QUALIDADE NO ATENDIMENTO - Fecomercio

fecomercio.com.br

QUALIDADE NO ATENDIMENTO - Fecomercio

economixPublicação da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo - Agosto - 2010Qualidade NoAtendimentoAssunto merece prioridade por ser a chavepara o sucesso de qualquer negócioPassada a Copa da África e as eleições presidenciais, o debate girará em torno daCopa de 2014 no Brasil. Todos os segmentos passarão a ficar cada vez mais atentos àsestratégias empresariais para atender aos inúmeros turistas que, além de assistiremaos jogos, irão consumir.A questão da qualidade no atendimento é fundamental neste momento, uma vezque é a chave o sucesso de qualquer negócio. Diante disso, é importante que a empresacrie mecanismos que mantenham os seus consumidores satisfeitos.Um dos grandes erros cometidos pelas empresas é o de não investir em treinamentopara os seus funcionários. Direcionar recursos para a capacitação profissionaldeveria ser considerado um investimento para empresa, já que bons frutos poderãoser colhidos com uma equipe mais bem preparada. É uma relação causa-efeito: somentedando o devido valor aos funcionários é que estes poderão valorizar seus clientese, somente assim, as estratégias da empresa passarão a ser percebidas por todosos clientes.Dentre os aspectos que devem ser analisados pela empresa estão: simpatia e cordialidade;uso adequado da linguagem, evitando gírias; boa apresentação pessoal;menor tempo de espera para atendimento; cumprimento do que foi prometido; escutaras críticas e sugestões; agilidade na solução de problemas; atendimento pósvendaspara esclarecimento de dúvidas ou para sugestões; dentre outros.pág.02 pág.03 pág.04f i n a n ç a sDicas para usar bem o créditoe evitar que os financiamentosvirem um transtornoS u s t e n ta b i l i d a d eReduzir, uma ação que beneficiaempresas e também o meioambientei n v e s t i m e n t o sMenos arriscados, fundosimobiliários despontam comoalternativa aos imóveis


Uso ConscienteDo CréditoAlgumas dicas são importantes para que a obtenção de empréstimosfinanceiros não se transforme em tormento ao consumidorMais do que uma estratégia de marketing,a decisão dos bancos em promover ouso consciente do crédito é uma forma dedivulgar conceitos e práticas para que oempréstimo de recursos seja uma solução enão um problema na vida do consumidor,garantindo assim controle do orçamento edo endividamento e afastando os riscos datemida inadimplência.Associado à educação financeira, osgrandes bancos de varejo, as empresas administradorasde cartões de crédito e as financeirasampliam o trabalho já realizadopor outras instituições ao lançarem cartilhase sites na internet disseminando o usoconsciente do crédito.As operações de crédito no sistema financeiroseguem em expansão, em clararelação com o dinamismo da atividadeeconômica. A oferta de crédito deve alcançarcrescimento superior a 20% este anoem relação ao ano passado, segundo oBanco Central, representando mais de 45%do PIB. A democratização do acesso ao créditovem agregando ao mercado consumidoresávidos por financiamento, mas compouco ou nenhum preparo para gerir seuendividamento.Com uma linguagem simples e objetivae com a ajuda de planilhas, os sitesdos bancos e suas cartilhas ensinam aosclientes e aos tomadores de crédito comoplanejar seu orçamento, como mantê-losob controle e até mesmo como reorganizarsua vida financeira, se o caos já tomouconta dela.A seguir, algumas das dicas para osseus clientes não perderem o controle deseus orçamentos: Controle suas finanças na ponta dolápis, acompanhando mês a mês suas receitase despesas; Pague suas contas em dia, evitandodespesas com multas e juros por atraso nopagamento; Pesquise preços e faça bem as contasantes de comprar bens, principalmenteaqueles de alto valor; Pague todas suas dívidas antes deassumir novas; Ao comprar a crédito, veja qual é ovalor da parcela mensal que você pode pagar,sem comprometer o planejamento doseu orçamento; Considere também a taxa de juros,que interfere nesse valor; Atente-se ao prazo de pagamento,pois ele também pode interferir na taxa dejuros que será aplicada na contratação; Faça comparações no mercado paraobter a melhor condição; Fique atento a ofertas vantajosas feitasna rua ou por telefone. Antes de assinarqualquer contrato, certifique-se da idoneidadeda empresa que está oferecendo taisprodutos e da veracidade das informações; Calcule quanto tempo você precisarádo dinheiro, avaliando a real necessidade; Nunca “empreste” seu nome a parentes,vizinhos ou conhecidos, para obteremoperações de crédito;As cartilhas também ressaltam a importânciado crédito e do consumo consciente.Assim, para utilizar o crédito de formaresponsável, aconselham o consumidora questionar-se sobre a importância doque ele pretende fazer. O crédito deve serutilizado para antecipar uma necessidadeou um objetivo somente se o seu pagamentocouber no bolso. Isso porque uma dívidasó vale a pena se ela contribuir para melhoraro nível de vida do cidadão. Mas sejaqual for o tipo de financiamento assumido,os bancos recomendam que o crédito sejautilizado com moderação.


SustentabilidadeReduzir, ação benéfica para empresas e para o meio ambienteA ação de reduzir o consumo de recursosnaturais deve ser entendida em sentidoamplo, que se estende desde a utilização atéa comercialização. Por conta disso e de princípioséticos é que as grandes redes varejistasrealizam o rastreamento das cadeiasprodutivas. Na produção, o uso dos recursosnão deve ser superior à capacidade dereposição, ou haverá escassez e até mesmoexaustão no longo prazo. Já o recurso nãorenováveldeve ser usado racionalmente.A orientação é benéfica ao meio ambientee à saúde financeira das empresas,pois implica em redução de custos. A experiênciapode ser iniciada de forma simples:uso racional de água, papéis, energia, buscarprodutos que causem menor impactono meio ambiente como, por exemplo, detergentesbiodegradáveis e equipamentoscertificados que consomem menos energia.É importante também priorizar o uso deenergias limpas ou renováveis (reduzindo aemissão de gases de efeito estufa), usar racionalmenteos recursos renováveis ou nãorenováveis,reduzir volume e peso das embalagens,sem esquecer da menor geraçãoe reutilização de resíduos do processo produtivo.Desta forma se diminui o consumode bens que causam impacto na natureza.Avaliar a cadeia produtiva dos bens comercializadosé importante para haver coerênciacom a produção sustentável. De nadaadianta adotar medidas de redução nos estabelecimentosse os conceitos se aplicamapenas em parte do processo. Cada dia maisexigente, o consumidor costuma cobrar estaresponsabilidade de quem está mais próximoa ele: o comércio.designTUTU

More magazines by this user
Similar magazines