Views
2 years ago

Tradução de Ana Biscaia Tradução de Manuel Alberto Vieira

Tradução de Ana Biscaia Tradução de Manuel Alberto Vieira

— Monte o equipamento

— Monte o equipamento na igreja. Depois dê ordem para que sejamenviados reforços a Davout. Quero a unidade de Bernadotte cá em cima omais depressa possível, e ordene que a Guarda suba ao Planalto.Deixando o seu estado-maior para trás, Napoleão seguiu a cavaloacompanhado de dez homens do corpo de infantaria ligeira da Guarda Imperialaté uma pequena elevação para lá da aldeia, de onde conseguia teruma melhor visão do progresso da batalha. À esquerda, Lannes fazia recuaros russos num ritmo constante, para longe do Planalto de Pratzen, permitindoa Murat e à sua cavalaria investir contra a linha inimiga, ameaçandoquebrá-la em duas partes. À direita, Napoleão constatou que o inimigo aindaestava completamente envolvido no ataque à unidade de Davout. Emboraestivesse em desvantagem numérica numa razão de pelo menos três paraum, Davout mantinha-se firme. Para lá do flanco direito estendia-se umasérie de pequenos lagos congelados, rodeados por pântanos onde ficavampresos os homens que combatiam nessa extremidade do campo de batalha.Napoleão de imediato viu ali a sua oportunidade. Assim que o centro inimigoestivesse quebrado, os franceses poderiam dar meia volta e encurralaraproximadamente metade do exército inimigo contra os lagos.Virando a atenção para leste, Napoleão viu que a Kutusov apenas restavaum núcleo de homens para desafiar a superioridade francesa no Planalto.A subir desde a cidade de Austerlitz vinham os soldados de elite da GuardaRussa. Três mil ao todo, estimou Napoleão. As suas belas bandeiras ondeavamno ar frio e a luz do Sol refletia-se nas suas baionetas à medida queavançavam em metódicas linhas. Napoleão não pôde deixar de apreciar asua admirável aparência enquanto mantinham a formação e marchavam deforma constante inclinação acima rumo às linhas da infantaria de Vandammeque os esperavam silenciosamente. Espicaçando o cavalo com as esporas,conduziu a sua escolta em direção ao General Vandamme, que soltava gritosde encorajamento aos seus homens enquanto observava a aproximação doinimigo. O General virou-se ao escutar o ruído de cascos acercando-se.— Sire. — Inclinou a cabeça brevemente. — Juntou-se a nós num momentointeressante.— Estou a ver que sim. Tenho a certeza de que os seus homens se irãomanter firmes.— Irão — replicou Vandamme com determinação.Naquele momento, embora os russos que se encontravam mais pertoainda estivessem a mais de trezentos passos dos franceses, soltaram subitamenteum enorme rugido e afluíram inclinação acima.Vandamme ergueu as sobrancelhas.— Devem estar loucos. Serão despedaçados na altura em que nos alcançarem.134

— Poderá acontecer isso. — Napoleão assentiu com um aceno decabeça. — Mas o que lhes falta em massa cinzenta parece sobrar-lhes emcoragem.Olharam fixamente para os russos à medida que estes se aproximavam,precipitando-se ladeira acima, de bocas abertas enquanto soltavamos seus gritos de guerra. As bandeiras batiam umas contra as outras acimado denso e trémulo mar de baionetas, quebrado aqui e ali por uma espadaque se erguia quando os oficiais incitavam os seus homens a avançar. Qualquerpretensão de formação cedo se perdeu e pareceu a Napoleão que osfranceses estavam prestes a ser como que engolidos por uma turbamultaenraivecida.— Preparar mosquetes! — berrou Vandamme, e a ordem foi repetidaao longo da linha da frente ao mesmo tempo que os homens levantavam assuas armas e as colocavam ao nível do inimigo que se aproximava. Quandoa dianteira russa estava a pouco mais de cinquenta passos das pontas dasbaionetas francesas, Vandamme gritou: — Fogo!Uma saraivada irregular de balas caiu em estrépito ao longo da linhada frente e o inimigo ficou instantaneamente tapado por um véu encapeladode fumo de pólvora. Sobre o Planalto soprava um vento suave e o fumorapidamente se dispersou o suficiente para revelar que uma grande quantidadede russos havia sido abatida, porém os seus companheiros já saltavamsobre eles, de baionetas apontadas enquanto corriam na direção dos franceses.Os homens de Vandamme baixaram apressadamente os mosquetese retiraram novos cartuchos das cartucheiras, arrancando as pontas com osdentes e deitando pólvora nos canos, cuspindo em seguida as balas lá paradentro e apertando a pólvora com as varetas. Restou-lhes apenas o temposuficiente para dispararem uma segunda rajada desesperada antes que ainvestida os alcançasse. Uma vez mais, o ar foi preenchido por fumo, masantes que se pudesse dispersar, os russos investiram e correram a toda avelocidade por entre os franceses. No espaço de segundos, a linha da frentetransformara-se num caótico emaranhado de uniformes azuis e verdes,com os russos a lutar como ferozes bestas. Não houve qualquer tentativa dedisparos com as baionetas, apenas violentos golpes com a lâmina e ruídossurdos de ossos a partir enquanto as coronhas das suas armas eram usadascomo tacos.A primeira linha da divisão de Vandamme titubeou com o impactoe manteve a posição por um momento, após o que os primeiros russos irromperame a linha rapidamente se dissolveu numa confusão geral.— Os seus homens vão quebrar — disse Napoleão em tom baixo.Vandamme permaneceu em silêncio por um momento e, em seguida,concedeu:135

Tradução de: J. Espadeiro Martins, Ana Silva e Teresa Damásio
Caderno Lingua Portuguesa - Ana Paula Teixeira - Dom Alberto
Tradução da doc de Perl
O Comodoro Alberto Manuel Silvestre Correia nasceu a 8 de Agosto ...
Evolução - RH Atlântico Sul - Ana
Diagnóstico das águas do Brasil - Ana
Evolução - RH São Francisco - Ana
aNA - AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUA - LENHS UFPB
PROPOSTA DE PROGRAMAS E AÇÕES PARA O PNRH - Ana
Evolução - RH Atlântico Sudeste - Ana
Irrigação no Plano Estratégico - Ana
Evolução - RH Atlântico Leste - Ana
Evolução - RH Tocantins-Araguaia - Ana
ANA vai regular serviços de irrigação Nova atribuição será para ...
plano nacional de recursos hídricos navegação interior - Ana
Evolução - RH Atlântico Nordeste Oriental - Ana
MACIEL, Ana Paula. Vacância residencial na RMBH. Dissertação ...
Evolução - RH Atlântico Nordeste Ocidental - Ana
ESTATUTO DO IDOSO: AVANÇOS COM CONTRADIÇÕES Ana ...