contrato aqui da Circular Santa Luzia com a Prefeitura, a clausula quinta e muito clara, a concessionaria obriga-se a manter uma frota de no minimo cem onibus, dotados de duas porias e provido de uma catraca, com banco e mesa para 0 cobrador, entao esta no contrato aqui, se e obrigado a ter isto e obrigado ter 0 cobrador, 0 Feitosa por excesso de zelo apresentou a lei porque previa que poderia ter isto, 0 vereador Dourival quatro anos depois, no final do mandato tambem apresenta uma outra lei, viu vereador Cesar Gelsi, isto e importante, que ele apenas, ele revoga a lei do Feifosa, voce ve como e que tem uma coisa a ver com a outra, nos nao estamos legis/ando sobre catraca, nos nao estall/os interferindo na ..... naquilo que diz respeito (mica e exclusivamente decisao da empresa, que e aperfeiQoar a sua tecnologia. Agora tem uma coisa que nos nao podemos furiar de fazer, que e debater a qua/idade, a permanencia, a continuidade do serviQo com qualidade e com seguranc;a, e 0 minimo e se voce fizer um plebiscito, uma audiencia publica, e trazer as pessoas aqui, vai tomar um chacoalho, que nao vai fer um cidadao rio-pretense que vai falar ao contrario, que vai afirmar que quer continuar pegando uma Iinha de onibus que 0 motorista esta sozinho, que ele dirige e ao mesmo tempo tern que fazer troco, isto e ridrcu/o, nao precisa nem discutir. Entao 0 projeto ele tem este ­ objetivo, garantir a presenQa de cobrador. Como? Proibindo, e e uma coisa recomendada pelo Sindicato dos Motoristas, eu deixei um em cada mesa aqui, do Sindicato dos Condutores, que eles entre outras coisas eles dizem, depois de tantas reclamaQOes de passageiros e dos funcionarios da empresa, devido a falta de atenQao dos motoristas causados pela dupla funQao, pe/o stress, a falta de seguranQa, 0 desemprego, provocac;oes de aCidente, assaltos no onibus, entre outros absurdos causados pela falta de cobradores efT} todas as lin has e horarios da empresa. Entao e um projeto tranqOi/o, eobvio, e um projeto que tern l

CAMARA MUNICIPAL DE FLS. 071 I 2007 sAo JOSE DO RIO PRETO r ATA DAS SESSOES lado, ele joga do lado do usuario do transporle, ele joga do /ado do traba/hador, e/e joga do lado do interesse publico, e tern 0 outro lado que joga unica e exclusivamente num ..... , do lado da empresa e nao pode esquecer que ela explora um serviqo que e necessario, essencial pra ....... , pra administraqao publica, pra vida nesta cidade, entao e uma concessao, entao nao se trata aqui de uma empresa privada que fabrica pasta de dente, se trata de uma empresa privada que explora 0 serviqo, que presta um servigo publico, que ganhou de presente um grande contrato de 20 anos, quase que unilateral pra fazer 0 que quiser da cidade. Outra coisa tem uma argumentaqao ai que e ridicula, considero isto como uma chantagem e repilo um representante da empresa disse que se 0 projeto aprovado vai ter um reflexo a/tissimo na tarifa. Isto e ridiculo, porque e um contra-senso, contradiz e/e mesmo, se sao apenas 20% das linhas, e ele diz tambem que 0 motorista que exerce a dupla funqao tem um adiciona/, ja esta pagando por isto, eum contra-senso, e outra coisa eu repilo e me nego a discutir qua/quer coisa sem antes ter um minimo de transparencia. Porque as p/anilhas nao foram enviadas para a Camara, vereador Pedro Roberlo? Porque a empresa nao chama uma audiencia publica, chame 0 povo aqui e convenga 0 povo disso, e prova que vai ter este reflexo. Eobvio que nao vai ter, por que sempre foi feito este serviqo, e outra coisa, voce c%car 0 interesse da empresa que visa /ucro, c%car 0 /ucro a frente do interesse publico, da seguranqa do passageiro, isto e ridfcu/o. Entao eu queda fazer urn ape/o aqui a todos os vereadores, ne, pra que vote a favor deste projeto com toda a tranqOilidade, e/e nao interfere na empresa, ele nao vai acabar com 0 avanqo tecno/6gico da ... da prestaqao de serviqo, muito pe/o contra rio, agora ele garante 0 minimo de condiqao e dignidade humana no serviqo prestado. Tenho dito senhor Presidente". Presidente Jorge Menezes Silva - "Comunico ao plenario que votaremos 0 parecer da Comissao de Justiqa". Vereador Joao Paulo Rillo - Presidente Jorge Menezes Silva - "Queria pedir inversao de votaqao". "Inversao de votaqao, quem estiver de acordo permaneqa com esta, aprovado". Vereador Joao de Oliveira Lo - - "Votaqao nominar. Vereador Joao Paulo Rillo - "Para esc/aT ci eu peqo aos vereadores votar a favor". Presidente Jorge Menezes Silva - "E exatamente, quem votar a favor esta votando pela legaJidade". Vereador Joao de Oliveira Lopes - "Eu peqo votaq~Q 119m/nal desta propositura". Presidente

Clipagem - De 16 a 22 de Maio de - Câmara Municipal de São José
SEMANÁRIO DE - Prefeitura Municipal de Itápolis - Governo do ...
CAMARA MUNICIPAL DE sao JOSE DO RIO PRETO
CAMARA MUNICIPAL DE SAO JOSE DO RIO PRETO - SP
CAMARA MUNICIPAL DE sao JOSE DO RIO PRETO
Procedimento Investigatorio 024-04 IDOSO - Sao Jose do Rio Preto
A Casa do Povo - Câmara Municipal de Sao José da Lapa