Rádio UNIFESP Web – Desenvolvimento de um Modelo para ... - SBIS

sbis.org.br

Rádio UNIFESP Web – Desenvolvimento de um Modelo para ... - SBIS

Conclusões

O projeto, em fase final de desenvolvimento, reforça

as pesquisas sobre rádio e saúde. Chama a

atenção para as grandes possibilidades que a

UNIFESP, ou qualquer outra instituição de ensino

superior, tem para disseminar o conhecimento

acadêmico em saúde produzido por elas, para o

benefício da população, através do rádio.

Agradecimentos

Agradecemos à direção e alunos da Universidade

Aberta à Terceira Idade (UATI) da UNIFESP, aos

editores dos áudios Fábio Portela e Léo Almeida,

ao Departamento de Informática em Saúde (DIS)

UNIFESP especialmente aos servidores Alberto

Cebukin, Leonardo Beraldo, Paulo Lopes e Reinaldo

Gimenez.

Referências

[1] Comitê Gestor da Internet no Brasil. Pesquisa

sobre o uso das tecnologias da informação e da

comunicação no Brasil TIC: domicílios e TIC empresas

2007. São Paulo: 2008. Disponível em:

http://www.cetic.br/tic/2007/indicadores-cgibr-

2007.pdf. Acessado em 17/07/2008.

[2] Brasil. Senado Federal. Comissão de Ciência,

Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática.

2007. Disponível em:

http://www.senado.gov.br/web/comissoes/cct/ap/A

P20071122_MinCom_RobertoPintoMartins.pdf

Acessado em 17/07/2008.

[3] De Luca C. O que é inclusão digital? In: Cruz

R. O que as empresas podem fazer pela inclusão

digital. São Paulo: Instituto Ethos; 2004.

[4] EMBRAPA. Prosa Rural

http://hotwebsites.sct.embrapa.br/prosarural

Acessado em 17/07/2008.

[5] SEBRAE. Educação via Rádio.

http://www.sebrae.com.br/momento/quero-abrirum-negocio/acesse/programas-de-radio

Acessado em 17/07/2008.

[6] Brasil. Ministério da Educação. Rádio MEC.

http://www.radiomec.com.br/70anos

Acessado em 17/07/2008.

[7] Brasil. Ministério da Saúde. Rádio Saúde.

http://portal.saude.gov.br/saude/area.cfm?id_area

=1302. Acessado em 17/07/2008.

[8] Oboré.Rede de Comunicadores pela Saúde

http://www.obore.com.br/cmsconteudo/96_rede_comunicadores_pela_saude.asp

Acessado em 17/07/2008.

[9] Ortriwano GS. A informação no rádio; os grupos

de poder e a determinação dos conteúdos.

4ªed. São Paulo: Summus; 1985.

[10] Castells M. A sociedade em rede; a era da

informação: economia, sociedade e cultura. 2ªed.

São Paulo: Paz e Terra; 1999. v.1.

[11] Barbosa Filho A. Gêneros radiofônicos; os

formatos e os programas em áudio. São Paulo:

Paulinas; 2003.

[12] Barbosa Filho A, Piovesan A, Beneton R.

orgs. Rádio; sintonia do futuro. São Paulo: Paulinas;

2004.

[13] Lévy P. Cibercultura. 2ªed. São Paulo: Ed.

34; 1999.

[14] Martin-Barbero J. Dos meios às mediações;

comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro:

UFRJ; 2007.

[15] Meditsch E. O rádio na era da informação;

teoria e técnica do novo radiojornalismo. Florianópolis:

Insular; UFSC; 2007.

[16]Nielsen, J. Heuristic evaluation. In: Nielsen J,

Mack RL (Eds.). Usability Inspection Methods,

John Wiley & Sons. New York, NY, 1994

[17] Brooke J. SUS - A quick and dirty usability

scale. 1986. Available from:

http://www.usabilitynet.org/tools/r_questionnaire.h

tm Accessed on 07/17/2008.

[18] Panford S, Nyaney MO, GradDip, Amoah SO,

Aidoo N. Using folk media in HIV/AIDS prevention

in rural Ghana. American Journal of Public Health.

2001;91(10):1559-156. Available from:

http://web.ebscohost.com/ehost/pdf?vid=5&hid=5

&sid=c1ea3d5d-4cb8-4e04-af87-

be11aef9be21%40sessionmgr3

Acessado em 17/07/2008

[19] Porto MP. Lutando contra a AIDS entre meninas

adolescentes: os efeitos da Campanha de

Carnaval de 2003 do Ministério da Saúde do Brasil.

Cad. Saúde Pública. 2005; 21(4):1234-1243.

Disponível em:

http://www.scielo.br/pdf/csp/v21n4/26.pdf

Acessado em 17/07/2008.

Contato

Rilvanda Pereira da Silva, (011) 2973-1810/ 9295-

9719. E-mails: vanda-pg@dis.epm.br, thiagopg@dis.epm.br,

andersonhummel@yahoo.com.br,

vgosciol@uol.com.br, i-

van.pisa@unifesp.br.

4

More magazines by this user
Similar magazines