A segunda vida da herdade da Revilheira

iris.cpidt.pt
  • No tags were found...

A segunda vida da herdade da Revilheira

AmbienteA cavalo contra transgénicosNotíciasVale 30 % descontoem livrosna LivrariaSítio das LetrasReguengosde MonsarazAlentejowww.noticiasalentejo.pt02 MAR 2009A segunda vidada herdadeda Revilheira


A segunda vidada herdade da RevilheiraA Herdade da Revilheira, em Reguengos de Monsaraz, encontra-se aoabandono desde o início do ano. Desde portões que desapareceram atéà invasão do gado de propriedades vizinhas, que procurou melhorespastagens, foi acontecendo de tudo um pouco. Propriedade do Estadoe gerida pela Direcção-Regional de Agricultura do Alentejo foi vendidaà Lazer e Floresta, Empresa de Desenvolvimento Agro-Florestal Imobiliário,Turístico e Cinegético, SA, que integra a Parpública, SGPS. Osfuncionários Direcção-Regional de Agricultura do Alentejo deixaramas instalações nos primeiros dias de Janeiro e, desde então, a herdadetem permanecido desocupada e sem indícios de qualquer tipo de vigilância.Catarino Costa, administrador da Lazer e Floresta, disse ao NotíciasAlentejo que a situação da herdade será resolvida em breve,depois da realização de trabalhos de cartografia e de reuniões comvárias entidades, entre as quais a Câmara Municipal de Reguengosde Monsaraz.«A propriedade foi adjudicada no dia 31 de Dezembro de 2008,mas só em Fevereiro fomos notificados para proceder ao pagamentodos impostos. Esta é uma fase naturalmente um pouco complicada,mas a empresa pretende manter as boas práticas agrícolas»,disse, realçando que, ainda este mês, a Lazer e Floresta vai criarcondições para ter a propriedade com ocupação efectiva. De resto,o mesmo administrador admitiu que a empresa recebeu já váriaspropostas de agricultores locais para compra de pastagens.A Lazer e Floresta, segundo Catarino Costa, manterá com a Revilheiraa prática que desde sempre distinguiu a empresa: Desenvolverpotencialidades e colocar em venda as propriedades depoisde valorizadas.PatrimónioA herdade da Revilheira (constituída por três propriedades – Revilheira,Espinhais e Picão) foi adquirida num «pacote» que incluiuoutras propriedades do Estado situadas em Viana do Alentejo, Chamuscae Montijo. A Lazer e Floresta pagou 16 milhões e 902 mileuros.Em Março de 2007, o DN noticiou que o Ministério da Agriculturairia avançar com a venda de património. O jornal, que citava o ministroJaime Silva, adiantou, então, que a primeira lista de herdadesdeveria render uma receita de 20 milhões de euros para o Estado enessa lista constava já a herdade da Revilheira.A Parpública - Participações Públicas, SGPS, SA é uma SociedadeGestora de Participações Sociais de capitais exclusivamentepúblicos, que se rege pelo estabelecido no Decreto-Lei nº 209/2000,de 2 de Setembro, constituindo um instrumento do Estado para actuaçãonos seguintes domínios: Gestão de participações em empresasem processo de privatização ou privatizáveis a prazo; Desenvolvimentodos processos de privatização, no quadro determinadopelo governo; Reestruturação de empresas transferidas para a suacarteira para o efeito; Acompanhamento de participações em empresasprivatizadas que conferem direitos especiais ao Estado; Gestãode património imobiliário público excedentário, através de empresassubsidiárias de objecto especializado; Apoio ao exercício pelo Ministrodas Finanças da tutela financeira sobre empresas do Estadoe empresas concessionárias de serviços de interesse económicogeral; Promoção da utilização das parcerias público privadas para odesenvolvimento de serviços públicos em condições de maior qualidadee eficiência.14 funcionáriosOs 14 funcionários da herdade que ainda restam ao serviço doMinistério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas estãoadministrativamente ligados ao denominado Centro Experimentaldo Alentejo Central, mas com indicações para permanecer em casa.Esperam, sentados, uma provável «guia de marcha» para a mobilidadeespecial.


DESTAQUEFICHA TÉCNICAA cavalo contra transgénicosNasceu há sete meses na Alemanha mas durante unsdias foi portuguesa. A iniciativa “Vita Activa”, protagonizadapelo jovem casal Maria e Markus Schlegel, circula pelaEuropa numa carruagem antiga puxada por dois cavaloscom o intuito de sensibilizar para a agricultura sustentávele contra os alimentos transgénicos. Até agora já atravessarama Suíça, França e Espanha.Em Portugal estes viajantes contam com um percursopara duas semanas - Campo Maior, Elvas, S. Vicente, Arronches,Portalegre, Nisa, Vila Velha de Ródão, CasteloBranco e Monfortinho. Em cada local, o contacto com escolas,mercados e outros locais, numa interacção pessoalem muito facilitada pela curiosidade que desperta uma embaixadatão original.A Plataforma Transgénicos Fora apoiou esta iniciativa. APlataforma Transgénicos Fora é uma estrutura integradapor doze entidades não-governamentais da área do ambientee agricultura (ARP, Aliança para a Defesa do MundoRural Português; ATTAC, Associação para a Taxação dasTransacções Financeiras para a Ajuda ao Cidadão; CAMPOABERTO, Associação de Defesa do Ambiente; CNA, ConfederaçãoNacional da Agricultura; Colher para Semear,Rede Portuguesa de Variedades Tradicionais; FAPAS,Fundo para a Protecção dos Animais Selvagens; GAIA,Grupo de Acção e Intervenção Ambiental; GEOTA, Grupode Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente; LPN,Liga para a Protecção da Natureza; MPI, Movimento Pró-Informação para a Cidadania e Ambiente; QUERCUS, AssociaçãoNacional de Conservação da Natureza; e SALVA,Associação de Produtores em Agricultura Biológica do Sul)e apoiada por dezenas de outras.Director:Carlos Trigona.carlostrigo@sapo.ptDirectora-adjunta:Maria Hortanoticiasalentejo@sapo.ptDirector-Técnico:António Marques/VITUSColaboradores:António Saias; José PalmaRita; Diamantino Dias; NorbertoPatinho; João Oliveira; José AlbertoFerreira; José Frota; BenjamimFormigo; Francisco Costa.Morada:Rua São João de Deus, 18,7200-337 Reguengos de MonsarazTelefone:266.508012 *Fax: 266.508017Telemóvel:96.7032441Estatuto EditorialO NOTÍCIAS ALENTEJO é umapublicação periódica de informaçãogeral e de âmbito regional,dirigida ao Alentejo. O N.A. tempor objectivo fornecer uma informaçãorigorosa, privilegiando asquestões de desenvolvimentoregional e transfronteiriças. Aopinião tem espaços próprios edevidamente identificados. O jornalassume-se como projecto independentedos poderes políticoe económico. O jornal tem umaedição mensal, em papel, e “online”. Na edição “on line”, há umespaço para actualização diáriada informação considerada relevantepara a região Alentejo.Na primeira fase, a edição foi apenas“on line”.Título registado no Institutoda Comunicação Social sob onúmero 124256, propriedade deCarlos Manuel Ferreira Trigo.A edição do “Notícias Alentejo”é da responsabilidade da sociedade“SÍTIO DAS LETRAS,LDA”, com sede em Reguengosde Monsaraz e capital social de5.000 €.


PS: Vital Moreira lidera candidatura ao PEA escolha de Vital Moreira para cabeça-de-lista do PS ao Parlamento Europeufoi considerada pelos analistas como uma tentativa de José Sócratesreforçar a posição dos socialistas à esquerda. No Congresso do PS, realizadoeste fim-de-semana em Espinho, destaque para os apoios a Sócrates porparte de figuras que têm criticado as opções políticas do PS. Manuel Alegree Joaão Cravinho recusaram convites para integrar a lista do secretário-geralsocialista para a Comissão Nacional. No discurso de encerramento do Congressodo PS, José Sócrates deu prioridade às medidas sociais e apresentouduas promessas: uma bolsa de estudos para jovens entre os 15 e os 18 anose a obrigatoriedade de frequência do pré-escolar.João OliveiraO PCP e as eleiçõesConsiderando o ano eleitoralde 2009, marcado pela realizaçãode três actos eleitorais, oPCP realizou no passado Sábadoum encontro nacional sobreeleições com vista à definiçãodas orientações fundamentaisa seguir. Neste encontro identificaram-setrês questões essenciais.Uma primeira tem que ver como quadro em que se realizam estastrês eleições, um quadro caracterizadopela crise económicae social que resulta de décadasde política de direita com consequênciasdesastrosas, feita depromessas não cumpridas, desacrifícios e injustiças impostosaos trabalhadores e ao povo.Uma segunda questão paradestacar a importância da lutacontra esta política como factorfundamental para a construçãode uma alternativa, que é possívele necessária, para umavida melhor. Esta luta, que nosúltimos quatro anos juntou centenasde milhar de portuguesese permitiu fazer frente aos retrocessosimpostos pelas políticasdo Governo PS, deve agora tertambém tradução nas batalhaseleitorais que se avizinham.Uma última questão é a daafirmação da CDU, força que integrao PCP, Os Verdes e muitosmilhares de independentes,como a força capaz de construiressa alternativa que se impõe,força política com provas dadasno respeito pelos compromissosassumidos com os portugueses.No Parlamento Europeu, naAssembleia da República e nasautarquias, é a CDU quem sedestaca pelo trabalho em defesados trabalhadores, do povo e dopaís, na exigência de elevadospadrões de exercício dos mandatospolíticos, com trabalhohonesto, sério e competente nointeresse das populações.É por tudo isto que o voto naCDU é a melhor garantia deuma política alternativa para umfuturo melhor!José Luís Cardoso critica Sócrates«A estratégia que José Sócrates defende em alternativa à situação presenteé o aperfeiçoamento das teses neoliberais», diz José Luís Cardoso,advogado. capitão de Abril. membro da Comissão Política Nacional da candidaturade Manuel Alegre às Eleições Presidenciais e membro do ConselhoGeral do MIC - Movimento de Intervenção e Cidadania. Em texto publicadono site do MIC, José Luís Cardoso explica a sua posição crítica - «não écom “mais regulação” que a profunda crise em que estamos envolvidos terásolução. Quer a auto-regulação quer as entidades reguladoras fracassaramem toda a linha. As entidades reguladoras em Portugal limitaram-se a terconhecimento dos crimes económicos, corrupção, branqueamento de capitaise evasão fiscal, depois de tudo ter acontecido. Os casos concretos quesão do conhecimento público serão apenas a ponta de um icebergue. Seriainteressante investigar outras instituições bancárias para se poder conhecerem toda a sua profundidade o que aconteceu no sistema financeiro português».Portel: Congresso das AçordasO Congresso das Açordas, certame organizado pela Câmara Municipal dePortel, realiza-se de 6 a 8 de Março. Associado ao Congresso das Açordas, aFeira Gastronómica e de Produtos Regionais e diversas iniciativas culturais:Exposições, Concurso, Animação, Cante Tradicional e Fado, preenchem oprograma cultural.


pub.NO FECHOÉvora: Workshop AlongamentosAssistidos – Essenciaisno Treino Personalizado| A MotriGest vai realizar umWorkshop de AlongamentosAssistidos – Essenciais no TreinoPersonalizado, no HealthClub Ritmus, em Évora, no dia13 de Março, entre as 19h30 eas 22h30, dirigido a todos osinteressados em Desporto eSaúde e irá abordar os Temasda Flexibilidade e dos AlongamentosAssistidos no TreinoPersonalizado. motrigestgeral@sapo.pt.Teixeira dos Santos contraparaísos fiscais | No finaldo Conselho Europeu, onderepresentou o Governo português,Teixeira dos defendeuque a supervisão financeira internacionalnão pode continuara deixar de fora os “paraísosfinanceiros”. “Não podemosdeixar de fora desse radar deregulação e supervisão áreasque são potenciais focos deperturbação e instabilidade eaté práticas de legalidade duvidosaem termos de operaçõesfinanceiras. Temos que ter umaposição muito enérgica. Acabarcom os off-shores é obrigá-losa cumprir as mesmas regrasque os demais mercados cumprem”,disse o ministro portuguêsdas Finanças. Deste ConselhoEuropeu de Bruxelas saiuuma ideia forte: a rejeição demedidas proteccionistas, comoresposta à crise económica efinanceira.Futebol: III Divisão - Série F |Resultados:Silves - Juventude 0-1Barreirense - Messinense 2-1Atlético - Louletano 1-0Castrense - Pescadores 0-3Campinense - Quarteirense 3-0Farense - C.Piedade 3-2Lusitano - Fabril 0-1Classificação após as 23 jornadasjá disputadas:1 C.Piedade 532 Louletano 513 Atlético de Reguengos 434 Pescadores 395 Juventude 386 Farense 367 Barreirense 288 Fabril 279 Lusitano 2610 Campinense 2311 Castrense 2312 Quarteirense 2013 Messinense 1814 Silves 13Anuncie aquinoticiasalentejo@sapo.pt266 508012 * 266 508017 (fax) * 96 7032441www.noticiasalentejo.pt

More magazines by this user
Similar magazines