Views
3 years ago

lucas fernando krug influência do beneficiamento ... - Cimento Itambé

lucas fernando krug influência do beneficiamento ... - Cimento Itambé

56Tabela 8 –

56Tabela 8 – Propriedades do agregado graúdoAgregado graúdoMassa unitária solta g/cm³ 1,53Massa especifica – Balança hidrostática (g/cm³) 2,80Módulo de finura 7,05Dimensão máxima 25Absorção (%) 1,54Na Figura 21 é apresentada a distribuição granulométrica do agregado graúdo.10090C URVA G R ANUL OMÉ T R IC A DA B R IT A - NB R 7211/2005britaPorcentagem acumulada em peso (%)8070605040302010z ona 9,5/2501,2 2,4 4,8 6,3 9,5 12,5 19 25 31,5Abertura das Peneiras em mmFigura 21 –Distribuição granulométrica do agregado graúdo3.2.4 Aditivo redutor de águaO aditivo utilizado tem como objetivo obter uniformidade de consistência, medidapelo abatimento, entre as misturas sem a modificação da relação água/aglomerante para asdiferentes misturas. As características do aditivo encontram-se na Tabela 9. Seu nomecomercial é MASTERMIX 397 N2, produzido pela BASF.

57Tabela 9 – Especificações do aditivoFunçãoAditivo plastificante polifuncional para concreto.Base química Lignosulfonatos e Aditivos especiaisAspectoLíquidoCorCastanho escuroAção secundária: redutor de água, retardo de pegaSolubilidade em água: TotalNão contém cloreto de cálcio, ou ingredientes a base de cloreto.Teste Método BASF Especificação UnidadeAparênciapHDensidadeSólidosTM761BTM112BTM103BTM 613 BLiquido Castanho8-101,155-1,18535-37Visual-g/cm3%Fonte: Dados do fabricante (BASF), 2009.3.3 PLANEJAMENTO DOS EXPERIMENTOSOs traços utilizados neste programa experimental seguiram a nomenclatura estabelecidaconforme a Tabela 10.Tabela 10 – Nomenclatura dos traços de concreto do programa experimentalDefinição Traço ComposiçãoREFERÊNCIA 1 ; 2 ; 3 100% CP II F-3210% NATURAL 1 ; 2 ; 3 90% CP II F-32 + 10% CCA não peneirada20% NATURAL 1 ; 2 ; 3 80% CP II F-32 + 20% CCA não peneirada10% PENEIRADA 1 ; 2 ; 3 90% CP II F-32 + 10% CCA peneirada20% PENEIRADA 1 ; 2 ; 3 80% CP II F-32 + 20% CCA peneiradaOs traços referem-se a três níveis distintos de resistências em função da relaçãoágua/aglomerante (0,41; 0,49 e 0,57) por possuirem diferentes consumos de cimento e do teorde argamassa. Para cada traço de concreto produzido moldaram-se 11 corpos-de-prova, emformas cilíndricas metálicas de 10 cm de diâmetro e 20 cm de altura, sendo dois utilizadospara os ensaios de resistência à compressão aos 7 dias, dois aos 28 dias, dois aos 91 dias, doispara o ensaio de tração por compressão diametral aos 28 dias, dois para absorção aos 91 dias eainda um extra para possíveis erros de ensaio. Ainda em cada mistura foi produzido materialpara execução dos ensaios de abatimento do tronco de cone. A Figura 22 ilustra o esquema doprograma experimental em função dos corpos de prova moldados para os ensaios, bem comoos traços definitivos obtidos na dosagem.

TCC Lucas Fernando Krug - Unijuí
Maria Luísa Spínola Fernandes Lucas 2007 ... - DigitUMa
Fernanda Duarte Lopes Lucas Da Silva - Conpedi