Revista Evydence Ano 01 - Ed 01

franciscodara

EDIÇÃO 01 - ANO 01

EDIÇÃO ABRIL/MAIO 01 - ANO 2015

01

ABRIL/MAIO 2015

WWW.REVISTAEVYDENCE.COM.BR

+MAIS

Entrevista

Entrevista

Dr. Guilherme

Rodrigues

➲ p.11

p.11

Câmara

Municipal de

Águas Lindas

➲ p.30

p.30

Top empresas

Óptica Fox

Instituto de

Olhos

Furacão da

Construção

Lojão das

Clínicas

CLÍNICA SANTA MÔNICA

Centro Clínico e Medicina Diagnóstica

ESPECIAL

Matérias sobre cuidados

com a saúde. p. 07 / 12

EVENTOS

1º GP de Ciclismo.

p. 23

CAPA

Enfermeira Sueli Almeida,

mulher destaque 2015 p. 04/05

Nesta edição, confira

a grande inauguração da

- Dara.indd 1 06/04/2015 15:25:52

Revista-Evydence-Ed-01 - Dara.indd 1

Revista-Evydence-Ed-01


ABRIL / MAIO - 2015

Revista-Evydence-Ed-01 - Dara.indd 2 06/04/2015 15:25:54


Editorial

ABRIL / MAIO - 2015


evista-Evydence-Ed-01 - Dara.indd 4 06/04/2015 15:25:58


Mulher Destaque

ABRIL / MAIO - 2015


Top empresas


ABRIL / MAIO - 2015


Santa Mônica

ABRIL / MAIO - 2015


Saúde


ABRIL / MAIO - 2015


Saúde

ABRIL / MAIO - 2015


Saúde


ABRIL / MAIO - 2015


Saúde

O que a lipoaspiração não pode fazer?

A lipoaspiração não é um tratamento para a obesidade e não substitui a

prática de exercício físico e bons hábitos alimentares.

O que é preciso para a cirurgia?

É um procedimento cirúrgico, e como tal deverá constar de exames

detalhados, como exames radiológicos, hematológicos e cardíacos

Quais são os candidatos ideais para a realização da lipoaspiração?

Pacientes, que esteja pouco acima de seu peso ideal (30%), com bom

tônus muscular., sem grandes excessos de pele e que goze de boa saúde.

Quanto tempo é necessário para minha recuperação?

O período de tempo para a recuperação é variável, dependendo da cirurgia

realizada, da associação de cirurgias e cooperação do paciente. Durante este

período será utilizado uma malha compressiva por um período mínimo de

30 dias.

Suas considerações finais.

A lipoaspiração se realizada em um ambiente seguro, com

a avaliação pré-operatória correta e em mãos experientes

apresenta um baixíssimo risco cirúrgico. Permitindo que a

paciente esteja satisfeita com o seu corpo e em dia com sua

alto-estima.

Dr. Guilherme Rodrigues da Cunha, é médico

especialista em cirurgia plástica pelo Hospital das

Forças Armadas e Cirurgia Geral pelo Hospital

de Base do Distrito Federal, teve como sua

formação acadêmica na renomada Universidade

Federal de Minas Gerais. Atualmente

exerce sua profissão como cirurgião

plástico no Hospital Regional da Asa

Norte e em sua clínica particular. Estará

atuando como cirurgião plástico

da Clínica Santa Mônica, onde dará

suporte à cirurgia geral.

ABRIL / MAIO - 2015


Saúde


ABRIL / MAIO - 2015


Saúde

ABRIL / MAIO - 2015


ABRIL / MAIO - 2015

Revista-Evydence-Ed-01 - Dara.indd 14 06/04/2015 15:26:17


Bem estar

ABRIL / MAIO - 2015


ABRIL / MAIO - 2015

Revista-Evydence-Ed-01 - Dara.indd 16 06/04/2015 15:26:23


Revista-Evydence-Ed-01 - Dara.indd 17 06/04/2015 15:26:27

ABRIL / / MAIO MAIO - 2015 - 2015


ABRIL / MAIO - 2015

ABRIL / MAIO - 2015

Revista-Evydence-Ed-01 - Dara.indd 18 06/04/2015 15:26:32


ABRIL / MAIO - 2015


Revista-Evydence-Ed-01 - Dara.indd 19 06/04/2015 15:26:36


Cidade

Com a BR 070 iluminada e redutores em vários trechos agora a

reinvindicação é a instalação de barreiras na descida da Barragem

A

iluminação mais tais casos.

“A iluminação

da BR-070

era um sonho antigo da

população de Águas Lindas,

sonho que se tornou realidade

com os esforços do prefeito

Hildo do Candango em parceria

com o governador do Estado de

Goiás Marconi Perillo.

A obra de iluminação somada

à fiscalização eletrônica, feita por

meio do Departamento Nacional

de Infraestrutura de Transportes

(DNIT) com 20 pardais instalados

ao longo de todo perímetro urbano,

além das barreiras eletrônicas

e placas de sinalização vão oferecer

mais segurança a população.

Diante das últimas ocorrências

na descida da Barragem o prefeito,

que já havia pedido redutores

para a localidade, agora está incansável

em busca de mais esta

conquista para minimizar ainda

vai beneficiou

nossa cidade e

trouxe segurança

aos motoristas

e pedestres

que utilizam

essa via. Além

da iluminação o

trabalho do DNIT

em nossa cidade

também é muito

importante, para

prevenir acidentes

na rodovia”, destacou o prefeito

Hildo do Candango. A iluminação

sem dúvidas já é algo muito

relevante, porque era uma reivindicação

antiga do nosso povo. “Finalmente,

depois de muita luta vivemos

com mais segurança nesta

BR que já foi denominada uma das

mais perigosas, valendo ressaltar

a importância que os motoristas

respeitem o limite de velocidade

e os pedestres utilizem as passarelas

e observem a sinalização.

Agora, aguardamos ansiosamente

a instalação de mais redutores na

descida da Barragem.” Concluiu o

prefeito.


ABRIL / MAIO - 2015


Esporte

ABRIL / MAIO - 2015


Ação Social


ABRIL / MAIO - 2015


Eventos

ABRIL / MAIO - 2015


Top empresas


ABRIL / MAIO - 2015


Sociedade

ABRIL / MAIO - 2015


Política

Câmara Municipal de Águas Lindas

A sob a presidência do vereador Evandro

do Rainha da Paz, que com toda sua

experiência obtida ao longo dos 3 mandatos

como vereador lhes confiados pelo

povo, está bem representada na região do

Entorno por todos os pares.

Evandro, um paraibano de 44 anos, morador

há 20 de Águas Lindas, em 2013 assumiu

a presidência da Câmara Municipal

implantando medidas econômicas e bem

planejadas e como na vida estamos em

constante semeadura, passados dois anos,

os frutos já são vistos por toda população.

Com equilíbrio, planejamento e total

apoio dos vereadores, fechou o ano de 2013

com saldo positivo, recursos estes que foram

devolvidos ao executivo municipal

para a compra de duas ambulâncias para

servir a população. Sendo o feito repetido

em 2014 onde a Câmara devolveu recursos

e logo no início dos trabalhos legislativos

de 2015, os vereadores assinaram projeto

para que tais economias fossem direcionadas

para a edificação de uma Escola Municipal.

Ainda nestes 2 anos de gestão, todos os

gabinetes foram supridos com móveis e

computadores novos, com Nobreak, além

da manutenção em todos os aparelhos de

ar condicionado. Por último a novidade é

que o portal da transparência da Câmara

Municipal já está em fase final de elaboração

onde a população poderá acompanhar

todos os gastos e investimentos da casa,

tendo ainda um relevante projeto em avaliação

para que as sessões sejam transmitidas

via web.

De acordo com Evandro, “em 2016 mais

recursos advindos da Câmara serão revestidos

em melhorias para a cidade em parceria

com o prefeito Hildo do Candango

e apoio dos nobres colegas, com todo o

planejamento e administração financeira

que está sendo executada no corrente ano

de 2015. Parabenizo a todos os vereadores,

juntamente com os poderes Executivo e

Judiciário, juntos estamos mudando nossa

cidade pra melhor. Plantamos em um ano

e a cidade colhe no outro.” Concluiu o presidente.


ABRIL / MAIO - 2015


Culinária

Pavê de Ovomaltine na travessa

ABRIL / MAIO - 2015


Saúde


ABRIL / MAIO - 2015


Imposto de Renda

Dicas sobre Declaração de IR 2015

ABRIL / MAIO - 2015


Comunidade

Prefeitura realiza mutirão contra dengue

e febre Chikungunya

O

último sábado (28) foi o dia

escolhido para a realização

do mutirão contra a dengue

no Setor Águas Bonitas 01. A ação foi

organizada pela Prefeitura de Águas

Lindas, em parceria com a Secretaria

de Saúde, de Meio Ambiente e de

Educação, com o objetivo de combater

o avanço da proliferação do

mosquito Aedes aegypti, responsável

pela transmissão da dengue e febre

Chikungunya.

O prefeito Hildo do Candango fez

questão de participar do evento e

destacou a importância de ações

preventivas no combate ao avanço

nos índices de infestação no município.

“Conter o avanço do mosquito

é responsabilidade de todos nós, e

prevenir é sempre a melhor opção”,

pontuou.

O secretário de Saúde, Eduardo

Rangel informou que as equipes de

agentes de endemias estão trabalhando

continuamente, e sempre que

um caso suspeito é notificado à equipe

trabalha rapidamente para a realização

bloqueio, caso o morador saiba

de algum caso perto de sua residência

notifique rapidamente a prefeitura

para que as providências sejam imediatamente

tomadas.

O diretor da Vigilância em Saúde

do município, Euder Vieira alerta os

moradores para possíveis focos de

infestação e proliferação em seus

quintais e tomem todas as medidas

necessárias para eliminar os possíveis

criadouros, “Os moradores também

devem ter atenção espacial com

bananeiras e plantas que possam vir

a acumular água”, disse o diretor.

A participação da comunidade foi

muito positiva. Cerca de 400 pessoas

estavam envolvidas na operação que

contou com a escola municipal Edinalda

Guedes como base de apoio.

Também participaram da ação,

o vice-prefeito Luiz Alberto Jiribita,

os secretários municipais de Saúde

Eduardo Rangel, de Meio Ambiente

Lúcio Mauro, de Educação Silvério

Correa e de Agricultura Natália. Além

disso, agentes de endemias e de saúde,

equipes das Unidades Estratégia

Saúde da Família e voluntários dos

Catadores da Brasil Ambiental percorreram

as ruas do bairro recolhendo

materiais e distribuindo panfletos.


ABRIL / MAIO - 2015


Política

ABRIL / MAIO - 2015


Preservar,

também é o nosso papel

É c o m r e s p o n s a b i l i d a d e s o c i o a m b i e n t a l

que a melhor máquina do Centro-Oeste trabalha.

A impressora

Heidelberg XL 105

imprime

em 4 cores simultâneas sendo até 18.000 folhas

por hora, no formato 75x105cm e 70% da energia

gasta é usada para a refrigeração do sistema.

Qualidade garantida para seus impressos.


g r á f i c a e e d i t o r a

Desde 1981 - 33 anos de Distrito Federal

61. 3336.4040 TeixeiraGráca #TeixeiraGráca /TeixeiraGráca

SIGT, Conjunto C, Lotes 06/08 | Taguatinga Norte | Brasília-DF | CEP 72.153.503

www.teixeiraeditora.com.br

atendimento@teixeiraeditora.com.br


Sociedade

Dr. Cícero Pereira Batista – Com muita determinação realizou o sonho de ser médico

Hoje médico formado também irá compor o quadro da Clínica Santa Mônica

Atua no programa de

Atenção Domiciliar

da Secretaria Municipal

de Saúde. Já esteve em

vários programas de televisão

e atualmente ministra palestras

em todo o país.

Jovem brasiliense se torna

médico com ajuda de livros

encontrados no lixo e em paradas

de ônibus. Órfão de pai

e filho de mãe alcoólatra, ele

precisou lutar contra a pobreza

e o preconceito. Cícero Pereira

Batista hoje ostenta com

orgulho o certificado de conclusão

do curso de medicina.

Agora, o Dr. Cícero foi convidado

para compor o quadro

médico da clínica Santa

Mônica, localizada no Jardim

Brasília.

Ele tinha tudo para dar errado.

Mas decidiu contrariar os

paradigmas de um garoto pobre,

negro e criado em meio

à violência, drogas e alcoolismo.

Cícero Pereira Batista

tem 33 anos que podem ser

triplicados pelas experiências

que viveu. Após tirar literalmente

do lixo sua esperança

de uma vida melhor, hoje comemora

a conquista do diploma

de médico conquistado

graças à obstinação, como


ABRIL / MAIO - 2015

ele mesmo define.

Foi na quadra 20 da QNL,

mais conhecida como Chaparral

e pelos altos índices de

violência, que o então menino

Cícero cresceu. Na época

ainda era chamado de Juca

pelos sete dos 20 irmãos que

conseguiram sobreviver à pobreza.

Quando tinha apenas três

anos, o pai morreu e o futuro

que já seria difícil se tornou

pior. A mãe de Cícero encontrou

no álcool a fuga para as

mazelas da periferia que tomaram

conta de sua casa.

O irmão mais velho passou

a traficar e usar drogas. Momentos

que marcaram a

mente de Juca.

— Meu pai, antes de morrer,

pediu ao meu irmão mais

velho que cuidasse de nossa

família, mas ele não suportou.

Ele se envolveu com as

drogas e passou a usá-las

dentro de casa. Isso aqui era

cheio de gente drogada. Eu

via meu irmão cheirando cocaína

ao meu lado.

Em meio ao caos, Cícero

buscou meios para sua própria

subsistência. E o foi buscar

no lixo o que comer. Entre

lágrimas, ele lembra o que

precisava fazer para comer e

ajudar a irmã mais nova.

— Eu tinha que chafurdar

no lixo para encontrar comida.

E muitas vezes encontrava

pedaço de carne podre,

iogurte vencido, resto de

comida que ninguém queria.

Era aquilo que me alimentava.

E no meio do lixo surgiu

a minha oportunidade de uma

vida melhor.No meio aos restos,

Cícero encontrava livros

e discos de vinis velhos. Os

livros passaram a ser o refúgio

de tanta desgraça. Os

vinis, a trilha de uma trajetória

que ele jamais imaginava

percorrer.

— Eu lia tudo que encontrava

pela frente. Eram livros

velhos manchados pelo chorume

de lixeiras de supermercados,

mas era a única coisa

que eu tinha. Os vinis eu escutava

na casa de um vizinho.

Beethoven e Bach foram

minhas inspirações.A irmã de

Cícero o matriculou na escola

pública próxima a sua casa.

Só conseguiu chegar ao ensino

técnico graças à ajuda

de professores e amigos. Decidiu

fazer o curso de técnico

em enfermagem que passou

em segundo lugar na seleção

feita pelo Cespe, banca que

integra a UnB (Universidade

de Brasília).

Ao concluir o curso logo

veio a primeira vitória. Foi

aprovado no concurso da Secretaria

de Saúde para técnico

em enfermagem e passou

a trabalhar no HRT (Hospital

Regional de Taguatinga).

Mas ainda era pouco para

quem estava acostumado

com tanta dificuldade. Então

ele buscou o que já procurava

desde a infância. Passou

para o vestibular de medicina

em uma faculdade particular

de Araguari.

Cícero estudava de segunda

a sexta-feira e aos fins

de semana tirava plantão de

40 horas no HRT. Não tinha

outro jeito. Acabava perdendo

as aulas da manhã de

segunda, mas tinha a ajuda

dos professores. O salário

que recebia ia todo para o

pagamento da mensalidade.

Sobrevivia de doação e da

própria determinação.

Como a rotina estava muito

difícil, Cícero decidiu fazer o

Enem e tirou nota suficiente

para lhe garantir uma bolsa

de estudos em uma faculdade

particular do DF. Passou

a estudar medicina no Gama

onde enfrentou o preconceito

racial e a rotina de estudos.

Mas para quem trazia cicatrizes

da infância, ser vítima de

preconceito era apenas mais

uma etapa a ser vencida.

— Eu nunca pensei em

desistir. Meus companheiros

sempre foram os livros e a

música clássica me dava leveza

de espírito para seguir

em frente. Eu pensava que se

Beethoven se tornou um dos

grandes compositores da história

eu também poderia me

tornar um bom médico.

E deu certo. No dia 6 de junho

deste ano, o menino Juca

se tornou o Dr. Cícero Batista.

Na formatura foi ovacionado

por professores, colegas e

os pais daqueles que costumavam

discriminá-lo por ser

negro e pobre.

Hoje faz questão de contar

a própria história no lugar

onde tudo começou. A casa

ainda sem nenhum conforto

na QNL 20 é o lugar que abriga

a mãe e os livros achados

no lixo e nas paradas de ônibus.

Os planos agora são outros,

mas sempre focados em

dias melhores.

— Eu quero justificar a confiança

que meus professores

e meus amigos depositaram

em mim. Por isso estou focado

em me tornar um bom

médico, dar uma vida melhor

para minha mãe e depois me

especializar em psiquiatria ou

pediatria. Mas ainda penso

estudar Direito, quem sabe.

Acesse o site www.ciceropalestras.com


ABRIL / MAIO - 2015


evista-Evydence-Ed-01 - Dara.indd 35 06/04/2015 15:27:06


ABRIL / MAIO - 2015

Revista-Evydence-Ed-01 - Dara.indd 36 06/04/2015 15:27:07

More magazines by this user
Similar magazines