Views
3 years ago

lucas fernando krug influência do beneficiamento ... - Cimento Itambé

lucas fernando krug influência do beneficiamento ... - Cimento Itambé

24semelhantes para um

24semelhantes para um mesmo concreto, devido a diferenças quanto a técnicas e equipamentosutilizados, bem como habilidade do operador empregada em cada ensaio.Para Netto (2006), a adição pozolânica em concretos de cimento Portland proporcionabenefícios tanto no comportamento mecânico e de durabilidade quanto à sua reologia noestado fresco. Castro (2007) afirma que a adição de CCA na mistura possibilita que a matrizda pasta fique mais densa devido à elevada área específica de sílica presente na cinza.Outros autores complementam afirmando que fatores como forma e tamanho dosgrãos da adição pozolânica, bem como a tensão superficial, são fatores que influenciam nareologia no estado fresco do concreto. Mehta e Monteiro (2008) abordam alguns fatores queinfluenciam na trabalhabilidade do concreto, sendo eles:Consumo de água - quando o teor de água aumenta a consistência fica mais fluída. Emconsistências muito fluídas a mistura tende a segregar e exsudar, enquanto que uma misturacom consistência muito seca pode gerar dificuldades de lançamento e adensamento, causandosegregação no lançamento;Consumo de cimento - para os autores, misturas com consumo elevado de cimento ouainda alta proporção de finos, embora apresentem excelente coesão, tendem a apresentarviscosidade elevada;Características do agregado - o tamanho das partículas do agregado graúdo influenciadiretamente na quantidade de água necessária para a consistência desejada na mistura. Já paraos agregados miúdos, salienta-se que areias muito finas ou angulosas requerem maiorquantidade de água para atingir determinada consistência;Aditivos e adições - a incorporação de determinados aditivos redutores de água ouplastificantes permite que seja mantida a quantidade de água, e proporcione o ajuste emdeterminada consistência. Os autores afirmam ainda que quando adicionados materiaispozolânicos na mistura, estes tendem a reduzir a exsudação e aumentam a coesão do concreto,afirmam também que, cinzas volantes quando substituem parcialmente o agregado miúdo,tendem a aumentar a consistência da mistura com um dado consumo de água.Golaszewski e Szwabowski (2004) afirmam que a razão entre a tensão decisalhamento / tensão de escoamento é a primeira condição da trabalhabilidade. Logo o estudoda relação entre a condição estrutural e a tensão de escoamento do concreto fresco énecessário para o conhecimento e controle da trabalhabilidade da mistura, e por conseqüência

25sua aplicação. Portanto, concluíram que para o estudo sobre reologia, o material deve seravaliado sob dois apsectos: tensão de escoamento e viscosidade plástica.A tensão de escoamento em termos práticos traduz a força que necessita ser aplicadaao concreto para que ele entre em movimento, ou seja, passe a escoar, enquanto que aviscosidade plástica expressa a resistência do concreto para continuar escoando sob a ação dedeterminada força, segundo Sahmaram, Christianto e Yaman (2006).Para Petit et al (2007), a previsão dos parâmetros reológicos está se tornando cada vezmais importante para as novas gerações de concretos, e para o entendimento das condições deconcretagens. Neste sentido, diversos estudos abordam o comportamento reológico demateriais a base de cimento. No entanto, a maioria dos modelos propostos descreve apenasvariações dos parâmetros iniciais e não a tensão de escoamento e a viscosidade plásticapropriamento ditos.2.2.1 Ensaios de parâmetros reológicos no estado frescoExistem ensaios que medem apenas um parâmetro reológico, e ensaios mais completosque possibilitam a obtenção dos dois parâmetros de concretos no estado fresco. Salienta-seque alguns deles não fornecem propriamente os parâmetros tensão de escoamento eviscosidade plástica, mas apenas medidas indiretas que possibilitam a compreensão dareologia do material em termos de trabalhabilidade (através do abatimento ou espalhamentoda mistura), fluidez e coesão.2.2.1.1 Ensaios que medem um parâmetro reólogicoReis (2008) apresenta alguns exemplos de ensaios que medem apenas um parâmetroreológico, tais como abatimento tronco de cone, penetração, viscosímetro de tubo rotativo eensaio de k-slump, para obtenção da tensão de escoamento. Enquanto que ensaios comoVeBe, LCL, ensaio de vibração, cone de escoamento (Cone ou funil de Marsh), Caixa L eOrimet medem a viscosidade plástica, Marangon (2006) também utiliza para obtenção deviscosidade o ensaio de fluidez no Funil “V”.Para Castro (2007), o Abatimento de Tronco Cone é um ensaio bastante usadocotidiano e de simples execução, que pode detectar pequenas modificações na mistura atravésdo teor de água da mistura original. A Norma ABNT NBR NM 67:1998 regulamenta o ensaiono Brasil.

Maria Luísa Spínola Fernandes Lucas 2007 ... - DigitUMa
Fernanda Duarte Lopes Lucas Da Silva - Conpedi