Views
3 years ago

lucas fernando krug influência do beneficiamento ... - Cimento Itambé

lucas fernando krug influência do beneficiamento ... - Cimento Itambé

54cinzas encontram-se

54cinzas encontram-se numa faixa de acordo com a produzida em laboratório por Cordeiro(2009).Já quanto a massa específica obteve-se 1,98 g/cm³ para a cinza natural e 2,1 g/cm³ paraa cinza peneirada. Estes valores encontram-se próximos aos obtidos pela CCA utilizadas porGanesan, Rajagopal e Thagavel (2008), pois obtiveram massa específica de 2,06 g/cm³.Para melhor conhecimento do formato das cinzas optou-se pela realização de ensaiosmais minuciosos. Por isso realizou-se o ensaio de Microscopia eletrônica de varredura (MEV)para ambas as cinzas, após o processo de moagem. A Figura 18 ilustra a cinza natural e aFigura 19 apresenta a cinza peneirada.Figura 18 – MEV da cinza naturalFigura 19 – MEV da cinza peneirada3.2.3 AgregadosA determinação das características físicas dos agregados foi baseada nos seguintesprocedimentos:• Composição granulométrica Norma ABNT NBR NM 248: 2003;• Massa específica do agregado miúdo –Norma ABNT NBR 9776: 1987;• Massa específica do agregado graúdo –Norma ABNT NBR 9937: 1987;• Massa unitária solta – Norma ABNT NBR 7251: 1982.3.2.3.1 Agregado miúdoO agregado miúdo utilizado consiste em areia natural de origem quartzosa provenientedo estuário do Guaíba. As características físicas foram determinadas conforme as Normas

Brasileiras ABNT NBR NM 248: 2003 e ABNT NBR 9776: 1987. A Tabela 7 apresenta aspropriedades do agregado miúdo.Tabela 7 – Propriedades do agregado miúdoAgregado miúdoMassa unitária solta (g/cm³) 1,47Massa especifica - Chapmann (g/cm³) 2,58Massa específica – Picnômetro (g/cm³) 2,48Módulo de finura 2,39Dimensão máxima (mm) 4,855A distribuição granulométrica do agregado miúdo é apresentada na Figura 20.Porcentagem acumulada em peso (%)100908070605040302010C UR VA G RANUL OMÉ T RIC A DA ARE IA - NB R 7211/2005areiaz ona utiliz ávelz ona ótima00,1 0,15 0,3 0,6 1,2 2,4 4,8 6,3 9,5Abertura das Peneiras em mmFigura 20 –Distribuição granulométrica do agregado miúdo3.2.3.2 Agregado graúdoO agregado graúdo utilizado é de origem basáltica. Foram determinadas característicascomo massa unitária solta conforme a Norma ABNT NBR 7251:1982, massa específica ediâmetro máximo, conforme Norma ABNT NBR 9937:1987. As propriedades do agregadograúdo são apresentadas na Tabela 8.

Fernanda Duarte Lopes Lucas Da Silva - Conpedi
Maria Luísa Spínola Fernandes Lucas 2007 ... - DigitUMa