angina estável identificação e abordagem - OPEC

opec.eventos.com.br
  • No tags were found...

angina estável identificação e abordagem - OPEC

XVI Congresso de Cardiologiade Mato Grosso do SulANGINA ESTÁVELIDENTIFICAÇÃÇÃO O E ABORDAGEMCampo Grande, outubro de 2010nsmorais@cardiol.br


Epidemiologia da DAC EstávelSuécia80FrançaEscócia190410Pacientes com DAC Estável(por 1.000 / hab)(40 – 75 anos)Itália578Brasil584Inglaterra590Espanha8150 200 400 600 800 1000Wilhelmsen L et al - Eur Heart J 1997;18:1220-12301230www.datasus.gov


Morbimortalidade na DAC EstávelMortalidade Média


Doença a em Baixa?AASEstatinaIECAβ-bloqNitrato


Variáveis de AnáliseAngina Estável x DAC EstávelIndivíduos coronarianos x Assintomáticos com alto risco para DACUni / Bi / TriarteriaisCom ou sem envolvimento do Tronco de Coronária EsquerdaAlteração anatômica x funcionalFatores de Risco associadosMelhora dos sintomas x Redução de mortalidade


Objetivos da Abordagem da DAC Crônica EstabilizadaReduzir ou impedir a progressãoda ateroscleroseReduzir isquemia miocárdica,dolorosa ou não, melhorando aqualidade de vida dos pacientesPrevenir IAMe reduzir mortalidade


Proposta terapêutica clínica para a DAC Estável(Baseada nas recomendações da Task Force ACC / AHA / ACP-ASIM)AASAntianginosos (medicamentos)Beta-bloqueadores eBaixar a PAControle do colesterol eCessar o fumoDieta apropriada eDiabetes sob controleEducação (Fatores de Risco) eExercícios físicos regularesACC/AHA Guidelines – J Am Coll Cardiol 1999;33:2092-197197Gibbons RJ et al – ACC/AHA Guidelines Update 2002Fraker Jr TD et al – ACC/AHA Guidelines Update 2007


Estratificação o de RiscoTabela de Framingham


Detectando o Paciente de Alto Risco em Testes Não No Invasivos* Disfunção severa de VE em repouso (FE


Teste ErgométricoProbabilidade Pré-Teste, Tipo de Dor e Risco CardiovascularGibbons RJ et al – ACC/AHA Guidelines Update 2002Meneghelo RS et al – III Diretriz SBC sobre Teste Ergométrico 2010


Importância Prognóstica do Tratamento Clínicoda Angina EstávelScore Prognóstico de Duke na Angina EstávelTempo de exercício (em minutos)-5x Depressão de ST (em milímetros)-4x Índice Anginoso (1 ausência, 2 presença e 3 se foi a causa da interrupção do exercício)-10 Alto Risco de Morte (>3% ao ano)-10 a 4 Médio Risco de Morte (1 a 3% ao ano)>4 Baixo Risco de Morte (


Teste Ergométrico na Angina EstávelIndicação Classe IIndicação Classe IIa* Probabilidade pré-teste intermediária paraDAC, incluindo os com BRD oudepressão de ST 2 Fatores de Risco (B)* Avaliação de terapêutica farmacológica (B)Meneghelo RS et al – III Diretriz SBC sobre Teste Ergométrico 2010


Escore de CálcioCDiretriz Brasileira sobre Angina Estável– Arq Bras Cardiol 2004, Suplemento IIGottlieb I, Lima JAC – Circulation 2008;117:1318-13321332


Quando realizar Angiografia Coronária?ria?ACC/AHA Guidelines – J Am Coll Cardiol 1999;33:2092-197197Gibbons RJ et al – ACC/AHA Guidelines Update 2002Diretriz Brasileira sobre Angina Estável– Arq Bras Cardiol 2004, Suplemento II


Opções Terapêuticas Baseadas na Angiografia CoronáriariaSITUAÇÕÇÕES DE BAIXO RISCO:- Uniarterial sem envolvimento do 1/3 proximal da DA- Biarterial sem envolvimento do 1/3 proximal da DAPreferência: Tratamento clínicoATC ou RM geralmente em casos de angina refratáriaSITUAÇÕÇÕES DE RISCO INTERMEDIÁRIO:RIO:- Uniarterial com envolvimento do 1/3 proximal da DA- Biarterial com envolvimento do 1/3 proximal da DA- Triarterial sem envolvimento do 1/3 proximal da DA ecom função ventricular normalUsualmente intervenção (ATC ou RM)Às vezes tratamento clínicoSITUAÇÕÇÕES DE ALTO RISCO:- Triarterial com envolvimento do 1/3 proximal da DA- Triarterial com disfunção ventricular- Lesão de tronco de CEUsualmente cirurgia de RMÀs vezes ATC

More magazines by this user
Similar magazines