Sistema de Informações Sobre Nascidos Vivos: um estudo de ... - SBIS

sbis.org.br
  • No tags were found...

Sistema de Informações Sobre Nascidos Vivos: um estudo de ... - SBIS

Sistema de Informações Sobre NascidosVivos: um estudo de revisãoNatália Santana Paiva 1 ,Cláudia Medina Coeli 1,2 ,Marcia Fernandes Soares 1 ,Sérgio Munck 1 ,Gregorio Galvão de Albuquerque 1 ,Nair Navarro 1 ,Kenneth Rochel de Camargo Jr 2 .1Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio/Fiocruz2Instituto Medicina Social/UERJ


Introdução Sistema de Informações Sobre Nascidos Vivos (SINASC) – 1990; Baseado na Declaração de Nascido Vivo (mãe, o pré-natal, parto eo recém-nascido); Fonte de informação relevante para a pesquisa e avaliação emsaúde na área materno-infantil; Acúmulo da produção bibliográfica relacionada ao SINASC; Nenhuma sistematização dessa produção.


ObjetivoRealizar uma revisão sistemática nas bases de referênciasbibliográficas, no período de 1994 a 2005, sobre artigos queempregaram o SINASC como fonte de dados.


Método I Bases de referências bibliográficas: MEDLINE, LILACS e SciELO (1994 a 2005); Estratégia de busca: (Live Birth* OR SINASC) AND (Brazil); Os artigos foram revisados conjuntamente por 2 revisores; Resultando:151 resumos61 resumos excluídos90 resumos incluídos38 artigos completos incluídos 52 artigos completos excluídos


Método II Os artigos foram classificados segundo:- Ano de publicação;- Tipo de periódico (área de conhecimento e classificação Qualis);- Características das instituições;- População e tipo de delineamento dos estudos;- Seis vertentes adaptadas de Bittencourt et al. (2006).


Método III Vertentes:1. Qualidade da informação;2. Estratégias para potencializar o uso das informações paragestão, pesquisa e assistência médico-hospitalar;3. Descrição do perfil de nascimento;4. Vigilância da mortalidade materna;5. Avaliação do desempenho da assistência;6. Avaliação da associação entre fatores distais e proximais edesfechos na área materno-infantil.


9Ano de publicação876QUANTIDADE5432101996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005ANO DE PUBLICAÇÃO


Circulação Qualis Saúde Coletiva


Perfil das instituições executoras dos estudos Das 77 instituições querealizaram os estudos, 62,3%(N= 48) se localizam na regiãoSudeste. Dez dos 38estudos (26,3%)foram executadospor parceriasentre instituiçõesde Ensino ePesquisa com asde Assistência eGestão.


Abrangência dos estudos


Regiões analisadas21 estudos


Tipo de delineamento dos estudos


Vertentes


Considerações finais Concentração geográfica de estudos e instituições; 1/4 das instituições são de Assistência e Gestão; Concentração de estudos publicados em periódicos da área deSaúde Coletiva; Temas de interesse para o planejamento e avaliação de ações emsaúde; Baixa freqüência de estudos sobre avaliação da qualidade dedados do sistema (confiabilidade e cobertura).


ConclusãoO uso crescente do SINASC abrangendo uma gamavariada de temas de interesse nas áreas clínicas e daSaúde Coletiva, aponta a relevância do sistema comofontes de dados para a pesquisa e avaliação em saúde.Contato: natalia@fiocruz.br

More magazines by this user
Similar magazines