Views
2 years ago

Tradução de Ana Biscaia Tradução de Manuel Alberto Vieira

Tradução de Ana Biscaia Tradução de Manuel Alberto Vieira

— Mais

— Mais de vinte e sete mil almas.Levantou-se um murmurinho excitado entre os oficiais de Napoleãoe este voltou-se e lançou-lhes um olhar fulminante que fez com que se calassemde imediato.— Marechal Lannes, encarregue-se dos nossos convidados.Lannes exibiu um sorriso rasgado.— Será um prazer, sire.Mack ordenou que os seus companheiros desmontassem e, à medidaque os seus cavalos eram levados por moços de estrebaria franceses, osoficiais austríacos desfilavam miseravelmente através da entrada da casade campo. Napoleão observou-os por um momento, depois virou-se paraBerthier com uma expressão satisfeita.— A primeira metade da campanha está terminada. Agora é chegadaa altura de virarmos a nossa força contra os austríacos que restam, e os seusamigos russos.Capítulo 10ArthurLondres, novembro de 1805Nas semanas que se seguiram ao seu regresso à Grã-Bretanha, Arthur retomougradualmente as suas antigas amizades e outros contactos na capital.Todavia, num recanto da sua mente persistia o pensamento em Kitty, queainda vivia em Dublin, ao que sabia. Por muito que desejasse vê-la, adiavavezes sem conta o envio de uma carta, dizendo a si mesmo que de momentoestava demasiado ocupado para tais questões. No meio da azáfama e doesplendor dos círculos sociais da capital, Arthur sentia-se lisonjeado pelaatenção de mulheres da alta sociedade, embora também passasse muitasnoites nos bares e antros que serviam álcool, onde desfrutava da companhiade cortesãs. Contudo, nenhuma delas lhe excitava o ardor tanto quantoa simples ideia de Kitty. Por conseguinte, tentava ocupar a mente comoutras questões.Era vital que compreendesse plenamente o terreno social e políticono qual os Wellesley combateriam para salvaguardar o seu lugar no centrodos assuntos da Grã-Bretanha. O seu irmão mais velho, William, eramembro da Câmara dos Comuns e mostrara ser um barómetro útil paraas complexas relações entre as diversas fações. Nos onze anos que haviam80

passado desde que se tinham visto pela última vez, William envelheceramal. Engordara e o seu cabelo ficara cinzento. Ainda mais desanimador erao facto de William se ter aclimatado à política a um ponto tal que começaraa encará-la como um meio para todos os fins, e encorajara vigorosamenteo seu irmão mais novo a apoiar a fação crescente de Lorde Buckingham.Certa manhã, os dois irmãos estavam sentados na sala de estar dacasa da mãe, na altura em que os primeiros dias chuvosos e ventosos de invernochegavam a Londres. Chuva glacial tamborilava na janela e escorriapelo vidro em veios demorados que turvavam os detalhes da rua lá fora.Um criado acendera a lareira, mas embora as brasas brilhassem vivamentena grelha, Arthur tremia e apertava mais o casaco liso em volta dos ombros.— Houve uma altura em que ansiava por regressar à Grã-Bretanha —disse serenamente. — Pensava que qualquer coisa seria preferível a passaroutro verão na Índia. Mas agora? Por Deus, daria posto, título e fortunapara regressar a Mysore. Aquilo é que era vida.William sorriu tenuemente.— Ah, sim. Disseram-me que tu e o Richard viviam como reis noseio dos nativos. Qual era o nome daquele palácio que estavam a usar? —Franziu o cenho enquanto tentava lembrar-se. — Dowley qualquer coisa?— Dowlut Baugh — respondeu Arthur. — E era uma residência deverão do sultão Tipu, não o seu palácio. Não devias acreditar em tudo aquiloque ouves em Londres, meu irmão.— Talvez não, mas circularam rumores dos, hum, excessos de opulênciaque o Richard concedeu a si próprio enquanto foi governador-geral.Os boatos dizem que também não te saíste nada mal.— Rumores, William. Nada mais. Apenas rumores.William contraiu os lábios.— Espero que sim, para bem de todos nós. Desde que o Richard tenhauma explicação satisfatória para o parlamento quando regressar.— Terá. E defendê-lo-ei com unhas e dentes, tal como tu e o resto dafamília.— Oh, claro. — William endireitou-se na cadeira. — Isso nem é precisodizer. E temos de nos certificar de que garantimos apoio político suficientepara ajudar o Richard quando, se, houver uma investigação.Arthur observou o irmão demoradamente.— Referes-te a Buckingham, presumo?— Sim. O homem está determinado em deixar a sua marca na cenapolítica. Seria proveitoso para a nossa família se nos aliássemos a ele.— Os políticos vêm e vão, William. E se o teu amigo Buckingham nãofor capaz de deixar a sua marca? E se formos arrastados para baixo com ele?Nesse caso, como podia a nossa família ter esperança de exercer influência81

Tradução de: J. Espadeiro Martins, Ana Silva e Teresa Damásio
Tradução da doc de Perl
O Comodoro Alberto Manuel Silvestre Correia nasceu a 8 de Agosto ...
Caderno Lingua Portuguesa - Ana Paula Teixeira - Dom Alberto
PROPOSTA DE PROGRAMAS E AÇÕES PARA O PNRH - Ana
Evolução - RH Atlântico Sudeste - Ana
ANA vai regular serviços de irrigação Nova atribuição será para ...
MACIEL, Ana Paula. Vacância residencial na RMBH. Dissertação ...
Evolução - RH Atlântico Nordeste Oriental - Ana
plano nacional de recursos hídricos navegação interior - Ana
ESTATUTO DO IDOSO: AVANÇOS COM CONTRADIÇÕES Ana ...
Evolução - RH Atlântico Leste - Ana
Evolução - RH Tocantins-Araguaia - Ana
Irrigação no Plano Estratégico - Ana
Diagnóstico das águas do Brasil - Ana
Evolução - RH Atlântico Sul - Ana
Evolução - RH São Francisco - Ana
Evolução - RH Atlântico Nordeste Ocidental - Ana
aNA - AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUA - LENHS UFPB