porto alegre - Metro

publimetro.band.com.br
  • No tags were found...

porto alegre - Metro

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantiade manejo florestal responsável, pelo Grupo Sinos S/A.CHICO TOTALCD, DVD E CAIXA COMSUCESSOS DE 1966 A1985 FESTEJAM CANTOR{pág 13}PORTO ALEGREQuarta-feira,22 de agosto de 2012Edição nº 205, ano 1Mín 15°CMáx 30°CTempo de TulipaCantora lança CD‘Tudo Tanto’ {pág 11}Tempo de fotoAndré Liohn falaao Metro {pág 12}Grupo de Cachoeiracontinua atuandoProcuradores encarregados das operações Monte Carlo e Vegas afirmaram à CPI que o esquema de jogosilegais continua em atividade mesmo após a prisão do bicheiro Depoimentos revelaram ainda ameaçaspor e-mails e uma tentativa de invasão do apartamento de uma das investigadoras do caso {pág 06}Vai destravarPolo naval do JacuíEmpresa teráR$ 150 mi doEstado paraestaleiroEmpreendimento que seráerguido em Charqueadasreceberá recursos do Banrisule do Badesul {pág 02}Tarifas aéreaspodem subirGol e TAM admitem que custo altopode levar a aumento {pág 08}RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSEESTE JORNAL PARA OUTRO LEITORCarcaça que faz parte da paisagem do Centro de Porto Alegre está próxima de ter suas obras retomadas {pág 04}GABRIELA DI BELLA/METROBicicletas têmcinco propostasPrefeitura definirá em 15 diasquem vai operar serviço {pág 03}


02porto alegrewww.readmetro.comQUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 2012Iesa terá R$ 150 mi doEstado para estaleiro1focoCotaçõesDólar+ 0,09%(R$ 2,02)Bovespa- 0,62%(58.917 pts)Euro+ 0,85%(R$ 2,51)Selic(8%)Saláriomínimo(R$ 622)Radar móvelHoje, o radar móvelda EPTC estará nasseguintes vias:Assis BrasilManoel EliasNilo PeçanhaProtásio AlvesDiário de NotíciasSouza ReisBento GonçalvesPlinio KröeffDante Ângelo PillaIpirangaCarlos GomesAparício BorgesSevero DulliusGoverno viabilizará empreendimento por meio de empréstimos do Banrisul e do BadesulEmpresa que se instalará no polo naval de Jacuí fechou contrato com a Petrobras de US$ 720 miA Iesa Óleo e Gás, que vaimontar 32 módulos paraplataformas de petróleo paraa Petrobras no recém implantadopolo naval do jacuí,em Charqueadas, teráfinanciamento de R$ 150milhões do Estado para iniciaro empreendimento. Opolo, anunciado ontem pelogoverno estadual no PalácioPiratini, deverá reunir pelomenos mais cinco empresasna região carbonífera do RioGrande do Sul.Os recursos serão divididosentre Banrisul e Badesul.Do Banrisul virão R$ 70 milhõespara capital de giro,com prazo de ressarcimentode 36 meses. Outros R$ 80milhões serão garantidos peloBadesul – metade dissocom recursos próprios, quedevem ser liberados, segundoo presidente da instituição,Marcelo Lopes, numprazo máximo de 30 dias. Apreocupação do governo écom o prazo de entrega daencomenda, que poderia inviabilizaro polo naval.A solenidade teve a presençada presidente da Petrobras,Graça Foster. O polonaval foi viabilizado devidoa um contrato fechado pelaestatal com a Iesa, no valorde US$ 720 milhões. “Nospreocupamos muito com oprazo e vamos cobrar”, dissea dirigente. O contrato prevêo fornecimento de seispacotes de módulos paraplataformas de petróleo – aestatal pode aumentar a encomendapara oito, o queelevaria o contrato paraUS$ 911 milhões.O presidente da Iesa, ValdirCarreiro, disse que o empreendimentodeve gerar1,5 mil empregos diretos –500 deles até janeiro – e outros5 mil indiretos. “A pressãose justifica porque estamosfalando de oito plataformasde petróleo que produzem800 mil barris pordia”, disse. METRO POAExpoagas querfaturar R$ 280 miO maior evento supermercadistado cone sul foi abertoontem, em Porto Alegre,com a expectativa de superaro faturamento de R$ 274milhões alcançado no anopassado. Quase 40 mil visitantessão esperados atéamanhã na 31 a edição da Expoagas2012, que ocorre noCentro de Eventos da FiergsMais de 300 empresas expõemnovos produtos quevão chegar em breve aos supermercadose às vidas dosconsumidores.Na cerimônia de abertura,o presidente da Agas (AssociaçãoGaúcha de Supermercados),Antonio CesaLongo, defendeu a MP 563que prevê a desonaeraçãocompleta dos itens da cestabásica em nível federal. “Essamedida provocaria umaredução imediata de 6,7% nopreço médio da cesta e umcrescimento de 8% no poderde compra das famílias debaixa renda”, disse. SegundoLongo, o evento deve faturarR$ 280 milhões durante ostrês dias de feira.O presidente da Abas (AssociaçãoBrasileira de Supermercados),Sussumu Honda,estimou em 5% o crescimentodo segmento até o finaldo ano em todo o país.METRO POAFALE COM A REDAÇÃOleitor.poa@metrojornal.com.br051/2101.0471O jornal Metro circula em 22 países e tem alcance diário superior a 20 milhõesde leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicaçãoe da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda asexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre,ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.Tarso e Graça selaram criação de um polo naval na região do rio JacuíBrevesFalta de luzatinge parteda capital hojeMANUTENÇÃO. A CEEE realizamanutenção preventivapara melhorias do sistemaelétrico em Porto Alegre eprovoca falta de luz. Hoje,a troca de postes ocorreránas imediações das estradasda Taquara e das Quirinas,no bairro Lageado entre13h30 e 18h. Amanhã,na Vila Jardim, serão executadasa extensão e adequaçãona rede e equipamentosnos arredores darua Barão de Bagé e avenidaProtásio Alves, das13h30 até às 18h. Os trabalhossomente serão realizadoscom tempo bom.Trensurb terámais trens paraa ExpointerESTEIO. Nos próximos doisfins de semana, a Trensurbampliará a oferta de trenspara atender a Expointer,em Esteio. Serão realizadas457 viagens a cada fim desemana – 109 a mais doque o normal. A empresatambém realiza a venda deingressos para a feira nasbilheterias de oito estações:Mercado, Rodoviária,Aeroporto, Canoas/La Salle,Esteio, Sapucaia, SãoLeopoldo e Santo Afonso.EXPEDIENTEMetro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini.Diretor de Redação: Fábio Cunha. Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini.Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Operações: Luís Henrique Correa.Editor de Arte: Vitor Iwasso. Coordenador de Redação: Irineu Masiero.Gerente Executivo: Ricardo Adamo.Metro Porto Alegre. Gerente Executivo: Luís Grisólio. Editor Executivo: Flávio Ilha (MTb 6068/RS).Editora de Arte: Julia Rodrigues. Grupo Bandeirantes de Comunicação RS. Diretor Geral: Leonardo Meneghetti.WESLEY SANTOS/FOLHAPRESSCombustíveis poderão ter aumentoA presidente da Petrobras,Graça Foster, disse ontemque a estatal segue acompanhandoos indicadoresdo mercado internacionalpara decidir sobre umeventual aumento no preçodos combustíveis aoconsumidor .“Quando o petróleo sobe,como tem subido agora, vocêcomeça a olhar um poucomais para a frente para verificaro momento da correçãode preços. Neste momento,não há negociação enem data. Mas como petróleoestá subindo, a necessidadede trabalhar uma correçãono futuro se faz presente”,disse. METRO POADurante o evento, a EstaçãoEsteio não terá vendade ingressos. A entradacusta R$ 10 para o públicoem geral e R$ 5 para idosos,estudantes e criançasaté seis anos. METRO POAAsilo expõe emestande socialde shoppingPRAIA DE BELAS. Até domingo,o Asilo Padre Caciquefica no Estande de ResponsabilidadeSocial do Praiade Belas Shopping. A instituiçãoexpõe artigos confeccionadospelos própriosinternos e por voluntáriosda comunidade. O estandeé cedido gratuitamente parao terceiro setor.METRO POAEditado e distribuído por SP PublimetroS/A. Endereço: rua Delfino Riet, 183,Santo Antônio, 90660-120, PortoAlegre, RS. Tel.: 051/2101.0302O jornal Metro é impresso noGrupo Sinos S/A.A tiragem e distribuiçãodesta edição de 40.000exemplares sãoauditadas pela BDO.


porto alegrewww.readmetro.comQUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 201203Centro de Eventos será apresentado na FederasulA Secretaria Estadual do Turismoapresenta hoje amembros da Federasul (Federaçãodas Associações Comerciaise de Serviços doRio Grande do Sul) o projetodo Centro de Eventos do Estado.A apresentação ocorreuma semana após o prefeitoJosé Fortunati (PDT) criticar,em debate com ManuelaD’Ávila (PC do B) e Adão Villaverde(PT) na própria Federasul,uma suposta falta deinformação sobre a iniciativaa empresários da área deserviços e negócios.A secretária Abgail Pereirafalará com os vice-presidentese diretores da entidadee representantes da AssociaçãoComercial de PortoAlegre. O projeto será feitopelo renomado Oscar Niemeyer.Atualmente, três locaisestão em estudo pelogoverno para a sede do centro:o Centro Vida, a DocaTurística e a saibreira domorro Santa Tereza. Abgailcomenta que a construçãodo prédio atende a uma antigareivindicação do tradeturístico gaúcho e que já foramrealizados estudos quejustificam o investimento:“Queremos ouvir a iniciativaprivada para discutirmosem conjunto sobre umapossível construção coletiva”,disse a secretária.METRO POAO projetoCapacidade para 10 milpessoas sentadas em váriosauditórios, sala de exposições,salas de apoio eestacionamento para 5 milveículosÁrea construída de 60 a100 mil metros quadradoscom cafeterias, restaurantes,lanchonetes e EspaçoGourmetMorro Santa Tereza tem apoio nas redes sociaisGABRIELA DI BELLA/METROEPTC recebe 5 propostaspara bicicletas de aluguelEmpresa que assumirá sistema em Porto Alegre com o mínimo de 250 veículos será definida em cerca de 15 diasInício da operação deve ocorrer entre outubro e dezembro com pelo menos 30 estações espalhadas pela cidadeCinco empresas atenderamao chamamento públicofeito pela Prefeitura de PortoAlegre e apresentaramontem propostas para oferecero serviço de aluguelde bicicletas. A expectativada EPTC (Empresa Públicade Transporte e Circulação)é definir a vencedora emcerca de 15 dias, o que permitiriao início da operaçãoentre outubro e dezembrodeste ano.As propostas foramapresentadas por Compartibike(grupo formado pelasempresas Moving, M2Soluções e Sinergy NovasMídias), Trunfo Comunicação,Sertell, MobiBike eFGTV Produções (parceriada Movement, de Barcelona).Pelas regras, cada projetodevia oferecer no mínimo250 bicicletas e 30 estaçõesem pontos comoMercado Público, Usina doGasômetro, Casa de CulturaMario Quintana, praçada Matriz, Câmara de Vereadorese UFRGS.Duas empresas (MobiBikee Compartibike) informaramque pretendemconstruir os quadros das bicicletascom plástico degarrafas PET recicladas. NaCompartibike, usuários serãoincentivados a entregargarrafas PET vazias nas estaçõesde retirada das bikesem troca de créditos parapedalar.O diretor-presidente daEPTC, Vanderlei Cappellari,explicou que a iniciativa éexperimental por um ano,prorrogável por mais 24 meses.Não há custo para os cofrespúblicos. A empresaque vencer o processo poderábuscar apoio de patrocinadorespara viabilizar o sistema.Também será cobradodo usuário um valor por diáriaou mensal, com pagamentopor cartão de crédito.Oito bikes por estaçãoSerá escolhida a melhorproposta, incluindo númerode bicicletas, preço ao usuárioe tempo de uso disponível.O aluguel de bicicletasjá existe em grandes metrópolesdo mundo. Em todosos lugares é estipulado umtempo máximo de uso decada veículo, como formade incentivar a rotatividadee o compartilhamento.Na capital, cada estação teráem média oito bicicletasnum primeiro momento.O número pode aumentarcom o tempo conforme aadesão. A expectativa écriar uma integração como cartão TRI, a fim de possibilitaro uso do novo serviçopor passageiros dos ônibuse por pessoas que nãotêm cartão de crédito.MAICON BOCKMETRO PORTO ALEGREComo funcionaConfira as regras básicasdo serviço de aluguel debicicletas:1O2Ausuário deve se cadastrarnum site e pagar nocartão de crédito um valorentre R$ 8 e R$ 10 deinscrição para uso por30 dias ou um valor entreR$ 3 e R$ 5 para passediário. Os valores foramapresentados ontemà EPTC.bicicleta é retirada emuma estação e pode serdeixada em outra, emsistema informatizado.3Viagens de até 30 ou 60minutos, de acordo comas propostas apresentadasontem, não terãocusto adicional. Se otempo estipulado for ultrapassado,o valor dahora adicional será cobradodo usuário. O valorvaria de acordo coma proposta ou tipo depasse.4Para evitar cobrança adicional,é preciso trocarde bicicleta no tempoprevisto (30 ou 60 minutos),respeitando intervalode tempo estipulado,que varia de 7 a 15minutos.As propostasBRUNA PRADO/METRO RIOFOTOS: DIVULGAÇÃOCompartibikeGRUPO FORMADO POR MOVING (RS), M2 SO-LUÇÕES (SP) E SINERGY NOVAS MÍDIAS (RS)O projeto Bahcycle inicia com 300 bicicletase 30 estações. Quando atingir15 mil usuários ativos, dobra de tamanho.Os valores são R$ 4 (passe diário)e R$ 8 (passe mensal). Cada 30 minutosexcedentes têm custo de R$ 2,85(tarifa do ônibus). Usuário ganharácréditos se doar garrafas PET.Trunfo ComunicaçãoEMPRESA DE SÃO PAULOO projeto Peg Bike prevê 250 bicicletase 30 estações, com valores deR$ 5 (passe antecipado) e R$ 10 (passemensal) pagos com cartão de crédito.Há possibilidade de integraçãocom o TRI. No sistema mensal, ousuário deve trocar de bike a cada 60minutos. Cada meia hora adicionalcustaria R$ 2.SertellEMPRESA DE RECIFEOntem, na sede da EPTC, o representanteda empresa preferiu não passarinformações sobre a proposta à imprensa.Disse apenas que se trata deum sistema 100% brasileiro, em temporeal e sustentável. A empresa é aque opera o sistema de aluguel de bicicletasno Rio (foto), ao custo de R$ 5o passe diário e R$ 10 o mensal.MobiBikeEMPRESA DE PORTO ALEGREO projeto prevê 250 bicicletas e 30 estações,com valores de R$ 4,50 (passediário) e R$ 9,50 (passe mensal). Alémdas estações, haverá três contêineresque funcionariam como estações itinerantese centro de convivência. Osistema aceitaria cartão de crédito e oTRI, dos ônibus. O modelo é inspiradoem Paris, Berlim e Copenhagen.FGTV ProduçõesEMPRESA DE SÃO PAULOParceria no Brasil da Movement, comsede em Barcelona, a empresa pretendedesenvolver o projeto Brasil eMovimento. Inicialmente, serão 250bicicletas e 30 estações, com valoresde R$ 3 (passe diário), R$ 10 (mensal)e R$ 70 (anual). Cada meia horaexcedente custaria R$ 5. O sistemaaceita cartão de crédito e TRI.


04porto alegrewww.readmetro.comQUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 2012Acordo podedestravar obrado ‘esqueleto’GABRIELA DI BELLA/METROProjeto será apresentado para a PGM na segunda-feiraObjetivo de proprietários é iniciar reforma em 20 dias1956é a data em que o esqueletoda rua MarechalFloriano, no Centro,começou a serconstruído.Uma proposta para retomaras obras do prédio inacabadoda rua MarechalFloriano, no Centro de PortoAlegre, será levada à prefeiturana segunda-feira. Osproprietários do edifício,conhecido como “esqueleto”,devem fechar acordoem alguns dias com umaempresa privada e, então,o projeto da reforma seráencaminhado à PGM (Procuradoria-Geraldo Município)para um acordo quedestrave a obra.Em 2002, a prefeitura entroucom ação civil públicasolicitando a interdição e adesocupação do prédio, quecomeçou a ser construídohá mais de 50 anos. Uma liminarconcedeu a interdiçãodos andares desocupados,mas garantiu que ocupantesde três dos 19 andaresse mantivessem no prédio.Desde então, os proprietáriosbuscam uma soluçãopara dar continuidade aoprojeto, interrompido desde1959 devido à falência daconstrutora.Um laudo estrutural, feitopor uma empresa especializada,foi entregue àprefeitura dando conta deque o projeto pode ser concluídoa partir do estágioem que se encontra. A partirdo momento em que aproposta for apresentada àPGM, na semana que vem,ela deve passar por análisee por liberação da construçãona atual estrutura doprédio. Apesar dos trâmitesdo processo, o objetivo dosdonos do imóvel é dar inícioà reforma em torno de20 dias. “Não depende sóde nós, mas iremos fazer opossível”, afirmou o sócioda SBC (Sociedade Brasileirade Construção), empresaque é proprietária de 18andares do edifício, MarquesFigueiredo.Os proprietários de lojasda Galeria XV de Novembro,localizada no andar térreodo imóvel, juntamentecom a empresa SBC, devemreunir-se também com oMinistério Público para queseja acordado um termo deajustamento e assinado ocontrato entre as partes.Destino das salasA empresa que irá retomara construção será a própriaSBC, com participações deincorporadoras que devemganhar andares e salas emtroca como parte do serviçoprestado.No encontro entre a prefeiturae proprietários deveser também definido qualserá o destino do prédio – seserão salas exclusivamentecomerciais, quartos residenciaisou uso misto. As obrasnão têm prazo para terminareme o valor que será investidonão foi revelado.Atualmente, 20 famíliasocupam os três andares habitadosdo edifício. Do quartoao oitavo andares, faltamportas, janelas e piso. A partirdo nono, existem apenasas paredes.METRO POACarcaça inacabada faz parte da paisagem do Centro há mais de 50 anosCronologiaConheça a história doprédio da Galeria XVde Novembro, localizadono Centro da capital:1956Início da construção1959Alegando falta de condições,empreendedores comunicamà prefeitura quea obra seria interrompida1988Prefeitura aprova legislaçãopara isentar IPTU e taxade coleta de lixo deimóveis que retomassemobras. Não há efeito damedida1989Família Figueiredo adquiremaior parte do edifício2001Projeto da Caixa e da prefeituraprevê uso do imóvelpara moradias populares,mas não sai do papel2002Com ação civil pública, prefeiturasolicita interdição edesocupação do prédio. Liminarconcede interdiçãodos andares desocupados,mas garante aos ocupantesse manterem no prédio2006Smov aponta problemasna estrutura e risco dequeda de parteda fachadana calçadaBrevesInicia obra naBento GonçalvesVIADUTO. Começa hoje, às10h, a obra do viaduto daavenida Bento Gonçalvesque faz parte de um conjuntode cinco elevadas naTerceira Perimetral. O viadutoirá ligar as avenidasSalvador França e AparícioBorges sobre a avenidaBento Gonçalves. O valordo contrato é de quaseR$ 70 milhões, com prazode 24 meses. O viaduto teráextensão total de 540metros, com 6 faixas detráfego no total.METRO POAPropostaspara linhade lotaçãoTRÂNSITO. Foram apresentadasontem, em licitaçãopública, as quatro propostasde empresas para operaras novas linhas de lotaçãoda Restinga e BelémNovo. As interessadas emprestar o serviço de transportesão a Stadbus Transportes,Consórcio SeletivoSul, Viação Reunidos eConsórcio Seletivo deTransporte por Lotação daZona Sul. A prefeitura vaianalisar as propostas e aexpectativa é de que em45 dias seja conhecida aempresa vencedora. A passagemcontinuará sendoR$ 4,25. METRO POAFarmáciado RSfecha hojeESTOQUE. A Farmácia doEstado, localizada em PortoAlegre, estará fechadaao público hoje. O atendimentoexterno será suspensopara a realização doinventário do estoque demedicamentos. Os usuáriosque tiverem retiradasmarcadas para a data podemcomparecer ao localpara receber os medicamentosnos dias posteriores,desde que não ultrapasseo término do mês. Afarmácia atende de segundaa sexta-feira, com atendimentodas 7 às 17h, semfechar ao meio-dia.METRO POACandidatos a prefeito mostrampropostas hoje em TV e rádioA partir dehoje, candidatosa prefeitode PortoAlegreapresentamsuas propostasno horário eleitoral gratuito.A propaganda gdos setecandidatos a prefeito e vice-prefeitoserá veiculada àssegundas, quartas e sextasfeirasdas 7h às 7h30 e das12h às 12h30 no rádio; e das13h às 13h30 e das 20h30 às21h na televisão.A propaganda eleitoralgratuita na televisão deveutilizar a Linguagem Brasileirade Sinais ou legendas.É proibida a propagandaque degrade ou ridicularizecandidatos. O horário eleitoraltermina no dia 4 de outubro.O segundo turno daseleições municipais, se houver,é em 28 de outubro.Na propaganda majoritáriapara prefeito, a coligaçãodeve usar sob a sua denominaçãoas siglas de todos ospartidos que compõem a coligação.Na propaganda doscandidatos a prefeito deveconstar também o nome docandidato a vice-prefeito, demodo claro e legível, em tamanhonão inferior a 10%do nome do titular.METRO POASaiba maisConfira ordem de apariçãodos candidatos hoje1 o : Wambert Di Lorenzo(PSDB) 3min342 o : José Fortunati (PDT)9min133 o : Adão Villaverde (PT)6min554 o : Jocelin Azambuja (PSL)1min285 o : Érico Corrêa (PSTU)1min256 o : Roberto Robaina (PSOL)1min327o: Manuela d'Ávila(PCdoB) 5min50


06brasilwww.readmetro.comQUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 2012Grupo de Cachoeira aindaatua, dizem procuradoresEncarregados das operações Vegas e Monte Carlo afirmam em depoimento à CPI que o esquema de jogos ilegaisestá ativo mesmo após a prisão do bicheiro Quadrilha é acusada de atuar como uma máfia e de fazer ameaçasSeis meses após a prisãode Carlinhos Cachoeira, oMinistério Público sustentaque a organização criminosaque atua nos jogosilegais ainda não foi desarticulada.Em depoimentoà CPI do Cachoeira, ontem,os procuradores LéaBatista e Daniel Salgado,responsáveis pelas investigaçõesda operação Vegase Monte Carlo, demonstraramdetalhes da atuaçãoda quadrilha.A procuradora Léa Batistarelatou que o grupo estábem estruturado, conectadocom agentes do estadoe tem uma atuação semelhanteàs máfias. Apontadocomo o chefe da quadrilha,Cachoeira ficou caladona CPI e usou o depoimentoà Justiça Federal parafazer declaração deamor à noiva, AndressaMendonça. “Foi chacota,deboche às autoridadesconstituídas. Nunca presencieiuma situação dessas”,afirmou.“A postura de umcódigo de silêncioé típica dasorganizaçõesmafiosas.”LÉA BATISTA, PROCURADORAAmeaçasA procuradora contou aindater recebido mensagenspela internet, em junho,com ameaças pessoais e àfamília. “Os dois e-mails jáforam identificados e saíramda cidade de Anápolis,que é o reduto da famíliaCachoeira e da organizaçãocriminosa”, disse.Léa Batista descreveuainda uma tentativa de invasãoao apartamento, queestá sendo investigada pelaPolícia Federal. “Umamulher tentou entrar lá às5h45 da manhã, mas nãoconseguiu. A minha equipede segurança foi abordadapor PMs e, na semanada audiência de instruçãoe julgamento, a própriaequipe identificou umamarcação do carro que estavasendo usado na minhacondução”, relatou.MARCELO FREITASMETRO BRASÍLIACachoeira tem mantido o silêncio na Justiça175é o número de diasque Carlinhos Cachoeiraestá preso, acusadode chefiar o esquemade jogos ilegais. O bicheiroé mantido numacela na Penitenciáriada Papuda.RICARDO MARQUES / METRO BRASÍLIA167milhões de reais é ovalor de bens de Cachoeiraque foramapreendidos ou sequestradose estão empoder da Justiça Federalaté que seja confirmadaa origem lícita.MP pede foco nasfinanças do crimeO procurador Daniel Salgadoafirmou que os bensde Carlinhos Cachoeiraapreendidos e sequestradossomam R$ 167 milhões.Ele alertou que umaeventual demora na conclusãodo caso pode permitirque o acusado consigareaver o patrimônio deorigem suspeita recorrendoà Justiça.Ele revelou também comofuncionava a arrecadaçãopara sustentar a quadrilha.O dinheiro dos caçasníqueis seria encaminhadopara factorings. “Essa factoringera responsável por ficarcom 6% do valor e encaminharpara as contas dosmembros da organizaçãocriminosa. Esse valor era refinanciadona empresa criminosae reutilizado paracooptação dos agentes doEstado”, afirmou.Daniel Salgado sustentaque a participação de pessoasinfiltradas têm dificultadoa conclusão das investigaçõese fez um apelopara priorizar o braço financeiroda quadrilha.“Para desbaratar de vez essaorganização é precisosufocá-la financeiramente”,avaliou.O procurador citou, porexemplo, as investigaçõesdas relações do grupo deCachoeira com a construtoraDelta. Para ele, o trabalhofoi superficial e teriaparado em ‘indícios’.“Sabemos que havia umcontato muito próximo deCachoeira com CláudioAbreu e havia uma movimentaçãofinanceira partindoda Delta para laranjasou de laranjas para aDelta”, apontou.O relator da CPI, deputadoOdair Cunha (PT-MG)determinou o compartilhamentodos sigilos bancáriose fiscais já quebradospara facilitar o trabalhodo Ministério Público.“Para manutenção dos sequestrosdos bens, paraque o patrimônio continuesequestrado, a celeridadeé essencial”, destacou.METRO BRASÍLIAEntidades criticam novo Código PenalLIA DE PAUTA / AGÊNCIA SENADO“O passarinho émais importantedo que o homem,que fica emsegundo plano.”OPHIR CAVALCANTI, PRESIDENTE DAORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASILElaborado por uma comissãode juristas, o anteprojetodo novo Código Penal foicriticado ontem pela OAB(Ordem dos Advogados doBrasil) e pelo Ministério Público.Na segunda audiênciapública na Comissão Especialdo Senado, foram apontadasdistorções no texto.Um exemplo citado foi ocrime de manutenção deanimais silvestre, que tempena de dois a quatro anos,punição semelhante à previstapor abandono de incapaz.“Há perplexidade, porquealgumas condutas nãopodem ser simplesmentecriminalizadas. Estamos tratandode um bem importante,que é a liberdade”, protestouo presidente da OAB,Ophir Cavalcanti, que pediupelo menos mais 90 dias paraavançar nas discussões.Outra crítica foi sobre oartigo que torna crime aprática de bullying. A propostado Ministério Públicoé que o problema seja resolvidoa partir de políticas públicas.“Me parece exagerado.Parece ser mais fácil levaro adolescente para a delegaciado que educá-lo”, argumentoua representantedo Conselho Nacional do MinistérioPúblico, Taís Ferraz.CronogramaOs senadores têm até 5 desetembro para apresentaremendas ao texto, que tem541 artigos. O relatório final,do senador PedroTaques (PDT-MT), deve serapresentado em 27 desetembro e votado até 4 deoutubro. A previsão dacomissão é de que o novoCódigo Penal seja levado àvotação no plenário doSenado ainda este ano. Depoissegue para análise daCâmara. METRO BRASÍLIASenadores e entidades divergem sobre a propostaDestaquesVeja os principais pontosdo novo Código Penal.Descriminalização do usopessoal de drogas.Criminalização da homofobiae do bullying.Pena máxima de 40 anos.Deixa de ser crime o abortoaté a 12ª semana degestação.Maior rigor na punição deviolência contra animais.O racismo é classificadocomo crime hediondo.Jogo do bicho passará aser crime.


asilwww.readmetro.comQUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 201207Réus apostam emvoto do revisorRicardo Lewandowski rebaterá hoje o voto do ministro relator sobre osdesvios de recursos públicos Advogados apostam em sentença técnicaRicardo LewandowskiRICARDO MARQUES / METRO BRASÍLIAO ministro revisor, RicardoLewandowski, começará hojea leitura do voto no julgamentodo mensalão no STF(Supremo Tribunal Federal)sob o olhar atento das defesasdos 37 réus. A aposta éque Lewandowski dará umcaráter mais técnico às acusações,considerando as tesesdas defesas apresentadasnas sustentações orais e sebaseando na exigência da‘prova cabal’ como critériode condenação prevista noCódigo Penal.O voto do ministro relator,Joaquim Barbosa, foiconsiderado muito duro ealinhado com a denúnciado Ministério Público. Elejá pediu a condenação decinco acusados, no item sobredesvio de recursos públicos:João Paulo Cunha,Henrique Pizzolato, MarcosValério, Cristiano Paz e RamonHollerbach. “A experiênciacriminal de Lewandowskipoderá impedir asanha condenatória de Barbosa,que é procurador deorigem”, analisou um advogadodos réus sob a condiçãode anonimato.Joaquim BarbosaRICARDO MARQUES / METRO BRASÍLIAO voto do revisor deveráocupar as sessões de hoje eamanhã, com o início dosvotos do outros nove ministrosna próxima semana. Apreocupação interna no STFé de que as divergências entreos dois ministros setransformem novamenteem bate-boca.Concluída a primeira votação,serão apresentadas asprimeiras sentenças. Em seguida,Joaquim Barbosa leráo voto sobre o item que tratadas acusações contra oBanco Rural. A conclusão dasegunda fase de votos deveficar para setembro.MARCELO FREITASMETRO BRASÍLIAGrevistas fantasiados protestam noMinistério do PlanejamentoMARCELO CASSAL JR. / ABRGreves estãolonge do fimSem avanço nas negociaçõescom o governo, osservidores públicos estãodispostos a esperar até odia 31 para decidir pelofim da greve. A data é limitepara a previsão orçamentáriade reajustes para2013. A proposta de reajustesalarial de 15,8% até2015 desagradou as categorias,que esperam um novoacordo até sábado.A UCE (União das Carreirasde Estado), que representa22 categorias, comoBanco Central e ControladoriaGeral da União, se sentiupreterida nas negociações,por ter maiores salários, emarcou uma assembleia paraamanhã, quando será votadaa transformação dasparalisações em greve. “Aproposta do governo é insuficiente,sequer repõe asperdas da inflação”, criticouo presidente da UCE, RudineiMarques.A Condsef (Confederaçãodos Servidores Públicos),que representa 18 carreiras,apresentou uma contrapropostapedindo um aumentode pelo menos 6,5% na primeiraparcela, mas aindaaguarda resposta. O pedidoestá sendo avaliado pelo Ministériodo Planejamento.METRO BRASÍLIA


08economiaAnatel alertasobre e-mailcom vírusA Anatel (Agência Nacionalde Telecomunicações)alerta o consumidor paraque não abra e-mail sobrea disponibilização paradownload de aplicativopara atualizar a lista decontatos, com a adição demais um dígito nos celularesde área 11.A mensagem leva o logotipoda Anatel e de quatrooperadoras de telefonia celular.O órgão reitera que“não envia mensagens eletrônicassem autorização”.A Anatel orienta que amensagem seja excluídaimediatamente. A agênciareguladora alerta aindapara que o consumidornão acesse links para endereçosda internet, oumensagens como “cliqueaqui”, bem como não abraarquivos anexados, poisnormalmente são programasexecutáveis que podemcausar danos ao computadorou capturar informaçõesconfidenciais dousuário. METROANTONIO CICERO / FOTOARENAwww.readmetro.comQUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 2012Cresce busca por segurocontra desempregoSegmento teve alta de 174% no primeiro semestreConsumidores procuram proteção para honrar dívidasO brasileiro está contratandomais seguros contra desempregoe perda de renda.A arrecadação dessas apólicescresceu 173,99%, no primeirosemestre, e somouR$ 64,4 milhões, segundolevantamento da FenaPrevi(Federação Nacional de PrevidênciaPrivada e Vida).“Foi um dos produtosmais procurados. Os consumidoresprocuraram proteçãopara garantir o pagamentode dívidas e prestaçõescom o temor de perdade renda ou desemprego”,diz Osvaldo Nascimento, vice-presidenteda FenaPrevi.Os seguros de pessoas,que englobam vários produtos,entre eles, o seguroprestamista, os seguroseducacionais, e os segurosde vida individual e em grupo,entre outros, fecharamSeguro-viagem tambémé destaque de vendaDANILO VERPA/FOLHAPRESSo primeiro semestre de2012 com R$ 10,5 bilhõesem prêmios emitidos, umcrescimento de 13,77% nacomparação com o mesmoperíodo do ano anterior.O segundo produto demaior crescimento foi o seguroeducacional, que movimentouR$ 16 milhões,alta de 71,40%, em relaçãoao primeiro semestre doano anterior. O aumento donúmero de viagens nacionaise internacionais impulsionouo resultado doseguro viagem. Essa modalidadede seguro tambémfoi destaque no semestre,com arrecadação de R$ 26,1milhões e crescimento de24,90%.Já as apólices de segurode vida concentraram amaior arrecadação, comR$ 4,6 bilhões, valor 6,69%superior ao registrado noprimeiro semestre de 2011.Já o seguro prestamista,voltado para garantir o pagamentode prestações nacompra de bens, movimentouR$ 2,6 bilhões, expansãode 21,97%.METROPREVIDÊNCIA PRIVADASetor temexpansãode 32%A previdência privadaaberta cresceu 32% noprimeiro semestre de2012 em relação aomesmo período de2011 e atingiu uma arrecadaçãode R$ 33 bilhões.A carteira de investimentos(captaçãomais rentabilidade) alcançouR$ 302,1 bilhões,ante R$ 269,1bilhões em 2011. Aprevisão é que o mercadocresça 25%, chegandoa R$ 330 bilhõesno final do ano,segundo a FenaPrevi.METROTarifa aérea deve subirEmpresa é suspeita de venda casada de serviçosOi pode sofrer novasuspensão da AnatelA Agência Nacional deTelecomunicações (Anatel)pode proibir a empresade telefonia Oi devender planos de internetbanda larga caso afiscalização do órgãocomprove a prática devenda casada de serviçosde telefonia e internet.A Oi foi multada emabril deste ano em R$ 10milhões pela agência pordescumprir determinaçãode suspender a práticade venda casada. Segundoa Anatel, a empresaoferecia vantagem aosclientes de sua bandalarga que contratassemtambém outro serviço,como telefonia fixa.A Oi informou, por meiode nota, que “não condicionaa venda de um serviço àaquisição de outro e quecumpre rigorosamente aregulamentação da Anatel.”A empresa informa aindaque “falhas operacionaispontuais que permitam essetipo de interpretação sãocoibidas” e que “estuda sevai recorrer da decisãoanunciada na semana passada.”METRO COM AGÊNCIASO preço das passagens aéreasdeve subir se os custospara as companhias continuaremaltos, segundo asaéreas TAM e Gol. De acordocom o presidente daTAM, Marco Antonio Bologna,os custos que pesamsobre as companhias aéreasno momento, com aalta do combustível e dodólar, dificilmente cairão.O executivo, no entanto,não falou quando deveacontecer um eventual aumentode preços.“O setor não pode absorver,por longos períodos,um cenário como esse.É uma questão de tempopara se ver na posiçãoFabricante doToddynho leva multaEDU PINTO/ FUTURA PRESSA Pepsico pagará multa deR$ 420 mil pela distribuiçãodo Toddynho com produtousado para limpeza, àbase de água e líquido detergente,em setembro doano passado no Rio Grandedo Sul. O acordo foi firmadocom o Ministério Público,através da Promotoriade Justiça de Defesa doConsumidor, após a empresaadotar medidas paraevitar ou minimizar acidentesrelativos ao produtocom problema.Na indenização, R$ 390mil vão para o Fundo da Infânciae Juventude do RioGrande do Sul, e R$ 30 milserão destinados à Fundaçãodo Vale do Taquari deEducação e Desenvolvimentoe doação de equipamentoà Fundação Estadualde Proteção Ambiental(Fepam). METROinevitável de aumentar astarifas”, ressaltou disse opresidente da Gol, PauloSérgio Kakinoff. Apesar dapressão sobre os custos, oexecutivo disse ontem quenão há nenhuma decisãotomada sobre o assunto.A Gol passa por umagrande reestruturação,após reportar seguidosprejuízos. No segundo trimestre,as perdas chegarama R$ 715 milhões.Além da diminuição nonúmero de voos, até o finaldo ano, cerca de 2.500vagas devem ser fechadasna companhia.Durante o Aviation Day,evento que reúne executivose autoridades da aviaçãocivil, em Brasília, presidenteda Gol reafirmou,que a companhia aérea esperaum resultado financeiro“melhor no segundo semestredo que no primeiro”,mas continuou descartandoo retorno ao azul atéo fim de 2012.METRO COM AGÊNCIASnotificações de39suspeita de intoxicaçãoforam recebidaspelo Centro Estadualde Vigilância emSaúde do Rio Grandedo Sul em 2011.


10 www.readmetro.comculturaQUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 2012As provocaçõesde um centenário2culturaBrasil lembra os 100 anos de nascimento de Nelson Rodrigues nesta quinta-feira PortoAlegre em Cena terá montagem especial em homenagem ao criador de ‘Vestido de Noiva’Para sabermais sobreNelsonA filha do dramaturgo,Sonia Rodrigues,acaba de lançar umaespécie de biografiapóstuma do pai.“Nelson Rodriguespor Ele Mesmo” (NovaFronteira, 272 páginas,34,90 reais)reúne textos e entrevistasem que o autordá voz a si mesmo,falando da sua infância,seu trabalho comojornalista e a famade obsceno queconstruiu a partir desuas peças.METRO POADramaturgo faria 100 anos amanhãNelson Rodrigues não éapenas o maior autor doteatro contemporâneo brasileiro.É também o maisprovocante, o mais abusadoe o principal porta-vozdos desejos e caprichos daquelafaixa da populaçãoque se convencionou chamarde classe média. Suaspeças – que se somam acrônicas e ficções – tratamde temas picantes comotraição, romance entre pessoasda mesma família(mães e filhos, primos, tios,sobrinhos), violência, ciúmee deboche.Nelson Rodrigues nasceuem Recife, em 23 de agostode 1912. Quatro anos depois,a família se mudou parao Rio de Janeiro, cidadeque se transformou no principalcenário de suas histórias.Antes de virar um“Só o cinismoredime umcasamento. Épreciso muitocinismo para queum casal chegue àsbodas de prata.NELSON RODRIGUES“deus” do teatro, ele trabalhouno jornal “A Manhã”,que pertencia ao seu pai,Mário Rodrigues, tambémum homem de política. Nosprimeiro anos, Nelson foi repórterpolicial, experiênciaque lhe rendeu várias boashistórias, e depois se dedicouao jornalismo esportivo,sem nunca esconder sua paixãopelo Fluminense.Nelson é destaque no Em CenaCEDOC/FUNARTEO diretor Luciano Alabarse,coordenador do Porto Alegreem Cena, propôs umahomenagem especial a NelsonRodrigues durante ofestival de teatro, que começanos primeiros dias desetembro.Quatro grupos locais -–Teatro Sarcáustico, CompanhiaSanta Estação, Cia. Caixado Elefante e Falos &Stercus – vão encenar umespetáculo inédito, que misturatrechos da vida do autore a encenação de “Vestidode Noiva”. A peça vai sechamar “Os Plagiários: umInventário Ficcional sobreNelson Rodrigues” e correem dois tempos distintos:no presente, um grupo deteatro representa uma peça;ao mesmo tempo, um repórterprocura o dramaturgopara uma entrevista,mas é surpreendido com anotícia da sua morte. DionesCamargo assina o texto,que tem direção coletiva deGuadalupe Casal, Jezebel deCarli, Mário de Balenti eMarcelo Restori.A montagem de “Os Plagiários”está marcada paraos dias 5, 6 e 7 de setembro,no Centro Cenotécnico,com a presença do filho dodramaturgo. “Será uma homenagemdiferente e original”,justifica Alabarse,“Nelson é autor de umaobra realmente genial. Minhaspeças preferidas são“Senhora dos Afogados” e“Álbum de Família", textosde uma densidade absoluta”,acrescenta o coordenadordo Em Cena.METRO POAGrupos locais vão encenar “Os Plagiários”REGINA PEDUZZI/DIVULGAÇÃOObviedadesNo recém terminado FestivalGramado, onde recebeuuma homenagem pelasua trajetória como cineasta,Arnaldo Jabor falou sobreNelson Rodrigues, dequem adaptou para o cinema“Toda Nudez será Castigada",em 1973. A históriagira em torno de um jovemque se apaixona pela prostitutacasada com seu pai.Jabor considera o longauma de suas obras mais pessoais,“um filme de cinema”e que valoriza o mais importantena biografia de Nelson:o talento para falar doóbvio: “A importância doNelson não é barroca, nemgrandiosa. Ele descobriuuma dramaticidade profundanas coisas mais irrelevantese desnecessárias docotidiano, as coisas óbvias”.O jornalista conheceuNelson Rodrigues ainda naadolescência, quando estudavacom seu filho. “Elebuscava o Nelsinho no colégioe implicava com os textosque eu escrevia para ojornalzinho da escola”, lembra.Com ideias de esquerdanos anos 1960, Jabor teciateorias sobre burguesia e lutade classes. “Eu era bemcomunista. E o Nelson medizia assim: ‘Brecht é umabesta, Freud é uma mula.Você precisa entender que ohomem é classe média, Jabor”,recorda o cineasta, àsgargalhadas.Na opinião de Jabor,Nelson não era um críticoda sociedade. “Ele era umsatírico, gostava de sacanear,de denunciar o sujeitoque se acha o máximo.Era incrível a habilidadedele para nos fazer duvidardas certezas e das ideiasprontas”, completou.Nelson morreu em 1980,com 68 anos.MÔNICA KANITZMETRO PORTO ALEGREPrincipais peças:Nelson Rodrigues escreveu17 peças, que foram divididasem três grupos – psicológicas,míticas e tragédiascariocas – pelo críticoSábato Magaldi.A Mulher sem Pecado(1941)Vestido de Noiva (1943)Álbum de Família (1946)Anjo Negro (1947)Senhora dos Afogados(1947)Valsa nº 6 (1951)A Falecida (1953)Perdoa-me por me Traíres(1957)Os Sete Gatinhos (1958)Boca de Ouro (1959)O Beijo no Asfalto (1960)Bonitinha, mas Ordinária(1962)Toda Nudez será Castigada(1965)A Serpente (1978)


culturawww.readmetro.comQUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 201211Tempode TulipaEm ‘Tudo Tanto’, cantora se firmacomo uma das maiores vozes do paísTudo delaEla lançou seu primeiro disco,“Efêmera”, em 2010. Desdeentão, foram muitosshows, prêmios e até cançãotemade protagonista da noveladas sete.Agora, Tulipa Ruiz lançaseu segundo álbum, “TudoTanto”, que será apresentadoem Porto Alegre no dia 19 desetembro. O espetáculo seráno Opinião e os ingressos jáestão à venda. Informaçõespelo tel.: 3211-2838“Sempre esperei por essemomento. Fiquei à vontadepara realizar meus devaneios”,conta.O disco vem recheado departicipações especiais e mostraa facilidade de Tulipa emtransitar por estilos e emoçõesao longo de 11 faixas,bordadas por violoncelos eclarinetes para complementara bela produção, como nadensa “Víbora”, com participaçãode Criolo.O lado pop salta em“Script” ou na aclamada“Dois Cafés”, com a presençade Lulu Santos. “Antes de convidá-lopara cantar comigo euo imitava e imaginava comoseria tê-lo na música. Deu certo”,lembra. METRO SP Álbum é o segundo na carreira da cantoraGravado ao lado do pai,Luiz Chagas (guitarra), edo irmão, Gustavo Ruiz(produção, guitarra eletras), Tulipa mostraconfiança etranquilidade em seu“Tudo Tanto”(Independente, R$ 30).As canções transitamda calma às guitarraspesadas com maestriaem belas composiçõese, acima de tudo,afirmam Tulipa comouma das grandes vozesda atualidade no país.METRO SPRODRIGO SCHMIDT/DIVULGAÇÃOBanho em fragmentosMARIAN STAROSTA/DIVULGAÇÃOReencontro com os Bee GeesDIVULGAÇÃOO tributo Geminis BeeGees, que lotou o Teatro doBourbon Country em junhopassado, volta hoje aomesmo palco para bisar oshow com os clássicos dosirmãos Barry, Maurice e RobinGibb. A banda foi criadaem Buenos Aires em1999 e tem como líder ocantor e guitarrista IsmaelEspiño.O show começa às 21h,com ingressos entre R$ 80e R$ 100. Vendas pela telentrega3231.4142 e na bilheteriado teatro.METRO POAArgentinos imitam banda inglesaA imagem “Mikhockney” reúne 77fragmentos fotográficosA fotógrafa gaúcha MarianStarosta, que hoje vive noRio de Janeiro, traz sua novaexposição a Porto Alegre.“Mikvot” abre nesta quintafeira,às 19h, na Galeria TinaZappoli (r. Cel PaulinoTeixeira, 35).Com curadoria de ClaudiaBuzzetti e Patricia Gouvêa,“Mikvot” reúne oitoimagens em grande formato,vídeos e uma imagemcomposta de 77 fragmentos,Para compor "Mikhockney”,Mariam se inspirouno trabalho do artista DavidHockney. A fotógrafa explicaque Mikvot (no plural)são os locais onde se realizamos banhos de purificaçãodos judeus. “A série parteda experiência sensorialcom a água como elementode purificação e rito de passagem",acrescenta.O projeto começou emNova York em 2003, ondeMarian fotografou o primeiroMikvê da série. De voltaao Brasil, em 2004, ela registrouo espaço de banhosda Confederação JudaicaBrasileira, no Rio de Janeiro.A série foi retomada em2009, quando mais Mikvotforam fotografados: um noRio de Janeiro, dois em Recife,um em Olinda, doisem São Paulo e um em PortoAlegre. O projeto está emandamento e o objetivo daartista é fotografar mais dezespaços similares no Brasil,antes de partir para Israel,Rússia, Espanha e Holanda.A mostra fica em cartazaté o dia 29 de setembro. Informaçõespelo telefone3332-3726.METRO POAJovensem criseA comédia “O Clube dosCinco”, dirigida por BobBahlis, comemora seu primeiroano em cartaz comapresentações hoje e amanhã,às 21h, no Teatro CarlosCarvalho da CCMQ (Andradas,736). A peça giraem torno de cinco adolescentesque estudam na mesmaescola e ficam detidosdurante um dia inteiro pararefletir sobre condutas erradas.Cada um tem opiniõesdiferentes sobre o assunto.R$ 20. METRO POAMÚSICAMetal noOpiniãoO quarteto norte-americanoOverkill volta hoje aPorto Alegre, com show apartir das 22h no Opinião(José do Patrocínio, 834).A banda de thrash metalexiste desde 1980 e já tem15 discos gravados. DaDIVULGAÇÃOformação original restaramo vocalista Bobby"Blitz" Ellisworth e o baixistaD.D Verni, mas omascote se manteve omesmo: um morcego esqueléticocom a cara deuma caveira, asas de ossose olhos verdes. O bichose chama Charly eaparece nas capas dos discose materiais da banda.Ingressos entre R$ 60 e R$80. METRO POA


12 www.readmetro.comculturaQUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 2012A fotografia em debate6 o FestFotoPoa, que começou ontem, terá presenças ilustres como Nair Benedicto e Josef KoudelkaProgramação do festival de fotografia prossegue até o final de novembro, com exposições, oficinas e conferênciasANDRÉ LIOHNPorto Alegre é, oficialmente,a capital da fotografia.Em cartaz no Memorial doRio Grande do Sul, o 6 oFestFotoPoa que começouontem tem como tema“Experiência Coletiva” eoferece debates, palestras,workshops e projeções sobreo tema.Neste ano, a homenageadaserá a fotógrafa NairBenedicto, que tem umahistória de luta pelos direitoshumanos. Suas fotografiasestão em acervos doMuseu de Arte Moderna deNova York (Moma), doSmithsonian de Washingtone do Museu de Arte Modernaem São Paulo e dacoleção Pirelli-MASP.Outro destaque do Fes-Foto é a presença do fotógrafoAndré Liohn, primeirolatgino-americano a recebera Robert Capa GoldMedal. A distinção, que éconsiderada a mais importanteda área, foi concedidaa ele pelo trabalho desenvolvidona Líbia durantea guerra civil.Atualmente, Liohn nãoestá fotografando. Ele sededica a um projeto pessoal,que reuniu registrosde fotógrafos que estiveramno conflito para montaruma exposição que hojecircula pela Líbia. A organizaçãoADIL (AlmostDawn in Libya) já realizouduas mostras com a tentativade auxiliar o povo a sereconciliar.Outo momento importantedo FestiFotoPoa estáreservado para novembro,quando o fotógrafo checoJosef Koudelka, integranteda agência Magnum, inaugurauma exposição comsuas obras.No Memorial do RS(rua Sete de Setembro, 1020)Até 30 de novembroFlagrante de conflito clicado por Liohn na Líbia, uma das zonas de guerra frequentadas pelo fotógrafoMetroentrevistaNatural de Botucatu, SP, André Liohn ministraoficina durante o FestFotoPoaGABRIELA DI BELLA/METROANDRÉ LIOHN‘A REFLEXÃOPOR MEIO DAFOTOGRAFIANUNCA VAIMORRER’Nascido em uma regiãopobre da periferia de Botucatu,interior de São Paulo,o fotógrafo AndréLiohn foi o primeiro latinoamericanoa receber oprêmio Robert Capa GoldMedal, considerado o maisimportante na área. Especializadoem fotografia deconflitos, André Liohn jápassou e contornou situaçõesdifíceis na vida. Eleestudou até a quinta série,tentou fazer supletivo, seenvolveu com drogas e decidiusair do Brasil paratentar viver num local ondese sentisse menos julgadopela sociedade.Refez sua vida na Europa,onde trabalhou até como lenhador,na Suíça. Hoje elefala dez línguas, mora naItália com a mulher e os filhose vive para seus própriosprojetos. Liohn faloucom exclusividade para oMetro sobre sua trajetória enovas tecnologias,Como a fotografia surgiu natua vida?A primeira vez em que eu vifotografia foi no casamentodos meus pais. Eu devia teruns seis anos de idade e tivea oportunidade de fazeruma ou duas fotos. Ali eusenti que fotografia existia,mas eu nunca imaginei queela faria parte da minha vida.Aos 30 anos, passei poruma separação e tive queme reinventar, o que me levouà fotografia.“A fotografiabrasileira andapouco curiosa,poucoprovocadora.”ANDRÉ LIOHNQual foi a tua primeira pauta?A minha primeira pauta foina cidade de Trondheim, naNoruega, onde eu morava. Acidade tinha o maior índiceper capita de mortes deoverdose por heroína e quissaber mais sobre aquilo. Eraa minha própria históriacom drogas na adolescênciaque eu estava investigando,e também a de amigos e domeu irmão.Foram os conflitos da tua vidaque te levaram a fotografar?A fotografia é uma coisa fácil,eu acho que se eu quisessetocar violão eu teria queestudar violão. A fotografiaé simples, e o que me fazusar a fotografia é a minhavida. Não conheci ainda umfotógrafo que tenha aprendidona escola sobre a máquinae tenha feito algobom disso.Com as novas tecnologias, somostodos fotógrafos?Na realidade, acho que todossomos qualquer coisinha.Não ser feliz hoje éum crime para grande parteda população. Quantasrevistas a gente têm embanca de jornal que falamcomo obter sucesso nissoou naquilo, ou dez segredosdisso... A fotografia, comotudo, é vítima disso.E qual é o papel do fotojornalismonisso tudo?Pode ser que o fotojornalismotenha morrido porquestões de tecnologia,mas a reflexão por meioda fotografia nunca vaimorrer. A fotografia setransforma numa coisamuito simples e dá espaçopara qualquer reflexão sobrea vida.E o prêmio Robert Capa GoldMedal?Pra mim é uma honra. Foi aminha interpretação daquiloque aconteceu na Líbia seguindoa tradição de outrosfotógrafos de guerra, que eutanto respeito e admiro.Como é a relação com os editores?É bastante conflituosa.Quando eu estava no meiode uma guerra e a fotografiaera com filme, o editor sabiaque ia receber de temposem tempos os meus negativos.Hoje, ele quer falar todosos dias, exige materialtambém, até uma vez porhora. Antes, se você escreviauma legenda pequena elesiam pesquisar mais, hoje elete escreve um email pedindomais informações mesmosabendo que eu estou nomeio de uma guerra, semdormir, sem comer e tentandoentender como é ver pessoasmorrendo.A tecnologia criou esse problema?É, mas também permitiuque a fotografia começassea competir com a televisão,vieram coisas boas eruins. Antes a fotografiaaparecia depois que a televisãojá tinha mostradotudo. Hoje, não.Há conflitos com colegas queusam celular para fotografar?Os conflitos são com fotógrafosque usam o softwareInstagram. Eu acho tudo issouma bobagem.O que você diria para quemquer começar a fotografar?A pessoa tem que ter conteúdo,ter uma razão parafotografar. Me perguntamse eu acho que vale a penair para a guerra, mas ninguémfala que a minha fotografiavai questionar aguerra. A pessoa precisaentender que o que ela estáfazendo é essencial.E a fotografia brasileira?Ela anda pouco curiosa,pouco provocadora. Estámuito igual.GABRIELA DI BELLAMETRO POA


culturaChico em fasesCantor lança CD ao vivo, prepara DVD gravado no Rio e ainda apresentacaixa com todos os discos do auge de sua carreira, entre 1966 e 1985www.readmetro.comQUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 201213GABRIELA DI BELLA/METROLançamentos“Na Carreira”,Chico Buarque,Biscoito Fino,R$ 40“De Todas asManeiras”,Chico Buarque,R$ 398“Julinho daAdelaide”,Chico Buarque,sem preçoApesar do jeito quieto eavesso à mídia, quando ChicoBuarque de Hollanda decideaparecer, tudo se transformarnum grande evento.Dessa vez, trata-se dolançamento de seu mais novotrabalho ao vivo, “NaCarreira”, quinto – e melhor– disco com registro deshows seus, que tambémchega ao formato de DVDainda neste mês.O álbum foi gravado emfevereiro deste ano, no VivoRio, no Rio de Janeiro, erendeu material para umCD duplo, com 30 músicas.A relação inclui as dez faixasde seu último trabalhode estúdio, “Chico”, lançadono ano passado.Destaque mesmo, no entanto,são as canções consagradas,algumas delas jáparte do seu repertório e outrasesquecidas que, aindabem, foram recuperadas,como “Anos Dourados”,“Geni e o Zepelin”, “Todo oSentimento” e “Desalento”,para delírio dos fãs que viramos shows.Para os mais saudosistas,Chico também chega às lojasna caixa “De Todas asManeiras”, que reúne 21 álbunsoriginais de sua fasemais prolífera e apresenta aevolução do músico, quevai do samba às letras políticas(“Construção”), chegaao teatro (“Ópera do Malandro”)e passa por clássicos(“Almanaque”).Além disso, a caixa traza compilação “Umas e Outras”– um CD triplo com37 faixas, de 1967 a 1985,que apresentam registrosavulsos de Chico lançadosem compactos de vinil eparticipações dele em outrosprojetos (“O GrandeCirco Místico”), discos coletivose ao vivo (“Casa deBrinquedo”) e em álbunsde outros artistas, comoNara Leão, Dominguinhos,Francis Hime, Tom Jobim,entre outros.Há espaço até para seualterego Julinho de Adelaideaparecer, com a gravaçãode estúdio de “Jorge Maravilha”,sobra do álbum “SinalFechado”, de 1974. O compositorfoi inventado porChico Buarque para driblaros censores, que naquelaépoca se recusavam a aprovarqualquer música que tivessesua assinatura.Outra novidade envolvendoJulinho de Adelaideé o lançamento, na íntegra,do áudio de uma entrevistafeita em 1974 por MárioPrata com o falso compositor.Infelizmente, as 10 milcópias do CD não serãovendidas, mas doadas aclientes do escritório de advocaciaque encomendou adigitalização da gravação.PAULO BORGIAMETRO SÃO PAULOChico em show no Sesi, em novembro de 2011


14 www.readmetro.comvariedadesQUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 2012Achados &PerdidosRUBEM PENZleitor.poa@metrojornal.com.brQUEM VÊ FACE (BOOK)VÊ CORAÇÃO?Quando você elege uma roupa pela manhã, mandaum recado. À noite, então, anuncia-se garrafalnas escolhas. Há mensagens no corte de cabelo –especialmente quando sacode o visual –, numa tatuagem,na barba crescida ou escanhoada. Você fala peloautomóvel, através do relógio, por todas as joias queostenta e até pela cor do esmalte. Capciosos, optamospor traços de nossa aparência externa e, assim, revelamoso que se passa no interior. Ou dissimulamos.Penso nisso de vez em quando ao navegar – aindase usa esse termo? – pelo Facebook: como são expressivasas escolhas de imagens do perfil. Ali, fico perseguindosignificados. Claro que, por um lado, sinto-meum pouco mal com essa compulsão: soa invasivo, seilá. Mas, afinal, a cortina está aberta e esta janela dámais para a rua impossível. Por outro, vejo que apenaspadeço de curiosidade crônica. E, em verdade, hárecados sôfregos por interpretação.Notei algumas constantes. Por exemplo, muitaspessoas que estão passando por grandes transformaçõesna esfera pessoal ou profissional colocam imagenssuas diante do mar. Fotos repletas de luz emfusão ao azul (acho que escutei Djavan demais nosanos 1980). O que mais seriam as águas do oceanosenão uma alegoria de passagem, travessia, conquista?E, nas mensagens escritas, lá estão verdadeiras Cartasde Caminha alardeando novidades.Há também as trocas: nada de face – coloca-se umpuro sangue galopando nas coxilhas. Pássaro, cão,gato ou porquinho da índia. Um prédio do Gaudí, aMona Lisa com bigodes, cena de teatro de sombras.Quantas fotos quando crianças! Uns atacam de silhueta,outros com fotos de mãos, pernas ou pés. Háquem esteja de costas, de ponta-cabeça, tapando orosto com as mãos. Alguns parecem estar indo, outrosvindo. Adoro aqueles com cara de espanto – como sepegos de surpresa. Ora gritos, ora sussurros. Sempremensagens.Não sei se quem vê Facebook vê coração. Mas, comcerteza, desejando, vê mais do que o dono (dona) doperfil supõe. Colhe o ânimo, percebe a aura na luz friado monitor. Às vezes, isso será uma bênção: as garrafasde náufrago alcançam, enfim, destinos. Em outras,nudez constrangedora – resta saber se inocente ou impura.Fazer o quê? É esse jogo do momento: a sociedadedas aparências.Rubem Penz é escritor e cronista, além de músico. Autor de ‘O Y da Questão e OutrasCrônicas’ (Literalis, 2007). Mantém, desde 2003, o blog Rufar dos Tambores(www.rufardostambores.blogspot.com.br).Os invasoresCruzadasSudokuLeitor falaColuna do Diego CasagrandeExcelente abordagem do colunistaDiego Casagrande na edição de ontemdo Metro, onde observa com toda clarezaa situação de insegurança da cidade.Eu tomo a liberdade decomplementar dizendo que ainda pagamospor um segurança de quadra (particular)que, na prática, nada resolve.Meus votos de que a coluna “Olhar Crítico”continue firme nos seus propósitos.Se me permitir, sugiro como pauta a limpezada nossa cidade. Calçadas, parquessão lixões a céu aberto.Anna Faedrich Martins – Porto Alegre, RSSugestãoSou leitora assidua do Metro e gostariade fazer uma solicitação: que a fonteutilizada nas palavras cruzadas seja aumentada.E que troquem o Sudoku porum caça-palavras, que é bem mais divertidoe também educativo.Clarinha Borges – Porto Alegre, RSPerguntaVocê pretende usar o serviço de bikes dealuguel que passará a funcionar em PortoAlegre até o final do ano?@Dimaistwi: Sim!Siga o Metro no Twitter:@jornal_metroPOA@M_MenzSpessatto: Com certeza.@Fabomontin: Sim!!!!@DornellSilvio: Claro que sim.@EvertoonDionisio: Se eu andasse debicicleta, sim. Mas tenho dúvida sobre sevaiu dar certo.@Nego1979: Achei legal, mas andar debicicleta nessas ruas? Tou fora!@Speranza_Clara: Espero que dê certo,mas não sei se estamos preparados paraisso.WebPara falar com a redação: leitor.poa@metrojornal.com.brParticipe também no Facebook:www.facebook.com/metrojornalHoróscopoEstá escrito nas estrelas www.estrelaguia.com.brÁries (21/3 a 20/4)Boa projeção pública. Dia indicado para falar com grupos depessoas e levar mais animação para elas, seu otimismo e suasideias podem ser muito bem recebidas.Touro (21/4 a 20/5)Otimismo e mudanças positivas trazem novos ares para o seudia, aproveite para renovar as suas esperanças e colocar umpouco mais de paixão na relação.Gêmeos (21/5 a 20/6)Hoje a boa sorte poderá ser a sua melhor parceira, a generosidadedas pessoas tende a abrir novos caminhos para você.Bom momento para lidar com o público.Câncer (21/6 a 22/7)Muita energia e poder para solucionar questões que estejamlhe afligindo, hoje as pessoas de uma forma geral poderãocontribuir para que você tenha sucesso.Leão (23/7 a 22/8)Bom dia para lidar com as massas, atividades ligadas a publicidadeficam favorecidas. Trate de investir mais na divulgaçãodos seus trabalhos e da sua imagem.Virgem (23/8 a 22/9)Aproveite para falar à vontade, boas oportunidade de teracesso aos canais de mídia que estarão abertos para você seexpressar e fazer o seu comercial.Libra (23/9 a 22/10)Hoje a iniciativa está nas mãos dos outros e caberá a vocêdar apoio às pessoas para que elas possam ter sucesso, principalmenteem situações que envolvam o público.Escorpião (23/10 a 21/11)Momento de prestígio público que deve ser bem aproveitadopara divulgar as suas ideias e criar uma imagem positivasobre você ou os seus negócios.Sagitário (22/11 a 21/12)Boa capacidade de expressão e facilidades para aprender coisasnovas, aproveite o seu dia para realizar bons negócios ouaprimorar os seus conhecimentos.Capricórnio (22/12 a 20/1)Calmaria para preocupações que não devem ser esquecidas,aproveite para se adiantar e se preparar melhor, assim quandoelas retornarem você estará pronto.Aquário (21/1 a 19/2)Dia de agitação no setor de comunicações, que poderá afetar oseu desempenho. Fique mais atento ao que estiver acontecendopara poder reagir imediatamente.Peixes (20/2 a 20/3)Novos aprendizados e informações muito mais claras podemfinalmente se tornar bastante úteis para você. Reserve umtempo para se atualizar e se adaptar.


esportewww.readmetro.comQUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 201215Foco fora de campoTottenham quer Leandro DamiãoA bola ainda não entrouem pauta no Inter na semanaGre-Nal. Após a polêmicaenvolvendo os ingressospara o clássico de domingo,novos temas extra-campoapareceram. O Tottenhamaumentou o seu interesseem Leandro Damiãoe o CREF (ConselhoRegional de Educação Física)quer impedir Fernandãode ficar à beira do gramadodaqui para frente.A terceira oferta do Tottenhampara contratar LeandroDamião deverá ser feitanos próximos dias. Representantesdo clube inglês estariamem Porto Alegre parafechar o negócio. As negociaçõesseriam intermediadaspela empresa Base SoccerAgency, que auxiliou naparceria estratégica firmadapelos clubes em 2009.A oferta gira em torno de20 milhões de euros. O Interdetém 70% dos direitos econômicossobre o jogador. Orestante pertence ao Atléticode Ibirama, de Santa Catarina.Ontem, os Spurs acertarama contratação do centroavanteAdebayor, queBreveEsquiva ficarácom a prataPOLÊMICA. A Aiba (AssociaçãoInternacional de Boxe)manteve o japonês RyotaMurata como o campeãoolímpico dos pesos médios.A entidade revelouontem que o resultado doconfronto entre o brasileiroEsquiva Falcão e Murstanos Jogos Olímpicos deLondres foi mantido. A lutafoi decidida em favor dolutador asiático na pontuaçãodos juízes. A solicitaçãode revisão da luta foifeita pelo Comitê OlímpicoBrasileiro, a pedido deEsquiva, que não concordoucom a decisão. A entidadesoube que o árbitropolonês Mariusz Gorn searrependeu de ter punidoEsquiva com dois pontos,mas a Aiba ponderou que,no boxe, os protestos sópodem ser feitos, no máximo,30 minutos após o términoda luta.METRO POA“Nossa funçãoé fiscalizar aprofissão. O futeboltem problemas.Ex-atleta não équalificado paraexercer a função.Ex-paciente nãoé médico.”EDUARDO MERINO,PRESIDENTE DO CREFpertencia ao Manchester City.Entretanto, sua chegadanão deve impedir o acertocom Damião, pois há dinheiroem caixa, já que omeia Modric está sendo vendidopara o Real Madrid.Fernandão a perigoSem ser formado em educaçãofísica, Fernandão estána mira do CREF. Há cercade 30 dias a entidade notificouo Inter pela irregularidadeda situação, na visãoda entidade, que entrarácom uma ação na Justiça Federalpara impedir que otreinador comande o timeno Gre-Nal. “Nossa função éfiscalizar a profissão. O futebolainda tem problemas.CREF tenta impedir Fernandão de comandar o InterEx-atleta não é qualificadopara exercer a função. Expacientenão é médico”,comparou o presidente doCREF, Eduardo Merino.De acordo com Merino,na elite do Campeonato BrasileiroFernandão e Cuca, doAtlético-MG, são os únicosque não estão com sua situaçãoregularizada.O técnico Dunga sofreucom os mesmo problemaquando assumiu a SeleçãoBrasileira, em 2006, masconseguiu comprovar suaqualificação através de documentos.O Inter mostra-se tranquiloem relação ao tema.No Rio de Janeiro e em SãoPaulo existe a jurisprudênciade casos semelhantesem que ex-jogadores conseguiramser liberados paraexercerem a função detécnico.Na visão da CBF e do Sindicatodos Treinadores doRio Grande do Sul, o CREFnão possui autonomia parafiscalizar a profissão detreinador, pois está é regulamentadapela leita 8.650,de 1993.METRO POADamião pode estar dando tchau para o InterNIGEL RODIS/REUTERSMarin garante Mano na SeleçãoSe a palavra do presidenteda CBF, José Maria Marin,refletir a realidade,Mano Menzes respiramais aliviado desde ontem.O mandatário do futebolbrasileiro assegurouque o treinador seguiráno comando da SeleçãoBrasileira.“Mano Menezes, toda acomissão técnica e o diretorde seleções (AndrésSanches) continuam desfrutandoda minha totalconfiança. Não há nenhumarazão para cogitarDrible de Adriano no Flamengomudança alguma”, assegurouMarin.Porém, Mano teráde ter bons resultadosnas próximaspartidas.O dirigentenão garantiuque seguraráo treinadoraté a Copado Mundo.“O que eu garantoé queeles terãotranquilidadepara continuartrabalhando”,explicou Marin.Amanhã o treinadorfará a convocaçãopara os próximosdois amistososda Seleção, em7 de setembrocontra a África doSul e três dias depoisdiante da China.O primeiroconfronto será disputadono Morumbie o segundoem Recife.METRO POAAdriano era esperado ontem,no Ninho do Urubu,para fazer seu primeiro treinocom a camisa do Flamengo,nesta que é a sua terceirapassagem pelo rubro-negro.O espaço no vestiário jáestava separado com a camisa10 personalizada com onome do Imperador, masele driblou a imprensa queo aguardava no CT de VargemGrande, passou rapidamentena sede da Gávea paraassinar o contrato e sóvestirá a camisa rubro-negrahoje.Adriano, 30 anos, assinoucontrato por produtivi-jogos no Flamen-fez Adriano. 94goNas duas passagensanteriores, marcou 46gols e foi campeãobrasileiro em 2009.dade até o final do ano. Eledeve receber R$ 75 mil porjogo e mais um bônus porgols marcados e títulos conquistados.Formado na Gávea,Adriano voltou ao Flamengopela primeira vezem 2009, quando conquistouo Campeonato Brasileiro.O jogador está em fase finalda recuperação de umalesão no tendão de Aquiles.METRO RIOALEXANDRE LOPS/INTERNACIONAL“Não há nenhumarazão para cogitarmudança alguma.Estamos nocaminho certo. Àsvezes vencemos ea atuação nãoconvence, comotambém podeocorrer de perdere a atuação serconvincente.”JOSÉ MARIA MARINTWITTER/REPRODUÇÃOVestiário estava preparadopara receber Adriano3esporteCopaSul-AmericanaHOJE19h30 - Coritiba (0) x (1) Grêmio22h - Botafogo (0) x (2) PalmeirasAMANHÃ19h30 - Figueirense (1) x (1) Atlético-GORecopaSul-AmericanaHOJE22h - Univ. Chile x SantosMorreauxiliar deAbel BragaRoberto Moreno, oRobertinho, morreuontem vítimade insuficiência respiratória.Ele eraauxiliar técnico doFluminense, ondeobservava os adversários.Robertinhotrabalhou com AbelBraga no Inter echegava a se disfarçarpara observaros jogos das equipesadversárias.METRO POA


16 www.readmetro.comesporteQUARTA-FEIRA, 22 DE AGOSTO DE 2012Jogando com a cabeçaRUBENS FLORES/FOTOARENAGrêmio faz partida de volta contra o Coritiba para avançar de fase na Copa Sul-Americana“Precisamosmanter ainteligência eo equilíbrio emcampo. É claroque tambémvamos tentarfazer os gols,que sãoimportantesnessacompetição.”MARCELO MORENOLUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPAgols marcou Mar-Moreno em 16celo2012. O boliviano é oartilheiro gremista datemporada.Futebol é jogado predominantementecom os pés. OGrêmio, entretanto, pretendeutilizar a cabeça paraenfrentar o Coritiba, hoje,pela Copa Sul-Americana.O primeiro passo para aclassificação será não pensarno classico Gre-Nal dedomingo e focar somenteno jogo das 19h30, no CoutoPereira. O segundo é terinteligência para controlaro confronto, utilizar a vantagemconquistada na primeirapartida e, pela primeiravez, avançar de fasena competição.Em jogo estará não somenteo avanço de fase.Atrelado a isso, também aoportunidade de seguirnão só com o CampeonatoBrasileiro como caminhopara a próxima Libertadores,grande objetivo do clube.O atacante Marcelo Morenoentendeu a configuraçãodo momento gremistas.“A gente está pensandosó no Coritiba. Depois vamospensar no Gre-Nal”, assegurao centroavante, artilheirodo time em 2012com 16 gols.A vitória por 1 a o no primeirojogo deixa o Grêmioem situação privilegiada. OTricolor avança de fase casovença, empate e perca porum gol de diferença, desdeque marque na casa do adversário.“Precisamos mantera inteligência e o equilíbrioem campo. É claro quetambém vamos tentar fazeros gols, que são importantesnessa competição”, explicouo boliviano. Quemavançar enfrentará o vitoriosodo duelo entre Cobreola,do Chile, e o Barcelonade Guayaquil, doEquador.Na cabeça do técnicoVanderlei Luxemburgo restasomente uma dúvida paradefinir a escalação daequipe. Pará e Anderson Picodisputam uma vaga nalateral esquerda.A ausência estará nobanco de reservas. O argentinoBertoglio ainda nãoatingiu os níveis físicos necessáriospara estar emcampo e, com isso, seu retornoao gramados nãoocorrerá hoje.Apesar da vantagem, oGrêmio se preparou paratodas as possibilidades.Após o treino de ontem, osjogadores treinaram cobrançasde pênalti noOlímpico.VALTER JUNIORMETRO PORTO ALEGREVuaden vai para o seusétimo Gre-NalVuaden noapito noGre-NalMarcelo Moreno quer que Grêmiotenha inteligênciaCoritiba: Vanderlei;Ayrton, Pereira, Escudero,Lucas Mendes;Willian, Junior Urso,Everton Ribeiro e Robinho; Rafinhae Roberto. Técnico: M. OliveiraGrêmio: M. Grohe;Edilson, G. Silva, Werleye Pará (A. Pico);Fernando, Souza, ZéRoberto e Elano; Kleber e M. Moreno.Técnico: Vanderlei LuxemburgoEstádio: Couto Pereira, em Curitiba,às 19h30 Transmissão: RádioBandeirantes, Esportes 90.3FM, Ipanema FM e Fox SportsAntes dareciclagem,o jogoCentro das polêmicas noclássico entre Santos e Corinthians,o bandeiraEmerson Augusto de Carvalhoserá um dos auxiliaresno jogo desta noite.No domingo, Carvalhovalidou um gol corintianoem que no mesmo lanceocorreram três impedimentos.A CBF o puniupor um mês devido aoserros. Entretanto, a Conmeboldefiniu a escala dearbitragem para o confrontoentre Grêmio e Coritibano dia 17, antes doclássico paulista. O árbitrodo jogo será WilsonLuiz Seneme (Fifa-SP) eAlexandre Rocha de Matos(Fifa-BA) completa otrio. METRO POAO comandante do Gre-Nalserá gaúcho. Ontem, no sorteioda escala de arbitragemda CBF foi definido queLeandro Vuaden será o árbitrodo clássico 393. MárcioChagas da Silva era o seuconcorrente no sorteio.Essa será a sétima vezque Vuaden apitará um clássicoGre-Nal. Seu retrospectoaponta quatro vitórias coloradase dois empates. A últimavez do árbitro no confrontofoi no empate por 2 a2 em fevereiro deste ano.METRO POASantos buscatítulo inéditoO Santos inicia hoje, às22h, a disputa da RecopaSul-Americana, título queo clube ainda não tem emsua galeria. O Peixe, campeãoda Libertadores de2011, enfrenta o Universidadde Chile, vencedor daCopa Sul-Americana domesmo ano, em solo chileno.Os santistas não gostaramdo local e do momentoda partida. “O jogopoderia ser mais perto,mas faz parte, é um jogogostoso de se jogar. E temproblema de calendário”,reclamou o lateral Juan.Ele entrará na vaga dolesionado Léo. De resto, otécnico Muricy Ramalhoterá todos os seus titularesem campo. METRO POAJogo abertoNOSSOMATA-MATALEONARDO MENEGHETTIleitor.poa@metrojornal.com.brEntão é assim ó: se o Grêmio vencer o clássicoconfirma a fase de estabilidade e deixa o rivalpara trás no G-4. Se o Inter ganhar fecha o turnoembolado nesta quarta posição, perdendo apenasnos critérios. O empate, bem o empate é umtantinho melhor para o Tricolor. E bom mesmopara o Atlético Mineiro.O Grêmio mostra-se mais ajustado que o Interneste Campeonato Brasileiro. Os ingressos deElano e Zé Roberto azeitaram o Tricolor. Luxemburgoencaixou um esquema e está dando padrãoao time. O Grêmio dá sinais de estarinclusive melhor preparado fisicamente que orival. Consequência do entrosamento e do ajustetático: está mais organizado, portanto, precisaO jornalista Leonardo Meneghetti assina todas as quartas-feiras esta coluna, que aborda temas esportivos.correr menos. Resumo: o Grêmio está mais inteiro,pelo menos por enquanto. Luxemburgonão pode cometer o erro de tentar administrarum empate, que lhe mantém na quarta posição,mas pode distanciá-lo do líder. Sim, vejo um levefavoritismo azul. Sem exageros. Nada que umlance não possa desmanchar.O Inter precisa jogar mais do que temos vistopara ganhar o clássico. Reflexo de um intensoentra e sai de jogadores por lesão e convocação,o time não está tão ajustado. Às vezes ataca deforma atabalhoada. Sem D'Alessandro, carece deum organizador. Mas há retornos importantes,que evidentemente ainda estão sem o ritmocompetitivo máximo. E conta com as individualidades,como Dátolo, Forlán e talvez Damião. Orecém ungido técnico Fernandão tem no Gre-Naluma encruzilhada. Vitória é sinônimo de tranquilidadeneste início de carreira. A derrota, quepoderá significar um desastre na tabela, colocaráquestionamentos. O empate também é ruimpara o Colorado.Há um aspecto que pode interferir neste panorama.É este Coritiba x Grêmio, hoje à noitepela Sul-Americana. Se voltar classificado, o Tricolorchegará ainda mais embalado. E acho queLuxemburgo saberá, desta vez, especialmente depoisdo caso Portuguesa, conter qualquer excessode euforia. Eliminado, o Grêmio terá prazo curtopara erguer-se do tombo. Fato: o time gremistaterá esse desgaste, físico e emocional, de um jogodecisivo.Quando se enfrentaram a valer este ano, oInter levou a melhor. Venceu o clássico do Beira-Rio, 2 x 1, ganhou o turno e foi campeão gaúchoem cima do Caxias. Outros tempos, outrostimes, até outro técnico. Ambos melhoraramdesde aquele 29 de abril. Aquele Inter que ganhou,com cinco reservas também não tinhaOscar e D’Alessandro. Teve Dátolo e Damião.Aquele Grêmio que perdeu não tinha Kleber.Teve o equívoco de Luxemburgo de jogar comtrês atacantes e a desnecessária briga com o gandula.Hoje, os times são mais qualificados. Nossabriguinha, por enquantopelo quartolugar, promete emoçõesno domingo, numBeira-Rio com públicode Gigantinho.

More magazines by this user
Similar magazines