Novo Sistema de Geração de Imagem - INPE-DGI

dgi.inpe.br

Novo Sistema de Geração de Imagem - INPE-DGI

Produtos de

Sensoriamento Remoto

Miguel Zanic Cuellar

miguel@dgi.inpe.br

Divisão de Geração de Imagem - DGI

4º EATUS - ENCONTRO DOS ATUS


ÍNDICE

ESTAÇÃO RECEPTORA

PROCESSAMENTO DE IMAGEM

CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

TIPOS DE PRODUTOS

TIPOS DE FORMATOS

TIPOS DE MÍDIAS

DEFINIÇÃO DE PEDIDO


Estação Receptora de

Cuiabá


Característica

Estação Receptora de Cuiabá

Possui 2 antenas.

Capacidade de receber 2 satélites simultaneamente.

Capacidade de entregar informação de cobertura após

passagem somente para o CBERS.


ESTAÇÃO RECEPTORA

SATÉLITES

CBERS ERS SPOT-4 L-7 e L-5 RadarSat

Sistema 1 Sistema 2


ESTAÇÃO RECEPTORA

LOCALIZAÇÃO

América do Sul

Brasil

Estação de

Recepção

de Cuiabá

Processamento de

dados em

Cachoeira Paulista


ESTAÇÃO RECEPTORA

FLUXOGRAMA

Receptor

Demodulador

e Sincronizador

Receptor

Demodulador

e Sincronizador

Gravador

de Dados

DAS

Gravador

de Dados

DAS

Fita

DLT

Sistema 1 Sistema 2

Fita

DLT


ESTAÇÃO RECEPTORA

FITAS

DLT

HDDT


ESTAÇÃO RECEPTORA

FITAS

DLT

HDDT

Capacidade 35 GB 9 GB

Compressão + 20% N/A

Peso 0.25 kg. 5.5 kg.

Tamanho 11 x 11 x 3cm 35 x 35 x 4

calibração N/A SIM

Preço US$ 80.00 US$ 160.00

Transporte

Cuiabá x CP

R$ 3.75 R$ 18.17


Processamento de

Imagem de

Cachoeira Paulista


PROCESSAMENTO DE IMAGEM

FUNCIONALIDADE:

FUNÇÃO

Conversão dos dados brutos para o formato de trabalho.

Gerar “quick-looks” (Browse Image) e catalogar os dados (METADATA).

Gerar produtos padronizados a partir do formato de trabalho.

Permite aos usuários fazer pesquisa e pedidos de imagem.

Permite a interface com os Centro de Controle de satélites.


PROCESSAMENTO DE IMAGEM

Catalogação

Entradas

Saídas

Fita

DLT

Catalogação

Envia atualização

de Catalogo para a

Agência de Satélite

Dados com

parâmetros

do Satélite

Atualização do

catalogo na Base de

Dados


PROCESSAMENTO DE IMAGEM

Geração

Fita

DLT

Gera

Produto

Dados com

parâmetros

do Satélite

PGS

CBS

Pedido de

Usuário


PROCESSAMENTO DE IMAGEM

TIPOS DE PRODUTOS

Produtos Brutos (SAR/Óticos)

Produtos Radiometricamente calibrados (Óticos)

Produtos Geometricamente corrigidos (SAR/Óticos)

Produtos de Precisão (CBERS)

Produtos Slant Range (SAR)

Produtos Ground Range ( SAR)

Produtos Especiais CBERS (mosaicos, temporais, MDT)


PROCESSAMENTO DE IMAGEM

BASE DE DADOS

CONTEUDO:

satélites adquiridos pelo INPE:

O Usuário utiliza para:

consulta e pesquisa de imagens.

fazer pedidos de imagens.

realizar solicitação de programação de satélites.


Características dos

Satélites


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

LANDSAT-5/7

Banda Faixa Espectral Res. Espacial (m)

( mícrons) ETM+ TM

1 0,45 a 0,515 30 30

2 0,525 a 0,605 30 30

3 0,63 a 0,690 30 30

4 0,75 a 0,90 30 30

5 1,55 a 1,75 30 30

6 (*) 10,40 a 12,5 60 120

7 2,09 a 2,35 30 30

8 ( Pan) 0,52 a 0,90 15 --

(*)Existem duas bandas 6, Alto e Baixo ganho


Meters

CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

LANDSAT-7

PSF FWHM Resolution vs. Date

45

40

Spec

35

Spec B8

Band 1

Band 2

30

Band 3

Band 4

25

Band 5

Band 7

Band 8

20

15

Jun-99 Aug-99 Oct-99 Nov-99 Jan-00 Mar-00 May-00 Jul-00

Date


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

LANDSAT-7 PAN


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

SPOT-4 HRVIR

Banda

Faixa Espectral

( mícrons)

Resolução

Espacial (m)

B1 0,50 a 0,59 20

B2 0,61 a 0,68 20

B3 0,79 a 0,89 20

SWIR 1,58 a 1,75 20

PAN 0,61 a 0,68 10


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

SPOT-4 PAN


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

HRVIR MODOS

Modo Espectral

XS

XI

M

Bandas

B1 + B2 + B3

B1 + B2 + B3 + SWIR

PAN


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

CBERS - CCD

Banda

Faixa Espectral

( mícrons)

Resolução

Espacial (m)

B1 0,45 a 0,52 20

B2 0,52 a 0,59 20

B3 0,63 a 0,69 20

B4 0,77 a 0,89 20

PAN 0,51 a 0,73 20


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

CBERS - IR-MSS

Banda

Faixa Espectral

( mícrons)

Resolução

Espacial (m)

B5 1,55 a 1,75 80

B7 2,08 a 2,35 80

Termal 10,40 a 12,50 160

PAN 0,50 a 1,10 80


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

CBERS -WFI

Banda

Faixa Espectral

( mícrons)

Resolução

Espacial (m)

B3 0,63 a 0,69 260

B4 0,77 a 0,89 260


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

IMAGEM CCD

Bandas 4,3,2

IMAGEM CCD


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

RADARSAT-1 SAR

Frequência (GHz) 5.3

Banda

C

Polarização

HH

Angulo de Incidência ( graus) 10-60

Largura de Faixa 50-500

Resolução em alcance (m) 6-112

Resolução em azimute (m) 9-108


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

IMAGEM RADARSAT

Modo SB

Produto SSG

Beam S2


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

Instrumento

SAR

MODOS

Modo

ScanSar

Modo

Single Beam

Fine

Beams

F1…F5

Standard

Beams

S1…S7

Wide

Swath

W1..W3

ScanSAR

Narrow

SNA SNB

ScanSAR

Wide

SWA SWB

Low

Incidence

EL1

High

Incidence

EH1..EH6


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

ERS-1/2 SAR AMI

Frequência (GHz) 5.3

Banda

C

Polarização

VV

Angulo de Incidência ( graus) 23

Largura de Faixa 100

Resolução em alcance (m) 5

Resolução em azimute (m) 12


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

ERS-1/2 SAR AMI

Produto GEC


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

GRADES DE REFERÊNCIAS

World Reference System - WRS para o Landsat,

usa a Base/Ponto (Path/Row).

Grid Reference System - GRS para o Spot, usa a

denominação K/J.

Reference System for Planning (RSP), usado pelo

satélite ERS.

Grade do CBERS


CARACTERÍSTICAS DOS SATÉLITES

CORREÇÕES DA ELEVAÇÃO

Nível de correcção da

Elevação do terreno

Nenhuma

Descrição

A imagem é projectada num esferóide

especifico sem utilizar qualquer

informação adicional de elevação

Aplicável em Produtos

Sistemático Precisão

SIM

SIM

Correcção básica

de elevação

A imagem tem uma compensação

em base a um ajuste da elevação do

terreno para toda ela.

SIM

SIM

Correcção de baixa

resolução da elevação

Corrige erros em áreas de pouco relevo,

usando um modelo digital do terreno de

baixa resolução ( valor típico de 1 Km)

SIM

SIM

Correcção de alta

resolução da elevação

Usado em áreas de muito relevo, serve

Para compensar deslocamento de

Paralaxe, necessita de Pontos de Controle

SIM


Correções aplicáveis aos

sensores Óticos


PRODUTO ÓTICO

NÍVEL 0 / BRUTO

GEOMÉTRICO

Grade de referencia do satélite

Distorções inerentes ao satélite e sensor

Linhas e pixels alinhados (Landsat)

RADIOMÉTRICO

Intensidade pixel / numero gerado pelo sensor

Quantificação direta ( 8 bits, 255)

GEOGRÁFICO

Orientada na orbita //

Enquadrada na grade


PRODUTO ÓTICO

RAD CORRIGIDO

GEOMÉTRICO

Mesmo do produto Bruto.

RADIOMÉTRICO

Calibrada, Intensidade pixel » Radiância absoluta.

Aplicação algoritmo absoluto, converte os números digitais

(ND) brutos em unidades cientificas R (radiância).

Aplicação algoritmo relativo, compensa o “striping” residual

não corrigido pela Cal. Rad. Abs.

GEOGRÁFICO

Mesmo do produto Bruto.


PRODUTO ÓTICO

SISTEMATICO

são gerados com os modelos do satélite e do sensor

disponíveis na telemetria.

PRECISÃO

GEO-CORRIGIDO

É um refinamento do anterior através de Pontos de

Controle - GCP, com um ganho grande na localização

absoluta da imagem e também na sua precisão interna.


PRODUTO ÓTICO

GEO-CORRIGIDO

GEOMÉTRICO

São modificados para retirar as distorções e anomalias

geométricas do satélite - sensor , e os pixels remostrados de

tal maneira que estejam espaçados em intervalos regulares

na grade do mapa a ser projetado.

A precisão deste produto tem uma relação direta com a

precisão da função para remostrar os pixels de entrada e pór

eles na grade de saída.


PRODUTO ÓTICO

GEO-CORRIGIDO

O mapeamento entre o pixel de entrada e a grade de saída é

construída usando vários modelos, tais quais como o modelo

de adquisição da imagem, no qual inclui o satélite, sensor,

terra, mapa e modelos da terra:

Modelo do Satélite, corrige distorções produzidas pela

órbita e atitude do satélite. Este modelo é construído

através dos dados de efemérides, fornecida nos dados de

telemetria.

Modelo do Sensor, corrige distorções e anomalias

introduzidas pelo sensor. Necessitando modelar a relação

entre a posição dos pixels e o ponto de visada.


PRODUTO ÓTICO

GEO-CORRIGIDO

Modelo da Terra, corrige as distorções panorâmicas e

erros introduzidos pela curvatura e rotação da Terra

usando Elipsóides ou Datums:

– Elipsóides são modelos matemáticos da Terra.

– Datums são modelos geográficos básicos da Terra.

Modelo de Mapa, faz a transformação para a projeção

desejada.

Modelo do Terreno, corrige as elevações do terreno, a

magnitude da distorção pela elevação é função direta do

angulo de apontamento do sensor e da elevação na

área.


PRODUTO ÓTICO

Precisão Geométrica:

GEO-CORRIGIDO

ABSOLUTA, compara a posição de pontos na imagem com

a posição verdadeira na terra.

RELATIVA, compara a distancia entre dois pontos na

imagem com a distancia verdadeira entre eles na terra.

Também pode se interpretar esta como empenamento da

imagem.


PRODUTO ÓTICO

Precisão Geométrica

SATÉLITE

PRODUTO ABSOLUTA

(posicionamento da imagem)

RELATIVA

(erro interno da imagem)

Landsat-5 Cor. Sist. ~1000 m. ~2 pixels

Landsat-7 Nível 1G ~100 m. ~1 pixel

CBERS-1 Nível 1


PRODUTO ÓTICO

GEO-CORRIGIDO

A precisão da correção geométrica depende de:

O satélite e sensor “estar” nas especificações nominais.

A efeméride da imagem estar correta e dentro das

especificações.

Ponto de controle com qualidade compatível com a

escala do mapa a ser utilizado.

Um conjunto de pontos de controle bem identificados e

distribuídos na imagem.

Todos os dados de telemetria da imagem disponível.

Fazer a remostragem usando kernel 4 pontos.


Tipos de Produtos


TIPOS DE PRODUTOS

Três tipos de produtos:

Raw (Nível 0R)

em HDF Product Format

LANDSAT-7

Radiometrically Calibrated (Nível 1R)

em HDF Product Format ( Banda 6, 60 » 30m)

Systematic Geocorrected (Nível 1G)

em GeoTIFF Format ou

em FAST-L7A Format

(Banda Pan, 15 » 12.5, Bandas 1-7 » 25m)


TIPOS DE PRODUTOS

Três tipos de produtos:

Raw (Nível 0)

em EOSAT CEOS Format

LANDSAT-5

Radiometrically Calibrated (Nível 1)

em EOSAT CEOS Format ( Banda 6, 120 » 30m)

Systematic Geocorrected

em EOSAT FAST Format ou

em GeoTIFF Format

(Bandas 1-7 » 25m)


TIPOS DE PRODUTOS

Três tipos de produtos:

SPOT-4

Raw (Level 0)

SPOT Standard Digital Product Format (CAP)

Radiometrically Calibrated (Level 1A)

SPOT Standard Digital Product Format (CAP)

Systematic Geocorrected (Level 2A)

GeoTIFF Product Format ou

SPOT Standard Digital Product Format (CAP)

(M » 6.25 m , XS » 12.5 m)


TIPOS DE PRODUTOS

Seis tipos de produtos:

RAW,

SLC, Single Look Complex

PRS, Precision Slant Range

PRI, Precision Image

ERS-1/2

GEC, Geocoded Ellipsoid-Corrected

todos em ESA CEOS Format

GEC

em GeoTIFF Product Format


TIPOS DE PRODUTOS

Oito tipos de produtos:

RADARSAT-1

RAW,

SLC, Single Look Complex

SGC, Georeference Coarse Resolution

SGF, Georeference Fine Resolution

SGX, Georeference Extra Fine Resolution

SCN, ScanSar Narrow Beam


TIPOS DE PRODUTOS

RADARSAT-1

SCW, ScanSar Wide Beam

SSG, Systematic Geocoded

em CSA CEOS Format

SSG, Systematic Geocoded

em GeoTIFF Format

informações adicionais no site da RSI:

http://www.rsi.ca


TIPOS DE PRODUTOS

CBERS-1

Seis tipos de produtos:

Nível 1, tem:

Calibração Radiométrica, Correção Geométrica

Sistemática e Projeção Cartográfica.

Nível 2, tem:

Nível 1 mais aplicação de Pontos de Controle (GCP).

Nível 3, tem:

Nível 2 mais aplicação do modelo de elevação do terreno

(DTM).

Cont...


TIPOS DE PRODUTOS

CBERS-1

DTED

A partir de um par estéreo do instrumento CCD é criado um

Modelo Digital de Terreno (DTM).

Mosaico

Pode ser confeccionado a partir de duas ou mais imagens

de um mesmo instrumento.

Multi-temporal

Combinação de duas imagens de data diferente do mesmo

instrumento em qualquer nível de correção.


Tipos de Formatos


TIPOS DE FORMATOS

EOSAT CEOS

LANDSAT-5

( D: )

Readme.txt

Scene 01

Dat_01.001

Lea_01.001

Null_Vdf.001

Tra_01.001

Vdf_dat.001


TIPOS DE FORMATOS

EOSAT FAST

LANDSAT-5

Mda ( D: )

Band1.dat

Band2.dat

Band3.dat

Band4.dat

Band5.dat

Band6.dat

Band7.dat

fformat.txt

header.dat

readme.txt


TIPOS DE FORMATOS

GEOTIFF

GEOTIFF é utilizado para todos os satélites.

Um CD-ROM contem uma ou mais imagens

arquivadas num diretório com estrutura hierárquica.

Existem subdirectórios denominados de

“SCENEnn”, onde nn varia de 01 a 99.

Cada “SCENEnn” contem arquivos GeoTIFF

denominado de Imagery.tif


TIPOS DE FORMATOS

GEOTIFF

ERS-1/2

INPE ( D: )

CBERS

Scene 01

RADARSAT


TIPOS DE FORMATOS

GEOTIFF

INPE ( D: )

LANDSAT-7

LANDSAT-5

SPOT-4

Scene 01

Imagery…B10

Imagery…B20

Imagery…B30

Imagery…B40

Imagery…B50

Imagery…B61

Imagery…B62

Imagery…B70

Imagery…B80

Readme.gtf


TIPOS DE FORMATOS

CSA CEOS

RADARSAT

( D: )

Readme.txt

Scene 01

Dat_01.001

Lea_01.001

Null_Vdf.001

Tra_01.001

Vdf_dat.001


TIPOS DE FORMATOS

ESA CEOS

ERS-1/2

( D: )

Readme.txt

Scene 01

Dat_01.001

Lea_01.001

Null_Vdf.001

Vdf_dat.001


TIPOS DE FORMATOS

CAP

SPOT-4

( D: )

Scene 01

Imag_01.dat

Lead_01.dat

Null_01.dat

Trai_01.dat

Vold_01.dat


Tipos de Mídia


TIPOS DE MÍDIAS

CD-ROM


TIPOS DE MÍDIAS

EXABYTE


TIPOS DE MÍDIAS

DAT


TIPOS DE MÍDIAS

DLT


TIPOS DE MÍDIAS

FOTO


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR ÓTICO

SATÉLITE

Inst/Modo

ÁREA

TAMANHO

PROJEÇÃO

DESLOCAMENTO

ORIENTAÇÃO

DATUM

REMOSTRAGEM

ELEVAÇÃO

FORMATOS

MÍDIA

NÍVEL DE CORREÇÃO


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR RADAR

SATÉLITE

INSTR.

MODOS

ÁREA

TAMANHO

NÍVEL DE CORREÇÃO

LUT

ORIENTAÇÃO

PROJEÇÃO

DATUM

REMOSTRAGEM

ELEVAÇÃO

MÍDIA

FORMATOS


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR ÓTICO

SATÉLITE

Inst/Modo

Landsat-5

Landsat-7

CBERS-1

SPOT-4

TM

ETM+

CCD IR-MSS WFI

M XS XI


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR RADAR

SATÉLITE

INSTR.

MODO DO SENSOR

RADARSAT

SAR

SCANSAR

BEAM

ERS-1/2

SAR

AMI


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR RADAR

MODO

SENSOR

IMAGEM

RADARSAT

SCANSAR

WIDE

NARROW

BEAM

FINE

F1..F5 (F ou N)

STANDARD

WIDE

EXT

HIGH

S1..S7

W1..W3

LOW

ERS-1/2

AMI


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR ÓTICO

ÁREA

BASE

PONTO

CENTER

SPAN

GEOD

CORNERS

Landsat-5

Landsat-7

SPOT-4

CBERS-1

SÍM SÍM SÍM

SÍM SÍM SÍM

SÍM SÍM SÍM

SÍM NÃO NÃO


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR RADAR

ÁREA

CENTER

LAT.

CENTER

SPAN

START

TIME

RADARSAT

ERS-1/2

SÍM SÍM SÍM

SÍM SÍM SÍM


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR ÓTICO

TAMANHO

Landsat-5

MÁX = 185 X 185 Km

Landsat-7

MÁX = 185 X 185 Km

CBERS-1

MÁX = 110 X 110 Km, WFI = 890

Q

SPOT-4

MÁX = 60 X 60 Km


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR RADAR

TAMANHO

RADARSAT

ERS-1/2

SCW= 500 X 500 Km

WIDE= 150 X 150 Km

STD= 100 X 100 Km

EL= 170 X 170 Km

MÁX = 100 X 100 Km

SCN= 300 X 300 Km

FINE= 50 X 50 Km

EH= 75 X 75 Km


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSORES

PROJEÇÃO

Landsat-5

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS

POLAR STEREOGRAPHIC

SPACE OBLIQUE MERCATOR

UNIVERSAL TRANSVERSE MERCATOR

MOLLWEIDE

ALBERS CONICAL EQUAL-AREA

OBLATED EQUAL AREA

AZIMUTHAL EQUIDISTANT EQUIDISTANT CONIC (A e B)

Landsat-7

SPOT-4

RADARSAT

ERS-1/2

OBLIQUE MERCATOR (A e B)

ORTHOGRAPHIC

GENERAL VERTICAL NEAR SIDE

PERSPECTIVE

GNOMONIC

HAMMER

INTERRUPTED GOODE

INTERRUPT MOLLWEIDE

LAMBERT AZIMUTHAL EQUAL AREA

LAMBERT CONFORMAL CONIC

MERCATOR

MODIFIED STEREOGRAPHIC CONFORM

EQUIRECTANGULAR

POLAR STEREOGRAPHIC

POLYCONIC

ROBINSON

SINUSOIDAL

STATE PLANE COORDINATE SYS.

STEREOGRAPHIC

TRANSVERSER MERCATOR

VAN DER GRITEN

WAGNER IV e VII

MILLER CYLINDRICAL

S.R.


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSORES

PROJEÇÃO

CBERS

PROJEÇÕES CARTOGRÁFICAS PARA O CBERS

ALBERS

AZIMUTAL EQUIVALENT

AZIMUTAL EQUIDISTANT

LAMBERT CONIC CONFORMAL

LAMBERT EQUIVALENT

SINUSOIDAL -EQUAL AREA MERCATOR

HOTINE OBLIQUE MERCATOR

STEREOGRAPHIC OBLIQUE

ORTHOGRAPHIC

POLYCONICAL

SPACE OBLIQUE MERCATOR

UNIVERSAL TRANSVERSE

MERCATOR

OBLIQUE MERCATOR

POLYEDRAL

STEREOGRAPHIC MERIDIAN

STEREOGRAPHIC POLAR

S.O.


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR ÓTICO

DESLOCAMENTO

BASE

PONTO

CENTER

SPAN

GEOD

CORNERS

Landsat-5

+/- 5/10 10 á 260 Km

Landsat-7

+/- 5/10

10 á 260 Km

SPOT-4

+/- 5/10

10 á 110 Km

CBERS-1

+/- 5/10


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR ÓTICO

NÍVEL DE CORREÇÃO

Landsat-5

Nível 0 Nível 1

Sist

Corr.

Landsat-7

CBERS-1

Nível 0 Nível 1R Nível 1G

Nível 1 Nível 2 Nível 3

SPOT-4

Nível 0 Nível 1

Sist

Corr.


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR RADAR

NÍVEL DE CORREÇÃO

Nível 0 Nível 1

RADARSAT

RAW

SLC

SGC SGF SGX

SCN

SCW

SSG

ERS-1/2

RAW SLC PRI

PRS

GEC


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR ÓTICO

ORIENTAÇÃO

Órbita

Norte

Mapa

Norte

verdadeiro

Landsat-5

SÍM

SÍM

SÍM

Landsat-7

SÍM

SÍM

SÍM

SPOT-4

SÍM

SÍM

SÍM

CBERS-1

SÍM


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR RADAR

ORIENTAÇÃO

PRO

Órbita

Norte

Mapa

Norte

verdadeiro

RADARSAT

SSG

SÍM

SÍM

SÍM

ERS-1/2

GEC

SÍM

SÍM

SÍM


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR RADAR

LUT

TIPOS

RADARSAT

UNITARIA

GELO

MAR

TERRA

MIXTA

ALVO

ERS-1/2

UNITARIA


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSORES

DATUM

Landsat-5

Landsat-7

SPOT-4

RADARSAT

ERS-1/2

ELIPSÓIDES

AIRY 1830 CLARKE 1880 IGN NAD 83

AIRY MODIFIED 1849 CLARKE 1880 RGS KRASSOWSKY 1940

AUSTRALIAN NATIONAL CLARKE 1880 SGA 1922 NWL 9D

BESSEL 1841 EVEREST 1830 1937 ADJ. NWL 10D

BESSEL MODIFIED EVEREST 1830 1967 DEF. OSU 86F

BESSEL NAMIBIA EVEREST 1830 1975 DEF. OSU 91A

CLARKE 1858 EVEREST 1830 MOD. PLESSIS 1817

CLARKE 1866 GEM 10C STRUVE 1860

CLARKE 1866 MICHIGAN GRS 1980 WAR OFFICE

CLARKE 1880 HELMERT 1906 WGS 84

CLARKE 1880 ARC INDONESIAN NATIONAL WGS 72

CLARKE 1880 BENOIT INTERNATIONAL 1924 TOKYO BESSEL

ED50 EUROPE INDIAN (SOUTHEAST ASIA) NAD 27

ED50 MID-EAST INTERNATIONAL 1967 IRELAND

AUSTRALIAN 1984 SOUTH AMERICAN 1969 LUZON

INDIAN ORDINANCE SURVEY GREAT BRITAIN 1936

S.R.


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSORES

DATUM

CBERS-1

ELIPSÓIDES PARA O CBERS

AUSTRALIAN GEODETIC 1966 NORTH AMERICAN 1927

BOGOTA OBSERVATORY ( COLOMBIA) NORTH AMERICAN 1983

GEODETIC DATUM 1949 SOUTH AMERICAN 1969

CHUA ASTRO (PARAGUAY) IAG GRS 80

CORREGO ALEGRE (BRAZIL) WGS 1984

CAMP AREA ASTRO (ANTARTIC MAC CURDO)

S.O.


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSORES

REMOSTRAGEM

Landsat-5

Landsat-7

SPOT-4

RADARSAT

MÉTODOS DE REAMOSTRAGEM

BILINEAR (BL)

VIZINHO MAIS PRÓXIMO (NN)

4-PONTOS CONVOLUÇÃO CÚBICA (CC)

8-PONTOS DAMPED SINC

16-PONTOS KAISER DAMPED SINC

16-PONTOS SINC

ERS-1/2

S.O.

S.R.


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSORES

ELEVAÇÃO

Landsat-5

Landsat-7

SPOT-4

CBERS

CORREÇÃO DO MODELO DE ELEVAÇÃO DO TERRENO

NÍVEL

NENHUMA

BÁSICA

BAIXA

RESOLUÇÃO

DESCRIÇÃO

A IMAGEM É PROJETADA EM UM ESPECIFÍCO ESFERÓIDE

SEM UTILIZAR QUALQUER INFORMAÇÃO DE ELEVAÇÃO.

COMPENSA TODA A IMAGEM INTRODUZINDO UM DESVIO

MÉDIO PARA TODA A CENA.

CORRIGE ERROS EM ÁREAS DE BAIXO RELEVO

UTILIZANDO UM MODELO DE ELEVÇÃO DO TERRENO DE

BAIXA RESOLUÇÃO, TÍPICO DE 1 KM.

RADARSAT

ERS-1/2

S.O.

S.R.


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR ÓTICO

FORMATOS

GEOTIFF CEOS FAST

Landsat-5

SÍM

SÍM

SÍM

Landsat-7

SÍM

SÍM

SÍM

SPOT-4

SÍM

SÍM

CBERS

SÍM


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSOR RADAR

FORMATOS

GEOTIFF

CEOS

RADARSAT

SÍM

SÍM

ERS-1/2

SÍM

SÍM


DEFINIÇÃO DE UM PEDIDO

SENSORES

MÍDIAS CD-ROM EXABYTE DAT

FOTO

LANDSAT-7

SÍM

SÍM

LANDSAT-5

SÍM

SÍM

SPOT

SÍM

SÍM

CBERS

SÍM

SÍM

SÍM

SÍM

RADARSAT

SÍM

SÍM

ERS-1/2

SÍM

SÍM

S.O.

S.R.

More magazines by this user
Similar magazines