Revista_11_Edicao_Junho_2010 - Revista Multicultural Brasil & Italia

revistamulticultural.files.wordpress.com

Revista_11_Edicao_Junho_2010 - Revista Multicultural Brasil & Italia

REVISTA MULTICULTURAL

BRASIL & ITÁLIA

Ano II | N ° 11 | Junho 2010

O Centro Cultural Brasileiro estará presente neste

grande evento, onde levará propostas de tecnologia Alemã

de ponta ao Brasil.

Os Biocombustíveis

são produzidos a

partir de fontes

renováveis.

Página 9

A Forrça de um povo

Através de seus

Rituais Sagrados

NORDESTE DO BRASIL

Um Potencial a ser Desenvolvido

Um país chamado

Nordeste do Brasil

PALINURO

Mar Terreno - Sul da Itália

Terra e mar

narrados na

Eneida pelo

poeta Virgílio

Página 10 Página 12


REVISTA MULTICULTURAL

BRASIL & ITÁLIA

Ano II N° 11

Capa » Ecossistema

Manguezal

Foto » Brasil / Itália

Divulgação »

CCB – Revista

Multicultural Brasil &

Itália

Publicação Mensal

Junho / 2010

FUNDADORES

Silvio Rabelo e Verônica de Holanda Santos

JORNALISTAS RESPONSÁVEIS

Silvio Rabelo e Verônica de Holanda Santos

REVISÃO

Israel Antônio de Santana Jr. (Professor FALUB/

Secretário de Educação de Lagoa do Carro)

CONTATOS

Silvio Rabelo

srrabelo@hotmail.com

Verônica de H. Santos

vholandasantos@hotmail.com

ENDEREÇO

revistamulticultural@hotmail.com

http://revistamulticultural.wordpress.com

DIAGRAMAÇÃO E ARTE

Silvio Rabelo e Verônica de H. Santos

DIVULGAÇÃO

Revista Multicultural tem distribuição dirigida e

gratuita.

Em formato PDF, Revista Multicultural é distribuída

para um cadastro com mais de 25.000 e-mails de

divergentes áreas.

Verônica Santos

vholandasantos@hotmail.com

A Revista Multicultural Brasil & Itália chega

em sua 11° edição, mudando seu perfil de

contexto jornalístico. Contraiu novos

parceiros e incentivou outros a criarem seu

próprio veículo de comunicação. Passando,

também a aderir inúmeras formas de

pensamentos e de comunicação.

A Revista Multicultural convidada a participar

em São Paulo da Festa do Boi Itá Odé, que

ficou marcada pela mais honrosa autoridade

negra do Brasil, o Sr. Rei Dr. José Mendes,

tetraneto de Zumbi dos Palmares, tivemos

uma vivência nunca antes vivida da cultura

da África e do Brasil. Onde o mesmo desfilou

em carruagem pelas ruas de São Paulo sendo

aclamado pelos paulistas e por pessoas

vindas de toda parte do Brasil.

E nossa capa mostra a diversificação de norte

a sul do país pelo litoral costeiro do

manguezal, transcrito em poesia em versos,

em rimas, do maracatú do baque virado, ao

maracatu rural que inspirou jovens como

Francisco de Assis França, mais conhecido

pela alcunha de Chico Science, foi um cantor

e compositor olindense, um dos principais

colaboradores do movimento manguebeat em

meados da década de 1990. Líder da banda

Chico Science & Nação Zumbi, deixou dois

discos gravados: Da Lama ao Caos e

Afrociberdélia, tendo sua carreira

precocemente encerrada por um acidente de

carro na rodovia entre as cidades de Olinda e

Recife. Chico é considerado o principal

representante da cena musical brasileira da

década de 90, sendo que seus dois únicos

álbuns são considerados entre melhores e

mais influentes álbuns da história.

Essa é nossa cultura: MultiCultural. E é assim

que continuamos a escreve e a editar nossa

revista mostrando para o mundo que somos

bons em matéria de comunicação online...

com o único objetivo de servir à

Humanidade, e propor a Paz e o Amor

Incondicional....

Boa Leitura!

Buona Lettura!

Verônica de Holanda Santos

Editorial Editoriale

SUMÁRIO SOMMARIO

Em Foco

Silvio Rabelo

Notícias

Silvio Rabelo

Notícias

Silvio Rabelo

Multicultural

O Ecossistema Manguezal

Turismo

Projeto Peixe-Boi Marinho

Mundos Paralelos Brasil & Itàlia

Verônica de Holanda Santos

Economia

Biocombustíveis

Negócios

Um País Chamado Nordeste do

Brasil

Personalidade do Mês

Povos Indígenas no Brasil

Itália

Palinuro

Arte

Adriano de Olinda

Viagem & Diversão

Itamaracá

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

Mundo 15

Conhecer a Instituição 16

A Revista Multicultural Brasil & Italia não se

responsabiliza por idéias e conceitos emitidos

em artigos ou matérias assinadas, que

expressam apenas o pensamento dos autores.

Reserva-se o direito de não fazer correções

e, por motivo de espaço e clareza, de resumir

cartas, artigos e ensaios.

PARCEIIROS

http://revistamulticultural.wordpress.com

revistamulticultural@hotmail.com

Dois e dois são quatro

Ferreira Goular

Dois e dois são quatro

como dois e dois são

quatro

sei que a vida vale a pena

embora o pão seja caro

e a liberdade pequena

como teus olhos são

claros

e a tua pele, morena

como é azul o oceano

e a lagoa serena

como um tempo de alegria

por traz do terror me

acena

e a noite carrega o dia

no seu colo de açucena

sei que dois e dois são

quatro

mesmo que o pão seja

caro e a liberdade

pequena.

Due e due sono quattro

Ferreira Goular

Come due due sono quattro

so che la vita vale la pena

benché il pane sia caro

e la libertà sia piccola

come i tuoi occhi sono chiari

e la tua pelle bruna.

come è celeste l`oceano

e il lago sereno

come un tempo di alegria

di dietro del terrore mi accena

e la notte porta il giorno

nel suo grembo di amarili

so che due e due sono quattro

benche il pane sia caro

e la libertà sia piccola.

Enviado e traduzido por

Rosanna D. Maretti

ESPAÇO DO LEITOR

ONLINE

Momentos

Muito mais que

palavras excitantes.

Que ousamos trocar

todo momento.

Muito mais que este

deslumbramento

Tão comum a loucura

dos amantes

Muito mais que o

delirio dos instantes,

Que me ocupa e me

toma o pensamente.

Muito mais que os

sonhos delirantes

Que passeiam pelos

veros que invento.

Muito mais que isso

tudo que me toma.

Isso tudo que adere,

gruda, soma

Ao desejo que aflora

entre nos dois.

É a certeza do que

conta é o presente,

Porque o resto assim

pura e simplesmente,

Simplesmente a gente

deixa prá depois.

Jenario de Fátima

Enviado por

Livia Abrunhosa

Artigos assinados não representam, obrigatoriamente o pensamento da revista.

2

O Mundo tem fome de Amor » Santa Teresinha do Menino Jesus

Il Mondo ha fame d'Amore » Santa Teresa Gesù Bambino

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010


Em Foco In Focus

Silvio Rabelo

srrabelo@hotmail.com

O Centro Cultural Brasileiro estará presente neste grande evento a

nível internacional, onde entraremos em contato com empresários do setor de

Energia Sustentável e a nossa proposta é levar tecnologia Alemã ao Brasil,

onde o setor de Energia Sustentável é cada vez mais preocupado em

inovações para a salvaguardia do meio ambiente.

Sobre a ECO Business

A ECO Business é um evento de disseminação de conceitos e práticas

sustentáveis. A Feira e Congresso Internacional de Econegócios e

Sustentabilidade, promovida pela MES Eventos desde 2008 em São Paulo,

reúne empresas que desenvolvem projetos sustentáveis, ecoprodutos e

serviços, com o intuito de gerar negócios, promovendo integração, troca de

informações e geração de conhecimento nas esferas social, ambiental e

econômica

Além da feira onde as empresas se apresentam em estandes, é realizado

também o Congresso Negócios e Cidades Sustentáveis, que discutem temas

relevantes como projetos adotados por governos, empresas, ONGs e

universidades, visando entendimento das estratégias e resultados obtidos para

melhorar a vida nas cidades com a implementação de iniciativas sustentáveis e

como podemos nos organizar para gerar riqueza e lucratividade nas cidades

impactando menos o meio ambiente.

Local do Evento ► São Paulo 31/08 – 02/09/10

A ECO Business acontecerá nos dias 31 de agosto, 1 e 2 de setembro

no Centro de Exposições Imigrantes.

Pavilhão de Convenções. Horário : 13h às 21 h.

http://www.ecobusiness.net.br

DE

SANGUE

FAÇA

ALGUÉM

NASCER

DE NV

Cada vez mais a demanda por sangue aumenta nos hemocentros. O aumento de 30%

no transplante de órgãos e o crescimento da população estão entre os fatores que

fazem o país precisar cada vez mais de sangue para transfusão. São coletadas por ano

3,5 milhões de bolsas de sangue no Brasil, quando o ideal seria 5,7 milhões.

No Brasil, 1,9% da população é doadora de sangue. Mesmo estando este percentual

dentro do parâmetro da Organização Mundial de Saúde (OMS) – de 1% a 3% da

população – o Ministério da Saúde considera que é urgente e possível aumentar o

número de brasileiros doadores: se cada pessoa doasse duas vezes ao ano, não

faltaria sangue para transfusão no país.

Outras informações importantes:

Para doar sangue é necessário - Sentir-se bem, com saúde; apresentar documento

com foto, válido em todo território nacional; ter entre 18 e 65 anos de idade; ter peso

acima de 50Kg.

Disque saúde 0800 61 1997

Ministério da Saúde

http://www.facaalguemnascerdenovo.com.br

Fonte: Agência Saúde

BNB e Cruz

Vermelha lançam

campanhas para

ajudar vítimas das

enchentes

Nessa linha, a Cruz Vermelha-Ceará e o Banco do Nordeste do Brasil, por

meio de seu Ambiente de Responsabilidade Socioambiental, em parceria com o

Instituto Nordeste Cidadania, lançaram campanhas de ajuda àquelas

populações.

A campanha da Cruz Vermelha Brasileira no Ceará está dando prioridade à

arrecadação de água e alimentos. Por telefone, a chefe do Departamento de

Voluntariado da CVBC, Danielle Pontes, informou à Agência da Boa Notícia,

que as pessoas interessadas podem levar às doações para a sede da entidade, na

Rua Dr. José Lourenço, 3289 – Aldeota. O funcionamento é de segunda a

sexta-feira, das 8h às 17h30min.

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010

Planta Baixa da Feira EcoBusiness

Recursos

A campanha do Banco do Nordeste é para arrecadar recursos financeiros que

serão repassados para aquisição de itens emergenciais, por órgãos como Defesa

Civil, Corpo de Bombeiros e Cruz Vermelha. Para isso, foram abertas contas

específicas Agências Maceió Centro e Recife Centro, para depósito das

doações em dinheiro.

A Conta Instituto Nordeste Cidadania / BNB Solidário tem os seguintes dados:

. Em Alagoas - Agência: 031-0 (Maceió Centro) - Conta Corrente: 19.542-2

. Em Pernambuco - Agência: 044-2 (Recife Centro) - Conta Corrente: 21.462-7

De acordo com informações do Ambiente de Comunicação do BNB, nos casos

de transferência de outro banco para as contas desta Campanha, deverá ser

informado o CNPJ do INEC (01.437.408/0001-98).

As agências do BNB da capital e dos municípios próximos às áreas afetadas

também funcionarão como postos de arrecadação de outros donativos como

alimentos não perecíveis, água, roupas, colchonetes, calçados, cobertores e

produtos de higiene pessoal, que serão entregues aos órgãos responsáveis pela

distribuição.

* Com informações do Ambiente de Comunicação Social do Banco do

Nordeste do Brasil S.A.

Mais informações: Cruz Vermelha Ceará – (fone: 85 3472 3535) / Banco do

Nordeste – (fone: 85 3299 3149)

Fonte: http://www.boanoticia.org.br/noticias_detalhes.aspCod=1889

Deus te criou sem consultar-te, mas não te salva se não tem o teu consenso » Santo Agostinho

Dio ti ha creato senza interpellarti, ma non ti salva se non c'è il tuo consenso » Sant'Agostino

3


Notícias

Notizie

Silvio Rabelo

srrabelo@hotmail.com

Um dos pontos turísticos mais importantes da Amazônia, a cidade de Parintins é palco

do evento popular mais badalado da região. O Festival de Parintins acontece de 25 a 27

de junho e tem como protagonistas os bois-bumbás Caprichoso e Garantido. O

espetáculo mais esperado da maior floresta do mundo é celebrado desde 1988 no

bumbódromo, lugar com capacidade para 35 mil pessoas. É lá que se reúnem torcidas

muito apaixonadas: de um lado, os seguidores da estrela azul do Caprichoso e do outro,

os fãs fiéis do coração vermelho do Garantido.

Os bois rivais são as grandes estrelas no

Festival de Parintins

COLABOREM COM

O Lar Espírita Amor e Caridade - LEAC

Seja um PARCEIRO / COLABORADOR / PATROCINADOR desta

nossa empreitada em prol do respeito ao ser humano.

Conhecido por muitos como o Lar dos Idosos, funciona há 20 anos,

na Rua Frei Caneca, n° 129 – Bairro Santo Antonio – Carpina-PE.

Abriga idosos em regime de residência abandonados

pela família, bem como irmãos sem família e sem

condições de sustento próprio.

A entidade é filantrópica e é mantida através dos

Benefícios dos residentes que são aposentados, e

não recebe nenhuma verba governamental.

Gostaríamos de oferecer aos nossos idosos uma

moradia especializada, um ambiente adequado e

seguro; porém, por motivos de ordem econômica as

nossas instalações são velhas e sem a manutenção

necessária, no momento só podemos proporcionarlhes

abrigo e alimentação.

Em casos de emergência nossos internos são

atendidos no Hospital Público local, e o transporte do

idoso é feito em táxi, pois a instituição não dispõe de

carro próprio.

Caixa Econômica Federal: 104

Agência: 1242

C/C: Lar Espírita Amor e Caridade.

Festival de Parintins:

o Carnaval

do Amazonas

Além do Festival de Parintins, que atrai

normalmente cerca de 100 mil pessoas para a

cidade, diversos pontos turísticos são capazes

de fazer o visitante se apaixonar pelo lugar. O

município fica na ilha fluvial de Tupinambara,

a 420 quilômetros de Manaus, quase na

fronteira com o estado do Pará. Gente

hospitaleira, muitas bicicletas transitando

pelas ruas e as cores dos bois nas fachadas

das casas são alguns destaques de Parintins.

Parintins pode ser visitada o ano inteiro, mas

a grande estrela é o festival, que acontece

sempre no último final de semana de junho.

De 6 a 16 de julho acontece a Festa de Nossa

Senhora do Carmo

Para quem quiser pescar e curtir as praias fluviais e balneários, a recomendação é visitar a

cidade de setembro a dezembro, quando acontece a vazante dos rios.

Fonte: http://turismo.ig.com.br/destinos_nacionais

PRECISA DE VOCÊ!

Educandário Tavares de Souza a as várias

técnicas de Ensino a serviço da Educação.

O Educandário Tavares de Souza surgiu do sonho pedagógico de Maria Lécia Tavares do Rego.

A escola trabalha desde a educação infantil pela forma privilegiada levando o alunado à

construção do conhecimento, quando o ensino e a aprendizagem são respaldados no

letramento.

Na Educação Fundamental do 2º ao 9º ano os embasamentos epistemológicos se ancoram nos

mais diversos teóricos, principalmente naqueles que direcionam seus trabalhos na produção da

cultura como um todo, tendo como vertente a cultura raíz .

A metodologia ministrada no Ensino Médio é direcionada para o vestibular e para a construção

da cultura humanística.

Recentemente a escola fez uma exposição de artes - EXPOART- na qual foi trabalhada a

pesquisa bibliográfica, teatro, musicais, etc.

No dia a dia da escola, além das disciplinas do núcleo comum oferecemos duas línguas

estrangeiras desde o 2º ano do Ensino Fundamental até o Ensino Médio, além de dança

popular, sapateado, ballet clássico, karatê, música, futebol de salão, futebol de campo e vôlei.

Oferecemos também aulas em laboratórios de: Línguas, Informática, Biologia e Química.

O Educandário Tavares de Souza é uma escola que educa para a vida.

Política

Linguística

Por Israel Júnior

Professor de História

da Língua Portuguesa –

FALUB

israeljunior1@gmail.com

A História do surgimento da língua Portuguesa no Brasil como língua oficial de cultura escrita e falada obrigatoriamente

por todos, mesmo aqueles de etnias indígenas e africanas, é uma questão de ordem política. Calvet diz: que a

intervenção humana na língua ou nas situações lingüísticas não é novidade: sempre houve indivíduos tentando legislar,

ditar o uso correto ou intervir na forma da língua. De igual modo, o poder político sempre privilegiou essa ou aquela

língua, escolhendo governar o Estado numa língua ou impor à maioria a língua de uma minoria.

As situações de intervenções do governo em questões lingüística é chamada pelos estudiosos de Política Lingüística.

São em situações de multilinguísmo que surge e ganha a importância a política lingüística. A escolha de um alfabeto

para uma língua, é um exemplo de que isso se origina da política lingüística, ou outros fatos como o forjar a língua do

estado através de uma intervenção sobre uma língua já existente para modernizá-la e adapta-la as necessidades do

país, como foi o caso do turco, no regime de Mustafa Kemal Atatürk.

A Política lingüística surgiu como área de estudos na década de 1960 e tem como prerrogativa a relação entre poder

político-estatal ou governamental e as línguas, no que concerne as seguintes decisões: que línguas podem ou não ser

usadas em determinadas situações, oficiais ou não, como são proibidas ou promovidas a partir de ações do governo

sobre os falantes. Cléo Vilsom Altenhofem num artigo intitulado “Política Lingüística, mitos e concepções lingüísticas em

áreas bilíngües de imigrantes alemães no sul do Brasil” traz uma definição de Calvet, que política linguística envolve um

conjunto de escolhas conscientes referentes às relações entre língua(s) e vida social, sendo o planejamento lingüístico a

implementação prática de uma política lingüística. Política linguística não é lingüística, é política. Por isso política

lingüística implica em ingerência, intervenção, visando a unificação lingüística de um estado. Ela envolve escolhas, que

na sua grande maioria não são inteiramente corretas.

Porém a Política Linguística consoante Calvet são só decisões referente às relações entre as línguas e a sociedade.

Entretanto A Política Lingüística se materializa no Planejamento Lingüístico, sua implementação, sua aplicação,

tornando-se desta forma inseparável. Detalhando melhor, o Planejamento lingüístico ou Planificação Lingüística é a área

da política lingüística que se encarrega dos planejamentos em gerais, entre eles o da criação de programas de

revitalização de língua - como é o caso do ressurgimento da língua hebraica, com o surgimento do estado Israelense em

1948, quando não se falava o Hebraico - manutenção, e de legislações específicas para as questão de línguas, além dos

direitos lingüísticos e patrimônio lingüísticos.

Segundo Calvet , efetivamente qualquer grupo pode elaborar uma política lingüística: uma diáspora ( os surdos, os

ciganos, os falantes iídiche ) pode se reunir em congressos para decidir uma política, e um grupo minoritário do interior

de um estado ( os bretões na França, por exemplo, ou os indígenas quíchuas no Equador ) pode fazer o mesmo. Mas

apenas o estado tem o poder e os meios de passar ao estágio do planejamento, de por em prática suas escolhas

políticas. É por isso que sem excluir a possibilidade de políticas linguísticas que transcendam fronteiras, nem a política

lingüística pertinente às entidades menores que o estado, devemos admitir que, na maior parte dos casos, as políticas

lingüísticas são iniciativa do Estado ou de uma entidade que disponha no seio do Estado de certa autonimia política (

como a Catalunha, a Galiza ou o País Basco na Espanha ).

Calvet coloca que a primeira vez que apareceu a expressão language planning, foi no trabalho de Einar Haugem sobre

os problemas lingüísticos da Noruega. Haugem é dos precussores da Sociolingüística, da uqal participou da reunião

organizada por Wilian Brigth, na Universidade da Califórnia, em 1964, no evento que é considerado o local do surgimento

da Socolinguística. Dessa forma “Planejamento Lingüístico” recebe seu batismo na mesma época que a sociolingüística

e que foi chamada por Fisshman como sociolingüística aplicada.

A Política lingüística está ligada estritamente a um processo geopolítico e seus reclames. Geopolítica não simplesmente

a união entre geografia e política. È muito mais do que isso. Lacoste diz que :Geopolítica é toda rivalidade de poderes e

influências sobre territórios.

Já Breton afirma que torna-se claro que as línguas são reflexos da relação de força.

Um exemplo claro do que acabamos de colocar, “as línguas são reflexos da relação de força”, no momento, no Estados

Unidos da América, existe um questionamento, em pleno período em que se comenta sobre as conseqüências

geopolíticas da dominação do inglês, sobre se o estatuto de língua inglesa, está ameaçado pela grande imigração

hispânica. Então surgiu um debate geopolítico , em que Douzet fala sobre as inquietudes e frustrações derivadas da

transformação, rápida e radical, de algumas regiões do país, em conseqüência de uma grande imigração mexicana.

Então se tem uma pergunta chave: como que o inglês, uma língua franca em todas as instâncias internacionais, não

consegue se impor aos imigrantes de fala hispânica Douzet coloca que este tem sido um tema velho na política

americana, como se isso fosse afetar a identidade nacional americana. Então isso tem sido abordado de forma veemente

por muitos homens notáveis como Samuel Huntington, para quem segundo Douzet, a língua inglesa é um dos pilares da

cultura americana, assim como da cristandade, o compromisso religioso, os conceitos ingleses de supremacia do direito,,

dos direitos individuais, da ética do trabalho e do dever de criar um paraíso na terra.Tudo isso baseado no que Breton

coloca:

“Na Inglaterra , a língua inglesa é fixada no século XVI, no momento em que nasce um estado moderno, neste

país....Londres rompe com Roma. Os Tudor optam pelo investimento marítimo. Disso resultam conseqüências

capitais para a Inglaterra. Uma hieraquia independente do Papa é implantada à força. A Bíblia já estava traduzida

para o inglês. A liturgia se inspira claramente nessa tradução. Para os pensadores ingleses, pra os grandes

escritores, a língua vai se tornar uma língua do livre-arbítrio.....”

Num artigo intitulado The Role of Geopolítics in Languages Planning and Language Politics in Brasil Ralagopalan afirma

que o Planejamento Lingüístico é uma estratégia interessante para todas as nações e muito sensível a geopolítica da

região em que as nações estão localizadas. Um exemplo bastante esclarecedor é um fato ocorrido no Brasil, a partir de

1938, no período do estado novo, logo após as duas guerras mundiais, na qual o governo de Getúlio Vargas proibiu de

forma arbitrária o uso de línguas alemã e italiana por seus respectivos falantes, com medo da formação de um estado

alemão no sul do Brasil. Isso levou o governo do Brasil a forçar a existência de um monolinguísmo em português.

A Política lingüística no Brasil começou no século XVIII com a lei do Diretório. Mariane diz que quando o Marquês de

Pombal assume a função de ministro de D. José I, ocorre o processo de expulsão dos jesuítas de Portugal e das

colônias portuguesas. Paralelamente, o Marquês promove uma reforma pedagógica em Portugal, tornando obrigatório o

ensino de língua portuguesa no lugar da latina. No que se refere ao Brasil, o diretório de 3 de maio de 1757, confirmado

pelo Rei português D. José I em 17 de agosto de 1758, torna oficialmente obrigatórios o ensino e uso do português. A

diretriz de Pombal é normatizadora e unificadora. Tem como objetivo inibir usos lingüísticos que não sejam portugueses.

Esse diretório intervém, deste modo, no processo de construção da identidade lingüística brasileira, já que visa impedir a

brasilidade de enunciar-se de dentro da formação discursiva que lhe é própria. Esse diretório vigorou durante

aproximadamente 40 anos, sendo abolido apenas em 12 de maio de 1798.

Essa política que teve início no século XVIII, também respndia aos reclames geopolíticos da época , fato este que

Bethânia Mariane elucida muito bem , ao dizer que:

“Ao longo do século XVIII, esta situação – línguas indígenas x língua geral x língua portuguesa x portuguêsbrasileiro

– representava um conflito na colônia entre nobres portugueses, nobres brasileiros, brasileiros

pobres, índios e jesuítas, negros, mulheres e crianças, conflito esse que vai ter sua solução a partir de uma

intervenção da metrópole. Depreende-se, no diretório, a sua filiação a uma memória universal que relaciona

idioma, nação conquistadora e nação conquistada.”

4

Amor: a resposta ao problema daEexistência » Erich Fromm

Amore: la risposta al problema dell'Esistenza

» Erich Fromm

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010


Notícias

Silvio Rabelo

srrabelo@hotmail.com

Notizie

O mundo das Copas

Autor: Lycio Vellozo Ribas


A proposta do livro é de

contar tudo ou quase tudo

sobre as Copas Mundiais

de Futebol.

Foram seis anos de

pesquisas entre fatos

ocorridos e dados

curiosos. Desde a época

em que o torcedor

acompanhava os jogos no

raidinho “chiador” até a era

da internet.

Livros de Registros de

Imigrantes da Hospedaria

do Brás nominados

Memória do Mundo pela

UNESCO

A Nova Civilização do

Terceiro Milênio

Autor: Pietro Ubaldi

O presente

livro é mais a

busca de uma

nova forma

mental com

base nos

princípios do

Evangelho, para substituir a

antiga estrutura, materialista e

caótica.

Os livros de Registro/Matricula de imigrantes do acervo do Memorial do

Imigrante foram classificados e nominados Memória do Mundo da

UNESCO. Estão entre as 10 propostas classificadas pelo Comitê Nacional

do Brasil do Programa Memória do Mundo da UNESCO e entre as 2

classificadas de São Paulo.

Fonte: http://www.memorialdoimigrante.org.br/portalmi/

A Festa que já virou tradição no estado de São Paulo

Foram 8 dias de muita festa e solenidades para comemorar a 48º Festa

Tradicional do “Boi Ita Ode” do Palácio Real do I Rei Negro Brasileiro. A

Cerimônia foi comandada pelo Chanceler da Ordem do Mérito Afro

Brasileiro, Dr. José Mendes Ferreira Geleju Adelabu III, Obá, tataraneto

de Zumbi dos Palmares.

O Palácio do Rei Negro do Brasil realizou a 48ª Festa do Boi Itá Odé, onde

o homenageado é sempre Oxossi - Obá Odé Alaketu, Padroeiro do Evento.

Dia sagrado e dedicado inteiramente ao patrono do Ilê Obá Odé Alaketu,

em razão desta consagração, os tabaques começaram a vibrar a

exatamente, às 08h da manhã, com o objetivo que o Òrìsà Òdé desça do

Orum, em direção a terra para que os filhos de fé possam saudar a sua

chegada e ele possa abençoar as pessoas que estejam presentes no

Palácio. Nesta ocasião, às 10h. da manhã, Òrìsà Odé, o Rei Negro

Brasileiro, tataraneto do Rei Zumbi dos Palmares, Obá Dr. José Mendes F.

Gelejú Adelabú III, e os sacerdotes e sacerdotisas, ganham as ruas,

conduzidos por três carruagens especiais, em auto relevo, de estilo inglês,

com destino a praça da matriz da Freguesia do Ó e o bairro da

Brasilândia.

NATUREZA QUE

CURA

Curando com o sabor do gengibre

O gengibre é uma raiz muito preciosa, capaz de trazer muitos benefícios ao

organismo: o gengibre.

Cultivada e muito utilizada no Oriente há milhares de anos, o gengibre (zingiber

officinalis) é um ingrediente básico e quase obrigatório nas culinárias japonesa,

tailandesa e chinesa e indiana. Mas suas propriedades vão muito além do

sabor forte e picante, que normalmente agrada o paladar e confere um toque

todo especial aos pratos que são preparados com ele. Na medicina ayurvédica,

por exemplo, é chamado de “remédio universal”, pela grande variedade de

benefícios que proporciona à saúde

O gengibre produz calor no organismo e age de forma eficaz em casos de

gripes, tosse, rouquidão, congestão nasal, dores de garganta e outras

infecções, atenuando seus sintomas e fortalecendo o sistema imunológico, por

isso, sua utilização é muito indicada para tratar e prevenir os males a que

estamos sujeitos durante as épocas mais frias do ano.

Esta capacidade de esquentar o corpo também provoca uma aceleração no

metabolismo, ativa a circulação, estimula a mente e mantém a vitalidade. Uma

boa dica é fazer um escalda pés ou preparar um banho com algumas gotas do

óleo essencial de gengibre naqueles momentos em que nos sentimos sem

ânimo, apresentando sintomas típicos de depressão, ou esgotados após um dia

estressante de trabalho, por exemplo.

É antiinflamatório, antibactericida e alivia dores musculares, de cabeça e

cólicas menstruais. Nos casos de contraturas musculares, lombalgia,

cervicalgia, reumatismo e artrose, pode-se massagear as regiões afetadas com

o óleo essencial diluído em óleo vegetal, fazendo movimentos fortes e fricção,

que produzirão efeitos de aquecimento e analgesia.

Pesquisas também comprovaram sua atuação no sistema digestivo e é ótimo

para combater náuseas e enjôos, inclusive por pessoas que sofrem com estes

sintomas durante deslocamentos de barco ou de carro. Apesar de sua ingestão

ser contra indicada durante a gravidez, as mulheres podem utilizar algumas

gotas do óleo essencial em um difusor de aromas para aliviar os enjôos

característicos dos primeiros meses de gestação. Pacientes que estão sendo

submetidos a tratamento com quimioterapia também experimentam um grande

alívio das náuseas causadas pelos medicamentos.

Você pode incluí-lo no preparo de diversos alimentos, como sucos, sopas,

saladas e refogados. Para um uso mais medicinal, o ideal é preparar um chá

com as raízes e consumi-lo entre as refeições. Você pode também misturar

com outras ervas, como hortelã, eucalipto e capim limão, se o objetivo for tratar

de problemas causados por gripes e resfriados. O consumo diário do chá é

muito eficaz na prevenção de crises de enxaqueca. Para combater enjôos,

basta mastigar um pouco dele cru, com exceção das gestantes, que devem

utilizar apenas o óleo essencial, num difusor de ambientes. Também é

encontrado, em lojas de produtos naturais, em forma de comprimido e tintura.

Fonte: http://yahoo.estrelaguia.com.br/astrologia/artigos/1545/

O PODER DAS FRUTAS

Rei Negro do Brasil, o Obá (Rei) José

Mendes Ferreira Geleju Adelabu III

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010

Foto do “Boi Ita Ode”

Entre as personalidades políticas salientamos a presença do primeiro

negro candidato a Presidência da República Dr. Mario de Oliveira, dos

empresários mineiros Pedro Alvarenga e Ester Sanches, Vereador Agnaldo

Timóteo que encerrou a passeata cantando para Oxossi.

Por Silvio Rabelo » Jornalista FENAI.

ABACATE, UMA

FRUTA COMPLETA

Fruta do mêsABACATE

O Abacate: O valor

medicinal do abacate é

notável. Seu consumo

ajuda a combater

perturbações digestivas,

prisão de ventre, abscessos

estomacais, afecções dos

rins e do fígado.

O abacate é um fruto

originado do continente

americano, e é rico em

gordura sendo fonte de

ácido oleico e de calorias.

Fonte: http://www.todafruta.com.br/todafruta/mostra_conteudo.aspconteudo=6271

A não-violência é a arma mais forte que nunca foi inventada pelo homem » Mahatma Gandhi

La non violenza è la più forte arma mai inventata dall'uomo » Mahatma Gandhi

5


Multicultural

Silvio Rabelo

srrabelo@hotmail.com

Multiculturale

O Ecossistema Manguezal

O Recife e o Movimento Manguebeat

A sociedade do mangue, tem a ver com a diversidade de vida do mangue. A

diversidade de estilos musicais, no novo movimento; rock-maracatu, música

eletrônica....

Seis rios banham a cidade do frevo. Permeado por manguezais - ecossistema complexo encontrado em regiões tropicais

e subtropicais, sujeito ao regime das marés e considerado um dos mais produtivos do planeta - o Recife viveu, no início

dos anos 90, uma transformação cultural, liderada por artistas e intelectuais preocupados com a fase de falta de

identidade musical que a cidade vivia. O Movimento Mangue, encabeçado pelo técnico em informática Chico Science e o

jornalista Fred Zero 4, fluiu como conversa de mesa de bar e se espalhou pelas águas dos rios.

A diversidade é uma das principais heranças que o mangue deixou a Pernambuco. A idéia inicial de "uma antena

parabólica enfiada na lama", que captava todo tipo de informação e referências externas, sem perder o chão da

manguetown Recife, que cresceu a partir do aterramento desordenado de seus mangues. Além da proposta de uma nova

estética visual e sonora, o movimento tem como marca um importante cunho político-social sem as pieguices ou

obviedades que comumente são observados em músicas-protesto.

Para os que discutem o tema, uma coisa é certa: a cena musical pernambucana pode ser dividida em antes e depois de

Chico Science. Muitos, atualmente, acreditam que o movimento tenha chegado ao fim. Outros crêem que ele vive uma

transformação e que hoje, mesmo sem a empolgação do início, ainda serve de influência para inúmeras bandas e

artistas de diversas regiões. Identifiquemos, então, os herdeiros destes "caranguejos com cérebro" que chamaram tanta

atenção do Brasil e do mundo na década de 90. "Diferente do que acontece em outros lugares, aqui, depois do

movimento mangue, há quase uma obsessão por encontrar sua própria linguagem, seu próprio som. Se antes se

valorizava muito as coisas que vinham de fora, agora é contrário", analisa Zero 4.

LOCALIZAÇÃO DOS

MANGUEZAIS NO

BRASIL

No mundo existem cerca de 162.000

Km2 manguezais.

No Brasil existem cerca de 25.000 Km2

manguezais.

Em Pernambuco existem cerca de 270

Km2 manguezais.

No Brasil, existem cerca de 25.000

quilômetros quadrados de florestas de

mangue, que representam mais de 12%

dos manguezais do mundo inteiro.

Os manguezais estão distribuídos

desde o Amapá até Laguna, em Santa

Catarina, no litoral brasileiro

VEGETAÇÃO

Os manguezais são encontrados ao longo de todo o litoral, sendo

constituídos pelas principais espécies de mangue:

Rhizophora mangle (mangue vermelho)

Laguncularia racemosa (mangue branco)

Avicennia sp (mangue preto, canoé)

Conocarpus erectus (mangue de botão)

A espécie Laguncularia racemosa, merece destaque por ser a única espécie

típica de mangue encontrada no Arquipélago de Fernando Noronha, no

único manguezal na Baía do Sueste.

FAUNA

A fauna dos manguezais representa significativa fonte de alimentos para as

populações humanas. Os estoques de peixes, moluscos e crustáceos

apresentam expressiva biomassa, constituindo excelentes fontes de proteína

animal de alto valor nutricional. Os recursos pesqueiros são considerados

como indispensáveis à subsistência das populações tradicionais da zona

costeira

O manguezal é um ecossistema

complexo e um dos mais

produtivos do planeta

O manguezal é considerado um ecossistema

costeiro de transição entre os ambientes terrestre e

marinho. Característico de regiões tropicais e

subtropicais,está sujeito ao regime das marés,

dominado por espécies vegetais típicas, às quais se

associam a outros componentes vegetais e animais.

O ecossistema manguezal está associado às

margens de baías, enseadas, barras,

desembocaduras de rios, lagunas e reentrâncias

costeiras, onde haja encontro de águas de rios com

a do mar, ou diretamente expostos à linha da costa.

A cobertura vegetal, ao contrário do que acontece

nas praias arenosas e nas dunas, instala-se em

substratos de vasa de formação recente, de

pequena declividade, sob a ação diária das marés

de água salgada ou, pelo menos, salobra.

A riqueza biológica dos ecossistemas costeiros faz

com que essas áreas sejam os grandes "berçários"

naturais, tanto para as espécies características

desses ambientes, como para peixes e outros

animais que migram para as áreas costeiras

durante, pelo menos, uma fase do ciclo de sua vida

Foto: Alex Fafe

Foto GERCO/PE

IMPORTÂNCIA DOS MANGUEZAIS

Desempenha importante papel como exportador de matéria orgânica para o estuário, contribuindo para produtividade

primária na zona costeira.

É no mangue que peixes, moluscos e crustáceos encontram as condições ideais para reprodução, berçário, criadouro e

abrigo para várias espécies de fauna aquática e terrestre, de valor ecológico e econômico.

Os mangues produzem mais de 95% do alimento que o homem captura do mar.

Sua manutenção é vital para a subsistência das comunidades pesqueiras que vivem em seu entorno.

A vegetação de mangue serve para fixar as terras, impedindo assim a erosão e ao mesmo tempo estabilizando a costa.

As raízes do mangue funcionam como filtros na retenção dos sedimentos.

Constitui importante banco genético para a recuperação de áreas degradadas

IMPACTOS AMBIENTAIS EM

ÁREAS DE MANGUEZAL

Os principais fatores que causam alterações nas

propriedades físicas, químicas e biológicas do manguezal

são:

Aterro e Desmatamento

Queimadas

Deposição de lixo

Lançamento de esgoto

Lançamentos de efluentes industriais

Dragagens

Construções de marinas

Pesca predatória

6

UTILIZAÇÃO SUSTENTÁVEL DOS

MANGUEZAIS

Muitas atividades podem ser desenvolvidas no manguezal

sem lhe causar prejuízos ou danos, entre elas:

Pesca esportiva e de subsistência, evitando a sobrepesca,

a pesca de pós - larva, juvenis e de fêmeas ovadas.

Cultivo de ostras.

Cultivo de plantas ornamentais (orquídeas e bromélias).

Criação de abelhas para a produção de mel.

Desenvolvimento de atividades turísticas, recreativas,

educacionais e pesquisa cientifica.

PROTEÇÃO LEGAL DOS MANGUEZAIS

O manguezal, ecossistema bem representado ao longo do litoral brasileiro, é considerado, no Brasil, como de

preservação permanente, incluído em diversos dispositivos constitucionais (Constituição Federal e Constituições

Estaduais) e infraconstitucionais ( leis, decretos, resoluções, convenções). A observação desses instrumentos legais

impõe uma série de ordenações do uso e/ou de ações em áreas de manguezal (Schaeffer-Novelli,1994).

Constituição Federal de 1988, artigo 225.

Lei Federal nº 9.605/98, que dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades

lesivas ao meio ambiente.

Código Florestal – Lei nº 4.771/1965.

Lei Federal Nº 7.661/98, que institui o Plano Nacional de Gerenciamento Costeiro.

Lei Estadual nº 9.931/1986 - Proteção das Áreas Estuarinas.

Resolução CONAMA nº 04/1985.

Decreto Federal nº 750/93, que dispõe sobre o corte, a exploração, a supressão de vegetação primária ou nos estágios

avançado e médio de regeneração da Mata Atlântica

Fonte: http://vivimarc.sites.uol.com.br/manguezal2.htm

APA de Guadalupe Rios

Formoso e Lemenho

Da Lama ao Caos

Posso sair daqui para me organizar

Posso sair daqui para desorganizar

Posso sair daqui para me organizar

Posso sair daqui para desorganizar

Da lama ao caos, do caos à lama

Um homem roubado nunca se engana

Da lama ao caos, do caos à lama

Um homem roubado nunca se engana

O sol queimou, queimou a lama do rio

Eu ví um chié andando devagar

E um aratu pra lá e pra cá

E um carangueijo andando pro sul

Saiu do mangue, virou gabiru

Ô Josué, eu nunca ví tamanha desgraça

Quanto mais miséria tem, mais urubu ameaça

Peguei um baláio, fui na feira roubar tomate e cebola

Ia passando uma véia, pegou a minha cenoura

“Aí minha véia, deixa a cenoura aqui

Com a barriga vazia não consigo dormir”

E com o bucho mais cheio começei a pensar

Que eu me organizando posso desorganizar

Que eu desorganizando posso me organizar

Que eu me organizando posso desorganizar

Da lama ao caos, do caos à lama

Um homem roubado nunca se engana

Da lama ao caos, do caos à lama

Um homem roubado nunca se engana

Um coração feliz é o resultado inevitável de um coração ardente de Amor » Madre Teresa de Calcutá

Un cuore gioioso è il normale risultato di un cuore che arde d'Amore » Madre Teresa de Calcuta

Várzea do Uma

Fonte: http://vivimarc.sites.uol.com.br/manguezal2.htm

Chico Scienze & Nação Zumbi

O sol queimou, queimou a lama do rio

Eu ví um chié andando devagar

E um aratu pra lá e pra cá

E um carangueijo andando pro sul

Saiu do mangue, virou gabiru

Ô Josué, eu nunca ví tamanha desgraça

Quanto mais miséria tem, mais urubu ameaça

Peguei um baláio, fui na feira roubar tomate e

cebola

Ia passando uma véia, pegou a minha cenoura

“Aí minha véia, deixa a cenoura aqui

Com a barriga vazia não consigo dormir”

E com o bucho mais cheio começei a pensar

Que eu me organizando posso desorganizar

Que eu desorganizando posso me organizar

Que eu me organizando posso desorganizar

Da lama ao caos, do caos à lama

Um homem roubado nunca se engana

Da lama ao caos, do caos à lama

Um homem roubado nunca se engana

Da lama ao caos, do caos à lama

Um homem roubado nunca se engana

Da lama ao caos, do caos à lama

Um homem roubado nunca se engana

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010


Turismo

Turismo

Verônica Santos

vholandasantos@hotmail.com

VISITEM

terra encantada

Foto: Sandra Cristina de H. Santos

Foto: Sandra Cristina de H. Santos

Projeto Peixe-Boi Marinho

Ilha de Itamaracá - PE - Brasil

Sede Nacional do Projeto

Peixe-boi Marinho

Eco-Parque

Foto: Sandra Cristina de H. Santos

O projeto começou em 1980, na

Paraíba e em Itamaracá em 1990.

Constitui de todo um

projeto incluindo um

Cinema (Foto acima) com

temas (filmes) sobre

mamíferos aquáticos

(Baleia, golfinho, peixe-boi,

foca, ect.) para 120

pessoas.

Um Museu (foto acima)

que irá mostrar com fotos

e objetos diversos a

evolução dos mamíferos

aquáticos no mundo

(desde o 1° mamífero).

Foto: Sandra Cristina de H. Santos

Foto: Sandra Cristina de H. Santos

Só os oceanários grandes estão abertos para visitação com animais adultos que

vieram de cativeiro inadequado.

O tempo de recuperação em média é de 4 a 5 anos, mais ou menos, 2 anos

mamando + 2 ou 3 anos comendo capim (do mar).

Até hoje foram recuperados e devolvidos ao mar 9 animais, onde são colocados

rádios transmissores para monitorar e acompanhar os animais pesquisados.

Marcos Aurélio

Guia em Turismo

Circuito

dos Poetas

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010

Manuel Bandeira

Considerado um dos

maiores representantes da

poesia moderna brasileira,

Manuel Carneiro de Souza

Bandeira Filho, nasceu no

Recife a 19 de abril de

1886, filho de um

Engenheiro.

Fonte: http://www.claudiovende.cim.br/pboi.html

A escultura representa Manuel

Bandeira, sentado, ao lado de um

portal, ou janela colonial, donde

avista toda a paisagem do

Capibaribe e pontes do palácio

do governo, assentada em frente

ao ginásio Pernambucano e na

altura da rua da união.

Fonte: http://www.demetrioesculturas.com/2007

Patrimônio Histórico

e Cultural da Humanidade

Com o título de Patrimônio Mundial da

Humanidade e berço da cultura brasileira,

Olinda é pura beleza e arte nas ruas de seu

sítio histórico, inspiração para vários artistas

plásticos que escolheram a cidade para

montarem ateliês, galerias e museus.

Foi a primeira capital de Pernambuco e deve

ser também um dos primeiros lugares a

serem visitados quando se chega ao estado.

O Senhor me fez sempre desejar àquilo que queria dar- me » Santa Teresinha do Menino Jesus

Il Signore mi ha sempre fatto desiderare ciò che voleva darmi » Santa Teresa del Bambino Gesù

7


Mundos Paralelos

Mondi Paralleli

Nota:Tradução do idioma italiano para o brasileiro » Verônica de Holanda Santos

Verônica Santos

vholandasantos@hotmail.com

Acordos bilaterais

Accordi bilaterali

O Brasil na mídia italiana

Il Brasile nella midia italiana

Firma del Piano di Azione per

la Collaborazione Strategica

tra Brasile e Italia

Assinatura do Plano de Ação para

a Colaboração Estatégica entre

Brasil e Itália

Energia, minerali e finanza: la forza

del Brasile

Repubblica — 19 aprile 2010 pagina 22 sezione: AFFARI FINANZA

Il 18 aprile 2010, il Presidente

della Repubblica Federativa del

Brasile, Luiz Inácio Lula da Silva,

e il Presidente del Consiglio dei

Ministri dell’Italia, Silvio

Berlusconi, hanno firmato un

Piano di Azione che definisce un

partenariato strategico tra i due

Paesi. Il Piano riafferma i solidi

vincoli storici e culturali tra il

Brasile e l’Italia e prevede

un’ampia gamma di iniziative

destinate a rafforzare il dialogo

politico bilaterale e la

cooperazione in ambiti come la

difesa, le infrastrutture, la piccola

e media imprenditoria, l’energia,

la cooperazione scolastica e

accademica, il turismo, la

cooperazione decentrata, la sanità

e la cooperazione nell’area dello

sport. La visita del Presidente del

Consiglio in Brasile, prevista per il

29 giugno, costituirà un momento

importante nell’implementazione

del Piano di Azione.

Imigração Italiana em Pernambuco 1875 - 2003

Já nos primórdios da colonização junto aos portugueses

chegam em terras pernambucanas oriundos de Gênova e

Nápoles, italianos que comercializavam e também figuras

históricas importantes como Américo Vespúcio.

Um expressivo número de italianos interessados em

conhecer a nova terra, chegava a Pernambuco onde se

radicava e aqui constituía família como foi o caso de Filippo

Cavalcanti, filho de importante família florentina; que se

casaram em Pernambuco com Catarina de Albuquerque e

originou muitas famílias no nosso Estado, dominando a

política pernambucana por três séculos. Para a expulsão

dos holandeses, vem do Reino de Nápoles, o Conde de

Bagnouli, aliado dos portugueses que em 1624, junto a um

grande contingente de napolitanos expulsaram os

holandeses do nosso Estado.

A presença italiana em Pernambuco é marcante e

importante para o processo de desenvolvimento do nosso

Estado.

No século XIX, a música e a lírica italianas são presentes nos nossos teatros através de grandes espetáculos e

músicos que vinham diretamente da Itália e se apresentavam no Teatro Santa Isabel, no Recife, cujo período foi

de 1890 a 1930.

No ambiente rural e urbano, a presença italiana em Pernambuco consegue atingir os diversos setores da vida

social, possibilitando uma harmônica contribuição ao processo de ascensão dos seus descendentes que hoje

atravessando todos os processos imigratórios, são personalidades marcantes na vida política, pública, cultural,

econômica e intelectual do nosso Estado.

O processo imigratório italiano em Pernambuco hoje se reflete nos filhos, netos e bisnetos destes italianos, que a

história e as mudanças ocorridas na milenar Itália possibilitaram, como um convite para a formação de uma nova

terra, além-mar, chamada Brasil, chamada Pernambuco.

Cristina E. Presbitero Diretora-Presidente Instituto de Cultura Brasil-Itália em Recife PE

8

O Amor torna tudo amável » George Macdonald

Em 18 de abril de 2010, o

Presidente da República Federatica

do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva,

e o Presidente do Conselho dos

Ministro da Itália, Silvio Berlusconi,

assinaram um Plano de Ação que

define uma parceria estratégica

entre os dois países. O Plano

reafirma os sólidos vínculos

históricos e culturais entre o Brasil

e a Itália e prevê uma ampla gama

de iniciativas destinadas a reforçar

o diálogo político bi-lateral e a

cooperação nos âmbitos, tais como

a defesa, as infraestruturas, a

pequena e média empresa, a

energia, a cooperação escolar e

acadêmica, o turismo, a

cooperação descentralizada, a

saúde e a cooperação na àrea do

Esporte.

A visita do Presidente do Conselho

dos Ministros no Brasil, prevista

para o dia 29 de junho, constituirá

um momento importante na

implementação do Plano de Ação.

Fonte: Embaixada do Brasil na Itália: "Mosaico Brasile", Ano I, N. 3

Imigração italiana no Brasil

Immigrazione italiana in Brasile

Il Brasile è il "paese del futuro" che offre agli investitori opportunità eccellenti nel lungo termine. Lo

spiega, nel report pubblicato a marzo, Michael Konstantinov, Head of Emerging Market di Rcm, società

di Allianz Global Investors. Il potenziale del paese, precisa l' esperto, di fatto non si è ancora espresso

pienamente per una lunga serie di ragioni storiche, tra cui principalmente una cattiva gestione

economica e politica. Solo in tempi molto recenti il Brasile sta finalmente iniziando a dare segnali

incoraggianti a partire dall' aumento dei salari e dell' occupazione che stanno creando una classe media

assai fiorente, elemento questo cruciale per sostenere la crescita. Inoltre, negli ultimi anni e certamente

nell' ultimo decennio abbiamo assistito a una notevole stabilizzazione microeconomica che ha portato il

Brasile verso il "rating investment grade" (il giudizio cioè "degno di un investimento"). Nel paese inoltre,

spiega ancora Konstantinov, oggi si percepisce un aumento della fiducia nella popolazione. E questa

fiducia non si sente solamente all' interno visto che l' anno scorso il Brasile è diventato il secondo

destinatario degli investimenti diretti esteri, dopo la Cina, e che circa 21 miliardi di dollari Usa sono

sbarcati nel paese sudamericano nonostante la profonda recessione economica globale. Infine, il

Brasile è anche un importante beneficiario della domanda di materie prime e prodotti agricoli

proveniente dalla Cina al punto che il paese del dragone ha sostituito l' Europa e gli Stati Uniti come

destinazione principale delle esportazioni brasiliane. Dopo un periodo di inflazione molto alta (nell'

ordine del 70008000 per cento negli anni ' 80 e la conseguente introduzione del cosiddetto "Piano Real"

(nel 1993/94), che introdusse limiti molto rigidi, soprattutto sulla spesa fiscale e sulla gestione della

politica monetaria, oggi si parla di un trend inflazionistico intorno al 45 per cento. Attualmente ci si

chiede se la Banca centrale innalzerà o meno i tassi dato che le aspettative inflazionistiche sono salite

dal 4,3 per cento al 4,7 per cento. Per quanto poi concerne i mercati azionari, il panorama locale è

fortemente influenzato dalle materie prime, anche se oggi c' è la possibilità di guardare anche a settori

relativamente nuovi e in via di sviluppo. Un buon esempio in questo senso è costituito da Localiza, la

principale società di noleggio auto del paese, con una quota di mercato del 30 per cento. Il concorrente

al secondo posto ha solamente una quota pari al 5 per cento ed è uscito dalla crisi finanziaria

maggiormente indebolito. Secondo gli esperti di Rcm, nonostante il rialzo del corso azionario, il titolo è

ancora interessante dato che quest' anno la società è indirizzata a conquistare ulteriori quote di mercato

e si attende una crescita degli utili nell' ordine del 25 per cento. Questo è solo un esempio di società

forti in cui investire, ma ce ne sono molti altri; l' ampiezza e la profondità del mercato brasiliano sono

sufficienti a produrre buone opportunità per investire nei soggetti più promettenti. A livello settoriale

infine, i settori più importanti sono, come si accennava, quelli relativi a energia, minerali e titoli finanziari

con colossi come Petrobras (petrolifero) e Vale (grande produttore di minerale di ferro brasiliano). –

Francesca Paola Rampinelli

Energia, minerais e finanças: a força do

Brasil

Repubblica — 19 de abril de 2010 página 22 seção: Negócios Finanças

O Brasil é o "país do futuro" que oferece aos investidores oportunidades excelentes ao longo términe.O

autor explica na reportagem publicada a março, Michael Konstantinov, Head of Emerging Market de

Rcm, sociedade de Allianz Global Investors.

O potencial do país, diz o expert, infelizmente ainda não é expresso plenamente por uma longa série de

razões históricas, entre cujos fatores principais, estão uma má administração econômica e política.

Somente em tempos mais recentes o Brasil está finalmente iniciando a dar sinais incentivadores a

partir do aumento dos salários e das ocupações que estão construindo uma classe média que está em

suas plenas forças, elemento este crucial para sustentar o crescimento.

Além do que, nos últimos anos e certamente na última década assistimos a uma notável estabilidade

micro-econômica que trouxe o Brasil através do "rating investment grade" (o juizo, isto é "digno de um

investidor"). No país, além do que, explica ainda Konstantinov, hoje se percebe um aumento da

confiança na população.

E esta confiança não se sente somente internamente, visto que no ano passado o Brasil tornou-se o

segundo destinatário dos investimentos diretos externos, depois da China, e que cerca de 21 milhões

do dólares USA são embarcados no país sudamericano, bem como, a profunda recessão econômica

global. Enfim, o Brasil é também um importante beneficiário da demanda de matéria-prima e produtos

agrícolas provenientes da China ao ponto de o país do Dragão ter substituído a Europa e Os Estados

Unidos como principal destinação das exportações brasileiras. Depois de um período de inflação muito

alta (na ordem de 70008000 por cento nos anos 80 e a consequente introdução do denominado "Plano

Real" - entre 1993/1994), que introduz limites muitos rígidos, sobre tudo sob despesas fiscais e sob a

gestão da política monetária, hoje se fala de uma tendência geral inflacionária em torno ao 45% por

cento. Atualmente se pergunta se o Banco Central elevará ao menos as taxas dado que as

espectativas inflacionárias subiram de 4,3% a 4,7%.

Em relação ao que corresponde aos mercados acionários, o panorama local é fortemente influenciado

da matéria-prima, também se hoje há a possibilidade de ver setores relativamente novos e em via de

crescimento.

Um bom exemplo neste sentido é a Localiza, a principal sociedade de locação de automóveis do país,

com uma quota de mercado de 30% por cento. O concorrente em segundo lugar há somente uma

quota de mais ou menos 5% por cento e saiu de uma crise financeira grandemente indebitado.

Segundo os espertos da Rcm, apesar de a subida do curso acionário, o título é ainda interessante dado

que este ano a sociedade é endereçada a conquistar mais cotas de mercado e espera-se um

crescimento dos úteis na ordem de 25% por cento. Este é somente em exemplo de sociedade forte

de investir, mas existem muitos outros setores em crescimento; a amplitidão e a profundidade do

mercado brasileiro são suficientes e produzem boas oportunidades para investir em setores mais

promissores. A nível setorial, enfim, os setores mais importantes são, come se acenala, aqueles

relativos a energia, minerais e títulos financiários com colossos como Petrobras (petrolífera) e Vale

(grande produtor de mineral de ferro brasileiro).

Fonte: http://ricerca.repubblica.it/repubblica/archivio/repubblica/2010/04/19/energia-minerali-finanza-laforza-del-brasile.html

L'Amore rende tutto amabile » George Macdonald

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010


Economia

Economia

Silvio Rabelo

srrabelo@hotmail.com

Os biocombustíveis são produzidos a partir de fontes renováveis,

como biomassa e produtos agrícolas, como a cana-de-açúcar.

O maior produtor de açúcar orgânico do

mundo é BRASILEIR

Leontino Balbo Júnior, de 39 anos, conseguiu unir o ecologicamente correto com o

economicamente lucrativo. Engenheiro agrônomo, ele é diretor da Usina São

Francisco, em Sertãozinho (SP), hoje a maior produtora do mundo de açúcar

orgânico, responsável por 50% do abastecimento global, ou 23 mil toneladas

produzidas ao ano. Os alimentos orgânicos são aqueles produzidos sem defensivos

agrícolas. A Associação de Agricultura Orgânica (AAO) calcula que o setor vai

movimentar mundialmente este ano US$ 23,5 bilhões. “Se ele não tivesse nascido

gente, seria um pé de cana-de-açúcar”, brincam os amigos, ao descrever a dedicação

de Balbo ao trabalho. O agrônomo precisou também de muita paciência nos 14 anos

que vem pesquisando o assunto. Afinal, não é fácil ter de enfrentar os problemas do

plantio da cana com os recursos da natureza. Foi necessário, por exemplo, montar na

usina um “berçário” de mosquitos cuja missão é comer o principal inimigo da cana, a

broca. Balbo deu um jeito de fazer mais dinheiro e hoje vende os insetos para outros

usineiros da região de Ribeirão Preto, que acreditam sair mais barato combater

pragas por meio do controle biológico em vez dos defensivos agrícolas. Mas não foi

sempre assim. “Eles diziam que eu quebraria os negócios da minha família”, recordase

Balbo.

O agrônomo tem o comportamento oposto ao da maioria dos usineiros brasileiros,

conhecidos pela eterna choradeira, pelos empréstimos enrolados nos bancos do

governo e uma administração que às vezes se assemelha a do século 17, quando

começou o cultivo da cana-de-açúcar no Brasil. Há 14 anos, ele colocou na cabeça

que poderia competir no mercado internacional não com o produto que a sua família

estava acostumada a fazer há décadas, mas sim o açúcar orgânico. Mudar o estilo de

uma empresa tradicional do ramo sucroalcooleiro exigiu transformações, como treinar

os funcionários de campo e até mesmo nas instalações da usina.

Parte da área onde a cana era plantada foi reflorestada e hoje a região tem mais de

300 espécies de árvores, pássaros e animais que até pouco tempo atrás estavam

sumidos. Os filhos dos trabalhadores também precisaram aprender a não mais matar

passarinhos. Outra mudança é que em vez da queimada, a cana é colhida com o uso

de máquinas.

Para ser a primeira usina ecológica do mundo e estar entre os poucos que detêm a

tecnologia de produção orgânica, a mudança de hábito teve de ser radical e chegou,

literalmente, ao chão da empresa. É proibido, por exemplo, usar sabão para a

limpeza, apenas água quente. A Usina São Francisco também é auto-suficiente em

energia, produzida a partir do bagaço da cana e até vende a “produção” excedente

para a CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz). O agrônomo é tão apaixonado

pelo trabalho que, segundo um amigo, sabe quantos são os formigueiros e cupinzais,

ou quais são os tipos de inseto existentes na propriedade da família. “Pode ser fim de

semana, feriado, e o Tino (apelido de Leontino) está sempre lá, enfiado nos

canaviais, com o tradicional uniforme, bota, calça jeans e camiseta”, diz o colega.

Para ser a primeira usina ecológica do mundo e estar entre os poucos que detêm a

tecnologia de produção orgânica, a mudança de hábito teve de ser radical e chegou,

literalmente, ao chão da empresa. É proibido, por exemplo, usar sabão para a

limpeza, apenas água quente. A Usina São Francisco também é auto-suficiente em

energia, produzida a partir do bagaço da cana e até vende a “produção” excedente

para a CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz). O agrônomo é tão apaixonado

pelo trabalho que, segundo um amigo, sabe quantos são os formigueiros e cupinzais,

ou quais são os tipos de inseto existentes na propriedade da família. “Pode ser fim de

semana, feriado, e o Tino (apelido de Leontino) está sempre lá, enfiado nos

canaviais, com o tradicional uniforme, bota, calça jeans e camiseta”, diz o colega.

A biodiversidade nas fazendas da Usina São

Francisco, maior produtora e exportadora mundial de

açúcar orgânico, é de três a quatro vezes superior a

de áreas que produzem cana de açúcar pelo método

convencional.

O investimento em biocombustíveis, que podem ser

usados isoladamente ou adicionados aos combustíveis

convencionais, reafirma nosso compromisso com o

desenvolvimento associado à responsabilidade

socioambiental. Nosso objetivo é desenvolver tecnologias

que assegurem a liderança mundial na produção de

biocombustíveis.

O biocombustível mais conhecido do brasileiro é o etanol:

o álcool é encontrado nos postos de serviço desde a

década de 1970. Recentemente, iniciamos a produção do

biodiesel.

Etanol

O Brasil é reconhecido mundialmente por seu pioneirismo

na introdução de um biocombustível - o etanol (álcool

etílico hidratado ou anidro), produzido a partir da canade-açúcar

- em sua matriz energética.

O etanol é utilizado no Brasil desde a década de 1970,

quando foi lançado o Proálcool. Ele foi o maior programa

de utilização de combustível renovável implantado no

mundo.

Atuamos como distribuidores do álcool e ampliamos

nossas linhas de pesquisa para desenvolver novas

técnicas de produção do etanol.

Biodiesel

Combustível derivado de plantas e gordura animal Isso

mesmo. Trabalhamos no desenvolvimento dessas duas

opções de produção de biodiesel para adição ao óleo

diesel de origem fóssil, gerando benefícios nas áreas de

transporte e geração de energia elétrica.

A tecnologia que desenvolvemos permite trabalhar com

todas os tipos de plantas oleaginosas, como mamona,

soja, amendoim e girassol, entre outras.

O biodiesel apresenta muitas vantagens ambientais, entre

elas a diminuição das emissões de gás carbônico (CO2), a

ausência de enxofre e menor geração de partículas

poluentes. Para se ter uma ideia, uma tonelada de

biodiesel evita a emissão de 2,5 toneladas de CO2 para a

atmosfera.

Fonte:http://www.petrobras.com.br/pt/energia-e-tecnologia/fontes-de energia/biocombustiveis

Vista aérea da Usina São Francisco

Leontino Balbo Jr., junto com acúcar

orgânico, embalados em papel Kraft.

Ilhas de bio

diversidade que

contribuem para o

equilíbrio do

ecossistema.

Fonte: http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/14233_USINEIRO+VERDE

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010

Fotos tiradas do site: http://www.planetaorganico.com.br/native1.htm

Não sei se a vida é maior do que a morte, mas o Amor é mais forte de todas » Tristão e Isolda

Non so se la vita è piu forte della morte, ma l'Amore è piu forte di tutto » Tristano e Isotta

9


Negócios

Silvio Rabelo

srrabelo@hotmail.com

Affari

Conheça as vantagens

competitivas que fazem do

Nordeste um dos melhores

lugares do Brasil para investir,

produzir e exportar.

Investir no Nordeste do Brasil

Com uma área territorial de 1,5

milhão de quilômetros quadrados,

do tamanho da França, Itália, Reino

Unido e Alemanha combinados;

população de 51 milhões de

habitantes (2005) ou 28% da

população brasíleira; e um Produto

Interno Bruto de USD 93.6 bilhões

(2004), maior que o de países como

o Chile, o Nordeste brasileiro

projeta-se como a terra das

oportunidades para quem deseja

investir e crescer.

Nessa Região de natureza exuberante, condições climáticas extremamente favoráveis -

aqui, o sol brilha o ano inteiro - e localização estratégica, próxima aos grandes mercados

mundiais, setores como agribusiness, turismo, software, confecções, indústrias de

transformação, entre outros, apresentam-se como novas potencialidades de bons

negócios.

Parte do Nordeste corresponde à área do semi-árido, uma região com alto nível de

incidência de sol, clima seco e vegetação com predominância de xerófitas. O semi-árido

é visto, hoje, como ambiente extremamente favorável a atividades econômicas como

fruticultura, piscicultura, caprinocultura, apicultura, ecoturisno e diversas outras. Com o

objetivo de melhorar seus indicadores sociais e a qualidade de vida da população, além

de gerar emprego e renda, o Governo oferece incentivos diferenciados para

empreendimentos que se instalem na área.

Uma economia em permanente expansão

Nos últimos anos, o Nordeste do Brasil passou de produtor de bens tradicionais a

fabricante de produtos de base tecnológica, como aços especiais, automóveis,

equipamentos para irrigação,software e produtos petroquímicos.

Os reflexos dessa economia em permanente expansão estão, ainda, nas grandes

cidades nordestinas - algumas com população superior a 2,5 milhões de habitantes.

Posição geográfica privilegiada

A proximidade dos mercados europeu e americano, aliada a uma moderna infra-estrutura

portuária, representam enorme vantagem competitiva para quem deseja investir na

Região, e ajudam a consolidar os produtos nordestinos nos quatro cantos do mundo.

O Nordeste do Brasil cresce em todos os

setores e em todas as direções e oferece as

melhores condições para quem quer crescer

com ele.

Ambiente propício ao investimento

Além de infra-estrutura, o Nordeste conta com programas de apoio às atividades

produtivas, incentivos fiscais e mão-de-obra com alta capacidade de absorção de

treinamento. Linhas de financiamento e informações técnicas e mercadológicas sobre a

Região garantem ao empreendedor o mais importante: saber em que local investir. Para

empreendimentos localizados no semi-árido, existem ainda incentivos diferenciados.

As boas oportunidades do Brasil estão aqui

A economia brasileira é uma das que mais cresce na América do Sul e a que mais recebe

investimentos diretos. A cada dia, é maior o número de negócios com o Brasil.

Segundo o IFC - International Finance Corporation , o País será uma das três maiores

plataformas exportadoras do mundo nos primeiros 15 anos do século 21.

Fonte: http://ottoaprile.blogspot.com/2010/04/investire-nel-nordest-del-brasile.html

Investir no Nordeste – Apoio ao Investidor

Quer Investir na

Região

Procure o Banco

do Nordeste

O Banco do Nordeste vai além da ação

creditícia: através do Cliente Consulta (0800

7283030 ou clienteconsulta@bnb.gov.br e do

ETENE – Escritório Técnico de Estudos

Econômicos do Nordeste.

Agronegócio: o Nordeste melhora a

cada safra produzindo frutas e grãos para

o mundo

Estudos da ONU dão conta de que a produção agrícola

brasileira pode ultrapassar a dos Estados Unidos nos

próximos 12 anos. Os estados nordestinos também

participam desse crescimento. Soja, uva, manga, melão,

mamão e outras frutas são cultivadas no Nordeste com

alta produtividade e exportadas para vários países.

Alta produtividade

Com solos férteis, sol o ano inteiro e o apoio técnico e

financeiro do Banco do Nordeste, os produtores

nordestinos colhem bons resultados no agribusiness.

Um bom exemplo vem da produção de flores: na Região,

o clima propicia que a rosa seja colhida com 45 dias,

podendo-se chegar a uma produtividade de até 200

rosas/m2/ano ,mais de duas vezes a produtividade da

Colômbia, líder na produção de flores na América Latina.

Grãos – 10 milhões de hectares

cultiváveis

O Nordeste brasileiro desponta como uma das mais

promissoras áreas agricultáveis do País em face da

grande extensão de terra ocupada por cerrados ainda

inexplorados.

Clima favorável garantindo

produtividade

Além da facilidade de mecanização, as condições de

clima favoráveis garantem altas produtividades com

utilização de tecnologias de ponta.

Turismo: na rota dos grandes

investimentos

O Nordeste do Brasil tornou-se destino de milhões de

turistas e rota de grandes investimentos internacionais.

Os mais importantes hotéis e resorts do mundo

descobriram essa Região, atraídos pela beleza de sua

paisagem, por seus 3.300 km de praias - o maior litoral

do Brasil - e também pelas obras estruturantes

realizadas pelo - Programa de Desenvolvimento do

Turismo no Nordeste.

Novos setores e novos negócios

As boas oportunidades de negócios estão em todos os

setores da economia nordestina. Mas, a cada dia, novas

vocações surgem, com inúmeras vantagens

comparativas e competitivas.

Fonte: http://ottoaprile.blogspot.com/2010/04/investire-nel-nordest-del-brasile.html

110

A viagem mais longa é a viagem interior » Hammerschold

Il viaggio più lungo è il viaggio interiore » Hammerschold

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010


P ersonalidade do Mês

RITUAIS IndígenaS

P ersonalità del Mese

TORÉ

O ritual é considerado o

símbolo maior de resistência

dos povos indígenas do

Nordeste.

Ele é realizado geralmente de 15 em 15 dias, tanto com o objetivo religioso quanto festivo,

de comemoração. À primeira vista, pode ser percebido como uma dança, que varia de

ritmos e linhas (toadas) em cada povo. O maracá dá o tom das pisadas e os índios

dançam, em geral, em círculo. O toré também tem sentidos diferentes e podem ser

celebrados para homenagear autoridades ou visitas; como instrumento político, em

exibições públicas nas cidades onde as aldeias estão localizadas para reafirmar a

coletividade perante a sociedade; e também com função religiosa, de penitência, resgate

dos antepassados e relação com a natureza. No povo pipipã, quando alguém da aldeia

morre, a comunidade se resguarda e passa o período de um mês sem realizar o toré no

terreiro, como uma forma de homenagear aqueles que se foram.

PRAIÁ

Os pankararu e kambiwá

acreditam na força encantada

presente nos escolhidos para vestir

os fardamentos (feitos da cabeça

aos pés da fibra do caroá), que

escondem a identidade e fazem

aumentar o mistério da prática.

Quando realizam promessas, os índios têm que pagá-las, promovendo uma festa com

oferendas. No povo kambiwá, o ritual é realizado uma vez por mês, no período da lua

cheia. O povo pankararu (foto) realiza eventos ao longo do ano que contam com a

participação dos praiás, a exemplo da corrida do umbu, que ocorre no mês de março

quando eles encontram o primeiro umbu maduro, simbolizando o início da safra; e do

menino do rancho, uma espécie de rito de iniciação. É também no período da corrida do

umbu que os índios fazem, paralelamente, a queimação da cansanção, um tipo de urtiga

braba que é utilizada como autoflagelo. Quando não são realizados os rituais, os

fardamentos são guardados em um lugar sagrado chamado de póro.

OURICURI

Presente em alguns povos, como

os fulni-ô, kambiwá e pipipã, o

ritual representa um retiro religioso

para os índios. A prática é

realizada secretamente e,

diferentemente de outros rituais,

não permite a participação do não

índio.

No caso dos fulni-ô, de Águas Belas, o ouricuri acontece todos os anos entre os meses de

setembro, outubro e novembro. Até quem mora longe comparece ao evento. Durante 90

dias, todos os índios se mudam para a aldeia Ouricuri, lugar considerado sagrado por eles.

Poucas informações são divulgadas sobre o que acontece no local durante o evento. Sabese,

por exemplo, que as relações sexuais e a ingestão de bebidas alcóolicas são proibidas.

Existe um juazeiro sagrado (foto), utilizado para fazer promessas. Muitos atribuem ao ritual

a força de união do povo. Os kambiwá e pipipã realizam o ouricuri na Serra Negra, em

Floresta. Devido a conflitos entre os povos, os kambiwá passaram dois anos sem ir no

local para evitar confronto com os pipipã.

DANÇA DO BUZO

A tradição foi resgatada pelos

jovens do povo pankararu, em

Tacaratu, através de relatos dos

membros mais velhos da aldeia.

Eles formaram o Grupo de Dança

Indígena Pankararu e passaram

a divulgar o costume.

Os passos são diferentes do toré e os integrantes não dançam em círculo. O grupu

misturou a dança do buzo com a dança da lança e utilizou a gaita e o rabo de tatu como

instrumentos musicais. O resultado é muito vibrante. Segundo as lideranças do povo, a

dança é de origem pankararu.

Rituais mantêm identidade dos povos

O toré é a força maior da nossa cultura, é sagrado como um pai para a gente.” A frase, dita

com simplicidade pelo mestre de linha pipipã do terreiro (pessoa que conduz a dança),

Edelson Lima, 49 anos, resume bem o sentimento dos indígenas em relação ao ritual

presente em praticamente todos os povos do Nordeste. Em Pernambuco, outras

manifestações fazem ainda parte da tradição de algumas etnias como o praiá, o ouricuri e

a jurema. As formas de realização dos rituais sofrem variações. Músicas, instrumentos e

indumentárias não são os mesmos para todos os grupos. Muitas vezes, é no detalhe da

pisada no chão ou na toada da voz que se constroem as particularidades de cada povo e

enriquecem a cultura indígena do Estado.

Nem todos os rituais, porém, estão

acessíveis à sociedade não índia. “São

coisas íntimas, tipo um dever, uma

oração entre você e sua família, que

não se revela a todo mundo. As coisas

de Deus que têm valor têm também

segredos”, ressalta a artesã fulni-ô

Josefa Jositânia, 47. Seu povo,

localizado em Águas Belas, guarda a

sete chaves qualquer informação mais

detalhada sobre a realização do

ouricuri. O fato, inclusive, já criou na

população local não índia superstições.

Tom Cabral /JC Imagem

Embora não façam mais parte do uso cotidiano, os adornos

indígenas estão presentes nos rituais.

“Dizem que quem revelar o segredo morre e quem escutar também”, diz a vendedora

Patrícia Lima. O pesquisador da Fundaj Marcondes Secundino explica que parte desse

mistério é reflexo do passado dos povos que, ao longo da história, foram obrigados pelos

brancos a esconder suas práticas e costumes. “Para recuperar e manter vivas essas

tradições, eles tiveram que criar mecanismos de defesa. Um deles é manter uma fronteira,

separando quem são índios e quem não são índios e, a partir disso, ter valores e práticas

que são rememoradas entre eles e que só fazem parte do universo deles.”

Por outro lado, os rituais também são considerados a fonte das novas identidades

indígenas. Cada vez mais, os índios têm aberto espaço para a população em geral assistir

e, às vezes, até participar das manifestações, como uma forma de se afirmarem

publicamente como indígenas. “É exatamente no ritual que eles conseguem revigorar suas

identidades tanto como resgate de sua memória ancestral, da crença nos antepassados,

da crença no destino comum e da referência ao território social”, explica Marcondes.

“Nossos trabalhos e nossos terreiros não são escondidos mas, quando a gente vai fazer a

ciência, a gente se separa”, conta José João dos Santos, 60, que é sobrinho e se

denomina sucessor do atual pajé pankararu, Miguel Monteiro dos Santos, o Seu Pinga, que

está muito doente.

Praticamente todos os povos do Nordeste

possuem essa tradição. O trabalho da "mesa da

jurema" é denominado pelas etnias como

"ciência de índio". O ritual tem o objetivo de

curar doentes, afastar mau olhado ou receber

conselhos dos antepassados. A maioria dos

povos guarda os detalhes da prática em

segredo. A receita da jurema, por exemplo,

dificilmente é revelada. Sabe-se, no entanto,

que existem vários tipos da planta, mas

geralmente a preta ou a "braba", como eles se

referem, é utilizada para a cerimônia. Os índios

ficam sentados ao redor do altar no chão, onde

também é colocada uma cumbuca com fumo de

várias ervas. Em seguida, as entidades são

invocadas através dos toantes, que, falam

sobre o tempo em que os antepassados

habitavam os territórios.

JUREMA

Cerimônia religiosa na qual os

índios costumam ingerir uma

bebida extraída da juremeira – a

jurema ou vinho do anjucá. Ela é

considerada alucinógena e atuaria

como elemento de comunicação

com os ancestrais

Toante kambiwá

"Urubu de Serra Negra;

De velho não cai a pena;

De comer mangaba verde,

cunhã; Beber água na

Jurema; Sou índio de

Serra Negra; Eu sou

Caboclo-de-Pena; Eu

venho fazer penitência;

Tomando o vinho da

jurema"

Fonte: http://www2.uol.com.br/JC/sites/indios/cultura1.html

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010

A paciência é uma virtude que se conquista com a própria paciência » Alessandro Morandotti

La pazienza è una virtù che si acquista con la medesima pazienza » Alessandro Morandotti

1111


Itália

Italia

Verônica Santos

vholandasantos@hotmail.com

Palinuro Terra narrada por Virgílio

“Là dove

incantava già gli

antichi greci...”

Frase all'ingresso del

paese

Il Parco Nazionale del

Cilento e Vallo di Diano

e Palinuro sono

patrimonio mondiale

dell’umanità UNESCO

História de Palinuro

Na mitologia romana, Palinuro é o timoneiro do navio de

Eneias, desde que saiu de Tróia, depois que a cidade foi

destruída, numa guerra que durou dez anos. Ele cai no

mar numa noite, depois que o deus Sono o faz dormir,

quando conduz a frota para a Itália. Dá o nome ao cabo do

mesmo nome, que hoje é mais comumente chamado Punta

della Spartivanto, na Campânia, na Itália.

O episódio é descrito no fim do Livro V da Eneida, obraprima

do poeta romano Virgílio. Quando a frota dos

troianos deixa a Sicília para se dirigir ao Lácio, a deusa

Vênus, preocupada, obtém a promessa de Netuno de que

a viagem será tranquila. O deus, porém, exige em troca

uma vida humana. Palinuro será o escolhido.

Ao cair no mar, Palinuro pede

inutilmente socorro a seus

companheiros e fica três dias à

mercê do Noto, vento do sul, até

chegar às praias da Itália. Mas,

em vez de encontrar a salvação, é

capturado e morto pelos

habitantes do lugar, e seu corpo é

jogado ao mar.

No Livro VI da Eneida, Eneias, ao descer ao mundo dos

mortos, encontra-se com o espírito de Palinuro. Este se

queixa que, ao ficar insepulto, não tem descanso e pede

ao herói troiano que o ajude a passar para a outra margem

do rio. Mas a Sibila de Cumas, que acompanha Eneias,

opõe-se ao seu desejo, pois isso infringiria as ordens do

destino. Consola-o, no entanto, dizendo que logo será

sepultado e que seu nome será dado a um cabo da

Campânia.

Sérvio e Dionísio de Halicarnasso confirmam narrações da

morte de Palinuro anteriores à Eneida. O personagem de

Virgílio provavelmente foi inspirado pela história de

Elpenor, em Homero (Odisseia, 11, 51-79), mas o poeta da

época de Augusto transformou profundamente o relato do

poeta grego.

Palinuro é citado na obra de Thomas Morus,

Utopia, como exemplo de viajante distraído.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Palinuro

112

O Parque Nacional do

Cilento e Vallo de Diano e

Palinuro são patrimônios

mundias da Humanidade

UNESCO

Storia di Palinuro

Il nome di Palinuro deriverebbe, secondo alcuni dallo sfortunato

nocchiero di Enea che, vinto dal sonno, cadde nel mare tirandosi

dietro il timone, mentre altri tragggono la sua etimologia dal greco:

Palinouros composto da due parole: palin e ouros; la seconda parola,

nell'Odissea di Omero ha il significato di bufera, e in generale vuol

dire «vento», mentre palin oltre alla comune accezione «di nuovo»,

esprime anche l'idea di «contrario», «che gira, che torna indietro».

Palinuro è, in definitiva, una designazione della tempesta. In effetti

anche oggi si può constatare come il vento domini spesso impetuoso

a Capo Palinuro, causando violente tempeste; ed è perciò probabile

che il nome gli sia stato dato dai più antichi navigatori Greci che

costeggiavano il Tirreno. La presenza di una civiltà a Palinuro è

testimoniata anche dalle scoperte archeologiche fatte sul posto,

alcune delle quali (come quelle riguardanti le monete) sono state

catalogate al VI secolo a. C., ed altre al secolo IV, come si può

desumere da un cippo sepol-crale venuto alla luce nel 1933 sulla

costa di Palinuro, nel luogo detto le Saline.

Palinuro è la maggiore

frazione di Centola, in

provincia di Salerno,

Campania. È una stazione

balneare del Cilento

meridionale piuttosto nota, il

cui nome è legato ad un

personaggio dell'Eneide, il

mitico Palinuro, nocchiero

della flotta di Enea.

Tra mito e leggenda

Palinuro personifica il caro nocchiero di Enea, che perde la

vita perché il dio del sonno lo fa addormentare con musica e

dolci parole e poi lo butta in acqua. Così si avvera quello che il

fato aveva sempre detto per far sì che Enea raggiunga il

Lazio, uno di loro, un troiano dovrà morire. Enea accortosi

della mancanza dell'amico lo cerca ma non trovandolo

immagina la sua morte. In realtà, come raccontato

nell'Eneide, Palinuro nuota fino a raggiungere la costa, dove

viene ucciso dai velini e lasciato insepolto sulla riva del mare;

per questo motivo, quando Enea scende agli inferi e incontra

il fantasma del suo nocchiero, questi lo prega di cercarne il

corpo e di dargli degna sepoltura, affinché la sua anima possa

riposare in pace.

Sito non lontano dalle foci dei

fiumi Lambro e Mingardo,

Palinuro si estende sulla

piccola penisola dell'omonimo

promontorio, Capo Palinuro,

rinomato per le la bellezza

paesaggistica, le sue

emergenze naturalistiche e per

la presenza di grotte

sottomarine.

Fonte: http://it.wikipedia.org/wiki/Palinuro

Fotos: http://www.capopalinuro.it

Onde tem uma grande vontade não podem existir grandes dificuldades » Nicolau Maquiavel

Dove c'è una grande volontà non possono esserci grandi difficoltà » Niccolò Machiavelli

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010


Arte

Arte

Trabalho feito em papel tamanhos: 100 X 70 e 70 X 50

Adriano de Olinda

O maesttro das Cores

Adriano de Olinda é nascido em Pernambuco no ano de

1968. Pinta profissionalmente. Começou a pintar aos 16

anos e nunca mais parou. Natural do Recife, cresceu no

meio das artes e da cultura pernambucana. Optando pela

arte abstrata no ano de 1995.

Foi na praia de Pipa em 1996 que o pintor Adriano expôs

pela pela primeira vez seus trabalhos. E é onde faz suas

exposições até a data atual. Tem seus trabalhos vendidos

no Brasil e no Exterior.

A sua maior inspiração são as palafitas das favelas

recifenses.

As suas pinturas são alegres, coloridas e vibrantes.

Refletindo, deste modo, o seu estado de espiríto e modo

simples de encarar a vida. Por isso no Brasil, é conhecido

como O Maestro das Cores.

Maiores informações: artistaadrianodeolinda@hotmail.com

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010

Deus não escuta a voz, mas o coração » São Cipriano

Dio non è uno che ascolta la voce, ma il cuore » San Cipriano

113


Vi agem & Diversão

Vi aggi & Vacanze

Verônica Santos

vholandasantos@hotmail.com

Itamaracá

Ilha Cercada de Lazer

Itamaracá é uma palavra de origem

indígena que significa "pedra que

canta" ou "pedra sonante".

A Ilha de Itamaracá é formada por: Praia do Sossego, Enseada dos

Golfinhos, Pontal do Jaguaribe e o Forte de Orange.

Localizada no litoral norte de

Pernambuco, além de sua beleza natural,

a Ilha de Itamaracá tem como destaque a

famosa Coroa do Avião (banco de areia,

próximo da praia) e o Forte Orange

(construído por holandeses no século

XVII).

A Ilha de Itamaracá é um dos balneários turísticos mais conhecidos do

Nordeste.

A beleza das praias e o valor histórico do seu patrimônio atraem milhares de

turistas, todos os anos. O lugar reserva muitos atrativos e boas surpresas ao

visitante. Já ao atravessar a Ponte Getúlio Vargas, que liga a Ilha ao

continente, o deslumbramento da paisagem oferecida pelo Canal de Santa

Cruz, com sua quase infinita área de manguezais e a visão distante de

trechos da Mata Atlântica.

Sendo uma das localidades históricas do Estado de Pernambuco, em

Itamaracá é imperdível conhecer Vila Velha, a antiga sede da capitania, com

sua graciosa igreja dedicada à Nossa Senhora da Conceição, um singelo

casario, mirantes de horizonte sem fim, pequenos bares e restaurante de

categoria internacional. Ou o Forte Orange, primitiva construção holandesa

reconstruída em pedra e cal pelos portugueses no ano de 1654.

Na ilha, é obrigatória uma

visita ao Forte Orange,

construído pelos holandeses

em 1631.

O Forte Orange também tem um

museu com fragmentos arqueológicos

encontrados em escavações e painéis

com reproduções de mapas e plantas

da época.

Outros locais de grande significado turístico são as praias (com especial

destaque para a Enseada dos Golfinhos, o Pontal do Jaguaribe e para a Praia

do Sossego); os mirantes do Pontal do Jaguaribe e da Vila Velha e o Centro

de Preservação e Manejo de Sirênios (Parque do Peixe Boi Marinho).

Potencialidades Turísticas

A Ilha de Itamaracá reserva muitos atrativos e boas surpresas ao visitante. Já

ao atravessar a Ponte Getúlio Vargas, que liga a Ilha ao continente, o

deslumbramento da paisagem oferecida pelo Canal de Santa Cruz, com sua

quase infinita área de manguezais e a visão distante de trechos da Mata

Atlântica. Sendo uma das localidades históricas do Estado, em Itamaracá é

imperdível conhecer Vila Velha, a antiga sede da Capitania, com sua graciosa

igreja dedicada à Nossa Senhora da Conceição, um singelo casario, mirantes

de horizonte sem fim, pequenos bares e restaurante de categoria

internacional.

Itamaracá

Isola Circondata di Divertimento

Itamaracá è un'isola ed un comune dello stato brasiliano del Pernambuco..

Separata dal continente, ci si può arrivare in due modi: attraversando il ponte sul

fiume Jaguaribe o godendosi una traversata in barca che parte dalla spiaggia di

Maria Farinha.

È possibile visitare il Forte Orange, una antica fortezza costruita dai portoghesi,

è inoltre possibile raggiungere in meno di 5 minuti con una piccola barca Coroa

de Aviao, un bellissimo piccolo atollo subito di fronte al Forte dove troverete un

bar ristorante tradizionale il quale provvederà a telefonare per farvi rientrare in

qualsiasi momento lo vogliate. Se avete voglia e tempo è molto interessante fare

una escursione sempre in barca nella mangueira li vicino (da noi forse più

conosciuta come mangrovie) e li vicino c'è una antica cava dove hanno

prelevato il materiale per costruire il fortino e troverete una famiglia umilissima

che ha un piccolo giardino nel quale potrete incontrare ed entrare in contatto con

delle piccole e carinissime scimmiette. Non c'è un biglietto di entrata, vi chiedono

semplicemente se potete lasciare qualcosa. Ve lo consiglio, buon viaggio!

Coroa do Avião

E’ uno dei posti più belli del litorale

del Nord del Pernambuco. Quando la

marea è bassa (momento migliore per

andarci) ha acque calme, cristalline,

con delle bellissime piscine naturali.

L’isola è l’habitat naturale degli uccelli

migratori, proprio per questo si trova

là una base di ricerca sugli uccelli

migratori e sistemi ambientali.

Quest’isola è distante circa 40 km da Recife e si trova davanti alla più grande

isola di Itamaracà.

Il paesaggio e la sabbia bianca sono uno spettacolo fantastico. Molti praticano

sport acquatici di tutti i tipi. Nella spiaggia rivolta verso il Forte Orange (un forte

sul mare costruito dagli olandesi sull’isola di Itamaracà) potrete trovare baretti e

ristoranti che ti servono pesce di ogni sorta. I prezzi non sono particolarmente

bassi come in altre spiagge meno conosciute. Però il paesaggio vale la pena. In

cambio, sull’altro lato dell’isola non c’è nulla, e per chi ama restare più in pace

può farsi un pic-nic in tutto relax.

Essendo molto turistica, l’afflusso di persone è notevole, considerando poi le

ridotte dimensioni dell’isola. Nonostante i divieti, gli yacht attraccano a un metro

dalla riva e sparano musica a tutto volume. Perciò, per chi ama la tranquillità

consiglio di andare nei giorni della settimana in cui tutti lavorano. Sicuramente si

godrà un paesaggio e una tranquillità pazzesca. Vale assolutamente la pena!!

Nell’ isola di Itamaracà c’è la riserva

marina del pesce-bue. Una sorta di mega

mucca acquatica con le pinne al posto

delle zampe. E’ un mammifero della

famiglia dei trichechi che può arrivare a

pesare 800 kg con 4 metri di lunghezza.

E’ un animale protetto, a rischio di

estinzione. Ne è vietata la caccia,

ovviamente. Si ciba solo di alghe e piante

marine, insomma è vegetariano.

Fonte: http://www.dalbrasile.com/blog/tag/isola-di-itamaraca

Outros locais de grande significado turístico são as praias (com especial

destaque para a Enseada dos Golfinhos, o Pontal do Jaguaribe e para a Praia

do Sossego); os mirantes do Pontal do Jaguaribe e da Vila Velha e o Centro

de Preservação e Manejo de Sirênios Parque do Peixe Boi Marinho.

114

Fonte: http://www.pousadapeter.com.br/itamaraca.htm

NNOOTTAA: Não há uma tradução dos dois textos, mas uma

adequação às necessidades de conhecimentos específicos

entre povos e culturas diversas.

Verônica de Holanda Santos

Presidente CCB

CONCIERGE ABPTUR

Consultora em Turismo ABPTUR

Jornalista FENAI

Um povo que ignora seu próprio passado, nunca saberá nada do seu próprio presente » Indro Montanelli

Un popolo che ignora il proprio passato non saprà mai nulla del proprio presente » Indro Montanelli

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010


Mund

Mond

LIVRO: O VERBO DO AMOR

Libro: Il Verbo dell’Amore

Livro que mudará o conceito de vida de cada

um que o ler.

O Verbo propõe o AMOR como chave

fundamental para o fim de toda dificuldade

humana.

Libro che cambiarà il concetto di vita

di ognuno che leggerlo.

Il Verbo propone l’AMORE come chiave

fondamentale per la fine di ogni

difficoltà umana.

O QUE MAIS SOFREMOS

O que mais sofremos no mundo

Não é a dificuldade. É o desânimo em

superá-la.

Não é a provação. É o desespero diante do

sofrimento.

Não é a doença. É o pavor de recebê-la.

Não é o parente infeliz. É a mágoa de tê-lo

na equipe familiar.

Não é o fracasso. É a teimosia de não

reconhecer os próprios erros.

Não é a ingratidão. É a incapacidade de

amar sem egoísmo.

Não é a própria pequenez. É a revolta

contra a superioridade dos outros.

Não é a injúria. É o orgulho ferido.

Não é a tentação. É a volúpia de

experimentar-lhe os alvitres.

Não é a velhice do corpo. É a paixão pelas

aparências.

Como é fácil de perceber, na solução de

qualquer problema, o pior problema é a

carga de aflições que criamos,

desenvolvemos e sustentamos contra nós.

Espírito: ALBINO TEIXEIRA

Médium: Francisco Cândido Xavier

Livro: "Passos da Vida" - EDIÇÃO IDE

QUELLO A CUI SIAMO PIÙ

SOTTOPOSTI

Quello a cui siamo più sottoposti al mondo

Non è la difficoltà. È lo scoraggiamento in

superarla.

Non è la prova. È la disperazione innanzi

alla sofferenza.

Non è la malattia. È il terrore di riceverla.

Non è il parente infelice. È la tristezza di

averlo nel gruppo in famiglia.

Non è l’insuccesso. È l’ostinazione di non

riconoscere i propri errori.

Non è l’ingratitudine. È l’incapacità di

amare senza egoismo.

Non è la propria piccolezza di animo. È la

rivolta contro la superiorità degli altri.

Non è l’ingiuria. È l’orgoglio ferito.

Non è la tentazione. È la voluttà di

sperimentarne gli attrattivi.

Non è la vecchiaia del corpo. È la passione

per le apparenze.

Come è facile percepire, nella soluzione di

qualsiasi

problema, il peggior problema è la carica di

afflizioni che creiamo, che sviluppiamo e

che sosteniamo contro di noi.

Spirito: ALBINO TEIXEIRA

Medium: Francisco Cândido Xavier

Dal libro: Passos da Vida – Edizione IDE

O dia mais belo: hoje

A coisa mais fácil: errar

O maior obstáculo: o medo

O maior erro: o abandono

A raiz de todos os males: o egoísmo

A distração mais bela: o trabalho

A pior derrota: o desânimo

Os melhores professores: as crianças

A primeira necessidade: comunicar-se

O que traz felicidade: ser útil aos demais

O pior defeito: o mau humor

A pessoa mais perigosa: a mentirosa

O pior sentimento: o rancor

O presente mais belo: o perdão

o mais imprescindível: o lar

A rota mais rápida: o caminho certo

A sensação mais agradável: a paz interior

A maior proteção efetiva: o sorriso

O maior remédio: o otimismo

A maior satisfação: o dever cumprido

A força mais potente do mundo: a fé

As pessoas mais necessárias: os pais

A mais bela de todas as coisas: O AMOR!!!

Madre Tereza de Calcutá

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010

Il giorno più bello Oggi.

L’ostacolo più grande La paura.

La cosa più facile Sbagliarsi.

L’errore più grande Rinunciare.

La radice di tutti i mali L’egoismo.

La distrazione migliore Il lavoro.

La sconfitta peggiore Lo scoraggiamento.

I migliori professionisti I bambini.

Il primo bisogno Comunicare.

La felicità più grande Essere utili agli altri.

Il mistero più grande La morte.

Il difetto peggiore Il malumore.

La persona più pericolosa Quella che mente.

Il sentimento più brutto Il rancore.

Il regalo più bello Il perdono.

Quello indispensabile La famiglia.

La rotta migliore La via giusta.

La sensazione più piacevole La pace interiore.

L’accoglienza migliore Il sorriso.

La miglior medicina L’ottimismo.

La soddisfazione più grande Il dovere compiuto.

La forza più grande La fede.

Le persone più necessarie I sacerdoti.

La cosa più bella del mondo L’AMORE.

Madre Tereza de Calcuta

“Somos sementes prestes a

germinar, nossos sonhos e desejos

são como as pequeninas sementes,

algumas brotam, outras esperam

pelo próximo inverno para poderem

receber àgua Divina e, quando

vierem o outono e posteriormente o

verão com o calor do sol, a casca é

rompida e a vida vem à tona… É o

exercício da existência, tudo no seu

tempo certo.”

Malaseiva » Mestre da Ordem Espiritual dos

Cavaleiros da Luz.

A dignidade não consiste em receber honras, mas em merecê-las » Aristóteles

La dignità non consiste nel possedere onori, ma nella coscienza di meritarli » Aristotele

115


Conhecer a Instituição

O Centro Cultural

Brasileiro nasceu de uma

necessidade em difundir a

cultura brasileira em terra

italiana.

Conoscere L’Istituzione

Faça valer a sua cultura. O maior patrimônio que um

povo pode ter é a sua história, suas tradições, sua

identidade. Faça valer a sua cultura, porque o valor

da cultura é você! ( A.D)

O Centro Cultural Brasileiro – CCB é uma entidade apolítica, sem

fins lucrativos que tem por objetivo divulgar a imagem do Brasil na

Itália.

Contamos com parcerias, convênios e apoio para torná-la autosustentável

e independente.

Contamos com vosso apoio para que este grande projeto possa

ultrapassar às expectativas.

O CCB promoverá cursos técnicos, oficinas de artes, exposições e

feiras na cidade de Torraca (sede do CCB na Itália) e nas cidades

circunvizinhas.

Il Centro Cultural Brasileiro – CCB è una entità apolitica, senza

scopo di lucro che tiene per scopo rivolgere l’immagine del Brasile

in Italia.

Objetivos especificos / Obiettivi specifici:

» Promover cursos técnicos, oficinas de artes;

» Promuovere corsi tecnici, oficine d’arte;

» Promover exposições e feiras;

» Promuovere sposizione e fiere;

» Efetuar intercâmbios e parcerias;

» Promuovere interscambi e parcerie;

» Dentre outros projetos que estejam ligados aos âmbitos cultural e

artístico da cultura brasileira.

» E tutto che risguarda nell’ambito della cultura ed artistica

brasiliana.

Contato / Contatto

E-mail: centroculturalbrasileiro@hotmail.com

Tel.: (00) 39 3276928593

DICAS IMPORTANTES

Se você conhece alguma mulher

que seja obrigada a se prostituir,

chame o número verde:

800.290 290 (Italia)

Fonte:http://www.consbrasroma.it/assistencia/index.

Projeto piloto em argila na cidade de

Torraca - Itália

O Projeto Caminhos e Trilhas Multicultural Brasil e Itália é uma

execução do CCB que pretende abrir uma nova estruturação

produtora para o mercado, onde se promoverá a implantação de

oficinas de modelagem figurativa artística e utilitária em cerâmica

(argila) e a transformação de valores de produção comercial para o

mercado interno e externo, democratizando o perfil da estruturação

econômica dos jovens na cidade de Torraca e cidades circunvizinhas.

Brasileiras e brasileiros no exterior :

informações úteis

Verifique as Condições de Saúde

Procure se informar sobre a situação de saúde no país para onde

pretende viajar, se está havendo epidemias, doenças recorrentes e

contínuas na população (endemias) e quais as medidas adequadas

para enfrentar essas situações (vacinas, medidas de prevenção,

tratamentos e medicamentos disponíveis à população).

Retire seu Certificado Internacional de Vacinação nas unidades de

vacinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA),

localizadas nos portos, aeroportos e fronteiras e leve-o junto com

seus documentos, pois as autoridades sanitárias poderão exigir

este documento ao tentar ingressar nos países de destino. Informese

em www.anvisa.gov.br/paf/viajantes/index.htm.

A vacinação contra a febre amarela é uma exigência internacional.

No caso das crianças, é importante atualizar, antes da viagem,

todas as vacinas que estiverem em atraso e portar a Carteira de

Vacinação devidamente atualizada.

ATENÇÃO

No caso de ser a primeira vacinação contra FEBRE

AMARELA do viajante, esta deve ser feita 10 dias antes da

viagem. O atestado será válido por 10 anos após esta

data.

Fonte: Cartilha do Ministério das Relaçòes Exteriores, pàg. 16 e 17.

Só imprima

quando for

necessário.

Stampare

quando

necessario.

116

Deus fala a voz baixa: o menor barulho o sufoca » Carlos Maria Martini Cardinal

Dio parla a voce bassa: il minimo rumore lo soffoca » Carlo Maria Martini Cardinale

REVISTA MULTICULTURAL

RIVISTA MULTICULTURALE

JUNHO GIUgno 2010

More magazines by this user
Similar magazines