Anexo 1 – Imagens dos minerais plagioclásio.

ige.unicamp.br
  • No tags were found...

Anexo 1 – Imagens dos minerais plagioclásio.

caracterização.De modo geral, os feldspatos são os aluminossilicatos mais importantes que resultam dasubstituição parcial do silício pelo alumínio na estrutura dos tectossilicatos. Por sua composiçãoquímica, formam três grupos principais, os feldspatos alcalinos, os feldspatos cálcio-sódicos(plagioclásios) e os feldspatos báricos (celsiana, que tem importância secundária).Propriedades GeraisAs propriedades a serem analisadas serão as Físicas, Químicas e Físico-químicas,excetuando-se as propriedades ópticas. O plagioclásio, como dito anteriormente, forma uma sériecompleta de solução sólida, onde as seis divisões entre a solução serão analisadas de maneira gerais,pois apresentam grande semelhança, variando de maneira uniforme de acordo com a composiçãoquímica.FAMÍLIA /GRUPO: Família dos tectossilicatos; Grupo dos Feldspatos.CRISTALOGRAFIA: plagioclásios se cristalizam no sistema triclínico e classepinacoidal.HÁBITO: Os cristais de plagioclásios são de ordinários, tabulares a algumas vezesalongados em direção ao eixo “b” do cristal. Na anortita os cristais podem ser prismáticosalongados paralelamente ao eixo “c” do cristal. Geminações são comuns.DUREZA: 6 a 6,5.DENSIDADE: 2,62 na albita; e 2,76 na anortita. A densidade varia linearmente da albitaaté anortita de acordo com a porcentagem relativa deste último. Veja a tabela abaixo:densidade relativa2,752,72,652,610 20 30 40 50 60 70 80 90 100Porcentagem de AnortitaTab.1 - Densidade relativa dos feldspatos Plagioclásio. Fonte: DANA, J. D. (1978). Manual de Mineralogia, 1ª edição.5ª revisão. Rio de Janeiro, RJ,CLIVAGEM: Clivagem perfeita {001}, boa paralela a {010} e má paralela a {110}. Oângulo entre as clivagens varia entre 93⁰34´ na albita e 94⁰12´ na anortita.COR: Incolor, branca, cinzenta; com menor frequência, esverdeada, amarelada,


avermelhada. Vê-se com frequência um belo jogo de cores, em especial na labradorita e naandesina. Algumas albitas mostram um jogo de cores opalescente, recebendo o nome ornamental depedra-da-lua.FRATURA: Irregular.BRILHO: Vítreo a nacarado.TRAÇO: Branco.DIAFANEIDADE: transparente a translúcido.COMPOSIÇÃO: Plagioclásio é uma espécie de alumínio silicato, com sódio e cálcio. Essesminerais formam uma série completa de solução sólida. O potássio encontra-se presente emquantidades significativas (podendo chegar até 5 moles por cento de ortoclásio), à medida que seaproximam da extremidade da albita.Mineral Proporções N a2O (%) C aO (%) Al2O3 (%) SiO2 (%)de AnAlbita(Ab) An0 -1 0 11,8 - 19,5 68,7O ligoclásio An1 0 -3 0 9,5 4 22,5 63,6Andesina An3 0 -5 0 7,1 8,1 26,3 58,5Labradorita An5 0 -7 0 4,7 12,1 29,8 53,4Bytownita An7 0 -9 0 2,4 16,1 33,2 48,3Anortita(An) An9 0 -1 0 0 - 20,1 35,6 44,3Tab.2 - composição do grupo dos plagioclásiosASPECTOS DIAGNÒSTICO: diferencia-se de outros feldspatos pela presença deestriações na clivagem basal causadas pela geminação da albita.Fig.1- Ilustração da geminação da albita e consequente formação de estriações.ENSAIOS LABORATORIAIS: Situa-se entre os números 4 e 4 e ½ na escala defusibilidade. Funde formando um vidro incolor. Os membros ricos em sódio dão a chama amarela.A albita é insolúvel em ácido clorídrico. Já a anortita é solúvel, e quanto maior o teor de cálcio,mais solúveis em HCl são os membros intermediários.


CONDIÇÕES GENÉTICAS DE P E T: O diagrama de equilíbrio de fases dosplagioclásios (fig. 2) representa umasolução sólida com o ponto de fusão daanortita a 1550oC e o ponto de fusão daalbita a 1100oC à pressão de 1 bar. Emcondições anidras (curva 1), o líquidocom composição Ab50An50 (A) começaa formar os primeiros cristais a cercade1450oC com composição aproximadade Ab82An18 (B). Com o resfriamentosob condições de equilíbrio, os cristaisvariam a sua composição chegando aAn50Ab50 (D) e o líquido final chegaem (C) a 1285oC. Esta variação contínuado plagioclásio só ocorre se houvertempo suficiente para os cristaisreagirem com o líquido. Senão, formamsezonações, núcleos mais cálcicos comFig. 2 - Diagrama de equilíbrio dos plagioclásios.cristais sódicos ao redor, por causa dofracionamento do líquido. À pressão de água PH2O 5kbar (curva2) as temperaturas de fusão sãomais de 300oC abaixo daquelas do sistema anidro. No sistema Ab-An-Q-H2O (fig 2. , curva 3 efigura 3) à pressão de 2kbar a grande diferença de composição entre líquidos e cristais emequilíbrio é um fator importante para formar líquidos ricos em sódio durante o fracionamentomagmático, bem como na ocorrência de fusões parciais das rochas que contém plagioclásio.Fig. 3 - Composição das fases de fusão e das fases cristalinascoesistentes no sistema quase ternário (Ab+Or)-An-quartzo aP H2O= 2kbar.


ALTERAÇÕES DO MINERAL: Os plagioclásio são suscetíveis a alteração de soluçõeshidrotermais, sendo que as variedades ricas em sódio mais estáveis do que as moléculas de anortita.São diversos os produtos de alteração e entre os diversos temos:• montemorilonita• escapolita• prenita• vários zeólitosParagêneseA paragênese mineral, ou simplesmente paragênese é o conjunto de minerais presentes emuma rocha ígnea ou metamórfica, e que se formaram sob mesmas condições de pressão, temperaturae pressão de voláteis. È de fundamental importância o conhecimento da paragênese no sentido deque podemos encontrar um mineral a partir de outros que se formam sob as mesmas condições depressão e temperatura.Estudemos agora a paragênese do plagioclásio:Rochas ÍgneasOs plagioclásios são os maiores constituintes dos doleritos e em rochas alcalinas básicasestão associados com a olivina, o piroxênio e a nefelina. Os leucogranitos em Nain, na península deLabrador, são constituídos puramente de plagioclásio e piroxênio. Nos espilitos, ocorrem comoalbita, podendo conter labradorita e andesina em inclusão com esta. Nos anortositos, osplagioclásios são o único constituinte principal, com teor An 38 a An 50 (bitownita, labradorita ouandesina).Rochas metamórficasA composição dos plagioclásios nas rochas metamórficas está associada a dois fatores: ograu de metamorfismo e a rocha hospedeira. Em metamorfismo de baixo a médio grau, da zona daclorita até a zona da granada, a albita é o mineral estável, e a anortita é praticamente inexistente. Natransição entre a fácies dos xistos verdes e a fácies anfibolítica da almandina, observa-se, aomicroscópio, a presença de lamelas descontínuas de composição peristerítica de plagioclásio An 3 aAn 22 . Passando da fácies anfibolítica para a fácies granulítica, a associação de anortita eortopiroxênio ocorre a partir da decomposição do anfibólio:


Ca 2 Mg 3 Al 4 Si 6 O 22 (OH) 2 + SiO 2 → 2CaAl 2 Si 2 O8 + 3MgSiO 3 + H 2 Oanfibólio anortita ortopiroxênioNa fácies granulítica, predomina a andesina sódica, com plagioclásios de composição An 30 -An 35 nos charnoquitos, ou labradorita em charnoquitos mais básicos. A fácies anfibolítica apresentaassociações de biotita-piroxênio-plagioclásio segundo a reação:NaCa 2 Mg 3 Fe 2+ Al 3 Si 6 O 22 (OH) 2 + 4SiO 2 → NaAlSi 3 O 8 + CaAl 2 Si 2 O 8 + CaMgSi 2 O 6anfibólio plagioclásio diopsídio+ Mg2FeSi3O9 + H2OortopiroxênioO plagioclásio não é estável na fácies eclogítica e reage com a olivina, formando onfacita(Na) ou granada (Ca).A composição quanto à rocha hospedeira, também é muito variável: na fácies anfibolítica deTessin, Suíça, a composição dos plagioclásios nos mármores silicosos é An 30-35 , nos calco-xistos éAn 62-79 e nas rochas calco-silicatadas, An 85-93 . Já nos xistos anfibolíticos adjacentes ao granito deBergell, Alpes Centrais, existem albita (An 0 ) e anortita (An 95 ).Rochas sedimentaresOcorre somente como albita autígena, contemporânea da sedimentação, ou em grãosdetríticos.Ocorrência e ambiente geológicoSabe-se que o feldspato é o mineral mais abundante da crosta terrestre. Isso se deve a umevento catastrófico ocorrido a aproximadamente 4 Ga, onde um bólido do tamanho de Marte sechocou com a Terra, fundindo-a parcialmente e possibilitando que minerais mais leves, como osfeldspatos, viessem a superfície e que minerais mais pesados se concentrassem mais ao centro doglobo.Dentre os feldspatos, o plagioclásio é o mais abundante e mais distribuído pela superfícieterrestre do que o potássico. São encontrados nas rochas ígneas, metamórficas e mais raramente nasrochas sedimentares.Sua presença é de importância e abundancia tal que, a classificação das rochas ígneasbaseia-se amplamente na espécie e na quantidade de feldspato presente. De regra, quanto maior aporcentagem de sílica de rocha (ácida), obviamente, menor será o percentual de minerais escuros etanto maior a quantidade de feldspato potássico e mais sódico será o plagioclásio; e inversamente,


tanto mais baixa a porcentagem de sílica, tanto maior a de minerais escuros e mais cálcico oplagioclásio. Observando o diagrama abaixo, vemos que a curva do feldspatos rico em sódio(albita), está muito próxima da região os as rochas contém alto teor de sílica em sua composição, aopasso que o feldspato rico em cálcio (anortita) possui sua curva próximo a região de alto teor deferro e magnésio.Fonte:PRESS, F. ; SIEVER, R. ; GROTZINGER, J. ; JORDAN, T. H. Para entender a Terra Ed.Bookman,São Paulo, 2004.A albita está incluída com o ortoclásio e o microclínio no que se conhece como feldspatosalcalinos, todos eles tendo uma ocorrência semelhante. O nome é devido a presença de somenteelementos da família dos Alcalinos da tabela periódica.ALBITAEstá presente como importante mineral constituintes de rochas ígneas. Faz-se presentetambém em diques pegmatíticos, podendo ser encontrada em cristais e substituindo o ortoclásio.Um variedade em placas da albita é a cleavelandita de ocorrência em alguns pegmatitos.OLIGOCLÁSIOEncontrado em várias localidade na Noruega, notadamente em Tvedestrand, onde conteminclusões de hematita que lhe conferem um brilho dourado.ANDESINADe ocorrência rara,exceto em grãos nas rochas ígneas. Seu nome provém da Cordilheira dosAndes, onde é o principal feldspato nas lavas de andesito.LABRADORITAÉ encontrado na costa do Labrador, de onde deriva seu nome. É mineral de rocha


amplamente espalhada, sendo o único constituinte de importância em grandes massas de rochasconhecidas como anortosito.BYTOWNITADe ocorrência rara, assim como a andesina, exceto com grãos nas rochas ígneas.ANORTITAMais rara que o plagioclásio sódico. Encontrada nas rochas ricas em minerais escuros emenor quantidade de sílica. Encontra-se também nas drusas dos blocos de lavas e nos calcáriosgranulares dos depósitos metamórfico de contato.UsoO uso acadêmico para o feldspatos em geral é que são bons indicadores de paleoclimas. Ofeldspato sofre um processo de degradação pela água, sendo um dos mais importantes constituintesdas argilas. Com sua presença ou ausência, é possível inferir informações sobre a área, pois indicamum clima pretérito seco ou úmido.Na indústria, utiliza-se menos o feldspato plagioclásio do que os feldspatos potássicos. Aalbita, chamada comercialmente de espato sódico é empregada na indústria de cerâmica de maneirasemelhante ao ortoclásio. A labradorita por exibir um belo jogo de cores, quando polida é usadacomo pedra de ornamentação. As variedades mostrando opalescência são lapidadas e vendidas sob onome de pedra-da-lua e pedra-do-sol.ConclusãoOs feldspatos plagioclásios conhecidos também por feldpatos cálcio-sódicos, sãorepresentantes de uma solução sólida, que possui a fórmula geral (Ca, Na)Al (Al,Si)Si 2 O 8 e éconstituída por: albita, oligoclásio, andesina, labradorita, bytownita e anortita. Constitui a série maisfrequente dos minerais, sendo que os plagioclásios de alta temperatura ocorrem em algumas rochasvulcânicas, enquanto que a série da albita-anortita de baixa temperatura se encontra na maioria dasrochas plutônicas, é frequente nas rochas metamórficas e é incomum em sedimentos, tanto na formade minerais primários como autígenos.Os cristais de plagioclásio frequentemente exibem zoneamento composicional,especialmente nas rochas vulcânicas, onde pode apresentar zoneamento normal com núcleo maiscálcico ou oscilatório, contínuo ou não. Na rochas metamórficas não são raros os zoneamentosinversos com bordas mais cálcicas.Possuem simetria triclínico com tetraedros de (Si,Al)-O formando um esqueletotridimensional, com os grandes espaços intersticiais preenchidos por íons Na e Ca. As estruturas em


seus pormenores são complexas e variam de acordo com a composição química, as condições decristalização e a história térmica.Resultante de processos modificadores, os plagioclásios são susceptíveis à ação de soluçõeshidrotermais, sendo as variedades mais sódicas mais resistentes, porém menor que o microclínio. Osplagioclásios mais cálcicos perdem Ca e Al, gerando albita e normalmente pequenos cristais deepidoto, sericita, carbonato e, às vezes também clorita. A alteração também pode gerar escapolita,prehnita, zeólitas, alofano, montmorillonita e caulinita.Em suma, é necessário reafirmar que os plagioclásios constitui um dos grupos de mineraisde grande importância devido a sua abundancia e às suas características discutidas ao longo dotrabalho.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASDANA, James Dwight (autor); HURLBUT, Cornelius S. (Cornelius Searle) (co-aut.). Dana'smanual of mineralogy. 17th. ed. New York: J. Wiley, c1959. xi, 609p., il. Inclui indice.DEER, W. A. (William Alexander) (autor); HOWIE, R. A. (Robert Andrew) (co-aut.); ZUSSMAN,J (co-aut.). Minerais constituintes das rochas: uma introdução. Lisboa: Fundação CalousteGulbenkian, [1981]. 558p., il. Inclui bibliografia e indice.PARA entender a Terra. Co-autoria de Frank Press. 4. ed. Porto Alegre: Artmed/Bookman, 2006.656 p., il. ISBN 9788536306117 (broch.).RIBBE, P.H. (Ed), 1983, Feldspar Mineralogy, Reviews in Mineralogy, 2 nd edit, Min. Soc.America, 323 pp.SMITH, J. V. BROWN, W. L., 1988, Feldspar Minerals . 1. Crystal Structures, Physical, Chemicaland Microextrutural Properties, Spring -Verlag, 828 pp


Anexo 1 – Imagens dos minerais plagioclásio.Mineral: Albita: NaAlSi3O8Características: incolor, brilhante cristais albita blocos de 3 cmde tamanho com uma varredura de espessura de clorita verdemicáceo micro.Local: Pedreira Acushnet, Co. Bristol, Massachusetts, E.U.A..Fonte: www.webmineral.comMineral: Oligoclasio: Na (, Ca) (Si, Al) 4O8Características: oligoclásio, vítreo claro e cristalino comquartzo leitoso e muscovita.Localização: Condado de Mitchell Bakersfield, Carolina doNorte, E.U.A..Fonte: www.webmineral.comMineral: Andesina: Na (, Ca) (Si, Al) 4O8Características: duplo de cristal translúcidoandesina.Localização: Maeyama Ueda shi, Nagano, noJapão.Fonte: www.webmineral.comMineral: Anortita: CaAl2Si2O8Características: cristal branco opaco de anortita comrevestimento de lava solidificada marrom escuro.Localização: Miyake-jima, província de Shizuoka.Fonte: www.webmineral.com


Mineral: Labradorite: Ca (, Na) (Si, Al) 4O8Características: Dual vista de um fragmentode clivagem da labradorita mostrando alabradorescência multi-coloridas (efeitoSchiller) e mesma área visualizada sem a cor.A cor é devido à interferência óptica emBoggild lamelas de exsolução.Localização: Ihosy, distrito Betroka, ToliaraProvince, Madagascar.Fonte: www.webmineral.comMineral: bytwonita: Ca (, Na) (Si, Al) 4O8Características: bytownita cristalino translúcido.Localização: Crystal Bay, no condado deHennepin, Minnesota, E.U.A..Fonte: www.webmineral.com

More magazines by this user
Similar magazines