clipping adimb

adimb.com.br

clipping adimb

GRUPO BERTIN ESTUDA A CONSTRUÇÃO DE TÉRMICA A CARVÃO NO RSSubsidiária assinou protocolo de intenções com governo do Estado e CRM paradesenvolver estudo de usina com 1,2 mil MWO governo do Estado do Rio Grande do Sul, a Companhia Riograndense de Mineração (CRM) ea Star Energy Participações, do grupo Bertin, firmaram protocolo de intenções a fim de desenvolverestudos para a implantação de complexo termelétrico a carvão mineral, em Candiota. O documentofoi assinado na última sexta-feira, 1º de outubro.Segundo o governo, a CRM vai fornecer matéria-prima para abastecer a unidade por, pelomenos, 30 anos, com adoção de tecnologia de extração, beneficiamento, manuseio e transporte decombustível e cinza entre mina e usina visando a diminuir impactos ambientais.O complexo produzirá 1,2 mil MW de energia e deve gerar 6 mil empregos diretos e indiretosna fase de construção da usina e outros 800 quando a usina entrar em operação. O Rio Grande do Sultem capacidade instalada de geração de 4.447 MW.Fonte: Canal EnergiaData: 05/10/2010VALE DEVE QUASE DOBRAR OS INVESTIMENTOS EM 2011Plano de investimentos terá acréscimo de pelo menos US$ 10 bilhões no ano quevemA Vale trabalha para concluir este mês seu plano de investimentos para 2011, que virá comum acréscimo de, pelo menos, US$ 10 bilhões em relação ao orçamento programado para este ano.De acordo com fontes consultadas pelo Estado, o investimento será recorde, entre US$ 23 bilhões eUS$ 25 bilhões, valor que não inclui possíveis gastos com aquisições.A intenção é anunciar o novo plano durante o VIII Vale Day, que acontece em 18 de outubrona Bolsa de Valores de Nova York. No ano passado, o plano de investimentos da mineradora para2010 serviu como um armistício entre o governo brasileiro e o presidente da Vale, Roger Agnelli. Naépoca, o executivo sofria pesadas críticas do governo por ter pisado no freio durante a criseinternacional, que reduziu a demanda mundial por matérias-primas.Inicialmente, a Vale anunciou um orçamento recorde de US$ 14 bilhões para este ano. Mas,atropelada pela crise, decidiu cortar em US$ 5 bilhões os investimentos. A decisão provocou revoltano governo. Inconformado, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, passou a criticarpublicamente a gestão de Agnelli à frente da mineradora, tendo como alvo principal o investimentoem siderurgia.

More magazines by this user
Similar magazines