Views
3 years ago

Estudo produtividade em pdf. - Fesete

Estudo produtividade em pdf. - Fesete

FESETEProdutividade nas

FESETEProdutividade nas I.T.V.C.Nas exportações, seguem-se os sectores de Máquinas e Equipamentos, incluindo o Equipamento Electrónicoe Óptica (20%) e o Material de Transporte (16%), não podendo deixar de se referir quer este último temo seu resultado claramente influenciado pela empresa “Auto-Europa”. Simultaneamente, estes são tambémos sectores com maior peso ao nível das importações, representando 21,8% e 14,3%, respectivamentedo total das importações nacionais em 2003. A estes junta-se a Indústria dos Produtos Químicos, FibrasSintéticas ou Artificiais e Artigos de Borracha e de Matérias Plásticas (14,8%).Gráfico 8Estrutura Comércio Externo 2003100%80%60%40%20%0%ExportaçõesImportaçõesA B C D E F G H I JA - Agricultura, Produção Animal, Caça, Silvicultura, Pesca e Industrias Alimentares, das Bebidas e doTabacoB - Indústrias ExtractivasC - Industria Têxtil e do Couro e dos Produtos do CouroD - Indústrias da Madeira e da Cortiça, Pasta, Papel e Cartão e Seus Artigos, Edição e ImpressãoE - Coque, Produtos Petrolíferos Refinados e Combustível NuclearF - Produtos Químicos, Fibras Sintéticas ou Artificiais e Artigos de Borracha e de Matérias PlásticasG - Outros Produtos Minerais Não Metálicos e Indústrias Metalúrgicas de Base e de Produtos MetálicosH - Máquinas e Equipamentos, não especificado e Equipamento Eléctrico e de ÓpticaI - Material de TransporteFonte: Banco Portugal, Relatório Anual 2004c. Educação e InovaçãoO capital humano de um país é fundamental na obtenção de elevados níveis de produtividade e narespectiva margem de progressão. Importa assim analisar o investimento canalizado para a Educação epara a Formação Profissional, bem como os resultados que se têm obtido.30

FESETEProdutividade nas I.T.V.C.Não pretendendo efectuar uma avaliação muito aprofundada destas questões, seleccionaram-se trêsindicadores, com base nas estatísticas europeias, que possam ilustrar a situação verificada: a despesapública em educação (como percentagem do PIB), uma medida da formação contínua (percentagem dapopulação entre os 24 e os 65 anos que frequentou durante o ano, acções de educação ou formação) euma medida do nível de habilitações da população mais jovem (percentagem da população entre os 20e os 24 anos que completou o ensino secundário).Para cada um deles são apresentados de seguida os valores para Portugal, a média da União Europeiae alguns países europeus, informação complementada no anexo I, onde se encontram os resultados paraos 25 membros da União Europeia.Quadro 2 - Despesa pública em Educação (% PIB)1995 2002U.E. 25 5,17 (s) 5,22 (s)U.E. 15 5,19 (s) 5,22 (s)Portugal 5,37 5,83Grécia 2,87 3,96Espanha 4,66 4,44Irlanda 5,07 4,32República Checa 4,62 4,41Eslovénia nd 6,02nd - não disponívelFonte: Eurostats - estimativa EurostatNo quadro acima pode verificar-se que Portugal, comparativamente a outros países, nomeadamenteaqueles que nos estão mais próximos em termos de desenvolvimento económico, é aquele que realizaum maior esforço financeiro ao nível da Educação, superior mesmo a alguns dos países do alargamento.Este é um resultado que não deveria ser surpreendente. De facto, o ponto de partida de Portugal emmatéria de habilitações, após várias décadas de estagnação durante o período do Estado Novo, erasubstancialmente inferior à da maioria dos países europeus, com excepção de Espanha e Grécia, queviveram situações semelhantes. Não tem sequer qualquer comparação com os países do Leste Europeu,que apesar de um sistema político e económico diferente durante um longo e recente período da suahistória, sempre atribuíram à educação um papel primordial no desenvolvimento dos respectivos países.31

PRODUTIVIDADE EMPENHO E TECNOLOGIA - Cenibra
estudo que aborda produtividade e novas formas de remuneração ...
+ PDF - Instituto de Estudos de Gênero
Educação como base da produtividade e competitividade d... Baixar ...
Estudos Camonianos_1975.pdf - Universidade de Coimbra
pdf - Instituto de Estudos de Gênero - UFSC
Versão em PDF - Partido Social Democrata
Estudos de Cultura Clássica 4_1991.pdf - Universidade de Coimbra
Consulte e/ou descarregue a apresentação do estudo em formato pdf
Estudos de Cultura Clássica I_1987.pdf - Classica Digitalia ...
Veja versão em PDF - Revista Novos Estudos
Leia aqui a edição completa (pdf) - Computerworld
Estudo Benchmarking 2012 - Associação Portuguesa de Contact ...
Estudo macroeconomico - Relatório Final - Área Metropolitana do ...
Download full document - Centro de Estudos Sociais - Universidade ...
documento em PDF - Rel-UITA
9ºCongress oo - Fesete
brochura de documentos - Fesete
Contrato Colectivo de Trabalho para o Sector do Calçado - Fesete
Contrato Colectivo de Trabalho para o Sector de Lanifícios ... - Fesete
"Venceremos" - Campanha SST - Fesete
Capa da TESE - Fesete