Views
3 years ago

lucas fernando krug influência do beneficiamento ... - Cimento Itambé

lucas fernando krug influência do beneficiamento ... - Cimento Itambé

38Contudo, Duart (2008) afirma que na literatura não existe um consenso sobre atemperatura ideal de queima da casca do arroz. Para a maioria dos autores os valoresapresentados como ideais situam-se entre 500º C e 1100 ºC, o que demonstra a indefiniçãodeste parâmetro. No entanto é consenso que para fins de pozolanicidade, a quantidade defases cristalinas na sílica deve ser a menor possível, originadas, portanto de processos comtemperaturas não elevadas e resfriadas naturalmente.Neville (1997) afirma que a casca do arroz é um resíduo natural de interesse para usono concreto, por possuir um alto teor de sílica, desde que sua combustão seja entre 500 e700ºC, o que resulta em um material amorfo com estrutura porosa.Hoppe (2008) destaca que a problemática para a incorporação da CCA para aprodução de concreto através da substituição parcial do cimento reside no fato das cinzas nãoserem homogêneas. Pois para seu emprego como material pozolânico as características dehomogeneidade e reatividade devem ser garantidas pelo processo de queima através dequalidade e padrão de queima adequado.Conforme Della (2001), a CCA pode ser obtida por processos de queima tipo “grelhas”.Neste processo, a casca é queimada em grelhas dispostas paralelamente, originando cinzascom granulometrias diferentes, decorrentes de distintos gradientes de temperatura em funçãoda disposição da casca de arroz sobre as grelhas. Como conseqüência tem-se cinzas comdiferentes colorações, granulometrias e potenciais de pozolanicidade.Já Rukzon, Chindaprasirt e Mahachai (2009), realizaram estudos sobre o efeito damoagem nas propriedades físicas e químicas da CCA. Concluíram que não existem diferençassignificativas na composição química de cinzas do mesmo lote com finuras diferentes devidoa tempos de moagem distintos. Já quanto a pozolanicidade, comprovaram a eficiência demaiores tempos de moagem, pois mesmo com a dificuldade de dispersão, cinzas com temposde moagem mais elevados tendem a apresentar melhores resultados de ensaios mecânicos decompressão.Também para Hoppe (2008), o tempo de moagem ao qual a CCA é exposta exerceinfluência significativa na reatividade da cinza. Pois o processo de moagem proporciona ummaior refinamento dos grãos da amostra, o que também buscou estudar Calheiro (2011)através da incorporação de aditivos ajudantes de moagem. Calheiro (2011), integrante domesmo grupo de projeto do presente trabalho, teve como objetivo tornar mais eficiente a

39moagem através da utilização da incorporação de aditivos ajudantes de moagem, no sentidode mostrar se o grau de moagem influencia nas propriedades da CCA.A cinza gerada pela combustão a céu aberto ou não controlada em fornos possui umaconsiderável proporção de minerais de sílica reativa menos cristalina, tal como a cristobalita ea tridimita, e por isso deve ser finamente moída para desenvolver atividade pozolânica(MEHTA e MONTEIRO, 2008).Kieling (2009) verificou que a CCA natural, ou, mais especificamente, imediatamenteapós o processo de combustão apresenta-se como um material heterogêneo, tanto pelotamanho das partículas quanto pela coloração em decorrência dos processos geradores, esugere a necessidade do processo de beneficiamento ou segregação granulométrica(peneiramento). Salienta ainda que esta é uma discussão muito pouco encontrada na literatura.Cabe salientar que o trabalho de Kieling (2009) foi motivador desta pesquisa, pois auxiliou naelaboração da questão balizadora deste estudo, e através do qual se percebeu a necessidade demaiores aprofundamentos sobre a influência do peneiramento na produção de concretos, oque motivou o desenvolvimento deste trabalho.2.4.4 Beneficiamento da cinza de casca de arrozAlguns trabalhos buscam estudar e analisar o efeito do beneficiamento da CCA dosprocessos de segregação por peneiramento e moagem no resultado de qualidade, desempenhoe durabilidade de concretos. Dentre os trabalhos pode-se citar Hoppe (2008), Duart (2008),Meira (2009) e Kieling (2009).Hoppe (2008) estudou a influência da moagem da CCA na carbonatação do concreto.O autor em suas conclusões afirma que, concretos com a utilização de cinzas com obeneficiamento de moagem possuem maior durabilidade em relação ao concreto comutilização de cinza in natura ou sem moagem. O autor concluiu ainda que o processo demoagem proporciona um efeito benéfico aos concretos, pois ocasiona um decréscimo notamanho das partículas aumentando a reatividade da cinza e diminuindo a carbonatação, logopossibilitam a obtenção de concretos com maior durabilidade.Duart (2008) e Meira (2009) também realizaram estudos sobre a influência damoagem da CCA como material pozolânico em concretos. Meira (2009) comprova aviabilidade técnica para o emprego de CCA natural, sem moagem, pois em seus ensaios as

TCC Lucas Fernando Krug - Unijuí
Fernanda Duarte Lopes Lucas Da Silva - Conpedi
Maria Luísa Spínola Fernandes Lucas 2007 ... - DigitUMa