Views
3 years ago

maio 2013 - Câmara Municipal de Cascais

maio 2013 - Câmara Municipal de Cascais

10CASCAISDESTAQUEEDUCAÇÃOAMBIENTE DESPORTO CULTURA AGENDACASCAISCENTRO DE MAR DE CASCAIS GANHA FORMAQuatro projetos já estão associados“O Mar como Desígnio Nacionale Local” foi o tema do seminárioque decorreu no passado dia 15de maio, no auditório da Casa dasHistórias Paula Rego. Na ocasiãofoi apresentada a EstratégiaNacional para o Mar 2013-2020,pela subdiretora da Direção-Geral da Política para o Mar,Margarida Almodôvar. Esteveainda em destaque o Centro deMar de Cascais.Na ocasião, Margarida Almodôvarconsiderou que “o Centrode Mar de Cascais é um exemploreal da forma como a EstratégiaNacional para o Mar pode serconcretizada”. E acrescentouque, relativamente à aposta naeconomia do mar, “o concelho deCascais está mais avançado doque outros territórios”. Duranteo seminário foram apresentadosquatro projetos cascalenses queirão integrar o Centro de Mar:Cascais Team/Optimal, Lindley,Clube Naval de Cascais e Roteirodos Submarinos de Cascais. Cominvestimentos em áreas que vãoda tecnologia de ponta aplicada abarcos de competição - como é ocaso do Cascais Team, que estarápresente na America’s Cup - aoturismo, passando pela promoçãoda prática de desportos náuticose pelos investimentos em marinase sinalização marítima, oCentro de Mar de Cascais já estáa mobilizar diversos agentes daeconomia local.Criado pela Câmara Municipalde Cascais, em parceria com aSaeR - Sociedade de Avaliaçãode Empresas e Risco, este Centrode Mar é um plano estratégicomunicipal que visa desenvolvero tecido económico e social doconcelho através da aposta naeconomia do mar. Baseia-se nodesenvolvimento de sinergiasentre três áreas estratégicas deCascais: Náutica, Investigação/Conhecimento do Mar e Saúde,estando esse trio ancorado noTurismo.Inspirado em modelos internacionais- como Biarritz (França),Southampton (Reino Unido) eNewport (EUA) - o Centro de Marde Cascais será um catalisadorda economia local, atuandojunto das empresas do concelhoque trabalham nas quatro áreasreferidas, de forma a criar umarede de prestadores de serviçosde excelência. Espera-se que estarede, por efeito multiplicador e amédio/longo prazo, transformenão só a economia de Cascaismas também a economia daregião de Lisboa - com possíveisefeitos a nível nacional.INVESTIGADORES EUROPEUS REÚNEM EM CASCAISPARA DISCUTIR ADAPTAÇÃO CLIMÁTICACâmara de Cascais é parceira do projeto baseAs alterações climáticas foram otema do workshop internacionaldo projeto de investigação BASE,que decorreu de 6 a 9 de Maio,em Cascais. O evento reuniu26 reconhecidos especialistaseuropeus e foi organizadopela equipa de investigadoresda Faculdade de Ciênciasda Universidade de Lisboa(CCIAM), com a colaboração daCâmara Municipal de Cascais.Enquadrados pela EstratégiaEuropeia para a Adaptação àsAlterações Climáticas, os 26investigadores lançaram asbases do trabalho de campopara os seus casos de estudo,num projeto de investigação dequatro anos alicerçado nos maisrecentes cenários climáticos esocioeconómicos globais. Esteprojeto visa não apenas a análiseconcreta dos custos e benefíciosdas diferentes medidas deadaptação possíveis em cadacaso de estudo, mas tambémos processos de participaçãoe de decisão pública que a suaimplementação exige.Cascais foi o anfitrião desteevento pelo reconhecimento dotrabalho que tem vindo a serfeito pelo município desde 2008e que se encontra cristalizadono Plano Estratégico para asAlterações Climáticas e naEstratégia de Sustentabilidadede Cascais, assim como ao factode a Autarquia ter um dinâmicoparceiro em Portugal do ProjetoBASE.Importa referir que o tema dasalterações climáticas, e de acordocom um inquérito mundialrealizado pela GlobalScan,é apontado globalmentecomo o primeiro e o principalentrave e fator de risco aodesenvolvimento sustentável dasnossas sociedades e apesar dasincertezas que sempre rodeiamsistemas complexos, iterativose muito dinâmicos, existeum consenso muito alargadona comunidade científica,académica, profissional e políticade que as projeções de alteraçõesclimáticas são e serão cada vezuma realidade a ter em contaa todos os níveis na tomada dedecisão política e económica.As medidas que tomarmosao nível da Mitigação e daAdaptação das AlteraçõesClimáticas visam não apenasreduzir os riscos ambientais,sociais e económicos, mas acimade tudo explorar oportunidadesde avançar com uma agendaintegrada de desenvolvimentosustentável, focada na criaçãode valor acrescentado paraas nossas comunidades e noestabelecimento de cidades,vilas e comunidades maisresilientes, mais saudáveis, maissustentáveis.

QUINTA-FEIRA, 23 MAIO 201311Conferências: ideias do Estoril para o mundoDois de maio de 2013. Foi nessedia que caiu o pano sobre aterceira edição das Conferênciasdo Estoril. Oitenta oradores emuitos milhares de convidadospassaram pelo palco montado noCentro de Congressos naquelaque foi, pelo menos durantequatro dias, certamente a maiorconcentração por metro quadradode Prémios Nobel e Chefes deEstado em todo o mundo. Adimensão do debate acolhidonas Conferências e a importânciapara Cascais, para o País e para omundo, impressionou fortementeos convidados nacionais eestrangeiros - veja-se opiniõesem baixo. Independentementedas suas convicções políticas (daesquerda à direita), ou atividadesprofissionais (dos jornalistasaos economistas), as vozesforam unânimes em consideraras Conferências do Estoril umacontecimento único, dentrodo que de melhor se faz a nívelinternacional, e absolutamentecapazes de honrar a velhatradição portuguesa: ser umponto de encontro de culturas epovos; ser uma ponte do mundoentre os mundos que o mundotem. Nesta edição do “C”, emseis entrevistas exclusivas,trazemos-lhe as perspetivasde seis convidados especiais:Anthony Giddens, John Bruton,Christopher Pissarides, SunjitRoy, Hans Rosling e EstelaBarbot. Caiu o pano sobre asConferências mas as ideiasvivem. Pelo menos até 2015, dataem que o presidente da Câmara,Carlos Carreiras, promete trazermais Conferências ao Estoril.“As Conferênciassão vividaspelos cidadãosde Cascais,pertencem ao paíse destinam-se aomundo.”É muito importante que possamoster espaços onde se troquem ideiascom os protagonistas da cena internacionale nacional. Isso projeta o nosso paíse simultaneamente enriquece-nos ao nível danossa atuação política. A política externa é cadavez mais a política interna. Não há separaçãoentre política europeia e política nacional e, nocontexto internacional, cada vez são mais asdecisões que nos influenciam. Por isso é positivoque haja esta discussão e esta troca de ideias.[António José Seguro, secretário-geraldo Partido Socialista]Felizmente há em Portugal muitasconferências boas e muitos bonsconferencistas. Mas um evento quejunte tanta gente de qualidade numdeterminado espaço de tempo num só sítio – nãoquero arriscar nem dizer mal dos outros – fazseguramente das conferências um dos eventosmais interessantes que se pode encontrar aolongo do ano. [Ricardo Costa, diretordo “Expresso”]As Conferências do Estoril (CE) estão adecorrer numa cidade pequena, Cascais. Mas apesar de ser pequena, as Conferênciassão internacionais, há pessoas de váriaspartes do globo, como referi, por isso acho queé extremamente importante. Penso que as CEtêm um grande valor. Posiciono-as muito alto naescala internacional porque criam um fórum paraacadémicos e pessoas qualificadas debateremideias, ao invés de convidar oficiais do governo queapenas trariam slogans propagandísticos.[Shirin Ebadi, Prémio Nobel da Paz 2003]É muito bem-vindo o facto de Cascaisorganizar e acolher este evento. O propósitodas Conferências é trazer o globalpara o local, e o local para o global. O Banco Mundialé uma instituição global, por isso estamos muitofelizes com o facto de estarmos a chegar à esfera localem Cascais. E é muito útil trazer pessoas de todo omundo a esta conferência. Creio que quando juntamospessoas de todo o mundo e de várias áreas chegamos,eventualmente, a soluções para o futuro. Espero quehaja conclusões deste encontro que sejam úteis paraCascais e para Portugal. [Cyrill Muller, vice-presidentedo Banco Mundial]É fundamental termos pensamento. Achoque as Conferências servem para isso mesmo,para trazer pensamento. E não apenaspensamento português mas também estrangeiro.Isto é importante porquê? Porque os paísespequenos e que vivem longe dos grandes centrosde desenvolvimento precisam de incorporar ideiasque funcionaram. Portugal é um belíssimo exemplodisto, um país pequeno tem de viver de troca deideias. [Camilo Lourenço, Jornalista]Isto é extremamente importante.Ter em Portugal umas conferênciasparecidas com Davos ou PortoAlegre, extremamente bem colocadasno calendário, só prestigia a Câmara deCascais e Portugal para as quais tive todo ogosto em contribuir. [António Horta Osório,Presidente do Lloyds Bank]As Conferências são um ponto de encontroincontornável, indispensáveispara quem quer ter uma perspetiva domundo e quer estar a par daquilo que são assoluções globais e locais para os problemas domundo. [João Vale de Almeida, Embaixador daUnião Europeia em Washington]É uma discussão extremamenterelevante. A Câmara Municipal deCascais traz muita gente de fora quepassa a conhecer Portugal e a conhecerCascais, que vai divulgar o nosso país, quevai trazer novas ideias. Tudo isto tem umsaldo muito positivo quer para Cascais, querpara o País. Por isso a Câmara de Cascaisestá de parabéns. [Felipe de Botton, Empresário]É um evento extremamente importanteem termos de debate eque acaba por influenciar profundamenteas políticas, não diretamentepelas suas conclusões, mas pelo grande níveldos oradores e sobretudo pela discussão de umaproblemática global que é hoje cada vez maisnecessária. [João Proença, antigosecretário-geral da UGT]São Conferências insubstituíveispara mim, que sou munícipe do concelho,e Cascais está de parabéns. Sóquem nunca organizou conferências destadimensão e desta qualidade é incapaz de ter umaideia do enorme trabalho que está por trás de tudoisto. [Fernando Nobre, Presidente da AMI]

maio 2013 - Câmara Municipal de Cascais
março 2013 - Câmara Municipal de Cascais
12 de setembro 2013 - Câmara Municipal de Cascais
maio/junho 2013 - Câmara Municipal de Setúbal
DESPORTO - Câmara Municipal de Cascais
CASCAIS MAIS PERTO - Câmara Municipal de Cascais
Bettina Bunk - Câmara Municipal de Cascais
Lumina: Festival da Luz - Câmara Municipal de Cascais
MOBILIDADE E TRANSPORTES - Câmara Municipal de Cascais
BM Abril 2012 - Câmara Municipal de Cascais
Orçamento | 2012 - Câmara Municipal de Cascais
sexta-feira 10 de Maio de 2013 - câmara municipal de mairiporã
Balanço Social 2010 - Câmara Municipal de Cascais
Manual para Docentes - Câmara Municipal de Cascais
Diapositivo 1 - Câmara Municipal de Cascais
RELATÓRIO DE ENDIVIDAMENTO - Câmara Municipal de Cascais
ORÇAMENTO PARA O ANO 2010 - Câmara Municipal de Cascais
ORÇAMENTO PARA O ANO 2009 - Câmara Municipal de Cascais
cascais estrutura ecológica estudo preliminar - Câmara Municipal ...
Guia Digital do Arquivo Histórico - Câmara Municipal de Cascais
Relatório e Contas 2011 - Câmara Municipal de Cascais
Brochura Gala do Desporto 2012 - Câmara Municipal de Cascais
Catálogo ArteMar Estoril 2011 - Câmara Municipal de Cascais
Relatório de Execução Orçamental maio/2013 - Câmara Municipal ...
AGENDA 2013 - Câmara Municipal de Estremoz
AGENDA 2013 - Câmara Municipal de Estremoz
Agenda Cultural fevereiro / março 2013 - Câmara Municipal de ...
abril 2013 - Câmara Municipal da Lousã
setembro 2013 - Câmara Municipal da Lousã
AGENDA 2013 - Câmara Municipal de Estremoz