Views
3 years ago

RUNning N.º 5

As novidades do mundo do running para ler e partilhar!

50 wellness Treinar e

50 wellness Treinar e relaxar... Convidámos os atletas e organizadores do Ultra Trail da Serra de São Mamede – Vitorina Mourato e João Carlos Correia – para treinar e relaxar no Brahmi. Uma aula de yoga seguida de uma massagem deixaram estes apaixonados pelo trail (e um pelo outro) rendidos às técnicas orientais. texto: Vanessapais Fotografia: lucianoreis T“ rail é poesia, mas a preparação é ciência e prática, quiçá arte.” A frase está no Facebook do Ultra Trail da Serra de São Mamede (UTSM) e resume a relação de Vitorina Mourato, 50 anos, e João Carlos Correia, 52 anos, com a corrida de montanha, como se chamava quando começaram nestas andanças, há mais de 30 anos. Numa tarde de Sábado, em Janeiro, o casal aceitou o desafio da RUNning e veio de Portalegre ao Brahmi, na Parede, com a promessa de uma experiência inesquecível. Vestidos a rigor para uma aula de yoga a dois, Vitorina e João Carlos rapidamente deixaram de lado o “nervoso miudinho” de conceitos pré-estabelecidos sobre a dificuldade desta prática no que toca à flexibilidade. “Estica o braço”, dizia João Carlos a Vitorina, entre uma posição e outra. “É precisamente esta a vantagem da prática do yoga em Yoga Melhora a flexibilidade Aumenta a capacidade respiratória Contribui para a consciência corporal Torna a corrida mais leve e consciente Estimula a entreajuda Saiba mais em www.brahmi.pt

51 massagem Induz o relaxamento Trabalha os sistemas circulatório e linfático Desbloqueia pontos nos músculos, tendões e articulações Lubrifica as articulações Tem impacto no plano físico, emocional e energético Saiba mais em www.brahmi.pt dupla. É possível observar o outro e corrigir posturas”, explicou Tiago Botelho, professor de yoga no Brahmi, enquanto demonstrava a posição seguinte com a ajuda de Vera Bilé, terapeuta de ayurveda. Tal como nos treinos em conjunto, que Vitorina e João Carlos tão bem conhecem, em que “um puxa pelo outro”, também a prática de yoga a dois tem benefícios para quem corre. “Além de corrigir posturas, há uma motivação e um incentivo para um benefício mais completo, como a melhoria da flexibilidade, o aumento da capacidade respiratória e o ganhar consciência do corpo”, afirmou Tiago Botelho. E acrescentou: “Isto permite tornar a corrida mais leve e mais consciente e, deste modo, atingir melhores resultados.” João Carlos e Vitorina concordam com acenos. “O yoga parece-me bastante útil, senti mesmo os efeitos, mas ainda não sou capaz de praticar sozinha”, expôs Vitorina. “Sim, não é algo que possamos ver na Internet e copiar ou aprender a ler um livro”, concordou João Carlos. “É verdade. É preciso orientação, pelo menos numa fase inicial, passando a solução por aulas de grupo ou com um professor e por posturas menos complexas, e depois ir evoluindo”, indicou Tiago Botelho. Relaxar também faz parte do treino Depois de uma parte mais activa, a experiência continuou com uma massagem de relaxamento. Mais uma vez, o interesse do casal focou-se não só nas sensações proporcionadas, mas também nas técnicas e na ciência que as permitiram. Afinal, tal como no trail, são a técnica, a prática, a ciência e a arte que ditam os resultados. E este casal sabe disso muito bem, não só enquanto atletas (Vitorina já completou 148 meias maratonas e cinco maratonas e foi a primeira vencedora do Campeonato Nacional de Corrida de Montanha, que teve início em Portugal em 1998, sob a égide da Federação Portuguesa de Atletismo), mas também enquanto organizadores de provas e fundadores do Atletismo Clube de Portalegre (ACP), que este ano comemora 24 anos. “Quando começámos éramos meia dúzia no ACP, hoje somos dezenas de pessoas activas, chegando a mais de duas centenas na organização do UTSM”, notou Vitorina. Depois da massagem, que “trabalhou não só o lado físico, como também o emocional e o energético”, como explicou Vera Bilé, reencontrámos Vitorina e João Carlos muito mais relaxados. “Foi muito bom, um miminho espectacular. Sentimos mesmo a sintonia da Vera e do Tiago”, disse Vitorina. “Tal como no yoga, também a massagem foi muito completa e terapêutica. E o ambiente é completamente diferente do que estamos habituados na massagem desportiva”, acrescentou João Carlos. Esse ambiente é, de facto, essencial para induzir o relaxamento, referiu Vera Bilé. E sublinhou: “Esta massagem ajuda a prevenir lesões e trabalha todo o sistema circulatório e linfático, desbloqueia pontos ao nível muscular e articular, contribuindo para a lubrificação das articulações, o que se reflecte necessariamente nos resultados ao nível da corrida.” Experiência aprovada. O casal prepara- -se agora para o ultra desafio de concretizar mais uma edição do UTSM com energia renovada. UTSM 2015: inscrições esgotam em menos de um dia 18 horas e 13 minutos. Foi o tempo que as inscrições para os 100 km do Ultra Trail da Serra de São Mamede (UTSM) 2015, que se realiza a 16 de Maio, demoraram a esgotar. A organização já anunciou que a partir de 1 de Fevereiro vai colocar à disposição mais 200 inscrições. Recorde-se que o UTSM vai na quarta edição e pontua para o Ultra Trail du Mont-Blanc. Saiba mais em www.utsmportalegre.com.

RUNning #27
RUNning #26
RUNning #25
RUNning #24
RUNning #23
RUNning #22
RUNning #21
RUNning #20
RUNning #19
RUNning #18
RUNning #17
RUNning #14
RUNning #10
RUNning #9
RUNning N.º 8