Editorial de janeiro 2013 - AAGI-ID Associação Amigos da Grande ...

associacaoamigosdagrandeidade.com

Editorial de janeiro 2013 - AAGI-ID Associação Amigos da Grande ...

VOLUME 2 . EDIÇÃO 1


EDITORIAL JANEIRO, 2013O 1º Congresso Internacional doEnvelhecimento surgiu de uma necessidadede responder a um número significativo deinsistências para que a Associação Amigosda Grande Idade marcasse o País com umevento de relevo no Ano Europeu doEnvelhecimento Activo e SolidariedadeIntergeracional.Não fazendo a apologia de realizaractividades e desenvolver mais trabalhopara justificar as datas comemorativas, masentendendo que o papel da Associação é jáhoje determinado por um conjunto muitoalargado de pessoas e que foram geradasexpectativas muito elevadas sobre o nossotrabalho, construímos um Congresso quemarcou o ano de 2012 e que juntou umconjunto de personalidades de enormerelevância nacional e internacional em doisdias de absoluta partilha de conhecimentose vivências variadas.Cedo se percebeu a importância doevento tendo sido recebidas, na fasepreparatória, mais de uma centena depropostas para comunicações livres e cincodezenas de propostas para posters, bemcomo uma aceitação quase geral aosconvites enviados para oradores, ComissãoCientífica, Comissão Organizadora eComissão de Honra.O Tagus Park acolheu um evento comquase um milhar de participantes e comextraordinárias novidades no discurso sobreenvelhecimento e na atitude ecomportamento em relação às pessoasidosas.Ainda que mantendo o funcionamentoda Associação sem qualquer estruturaprofissional fixa e julgando que aperiodicidade deste evento nunca seriaanual, pelo âmbito e dimensão que o 1ºCongresso atingiu, não podemos deixar deinflectir e voltar a responder às solicitaçõese expectativas que nos foram chegandotanto oriundas do nosso panorama nacional,como internacional.Tentamos pois, voltar a surpreender etemos a certeza que vamos conseguir. Jásabemos que a Associação contribuiu emmuito para a mudança do discurso informale institucional: faz-se hoje uma abordagemmais pragmática a muitos assuntosrelacionados com o envelhecimento e comas pessoas idosas e caíram barreiraslinguísticas que só serviam para esconderrealidades dolorosas e incapacidadestécnicas, práticas e académicas. Estamosmais próximos dos nossos parceiroseuropeus e nada será como há escassosanos a esta parte.A Associação defende cinco medidasessenciais para a transformação desta área.Alargou os seus objectivos recentemente,introduzindo os princípios da funcionalidade,


Página 3liberdade e felicidade nos cuidados eserviços para pessoas idosas, continuandoa postular ainda assim o que consideradogmático: sem novos modelos de oferta decuidados e serviços ancorados naprevenção, sem novos caminhos na área dofinanciamento, sem legislação adequada,sem controlo de recursos e sem formação,não existe qualquer envelhecimento comfuturo e sustentado. É a morte, não daspessoas idosas, mas do próprio País. Omodelo assistencialista chegou ao fim.Queremos pois, continuar a discutirestes assuntos, mas de uma forma simples,tranquila e feliz, trazendo até nós as vozesque habitualmente não se preocupam comestas questões mas que determinam aopinião e a política nacional. Queremosmediatismo e visibilidade nacional einternacional e, como sempre temacontecido, vamos atingir os nossosobjectivos. Esperamos por si para podermoster um envelhecimento com futuro e defuturo em PORTUGAL.Rui Fontes - Presidente da AssociaçãoAmigos da Grande Idade – Inovação eDesenvolvimento.

More magazines by this user
Similar magazines