Arte Milenar - Crc SP

crcsp.org.br

Arte Milenar - Crc SP

Getsusen Kobayashi, pseudônimo artístico de MisaoGetsusen Kobayashi, nasceu em 1935, na província deIbaraki, região de Hitachi-omiya, Japão. Imigrou parao Brasil no ano de 1963 a bordo do navio Argentinamaru,fixando residência em Diadema, no estado deSão Paulo. É formado em caligrafia japonesa, e possuío grau de mestre da Associação de Hokushin Shodo,com sede em Osaka, no Japão.Espaço CulturalCRC SPMembro da Associação Mainichi Shodo, participou damaior exposição de shodo realizada anualmente noJapão, onde seus trabalhos foram selecionados maisde dez vezes e premiados duas vezes. É tambémmembro da Associação Kokuji no Japão, que reúneartistas em ideogramas entalhados em madeira.GetsusenKobayashiContatomk@fremar.com.brFone: 99785-7587Participou ainda na categoria especial Mukansa, daNihon Kokuji-tem, exposição que se realiza anualmenteno Japão, onde foi oito vezes premiado.Preocupado com a preservação e divulgação dasartes milenares da Terra do Sol Nascente criou oscursos de Sumie (pintura) e Shodo (caligrafia) emcidades do estado de São Paulo, como Cotia, RibeirãoPires e Vinhedo, e nos bairros paulistanos Aclimação eJabaquara, até hoje em plena atividade.Há mais de 15 anos, apresenta os vários aspectos dacultura oriental em São Paulo, Presidente Prudente,Angra dos Reis, São Sebastião, Santo Amaro, Vinhedo,entre outros lugares. Paralelamente, tem organizadodiversas exposições de pintura e caligrafia na capitalpaulista.Recentemente foi publicado um livro dedicado àsua obra editado pelo Instituto de Recuperaçãodo Patrimônio Histórico no Estado de São Paulo,denominado “A Arte Milenar de Getsusen Kobayashi”,de Emanuel von Lauenstein Massarani e projetográfico de Cristiano Cocian Chiosea.Arte MilenarGetsusenKobayashi


Arte MilenarNão há dúvida de que a pintura japonesa A natureza se torna poesia e éexige uma grande preparação, não transmitida como tal nas obras, ondesomente do ponto de vista técnico os vários elementos assumem uma vidacomo também interior. É necessária uma espelhando sentimentos e paixõesmeditação para a assimilação do objeto. humanas.Assim é Getsusen Kobayashi, paraquem uma obra não é completa se nãotiver o “Ki-in”, isto é, a “nobreza interior”.A intensa relação com a natureza,considerada um movimento dominantena cultura nipônica, alcança umaparticular conexão que coincide com osentido do divino, sempre presente.O elo profundo com a paisagem seentrelaça com a tradição, a memória, apoética, a narrativa e a frequência.Suas obras documentam a variedadeda paisagem nipônica, carregadade sugestões por meio de florestas,bosques ou cachoeiras. O artistainterpreta tanto o transitório quanto ocontingente, colhe nos fenômenos naturaisa tênue luz do luar, a neve e os céus comneblinas ou ofuscados pelas chuvas.Getsusen Kobayashi através desuas paisagens transfere emoçõesprofundas aos apreciadores da arte.Emanuel von Lauenstein MassaraniCrítico de arte e presidente do IPH – Instituto de Recuperaçãodo Patrimônio Histórico no Estado de São PauloVisitaçãoDE 12 DE SETEMBRO DE 2013A 04 de OUTUBRO DE 2013SEGUNDA A SEXTA-FEIRADAS 09H00 ÀS 17H00LocalRUA ROSA E SILVA, 60SÃO PAULORealizaçãoCONSELHO REGIONAL DECONTABILIDADE DOESTADO DE SÃO PAULOCRC SPINSTITUTO DERECUPERAÇÃO DOPATRIMÔNIO HISTÓRICONO ESTADO DESÃO PAULO - IPH

More magazines by this user
Similar magazines