porto alegre - Metro

publimetro.band.com.br
  • No tags were found...

porto alegre - Metro

O Jornal Metro é impresso em papel certificado FSC, com garantiade manejo florestal responsável, pelo Grupo Sinos S/A.GABRIELA DI BELLA/METROFestas impulsionam vendasItens juninos devem ter incremento de 6% PÁG. 06EM BUSCA DAVERSÃO IDEALVITOR RAMIL REVISITA CANÇÕES DE VÁRIASÉPOCAS NO THEATRO SÃO PEDRO PÁG. 09PORTO ALEGRETerça-feira,11 de junho de 2013Edição nº 397, ano 2MÍN: 11°CMÁX: 23°Csunny snow rain partly cloudy sleet thunder part sunny/www.readmetro.com | leitor.poa@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metropoasunnyshowersthundershowerswindyMP busca solução parahazy showerso ‘esqueleto do Centro’Ultimato. Proprietários de prédio inacabado desde 1959 na capital devem apresentar laudo estrutural para assegurar que não há risco dedesmoronamento. Promotor do caso afirma que, se ficar comprovado risco, será solicitada a demolição da estrutura de 19 andares PÁG. 03REFORMANA CASA DEQUINTANACentro culturalcomeça obras derestauração PÁG. 08Smam negou possível remoção | GABRIELA DI BELLA/METROVândalospintam ‘C’em árvoresMais de 20 espécies, como jacarandáse eucaliptos, foram marcadas comose fossem passar por corte PÁG. 02RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSEESTE JORNAL PARA OUTRO LEITORTelas protetoras e tapumes começaram a ser montados nas fachadas do local | GABRIELA DI BELLA/METROInter pode perderaté quatro titularesdurante pausaJanela de transferências do verãoeuropeu intensifica negociações.Damião pode deixar clube PÁG. 12


|02| {FOCO}PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2013www.readmetro.comVândalos pintam ‘C’ emárvores para indicar corte1FOCOEduardo de Lima VeigaPosse noMPEduardo de Lima Veiga(foto) tomou posseontem para o segundomandato no comandodo Ministério Público.A nomeação de Veigacomo procurador-geral dejustiça foi assinada pelogovernador Tarso Genroem 24 de maio. Veigafoi o mais votado naseleições internas do MPcom 365 votos.Radar móvelHoje, o radar móvelda EPTC estará nasseguintes vias:• Coronel Marcos• Pinheiro Borda• Salvador França• Padre Cacique• Borges de Medeiros• Diário de Notícias• Ipiranga• Severo Dullius• Tarso Dutra• Cristiano Fischer• Edgar P. de Castro• João de O. Remião• Juca BatistaBoato. Tinta apareceu em mais de 20exemplares no parque da RedençãoOlharcríticoDIEGOCASAGRANDEDIEGO.CASAGRANDE@METROJORNAL.COM.BRDiego Casagrande é jornalista profissionaldiplomado desde 1993. Apresenta osprogramas BandNews Porto Alegre 1 aEdição, às 9h, e Ciranda da Cidade, na BandAM 640, às 14h.Utilizada pela prefeitura paraindicar a necessidade decorte, a pintura da letra “C”no tronco de árvores surpreendeufrequentadores daRedenção nos últimos dias.Mais de 20 espécies situadasnas proximidades do RecantoOriental e do antigo minizooforam pintadas por vândalospara sugerir que seriamremovidas.Na manhã de ontem, aSmam (Secretaria Municipaldo Meio Ambiente) emitiu notade repúdio ao ato nas áreasmais arborizadas do mais movimentadoparque de PortoAlegre. A secretaria explicouque não estão previstos cortes.As espécies atingidas sãopaineiras, eucaliptos, plátanos,tipuanas, cinamomos,pitangueiras, timbaúvas, entreoutras. “Lamentamos muitoeste tipo de ato, pois asárvores são as mais prejudicadas,já que algumas tintas podemser tóxicas. Além do danoestético aparente, a açãocriou um temor desnecessáriode que há chance dessesvegetais serem removidos”,disse o engenheiro agrônomoPaulo Jardim, administradorda Redenção. A remoção datinta começou ontem.Informação falsa circulaNas redes sociais, fotos das árvoresmarcadas com o “C” forampublicadas, disseminandofalsa informação. O códigopara o corte ficou mais conhecidoem fevereiro, quando aprefeitura deu início ao cortede árvores junto ao Gasômetropara a duplicação da avenidaEdvaldo Pereira Paiva.A Smam esclareceu que aadministração do parque realizao manejo das árvores diariamente,removendo-as apenasnos casos em que estãosecas e mortas ou em casode risco de queda. As árvorescompõem o patrimônio naturale paisagístico. METRO POAA OMISSÃO DA POLÍCIATAMBÉM MATADezenas de árvores foram atacadas | GABRIELA DI BELLA/METROImagine a seguinte situação: um homem faz uma mulherrefém e ameaça, com uma faca, matá-la. Ele já estevepreso por assalto à mão armada, é extremamenteviolento e tem um longo histórico de agressões contraela. As horas vão passando e você é o responsável porcomandar um grupo de elite da polícia que tem ferramentase técnicas para tentar salvar a vida da vítima. Ohomem, cada vez mais enfurecido, aparece algumas vezesna janela e cabe a você a decisão de anular a açãodo delinquente com um tiro certeiro. Ou ainda, cabe avocê a decisão de invadir o local e tentar salvar a vítimadas garras dele. O que você faria?Este tipo de decisão, difícil de ser tomada e com todosos seus riscos, tem que ser técnica mas, sobretudo,humana. É preciso ter preparo e uma vontade visceralde salvar a vítima. Esta é a essência da polícia. Mas nãofoi o que se viu na semana passada em Sapucaia do Sul,município da região metropolitana localizado a 25 quilômetrosde Porto Alegre.Depois de esperar mais de 20 horas para tomar umadecisão que nunca veio, a Brigada Militar agora teráde conviver com o rótulo de omissa nesse trágico caso.O delinquente cumpriu o que prometera, estranguloua ex-companheira e cometeu suicídio. Quando osFALE COM A REDAÇÃOleitor.poa@metrojornal.com.br051/2101.0471O jornal Metro circula em 23 países e tem alcance diário superior a 20 milhõesde leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicaçãoe da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda asexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre,ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.EXPEDIENTEMetro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini. (MTB: 70.145).Editor Chefe: Luiz Rivoiro. (MTB 21.162). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini.Diretora Financeira: Sara Velloso. Diretor de Tecnologia e Operações: Luiz Mendes Junior.Gerente Executivo: Ricardo Adamo.Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso.Jacarandássucumbemna OsvaldoUm mistério paira sobreos jacarandás do corredorde ônibus da Osvaldo Aranha,em frente ao Institutode Educação, entre os bairrosFarroupilha e Bom Fim.Várias árvores estão com galhose troncos secos, indicandomorte ou doença.Técnicos da Smam apontamum conjunto de fatoresbióticos e ambientais para asituação. Em árvores semelhantesem vias próximasfoi identificada a presençade um fungo oportunista,o Phoma spp. Porém,este tipo de doença se abateem vegetais que já se encontramdebilitados e, sozinhos,muito dificilmentelevariam um jacarandá àmorte. Conforme os técnicos,estresse hídrico, solopobre em nutrientes e poluiçãodo ar influenciaram asituação. METRO POAhomens da lei invadiram a casa não havia mais nadaa ser feito. A mulher viria a morrer dois dias depois.Em 2011, a Brigada Militar também esperou 16 horas.Resultado: o agressor matou a vítima. Algo está muitoerrado.Conhecedor da eficiência e compromisso da BrigadaMilitar na defesa da sociedade, não tenho dúvidasque seus homens estão algemados. Burocratas movidospor ideologia estão criando tantos entraves à ação policialque fica difícil agir. E isso ficou claro ao ouvir asdeclarações do subcomandante da corporação ao términodeste desastre: “Nossa prioridade é e sempre será garantira vida da vítima e do sequestrador”. Enquanto asecretária dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, criauma norma que congela a carreira de um policial quematar no cumprimento do dever, aqui a polícia agoratem que – pasmem – se preocupar com a vida do marginaltanto quanto da vítima. Uma distorção total de enfoquee valores.Em breve, a perícia no corpo vai dizer se a mulherfoi mesmo violentada e torturada dentro da casa ondemorava. Há rumores de que a Brigada Militar teriaacompanhado a violência através de escutas, seus homensqueriam agir, mas foram impedidos por “ordenssuperiores”. Um delegado afirmou que há “muitas dúvidas”sem resposta. Se fizerem uma investigação séria eisenta, isso pode ficar comprovado.Perder vidas por omissão da polícia e desesperador.É o fim da picada.Metro Porto Alegre. Gerente Executivo: Luís Grisólio. Editor Executivo: Maicon Bock (11.813 DRT/RS).Editora de Arte: Julia Rodrigues. Grupo Bandeirantes de Comunicação RS. Diretor-Geral: Leonardo Meneghetti.Editado e distribuído por Metro JornalS/A. Endereço: rua Delfino Riet, 183,Santo Antônio, 90660-120, PortoAlegre, RS. Tel.: (051) 2101-0471O jornal Metro é impresso noGrupo Sinos S/A.A tiragem e distribuiçãodesta edição sãoauditadas pela BDO.40.000 exemplares


PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2013www.readmetro.com {FOCO} |03|◊◊MP dá umultimato parao ‘esqueleto’Novo capítulo. Justiça determina prazo de 60 dias para Galeria 15de Novembro apresentar laudo de estabilidade do prédio inacabadoDesconfiado do perigo que representaaquele prédio de 19andares inacabado há meioséculo em meio a cartões-postaisde Porto Alegre, o MinistérioPúblico comemora umadecisão da Justiça que deu 60dias para a Galeria 15 de Novembroapresentar um laudode estabilidade estrutural.E caso o laudo aponte risco, oMP quer a demolição e limpezado local.O promotor Norberto Avena,destaca que já foi constatadoque o prédio não temvedação externa, tratamentopara umidade, que infiltraçõescomprometem as vigas,há tijolos apodrecidos. “Istoque o nosso perito só chegou“O prédio não apresentanenhum problema desegurança estrutural.Eu jamais permitira quea minha mãe morasse láse tivesse risco.”SERGIO FIGUEIREDO,EM NOME DA GALERIA 15 DE NOVEMBROComerciantes ocupam o térreo do prédio | GABRIELA DI BELLA/METROaté o 4 o andar. Se for constatadoque há risco queremosa demolição”, avisa Avena.O promotor admite, porém,que este mesmo perito atestaque até o 3 o andar não há, defato, risco. Os demais andaresteriam de ser avaliados ainda.Conhecido como ‘esqueleto’o conjunto abriga comerciantese moradores, na ruaMarechal Floriano quase esquinacom a avenida OtávioRocha, no centro da capital.São mais de 300 unidades inacabadashá 54 anos.Laudo para esta semanaO prazo está correndo, masSergio Figueiredo, que falouontem ao Metro em nome docondomínio, avisa que estátudo encaminhado. Profissionaisforam contratados paraa elaboração do laudo que estáem fase de conclusão e seráentregue esta semana à Justiça.E defende-se: “Isso que falamnão é verdade. O prédionão apresenta nenhum problemade segurança estrutural.Eu jamais permitiria quea minha mãe morasse lá dentrose tivesse algum risco”,destaca. Na tentativa de levara obra adiante, Figueiredodiz estar com três negociaçõesem andamento. “Temosnegócios rápidos a serem realizados”,adianta.LETÍCIABARBIERIMETRO PORTO ALEGREObra inacabada incomoda o MP | GABRIELA DI BELLA/METROCronologiaConheça a história doprédio da Galeria 15:• 1956. Início da construção• 1959. Alegandofalta de condições,empreendedorescomunicam à prefeituraque a obra seriainterrompida• 1988. Prefeitura aprovalegislação para isentarIPTU e taxa de coletade lixo de imóveis queretomassem obras. Nãohá efeito da medida• 1989. Família Figueiredoadquire maior parte doedifício• 2001. Projeto da Caixa eda prefeitura prevê usodo imóvel para moradiaspopulares, mas não sai dopapel• 2002. Com ação civilpública, prefeitura solicitainterdição e desocupaçãodo prédio. Liminarconcede interdição dosandares desocupados,mas garante aosocupantes se manteremno prédio• 2006. Smov apontaproblemas na estrutura erisco de queda de parteda fachada na calçada60dias foi o prazo firmado peloMP para que seja apresentadoum laudo estrutural do prédio.Em caso de risco, o órgão requera demolição e limpeza do local.Alerta. Sem concreto,obras de BRTs paramSem areia para concreto, pequenosreparos | GABRIELA DI BELLA/METROConforme o previsto, acaboua areia. Sem areia, nãotem concreto e sem concretonão tem mais como os operárioscontinuarem as obras dasBRTs das avenidas Protásio Alvese Bento Gonçalves.De acordo com o diretoradministrativo do Sindicatoda Indústria da Construçãode Estradas, Pavimentação eObras de Terraplenagem doRS, Nilton Scapin, desde sexta-feirajá não há mais comoseguir as obras dos novos corredoresde ônibus que dependemdo concreto. “A parte deconcreto já parou. O que nósvamos fazer se não temosareia para dar continuidade àobra? Só perfurmaria, pequenosreparos no meio-fio, na sinalização”,lamenta.O sindicato não sabe precisaro atraso que a obra podeter, depende do retorno daareia ao mercado. Enquantoisso, aguarda o plano emergencialque o governo ficoude apresentar para amenizaro problema. METRO POALutoMorre Dona Edy,presidente doDonas de Casa RSFoi confirmada, ontem,a morte da presidente doMovimento das Donasde Casa do RS, Edy MariMussoi, aos 78 anos. DonaEdy, como era conhecida,morreu após sofrer umacidente vascular cerebralna noite de domingo.Reconhecida pela lutareferente aos direitosdas donas de casa e domésticas,a presidente ficoucerca de 20 anos àfrente da entidade. O velóriode Edy Maria Mussoicomeçou no final datarde de ontem, no CrematórioMetropolitano.A cerimônia de cremaçãoocorre às 10h de hoje.BANDNEWSCanoas recebe liderançasinternacionais esta semana“Vivemos emtempos de decepçãoe individualismo.É necessário criar umsistema que incentiveas pessoas a participarda vida pública.”JAIRO JORGE, PREFEITO DE CANOASCanoas sedia de hoje atéquinta o 3 o Fórum Mundialde Autoridades de Periferia.O evento vai reunir representantesdos governos locaise da sociedade civil de maisde cem cidades do mundo,com o objetivo de construirmetrópoles mais democráticas,inclusivas, sustentáveis esolidárias.Os debates principais seguirãoseis eixos de trabalho:Identidades e Multipolaridade;Governança e Participação;Globalização e MetropolizaçãoSustentabilidade eÁgua; Bem comum e Bem viver;Igualdade e Políticas deGênero. Além das mesas temáticase das conferênciasprincipais, a terceira ediçãoconta com 20 atividades paralelas,16 atividades autogestionáriase um FestivalCultural.Ao receber destaquesmundiais por projetos popularescomo a implantação deum sistema inédito de detecçãosonora de disparos de armasde fogo, o ShotSpotter,na área da Segurança Públicae com o projeto Prefeito naRua, Canoas se gabaritou areceber o evento de repercussãointernacional. É a primeiracidade brasileira a sediar oFórum que antes passou pelaFrança e Espanha. Diversasautoridades confirmara presença, entre elas, o ex--presidente Luiz Inácio Lulada Silva que deve encerrar oevento no dia 13, às 11h.Apesar do fórum ser voltadopara prefeitos, secretários,gestores públicos, pesquisadorese acadêmicos, opúblico em geral tambémpode participar dos debates.As mesas serão realizadas noUnilasalle. A programaçãocompleta está disponível nosite www.pt.falp2013.com.br/programacao. METRO POA


|04| {BRASIL}PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2013www.readmetro.comPAC 2 conclui pela 1ª vezmais da metade das obrasInfraestrutura. Balanço divulgado pelo governo mostra que 54,9% dos empreendimentos foram entregues entre janeiro de 2011 e abril de 2013Pela primeira vez desdeo lançamento da segundaedição do PAC (Programade Aceleração do Crescimento)- em janeiro de2011, o governo conseguiuconcluir mais da metadedas obras previstas. Ovalor total gasto com empreendimentosde infraestruturalogística, social eurbana somou R$ 388,7 bilhõesaté abril, de acordocom o 7° balanço do programadivulgado ontem -equivalente a 54,9% do total.É um crescimento de18,4% na comparação como dado apresentado em janeiro.Segundo o governo,88% das obras já foramconcluídas ou estão em ritmoadequado; 9% estão ematenção; e 3% estão em nívelpreocupante.A meta do PAC 2 é investirR$ 958,9 bilhões atéo fim do próximo ano. Segundoo governo, o investimentoalcançou R$ 557,4bilhões, correspondente a56,3% do total. O financiamentohabitacional puxouo desembolso recorde, comR$ 178,8 bilhões. O programaMinha Casa Minha Vidautilizou R$ 46, 3 bilhõese entregou 1,2 milhão deresidências populares etem outras 2,4 milhõescom contratos assinados,“Não podemos sercobrados em seis anospelo que não foi feitoem 30.”MIRIAM BELCHIOR, MINISTRADO PLANEJAMENTOmas ainda não concluídas.Na área social, o balançorevela atraso nas obras deconstrução de creches. Atéo momento, 3.123 escolasde pré-escola foram construídasem 1.606 municípios.A promessa da presidenteDilma Rousseff é aconstrução de 6 mil crechesaté o fim de 2014. “Nós queremosacelerar as obras”,garantiu o ministro interinoda Educação, José HenriquePaim, citando o uso doRDC (Regime Diferenciadode Contratação), que permiteobras sem licitação.ManobraPara manter as obras emritmo adequado, o governoOS GARGALOS DO PAC 2Obras em diversos setores têm provocado preocupação do governo.Confira alguns empreendimentos com status de atenção ou preocupanteSETOROBRAINVESTIMENTOPROBLEMAPROVIDÊNCIASPRAZO DECONCLUSÃOAberturade propostasem 9 de julhoRODOVIAS FERROVIAS AEROPORTOS ENERGIA SANEAMENTOBÁSICOArcoRodoviáriodo Rio deJaneiroR$ 742,2 MIentre 2011e 2014Licitaçãoprecisou serrefeitaFerrovia deintegraçãoLeste/OesteCaetité-BarreirasR$ 3,1 BIentre 2011e 2014Obra suspensapelo TCU porirregularidadestécnicasIbama e Valectêm até 1° dejulho dadossobre impactosambientaisTerminalde cargasdo aeroportoSalgado Filho(RS)R$ 137,2 MIentre 2011e 2014Restrição paraos estudosgeológicos paraa fundação dopátioPublicaçãode novalicitação até13 de julho*31 DE JULHO PARA CONTRATOS E 30 DE OUTUBRO DE 2014 PARA DEMAIS OBRASUsinaHidrelétricade BeloMonteR$ 21 BIentre 2011e 2014Apenas 4%das obrasforam feitaseste anoExecutar28% doempreendimentoaté30 de agostotem revisto os cronogramas.É o caso, por exemplo,dos editais de concessãopara as rodovias BR-040e BR-116, em Minas Gerais.O edital do leilão que iriaser lançado em setembrofoi adiado para novembro.Segundo o balanço doPAC 2, 1.889 km de rodoviasforam concluídas eoutras 7.349 km ainda estãoem obras.Frequentemente adiado,o ínicio das obras paraa construção do tremde alta velocidade que ligaráRio de Janeiro, SãoPaulo e Campinas tem umhorizonte. As empresas interessadasno chamadoTrem Bala deverão entregaras propostas até 13 deagosto. O leilão está marca-Esgotamentosanitáriona BaixadaSantistaR$ 103 MIentre 2011e 2014Ritmo lento naexecução dasobras devido àparalisação decontratosAtingir 87%das obrasconcluídas até30 de agostoABASTECIMENTODE ÁGUAImplantaçãodo sistema deabastecimentode água deManaus (AM)R$ 34,7MILHÕESAinda estáindefinido oresponsávelpela operaçãodo sistemaA prefeituradeverá definira operaçãodo sistema até30 de agosto87% ATÉ31/12/2016 30/12/2014 14/1/2015 30/1/2019 30/8/201330/8/2013RECURSOSHÍDRICOSTransposiçãodo Rio SãoFrancisco -Eixo Lestee NorteR$ 4,4BILHÕESDificuldade nadesapropriaçãode terrase falta decontrataçãoExecutarcontratos econcluir obrasnas margense nas bacias31/7/13 E30/10/2014*do para 19 de setembro. Aintenção do governo é assinaros contratos até 27 defevereiro de 2014. O investimentoprevisto é de R$33,2 bilhões com a conclusãoaté 2019.MARCELOFREITASMETRO BRASÍLIATesteMinistro pedecompreensãopara canteirosde obrasO turista que desembarcarnas seis cidades-sede da Copadas Confederações conviverácom canteiros deobras no caminho do estádio.Para o governo, o cenárionão revela falta de planejamento.“As pessoas vãochegar com aeroportos ecanteiros em obras, sim.Mas o sentimento será queo Brasil está se preparando,cumprindo o dever de casapara a Copa do Mundo”,minimizou o ministro dasCidades, Aguinaldo Ribeiro.O governo consideraque, há 12 meses para a Copa,as obras de mobilidadeurbana estão ritmo adequado.Segundo o balançodo PAC 2, 63 obras terão R$8 bilhões em investimentopara construção de metrôs,monotrilhos, veículos levessobre trilhos (VLTs), BRT ecorredores de ônibus. “Estariaconstrangido se não tivessemas obras. Até porqueo evento vai testar a preparaçãopara a Copa”, disse oministro. METRO BRASÍLIADonadon. Ministra concluivoto e recurso contradeputado irá a julgamentoNatan Donadon foi condenado em2010 | DAVID RIBEIRO/AGÊNCIA CÂMARACondenado há 13 anos de prisão,o deputado Natan Donadon(PMDB-RO) deverá tero destino definido ainda noprimeiro semestre. A ministrado STF Carmen Lúcia, relatorado caso, liberou ontemo voto sobre o recurso apresentadopela defesa do parlamentarpedindo a anulaçãoda sentença.A previsão é que o plenáriodo STF faça o julgamentoantes do recesso, que começano dia 27. Caso a pena sejamantida, Donadon será o primeiroparlamentar preso noexercício do mandato.Ele é acusado de comandarum esquema de fraudesem licitação de R$ 8,4milhões quando era diretorda Assembleia Legislativa deRondônia, na década de 1990.A defesa diz que a função deleera burocrática e justifica aindaque a Constituição só permiteprisão de parlamentarem flagrante. METRO BRASÍLIAEstudantes fazem ‘saiaço’Um grupo de 80 alunos do Colégio Bandeirantes, em SãoPaulo, foram de saia ontem em protesto contra a decisão daescola de impedir que um estudante ficasse na escola vestidode saia. A escola disse que temia que o aluno fosse agredido| RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS


|06| {ECONOMIA}PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2013www.readmetro.comCâmbio. Banco Centralfaz 2 leilões em um dia,mas dólar fecha em altaVenda de itens juninosdeve crescer 6% no RSO dólar encerrou em altafrente ao real ontem, apesarde o Banco Central teratuado duas vezes no diapara segurar a valorizaçãoda moeda. A divisa fechouem alta de 0,71%, cotado aR$ 2,1479 na venda reagindoàs maiores expectativasde redução do estímulo monetáriopelo Federal Reservedepois que a Standard &Poor’s melhorou a perspectivado rating do país.Na máxima da sessão deontem, pouco antes da primeiraintervenção do BC,a moeda norte-americanachegou a atingir R$ 2,1600pela primeira vez desdeabril de 2009. Para especialistas,as intervenções indicamque o patamar deR$ 2,16 é uma barreira técnicaimportante, mas aindaé cedo para identificá-la comoum novo teto defendidopela autoridade monetária.A última vez que o BC fezdois leilões de swap nummesmo pregão foi dia 26 de5,05%já é a valorização do dólarfrente ao real neste ano.dezembro, quando a moedarondava R$ 2,08.Na semana passada, o governoanunciou o corte noIOF (Imposto sobre OperaçõesFinanceiras) para os estrangeirosque aplicam emrenda fixa no país. A medidaatrai mais investimentos emdólar para o Brasil. No acumuladodo ano, a valorizaçãojá chega a 5,05%.O dólar vem ganhandoforça no mundo todo devidoa perspectivas de que oFederal Reserve, banco centraldos Estados Unidos, comecea diminuir seu programade estímulo monetário.A S&P melhorou ontem aperspectiva do rating dosEstados Unidos para “estável”ante “negativa”. METRONo súper. Alimentos típicos da celebração, como rapaduras e pipocas, devem ter grande procuraSupermercados estão otimistas com o mês | GABRIELA DI BELLA/METROA procura por amendoins,pipocas, rapaduras e pé demoleque será mais intensanas próximas semanasnas prateleiras dos supermercados.Com a chegadadas festas juninas, a Agas(Associação Gaúcha de Supermercados)estima que avenda dos produtos típicosdas celebrações deve crescer6% em comparação como mesmo período do anopassado.A venda de alguns itenspresentes na mesa duranteas festas juninas chegaa aumentar 700% na relaçãocom os demais meses.A tendência é de que o estoquede alimentos servidosem alta temperatura sejareforçado. A pipoca preparadano micro-ondas, companheirapara quem gostade assistir filmes em qualquerestação, tem a vendaelevada em 300% durante operíodo, já a preparada napanela, de 350%.O presidente da Agas,Antônio Cesa Longo, acreditaque as condições climáticasdo Estado favorecemo aumento da comercializaçãodos produtos. “Aquias estações são mais definidas.Elas oportunizam a necessidadedo cliente buscaroutros produtos. E o bom éque são produtos regionais,acabam sendo uma maneirade fortalecer nossa indústria”,afirma.Segundo Longo, as celebraçõesjuninas, tradicionaisno nordeste brasileiro,ganham a cada anomais força no Estado. “Nestaépoca, o gaúcho já estátrocando de hábito. Ao invésdo doce tradicional, comochiclete, troca pela balade coco ou rapadura”, destacao presidente da entidade.METRO POA


PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2013www.readmetro.com {MUNDO} |07|◊◊Crise respinga na EuropaPrivacidade. Escândalo de monitoramento de e-mails nos EUA abala líderes no velho continente. Autor das denúncias pode ser extraditadoEm Nova York, homem segura cartaz de apoio ao jovem que revelou o programa | MARIO TAMA/GETTY IMAGESA revelação da existência doPrism, o programa do governonorte-americano demonitoramento de e-mails,abalou líderes europeus.O ministro de RelaçõesExteriores do Reino Unido,William Hague, teve de darexplicações ao parlamentosobre as parceiras da inteligênciado país com os norte-americanos.Hague negouque os dados pessoaisdos britânicos tenham sidoviolados.“Essa é uma acusação semfundamentos”, disse. “Qualquerinformação obtida pornós dos Estados Unidos é submetidaàs salvaguardas e aocontrole apropriados do ReinoUnido”, garantiu.Na Alemanha, um porta-vozda chanceler AngelaMerkel disse que a mandatáriavai questionar o presidenteamericano sobre o assunto.Merkel e Barack Obamase reúnem na semana quevem, em Berlim.Autoridades da União Europeiatambém manifestaramdescontentamentocom a vigilância. O governodos EUA se negou a comentara investigação queestá sendo feita sobre o vazamentodo Prism.O porta-voz da Casa Branca,Jay Carney, limitou-se adizer que Obama estaria dispostoem modificar o programa,caso a opinião públicaassim desejasse. “Essanão é”, ponderou, “a maneirapela qual ele esperavaque o debate ocorresse.”Edward Snowden teria deixado ohotel | DIVULGAÇÃOFuga?O Prism foi revelado por EdwardSnowden, 29, um ex--agente da CIA que trabalhavapara a NSA (sigla eminglês para Agência Nacionalde Segurança).De acordo com o jornal“Washigton Post”, Snowdenteria deixado ontem o hotelonde estava hospedado,em Hong Kong. Uma funcionáriaconfirmou a estadia,mas se negou a dizer porquanto tempo ele permaneceuno local.Nos EUA, Snowden acumulauma legião de críticos eapoiadores. Deputados republicanospediram a extradiçãodo jovem, algo que seriapossível devido a um acordode 1998 do governo dos EUAcom Hong Kong -- isso se eleainda estiver na ilha.Entre os defensores do ex--agente da CIA, está o criadordo WikiLeaks, Julian Assange.“Ele é um herói queexpôs um dos maiores eventosna década: a criação deum sistema de vigilância emmassa”, disse, em entrevistaa “Sky News”. METROVazamentoprovocadebate internoHeróico ou criminoso, ovazamento deu origema um intenso debate nosEUA. Legisladores e entidadesde defesa das liberdadescivis questionam oAto Patriota, a lei que deunovos poderes às agênciasde inteligência depois do11 de Setembro.“Essa é a lei, mas a maneiracomo ela vem sendointerpretada realmentetem me preocupado”, afirmouo senador democrataMark Udall à rede ABC.Por outro lado, um ex--funcionário da NSA disseque a análise dessas informaçõesfoi essencial paraas investigações. “Se umterrorista conhecido no Iêmenliga para alguém nosEUA, o que acontece depois?”,questionou. METRO


|08| {CULTURA}PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2013www.readmetro.comCCMQ entra emparágrafo.2CULTURA1933O Hotel Majesticabre as portasO arquiteto alemãoTheodor Wierdesphan éo autor do projeto, consideradoum marco damodernização de PortoAlegre.1982Governo do RScompra o prédioCom a compra, o antigohotel é tombado com fimcultural e recebe o nomede Mario Quintana.1990Centro culturalabre ao públicoCom espaço para todasas manifestações artísticas,a CCMQ é o grandecentro cultural da AL.2011CCMQ ganhaplano de restauroO patrocínio de R$ 8 milhõesé anunciado, comincentivo do Banrisul.fase de restauroObras. Casa de Cultura Mario Quintana vai passar por processo de recuperação dasfachadas e telhados. Numa segunda etapa, centro cultural terá projeto de acessibilidadeCom mais de um ano de atraso– a primeira data anunciadaera março de 2012 –, apromessa é de que nesta semanaterão início as obras derestauro da Casa de CulturaMario Quintana. A movimentaçãodos operários é percebidadesde a semana passada,com o grupo de trabalhadoresjá ocupando o seu “QG”no antigo espaço braile da BibliotecaPública do Estado,localizado na esquina térreada CCMQ com a avenida Setede Setembro.É justamente a fachadavoltada para esta avenidaque vai receber as primeirasmelhorias, incluindo a cúpulado sétimo andar, umadas marcas do prédio inauguradonos anos 1930. “Esteé o lado mais danificado, queapresenta as patologias maisgraves da construção”, explicaEduardo Vital, presidenteda Associação de Amigosda CCMQ e proponente doprojeto de restauração. Porquestões legais, também é aAssociação de Amigos a instituiçãoresponsável pela captaçãodos recursos incentivadose pela fiscalização dasobras.Nestes primeiros dias, segundoVital, os operários vãoerguer os andaimes que darãoacesso aos andares superiores.“Será um trabalho minucioso.Todas as aberturasinternas e externas serão retiradase recuperadas. O restauroainda inclui todo o telhadoe as sacadas, com suaspeças ornamentais”, explica.Patrocínio de R$ 8 miA empresa responsável pelorestauro é a Arquium, especializadaem prédios tombados.“O arquiteto Joel Gorski,que projetou a CCMQ,vai ajudar a AACCMQ na fiscalizaçãodo projeto”, acrescenta.Com previsão de 18meses, a primeira etapa derestauração tem um orçamentode R$ 4,2 milhões. Nasegunda etapa, a CCMQ seráadequada a normas de acessibilidadee também receberámelhorias na sinalização enos equipamentos, com orçamentode R$ 3,7 milhões.Durante todo o tempo deduração das obras, a CCMQvai seguir aberta ao público.“A programação não serásuspensa. No máximo, teráque haver alguma adequaçãode horário”, diz Vital.METRO POAUm dos prédios mais bonitos da cidade será restaurado | GABRIELA DI BELLA/METROAutógrafosRockoitentistaDepois de anos forade catálogo, o livro“Dias de Luta - o Rocke o Brasil dos anos 80”ganhou nova edição,revista e ampliada.O jornalista RicardoAlexandre autografa hoje,às 19h30, na Fnac doBarraShoppingSul.Cinema‘Xica da Silva’para vestibularO projeto História no Cinemapara Vestibulandosrecomeça amanhã,com a exibição de “Xicada Silva”, de Cacá Diegues.Depois da sessão,haverá debate com convidadossobre Brasil Colôniae Escravidão. Na SalaP.F.Gastal, às 19h, comentrada franca. METROOspa estreia obra de CervoEmmanuele Baldini será o solista e regente da noite | DIVULGAÇÀOUma peça nova do compositorgaúcho Dimitri Certo é odestaque do concerto de hojeda Orquestra Sinfônica dePorto Alegre.A obra “Concerto paraViolino e Orquestra de Cordas”foi escrita a pedido doviolinista italiano EmmanueleBaldini, atual spallada Orquestra Sinfônica doEstado de São Paulo e grandeamigo do gaúcho. “O resultadofoi uma peça realmentelinda, que fez umsucesso estrondoso em suaestreia na Bahia, no ano passado”,diz Baldini, que estaráhoje em Porto Alegre comosolista da peça.Esta será a segunda apresentaçãodo concerto no país,que também integra a SérieBrasil 2010, um conjunto decomposições de Dimitri Cervoescrita para instrumentossolistas e orquestras de diferentestamanhos.O programa, que tambémterá a regência de Baldini,segue com o “Concertopara violino nº 22”,do também italiano GiovanniBattista Viotti (1755- 1824), e a “Sinfonia nº 4”,considerada a mais alegre ea menos pessimista de Ludwigvan Beethovenn (1771 -1827). METRO POAPara verNo Teatro Dante Baroneda Assembleia Legislativa(Praça MarechalDeodoro, s/nº)Hoje, às 20h30Ingressos a R$ 20 (públicoem geral) e R$ 10 (estudantese idosos), à venda nabilheteria do teatro


PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2013www.readmetro.com {CULTURA} |09|◊◊SATOLEP/DIVULGAÇÃOVITOR RAMILCompositor lança álbum duplo com 32 canções de várias épocas e contaque a motivação surgiu da vontade de encontrar a versão idealEM BUSCA DA PERFEIÇÃO“FOI NO MÊSQUE VEM”VITOR RAMILSATOLEP MUSICR$ 38Para verNo Theatro São Pedro(Praça da Matriz, s/n o )De amanhã a sexta, às 21h*Ingressos esgotadosAcabou a expectativa! Apartir de amanhã, VitorRamil apresenta ao públicoseu novo disco, “Foi noMês que Vem”. Não se trataexatamente de um disconovo, já que a maioriadas 32 canções têm algunsanos de vida. Mas, comotudo o que cerca a trajetóriado compositor, foi umprojeto construído comcuidado e pensado nos mínimosdetalhes, que aindainclui um songbook. Aos51 anos, Vitor Ramil viveum momento pleno da suacarreira e conquista umpúblico cada vez maior.Como ele contou ao Metro,este reencontro comalgumas canções é plenamentejustificado.O que te levou a revisitarestas canções?Sempre tive vontade de regravaralgumas cançõesporque ainda buscava aversão ideal. Quando lanceio CD “Tambong” (2000),por exemplo, tive certezade que um dia regravaria“A Ilusão da Casa” porquenão tinha ficado como euqueria... Também me sentiaassim em relação a “Deixandoo Pago” e “Estrela Estrela”,mas acho que agoraelas ficaram do jeito que euqueria. O Carlos Moscardini(violonista) me ajudou a daro tom de intimidade queelas precisavam ter...O disco tem aparticipação de 17músicos convidados,como Ney Matogrosso,Milton Nascimento,Jorge Drexler, Fito Paez,Marcos Suzano, PedroAznar, Bella Stone eKátia B.E é somente a busca desta“versão ideal” que temotivou?Também busquei músicasque representassem conquistasminhas como compositor,sejam de harmonia,letras ou melodias.Gosto da brincadeira de palavras,essa coisa meio GuimarãesRosa, de “Foi noMês que Vem”. Já “NoaNoa” é um canção poucoconhecida que tem umaharmonização bonita, enquanto“A Resposta” é umadas canções que mais gostoe que ficou perdida nomeio do pop do disco “À Beça”(1995).Também nuncatinha gravado inteira o“Tango da Independência”,um ritmo muito importantena minha formação.Nos últimos anos, por contada internet, teu públicocresceu muito. Este discocontempla estas pessoas?Sem dúvida. Estive em Portugalno ano passado paradivulgar “Delibáb” e acabeitocando muitas coisasantigas. Percebi que as pessoasgostaram muito dascanções, se supreenderam...Quando toquei “Loucos deCara” foi impressionante,os aplausos foram quase intermináveis....Mas é sempre impactanteouvir “Loucos de Cara”...Mas hoje, com voz e violão,é outra coisa. Nem eu tinhanoção da força desta cançãoem 1987, quando gravei--a no disco “Tango”. Outramúsica que hoje emocionamuito mais do que na épocada gravação é “Deixandoo Pago”. Com certeza gostomuito mais delas agora.E para muita gente estascanções são novidade...Meu público vem crescendorápido, mas ainda é muitosegmentado. Estive emBuenos Aires também porconta do “Delibáb” e umabrasileira veio conversar sobreas “músicas inéditas”...Achei interessante porquemuita gente pensa que eusou um milongueiro, nãoconhece este meu lado decompositor de canções.Ficou algum registro foradeste elenco de canções?Cheguei a gravar “Semeadura”,mas achei que elasoou muito diferente de todoo disco. Hoje faço milongasmais pessoais, masparticulares, então resolvideixar “Semeadura” só disponívelna internet. Quemparticipou do financiamentocoletivo do disco tem algumasregalias como esta(risos).E as participaçõesespeciais?Foi tudo muito bacana, todosencontraram uma maneiracriativa de se colecarna música. O Fito, queé um roqueiro, adorou cantar“Espaço”, e o Milton fezum improviso bacana no finalde “Não é Céu”. O Nei jácogitava gravar “Que Horasnão São” e foi ótimo, encarouum tom bem agudo paraa voz dele.E como será a carreira dodisco agora? Tu vais colocaro pé na estrada?Vai depender de como odisco será recebido... Nãosou Michel Teló, que lançaum disco e já tem centenasde shows agendados (risos).Minha carreira é maissolitária, longe da grandemídia, às vezes até me surpreendocom alguns convites.Mas a ideia é tocar ondevou normalmente, pelosestados do Sul, Belém doPará, Belo Horizonte e tambémUruguai e Argentina.MÔNICAKANITZMETRO PORTO ALEGREAnáliseDisco ésíntese docompositorDesde os seus 18 anos, VitorRamil sempre nosapresentou grandes discos,sempre diferentes e sempreinstigantes. Do pop aoerudito, das letras românticasàs longas versões paraos poemas de João daCunha Vargas, e passandopelas parcerias generosascom outros artistas, o“guri” de Pelotas construiuuma das carreiras maisconsistentes do Sul. Aospoucos, vem conquistandoseu merecido lugar naMPB – e “Foi no Mês queVem” certamente vai sacramentareste espaço.Vitor fez um disco de sonoridadesaparentementesimples, com quase todasas faixas apoiadas em voze violão, mas com umaprecisão rítmica e uma afinaçãoimpressionantes. Éum disco intenso e leve aomesmo tempo, próprio paraser ouvido aos poucos,saboreado e (por que não?)comparado com as versõesmais antigas. Além das jácitadas na entrevistas, Vitorainda brinda o ouvintecom “Sapatos em Copacabana”,“Passageiro”, “Satolep”,“Invento” e a belíssima“Ibicuí da Armada”.Como o próprio músicoexplica, este era o momentode reunir algumas desuas canções mais representativase que mereciamser conhecidas por um públicoque só aumenta. É oartista em plena maturidadese permitindo passar alimpo alguns de seus grandemomentos. MK


|10| {VARIEDADES}PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2013www.readmetro.comApp registraproblemasurbanosCidadania. Rede social brasileira épremiada por tratar questões sociaisViver em uma cidade grandepode ser muito bom,mas também pode gerarmuitos transtornos. Mascomo hoje em dia existeaplicativo para praticamentetodos os problemasda humanidade, com asquestões urbanas não seriadiferente.O Colab é uma rede socialna qual as pessoas podemconversar sobre osproblemas do município,postar fotos dos fatosque denunciam, alémde avaliar os serviços públicosem três níveis: fiscalização,proposição eavaliação.O serviço existe há apenasdois meses e pode seracessado por meio da contano Facebook. Quantomais o usuário participa,mais pontos, ou ‘Colabs’,ele acumula e se torna umcidadão mais ativo no seumeio social. Disponível paraiOS e Android.PremiaçãoA New Cities Foundationconcedeu o prêmio AppMyCityde melhor aplicativodo mundo para oColab, no que se refere àcapacidade de melhorara vida nas cidades. Criadopor cinco brasileiros, oprojeto venceu 98 concorrentes,entre eles o israelenseBuzzJourney, sobre otrânsito e o americano PublicStuff,parecido com obrasileiro, mas que permiteinteração entre os usuários,e, assim, foi premiadoUS$ 5 mil em dinheiro.METROOs invasoresCruzadasSudokuLeitor falaRonaldinhoVi ontem a chamada de capa doMetro com o título “Ronaldinho 2 x 0Grêmio”, o que interpretei como umaclara provocação à população gaúcha.O jogador Ronaldinho marcou doisgols (um de pênalti e outro que recebeua bola a um metro do gol e chutou)sem dificuldade alguma, e nãofez por merecer tal manchete. Quandoum jogador se destaca na partida,até podemos citá-lo como responsávelpela vitória, mas isso claramentenão ocorreu no domingo. Há de se levarem conta ainda, a relação do jogadorcom a população de Porto Alegre(gremistas e colorados), que não énada boa. Faltou sensibilidade e discernimentodo jornalista responsávelpela matéria e também do editor-chefeque permitiu a manchete. Antes deescrever este e-mail conversei com algunscolegas de trabalho, gremistase colorados, apenas para verificar seo meu sentimento não é exagerado.O sentimento é mútuo, todos concordamcom o teor desnecessariamenteprovocativo da manchete.RICARDO GERMANI – PORTO ALEGRE, RSMetro perguntaQual sua opinião sobre oprojeto que elimina oschamados abortos legais,como nos casos de estupro ouameaça à vida da mãe?@DonaGabiSimplesmente um retrocesso.@carolinabloomUm retrocesso absurdo!Siga o Metrono Twitter:@jornal_metropoa@SB_MirnaSimplesmente absurdo. Legislar sobreo corpo de uma mulher? Cada umadeve decidir sobre seu corpo.@CacoBelmonteFaço minhas as palavras da escritoraClarah Averbuck: “Estatuto donascituro: a mulher que se f*...”Aplicativo permite denunciar os problemas da cidade | DIVULGAÇÃOMetro webPara falar com a redação:leitor.poa@metrojornal.com.brParticipe também no Facebook:www.facebook.com/metrojornalHoróscopo Está escrito nas estrelas www.estrelaguia.com.brMomento propenso para mudanças importantesnas relações que envolvam o meio profissional. Período emque a paciência será fundamental diante de padrões e tradições.Tendências para uma mudança repentinaem sua rotina profissional e nas relações que tem nesta área.Período em que deverá mudar prioridades com algumas metas.Momento importante para observarmelhor suas despesas e revisar prioridades materiais. Tendênciaspara desvendar situações que dificultam assuntos profissionais.Prudência ao tratar assuntos que envolvamfinanças e sociedades. Tenha atenção para que impulsospor coisas sem importância não prejudiquem vínculos afetivos.Propensão para mudanças em sociedadesou algum grupo que possua vínculo. Envolvimento com assuntosde amizades e de pessoas que possui ligação emocional.Mudança na postura diantedas relações, principalmente por conceitos diferentes que teráde algumas. Decisões que marcarão o futuro da vida amorosa.Momento especial para pesquisas epara desvendar assuntos diante de negócios. Evite correr riscos comalgum grande investimento e valorize o que for mais essencial.Atenção com questões financeiras,principalmente pelas tendências a imprevistos. Use este momentopara ponderações ao invés de decisões com negócios.Temas que envolvam espiritualidade,crenças, meditação, terapias e tudo o que sirva para equilibrarsuas emoções serão vitais. Recomponha suas energias.Atenção para não agir de forma extremacom suas relações. Além de saber lidar com o ponto de vista dosoutros é importante que o seu seja respeitado, de forma natural.Assuntos relacionados a papéis ea temas jurídicos tomarão mais empenho para resolver pendências.Momento de transformação no vínculo com algumas pessoas.Mudanças repentinas na convivência comamizades. Período especial para refletir sobre a dedicação que tema algumas. Momento para valorizar aquelas que mais importam.


PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2013www.readmetro.com {ESPORTE} |11|◊◊OpiniãoHELIO CASTRONEVESCASTRONEVES@METROJORNAL.COM.BRVIBRANDO COM A VITÓRIA,MAS COM OS PÉS NO CHÃOOi galera, muito legal me dirigir a vocês, pela primeiravez nesta temporada, para falar de uma vitória.Vencer no Texas, na noite do sábado passado,foi importante por diversos aspectos e o maisvisível deles é a minha condição de líder isoladodo campeonato, com 22 pontos sobre o atual vice-líder,o Marco Andretti. Na prática, não se tratade uma vantagem tão grande assim, mas é umamaneira muito boa de enfrentar os próximosdesafios.Vocês têm acompanhado e sabem que um campeonatolongo como o nosso exige regularidadee uma estrutura robusta para dar conta de tudo.Como é muita coisa acontecendo num curto espaçode tempo, se for na base dos altos e baixos, emquestão de dias você pode deixar de disputar a liderançae ir lá para trás na pontuação. Nesse sentido,graças a Deus, a situação está boa e sob controlepelos lados do carro #3, mas a matemáticanão funcionou muito bem o tempo todo para onosso lado.Vocês lembram que comecei com dois pódios esó estive fora de Top 10 uma vez, justamente emSão Paulo. Depois fiquei entre 5º e 8º naquele períodode Indianapolis e a rodada dupla de Detroit.Quer dizer, não foram resultados ruins, mas naverdade contei com algumas circunstâncias favoráveis.É que alguns dos principais candidatos ao títulotambém tiveram seus problemas. Mas quemdisse que as chamadas “circunstâncias favoráveis”estão sempre do nosso lado? Faltava, então, um resultadomaiúsculo, como esse do Texas.Quer dizer que agora está tudo maravilha e resolvido?Nada disso. É só mais um estímulo para agente continuar trabalhando duro e focar sempreo aperfeiçoamento. O dia que a gente pensar “ah,agora está tudo legal” e parar de trabalhar, ferrou.A vida é uma bola. Uma hora a gente está lá noalambrado comemorando com a torcida, no outroestá parado num canto tentando entender o quedeu errado. Então, moçada, o negócio é ficar comos pés no chão e continuar trabalhando porque,como já disse aqui algumas vezes, a rapadura é doce,mas não é mole, não.É isso aí. Sabadão agora tem mais corrida, dessavez no oval de Milwaukee e conto com a torcidade vocês. Valeu!Helio Castroneves, 38, nasceu em São Paulo e foi criado em Ribeirão Preto. É o piloto brasileirocom mais vitórias na Indy, com 27 conquistas, e venceu três edições da Indy 500 (2001, 2002 e2009). Disputará em 2013 sua 16ª temporada na categoria e 14ª pelo Team Penske.Ser visitantenão faz bemFora de casa. Atuando longe de seus domínios, time do Grêmiovenceu somente em três oportunidades nesta temporadaJogar fora de casa não temsido um bom negócio parao Grêmio em 2013. O timecoleciona derrotas e empates,enquanto pode contabilizarnos dedos de uma mãoa quantidade de vitórias.Em 16 partidas como visitante,o time gremista saiuderrotado em oito oportunidades,teve um placar igualao do adversário cinco vezese superou o oponentelonge de seus domínios emtrês jogos.A tônica da Libertadorese do Campeonato Gaúcho serepete no início do Brasileiro,com derrota para o Atlético-MGpor 2 a 0 e empatepor 1 a 1 com o Santos.Na principal competiçãodo calendário gremistaeste ano, a Libertadores,o Grêmio venceu somenteo Fluminense. O 3 a 0 noEngenhão é o ponto alto datemporada, mas uma atuaçãoque não conseguiu serrepetida.No Estadual, a equipe bateuo Pelotas por 3 a 1 e oEsportivo por 2 a 0, quandoatuou com o time B.ArenaO Conselho Deliberativo doGrêmio se reune hoje paradebater e analisar as novasdiretrizes do acordo com aOAS. METRO POA8derrotas sofreu o Grêmio forade casa em 2013, empatou cincoe venceu três.ContrataçãoRiveros seráapresentadona ArenaContratado na semanapassada, o volante CristianRiveros será apresentadohoje à tarde, na Arena.O paraguaio chegapara substituir Fernando,cuja venda para o ShakhtarDonetsk, da Ucrânia,deve ser sacramentada estasemana.O paraguaio de 30 anosestava atuando pelo Kayserispor,da Turquia, e disputouas duas últimas Copasdo Mundo.METRO POATime de Luxemburgo tem retrospecto ruim fora | LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA3ESPORTEAmistosoItáliaA Itália, do goleiroBuffon, realiza hoje o seuúltimo amistoso antes daCopa das Confederações.A Azzurra enfrenta oHaiti, em São Januário,às 15h45. Os italianoschegaram ontem ao Riode Janeiro.


|12| {ESPORTE}PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2013www.readmetro.comDesmanche coloradoFuturo. Janela de transferências do verão europeu pode levar até quatro titularesAs férias coloradas serão dedescanso para os jogadores,mas de trabalho para os dirigentesdo departamento defutebol. O mercado de transferênciasdesenha-se intensono clube nas próximassemanas e até quatro jogadorestitulares de Dunga podemdeixar o Beira-Rio rumoà Europa.A ficha número 2 paravestir outra camisa é o zagueiroRodrigo Moledo. Nasequência aparece o lateralFabrício. Fred é o terceiroque pode deixar o clube, masFabrício e DamiãoFredMelhor jogador do Inter naarrancada do CampeonatoBrasileiro, Fred é o atletaque o clube fará maisesforço para manter noelenco. Além de ser jovem(20 anos), há uma avaliaçãono Beira-Rio de que casoseja negociado, seria necessáriocontratar alguémpara a função. Porém aé o que deverá receber um esforçoextra para que siga noInter. O quarto titular que podesair é Leandro Damião.No sentido oposto, omovimento até o momentoé menor. Quarta-feira,o meia-atacante JorgeHenrique, contratadosemana passada junto ao Corinthians,será apresentadooficialmente.A imprensa espanhola cogitaque o Inter possa contrataro centroavante argentinoLisandro López, que está desaída do Lyon. METRO POAPor ter poucas opções noelenco, o Inter não gostariade perder Fabrício. Alémdele, Dunga conta com Kleber,que perdeu boa partedo ano se recuperando de lesão,e Rafinha, atleta das categoriasde base. Porém, aschances de que o jogadorsaía existem. O futebol turcoseria o seu destino maisprovável.Já Leandro Damião estána mira dos clubes europeushá bastante tempo. Ointuito do Inter era que ocentroavante se valorizassecom sua participação na Copadas Confederações, mas,lesionado, o jogador acaboucortado do torneio.Após ter recusado propostado Tottenham noano passado e com omercado europeu gastandomenos para contratarjogadores da Américado Sul, os dirigentes coloradospodem vendê-lo quandoreceberem uma propostaoficial.Além do clube do nortede Londres, Leandro Damiãojá teve seu nome ligadoao Napoli e o Atlético deMadrid. METRO POAbusca por um jogador paraatuar ao lado ou ser reservade D’Alessandro é antigae o mercado apresentapoucas opções para atuarcomo meia.O Shakhtar Donetsk, daUcrânia, estaria disposto a pagar9 milhões de euros (cercade R$ 25,5 milhões).METRO POAMoledo está de saída | ALEXANDRE LOPS/INTERNACIONALRodrigo Moledo5milhões de euros é o valorque o Metalist pagará parater Rodrigo Moledo. O Interficará com 70% deste valor.A saída do defensor para oMetalist, da Ucrânia, deveser oficializada entre hojee amanhã. O jogador seránegociado por 5 milhõesde euros (cerca de R$ 14,2milhões). Desse valor, 70%(em torno de R$ 9,94 milhões)vão para os cofrescolorados. O restante dovalor ficará com o jogadore seu empresário.A direção considera quenão seja necessária uma reposiçãopara Moledo e porisso sua saída deverá ocorrerde maneira mais rápida.Além do titular Juan,o elenco conta com Índio,Ronaldo Alves, Jackson,Romário e Alan para autarna posição. METRO POALucas, Neymar e Oscar: a cara da renovação | COLORSPORT/IMAGO/FOTOARENARenovação. Jovens sefirmam na Seleção26,1anos é a média de idade daSeleção que disputará a Copadas Confederações deste ano. Em2009, a média era de 26,8 anos.O futebol ainda não é oideal, mas a boa performancecontra a Inglaterrae, especialmente, na vitóriapor 3 a 0 sobre a França noúltimo domingo, em PortoAlegre, começaram a empolgaro torcedor do Brasilcom o futuro do time nacional.E muito do recentesucesso da Seleção Brasileirapassa pelo entrosamentode quatro convocados porLuiz Felipe Scolari.Neymar, Lucas, Oscare Fernando, que jogaramjuntos no time sub-20campeão sul-americano de2011, sob o comando deNey Franco, atualmente noSão Paulo. Lucas e Oscar seconhecem há mais tempoainda, desde a base do TricolorPaulista.A juventude, aliás, temsido a tônica da renovaçãodo time brasileiro após aCopa do Mundo de 2010.Mano Menezes, que assumiua Seleção depois doMundial da África do Sul,aprovou a atuação de doisdeles nas seleções de base eos levou para a Copa Américada Argentina, em 2011:Neymar e Lucas.Oscar e Fernando tambémforam titulares nacampanha do título sub-20daquele ano, disputada naColômbia, mas demoraramum pouco mais a chegar naSeleção principal, mas hoje,como parte do quartetoformado há dois anos, elessão peças importantes noelenco de Felipão.METROIngressos Violência Europa TênisNova cargaà disposiçãoTorcedor morrena ArgentinaReal Madridcompra CasemiroNadal perdeposição no rankingA Fifa anunciou uma cargaextra de ingressos paraos jogos da SeleçãoBrasileira na primeira fasee para a final da Copadas Confederações,que ocorre de 15 a 30 dejunho.Serão 12.798 novasentradas disponibilizadas,sendo 2.500 para adecisão, dia 30, no Rio.Os novos ingressos serãovendidos a partirdas 9h de hoje pelo siteda Fifa (www.fifa.com/ingressos).METRO POAO jogo entre Estudiantese Lanus, pelo CampeonatoArgentino, foiinterompido ontem. Omotivo foi a briga entretorcedores do Lanus e apolícia de La Plata. Duranteo confronto, umtorcedor morreu. Semcondições de segurança,a partida foi encerrada.De acordo com o jornalOlé, a briga teve inícioquando torcedorestentaram forçar a entradano estádio do Estudiantes.METRO POAO Real Madrid confirmouontem a compra dovolante Casemiro, quepertencia ao São Paulo.O clube espanhol pagarácerca de 6 milhões deeuros (em torno de R$15,8 milhões) para contarcom o ex-atleta doclube paulista pelas próximasquatro temporadas.Com passagem pelaSeleção Brasileira, Casemiro,21 anos, estavaemprestado à equipe espanholadesde o iníciodo ano.METRO POAApós ser campeão emRoland Garros, RafaelNadal caiu uma posiçãono Ranking da ATP. Comosomente defendia ospontos do ano passado, oespanhol foi ultrapassadopelo seu compatriotaDavid Ferrer, e voltou aocupar a quinta posiçãona lista semanal. Mascomo ficou de fora dascompetições no segundosemestre no ano passado,Nadal deverá voltara subir posições naclassificação.METRO POAMourinho é só felicidadeJosé Mourinho foi apresentado oficialmente ontem comonovo treinador do Chelsea. O português comemorou seuretorno ao time inglês, onde colecionou títulos, após noveanos e afirmou: “me sinto o homem mais feliz do mundo.Amo este clube.” Ele chega ao clube após ter passado peloReal Madrid | SUZANNE PLUNKETT/REUTERS


PORTO ALEGRE - TERÇA-FEIRA, 11 DE JUNHO DE 2013

More magazines by this user
Similar magazines