Mercado de Seguros Novos tempos Inserções de Novas Classes ...

jrscomunicacao.com.br

Mercado de Seguros Novos tempos Inserções de Novas Classes ...

Edição - 130 - Ano 11

JRS - Junho, 2011.

Revista Especializada em Seguros, Previdência e Capitalização.

Mercado de Seguros

Novos tempos

Inserções de Novas Classes

Novos Produtos

Nova Era

Consumidor do Futuro

Inovação...

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 1


editorial

JRS Comunicação

antenada ao

cenário insurance

Até o final do século passado,

um mercado conservador e restritivo

em suas ações e desconhecido

do público em geral. Na primeira

década deste século, um mercado oxigenado,

caracterizado pela valorização da

comunicação junto ao consumidor, pela

abertura ao capital estrangeiro e pela receptividade

às inovações tecnológicas e

em produtos e serviços. A indústria nacional

do seguro vive um novo momento.

Um momento em que seus agentes

frequentam o noticiário e as peças de publicidade,

um momento em que as classes

populares vislumbram a chance de se

transformar em consumidores de seguros,

um cenário repleto de oportunidades. O

chamado boom do seguro hoje é uma realidade,

que a editoria da JRS Comunicação

resolveu retratar em matéria especial

nesta edição. A ebulição no setor é tão

intensa que não coube numa única edição,

mesmo com número de páginas ampliados,

tudo o que poderíamos abordar a

respeito da transformação do setor. Mas

muitos assuntos estão aqui focados, como

os números recordes das operadoras nacionais,

as perspectivas do microsseguro,

o caminho das resseguradoras atentas às

obras de infraestrutura decorrentes da

Copa do Mundo, dos Jogos Olímpicos, do

PAC e do pré-sal, as novidades em previdência,

planos de saúde, seguro ambiental,

etc. Na verdade, poderíamos aqui neste

editorial recorrer a frases clichês como

“o futuro chegou” ou “nós já sabíamos”.

Isso porque tudo o que está acontecendo

no cenário insurance brasileiro foi prognosticado

por nossos canais de informação

(revista, newsletter diária, rádio e TV)

há bastante tempo. A própria fundação da

JRS Comunicação, nos idos do ano 2000,

e sua projeção nacional são indicadores

de que o mercado de seguros estava num

crescimento que desembocaria na atual

situação. É uma situação positiva, sim,

mas, como confirmamos ao produzir as

matérias para esta revista, uma situação

que requer cuidados, cálculos, adaptação

de todos os operadores em seguros, para

que estes não tomem direções erradas,

perdendo chances ou desagradando os

consumidores, os quais estando melhor

informados sobre a cultura do seguro também

ficaram mais exigentes para com os

produtos oferecidos pelo segmento. A informação

é um dos mecanismos para não

se ficar perdido num novo cenário em agitação.

Assim, com nossos veículos, como

esta publicação, procuramos cumprir nosso

papel de deixar todos antenados com a

nova realidade do seguro no Brasil.

Editor Chefe

Jota Carvalho

carvalho@jrscomunicacao.com.br

Editoração

Bruno Carvalho

bruno@jrscomunicacao.com.br

Diretora-executiva

Ana Carvalho

ana@jrscomunicacao.com.br

Imagens

Filipe Tedesco

filipe@jrscomunicacao.com.br

Júlia Carvalho

julia@jrscomunicacao.com.br

Jornalista responsável

Jota Carvalho - MTB 9916

Marcelo de Araújo - MTB 8096

Equipe de apoio

Joana Carvalho

Tássia Silva Santos

Colaboradores

Juelci R. Machado - Atuário e perito

Valdir Brusch - Sindicalista e Securitário

Cristiano Azevedo - Corretor de seguros

Jorge Jaeger - Corretor de seguros

Everton Mancio - Publicitário

Luiz R. Castiglione - Analista de mercado

Endereço

Rua dos Andradas, 904/507

Cep: 90020-006 - Porto Alegre RS

51 3286.2631 - 51 3072.2631

www.jrscomunicacao.com.br

jrs@jrscomunicacao.com.br

Tiragem

Aproximadamente 30 mil leitores.

2 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


4 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


O

Sindicato dos Corretores de

Seguros do Rio Grande do Sul

realizou, entre os dias 26 e 27

de maio, no Hotel Plaza São Rafael, em

Porto Alegre, o 9º Encontro Regional de

Corretores de Seguros, que contou com

palestras, debates e a já tradicional feira

paralela de seguros. O megaevento atraiu

mais de 1 mil participantes, cuja presença,

por si só, já constitui um atrativo em

promoções deste gênero, em virtude dos

contatos, troca de informações e conhecimento

e no encaminhamento de negócios

que acabam acontecendo nas conversas

de corredores, durante o credenciamento

e nos almoços e jantares. Outra atração à

9º ENCOR

SUCESSO QUE TRANSCENDE

OS DOIS DIAS DE EVENTOS

parte foi o “estúdio virtual” da JRS Comunicação,

ferramenta com tecnologia de

ponta em operação full time no estande de

nossa empresa, permitindo a visualização

de imagens em LCDs por toda a feira de

seguros e gravações in loco para o programa

Seguros e Serviços Financeiros sem

Mistério na TV, transmitido pelo Canal

20 da NET-RS. Também destaque, realçando

a magnitude do encontro, foi a participação

de representantes de 20 Estados

da Federação, nas pessoas dos presidentes

dos Sincors. Prestígio total.

A própria Federação Nacional

dos Corretores de Seguros (Fenacor) entendeu

a importância do mercado de seguros

gaúcho. Seu presidente, o deputado

federal Armando Vergilio dos Santos Junior,

teve destaque em painel que contou

também com a senadora-RS Ana Amélia

Lemos e o deputado federal licenciado

e secretário da Infraestrutura-RS, Beto

Albuquerque. Eles discorreram sobre o

grande avanço do mercado de corretagem

de seguros a partir da sanção, em agosto

de 2010, da Lei Complementar 137, que

permite que o Conselho Nacional de Seguros

Privados crie entidade de controle

do exercício profissional da atividade dos

corretores de seguros. Em sua fala, Vergilio

ratificou sua posição dizendo que o

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 5


corretor de seguro “malandrão” é que

não quer a autoregulação através do

próprio setor. Ela fortalecerá o setor

e irá valorizar os bons profissionais

submetidos ao controle de um novo

órgão.

“A iniciativa da Susep, com

o apoio da Federação (Fenacor) e dos

Sincors, representa um novo marco

regulatório no tocante ao disciplinamento,

a fiscalização e o modelo

punitivo a ser adotado para corretores

de seguros que descumprirem

as normas do exercício profissional

da categoria”, destacou Vergilio.

“É um grande avanço nas relações dos

corretores com seus colegas de mercado,

com os consumidores e a própria sociedade

em si, pautando a linha de conduta

de todos profissionais da corretagem”.

Nova Era

O tema central do 9º Encor

- “Desafios de Uma Nova Era” - foi

muito enriquecedor, pois a discussão

avança para o consumidor. Para quem

se ateve às falas dos palestrantes, algumas

respostas foram dadas. Na palestra

os Contratos de Seguros, Walter Polido

referiu que os corretores de seguros em

sua totalidade são habilitados plenamente

como profissionais, em questões técnicas

e jurídicas nas diversas modalidades

de seguros. “Estes profissionais acompanham

a evolução de órgãos e sua importância

como o Estatuto do Idoso, Código

do Consumidor, a evolução da tecnologia

e a utilização de uma comunicação, de

um linguajar que o consumidor entenda.

A motivação deve ser algo permanente

na atividade de todo e qualquer profissional.

Para o corretor de seguros saber mais

ainda”, salientou o palestrante. “O corretor

deve sempre ter a sua própria

motivação permanente, pois é um

promotor, aconselhador, pode-se

se afirmar que ele deve estar ligado

intimamente com seu cliente,

pronto para orientá-lo, indicando

uma nova possibilidade de aumentar

o seu leque de proteção.”

O enfoque geral das conversas

mais recorrentes no evento

apontou para o otimismo.

Afinal, para uma indústria que

projeta com a estabilidade econômica

mantida uma arrecadação

de R$ 205 bilhões em

2011, as possibilidades são

promissoras. O Brasil, por ser

emergente junto com outros gigantes,

6 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


continua atraindo players mundiais, destacaram

os especialistas convidados para

os painéis do Encor. Uma observação

que remonta à fala do especialista Claudio

Saba sobre a Abertura do Mercado de

Resseguro: “Ela foi importante e continuará

ainda no seu processo de alavancar

mais divisas para o economia brasileira.

O Brasil passa para o mundo, em função

da Copa do Mundo, da Olimpíada 2016,

Francisco/HDI Seguros e Ricardo Saad/

Bradesco, foi um show de informações de

como se vislumbra rapidamente um novo

cenário no qual o corretor de seguros deve

se atualizar em todos os sentidos. “Com

o cenário brasileiro -estradas, rodovias,

acessos continuando com os mesmos tamanhos

e as montadoras ofertando condições

para que a população adquira veículos

novos e a família compre mais de

um novo consumidor, que pesquisa e se

torna cada vez mais exigente. As seguradoras

criam novas possibilidades para

comercializar em ações tecnológicas via

web e se colocam nas redes sociais. O

corretor que não acompanhar fica à margem

do processo. Há um novo mercado

esperando o corretor de seguros propor

mais produtos ao mesmo cliente. É muito

comum o segurado de automóvel não

das obras de infraestrutura em andamento

e de outras inseridas no PAC (Programa

de Aceleração do Crescimento) e da

pirâmide da classe média aumentada, a

imagem de um grande vetor mundial de

seguros em poucos anos. As políticas que

originaram aumento da renda do brasileiro,

criando novos consumidores, aumento

do consumo via internet, traduzem uma

nova realidade, a qual o corretor de seguros

deve acompanhar em tempo integral”.

O “Painel das Seguradoras”, com João

um carro- a locomoção para fechamento

de negócios de seguros tem que ser ágil, e

a Internet, incluindo as redes sociais, são

ferramentas imprescindíveis”, destacaram

os painelistas.

Novo Consumidor

Para eles, comercializar seguro como se

fazia anos atrás será um retrocesso. O

momento é outro. O Código de Defesa

do Consumidor e a Internet fizeram surgir

ter sido instado para assegurar seus bens,

saúde, previdência. Todas essas observações

tiveram destaque nas explanações de

João Francisco e Saad. “O mais gritante

é não se fazer oferta para seguros residenciais

que pode exigir o investimento

de um cafezinho por dia. Entre as mais de

60 milhões de residências no Brasil, somente

12 milhões estão seguradas”, ressaltou

Saad. Espaço para crescer existe,

sendo que o setor, com participação de

3,52% no PIB, deverá dobrar em 10 anos.

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 7


Banda Dublê

Após dois inteiros de envolvimento

dos participantes em contato na feira de

seguros, obtendo informações, alinhando

procedimentos sobre ações, produtos e

serviços, o encerramento do 9º ENCOR

culminou com um belo jantar com todos

os ingredientes de um grande final de

evento, coroando todas as expectativas

propostas e outras que ainda se desenrolaram

procurando seus devidos propósitos

e para alegrar os corações e mexer com

os participantes. A Banda Dublê deu o seu

tom musical fazendo com que o pessoal

fosse à pista de dança para relaxar após

finalizada mais uma grande ação dos gaúchos

mostrada para o Brasil.

TERMO DE COOPERAÇÃO

COM O PROCON

Durante a abertura do 9º Encor,

o presidente do Sincor-RS, Celso Marini,

e o secretário da Justiça e Direitos

Humanos-RS, Fabiano Pereira, assinaram

o termo de cooperação e aconselhamento

técnico e logístico ao Procon-RS, de acordo

com a Lei 13.651, assinada em janeiro

pelo governador Tarso Genro. A lei garante

ao consumidor a assessoria de um corretor,

devidamente habilitado e registrado,

sempre que for contratar um seguro.

BRINDES PARA FIXAR A MARCA

DAS EXPOSITORAS

IPAD, GPS, Netbooks. A

modernidade, irreversível

no dia a dia das empresas

de seguros, chegou também

à feira de seguros realizada

em paralelo ao 9º

ENCOR, até nos brindes

que as empresas expositoras

oferecem tradicionalmente

aos congressistas.

No megaevento

realizado pelo Sincor-RS, as companhias

não economizaram esforços para agradar

os corretores de seguros com o sorteio

de utilitários que facilitam as atividades

profissionais e, em suma, o atendimento

aos clientes. Neste item, capricharam as

seguradoras Porto Seguro, Tokio Marine,

HDI Seguros, Mapfre e SulAmérica,

todas agraciando os participantes do 9º

ENCOR com presentes duradouros, mas

que não deixam de fixar a marca das operadoras

em seguros.

DEPOIMENTOS NO 9º ENCOR

Dentro da interatividade proposta pela

equipe JRS Comunicação durante o 9º

ENCOR, nossa reportagem circulou pelos

principais estandes da feira de seguros,

indagando questões como as seguintes:

1 - A proposta do evento para com a seguradora

foi atendida?

2 - Que percentual de retorno se esperava?

3 - Houve lançamento ou destaque de algum

produto em especial?

4 - Mensagem rápida para o mercado de

seguros, em especial para os corretores de

seguros.

Seguem algumas das respostas, as quais

dão uma noção próxima da importância

do Encor.

CAPEMISA

O executivo Daniel Arena destacou que

a CAPEMISA alcançou os objetivos esperados

para o 9º Encor. Percebemos, no

estande, uma ênfase à campanha de incentivo

“Sou + você 2011”.

GBOEX/Confiança

Conforme o diretor Ilton Oliveira, a participação

no 9º ENCOR trouxe um crescimento

de 30 a 40% de trabalhos a novos

corretores. “Todo evento que congrega

um segmento segurador proporciona uma

relação que aproxima as empresas seguradoras

e os corretores de seguros, numa

interação benéfica para ambos”, relatou o

executivo.

Porto Seguro

Marcos Kafer estimou em 85% o retorno

das ações da companhia a partir do Encor.

Destacou também a divulgação especial à

campanha “Trânsito + gentil”.

SulAmérica

“Que este tipo de evento continue se repetindo”,

desejou Gilson Bochernetsae. Entre

os produtos e serviços da SulAmérica

apresentados no estande da empresa, realce

ao pré-lançamento do “Vida Mulher”.

Previsul

“Este tipo de evento é muito importante,

não só para os corretores, como também

8 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


para as seguradoras concorrentes. A Previsul

apoia muito este tipo de iniciativa”,

declarou Andreia Araujo. A empresa fez

divulgação especial à ação Corrida Premiada.

Icatu Seguros

Praticamente todos os produtos foram

abordados no estande da Icatu

Seguros.”Reencontrar amigos e parceiros

que sempre foram leais a nossa marca é

um prazer que este evento nos proporciona.

Você corretor de seguros é especialista

no que tem de valor para nós”, afirmou a

executiva Lisiane Pinzon.

Mapfre

Para Giovani de Oliveira, o 9º ENCOR

correspondeu plenamente, uma vez que se

de efetuar contatos com diversos corretores

(até aqueles com quem não se tem

contato).”Corretores: acreditem na Mapfre,

pois a Mapfre acredita em vocês”,

conclamou.

HDI Seguros

O executivo Daniel Lindner Kühleis comentou

que, na opinião dele, o 9º ENCOR

evoluiu muito desde as últimas edições.

“A HDI teve um ótimo retorno”. Acrescentou

que foi muito proveitoso tanto

para a seguradora quanto para o corretor.

MBM

O presidente Guacir de Llano Bueno revela

que o retorno dado pelo Encor 2011 foi

de um percentual muito bom. “Fizeram-

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 9


se muitos contatos. No estande, a empresa

deu ênfase no produto APP.

MetLife

Retorno integral, pois não são só negócios

a curto prazo, mas principalmente a

longo prazo foram tabulados. Este foi o

destaque dado pela executiva Paula Bueno

à JRS Revista. “Reforçamos todos os

produtos já existentes e, em especial, o

produto dental”, frisou.

Bradesco Auto-RE

O próprio superintendente no Rio Grande

do Sul, Alberto Lohmann, conversou com

a equipe JRS durante a exposição da feira

de seguros. “Quanto ao retorno, eu diria

que um percentual muito importante foi

atingido durante o Encor”, destacou.

Zurich

O executivo Luciano Silveira relatou que

a Zurich tinha como objetivo no 9º Encor

um maior conhecimento da marca da

seguradora- e este fora atingido.”Nosso

desejo é que o corretor perceba a Zurich

como uma companhia completa que oferece

produtos de qualidade nos mais diversos

ramos”.

Marítima

“Espero que todo o conhecimento

e oportunidades apresentadas no 9°

Encor sirvam para que nós seguradores

e corretores trabalhem com mais

afinco em prol do desenvolvimento do

mercado segurador”, frisou Alberto

Muller, da Marítima, cujos resultados

no evento foram de satisfação plena.

10 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 11


PRESIDENTE DO CNSeg NO

ALMOÇO DO SINDSEG-RS EM

PORTO ALEGRE

Jorge Hilário Gouveia Vieira, presidente

da Confederação Brasileira das Empresas

de Seguros Gerais, Previdência Privada

e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização

(CNSeg) foi a atração do almoço do Sind-

Seg no mês de maio. A JRS Comunicação aproveitou

a estada do executivo na capital gaúcha

e conseguiu uma entrevista para o programa

Seguros e Serviços Financeiros sem Mistério

na TV, do Canal 20 da NET-RS. Gouvea

discorreu, no almoço e na entrevista, sobre a

importância da Confederação em alinhar ações

junto a todas as federações de seguridade, bem

como representar o mercado de seguros junto

ao governo federal em ações voltadas para

salvaguardar a instituição seguro e nos demais

fóruns representando 49 seguradoras filiadas.

A adoção de uma linguagem esclarecedora

ao grande público, a arrecadação em prêmios

sendo o maior mercado da América Latina,

com R$ 183,9 bilhões em 2010 equivalente a

5,17% do PIB, incluindo todas as modalidades

de saúde suplementar, R$ 290 bilhões de reservas

para pagar sinistros e o crescimento de

14,2% em 2010 do setor fizeram parte da pauta.

Em sua fala, o presidente da CNseg destacou

sua proximidade com o Rio Grande do Sul

e agradeceu a homenagem de todas as entidades

gaúchas, incluindo-se o grupo JRS Comunicação

em uma placa pela visita ao Estado.

Os dízeres da placa: “Prezado, Julio.

Necessário destacar as ações permanentes propostas

pela diretoria que comanda, com direcionamento

para todos os públicos, sim, pois

os workshops, palestras, convidados especiais

em reuniões-almoços, jantares diferentes,

sempre tentando aproximar seus intervenien-

Os mãos-fechadas estão

comemorando.

Processo Susep: 15414.001197/2004-41. O registro deste plano na Susep não

implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação à sua comercialização.

Peça a cotação do HDI Auto a seu corretor

de seguros e seja o próximo a economizar.

Consulte seu corretor. www.hdi.com.br

S e g u r o s

É de bate-pronto.

12 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 13


tes em seguridade pampeana, operadores

em seguros com expertise e, até, a fundamental

comunicação do seguro através de

mídia especializada - chega com certeza a

estes públicos, pela multiplicação natural

dos meios de comunicação, que tem sido

a tônica nesta incansável ação permanente

de agregar conhecimentos e desnudar o

“ MISTÉRIO “ sobre a indústria do seguro,

inclusive, para seus operadores menos

afortunados em conhecimento.

PRESIDENTE JULIO ROSA

DESTACA MERCADO DE

SEGUROS GAÚCHO

“Caro Carvalho, Obrigado pelos

registros. Vou imitar um velho

e guerreiro profissional

da Imprensa local e titular do

JRS. Estamos consolidando o

sucesso do nosso Sindicato em

função do total apoio recebido

de todos os amigos e operadores

ligados as lides securitárias.

Sem eles nada seria possível.

Quanto ao destaque na homenagem

ao nosso Presidente da

CNSeg em que incluímos as

Organizações JRS, nada mais

do que justo. Essa empresa

investe muito na atividade de

seguros no RS com competência

e principalmente com dedicação.

Como sempre fala nosso velho amigo

Petzhold, paraquedista nunca! Vamos que vamos,

Julio Cesar Rosa.

PALESTRA DE ACÁCIO

QUEIROZ NA FEDERASUL

EM PORTO ALEGRE

O CEO e presidente da CHUBB

e da FEDERAL Resseguradora discorreu

seu saber e empatia, durante o almoço

do SindSeg-RS, na Federasul, em

Porto Alegre. Na sua fala, Acácio Queiroz

demonstrou o momento atual mundial,

destacando crescimento do BRIC

(Brasil, Russia, Índia e China). Para

o mercado de seguros, ele apontou as

possibilidades grandiosas de ascensão,

principalmente pela inserção das novas

classes ao consumo, ou seja, de mais de

80 milhões de pessoas. Falou também

da importância negativa das circulares

do Conselho Nacional de Seguros Privados

(CNSP), limitando as resseguradas

instaladas no país após suavização do

mercado de resseguros de remeterem as

suas matrizes os lucros de suas operações.

“Isto é inibir os players mundiais”,

frisou. O palestrante disse não entender

como microsseguro o que tem se falado

no Brasil. No seu entendimento este produto

tem com característica nos países

que implementaram um investimento

por ticket de U$ 0.50.


1° INSEG MOVIMENTA

MERCADO SEGURADOR EM

CAXIAS DO SUL

Está definitivamente comprovado

que ampliar os processos de visibilidade

do mercado de seguros é

algo que pode ocorrer de maneira simples.

Foi isso que demonstrou a realização, no

sábado 21 de maio, do 1° Encontro de Integração

do Seguro, proposto e realizado

pela UNISC, a primeira cooperativa brasileira

de corretores de seguros. A

ideia de integrar os profissionais

do mercado segurador de Caxias

do Sul-RS em único dia, através

da prática esportiva, atraiu mais

de 100 participantes à Associação

Pedancino.

As seguradoras HDI,

Marítima, Porto Seguro, SulAmérica,

Bradesco Auto/RE e

Tokio Marine patrocinaram o

1° Encontro de Integração do Seguro, que,

claro, envolveu medalhas e troféus aos

v e n -

cedores das competições que agitaram

o sábado caxiense. Outras

empresas, em nome da integração

que é o objetivo maior do encontro,

sortearam brindes aos presentes.

Também com o mesmo foco

do envolvimento de todos os operadores

em seguros, a JRS Comunicação

tomou a liberdade de

convidar para o 1º INSEG o presidente

do Sindicato dos Securitários,

Valdir Brusch, o diretor-tesoureiro Everson

Figueira e o executivo Brando, que de

máquina em punho registrou as imagens

dos jogos. O almoço servido pela Associação

Pedancino foi sem reparos. Para completar,

a arredação do evento será revertida

para uma entidade carente da região

serrana. Reiteramos cumprimentos pela

iniciativa, simples, aconchegante, mas de

integração securitária.

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 15


16 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


Mitraseg, Life Consult e

Contat Center compartilham ações

com novos gestores

A

holding formada por Mitraseg Corretora

de Seguros, Life Consult e

Contat Center, todas com sede em

Porto Alegre e especializadas em seguros de

pessoas, está passando por um momento de

forte aprimoramento de seu processo de gestão

de negócios, que inclui a chegada de novos

executivos, todos entrosados com a criatividade,

a proatividade e o arrojo do fundador

das três empresas, o corretor de seguros Alberto

de Souza Junior. Em meados de maio,

o ex-presidente da Câmara dos Corretores de

Seguros-RS (responsável, aliás, pela recuperação

daquela entidade), o executivo principal

deu publicidade às diretrizes da corporação

para este e os próximos anos e deu posse

aos novos diretores Gilberto Lima, Emerson

Costa e Renato Colomby. Eles se juntam à

diretora administrativa Mariangela Rosa, para

comandar o processo de crescimento orgânico

da LIFE e suas subsdiárias. Alberto Jr fica

somente como corretor de seguros titular da

MITRASEG. Alberto Jr. e os novos diretores

foram unânimes em destacar o processo de

gestão que em 2011 inicia sua capilaridade

pelo mercado de seguros nacional produzindo

mais de 200 empregos diretos. A seguir,

a Revista JRS destaca a expertise e a história

profissional dos gestores de uma das maiores

representantes do mercado gaúcho de seguros.

ALBERTO DE SOUZA JUNIOR:

Alberto Júnior, 32 anos, vendedor antes de

tudo e corretor de seguros desde junho de

1998, é um especialista em vendas de porta a

porta, com experiência de 17 anos no segmento

de seguros pessoais. O premiado executivo

é desenvolvedor do método CBNR- Consultoria

Baseada em Necessidades Reais, formador

de equipes de alta performance, Professional

Self Coaching pelo IBC- Instituto Brasileiro

de Coaching, com dupla certificação internacional

pela European Coaching Association e

Global Coaching Community. É ainda um estudioso

no que se refere a relações humanas,

expressões do corpo, hipnose em equipes de

excelência e busca contínua de resultados extraordinários.

A partir do segundo semestre deste ano, como

um profissional que busca diariamente a excelência

em seus resultados, ele vai alçar voos

mais altos, deixando, para isso, o comando da

LIFE Consultoria, empresa fundada há mais

de três anos e que hoje já é um case em formação

de equipes de porta a porta. “Eu e meu

grande parceiro Vilmar Blegon, juntamente

com a Mariangela, quando tivemos a ideia da

assessoria especializada em seguros pessoais,

não acreditamos que teria o resultado de hoje

em tão pouco tempo, sendo uma referência em

sua especialidade e na formação de pessoas

através de nossa Cia de Talentos”, destaca Alberto,

que tem a certeza de que é o momento

certo para deixar o comando da LIFE e seguir

em busca de maiores desafios que já estão in-

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 17


clusive planejados até 2013.

No comando efetivo da LIFE fica Gilberto

Lima, 30 anos de mercado segurador, que busca

um novo desafio fazendo as vezes de sóciodiretor

técnico comercial da empresa. Conhecedora

de todos os procedimentos do grupo,

Mariangela Rosa é a diretora administrativa,

e Emerson Costa, o sócio-diretor operacional,

com a credencial de mais de 15 anos trabalhando

como parceiro de Alberto e Vilmar.

Renato Colomby, cria efetiva da casa, passa a

ser sócio-diretor de Formação do grupo, tendo

um desafio ainda maior, mas sempre seguindo

os ensinamentos que Alberto repassou.

“Meu único objetivo e foco é fazer da MI-

TRASEG a melhor e a maior corretora de

seguros pessoais especializada em vendas de

porta a porta e Call Center ativo do Brasil e

atingir nossa meta de chegar ao final de 2012

com cobrança anual em seguros individuais de

20 milhoes de reais, pois acreditamos encerrar

2011 superando os 10 milhões. Hoje não conto

mais com os seguros de Vida em Grupo como

alicerce da empresa. Afinal, o grande caminho

para o sucesso futuro é ter e manter todos os

clientes Grupais atuais trantando-os com todo

o respeito e seriedade necessários e mantendo

todos os níveis de satisfação e excelência, sem

deixar de lado a venda individual, que não tem

risco de ser desmoronada por um aventureiro

que resolveu colocar uma condição insustentável

para manter o cliente e acaba, por preço,

assumindo uma responsabilidade que não tem

como honrar”, salienta.

A MITRASEG hoje conta com uma carteira de

assistidos superior a 350 mil pessoas e acredita

que até o final de 2012 chegue a mais de 400

mil clientes. A projeção para 2013 é de 500 mil

assistidos pelo projeto que Alberto Júnior chama

de A Hora é Agora! “ Tenho ainda outros

grandes projetos até 2013 e a certeza de que

não será a toa que estou tomando este caminho

para sustentar ainda mais a empresa que

deverá ir a níveis ainda maiores de resultados,

mas sempre acreditando que devemos unir esforços

com parceiros para conquistar os nossos

objetivos. Todos que nos ajudaram a conquistar

tudo o que foi possível estarão sempre

dentro de nossos agradecimentos. Dentre eles,

posso citar um grande guru, que me apoiou em

momentos de dificuldade no início de minhas

atividades me dando força para buscar novos

ideais que se baseiam em honestidade e valores

inegociáveis. Este senhor se chama Gaspar

Machado. Agradeço ainda ao JRS pelo apoio e

divulgação de nosso trabalho, a minha família,

esposa amigos, líderes de nossa empresa, meu

sócio Vilmar, por ter paciência e estar sempre

disposto a acreditar em meus sonhos, a nossa

equipe de vendas de Call Center. Aos novos

sócios que assumem este novo desafio, desejo

todo o sucesso e responsabilidade para que

possam no futuro próximo colher os méritos

devidos que servirão como multiplicadores

ainda maiores de resultados extraordinários.”

MARIANGELA ROSA

Mariângela Severiano Rosa, natural de Porto

Alegre, 30 anos, casada com Alberto Souza

Jr., é mãe de duas lindas meninas Carolina

(4anos) e Sofia (8 meses) que vieram para selar

a relação do casal com muita luz e alegria.

Pedagoga Empresarial com experiência em

gestão de pessoas, atua no mercado de seguros

há 11 anos e, com Alberto Jr. e Vilmar Blegon,

é fundadora da Life Consult – Assessoria

100% exclusiva de seguros de pessoas, da Life

Cia de Talentos – Especialista na formação de

profissionais em venda de porta a porta, e da

Call Life – Call Center focado em seguros e

créditos consignados.

Atualmente está na Diretoria Administrativa

das empresas, sempre buscando administrar da

melhor forma para o crescimento do grupo. “O

Grupo Life já é um sucesso... Graças a Deus”,

exulta. Ela também conta com Vilmar e Alberto

e mais uma equipe muito eficiente e dedicada,

à qual ela dedica todas as premiações e reconhecimento

que a Life vem recebendo pelo

mercado de seguros, resumindo em uma só

frase em seu discurso “Não se faz um grande

CNPJ sem competentes CPF’S”. Nesta frase,

Mariangela resume a sua grandiosa equipe de

colaboradores.

“Buscando um maior crescimento da LIFE,

Mariângela firmou parceria com três executivos

de ponta, que segundo ela vieram para

firmar e solidificar o sucesso que hoje já é

o grupo.”Buscamos como premissa e pela

expertise focada 100% em seguros pessoais

que a Life até o final de 2012 esteja entre

as melhores assessoras do segmento de

seguros podendo ser reconhecida nacionalmente

por sua capacidade de formar e gerir

equipes de alta performance, para que desta

forma possam, ao assumirem as responsabilidades

a que se propõem, oxigenar e promover

a comercialização das carteiras de

seguros. Temos a certeza de nossa capacidade

de mercado em fazer diferente e correr

riscos sobre nossos resultados, e desta forma

18 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


acreditamos que o sucesso passa a ser consequência

de um trabalho cheio de realizações.

Afinal temos uma equipe campeã”, afirma.

GILBERTO LIMA

No dia 1º junho, tomou posse o novo sócio,

Gilberto Kuligoski de Lima, na função estratégica

de diretor técnico comercial. O executivo

colocará à disposição dos demais sócios da

Life Consultoria toda sua experiência adquirida

ao longo de seus 30 anos de atuação no

mercado segurador brasileiro. Essa nova etapa

em sua carreira profissional já estava prevista

e planejada há alguns anos. Para ingressar no

seleto mundo empresarial voltado às atividades

securitárias, Gilberto Lima percorreu caminhos

sempre voltados ao aperfeiçoamento

técnico, relacionamento pessoal, conquistas

de premiações e reconhecimentos e, principalmente,

buscou a formação de um networking

qualificado, sediados nas principais cidades

brasileiras e seguradoras de destaque do mercado.

Sua vida profissional mistura-se com sua vida

particular, pois tem ao seu lado, desde 1984,

sua esposa Luciane da Silva Lima, com quem

conquistou o seu maior tesouro: sua família,

enriquecida pelas filhas Michele e Raquel. A

identificação do executivo com a área comercial,

agregada ao largo conhecimento técnico,

conduta ética e contando com ótimos parceiros

por esse Brasil, dão a Gilberto a certeza de êxito

nesta nova jornada.

Seu novo projeto profissional, escolhido em

fevereiro de 2011, trará, com certeza, os resultados

planejados pelos fundadores da Life. A

escolha pela Life Consultoria levou em consideração

a equipe a qual se integrará. A recepção

ofertada pelos sócios Mariangela Rosa

e Emerson Costa, tendo como idealizador o

visionário Alberto Junior e o comprometido

Vilmar Blegon, avalizaram o êxito antecipado

dessa nova jornada.

Para os próximos anos, Lima junta-se aos demais

para atingir os objetivos tão esperados

para a Life Consultoria, tornando-a uma empresa

de referência nacional na formação de

profissionais de vendas em Seguros de Pessoas,

através da Companhia de Talentos. Há de

se destacar, como ele mesmo coloca, que “a

empresa está apostando no jovem talento Renato

Colomby, que tem como objetivo identificar,

formar e motivar talentos profissionais em

busca de um futuro promissor”.

A escolha pela especialização em formação de

profissionais em especialistas em oferecer às

pessoas o melhor e mais adequado Plano de

Proteção a ele e sua família, não é por acaso.

As vivências dos sócios da Life Consultoria

demonstram a grande dificuldade encontrada

pelas corretoras de seguros na formação de

equipes para ofertar e comercializar os produtos

securitários.

Atualmente, a estrutura atua de duas formas

bem distintas: Salão de Vendas, com uma

equipe com mais de 80 colaboradores levando

às pessoas as melhores e mais modernas

alternativas em Seguros de Pessoas. E a Call

Center, com estrutura de altíssimo padrão,

atendendo inclusive as recentes normas da

NR Nº 17, que regulamenta as operações de

Call Center, com 52 operadores em um turno

– capacidade de ampliação de mais um turno,

fazem chegar ao conhecimento de milhares de

pessoas, todo mês, Planos de Proteção Familiar

com Garantias Securitárias e Assistências

Pessoais desenvolvidos especialmente para os

públicos em foco.

O Projeto Call Center já conta com a parceria

efetiva de seguradoras de renome nacional, as

quais, devido à forma inovadora adotada pela

Life Consultoria, apenas colhem os frutos rentáveis

da operação, pois todo o risco e investimentos

correm por conta da Life Consultoria.

Esse é o grande objetivo da Life Consultoria:

estruturar grandes parcerias com corretores de

seguros e seguradoras, colocando à disposição

destes seu Projeto Companhia de Talentos

para enriquecer cada vez mais a indústria do

seguro e em especial o Seguro de Pessoas.

RENATO COLOMBY

Case no Seguro com 21 anos! Ele iniciou suas

atividade na LIFE aos 19 anos em junho de

2009 como Consultor de Benefícios e por nove

meses trabalhou visitando clientes através do

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 19


método Porta-a-Porta. Depois da experiência

a campo, conciliou o curso de Administração

de Empresas na UFRGS com a função de

der comercial de uma equipe recémcriada

com o objetivo de estruturá-la e

transformá-la em Case de Resultado. E foi

o que aconteceu: o prodígio rapidamente

(cinco meses) ascendeu ao cargo de

Coordenador Comercial de equipes

internas e externas. Agora com 21 anos

aceita uma das maiores oportunidades

de sua vida, ser sócio do Grupo LIFE

Consult.

Recebe a partir dede junho a atribuição

de diretor de Formação de todo o Grupo,

contando com as estruturas de Salão de

Vendas e Call Center, através da Cia de

Talentos com foco na área comercial, sua

maior expertise. O processo de formação

de pessoas de responsabilidade de Renato

Colomby tem ênfase no desenvolvimento

de ‘Cases’ e no despertar de talentos.

“Fico muito feliz com este grande

desafio: trabalhar na formação da equipe

de campeões que levará mais proteção às

famílias. Este trabalho é muito importante

de consultoria baseada em necessidades

reais. Como já trabalhei na “ponta” do

processo – atendendo estas famílias

– conheço na prática o peso do nosso

trabalho. Assim a responsabilidade

aumenta, pois sabemos o quanto podemos

influenciar na vida das pessoas. Essa

influência se estende aos nossos segurados

e na vida dos parcerios que trabalham

conosco, como peças-chaves, neste ciclo.

Fortalecemos essa filosofia diariamente,

antes de iniciarmos nosso dia de trabalho,

em que repetimos que a nossa família

também agradece pela proteção que a

família que atenderemos irá receber, que

por consequência protegerá ainda mais as

famílias de quem trabalha conosco ou tem

alguma ligação mesmo que indireta.

A responsabilidade só aumenta em

saber que a formação de pessoas - com

destaque às lideranças que acredito

sejam a ênfase de todo processo - é

um procedimento essencial ao todo.

Divido as responsabilidades com meus

colegas e amigos responsáveis pelo

foco administrativo com a Mariângela

Rosa, operacional com Emerson Costa

e técnico com Gilberto Lima. Além da

participação do Alberto Souza, em um

nível estratégico na Mitraseg, e o Vilmar

Blegon, no financeiro.

Para toda engrenagem funcionar é preciso

pessoas certas nos lugares certos e já

temos isto em nossa diretoria. Estamos

fazendo o mesmo com nossas equipes,

para isto é fundamental o processo de

seleção e treinamento. E esta é a missão

da Cia de Talentos: encontrar e lapidar

essas pedras, assim como fui lapidado.

Também agradeço a minha família

pela formação que tenho e valores

inegociáveis; minha namorada que

me torna uma pessoa melhor a cada

dia; a minha equipe por contribuir no

profissional que sou; ao Alberto por todo

ensinamento que já recebi e continuarei

recebendo; a Mariângela pela dedicação

e doçura ao conduzir os processos; ao

Vilmar pelo bom-senso de sempre; ao

Gilberto pelas contribuições sempre

relevantes; ao Emerson pela parceria e

apoio diário em nossa empresa e ao JRS

pelo excelente trabalho que realiza.

EMERSON DA COSTA

Emerson Alves da Costa, casado, pai de

duas filhas - Camille de 9 anos e Nathalia

de 1 ano, assume o cargo de sócio-diretor

operacional do Grupo Life Consultoria,

com mais de 15 anos de experiência no

segmento e uma parceria de 13 anos com

os fundadores da Mitraseg Corretora de

Seguros, Alberto Jr. e Vilmar Blegon.

Com base em sua experiência, ele afirma

que esta sociedade com Mariângela Rosa,

Gilberto Lima e Renato Colomby só veio

para solidificar ainda mais o processo do

Grupo Life Consultoria. Fala também

que seu processo operacional serve de

alicerce para a área comercial, com sua

organização, precisão das informações,

planejamento e controle ele faz a sua

aposta que, em 2012, o Grupo Life

Consultoria estará entre as melhores e

para sua alegria, conta com a certeza que

é parte de um pedaço deste sucesso.

“É um grande prazer trabalhar com

pessoas proativas e extremamente

profissionais. Eles sabem que podem

contar comigo e que sempre e darei ao

máximo para o crescimento de todos e

principalmente da empresa.

20 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


Estúdio virtual do programa

Seguros e Serviços Financeiros Sem Mistério na TV.

Tecnologia a serviço do mercado segurador.

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 21


ICATU SEGUROS REALIZA

PESQUISA SOBRE PRODUTOS

FINANCEIROS

Com objetivo de avaliar o conhecimento

das classes A e B sobre produtos

financeiros, a ICATU Seguros

realizou pesquisa com mais de 270 pessoas

dessas classes sociais em Porto Alegre. A pesquisa

busca saber o conhecimento específico

dos gaúchos sobre previdência privada, seguros

de vida e títulos de capitalização. Quase

todos os entrevistados sabem o que é previdência

privada (95%), seguros de vida (93%)

e títulos de capitalização (98%). “A ICATU

Seguros é especialista nesses segmentos e está

sempre preocupada em oferecer a melhor solução

para os clientes. A pesquisa teve justamente

como objetivo nos aprofundar neste conhecimento

sobre consumidores e identificar o

que eles realmente valorizam”, afirma Cesar

Saut, vice-presidente Sul da ICATU Seguros.

O executivo ainda destaca que a

maioria dos entrevistados (63%) pede indicações

de profissionais (corretores profissionais

de seguros, gerentes de contas, etc.), quando

deseja ter informações sobre produtos financeiros.

Já 48% buscam informação na TV,

36% em sites especializados e 20% pedem indicação

de amigos. As expressões mais citadas

pelos entrevistados para descrever a imagem

de uma empresa de produtos financeiros são

Futuro, Família, Benefícios e Aposentadoria.

“Percebemos que é cada vez maior a associação

desses produtos com o sentimento de proteção

para o futuro, em vez de associá-los somente

à rentabilidade e lucro”, comenta Saut.

Encontros, Corridas, Patrocínios

Este trabalho de campo efetuado

pela ICATU Seguros demonstra iniciativa em

estar junto ao consumidor independente de

Cesar Saut

Vice-Presidente da Icatu Seguros

classe social. Na verdade, iniciativas e participação

em ações é o que não falta à Icatu. A

empresa foi recentemente patrocinadora do III

Encontro de Previdência Complementar da Região

Sul, estando representada no evento com

Irlan Menegon e Eduardo Nunes Borges, gerentes

corporativos da Regional Sul. Além destes

executivos, os amigos e parceiros de negócios

da seguradora, Sérgio Rangel, Amauri Bueno,

Fabio Soares Alves, Jorge Berzagu, Ivandre

Medeiros, Emilio Keidann, Eduardo Nunes

Borges Carlos Tejeda marcaram presença na

bela cidade de Gramado, Rio Grande do Sul.

Na oportunidade, eles puderam conferir as palestras

e seminários, além de ampliar o relacionamento

com o mercado. Todos participantes

da programação receberam, junto ao material

oficial do evento, informações sobre o Seguro

de Terceirização de Riscos Atuariais da ICATU

Seguros.

A companhia também patrocinou a

22 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


13ª corrida para vencer o diabetes, realizada dia

15 de maio, em Porto Alegre. Milhares de pessoas

se reuniram no Parcão para percorrer os 4

km do percurso e auxiliar no combate à doença.

Ao total foram comercializadas mais de 26 mil

camisetas com o tema “Grenal da Solidariedade”.

Ao final da corrida, o gerente corporativo

Irlan Menegon recebeu das mãos do prefeito de

Porto Alegre, José Fortunati, um troféu em reconhecimento

ao apoio prestado pela empresa

à causa do Instituto da Criança com Diabetes.

A marca da ICATU Seguros esteve presente em

três blimps – grandes balões aéreos – localizados

próximos aos pontos de largada e chegada.

A equipe da Regional Sul da seguradora “vestiu

a camisa” e esteve presente para prestigiar

a iniciativa. Para completar a interatividade da

seguradora com o grande público, a ICATU

também patrocina a equipe de automobilismo

Sicredi Racing e os pilotos João Campos e seu

filho Márcio Campos. Os dois vão disputar o

Mercedes-Benz Grand Challenge de maio a dezembro,

com o auxílio da empresa. Assim, valorizando

a associação do esporte como um trabalho

de equipe e o setor de seguridade, a marca

da ICATU Seguros será evidenciada nas pistas

até o final do ano. Além desta visibilidade, várias

ações promocionais e de relacionamento

também serão realizadas com os associados e

os colaboradores durante as oito etapas da competição.

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 23


CAPEMISA LANÇA CAPITAL

GLOBAL E PRODUTOS

EMPRESARIAIS

Tendo como foco criar mecanismos de

fácil contratação e manutenção tanto

para os clientes finais como para os

corretores de seguro, a CAPEMISA Seguradora

de Vida e Previdência acaba de lançar o Capital

Global, modelo de contratação para apólices

empresariais simplificado, uma vez que o

valor da indenização é calculado pela divisão

entre o capital e o número de segurados ativos

no momento da regulação. Além da facilidade

para a contratação e administração dessas

apólices, é possível fazer combinações de coberturas

e optar pelos serviços de Assistência

Funeral e Cesta Básica. A partir de agora, tanto

o CIA - Proteção Corporativa CAPEMISA

como o Viva Flex, produtos coletivos da seguradora,

oferecem a possibilidade de escolha de

contratação de capital global. Com a opção de

formação de capital e do grupo segurado, os

produtos adaptam-se às necessidades e características

de cada empresa. Todas essas vantagens

mostram que a CAPEMISA busca, cada

vez mais, possibilitar facilidade e flexibilidade

para seus clientes na hora da contratação de

produtos.

CAPEMISA HOMENAGEIA

FUNCIONÁRIAS

APOSENTADAS

HOMENAGEM ÀS FUNCIONÁRIAS APOSENTADAS

A CAPEMISA foi destaque no recente Encontro

Regional dos Corretores de Seguros do Rio

Grande do Sul, onde com muito expertise em

seus produtos e serviços atendeu uma centena

de corretores de seguros. Mesmo sendo uma

empresa genuinamente carioca, seu estande tinha

referenciais do Rio Grande do Sul, como

o gaúcho visualizado em seu habitat, o campo.

Além disso, a “mateira”(típica dos riograndenses)

foi um presente distribuído aos visitantes

para as lides de um bom amargo (o chimarrão).

E, dentro destes propósitos gauchescos,

a homenagem às gaúchas funcionárias aposentadas

da empresa: Rosa Helena Spolavori,

Vanisa Alves e Angela Peres Nunes, que receberam

um belo bouquet em júbilo ao profícuo

trabalho emprestado à sucursal da empresa em

Porto Alegre. Capemisa e homenageadas de

parabéns.

CAPEMISA ENTREGA DOIS

CARROS 0KM A MITRASEG

E LIFE CONSULT

No dia 25 de maio, na sede da Revendedora

IESA em Porto Alegre, aproveitando os bons

fluidos pelo qual passa o mercado de seguros,

em especial o gaúcho, a CAPEMISA Seguradora

de Vida e Previdência fez a entrega oficial

de dois veículos Sandero 0Km às empresas

MITRASEG Administração e Corretagem de

Seguros e LIFE Consult, que fizeram jus pela

liderança em vendas nacionais dos produtos da

seguradora.em 2010. Alberto Jr., Mariangela

Rosa, Gilberto Lima, Everson Oliveira e Renato

Colomby, do staff das empresas com sede

em Porto Alegre, receberam as boas-vindas e

as chaves dos veículos do superintendente da

Região Sul, Daniel Arena, do gerente sucursal

Porto Alegre, Carlos Pereira, e da executiva

Gersica Sandri. O fato foi comemorado com

espumante da serra gaúcha. Parabéns e sucesso

continuado, amigos da Mitraseg/LIFE.

ENTREGA DE DOIS CARROS A MITRASEG E LIFE CONSULT

24 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 25


26 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


NILTON BELSARENA

LANÇA ADPVAT NA

RÁDIO WEB JRS

O

número 13 é um dos talismãs do

criativo fundador da GLOBAL

Serviços de Assistência, de cuja

prestação de serviços o mercado brasileiro é

conhecedor. Casualmente, Nilton Belsarena

solicitou espaço na RÁDIO WEB JRS, na

sexta-feira 13 de maio, para se pronunciar

como presidente da Associação Nacional de

Proprietários de Veículos Automotores de

Vias Terrestres, a ADPVAT. Durante mais

de 60 minutos de programa, o executivo fez

questão de relatar um pouco da sua brilhante

história de vida, caracterizada por criações

inovadoras. Na atração comandada pelo âncora

Jota Carvalho, ele prometeu utilizar toda a

sua energia agora na ADPVAT. “A associação

foi criada com base no Código do Consumidor,

que oportuniza a sociedade se organizar

através de entidades de proteção ao cidadão”,

destacou.

Com audiência de mais de 5.500/

IPs, o apresentador Jota Carvalho questionou:

“Por que um executivo já consagrado com suas

empresas propõe uma nova ação com sentido

social?” A resposta: “A A-DPVAT objetiva esclarecer

os direitos e deveres dos proprietários

de veículos. O amparo às vítimas de trânsito,

sejam elas motoristas, passageiros ou pedestres,

através de coberturas de morte, invalidez

permanente e reembolso de despesas médicohospitalares

comprovadas têm nesta entidade

um braço de proteção aos associados de forma

OFEREÇA PRODUTOS

QUE MELHOREM

A VIDA DOS SEUS CLIENTES

E A SUA VIDA TAMBÉM

VIDA - PREVIDÊNCIA - DENTAL

www.metlife.com.br

NILTON BELSARENA

ADPVAT

transparente contra os atravessadores que

se locupletam cobrando indevidamente

valores dos usuários e proprietários de veículos”.

Belsarena destacou, ainda, que as

suas empresas seguem muito bem com a

gestão da esposa Eunice Ribas. Portanto,

como é um homem que se preocupa com

o semelhante, entende que a associação

presidida por ele vai encontrar portas

fechadas e barreiras. Mas conclama os

expoentes do mercado à participação.

Ainda no programa RÁDIO

WEB JRS, Belsanera se empolgou e

destacou: “A estrutura da ADPVAT já

disponibiliza suporte em atendimento

com um corpo jurídico, assistência

e outras ferramentas online de

acessibilidade aos procedimentos

securitários. Em breve estará no

ar um portal para que as pessoas

possam interagir, participar, dar sugestões, associar-se,

o que é fundamental. A inauguração

oficial será em grande estilo, de preferência

na Assembleia Legislativa gaúcha, a casa do

povo, pois aí estaremos envolvendo a sociedade

como um todo”. A sede da ADPVAT é na

Avenida Borges de Medeiros, 410, sala 708,

fone 51 3013- 3678, em Porto Alegre. Neste

endereço, o especialista Paulo Coelho, presidente

da Associação Nacional das Funerárias,

poderá imediatamente atendê-lo”.

No programa que reforça a importância

da internet, que hoje tem mais de 70

milhões de acessos, Nilton aproveitou para

conscientizar os proprietários de veículos. “A

última atualização divulgada pelo Denatran sinaliza

que a frota brasileira

totaliza mais de 66 milhões de veículos

automotores em via terrestre. Automóvel =

37.595.329 (57.%); Caminhão = 2.173.370

(3,29%); Camioneta = 4.392.292 (6,64%) e

Motocicleta = 14.320;591 (21.66%). Mesmo

com a criação da Seguradora Líder em 2007,

que desenvolveu campanha de divulgação do

Dpvat, ainda há carência de informação ao

grande público. Engajada em suprir esta lacuna,

a ADPVAT vai intensificar suas ações que

visam eliminar ou inibir fraudes e outros tipos

de irregularidades que maculam o seguro social.

Enquetes públicas sobre o Dpvat e sua finalidade,

em breve, serão conhecidas na grande

mídia. Podem desde já contatar a ADPVAT.

ANS Nº 406481

© 2010 PEANUTS Worldwide LLC. Metropolitan Life Seguros e Previdência Privada S/A

CNPJ: 02.102.498/0001-29. O registro deste plano na SUSEP não implica, por parte da

Autarquia, incentivo ou recomendação a sua comercialização. SUSEP: 0635-1.

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 27


Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 29


UM NOVO

CENÁRIO DA

SEGURIDADE

Desde o início do século se anunciava

um novo cenário para o mercado

de seguros brasileiro, na esteira

do crescimento da economia nacional. Quando

a crise de 2008 causou aflição no mundo, o

fato de o Brasil e, em especial, os operadores

em seguros do país, com toda a sua solidez

e solvência características, terem sobrevivido

quase incólumes na comparação com os

players do hemisfério norte tornou reais aquelas

perpectivas. Vivemos, hoje, uma realidade

ou - como dizem algumas publicações e sites

especializados em serviços financeiros - um

momento superlativo no setor. Além de o otimismo

e clima de alto astral transparecerem

diariamente nas relações dos escaninhos do

mercado, os números comprovam o novo cenário

da seguridade nacional.

Para 2011, estima-se que o setor alcance

R$ 201 bilhões de faturamento. Isso se

traduz em novas oportunidades de emprego e

de negócios, mas também significa a necessidade

de significativas mudanças regulatórias.

Algumas já ocorreram de fato, como a abertura

do mercado de resseguros, o fortalecimento

na divulgação do seguro social Dpvat, novas

regras de solvências, etc. Mas, analisam os

especialistas em finanças, mais novidade vem

por aí. A Revista JRS, que identificou, como

canal especializado em seguros, tais mudanças

no nascedouro delas, repercute este novo

panorama nesta edição, propondo, claro, uma

discussão no mercado. Afinal, se um novo

setor se apresenta, novas perguntas surgem e

necessitam de novas respostas. Acompanhe,

a seguir, alguns dos principais tópicos desse

cenário repaginado.

NÚMEROS E NÚMEROS

Praticamente todos os ramos do

mercado de seguros registraram crescimento

de dois dígitos no ano passado. No total,

o faturamento do setor chegou a R$ 180 bilhões

em 2010. Foi um crescimento de 15%

em relação a 2009, percentual que, segundo

estimativas, deve ser repetir no final de 2011.

Ainda no ano passado, o lucro líquido consolidado

de todos os ramos de seguridade foi de

R$ 9,7 bilhões. As reservas técnicas bateram

recorde no setor. Elas atingiram o valor de R$

280 bilhões, o que significa um crescimento de

20% sobre 2009. Com crescimento de 13%, o

patrimônio líquido consolidado das empresas

de seguros chegou a R$ 59 bilhões, em 2010.

E já foram divulgados os dados referentes ao

primeiro trimestre de 2011, os quais retratam

que o ritmo de crescimento se mantém. Segundo

levantamento da Susep, as vendas de produtos

e serviços de seguros avançaram 18%

entre janeiro e março no comparativo com

os mesmos meses em 2010. Mais uma vez o

crescimento do primeiro trimestre ocorreu em

todas as carteiras, com liderança para seguros

de cascos (36% de crescimento), de pessoas

(26%), VGBL (20,9%), patrimonial (22,5%) e

riscos financeiros (12,6%).

Os fatores que levaram a tais índices

estão diretamente ligados ao crescimento

da economia nacional como um todo, que

conta hoje com um cenário de investimento

de infraestrutura, de evolução do crédito e

de aumento da oferta de empregos e da renda

da população. É uma nova realidade que, no

30 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


entanto, exige atenção das empresas de todos

os setores, para atender a demanda crescente

do consumo, sem gerar reflexos colaterais na

economia e nas relações da sociedade. “Esse

cenário favorável precisa ser protegido para

preservar a liquidez e a competitividade das

empresas em seguros e para garantir a qualidade

na oferta de serviços”, adverte o presidente

da CNseg, Jorge Hilário Gouvêa Vieira.

A Confederação realizou em junho um evento

para abordar como as companhias seguradoras

vão sustentar o atendimento à demanda por

seguros diante do crescimento. Com certeza,

novas ideias serão amadurecidas no encontro.

ATRAINDO PLAYERS

DO EXTERIOR

Nova York, Londres, Zurique, Dubai

e Pequim. Estas cidades são consideradas

os principais centros financeiros do mundo

há um bom tempo. O que mudou em anos

recentes é a distância das mesmas para os

brasileiros. Como o Brasil tem atraído cada

vez mais investimentos estrangeiros, as viagens

de executivos do nosso país para aqueles

mercados estão cada vez mais frequentes,

assim como a todo momento temos recebido

empresários estrangeiros nas capitais nacionais.

E isso vale para o mercado insurance.

Recentemente, uma comitiva de seguradores

chineses causou ebulição nas sedes da Itaú

Seguros e da Bradesco Seguros, em São Paulo.

Eles vieram buscar parcerias na terra do

pau-brasil a exemplo do que fizeram no início

de maio seus colegas dos Emirados Árabes.

Também têm proliferado os eventos internacionais

realizados em território brasileiro. Entre

22 e 28 de maio, por exemplo, cerca de 50

dos principais CEOs de seguradoras, resseguradoras

e corretoras de seguros do planeta participaram,

no Brasil, de um fórum mundial da

Geneva Association, entidade sem fins lucrativos

que promove discussões e estudos sobre a

indústria do seguro. No congresso, muitos dos

executivos afirmaram que o Brasil tem um dos

mercados de seguros mais dinâmicos da Terra.

O resultado desse pensamento é uma enorme

lista de fusões e aquisições entre empresas de

capital nacional e estrangeiro. Na prática, enquanto

os investidores locais buscam atender a

demanda em seguros para as Classe C e D, os

estrangeiros pretendem ofertar recursos financeiros

e tecnologia, bem como novos meios de

distribuição de seguros e, também, de informação.

OBRAS, OBRAS, OBRAS

Desde 2008, com o fim do monopólio

do resseguro, as seguradoras vêm se preparando

para os desafios do crescimento do

mercado nacional. E os desafios não param de

surgir. Começaram com as obras do Programa

de Aceleração do Crescimento do Governo

Federal. O PAC 1, por exemplo, gerou um investimento

de R$ 444 bilhões. Depois vieram

as projeções de investimentos necessários para

a extração de petróleo na camada do pré-sal, a

qual vai exigir perto de R$ 200 bilhões, sem

falar nos demais custos para se montar toda a

estrutura que vai envolver a atividade. Agora

as projeções e cálculos incidem sobre as obras

de estrutura imprescindíveis para a realização

da Copa do Mundo 2014 e da Olimpíada 2016

no Rio de Janeiro.

O tamanho das exigências poderia

assustar, mas os grandes executivos nacionais

estão confiantes. “Não falta nem faltará capacidade

financeira para as seguradoras assumirem

os riscos”, é o discurso mais recorrente

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 31


dos operadores nacionais. Na verdade, apoiado

em sua solidez, o mercado segurador brasileiro

está confiante na capacidade do governo

e da iniciativa privada de executar as obras de

infraestrutura já programadas no prazo determinado.

A SOLVÊNCIA

Ela virou uma palavra da moda

até longe dos escaninhos empresariais por

conta da crise econômica de 2008. E acabou,

no Brasil, sendo sinônimo de competência

e solidez do mercado nacional de

seguros. A solvência, em outras palavras,

capacidade de honrar compromissos, acabou

sendo o pilar que sustentou o mercado

verde-amarelo. Isso ocorreu porque as

empresas nacionais estavam cumprindo

de forma tão rigorosa os ditames anteriores

que as novas regras de solvência,

exigidas a partir da crise, não causaram

um impacto tão forte como aconteceu em

outras nações. Na Europa, as novas regras

passam a valer a partir de 2012, em razão

da dificuldade de adaptação das empresas

até agora. O Brasil já adotou uma parte e

se prepara para novas iniciativas. A solvência

de uma empresa deve ser monitorada

por meio de relatórios financeiros e

contábeis. Se a forma de medir o patrimônio

e os resultados de uma empresa muda

fortemente, o como medir a saúde financeira

também precisa mudar. Como o monitoramento

das companhias de seguros

no Brasil sempre foi bastante detalhado,

o controle da capacidade de honrar compromisso,

também. E isso tem facilidado

a adaptação à nova realidade do mercado.

SEGURO EMPRESARIAL

É ALVO DAS CIAS

Somente uma em cada seis pequenas

e médias empresas brasileiras têm

algum tipo de seguro. Isso significa um

universo de 6 milhões de clientes a descoberto

e é um índice que navega na contramão

das ofertas das empresas em seguros,

já que grande parte delas têm investido na

concepção dos chamados PMEs, os seguros

empresariais para pequenas e médias

empresas. Essa realidade já está incomodando

os seguradores, que trabalham intensamente

para que, em cinco anos, os

produtos destinados às PMEs pulem de

16% para 25% a sua participação no seguro

empresarial. Para tanto, a proposta é

divulgar os produtos do gênero junto aos

corretores de seguros. “Os produtos para

as PMEs estão no mercado. A maior dificuldade

é chegar aos pequenos negócios

espalhados por diferentes regiões do Brasil.

O trabalho de convencimento é o mesmo

para o pequeno e o grande empresário.

A diferença está no prêmio recebido”,

analisa o diretor de produtos empresariais

da Icatu Seguros, Bernardo Dieckmann.

Assim como a Icatu, outras companhias

estão incrementando seus produtos em

grupo, visando atingir o maior número de

empresas possível. Uma das estratégias

é a customização. Atualmente, é comum

encontrar pacotes moldados à necessidade

específica do cliente. A tendência é se

produzir seguros empresariais diferenciados

para restaurante, padaria, hotel, bar,

consultório, escolas.

MICROSSEGUROS A

CAMINHO

De cinco anos para cá, as seguradoras

experimentam os chamados seguros

populares. A adesão do consumidor foi bastante

forte, a ponto de motivar as companhias

a partirem para uma etapa mais ousada, porém,

inevitável: a adoção do microsseguro no

Brasil. A nova modalidade, bem sucedida na

China e Índia, por exemplo, tem um público

potencial de 100 milhões de pessoas em território

brasileiro. Porém, ainda há entraves para

a expansão no país, sobretudo no que se refere

à tributação. Taxas menos onerosas são uma

reivindicação das companhias para atender aos

anseios das classes C e D em estarem inseridas

entre os consumidores de seguros. Além

disso, a regulamentação do microsseguro está

nas mãos do Congresso Nacional, que vai votar

o projeto de lei 3266, do deputado Adilson

Soares-RJ. Se aprovado, o projeto precisa ainda

ser regulamentado pela Susep. O processo

parece lento para os operadores em seguros,

que já dizem estar prontos para oferecer os

produtos do microsseguro.

32 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


SAÚDE E PREVIDÊNCIA

Uma pessoa acumularia recursos e,

quando passasse dos 65 anos de idade e necessitasse

de usar o dinheiro aplicado em fundo

de capitalização individual para custear gastos

com assistência médica ou plano de saúde, estes

valores estariam isentos de tributação. Este

é um novo modelo que envolve plano de saúde

e previdência privada em estudo pela Agência

Nacional de Saúde Suplementar (ANS). E

trata-se de mais um sinal de que as empresas

estão atentas a alternativas de previdência para

as pessoas idosas. O motivo é o salto do número

de pessoas da terceira idade no Brasil, que

deve passar de 20 milhões para 65 milhões em

quatro décadas. Uma simulação mostra que,

com contribuição de 15% sobre a mensalidade

de um plano misto de saúde e previdência, entre

os 20 e os 60 anos de idade, o beneficiário

que sacar o dinheiro a partir dos 65 anos teria

condições de bancar até 60% do seu plano por

20 anos. A renúncia fiscal, ainda não aprovada

pelo Governo, é um dos empecilhos para

o plano vingar. Além disso, o governo terá de

prever mecanismos de proteção aos beneficiários

caso as empresas tenham dificuldades

NOBRE AUTO PROTEÇAO ˜

financeiras. Todavia, segundo Renato Russo,

vice-presidente da Fenaprevi, representantes

da ANS avaliam que a proposta é boa, cabendo

definir regras claras e estabelecer condições.

“As empresas estão prontas para entrar rapidamente

no mercado”, avalia.

Proprietários de veículos com até 25 anos

agora também já podem dirigir seguro!

O Nobre Auto Proteção visa

extinguir ou suavizar para o proprietário

do veículo os efeitos financeiros de um

acidente de trânsito. É um Seguro de

Responsabilidade Civil Facultativa para

veículos de passeio.

Além da Assistência 24 horas,

o seguro garante prejuízos Materiais,

Corporais e Morais causados a terceiros,

indenização aos passageiros em razão de

invalidez ou morte causada por acidente e

reembolso das despesas médico hospitalares

e um auxílio no reparo dos prejuízos

causados ao seu veículo.

COBERTURA BÁSICA:

Responsabilidade Civil Facultativa: Danos Materiais e Corporais

ADICIONAIS:

- Danos Morais,

- Defesa Penal

- Acidentes Pessoais a Passageiros

- Despesa Médico Hospitalar

- Assistência a Oficina: Esta cobertura visa auxiliar o Segurado, nos prejuízos causados

ao seu veículo coberto, exclusivamente em decorrência de colisão, em virtude de

acidente de trânsito. Opção de Contratação: R$ 3.000,00 (três mil reais) ou R$ 5.000,00

(cinco mil reais), com franquia dedutível obrigatória de R$ 500,00 (quinhentos reais).

- Assistência 24 horas para veículos até 20 anos.

Comissão: até 40%

Cotação e emissão Online

Acessar com usuário e senha do corretor o site: www.nobre.com.br

Logística Assistencial à(s) vítima(s) em

decorrência de acidente de trânsito

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 33


MUDANÇAS CLIMÁTICAS E

SEGURO AMBIENTAL

Pery Saraiva Neto, advogado-sócio para esta aproximação. Novos produtos para Pery Saraiva Neto: De forma resumida podemos

dizer que mudanças climáticas e seguro

da Sperotto Advogados Associados, a área, regulação jurídica, inúmeros eventos e

Mestre em Direito pela Universidade congressos sobre a temática. Todos os eventos

ambiental têm um ponto em comum, a questão

Federal de Santa Catarina, professor universitário

e articulista, membro da Associação Internacional

do Direito do Seguro e presidente

do GNT Seguro Ambiental – AIDA/Brasil,

destaca com exclusividade a importância do

tema para o setor de seguros, ainda

que tivemos a oportunidade de participar

recentemente preocuparam-se com estas questões.

Apenas para exemplificar: entre os dias

27 e 29 de abril último ocorreu em Assunção,

capital paraguaia, o Congresso Ibero-Latino

ambiental, contudo, são temas distintos e a devida

distinção é fundamental para o adequado

conhecimento e aprimoramento destas novidades

em matéria de seguro.

JRS: O enfoque é novo para uma

carente de informações.

“As consequências são todas conhecidas, muito especialmente

no sul do Brasil, tanto em áreas rurais quanto urbanas (vendavais,

deslizamentos decorrentes de excesso de chuvas etc).

indústria saindo do conservadorismo.

Amplia esta diferenciação,

JRS: Pery, um tema mundial de

tamanha relevância ainda engatinha

no meio de seguridade. É

Essas ocorrência, para o âmbito securitário implicam dificultar

a predeterminação dos riscos e, por conseguinte, dentre outros,

influenciam na fixação de preços (prêmios).”

tratando de cada um dos aspectos.

Pery Saraiva Neto: Primeiro sobre

possível uma aproximação entre seguro e

questões ambientais?

Americano do Direito do Seguro, promovido

pela Associação Internacional do Direito do

Seguro – CILA/AIDA e, evidenciando o que

a relação do seguro com as mudanças

climáticas. É incontroversa a compreensão

das mudanças climáticas, enquanto percepção

Pery Saraiva Neto: Mais do que possível, é

desejável e necessária. É inegável que as reflexões

sobre mudanças climáticas e questões

ambientais ocupam na atualidade o centro das

mais variadas esferas de discussão e decisão,

seja política, social, jurídica ou empresarial.

Na seara securitária não poderia ser diferente,

inclusive na regulamentação jurídica sobre

este segmento, o que é realizado pelo Direito

do Seguro. Temos uma gama de possibilidades

a partir desta aproximação.

ora se sustenta, teve sua abertura com conferência

intitulada El Cambio Climático y su

asseguramiento en el seguro agricola. Sob responsabilidade

da delegação argentina e apresentado

pela advogada Rossana Bril, este painel,

escolhido para abrilhantar a abertura do

congresso, buscou demonstrar os impactos das

mudanças climáticas no seguro agrícola, especialmente

no tocante à difícil delimitação e a

majoração dos riscos decorrentes, bem como

caracterizar o denominado Seguro Ambiental

e destacar que este se refere a outro ponto de

de variações no clima, decorrentes mui-

to especialmente de emissões poluentes na

atmosfera, com interferências climáticas. Por

conseguinte, sustentam os cientistas, ocorrem

significativas variações de temperatura, em

sentido oposto às medições históricas; excesso

de chuva em períodos incomuns, ou escassez;

vendavais imprevisíveis, dentre outros. As

consequências são todas conhecidas, muito

especialmente no sul do Brasil, tanto em áreas

rurais quanto urbanas (vendavais, deslizamentos

decorrentes de excesso de chuvas etc). Essas

JRS: Em que situação está esta aproximação?

Quais movimentos recentes provocados

para inserir o tema na esfera do seguro?

análise. Isto é, falar de mudanças climáticas

tem uma importância delimitada para os seguros;

enquanto o Seguro Ambiental é tema

ocorrência, para o âmbito securitário im-

plicam dificultar a predeterminação dos riscos

e, por conseguinte, dentre outros, influenciam

diverso.

na fixação de preços (prêmios).

Pery Saraiva Neto: A vinculação entre seguro

e meio ambiente é crescente. Para quem se dedica

a estudar tais assuntos a aproximação evidencia-se

enormemente. O cenário é acelerado

JRS: Fale um pouco mais sobre esta diferenciação.

JRS: Temos então um novo cenário, fértil,

34 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


importante e de possibilidades para alavancar

proteção securitária?

Pery Saraiva Neto: Com certeza. Imagine-se,

ta de novo?

Pery Saraiva Neto: O seguro ambiental, segmento

em franca evolução, tem outra natureza.

arcar com o tratamento de saúde de pessoas

prejudicadas. Estes exemplos caracterizam o

chamado dano ambiental e este dano ou risco é

que é o objeto do seguro ambiental. Aqui esta-

por exemplo, no seguro agrícola. Qualquer seguradora,

no procedimento de subscrição, irá

levar em conta as peculiaridades meteorológicas

da área onde estiver inserido o bem objeto

do seguro (multirisco, p.ex.) e, para tanto, levará

em conta um inventário climático histórico.

Porém, mudanças climáticas

Trata-se aqui de seguro voltado a viabilizar a

reparação de danos causados ao meio ambiente

pela atividade humana, especialmente pela

atividade empresarial. São exemplos: lançamento

de efluentes em rios, contaminado a

água e causando mortandade de peixes ou causando

mos falando de danos “causados pelo homem

à natureza”.

JRS: É possível afirmar que o seguro ambiental

é um instrumento contratual jurídico

adequado como mecanismo de prevenção?

indicam justamente a inversão, ou “Fique claro, portanto, que as mudanças climáticas, fruto da

histórica ação humana degradante, têm o condão de afetar

variações significativas, dos padrões

estruturas tradicionais do seguro, com consequências na carac-

Pery Saraiva Neto: Considero que

climáticos históricos. Deste terização, quantificação e qualificação dos riscos, em razão de se sim. Embora os princípios fundado-

tratarem de novos danos (sinistros) “causados pela

modo a seguradora simplesmente

natureza ao homem”.

res em matéria ambiental estejam

não possuirá, com segurança, padrões

confiáveis para mensuração e precificação

do risco. Consequência provável: majoração

de preços. Fique claro, portanto, que as

mudanças climáticas, fruto da histórica ação

humana degradante, têm o condão de afetar

estruturas tradicionais do seguro, com consequências

na caracterização, quantificação e

qualificação dos riscos, em razão de se tratarem

de novos danos (sinistros) “causados pela

natureza ao homem”.

dano à saúde humana das populações

que eram abastecidas pelo suposto rio; contaminação

do solo; poluição atmosférica; poluição

sonora; dentre outros, impactando a saúde

da população e prejudicando a qualidade ambiental.

Uma vez ocorrendo tais danos ao meio

ambiente o causador será juridicamente responsabilizado,

o que implica, dentre outros, o

dever de reparar o dano ambiental. Assim, por

exemplo: recuperar área degradada; recompor

a ictiofauna; recuperar solos contaminados

centrados na prevenção e na precaução,

nas hipóteses em que não tenha sido possível

evitar uma degradação ao meio ambiente,

necessário que existam mecanismos eficientes

para viabilizar a reparação ou reconstituição

do bem ambiental lesado. Nota-se que o sistema

jurídico vem se moldando no sentido de

que uma vez ocorrida lesão ao meio ambiente,

os danos e seus efeitos devem ser efetivamente

reparados. Neste contexto não resta dúvida

de que a figura do Seguro Ambiental vem no

sentido de incrementar o sistema de proteção e

JRS: E o Seguro Ambiental, o que apresen-

e, por conseguinte, tratar o lençol freático; e reparação de danos ao meio ambiente.

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 35


JRS: Considerando que o causador do dano

ambiental careça de recursos para honrar o

dano causado?

Pery Saraiva Neto: Inclusive, mas não apenas

neste caso. Na hipótese de o agende degradador

não dispor de meios financeiros para

honrar sua obrigação para com este macrobem

difuso, de relevância transgeracional, a cobertura

securitária irá garantir a restauração da

lesão ao meio ambiente. Ainda pela ótica dos

benefícios ao sistema de tutela do meio ambiente,

tem-se que o Seguro Ambiental desenvolve

importante papel, já que quem contrata

espera que seu patrimônio não seja consumido

em uma ação de indenização. Do outro lado,

as vítimas atingidas têm uma garantia de que

serão ressarcidas. Consideremos ainda a influência

que as seguradoras exercem sobre as

empresas no que tange à adoção de práticas de

gestão ambiental, na medida em que, para as

companhias seguradoras aceitarem assumir

certos riscos, haverão de fazer necessárias exigências

e controles. A estes pressupostos o segurado

deverá vincular-se e cumprir fielmente,

no sentido de prevenir e mitigar impactos negativos

ao meio ambiente. Em outros termos,

deverá ajustar-se para estar conforme aos riscos

previstos na contratação, devidamente estipulados

na apólice, inclusive como condição

de manutenção da cobertura e, por conseguinte,

alinhando sua conduta e empreendimento

aos padrões ambientais exigidos.

JRS: Pela tua ótica o seguro ambiental será

para especialistas?

Pery Saraiva Neto: Não há a menor dúvida.

Os operadores de seguro em geral devem se

aperfeiçoar, buscando especialização. Há muitos

conceitos e variáveis que são novos e inovadores.

Os riscos são especiais e de grande

magnitude.

JRS: O propósito do grupo JRS Comunicação,

pela sua essência, é de ampliar a informação.

Agradecemos tuas contribuições.

Pery Saraiva Neto: Neste processo de

agregar algo novo e importante destaco,

para melhorar ainda mais o entendimento,

que o seguro ambiental tem por objeto assegurar

danos que o homem causa ao ambiente,

enquanto as mudanças climáticas

se referem a danos que natureza causa ao

homem e às suas atividades, influenciando

nos seguros tradicionais. Tendo o seguro

ambiental, portanto, por objeto, assegurar

danos ou eventos danosos ao meio ambiente,

conclui-se que este ramo securitário tem

– além da função típica do contrato de seguro,

de projeção dos riscos – o condão de

servir como importante ferramenta para a

proteção do meio ambiente. Estamos, além

do mais, diante de um cenário profissional

bastante promissor.

36 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


MARCUS VINICIUS LOPES, CEO

DA ZURICH NO BRASIL

A

ZURICH efetivou, no dia 23 de

maio, o experiente executivo Marcus

Vinicius Lopes Martins como

seu novo CEO Brasil de Autos e Seguros Gerais.

O profissional ingressou na Zurich em

novembro de 2010 como

vice-presidente de Seguros

Individuais e, desde

março de 2011, vinha

ocupando interinamente

o cargo de CEO da

mesma área. Segundo o

CEO de Autos e Seguros

Gerais para a América

Latina, Antonio Cássio

dos Santos, “Marcus

Vinicius demonstrou,

em um curto espaço de

tempo, grande dedicação e capacidade de liderança

e é com prazer que confirmo sua designação.

Como CEO para o Brasil, Marcus

será responsável por implementar a nossa estratégia

no país, a fim de possibilitar à Zurich

obter posição chave e sustentável no mercado

de rápido crescimento como é o brasileiro.

Marcus e sua equipe trabalharão focados em

acelerar o crescimento de forma lucrativa e

competitiva, assegurando uma sólida coordenação

entre as operações locais e as demais

esferas do Grupo”.

“É com muita satisfação que assumo

este novo desafio na Zurich. Junto de minha

equipe, estou certo que posso colaborar

em muito no projeto de expansão acelerada

da seguradora no Brasil. A Zurich está focada

em seguir investindo fortemente no Brasil e,

com o apoio de Antonio Cássio e a experiência

e porte que já temos no segmento corporativo,

desenvolvemos as condições de ocupar

espaço significativo no segmento de pessoas

físicas, quer através de produtos tradicionais,

quer através de produtos de ‘affinity’”. Neste

projeto, o executivo

explica que

os corretores tem

um papel crucial:

“além de produtos

inovadores e

preços competitivos,

queremos

nos posicionar

como a seguradora

mais próxima e

acessível aos corretores.

Para isso,

já reorganizamos nossa área comercial e estamos

expandindo nossa rede de ZACs (Zurich

Atendimento ao Corretor)”, destaca Marcus

Vinicius.

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 37


DIRETORIA DE

PRODUÇÃO DESTACA

META ALCANÇADA

O diretor de Produção do GBOEX, Nilton

Celente Bermudez, festeja junto com

a equipe de vendas de Porto Alegre os

resultados do mês de maio. “Com muita

garra e determinação a área comercial do

GBOEX superou a meta mensal acima do

esperado, um acréscimo de 13,24% nas

vendas”, destaca. Foram comercializados

2.018 planos de pecúlio. Isto demonstra

que o atual plano de reestruturação em alguns

pontos de atendimento da empresa

está alcançando os resultados desejados.

Por conhecermos o estilo arrojado do proativo

diretor de produção e amigo Bermudez,

a expectativa para junho é de um

crescimento acima do acréscimo de maio.

SALÃO DE VENDAS PARA O

CORRETOR DE SEGUROS

No dia 7 de junho, em Porto Alegre, os

corretores de seguros não se intimidaram

com a manhã chuvosa e compareceram ao

GBOEX, para conhecer e já usufruir do

espaço criado para que os profissionais de

vendas tenham um local próprio vinculado

à Unidade de Negócios-Porto Alegre,

no salão térreo gerenciado pela executiva

Evanisa Nunes. Com um robusto café

da manhã, transmissão ao vivo da Rádio

WEB JRS e a presença do presidente da

diretoria executiva, Sergio Luis Lhullier

Renk, Nilton Celente Bermudez, diretor

de produção, Luiz Alberto Xavier Machado,

diretor administrativo, Ilton Oliveira,

superintendente de planejamento e

gestão, os corretores identificaram mais

um estímulo para convergência do encaminhamento

de produção. Na presença de

sua equipe e também do superintendente

comercial nacional Gilberto

Bittencourt, os presentes ao evento

ficaram cientes da promoção diária,

semanal e mensal da produção com

os produtos do GBOEX. Mimos de

utilidade foram sorteados e entregues.

Agora é produzir.

GBOEX COMPLETA 98

ANOS DE PROTEÇÃO

AOS CLIENTES

O GBOEX comemora, em 24 de

38 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


COR–RS (Encontro Regional dos Corretores

de Seguros do Rio Grande do Sul),

ocorrido entre os dias 26 e 27 de maio, no

Hotel Plaza São Rafael. O relacionamento

com corretores é uma das grandes preocupações

da empresa que no segundo semestre

prepara novidades para o mercado.

maio último, 98 anos. Marca consolidada

no cenário nacional de previdência

privada, a empresa tem como carro-chefe

a venda de pecúlio e prepara para os

festejos dos seus 100 anos o lançamento

do Projeto Centenário. Dentro das ações,

neste ano, está a participação no 9º EN-

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 39


40 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


SIMPLES GPS:

CERTIFICAÇÃO MÁXIMA

DO CESVI

A

parceira da JRS Comunicação,

SIMPLES GPS Monitoramento

Veicular, estampa em todos os canais

de visibilidade sua expertise. A chamada

“Muito mais que um simples rastreador” chama

o consumidor, corretor de seguros, para

ofertar ao seu cliente segurado e às próprias

seguradoras e minimizar perdas e proteção

de suas carteiras automotivas. SIMPLES, invista

na segurança própria e de sua família. “

Rastreia, Monitora, Bloqueio Remoto e Atendimento

24H. Tudo isso, agora com a certificação

do CESVI – órgão máximo que regula

as ações e aferição das empresas de monitoramento.

Assim, a SIMPLES obteve a autorização

de poder ostentar a CERTIFICAÇÃO

MÁXIMA EM TODOS OS SEUS PROCES-

SOS. Fique ligado: ao ofertar aos seus clientes

ou adotar parceria com a SIMPLES GPS, você

terá a garantia do selo CESVI.

EVERSON CARVALHO É O

NOVO CONTRATADO DA

INVESTPREV

A

INVESTPREV Seguros e Previdência,

com sua matriz situada em bairro

nobre de Porto Alegre, na Avenida

Carlos Gomes, 222, 10° andar, conjunto

1001, continua agregando aos seus quadros os

mais conceituados e experientes executivos do

mercado de seguros nacional. O contratado da

hora é Everson Carvalho, com mais de 20 anos

de experiência e passagens pela Delphos Serviços

Técnicos, MetLIfe Previdência e Seguros

e Mongeral Seguros e Previdência. Como

se pode observar, a INVESTPREV ao trazer

sua matriz para o Rio Grande do Sul proporciona

novos postos de trabalhos e produtos e

serviços de ponta para que os canais de distribuição

façam chegar produtos e serviços aos

clientes segurados com agilidade e presteza

próprios da empresa.

A empresa também esteve presente

no maior evento internacional de seguros,

o RIMS (the risk

management society).

O encontro

ocorreu entre

os dias 1º e 5 de

maio, reunindo

mais de 10 mil

participantes

em Vancouver,

no Canadá.

Ao lado

de grandes gestores de risco

das maiores empresas do mundo, o diretor de

relações institucionais da InvestPrev, Patrick

Lucchese, participou de palestras realizadas

por renomados especialistas e executivos da

área de seguros, nas quais se discutiram os

10 riscos mais importantes para 2011. Empresas

como ACE, AON e Zurich exibiram seus

estandes no evento, cada um girando investimento

em média de U$ 500,00 a um milhão de

dólares. Durante o RIMS, gentilmente Patrick

Lucchese falou para a RÁDIO WEB JRS, contando

detalhes sobre o encontro.

Everson Carvalho

INVESTPREV

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 41


PORTO SEGURO

PATROCINA SERRA

COUNTRY FESTIVAL EM

CAXIAS DO SUL

No dia 25 de maio, a Porto Seguro

patrocinou o Serra Country Festival,

que aconteceu nos Pavilhões

da Festa Nacional da Uva, em Caxias do Sul.

Na oportunidade, a Regional Caxias do Sul,

através do seu gerente regional Marcos Kafer,

promoveu um encontro com corretores de

seguros, segurados e amigos num camarote

exclusivo da companhia. “A ideia foi proporcionar

momentos de descontração, através da

música que fazem as pessoas se transportarem

para os mais belos lugares, tendo o processo

de renovação o fortalecimento dos nossos relacionamentos

junto ao nosso público, afirma

Kafer.” Já temos uma agenda com shows, peças

de teatro e outros eventos culturais programados

ao longo de 2011.

para Caxias do Sul-RS sua Linha de Inspeção

Veicular Móvel. Na cidade serrana, segurados

e não-segurados levaram seus veículos para

um diagnóstico gratuito em diversos itens de

segurança, como sistema de freios e suspensão,

alinhamento, luzes, bateria e alternador,

além da análise da quantidade de poluentes

emitida pelos automóveis. Ao todo, mais de

200 veículos receberam os cuidados da equipe

da corporação. Cristalizados

para-brisas,

revisão e troca de

diversas lâmpadas e

ainda instalados inúmeros

brake-ligths,

tudo isso gratuitamente.

“Oferecemos

um serviço que proporcionou

aos segurados

da Porto Seguro

a tranquilidade

necessária durante viagens ou passeios com

suas famílias, evitando problemas com multas

e acidentes provocados pela falta de conservação

dos veículos”, explicou Marcos Kafer.

Cada motorista que passou pela Linha de Inspeção

Móvel Porto Seguro recebeu um relatório

com a análise de emissão de poluentes do

veículo, contendo a quantidade de gás carbônico

(CO2) que o mesmo lança na atmosfera,

em comparação com a quantidade adequada,

levando-se em conta modelo, ano e combustível

utilizado. O gás carbônico é o principal poluente

lançado na atmosfera pelos automóveis,

com 97% das emissões. Para neutralizar os

efeitos dessa poluição, é necessário plantar 1,5

árvores por ano para cada tonelada de carbono

emitida pelos veículos. O relatório apresentou

os resultados sobre as condições do veículo e

um técnico da Porto Seguro e indicou as possíveis

soluções para o problema, regulagens

ou reparos necessários. “A poluição do meio

INSPEÇÃO VEICULAR

Entre 27 e 29 de maio, a Porto Seguro levou

42 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


ambiente é um problema que afeta todos os

cidadãos e a solução pode ser de cada um. Ao

passar pela Linha de Inspeção Móvel, o motorista

contribuiu para a melhor qualidade de

vida da população”, afirmou Kafer.

INAUGURAÇÃO PORTO

SEGURO REGIONAL

PASSO FUNDO SUPERA

EXPECTATIVAS

Na noite de 9 de junho, os executivos Claudir

Couto, executivo RS, Márcio Fleck, gestor

Regional Porto Seguro Passo Fundo, e Renato

Roperto, executivo nacional Itaú Seguros, empresa

da Corporação Porto Seguro, saudaram

os mais de 150 corretores de seguros da região

do Planalto, em nome também da Itaú Auto e

Residência e da Azul Seguros. Todos destacaram

estarem participando de uma noite especial

para a corporação, inclusive para os funcionários

da Regional Passo Fundo inaugurada naquela

data. Para eles, iniciava-se a concretização

de um sonho, pois a Porto Seguro acreditou

no potencial dos corretores de seguros da região.

Fleck elogiou, ainda, o belo e imponente

logístico em avenida principal da cidade, com

fácil acesso para os corretores e seus clientes.

Claudir Couto, executivo principal

no Rio Grande do Sul, representando a diretoria

da empresa também realçou o potencial

da região - “uma região merecedora de uma

regional do porte da ora inaugurada”. “A

presença plena dos corretores de seguros -

completou- nos encorajam a afirmar que esta

regional vai ser pequena, teremos em breve

que procurar outro local. Esta é a nossa maneira

de propor produtos, serviços e beneficios

aos nossos parceiros de negócios como

o CAR, Centro de Atendimento Rápido com

agilidade na regulação de sinistro, e o caminhão

guincho e vans da Porto Seguro para os

serviços de residência com prestador uniformizado

para atender dignamente os segurados”.

O delegado do Sincor-RS do Planalto,

Aido Fante, representando o presidente Celso

Marini, disse que os corretores de Passo

Fundo estão contentes pelo novo logístico na

cidade. Na noite fria de Passo Fundo, a Porto

Seguro aqueceu com boas novas todos os corações.


TOP OF MIND 2011-RS:

RECONHECIMENTO

BRADESCO SEGUROS

As empresas do Grupo Bradesco Seguros

e Previdência, mais uma vez,

conquistaram a preferência do público

gaúcho na pesquisa da Revista Amanhã.

Os agraciados receberam a premiação em solenidade

realizada no dia 24 de maio, no Grêmio

Naútico União em Porto Alegre, nas seguintes

categorias: “Seguradora” – Tarcísio Godoy, diretor

da Ouvidoria do Bradesco Seguros; “Previdência

Privada” e “Previdência Privada Top

Executivo” – Maria Aliete Scheid, gerente de

Produto do Bradesco Vida e Previdência; “Seguros

Empresariais Top Executivo” – Alberto

Carlos Lohmann, superintendente executivo regional

da Bradesco Auto/RE; Bradesco Seguros

Top of Mind pelo 5º ano consecutivo! O reconhecimento

da população gaúcha não acomoda

os executivos da Bradesco. Pelo contrário.

No dia 19 de maio, o superintendente executivo

RS da Bradesco Auto/RE, Alberto Carlos

Lohmann, foi recebido calorosamente por um

público estimado em 100 pessoas, para proferir

a palestra Cenário Econômico no Brasil – Tendências

e Oportunidades. O encontro ocorreu

no Hotel Intercity Premium, em Caxias do Sul-

RS e teve patrocínio da BARE, em parceria com

o Sincor RS. O superintendente da Sucursal de

Caxias do Sul, Raul Schlatter Carvalho, esteve

presente juntamente com sua equipe comercial

e operacional, auxiliando inclusive na recepção

dos convidados. Presença de representantes

do Sincor RS: Roseli Lustosa de Castro, vicepresidente

de Relações com o Mercado; Rosélio

Bruno Koech, diretor de Formação Técnico

Profissional e Cultural; Genesi Cassol, diretora

social; Marcos Corso Pozza, delegado Região

da Serra. Participaram também o executivo David

Pereira Filho, da Bradesco, corretores da

região, securitários, representantes da Confraseg,

Ronaldo Dalcin/Tokio Marine e Alexandre

Pedroso/HDI Seguros.

44 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


SUCURSAL BRADESCO

AUTO/RE NOVO

HAMBURGO-RS

INAUGURADA

Aproveitando a estada do presidente

da Bradesco Auto/RE, Ricardo

Saad Afonso, em Porto Alegre,

para a palestra que proferiu no 9° Encontro

Regional dos Corretores de Seguros do Rio

Grande do Sul, e a proximidade da capital

gaúcha com a cidade de Novo Hamburgo,

na quinta-feira, 26, foram inauguradas as

novas instalações da sucursal situada no

centro daquela cidade do Vale do Sinos,

Rua Pedro Adans Filho, 4.717. Alberto

Lohmann, superintendente executivo-

RS, Almir Ximenes, Matriz/Bradesco, e o

executivo da unidade, Tiago de Lucena, com

a benção do pároco da região, prestigiaram

o descerramento das modernas e amplas

instalações. Parabéns, Bradesco Auto/RE

Vale do Sinos...

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 45


TC PREMIADO

O

APLUB Multiassistências soma

ao portfólio da APLUB que vem

sendo continuamente ampliado.

Entre os últimos lançados, está o TC Premiado,

título de contribuição que tem como objetivo

angariar fundos para apoiar ações sociais

e, como forma de incentivo, levar os contribuintes

a concorrer a sorteios de prêmios lastreados

por títulos de capitalização da APLUB

Capitalização, com apuração realizada pela

Loteria Federal.

O TC Premiado já é reconhecido

em São Paulo e Santa Catarina e foi lançado

na primeira quinzena de junho na metade Sul

do Rio Grande do Sul. Sempre focando a função

sócio-ambiental e a solidariedade como

que caracterizam a essência do produto, o TC

Premiado foi lançado em evento em Pelotas,

com a presença do staff da entidade. A Escola

Louis Braille e o Centro de Reabilitação

de Pelotas (Cerenepe) serão as primeiras entidades

da região sul gaúcha beneficiadas pelos

recursos angariados com o TC Premiado.

A novidade da APLUB Capitalização

conta com tecnologia importada dos Estados

Unidos. O funcionamento do produto é

muito simples: o TC Premiado traz um código

de barras, apresentado no momento em que a

cautela, em formato de envelope, é rasgada.

Este código identifica se o título está premiado

ou não, após leitura eletrônica. A leitura pode

Ricardo Felinto de Oliveira

Vice Presidente do Grupo APLUB

ser feita de uma forma divertida nos Terminais

de Consulta do produto, que revelam o resultado

através de uma interface lúdica, totalmente

diferenciada. O resultado da cautela também

pode ser conferido diretamente com o atendente

do ponto de distribuição ou pelo site do

TC Premiado www.tcpremiado.com.br.

Outro produto recentemente lançado

pela APLUB é o Aluguel Fácil, título de

capitalização utilizado como garantia de aluguel,

que elimina a figura do fiador, facilitan-

46 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


do a negociação e ampliando a segurança para

todos os envolvidos no processo de locação.

Além da garantia de aluguel, o locatário concorre

mensalmente a prêmios. Outro produto

que tem conquistado a confiança de grandes

marcas no mercado, por oferecer solução ágil

e eficaz para a realização de promoções com

sorteios, é o título de capitalização da modalidade

incentivo. Só em 2011, através da contratação

desse produto, entraram para o portfólio

da APLUB líderes de mercado, como Nestlé,

Grupo Schincariol, Banco Santander, Kodak,

Semp Toshiba e Philips.

APLUB LANÇA O

MULTIASSISTÊNCIAS

O Grupo APLUB inova mais uma vez e cria

uma solução diferenciada para fidelização de

clientes, através de corretores de seguros, previdência

e capitalização. Trata-se do APLUB

Multiassistências, pacote de cobertura completo

com benefícios e assistências focados

no conforto pessoal dos clientes das empresas

deste segmento. O produto conta com serviços

de assistência veículo/moto, assistência residencial

e assistência concierge (benefícios exclusivos

que facilitam o dia a dia). O APLUB

Multiassistências pode ser oferecido ao cliente

final com valores a partir de R$ 10,00 mensais,

dando direito a ele concorrer a sorteios

mensais de até R$ 30 mil, realizados pela Loteria

Federal. Além de assistências e proteções

garantidas, o cliente conta com as facilidades

do cartão ECOAPLUB, que oferece descontos

em consultas médicas, atendimento em clínicas

especializadas, exames e procedimentos

médicos, e em variados serviços de lazer e

bem-estar.

LUIZ OSÓRIO É NOVO DIRETOR

COMERCIAL DO GRUPO APLUB

O Grupo APLUB, desdede junho, tem novo

diretor comercial. Luiz Osório Silveira, com

mais de 30 anos de experiência no mercado

segurador nacional, assume o comando da

área comercial (previdência, seguros e capitalização)

e também passa a integrar o Conselho

Deliberativo da APLUB PREVIDÊNCIA.

Formado em Ciências Contábeis, com pósgraduação

em Gestão Empresarial pela FGV-

RS, Luiz Osório atua no Grupo APLUB desde

2008, até então nas áreas de capitalização e seguros,

como vice-presidente da ECOAPLUB.

Gaúcho de São Sepé, o executivo tem alguns

pontos marcantes em sua personalidade: hiperatividade,

inquietação, competição, ser movido

por resultados, multiplicador, objetivo, formador

de opinião, sincero, amigo, muito bem

humorado e feliz, não admitindo injustiças e

se definindo como “ansioso por realizações”.

LUIZ OSÓRIO

DIRETOR COMERCIAL

DO GRUPO APLUB

Se faz necessário destacar que, com a integração

das áreas comerciais e marketing ao “9º

Andar”, no edifício do Grupo APLUB em Porto

Alegre - como ficou conhecido o local onde

ficam os dirigentes Ricardo Felinto de Oliveira,

Inácio Chevalier Junior e Luiz Osório Silveira,

o Grupo APLUB ganha em sinergia e

em agilidade nas decisões para ampliação de

novos negócios com lançamento de produtos

inovadores. Em 2011, o Grupo APLUB espera

arrecadar mais de R$ 700 milhões e continuar

der nacional no pagamento de sorteios em

títulos de capitalização. Produtos como TC

Premiado, Cartão de Benefícios ECOAPLUB,

Aluguel Facil, Tri Legal Vida Segura, Hiper

Saúde, Motociclista Seguro e APLUB Multiassistências

são grandes diferenciais à disposição

para os corretores de seguros. Parabéns,

amigo Osório.

Multiassistências

Um conjunto completo de benefícios

e assistências focados no conforto

pessoal dos segurados.

Veículo/Moto Residencial Funeral Concierge

Prezado Corretor, a partir de R$ 10,00

ao mês, seu cliente adquire o pacote completo

da APLUB Multiassistências.

E ainda concorre ao valor bruto de até R$ 20.000,00

e você, corretor de seguros, ao valor de R$ 10.000,00

em sorteios mensais realizados pela Loteria Federal.

Além das coberturas e proteções garantidas, contam com

as facilidades oferecidas pelo Cartão de Benefícios

ECOAPLUB: descontos em consultas médicas, clínicas

especializadas, exames, procedimentos médicos e nas

áreas de lazer e bem-estar.

Porto Alegre/RS: (51) 3027.2559

Florianópolis/SC: (48) 3025.4639

Curitiba/PR: (41) 3019.4011

0800.701.5179

e-mail: cartaoecoaplub@aplub.com.br

www.grupoaplub.com.br

www.ecoaplub.com.br

Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 47


48 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 49


GAME SHOW DA ALLIANZ

SEGUROS BOMBA EM

PORTO ALEGRE

A

Allianz Seguros promoveu em

19 de maio último, em Porto

Alegre, um game de perguntas

e respostas que estimula corretores de seguros

a conhecerem mais sobre os produtos

da companhia e incentiva a solidariedade

entre os participantes da eletrizante

ação. Com a estreia no evento da dupla

Hellen Ganzarolli e Cassio Reis, mais de

180 corretores de seguros do Rio Grande

do Sul foram brindados no salão de

eventos do Plaza São Rafael com jogos

que já extrapolam a simples brincadeira.

Conforme comentários quase unânimes

entre os corretores de seguros que atenderam

ao chamamento da

ALLIANZ Seguros, a iniciativa

é um verdadeiro aprendizado.

“Na prática, estamos

fazendo um exercício

de saber mais sobre as mais

diversas coberturas securitárias

que a Allianz disponibiliza”,

destacou o corretor de

seguros Milton Adriano. O

staff da seguradora esteve

presente ao game show na

capital gaúcha

Um dia depois

do evento, o âncora do programa RÁ-

DIO WEB JRS, veiculado pelo portal

www.jrscomunicacao.com.br, falou da

sucursal da ALLIANZ Seguros em Porto

Alegre atendendo a convite da seguradora.

De lá, Jota Carvalho comandou entrevista

com Ariane Landim, superintendente

de Marca e Ações de Relacionamento,

tendo como mote o game Quiz 360° de

perguntas e respostas que circula pelas

unidades da seguradora pelo Brasil, incentivando

os profissionais a conhecerem

ainda mais os produtos da Allianz. Via

Rádio WEB JRS destaque ao game ocorrido

na véspera na capital gaúcha, que

“foi uma surpresa gratificante por mais de

três horas entre coquetel e jantar”. Cabe

aqui agradecer a gentileza dos executivos

da Allianz Seguros ao receber nossa equipe.

Eduardo Grilho, diretor regional-RS,

Antonio Thomaz Vianna, gerente comercial-RS,

Carlos Ronaldo Ferreira, diretor

comercial nacional, e Lisiane Machado,

executiva-RS, nosso muito obrigado.

50 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.


Rádio Web JRS - Sempre a opção mais inteligente - Acesse: www.jrscomunicacao.com.br - Junho, 2011 - 51


CORRETOR TEM MAIS SORTE QUE PILOTO.

AFINAL, SEU UNIFORME É

BEM MAIS CONFORTÁVEL.

Quanto mais vendas realizar, mais pontos

você vai somar! Então coloque energia, garra

e saia na frente! Estamos torcendo por você.

www.previsul.com.br.

52 - Junho, 2011 - Já leu o seu informativo JRS hoje? Acesse www.jrscomunicacao.com.br e saiba tudo sobre o mercado em tempo real.

More magazines by this user
Similar magazines