PASTORAL SOCIAL NO BRASIL [Somente leitura] [Modo de ...

marista.edu.br

PASTORAL SOCIAL NO BRASIL [Somente leitura] [Modo de ...

Cardeal Sebastião Leme“Grito por justiça”Dom Helder Câmara“Não deixe morrer o profetismo”Dom Luciano Mendes de Almeida“Não esqueçam dos pobres”


PASTORAL SOCIAL• É a solicitude da Igreja para com as questões sociais;• É a presença solidaria da Igreja junto às pessoas esituações onde a dignidade e a vida são negadas ouameaçadas;• É a sensibilidade para com as pessoas mais sofridas eabandonadas;• A Pastoral Social, seguindo o caminho de Jesus Cristo,expressa o amor preferencial de Deus pelos pobres eexcluídos.


PASTORAL SOCIAL• A Igreja através destas Pastorais e Organismosresponde a missão, que é constitutiva da suaidentidade, de estar com os fragilizados.• Em comunhão com a missão maior da Igrejabuscam o fortalecimento e o diálogo para que amissão seja plena de êxito no propósito decuidar e defender a vida.


Um pouco da História


Nos Anos 60 - contexto• Regime Militar - Ditadura – Igreja e aDefesa dos Direitos Humanos;• Concílio Vaticano II: ConstituiçãoPastoral Gaudium et Spes - A CartaMagna da Pastoral Social;• Conferencia de Medellin - “os pobres doContinente Latino Americano clamam porJustiça”.


• Religiosos e leigos – missão de “ir ao mundodos pobres e levar-lhes a esperança. Teresperança é ter poder – mística”;• Os gritos dos camponeses e indígenas –encontram eco nas Assembléias da CNBB;• Dom Pedro Casaldáliga – denuncia trabalhoescravo;


Três Documentosassinados por bispos,superiores religiosos e missionários1. “Eu ouvi o clamor do meu povo” –Nordeste;2. “A marginalização de um povo: O Gritodas Igrejas” – Centro-este;3. Y-Juca Pirama – o índio que devemorrer.


Surgimento das primeirasPastorais SociaisInício dos anos 70• Conselho Indigenista Missionário - CIMI• Comissão Pastoral da Terra – CPT• Eram a resposta ao processo colonizadorda Amazônia.


As primeirasPastorais Sociais• Surgiram a partir da consciência dainsuficiência das mediações do trabalho socialna Igreja Católica para dar conta, na época, dosnovos problemas que atingiam amplos setoresda sociedade brasileira.


As primeirasPastorais SociaisMissão: Responder aos desafios que os povosindígenas e camponeses enfrentavam naAmazônia, região que a ditadura militar estava“integrando ao progresso nacional”.


TAREFAS• Aprofundar o atendimento aos pobres tendopresente a recuperação da cidadania e garantiados direitos básicos.• Responder ao desafio do empobrecimento nocampo e nas cidades causados pelas mudançasno modelo agrícola• Nascem como serviço ligado às comunidades.


Anos 70 e 80• Surgem novos e gritantes desafios: urbanização– migrações – mundo do trabalho;• Surgem outras Pastorais Sociais comomediações sócio-políticas da ação pastoral daIgreja;• Mediações que correspondessem ao conteúdoda DSI e à realidade sócio-política e pastoral.


Conferência de Puebla - 1979Confirmação da opção preferencial pelospobres“Suprimir as causas e não só os efeitos dapobreza e da injustiça”.Afirmação do Método: Ver, Julgar e Agir.


• Multiplicam-se as Pastorais Socaisespecializadas: Migrantes, Saúde, Operária,Mulher Marginalizada, Criança, Afro ...;• Surgimento do movimento Fé e Política;• A Igreja participa intensamente domovimento da Constituinte.


Nos anos 90• Semanas Sociais Brasileiras;• Grito dos Excluídos;• Plebiscitos – leis de iniciativa popular;• Mutirão da Superação da Miséria e da Fome;• Fortalecimento dos Movimentos Sociais;• Tensões e perda de horizontes;


Conferência de Santo DomingoA Igreja latino americana assume o desafio derefletir as culturas presentes no continente apartir das suas riquezas, e diálogo com ocristianismo.Reconhecimento das culturas dos povosindígenas e dos afro-americanos.Compromisso com estes povos.


• A Igreja contribuiu para a elaboração da Constituiçãode 1988 e com o processo de reconstruçãodemocrática;• A opção evangélica pelos pobres renova aparticipação e a partilha na Igreja e incentiva o espíritomissionário das comunidades;• Na década de 90 tem-se início das SemanasSociais Brasileiras . São processos importantespara a formação de lideranças que atuem social epoliticamente no serviço da paz e da justiça;


• O Mutirão Nacional de Superação da Misériada Fome, constitui uma manifestação da missãoda Igreja com os pobres;• O Mutirão da Amazônia quer respondermelhor às necessidades sociais, culturais eespirituais do povo da Amazônia;


• As Pastorais Sociais representamsignificativa participação na construção deuma sociedade justa e solidária.• São presença privilegiada e despertammaior sensibilidade e atenção frente àscontradições e os conflitos da sociedade;• Revelam um rosto de Igreja servidora esolidária.


CONFERENCIA DE APARECIDA


• Referencia da Igreja latino Americana.• Opção pelos pobres como intrinseca a fé cristã.• Compromisso eclesial com a missão social.• Os novos rostos sofredores.• A Igreja se compreende como advogada dospobres.• Uma Igreja solidária com os indígenas enegros.• Como trabalharmos estes referenciais?


Uma identidade pastoral


IDENTIDADE PASTORAL Para a Igreja, a caridade não é uma espécie deatividade de assistência social que se poderiamesmo deixar a outros, mas pertence à suanatureza, é expressão irrenunciável da suaprópria essência. O amor tem necessidade também deorganização enquanto pressuposto para umserviço comunitário ordenado”.


IDENTIDADE PASTORAL Ação social: atividade que tem implicância e relevânciana sociedade nos níveis diferenciados: local, regional enacional. A ação pastoral é uma ação social – pelas implicâncias daprática nos locais – sugere a idéia da Igreja inserida nomundo e nas lutas do ser humano quando fragilizado. Uma prática pastoral que não tem relevância nasociedade perde o seu aporte na prática de Jesus, pois aação do mestre de Nazaré era social (Lc 4, 16-20). Pela pertinência social faz-se uma ação política, nosentido em que busca o “bem comum”.”.


IDENTIDADE PASTORAL Dividas sociais – são dividas da nação emrelação a população (cidadãos) ou parte deles:compreende-se de que todos merecem viver comdignidade e a situação da maioria da populaçãoindica a não vivência deste princípio. 2- Origem das dividas sociais: Compreensãode nação patrimonialista, elitista onde alguns sedão o privilegio de ter posse dos bens emdetrimento da situação de miséria da maioria.


ENFRENTAMENTO DAS DÍVIDAS• Via política institucional – ação junto aospoderes de decisão visando sanar as dívidas.• Via pressão social: Movimentos Sociais -denuncia das dívidas sociais e cobrança pela suaresolução.• Ação curativa e profética das pastoraissociais - este é também o campo de ação dasPastorais Sociais: constituem a missão da Igrejafrente às situações de ameaça a vida da populaçãobrasileira: doença, fome, miséria, violência....


MISSÃO DA PASTORAL• Trata-se da organização de serviços que garantam avivência de uma dimensão essencial da missão daIgreja, a pratica do amor aos pobres e a todas aspessoas que sofrem injustiças.• Assumindo com nova força essa opção pelos pobres,manifestamos que todo o processo evangelizadorenvolve a promoção humana e autêntica libertaçãosem a qual não é possível uma ordem justa nasociedade.( DAp 399)


MISSÃO DA PASTORALA lição da Gaudium Et Spes: “As alegrias e asesperanças, as tristezas e as angústias doshomens e mulheres de hoje, sobretudo dospobres e de todos aqueles e aquelas que sofrem,são também as alegrias e as esperanças, astristezas e as angústias dos discípulos ediscípulas de Cristo”.A missão da pastoral social se coloca nasfronteiras da evangelização, no mundo dospobres e marginalizados (Missão da pastoralSocial, 2008).


Uma espiritualidaderevigoradora


ESPIRITUALIDADEEnraízada na realidade que nos cerca;Alimentada no Monte – alimento da Oração daPalavra e da Eucaristia;Vivenciada na mesa – são pastorais conduzidaspor gente de fé, de afetos, de amizades, dealianças....Da Estrada – a missão de Jesus se efetivou naEstrada – neste lugar ele revelou-se e revelou oseu projeto.


Algumas Tarefas


As tarefas para asPastorais Sociais1. Inserção, articulação - integração crescente entreas várias pastorais sociais. A possibilidade de terações combinadas, no sentido de concretizar oespírito de uma pastoral “orgânica e deconjunto”.2. O Leque de Parcerias nas SSBs, no Grito dosExcluídos, na Assembléia Popular, outros.


As tarefas para asPastorais Sociais3. A metodologia de trabalho - Conjugação deeventos nacionais com infinitas manifestaçõeslocais. Podemos falar, efetivamente, em umgrande “mutirão nacional”. Apesar dasdiferenças, foi possível unir esforços em açõesconjuntas. Daí o caráter amplo, plural, aberto,democrático, ecumênico e participativo dasiniciativas.


As tarefas dasPastorais Sociais4. A participação popularplebiscitos, leis de iniciativa popular...5. O protagonismo dos Excluídos atividades ereflexões crescem a partir das bases.O protagonismo dos excluídos caminha lado a ladocom o protagonismo dos leigos e das mulheres;


As tarefas para asPastorais Sociais6. Inserção sócio-políticaO seguimento de Jesus tem desdobramentossócio-políticos intransferíveis. Relacionar a açãolocalizada com uma visão global.7. A espiritualidade libertadora, vivida noconflito e na gratuidade.


DESAFIOS DAS PASTORAIS SOCIAIS


Desafios atuais para asPastorais Sociais1. Identidade cristã e vinculo com acomunidade eclesial;2. A relação com o Estado Brasileiro;3. Enfrentamento da Crise civilizacional.


Comunidade eclesial• As pastorais sociais são parte constitutiva daIgreja;• Não substituem a comunidade eclesial;• Transformam “toda a Igreja em comunidadesamaritana” DAp.;• Espiritualidade do conhecimento e daexperiência pessoal com Jesus Cristo.


Estado brasileiro• Controle social das políticas públicas;• Espaços participatórios – Conselhos eConferências;• Direitos Sociais efetivados;• Agentes sociais nos quadros do governo;• Marco legal da relação Estado e Sociedade Civil;• 5ª Semana Social Brasileira:• Estado para que e para quem.• Como praticar a democracia.


Crise civilizacional• Emergência da crise ambiental e sua relaçãocom as demais crises;• O papel das Pastorais e movimentos sociais parauma nova civilização;• Uma nova espiritualidade para a transiçãocivilizacional.

More magazines by this user
Similar magazines