são paulo - Metro

publimetro.band.com.br

são paulo - Metro

CQC ESQUENTACOM CALABRESAPARA MARCELO TAS, CHEGADA DE DANI AOTIME FAZ PROGRAMA ‘SAIR DA ADOLESCÊNCIA’ PÁG. 13SÃO PAULOSegunda-feira,18 de março de 2013Edição nº 1.505, ano 6MÍN: 17°CMÁX: 22°Cwww.readmetro.com | leitor.sp@metrojornal.com.br | www.facebook.com/metrojornal | @jornal_metroTas e suas duas mulheres:Monica Iozzi e Dani CalabresaEstá cada vez mais carocomer fora e estacionarServiços. Nos últimos cinco anos, o preço dos restaurantes subiu 67% e o dos estacionamentos, 64%, diante de uma inflação acumuladade 32%, segundo o IPCA. E os economistas avisam: com o crescimento da renda e a proximidade da Copa, os aumentos vão continuar PÁG. 10FRIA LIDERANÇABurocrático, São Paulo faz 3 e leva 2do Oeste no Morumbi quase vazio PÁG. 16Papa Francisco falou a 150 mil fiéis | MAX ROSSI/REUTERSPapa pedemisericórdiaao mundoEm seu primeiro Angelus, pontíficeabordou a necessidade do perdão.Também estreou no Twitter PÁG. 08RECICLE A INFORMAÇÃO: PASSEESTE JORNAL PARA OUTRO LEITORO atacante Luis Fabiano comemora de forma discreta seu gol, o terceiro diante do Oeste, que ajudou a manter o Tricolor na liderança do Paulista | ALE CABRAL/FUTURA PRESChuva alaga ruas,derruba barreirase isola litoral norteTuristas e moradores ficaram ilhadosem Camburi, Maresias e Boiçucanga.Rodovia Rio-Santos foi bloqueada PÁG. 03


|02| {FOCO}SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.com1FOCORoyaltiesDecisãoaguardadaA ministra do STF(Supremo TribunalFederal) Cármen Lúciadeverá decidir hoje seencaminha ao plenárioou decide sozinha aação apresentada pelosEstados produtoresde petróleo contra aredivisão dos royalties.CotaçõesSelic(7,25%)Dólar+ 0,35%(R$ 1,98)Bovespa- 0,72%(56.869 pts)Euro+ 1,03%(R$ 2,58)Saláriomínimo(R$ 678)Prefeitura estudaimportar semáforosATrânsito. Sem solução imediata para as panes constantes nos equipamentos, secretáriofoi à Inglaterra conhecer sistema que torna mais barata a manutenção da rede da capitalOlharcidadãoJOSÉ LUIZDATENAALGO ERRADOFALE COM A REDAÇÃOleitor.sp@metrojornal.com.br011/3528-8522COMERCIAL: 011/3528-8549O jornal Metro circula em 23 países e tem alcance diário superior a 20 milhõesde leitores. No Brasil, é uma joint venture do Grupo Bandeirantes de Comunicaçãoe da Metro Internacional. É publicado e distribuído gratuitamente de segunda asexta em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre,ABC, Santos e Campinas, somando mais de 480 mil exemplares diários.Semáforo apagado na rua Auro Soares de Moura Andrade, na Barra Funda | ROBSON VENTURA/FOLHAPRESS40é a média de semáforos comproblemas nos dias de chuvana capital. Cidade chegou a ter200 parados em um dia.Uma das apostas da Prefeiturade São Paulo para melhorara qualidade da redede semáforos na capital podevir da Grã-Bretanha. O secretáriomunicipal de Transportes,Jilmar Tatto, está emLondres, na Inglaterra, e visitarátambém Glasgow, naEscócia, para conhecer detalhesdo modelo britânicode controladores de tráfego.O secretário disse na sexta-feira,antes de embarcarpara aquele país, que a redede sinalização da capitalé “burra inteligente ou umainteligente burra”.Segundo Tatto, a vantagemdo modelo inglês, implantadonos Jogos Olímpicosdo ano passado, é queele permite o uso de equipamentosde controle dediferentes fornecedores.Esse tipo de tecnologia facilitaas compras de peças epode reduzir os preços naslicitações da prefeitura.O prefeito FernandoHaddad (PT) já admitiu quea rede de semáforos da cidadeestá sucateada. Elepromete realizar uma licitaçãode R$ 150 milhões paratrocar os equipamentosem funcionamento no centroexpandido.Nos dias de chuva, o númerode semáforos com falhatem aumentado consideravelmente,chegando aregistrar 200 equipamentosparados em um dia. A médiadiária de semáforos comproblemas técnicos é de 40,segundo os dados da CET(Companhia de Engenhariade Tráfego).Segundo o órgão, a capitaltem 5,6 mil cruzamentossemaforizados. METROEXPEDIENTEMetro Brasil. Presidente: Cláudio Costa Bianchini (MTB: 70.145).Diretor de Redação: Fábio Cunha (MTB: 22.269). Diretor Comercial e Marketing: Carlos Eduardo Scappini.Diretora Financeira: Sara Velloso. Editor Chefe: Luiz Rivoiro. Editor-Executivo de Arte: Vitor Iwasso.Coordenador de Redação: Irineu Masiero. Gerente Executivo: Ricardo Adamo.Metro São Paulo. Editores-Executivos: Ariel Kostman e Lara De Novelli (MTB: 31.369).Editor de Arte: Daniel Lopes. Gerentes Comerciais: Tânia Biagio e Elizabeth Silva.Ônibus.Novas faixascomeçam afuncionar hojepartir das 6h de hoje começama funcionar as novasfaixas reversíveis e exclusivaspara ônibus naavenida Inajar de Souza,ponte Freguesia do Ó e avenidaComendador Martinelli,em ambos os sentidos.Segundo a Secretaria Municipalde Transportes, o objetivoé reduzir o tempo deviagem durante os horáriosde pico na cidade (das 7h às10 e das 17h às 20h).Na avenida ComendadorMartinelli, incluindo a ponteFreguesia do Ó, no sentidobairro-centro, a faixa reversívelfuncionará de segunda asexta-feira, entre 6h e 9h. Jána ponte Freguesia do Ó, nosentido centro-bairro, funcionaráde segunda à sexta--feira, entre 17h e 20h.No sentido centro-bairroserá implantada a faixa exclusivana avenida Inajar deSouza, entre a avenida DeputadoEmilio Carlos e a ruaEdson Andrade SilvaOntem, o fluxo de veículosfoi liberado no viadutoEngenheiro Orlando Murgel,no centro. A estrutura,que liga as avenidas Rudgee Rio Branco, ficou emobras por seis meses depoisde ter sido danificada porum incêndio na favela doMoinho, em setembro doano passado. METROCulpa de quem? Para ele, dos políticos, é claro, e, em algunscasos, até do Executivo. Que fique claro: as palavrassão dele e não minhas, apesar de eu usar os mesmos argumentoscom frequência.Um dia depois da decisão o dr. Leandro, o juiz, falandocomigo na Rádio Bandeirantes, se confessava entre acruz e a espada. Resumo da ópera de mais um assassinatocruel. O digníssimo representante da Justiça dizia, entreoutras palavras, que mesmo contrariando o clamor popularnão poderia ter aplicado uma pena maior.Pelo histórico desses crimes pontuais que, aliás, se tornamcada vez mais frequentes, alguns ganhando maiordestaque na mídia por um motivo ou por outro, quasesempre no final a gente reclama do castigo imposto.Caso claro do ex-goleiro Bruno, do Flamengo. Confessoumais ou menos que mandou matar Eliza Samudio. Foraessa confissão meia-boca, as maldades do caso envolvemsequestro da mãe e do filho, tortura e, finalmente,o desaparecimento do corpo da assassinada. No duro, noduro, Bruno vai ficar no máximo mais cinco anos na cadeia,assim como Mizael, que em sete anos estará livre.Quanto mal mais qualquer um dos dois teria que praticarpara ficar mais tempo na cadeia? Dizem até que a progressãode pena é culpada por tudo. Se o sujeito cumprisseo tempo total da punição a situação seria outra.Por exemplo: de que adianta ser dada uma pena de 30anos para os irmãos Cravinhos, que mataram a mando deSuzane seus pais a golpe de porrete enquanto dormiamindefesos? Já estão deixando a cadeia em pouco mais dedez anos, progredindo para o regime semiaberto. Isso é legal,mas é justo?Claro que qualquer decisão que não seja democrática,que não respeite os direitos dos homens, não pode seraceita dentro dos princípios básicos da nossa civilização,mas que algo precisa ser feito rapidamente para punircom rigor quem cada vez mata mais sem motivo, quemé corrupto e enriquece de uma forma ilegal num país ondehá tanta miséria, quem, enfim, não respeita a lei doshomens, que algo precisa ser feito já não tenho dúvidanenhuma.O que é, sinceramente, não sei. Com a palavra quemrecebeu pelos nossos votos o dever, entre outras coisas, defazer ou mudar leis.Filiado aoEditado e distribuído por Metro Jornal S/A. Endereço: rua Tabapuã, 81, 14º andar, Itaim, CEP 04533-010, São Paulo, SP. Tel.: 3528-8500. O jornal Metro é impresso na Plural Editora e Gráfica Ltda.


SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.com {FOCO} |03|◊◊Temporal deixa turistasilhados no litoral norteClima. Moradores utilizaram botes e caiaques como meio de transporte. Chuva forte causou queda de barreiras e alagamentos nas estradasA forte chuva que atingiuo litoral norte neste finalde semana deixou diversosbairros de Maresias, Boiçucangae Camburi, na regiãode São Sebastião, alagados.Turistas ficaram ilhadosdentro dos hotéis e daspousadas.Moradores chegaram autilizar caiaques e botes comomeio de transporte durantea tarde. O número dedesabrigados chegava 645pessoas até as 21h30 horasde ontem.A profundidade da águarepresada em alguns pontoschegou a um metro. O volumede chuva acumulado nolitoral norte desde sexta-feirafoi de 111,4 mm (litrospor metro quadrado), deacordo com a Defesa Civil.O número equivale a quasea metade do previsto paratodo o mês na região.O temporal também levoua queda de barreirase alagamentos na Rio-Santos,Tamoios e Mogi-Bertioga,que teve o trânsito interrompidona altura do km 82.Segundo o DER (Departamentode Estradas e Rodagem),a Rio-Santos foi a maisprejudicada. Um dos bloqueiosocorreu no km 157,em ambos os sentidos. O segundo,no km 159, fechou apista sentido Caraguatatuba.No km 162, a interdição,também em ambos os sentidos,era causada por umponto de alagamento.Até as 22h, os motoristasainda enfrentavam problemasnas rodovias que levamao litoral. Não havia previsãopara liberação. METRO111 mmé o volume de chuva registradoneste final de semana no litoralnorte. Profundidade da águaacumulada chegou a um metro.Temporal deixou moradores ilhados em bairros de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo | RICARDO FAUSTINO/DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE SÃO SEBASTIÃO


|04| {FOCO}SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.comDenarc usa 50%de seu efetivopara combatero crack em SPSegurança. Diretor do departamento diz que meta é ter 70% dospoliciais nas investigações. Por ser barata, droga é bastante lucrativaPolícia apreende drogas encontradas em uma casa no bairro do Glicério | TONY BANDEIRA/SIGMAPRESS/FOLHAPRESSA preocupação com o crescimentodo consumo do crackna capital já obriga o Denarc(Departamento de Investigaçõesde Narcóticos) a mobilizarmetade de todo o seuefetivo no combate ao tráficoda droga. Dos 300 agentesem atividade no órgão, 150investigam exclusivamenteo comércio do crack.Segundo o diretor do Denarc,Marco Antonio Novaesde Paula Santos, ainda é precisoampliar esse númeronos próximos meses. “Nossameta é ter 70% do efetivo nocombate ao crack.”A venda de drogas é o crimeque mais cresceu em SãoPaulo nos últimos 12 anos.No último trimestre foramtrês flagrantes por hora noEstado, quatro vezes maisdo que em 2000. O crack járesponde por um quarto das33 toneladas de drogas queaguardam decisão judicialpara serem incineradas.Para driblar as investigações,os laboratórios da drogana capital praticamentedesapareceram. Hoje, ela jávem direto do Peru e da Bolívia.“O crack está rendendomuito para o crime organizado”,afirma Santos. Emboraa cocaína seja mais cara– a partir de R$ 20 o grama,ante R$ 5 da pedra de crack –o usuário do crack consomemuito mais. Hoje, apenas otráfico de maconha apresentaum ganho maior.As investigações da políciamostram que o lucrocom o crack vem crescendoe as quadrilhas se especializaramna lavagem de dinheiroe no envio de recursospara o exterior. Para desarticularo financiamentodo crime, o Denarc planejamontar um departamentosó de investigações financeirasdo crime organizado.O especialista em segurançaGuaracy Mingardi dizque a lucratividade do cracktem relação com a falta derefino da droga. “Eles pegama pasta base e multiplicam adroga com outras substâncias”.Segundo ele, a políciadeveria ir atrás dos grandestraficantes. “Não adiantasuperlotar presídios commicrotraficantes.”HENRIQUEBEIRANGÊMETRO SÃO PAULOAPREENSÕES DE DROGAS PELO DENARC NA CAPITAL8.7005.80002.900005.2002.300515em KG6.7004.300200MACONHACOCAÍNACRACK2010 2011 20127.5003.200555O TRÁFICO É O CRIME QUEMAIS CRESCEU EM SÃOPAULO NOS ÚLTIMOS12 ANOSNO ÚLTIMO TRIMESTREFORAM REGISTRADOSTRÊS FLAGRANTESPOR HORANO ESTADOANDRÉ PORTO/METROMARCOSANTOSDiretor do Denarc diz que quadrilhas lavamdinheiro da droga em contas no exteriorEm entrevista ao Metro, odiretor do Denarc, MarcoAntonio Novaes de PaulaSantos, diz que os pontos devenda de droga cresceram enão há como precisar quantossão atualmente na capital.Ele explica que os traficantesusam a lavagem dedinheiro para esconder osganhos e que já tem informaçõesiniciais da existênciade contas no exterior usadaspelas quadrilhas.Quantos pontos de distribuiçãoexistem na cidade?Não há como precisar. Hojevocê anula um ponto, massurgem outros amanhã.Qual o desafio para combateras quadrilhas?Há muita gente envolvida,e elas escondem o dinheiroda droga lavando os ganhoscom a abertura de atividadeslícitas. Outro dia descobrimosum traficante comomembro de uma empresa deônibus na zona leste da capital.Já há traficante comconta no exterior para lavardinheiro.Qual a estratégia paracombater o tráfico?Dos 300 policiais, 150 oumais trabalham no combateao crack. Nosso objetivo échegar a 70% da equipe.E quem são os grandestraficantes?No Brasil existem pequenose médios, mas mesmo quesoubesse onde estão não falaria.Conhecemos os nichos,como podem ser investigadose onde podem estar.Como vê a prisão recentede agentes do Denarc envolvidoscom o tráfico?Somos agradecidos pelo trabalhoda Polícia Federal nessasprisões, mas o controleé feito no Denarc também.Algumas pessoas fogem aocontrole. Não tínhamos conhecimentodo desvio dessadroga na rua. HB


SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.com {FOCO} |05|◊◊Ex-assessor de FernandoHaddad no Ministério daEducação e Cultura, quandoo prefeito ocupava o cargode ministro, Cesar Callegariassumiu a secretaria daEducação com a obrigaçãode apresentar resultados.Em entrevista ao Metro, eledisse que a cidade tem cercade 5 milhões de pessoascom déficit de aprendizagemna educação básica epromete acabar com a aprovaçãoautomática. Leia abaixoos principais trechos.O sr. é favorável à aprovaçãoautomática?Sou contra.O que muda em suagestão?Queremos todas criançasplenamente alfabetizadasaté o 3 o ano do ensino fundamental.A ideia não écriar um sistema de reprovaçãode crianças, mas nãoqueremos que elas passemdo 3 0 ano sem ter aprendido.Hoje, na nossa rede 28%das crianças chegam ao 5 0anosem estarem plenamentealfabetizados.A reprovação poderá serestendida a outras séries?Como disse, sou contra aaprovação automática, masé um desserviço transformara reprovação em umaindústria. Temos que garantirum aprendizado continuado.Se vai ser anualizado,ou em ciclos, isso seráavaliado.Que tipos de investimentosserão feitos naaprendizagem?A partir deste ano, cada salade alfabetização da redemunicipal terá uma bibliotecacom 30 volumes de literaturapara que as criançasse encantem com aliteratura. E haverá reforçospara os alunos do 3 0 , 5 0 e8 0 ano com dificuldades naaprendizagem.CESAR CALLEGARISecretário da Educação de São Paulo diz que até o im do governo a capital vai cumprirtodas as metas do Ideb. Ele também promete mudar o sistema de aprovação automáticapara melhorar o aprendizado na rede pública municipal‘TEREMOS 100 MIL ALUNOSNO ENSINO INTEGRAL’O prefeito prometeu acabarcom o déficit de vagasem creches na campanha.Isso será cumprido?Das 172 creches previstaspara serem construídas, játemos 54 terrenos em processoavançado de caracterizaçãoe declaração deutilidade pública. Estas jácomeçam a ter os encaminhamentospara fins deconvênio com o MEC. Hámais 70 que hoje estão noplano de obras que herdamos.Em dezembro do anopassado registramos um déficitde 95 mil vagas em crechesna capital.Quando as creches começarãoa ser erguidas?Pelo menos 54 devem estarprontas até o ano que vem.E quanto aquelas 172 prometidas,entregaremos atéo final do mandato.PerfilCésar Callegari, 59 anos,secretário municipal daEducaçãoFacã e igeSociólogo pela PUC- SP,nasceu na capitalOs convênios particularescom creches continuam?Vamos manter, melhorare ampliar. Mas não vamospreservar convêniosque não deem segurança àscrianças. Temos problemasEeiêciaFoi secretário de EducaçãoBásica no MEC (Ministério daEducação). Presidiu a CPI daAssembleia que investigou aeducação em 2000 no governode Mário Covas (PSDB).na zona leste, mas verificadoo problema, vamos atuarpara que seja resolvido.A valorização do professorserá feita de que forma?Investir em sua formação.Quanto à remuneração, temhavido avanços. Neste ano eem 2014 há um compromissode reajustes para os funcionáriosda educação.Como fica o sistema de bonificaçãodos professores?O professor não precisa deestímulos para ser um bomprofissional. Ele tem direitoa uma boa remuneraçãoe a boas condições de trabalho.Em São Paulo, existeuma lei que estabelece umprêmio de desenvolvimentoda educação. Vamos aperfeiçoara partir de decretos.Por exemplo: vincular aparte do aumento de remuneraçãoque se refere a desempenhoàs notas do Ideb(Índice de Desenvolvimentoda Educação Básica).E como atingir as metasdo Ideb?O objetivo é que em quatroanos tenhamos atingidoas metas. Este ano vamos fazerum trabalho com alunosdo 5 0 ano do fundamental.Queremos entregá-los semos déficits que hoje eles têm.E o mesmo com alunos do8 0 ano, dando o apoio pedagógiconecessário. Anunciouma meta: vamos ficar entreos 19 primeiros na regiãometropolitana, (atualmenteesta em 35 0 de 39 cidades) jáno próximo ano.Qual a proposta para expandira rede de ensinointegral?Nossa meta é ter 100 milalunos do fundamental (dototal de 492 mil) estudandoem período integral até2016. Hoje são 13,3 mil. Jácomeçamos a pré-cadastraras escolas do ensino fundamentalno sistema do MEC,no programa Mais Educação,para sete horas diárias.O sr. fala em mudanças,mas uma crítica comum naeducação é justamente adescontinuidade das políticaspúblicas...Concordo, Em educaçãonão podemos ter vaidades.Mas todas as mudançasque propomos são incrementais.Mas há uma constatação:o método implementadoaté agora não foisuficiente para garantir alfabetizaçãodas crianças naidade certa.HENRIQUE BEIRANGÊ


|06| {BRASIL}SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.comDe olho em 2014,Dilma cobra lealdadeReeleição. Durante a cerimônia de posse de três ministros, presidente defende coalizão emnome da governabilidade. Ela ainda aproveitou para enviar recado a Eduardo Campos (PSB)Durante a cerimônia de possedos novos ministros daAgricultura, da Aviação Civile do Trabalho, a presidenteDilma Rousseff saiuem defesa da coalizão departidos que compõem a basealiada. Falando da necessidadeda governabilidade,ela aproveitou para cobrarlealdade das legendas.As declarações tambémserviram de resposta às críticasda oposição de que asmudanças levaram em contaapenas a campanha à reeleiçãoem 2014.Dilma deu posse a dois integrantesdo PMDB, AntônioAndrade (Agricultura) e MoreiraFranco (que sai da Secretariade Assuntos Estratégicose vai para a AviaçãoCivil). Manoel Dias (PDT) assumea pasta do Trabalho.Depois de citar problemaspolíticos enfrentadospela Itália e pelos EstadosUnidos, a presidentefalou da importância dascoalizões. “Nós estamosassistindo em alguns lugaresa deterioração dagovernabilidade”.Em recado indireto aogovernador de Pernambuco,Eduardo Campos (PSB),que ensaia uma candidaturaao Planalto em 2014, emboraseja de um partido aliadodo governo, Dilma falouda importância da lealdade.“Governar é escolher entrevárias alternativas. Por issoaprendi sobre o valor dalealdade”. METROPresidente abraça Antônio Andrade durante posse |ANDRÉ BORGES/FOLHAPRESSGoverno.Gastos têmsobrepreçode até 62%Levantamento feito peloTCU (Tribunal de Contas daUnião) aponta que o governofederal tem pago valoresacima do mercado em suascompras e na contrataçãode serviços públicos.O órgão dá com exemploos gastos do governocom combustíveis no DistritoFederal. Segundo o levantamento,o custo médiono litro de gasolina na regiãoé de R$ 2,85, mas a tabelade referência utilizadapelos órgãos da administraçãofederal indica que essevalor é de R$ 3,76, uma diferençade 30%.O raio-X do tribunal apontadistorções ainda mais elevadas.No caso do valor pagona compra de vidros, foiregistrada uma diferença deaté 62% entre o valor de mercadoe o utilizado como basepara as obras públicas. Emações de recapeamento devias, por exemplo, o governopaga 44% a mais às empresasfornecedores na comparaçãocom o preço negociadopela iniciativa privada.Em seu relatório, o TCUrecomenda ao governo aadoção de um novo sistemade preços. METROPolíticaCLÁUDIOHUMBERTOCLAUDIO@METROJORNAL.COM.BRAÉCIO PROMETE RESTABE-LECER A MERITOCRACIA NOPAÍS. O senador Aécio Neves(PSDB-MG) parece especialmentemotivado adisputar a presidência daRepública depois de jantarcom governadores tucanos,esta semana, emBrasília. Ele sonha liderarum período de grandecrescimento do Brasil,com uma gestão moderna,ousada e baseada nameritocracia. A esta coluna,ele revelou a intençãode reduzir o número deministérios a 18, menosda metade dos atuais 39.PÉ NA ESTRADA. Aécio disseque a partir de maio,quando deve ser eleitopresidente do PSDB, vaiabdicar do paletó, arregaçaras mangas e percorrero País.Aécio Neves | DIVULGAÇÃOGOVERNO SOMBRA. O senadorAécio já recruta pesospesados para assisti-lode perto, a partir de maio,numa espécie de “governosombra”, comum naEuropa.ORÁCULO. O principal interlocutorde Aécio Nevesna área econômicatem sido Armínio Fraga,ex-presidente do BancoCentral no governo FHC.Derrotado na disputa pelareeleição em 1994,o senador Amir Lando(PMDB-RO) apropriou-seda frase histórica de GetúlioVargas ao se despedirdo mandato: “Saio doSenado para continuarna história!” O então deputadoRoberto JeffersonCOM ANA PAULA LEITÃO E TERESA BARROSWWW.CLAUDIOHUMBERTO.COM.BR“ELE NÃO MERECEMINHA RESPOSTA.”EDUARDO CAMPOS (PSB)SOBRE AS CRÍTICAS DO LÍDERDO GOVERNO, EDUARDOBRAGA (PMDB)A CIÊNCIA DO PROGRESSO.A imprensa internacionaldestacou as digitais de siliconede médicos paulistaspara fraudar o ponto.Talvez pelo ineditismo da“pesquisa”.LOVE IS IN THE AIR. ComCarlos Lupi entronizandoum apaniguado no Ministériodo Trabalho, pareceque o “eu te amo, Dilma”dele é recíproco.CABRA MARCADO. Na quarta(20), está marcado parasair o resultado da pesquisamensal de avaliação dasáreas de governo. É pesquisainterna, mas dói napolítica, como crê o insoneministro Aloízio Mercadante(Educação).DE VOLTA. O ex-senadorTasso Jereissati reapareceuesta semana no Senado.Tem atuado comoarticulador da candidaturade Aécio Neves aoPlanalto e sonha com oregresso ao Senado, peloPSDB-CE.PENSANDO BEM... ...de agoraem diante Papa que dáem Chico também bateem Francisco.PODER SEM PUDORTiro no peito não vale(PTB-RJ) não se conteve emandou um telegrama aLando, de quem sempredivergiu:- Ouvi emocionado oseu discurso. Rogo a Deusque V. Exa. não siga oexemplo do autor da frase,que se suicidou comtiro no peito.


SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.com {BRASIL} |07|◊◊Revisão de códigos segueà espera no CongressoLeis. Processos Penal e Eleitoral aguardam análise dos parlamentaresA sociedade avança, mas asleis ficam para trás. Atualmente,o Congresso analisa arevisão de seis códigos do Direito:Processo Penal, Comercial,Penal, Eleitoral, ProcessoCivil e Defesa do Consumidor.O Código Comercial é ocaso mais clássico. Criado há163 anos para regulamentaras relações empresariais, foimodificado ao longo dos anospor leis específicas e hoje serveapenas para ditar normasdo comércio nos portos.O novo Código Civil, de2003, revogou quase todosos artigos da lei. Sua revisãoaguarda relatório da ComissãoEspecial da Câmara. Ademora gera controvérsias.O crime de adultério queprevia pena de 1 a 3 anos deprisão só foi revogado em2005, com a última atualizaçãodo Código Penal, que novamenteestá em discussão.A nova proposta prevê adescriminalização do uso dedrogas e aumento no rigor emcrimes contra animais e meioambiente, além de criar puniçõespara o terrorismo. Os crimescometidos pela internetpodem ter pena fixada.É consenso no meio jurídicoa necessidade de reduziro número de processos naJustiça. A revisão do Códigode Processo Civil, que deve ira plenário ainda até junho,tem como principal objetivoinibir o excesso de recursos,apontado como causa da lentidãono Judiciário.O Código Eleitoral ainda éobjeto de discussão de juristasque pretendem entregara conclusão até junho. A novalei espera impedir, por exemplo,que políticos eleitos tenhamque deixar o cargo porirregularidades eleitorais.O Brasil assumiu a vanguardados direitos do consumidor.O Código de Defesado Consumidor é copiado poroutros países, embora já precisede atualização. As comprasvirtuais não são atendidaspela legislação em vigor.Hoje há uma limitaçãolegislativa. O Congresso sópode analisar dois códigospor ano. Nessa fila está, porexemplo, o Código de ProcessoPenal, que aumentariao poder de investigaçãode crimes, mas que está paradoaguardando espaço naagenda dos deputados e senadores.METRO BRASÍLIACriado: 1850 (163 anos)Nunca foi revisadoLEIS NA FILA DA REVISÃOCÓDIGOCOMERCIALPrincipal ponto: Regulamentar afalência e impedir que empresas emconcordata continuem existindoSituação: Tramita na ComissãoEspecial da CâmaraCÓDIGOPROCESSO PENALCriado: 1941 (72 anos)Revisado na Constituição de 1988Principal ponto: Dar autonomia aojuiz para coletar provas ausentes noprocessoSituação: ParadoCÓDIGOELEITORALCriado: 1932 (81 anos)Revisado integralmente em 1965Principal ponto: Criar regras para ofinanciamento de campanhas e aprestação de contasSituação: Aguarda conclusão daComissão de Juristas do SenadoCÓDIGO DEPROCESSO CIVILCriado: 1973 (40 anos)Revisado em 2009Principal ponto: Punir com multa ouso excessivo de recursosSituação: Aguarda votação na CâmaraCÓDIGOPENALCriado: 1940 (73 anos)Revisado em 2005Principal ponto: Descriminalizar ouso de drogasSituação: Em análise na ComissãoEspecial no SenadoCÓDIGO DE DEFESADO CONSUMIDORCriado: 1990 (23 anos)Nunca foi revisadoPrincipal ponto: Criar normas pararegulamentar o uso da internetSituação: Parado no Senado


|08| {MUNDO}SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.comNo 1º Angelus,Francisco falasobre perdãoPapa Francisco dribla seguranças para cumprimentar fiéis em Roma | REUTERSVaticano. Primeira missa dominical reuniu150 mil pessoas ontem na praça São PedroCom a batina branca e umacruz de ferro no pescoço, opapa Francisco celebrou namanhã de ontem seu primeiroAngelus. Falando auma multidão de mais de150 mil pessoas na Praça deSão Pedro, pediu ao mundopara ser mais indulgente emisericordioso e não tão rápidoa condenar as falhasdos outros.“Um pouco de misericórdiatorna o mundo menosfrio e mais justo”, disse o papa,que apareceu na janelade um dos apartamentos papaissobre a Praça São Pedropouco depois das 12h (8hde Brasília). “Deus jamais secansa de nos perdoar. Nós éque nos cansamos de pedirperdão.”Primeiro papa não-europeuem quase 1.300 anos,Francisco tem sinalizadouma mudança brusca de estiloem relação ao seu antecessorBento 16. E já desenhouum caminho moralpara os 1,2 bilhão de seguidoresda Igreja Católica,atormentada por escândalos,intriga e discórdia.“Irmãos e irmãs, bom dia”,disse ele, usando um estilofamiliar que já se tornousua marca registrada.Mais cedo, Francisco celebrouuma missa na Igrejade Santa Ana, paróquia quehomenageia a mãe de NossaSenhora. Durante a homilia,ele também defendeu a misericórdia,fazendo mençãoà leitura da liturgia sobre oapedrejamento de uma mulheradúltera. “Eu vos digohumildemente: a mensagemmais forte do Senhoré a misericórdia. Jesus nãoveio pelos justos, já que elesse justificam sozinhos, massim pelos pecadores”, disse.O papa Francisco deu aosresponsáveis por sua segurançauma ideia de seu novoestilo papal ao sair do portãodo Vaticano para cumprimentaruma barulhentamultidão. Para rezar a missana pequena igreja de SantaAnna, ele chegou em umcarro preto, mais uma vezdispensando a limusine papal,e imediatamente seaproximou das centenas depessoas que haviam se reunidono portão para vê-lo.Após a missa, ainda usandosuas vestes litúrgicas roxas,ele foi do lado de forada igreja como um simplespadre da paróquia e cumprimentoucada pessoa. METROCOM AGÊNCIASPapa posta a primeiramensagem no TwitterO papa Francisco publicouontem a sua primeiramensagem na conta «pontifex»da rede social Twitter,pedindo orações aos seusmais de três milhões deseguidores.“Queridos amigos, de coraçãovos agradeço e peçopara continuardes a rezarpor mim. Papa Francisco”,refere o texto, disponibilizadoem nove línguas, incluindoo português.A conta inaugurada em2012 por Bento XVI, agoraPapa emérito, tinha sidoreaberta na quarta-feiracom o anúncio da eleição deFrancisco, em latim: “HabemusPapam Franciscum”. Opapa Francisco tem mais de100 mil seguidores em línguaportuguesa. METROA primeira tuitada do papa Francisco | FOTÓGRAFO/AGÊNCIA


SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.com {MUNDO} |08|◊◊ |09|◊◊Dilma acompanha missa inauguralDilma chegou ontem a Roma| FELIPE SAMPAIO QUINTANILHA/ FOTOARENAA presidente Dilma Rousseffestá desde ontem em Romapara acompanhar a missainaugural do pontificado dopapa Francisco, que será realizadaamanhã e reunirá cercade 150 delegações de todoo mundo.Após a missa, Dilma devese reunir por alguns minutoscom o novo pontífice.No encontro, o papa Franciscodeve conversar com apresidente sobre a JornadaMundial da Juventude, emjulho, no Rio de Janeiro, deacordo com informações da“Agência Brasil”. Franciscojá confirmou presença noencontro.Dilma chegou a Roma natarde de ontem, às 15h45(11h45 de Brasília). Cerca de15 minutos depois, a presidenteda Argentina, CristinaKirchner desembarcouno local.Cristina Kirchner almoçarácom o pontífice, queaté sua eleição era arcebispode Buenos Aires, na casade Santa Marta, onde oreligioso está alojado atéficarem prontas as reformasnos aposentos papais.METRO COM AGÊNCIASEm campanha, Maduro percorreu no sábado as ruas de Caracas | REUTERSVenezuela. Maduro abreconta em rede socialO presidente interino da Venezuela,Nicolás Maduro,estreou ontem no Twittercom a conta @NicolasMaduro,tentando seguir os passosde seu mentor político,o falecido presidente HugoChávez, que conseguiu ser osegundo líder mais seguidodo mundo na rede social.“Hoje temos Pátria. VivaBolívar! Viva Chávez!”,foi o primeiro tweet de Maduro,que se autodefine emseu perfil como “Presidente(I) da República Bolivarianada Venezuela. Filho de Chávez,custódio de seu legado.Comprometido em construira pátria com eficiênciarevolucionária”.Poucas horas após a criaçãoda conta, Maduro tinhacerca de 38 mil seguidores,ainda longe dos mais de 2,2milhões de seu rival naseleições do próximo dia 14de abril, Henrique Capriles.O ex-presidente da Venezuela,Hugo Chávez, mentorpolítico de Maduro, foi umdos chefes de Estado maisseguidos na rede social,com 4.221.646 pessoas. Elesó perdia para o presidentedos Estados Unidos, BarackObama, que tem 28.459.878seguidores. METROÍndia. Cinco confessamestupro de turista suíçaCinco homens confessaramque participaram no estuprocoletivo de uma turistasuíça que estava acampandocom seu marido em umafloresta no Estado indianode Madhya Pradesh, informoua polícia neste domingo.Os detidos têm idadesentre 20 e 25 anos e pertencema uma tribo local.O ataque à mulher suíçade 39 anos aconteceuna noite de sexta-feira (15).Há três meses, uma estudantede fisioterapia de 23anos foi estuprada e morreuTurista suíça, vítima de estuprocoletivo na Índia | REUTERSmais tarde em um hospitalem Cingapura. O caso provocouindignação no país.METROIraqueGuerra contabiliza174 mil mortesA guerra do Iraque jácontabiliza a morte depelo menos 174 mil pessoasao longo dos últimosdez anos, desde a invasãodo país pelas forças internacionaislideradas pelosEstados Unidos. Os dadossão do Iraq Body Count(IBC), grupo formado porvoluntários do Reino Unidoe dos EUA. METROGrã-BretanhaKate diz não sabersexo de bebêGrávida de cinco meses, amulher do príncipe William,Kate, comentou ontemdurante a comemoraçãoao dia de são Patrício,padroeiro da Irlanda, quenão sabe o sexo do bebê.Segundo o guarda LeeWheeler, Kate disse preferirum menino, mas queWilliam gostaria de teruma menina. METRO


|10| {ECONOMIA}SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.comEmpreendedorismoBRUNOCAETANOBCAETANO@SEBRAESP.COM.BREMPREENDER: OPORTUNIDADEDE NEGÓCIO OU PAIXÃO?Muitas pessoas com potencial empreendedor e que fizerameconomias durante boa parte da vida nos procuramno Sebrae com a seguinte pergunta: “Tenho pensadoem iniciar um negócio. Onde devo investir?”É uma dúvida, aliás, muito pertinente. As possibilidadessão inúmeras: lanchonete, sorveteria, papelaria,açougue, floricultura, bar, e por aí vai. Seja qual for ointeresse, em todos os casos orientamos o candidatoa empreendedor sobre tudo o que deve ser levado emconta na hora da escolha: aspectos envolvendo análisesde viabilidade, estudos de mercado, avaliação daconcorrência, percepção de tendências.No entanto, existe mais um fator que à primeira vistapode parecer romântico, mas que é fundamental edeve ser considerado. Trata-se da paixão. Junto com osonho de ser empresário, ela exerce um papel muito importante.Está longe de ser um critério científico ou racional,porém sua importância reside em alguns fatores.A possibilidade de ser seu próprio patrão leva grandeparte pessoas com potencial empreendedor a investirem um negócio próprio. Mas após um tempo descobremque deixaram de trabalhar 40 horas para osoutros e agora trabalham 80 horas para elas mesmas.E isso tudo sem férias, décimo-terceiro e sem poder reclamarcom o chefe. Se, ainda por cima, o novo empreendedornão gostar do que faz e estiver ali apenasporque a atividade está aquecida, complica mais ainda.Vale lembrar que o mercado é cíclico e atividadesextremamente atrativas num dado momento podemdeixar de sê-lo, como aconteceu com lan houses e locadorasde vídeo. O ambiente de negócios no Brasil écomplexo e exige dedicação integral do empresário.A maneira como o empreendedor se relaciona e seidentifica com aquilo que escolheu está diretamente ligadaao sucesso do empreendimento. Quanto mais entusiasmopelo negócio, maiores as chances de crescimentoda empresa. Transformar sua paixão numa fontede renda é mais inteligente, pois você vai trabalharmais feliz, com brilho nos olhos, transmitindo isso emseu ambiente para clientes, funcionários e fornecedores.Ao se relacionar com trabalho de forma honesta vocêvaloriza os triunfos e se prepara para novos desafios.O importante na vida é ter e gerar satisfação.Bruno Caetano é diretor superintendente do Sebrae-SP e mestre e doutorando em Ciência Políticapela Universidade de São Paulo. O Sebrae-SP é uma instituição dedicada a ajudar micro e pequenasempresas a se desenvolverem e se tornarem fortes. Saiba mais em www.sebraesp.com.brIR. Receita amplia serviçospor tablets e smartphonesA Receita Federal ampliouos serviços prestados aoscontribuintes para smartphonese tablets. Uma dasnovidades é que o programapassa a permitir consultar eimprimir o Documento deArrecadação de Receitas Federais(Darf) para o pagamentona rede bancária decotas do Imposto de RendaPessoa Física desde 2006.Outra novidade do aplicativoé a simulação do cálculodo imposto mensal e anual.O usuário informa os valores,como rendimento e deduções,e o aplicativo calculao imposto devido. No cálculoanual, o aplicativo identificaa melhor forma de tributaçãoaplicável no caso das deduçõeslegais e no caso dodesconto padrão. METROServiços pesammais no bolsoInflação. Manicure e estacionamento, por exemplo, já acumulam aumentos de até 67% em5 anos. Para economistas, mercado de trabalho aquecido deve manter preços em altaOs preços dos serviços estãopesando cada vez maisno bolso do brasileiro. Comuma elevação de 1,30% nomês passado, o setor acumulauma alta de 8,66% emum ano, acima da inflaçãode 6,3%. Em cinco anos, oaumento já está perto dos45%, para uma variação de32% do IPCA (Índice de Preçosao Consumidor Amplo).Os serviços que vêm acumulandouma alta expressivade preços nos últimosanos vão da refeição fora decasa a um simples corte decabelo e manicure. De marçode 2008 a fevereiro desteano, a alimentação forade casa ficou 67% mais cara.As brasileiras tambémestão desembolsando 67%a mais pela manicure. E opreço dos estacionamentosde carros subiu 64% no mesmoperíodo.O aumento de preços dosetor é explicado pelo bommomento do mercado detrabalho brasileiro. Com ocrescimento da renda, a demandapor serviços aumentou.“E setor encontrou espaçopara reajustar preços”,afirma Priscila Godoy, daRosenberg & Associados.EM ALTAEvolução dos preços em 12 meses, em %7,755,24Mar Mai Jul Set Dez2012FONTE: IBGEServiços7,59IPCA7,9 7,894,99 5,2 5,28 5,84Para os economistas, atendência é de que essespreços continuem em alta.A projeção da Rosenberg,por exemplo, é que a inflaçãode serviços encerre oano entre 7,5% e 8%.Segurar essa alta é umdos desafios do governo naretomada do crescimento da8,75 8,666,31Jan2013PROTEÇÃO AO CONSUMIDORPrincipais pontos do planoPROCONSO governo vai enviar um projeto aoCongresso que prevê que os acordos feitosnos Procons sejam considerados títulosexecutivos judiciais. A expectativa éque as decisões deixem de serdiscutidas na JustiçaPRODUTOSEm 30 dias, o governo, em parceria com osetor privado, deve elaborar uma lista de30 produtos essenciais que, se compradoscom defeito, precisam ser trocados na horaCOMÉRCIO ELETRÔNICOA partir de maio, as lojas on-line devempermitir aos clientes cancelar compras pelainternet. Elas também serão obrigadas acomunicar a operadora de cartão decrédito que aquele contato foi desfeito,para evitar a cobrança$CONTA BANCÁRIAA partir de 1º de julho, os bancos serãoobrigados a criar três novos pacotespadronizados de tarifas para contas dedepósito para que o cliente possa comparar opreço cobrado por cada instituição. Osclientes também terão a opção de usarserviços e tarifas individuais ou por pacotesCRÉDITOOs bancos deverão informar o Custo EfetivoTotal (CET), valor total da dívida mais juros,encargos e despesas, antes da contratação docrédito ou do arrendamento financeiroTELECOMUNICAÇÕESEntre as propostas está a possibilidade decredenciar entidades para fornecer aosconsumidores serviços de comparação dospreços dos pacotes de telefonia, internetbanda larga e TV paga. A proposta entra hojeem consulta pública por 30 dias15 AUMENTOS EXPRESSIVOSAumento em 12 meses até fevereiro (em %)Passagem aéreaDepilaçãoEmpregado domésticoManicureCinemaTratamento de animaisAluguel residencialServiços médicos e dentáriosCondomínioAlimentação fora do domicílioEstacionamentoTransporte escolarCursos regularesCursos diversosCabeleireiro13,0911,8311,310,5110,4110,3810,029,889,869,868,588,188,177,5518,29economia. “Como o aumentode preços está sendo impulsionadopelo crescimentoda renda, a tendência éde alta já que as perspectivaspara o mercado de trabalhocontinuam boas”, diz FelipeQueiroz, da Austin Rating.Ele acrescenta que a realizaçãoda Copa do Mundono Brasil em 2014 trarámais aumentos dos preçosde serviços, que continuarãopressionando a inflação.Nesse cenário, mesmo coma elevação da taxa básica dejuros prevista pelo mercado,o IPCA deve acelerar de5,2% em 2013 para 5,5% noano que vem. METROProduto deverá ser trocado na horaOs produtos essenciais,quando apresentarem defeitose estiverem no prazode garantia, devem ser trocadosde imediato pelos fornecedores.A determinaçãoé uma das medidas do PlanoNacional de Consumoe Cidadania, anunciado naúltima sexta-feira pela presidenteDilma Rousseff. Ogoverno, em parceria como setor privado, terá umprazo de um mês para elaboraruma lista de 30 produtos,que deve apresentaritens como celulares eeletrodomésticos.O plano inclui ainda novasregras para comércioeletrônico e a agilidadeno atendimento das agênciasreguladoras. O governotambém apresentou medidasque pretendem dar maistransparência às cobrançasbancárias e permitir comparaçõesdos preços. METRO


SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.com {CULTURA} |11|◊◊As boas novas do teatroSexta edição. Festival Ibero-Americano apresenta de hoje até domingo catorze espetáculos de sete paísesA sexta edição do FestivalIbero-Americano de Teatrode São Paulo será aberta hojeem grande estilo. O atorLima Duarte ganha homenagempor sua trajetória artísticae, na sequência dacerimônia de abertura, o própriose apresenta com o monólogo“A Língua de Deus”,de autoria dele, baseado emtextos de Padre Anchieta, PadreVieira, Fernando Pessoa eGuimarães Rosa.Até o próximo domingo,outras 13 peças, de 7 países,serão apresentadas no Memorialdentro do Festibero. Umdeles, que segue em tema inspiradona literatura, é “Umanoel”,da brasileira MarianaMuniz, que será apresentadona quarta, com a a poesia deManoel de Barros.Amanhã o destaque ficacom o monólogo “UmaNoite na Lua”, de João Falcão,e que tem Gregorio Duvivierno papel de um personagem,angustiado com ofim de um relacionamento,tem que escrever uma peçarapidamente, mas acaba seperdendo em suas divagaçõespara impressionar novamentesua ex.Questões políticas predominamos espetáculos internacionais,que vem de Portugal,Espanha, Bolívia, entreoutros. Da Argentina, a peça“ADN (hijos sin nombre)”reflete os crimes da ditaduramilitar naquele país, quesequestrou bebês de pais assassinadospor motivos políticos.“Pedro de Valdivia: LaGesta Inconclusa”, do Chile,coloca no palco as cartas doconquistador chileno frentea resistência em Mapuche.ServiçoNo Memorial da AméricaLatina – Auditório SimónBolívar (av. Auro Soares deMoura Andrade, 664, tel.:3823-4600). Grátis.PAULOBORGIAMETRO SÃO PAULOGregorio Duvivier no monólogo “Uma Noite na Lua” | DIVULGAÇÃOPrograme-se 18/3. 21h – “A Línguade Deus”. 19/3. 19h – “ADN (hijos sinnombre)” (Argentina); 21h– “Uma Noite na Lua”. 18h – “Pedro deValdivia” (Chile); 19h –“La Muerte de Um Actor”(Bolívia); 21h – “Umanoel”. 19h – “ComoArena Entre Las Manos”(Argentina); 21h –“Valsa nº 6”. 19h – “La VirgemLoca)” (México); 21h –“Shi-Zen, 7 Cuias”. 19h – “Chrysalis”(Espanha); 21h – “ATrilogia Orestia”. 19h – “É Só UmaFormalidade”; 21h15 –“1325” (Portugal).2CULTURAClarice LispectorEm e-book“A Hora da Estrela”,“Felicidade Clandestina”e outros três livros sãoos primeiros da escritoraque chegam ao formatodigital. Lançados pelaRocco, estarão em prévendaa partir de quarta,de R$ 14 a R$ 20.


|12| {CULTURA}SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.comLançamento‘ANYTHINGIN RETURN’TORO Y MOIDECK DISC,R$ 28,90Às vezes, as múltiplas camadasde notas e percussãoda música de Toro Y Moi atorna difícil de ser tocadaao vivo – tanto que o criadorbrinca com o fato desoar como uma “banda cover”de sua própria banda.Mas, de acordo com Bundick,o uso de um espectromaior de instrumentos aovivo e no estúdio é uma decisãoda qual ele não quervoltar atrás. “Quando ouçomeu primeiro disco, ‘Causersof This’, tudo o quesinto são computadores.Deus sabe como eu gostariaque aquelas notas fossemde verdade. Mas isso estáno passado, então não valemuito a pena se lamentarpor isso.”“Anything in Return”talvez não seja o álbummais acessível da carreirade três discos de Toro YMoi, mas fãs em busca dedesvendar novas fronteirasnão devem se desapontar.Essas músicas serãoapresentadas no LollapaloozaBrasil, dia 30.Com sua fala mansa, ChazNovo disco de Chaz tem doses profundas de Rhythm & Blues | DIVULGAÇÃOBundick (mais conhecido pelaalcunha Toro Y Moi) semanteve nos eixos desde que“Causers of This” o colocouno mapa, em 2010, com umsom movido por sintetizadores.Apesar desse início tê-loinserido no cenário do gênerochill-wave ao lado de outrosnovatos como WashedOut e Neon Indian, algumasmudanças de inspiração (e deoperação) logo vieram para omúsico nativo da Carolina doSul. Seu segundo álbum, “Underneaththe Pine”, incorporouinstrumentos ao vivo a“Gosto de mudar meu estilomusical. Não faço ideia paraonde estou indo.”CHAZ BUNDICK, MÚSICOsuas criações feitas no computador,expandindo o trabalhopara uma gama de gênerosque vai do R&B ao hip-hop,passando pelo indie rock.“Anything in Return” continuaa evolução do som deToro Y Moi ao adicionar a essebalaio doses profundas dePara ouvircom calmaEmServiçoSolo. Toro Y Moi expande suapaleta de sons em ‘Anythingin Return’, seu terceiro álbum.O projeto do produtor Chaz Bundické atração do Lollapalooza Brasil,que acontece no fim do mêsNo Lollapalooza (av. Lineu dePaula Machado, tel.: 2161-8300). Dia 30. De R$ 175 aR$ 990. lollapaloozabr.comR&B, música disco undergrounde o house das divasdos anos 1990. Às vezes, ele seespelha no charme retrô dosálbuns predecessores, mas,em sua maior parte é maisrefinado, bem produzido e éum acréscimo excêntrico aobreve catálogo do músico.O novo disco faz um mixdos sons favoritos de Bundick.Enquanto algumas faixas, como“Harm in Change”, fazemuso de camadas pesadas,outras, como “Touch”, diminuemo peso com melodias.“Ela sabe que eu trabalho duro”,canta Bundick em “Cake”,citação que ele apontacomo o principal tema do álbum:estar longe das pessoasamadas pela primeira vez.JONATHANDONALDSONMETRO INTERNACIONALCHAZBUNDICKque ponto da músicavocê se define com estenovo álbum?Não sei ao certo. Acho quegosto de mudar meu estilomusical. Não faço ideiapara onde estou indo, nãosei o que vou fazer emseguida.De onde você tirou essesnovos sons?Tenho ouvido bastantedance music e coisas dehouse.Não é confuso gravar asmelodias e cantar ao mesmotempo, como você costumafazer?Sim. Às vezes dá um nervosoporque você passa umbocado de dias só para fazerum groove específico.O que podemos esperardo novo show?Canções de todos os trêsdiscos. Estarei com umabanda de quatro membros.Espero que funcione. Estiveno Lollapalooza em Chicago,no ano passado, efoi bem louco, com 10 milpessoas me vendo.AMANDA QUEIRÓSYo La Tengo lança ‘Fade’, seu 13º disco‘FADE’YO LA TENGOMATADOR,R$ 20(NO TUNES)Perto de chegar aos 30 anos,o Yo La Tengo sabe que é umdos grupos mais queridos entreos sobreviventes no indie.Enquanto muito de seus contemporâneosacabaram e depoisvoltaram para turnês, otrio americano continua suasônica jornada sem interrupções,com a longevidade emtorno da consistência – nemtanto a consistência do som,mas em manter um padrãoem fazer bem feito, com gravaçõeseternizadas em umalinguagem permanente nadiscografia do rock.Criada em 1984 em tornodas harmonias do casal e fundadoresIra Kaplan e GeorgiaHubley, a entrada de JamesMcNew no começo da décadade 1990 colocou a bandaem uma posição em que cadamembro pode ser um potencialcantor e compositor, diversificandoa música.Agora, com seu mais novodisco, “Fade”, a banda pareceter criado um dos seus maistemáticos e introspectivostrabalhos. Ao ouvir as primeirasfrases de “Ohm”, que abreo disco (“Às vezes o cara maucomeça no topo/ Às vezes ocara bom perde/ Nós tentamosnão perder nossos corações/Não perder nossas mentes”),você percebe que é umálbum lidando com a maturidadee à procura de respostas.E, embora o sentimento continuenas outras músicas, deacordo com a banda, o temanão é consciente.“Eu provavelmente possodizer que isso não é verdade”,diz o cantor e guitarristaIra Kaplan. “Mas também possoestar mentindo. Embora asmúsicas tivessem sido feitasao longo de um ano, as letrasforam escritas muito rapidamente.A gente tende a cantarem um jeito nonsense e gravamosas músicas sem as letrasaté o último segundo. Eupenso que, por causa da velocidadeque as letras são feitas,as músicas conversam entresi. Mas de jeito algum issoé planejado. É apenas um jeitoorgânico de criar, sem umconceito atrás disso.”NOLANDGAWRONMETRO INTERNACIONALIra, Georgia Hubley e James McNew | CARLY ARMSTRONG/DIVULGAÇÃOLançamento‘A FIMDE ONDA’LUÊNATURA,R$ 30Disco de estreia da cantoraparaense, o trabalho ampliaainda mais o leque dasboas possibilidades sonorasque surgem no Pará.Longe do technobrega eda música agitada que vemdo Estado nortista, a jovemcantora conduz em tomromântico o álbum, com 10curtas canções que falambasicamente de dores deamor, mas em sutilezas.Luê realizou algumasparcerias de nome para suaestreia, entre eles ArnaldoAntunes participa de “A Fimde Onda”, que abre o disco.Em “Cabeça” há a participaçãode Peu Meurray e, em“Sei Lá” e “Se Colar”, FelipeCordeiro é o colaborador.


SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.com {CULTURA} |13|◊◊A loira que chegapara provocarDani Calabresa. Atriz e comediante é aprincipal novidade da sexta temporada do‘CQC’, que estreia hoje, às 22h30, na Band“O que tem de diferente? Oterno”, diz Dani Calabresa.Direta e brincalhona, a comedianteafirma que quasenada vai mudar do que elafazia na MTV para o que vaimostrar a partir de hoje, às22h30, quando estreia a novatemporada do CQC.Calabresa chega com prestigio.Após o sucesso em programasao lado do marido,Marcelo Adnet, agora no CQCela vai apresentar um quadroque pode chamar de seu.Na atração, Dani vai deixarde lado o terninho e comentarcom seu tom ácido e emforma de ficção algumas dasprincipais notícias da semana.“Vou ter muita liberdadepara criar. Esse é o meu estilode humor”, explica ao Metro.Essa autenticidade vem debons anos. Pelo menos desde2007 ela trabalha em humorísticosna TV, com participaçõesem programas como“Pânico” e até mesmo “SemControle”, de Ratinho, no SBT.Mas o sucesso veio mesmo naMTV, ao lado do humoristaMarcelo Adnet no “ComédiaMTV”, com o humorista BentoRibeiro no “Furo MTV”, entreoutros quadros.Sua chegada a Band estáligada ao que criou na MTV.Mesmo elogiada, na emissoramusical suas piadas nãochegavam ao grande públicoe, estar no CQC, em horárionobre, é a chance de aparecermais.Além da liberdade paracriar, ela vai participar diretamentedos roteiros e terácarta branca para improvisar.“Mesmo com o texto, na horada gravação acabo criandoe mudo muita coisa”, explica.O que muda mesmo é a vidapessoal. Assim como Dani,Adnet também deixou a MTV,seguindo para a Rede Globo.E a vida de casados vai ter quese adaptar à ponte aérea Rio--São Paulo. “A saudade é grande,mas conversamos o tempotodo”, conta ela.PAULOBORGIAMETRO SÃO PAULODani terá um quadro fixo dentro do programa | DIVULGAÇÃO“CQC” terá novo integrante nos próximos dias | DIVULGAÇÃOEstreia. Novo ‘CQC’ vaiinvestir mais na ficçãoAlém da estreia de Dani, atemporada do CQC que estreiahoje, às 22h30, na Band,terá outras novidades.A principal delas é maisficção para tratar de assuntosque são destaque. “Vamos falarsobre os fatos mais importantescom nossas atuações eusando o DNA do programa,que é a crítica bem humoradasobre a sociedade”, conta oapresentador Marcelo Tas.O comandante da atraçãoassume que o CQC tem a tarefade fazer jornalismo comousadia, sem perder a mão. Eisso o preocupa muito. “Depoisde cinco anos a gentetem a chance de sair da adolescência.Antes a gente jogavaa pedra na vidraça e saiacorrendo, agora trabalhamospara estabelecer o diálogocom crítica”, diz.Além de Dani Calabresa eMarcelo Tas, a trupe do CQCsegue com os mesmos integrantesda última temporada.Na bancada, Marco Luque eOscar Filho. Nas reportagens,Felipe Andreoli, MauricioMeireles, Ronald Rios e MonicaIozzi. Um novo integranteserá anunciado nos próximosdias. “Estamos entre quatronomes, três homens e umamulher”, revela Tas.Na pauta de hoje, a crisena Comissão dos Direitos Humanosda Câmara dos Deputadosserá um dos principaisassuntos, além de um furode reportagem, “que vai serbombástico”, finaliza Tas, emtom de surpresa. METRONos EUA. Ator de ‘Colegas’encontra com Sean PennO sonho de Ariel Goldenbergse tornou realidade. O protagonistado filme “Colegas”foi até os Estados Unidos nasexta-feira passada e, enfim,encontrou o ator Sean Penn.Goldenberg começou umacampanha antes do lançamentodo longa para que oator americano viesse ao Brasilpara a estreia do filme, queaconteceu no dia 1º de março.Mesmo com apoio maciço nasredes sociais e também de artistase famosos, que usavama frase #vemseanpenn paraconvence-lo, o astro não veio.Porém, incansável, Ariel nãodesanimou e foi até ele.Ao lado de sua mulher,Rita Pokk, que tambématua no longa, Ariel foi atéLos Angeles, na praia de Malibue, sem avisar, tocou acampainha da casa do artista.O próprio Sean atendeua porta e os reconheceu, jáque sabia da campanha.Sean Penn recebeu Ariel em suacasa nos EUA | ARQUIVO PESSOALConvidados a entrar,Ariel e Rita participaram deum churrasco, passearampela praia e o ator brasileiroainda ganhou de Penn ocertificado de sua indicaçãoao Oscar por “Uma Lição deAmor” (2001) e um pôsterautografado. METROTeatroVocalista do GreenDay fará novatrilha de peçaParece que Billie JoeArmstrong gostou dostablados. Após produzire atuar no musicalda Broadway “AmericanIdiot”, inspirado em discolançado pelo GreenDay, o vocalista voltaráa criar para o teatro.Ele é o responsávelpelas composições paraa peça “These Paper Bullets”,dirigida por JacksonGay e baseada em“Muito Barulho Por Nada”,obra de WilliamShakespeare.De acordo com o jornalamericano “The New YorkTimes”, o espetáculo, queestreia no ano que vem,vai contar a história deuma banda de Liverpoolem busca de romance eespaço no cenário musicalde Londres. METROMúsicaThe Strokes lançaprimeiro clipe deseu novo discoO Strokes já havia liberadoo nome do disco,a capa, data de lançamentoe até uma música,“One Way Trigger”.Faltava o clipe. E ele foiapresentado no últimofinal de semana, com amúsica “All The Time”.O video mostra cenasde shows – inclusiveno festival PlanetaTerra, de 2011 –, imagensdos músicos nosbastidores e momentosdurante as turnês.“All The Time” estaráno álbum “ComedownMachine”, o quinto doquinteto americano,que chega em CD e LPàs lojas dos Estados Unidosno próximo dia 26.O disco já está em pré--venda no site oficialthestrokes.com. METRO


|14| {VARIEDADES}SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.comEcoinovaçãoANDRÉJ. A. GABRIELA NATUREZACOMO MODELOA natureza possui um sistema de autoajuste que permiteadaptação e suprimentos aos seres vivos. Quandoa espécie humana deixou de ser nômade e coletorae criou a agricultura, deu início à mais antiga revoluçãohumana promovida no planeta. Com comida garantidae o novo estilo de vida, as mulheres passarama ter mais filhos, os homens tiveram que conquistarmais terras para o cultivo e a luta territorialista começou.Assim iniciou-se a humanidade como conhecemoshoje.Essa mudança foi o começo do distanciamento danatureza, pois já não era mais necessário receber danatureza os seus frutos uma vez que o homem já podiaproduzi-los. Tudo isso é muito antigo e a humanidadepassou por muitas adversidades para chegar à atual sociedadedesenvolvida. Mas nos afastamos da natureza.Se por um lado nos consideramos vencedores poresse desenvolvimento, por outro criamos a ilusão desermos seres separados da rede de vida que o planetaabriga. Deixamos de ser um elo dessa cadeia para nossentirmos dentro de uma bolha.Agora está se tornando difícil manter esta bolhaque nos separa. Nosso estilo de vida faz com que oplaneta seja usado para nos alimentar. Mas e os outrosseres vivos? E a sabedoria do tempo e da experiênciade vida que veio antes de nós, humanos?As notícias sobre o meio ambiente nos convidama voltar o olhar para Gaia, a nave mãe, sermos maisgentis e mais humildes com ela e começarmos a valorizaros sistemas que sempre deram certo por bilhõesde anos. O que nos chama agora é um saudosismo doque é natural. E como um ser que chegou tão alto, podemosolhar mais profundamente e perceber que asrespostas para uma vida melhor estão no que é simples,no que está escondido nas florestas, nos oceanos,nas montanhas, na rede da vida que não excluinenhum ser vivo. Vamos usar a natureza como modeloe achar o caminho?André J. A. Gabriel é coordenador do curso de Engenharia Ambiental da UniversidadeMetodista de São Paulo. É engenheiro químico (UFRRJ), especialista em psicologiajunguiana (IJEP), mestre em química orgânica (UFRRJ) e doutor em ciências (USP).Os invasoresCruzadasSudokuLeitor falaAeroporto CongonhasLi a reportagem “Aéreas querem maisvoos em Congonhas”, publicada napágina 6 da edição do dia 15 de março.O aumento de vôos em Congonhasaté daria pra fazer, mas essa medidademandaria reformas para darmais segurança nas posições de pousose decolagens, além da necessidadede ampliação do pátio de aeronaves eprincipalmente no saguão do aeroporto.Hoje, Congonhas sofre com superlotação,pois é só chover que o saguãofica super lotado devido aos atrasos ecancelamento de voos, sem contar osvoos que são distribuídos para outrosaeroportos provocando um efeito cascataem todo o país.DENIS DOS SANTOS BASTOS – SÃO PAULO, SPCorreçãoDiferentemente do publicado na reportagem“PM apreende 80 quilos de drogas no litoral”,na página 4 do dia 15 de março, a Justiça expediu15 mandados de prisão e não “mandatos”.Metro perguntaVocê acha que o deputadoe pastor Marcos Feliciano,acusado de racismo ehomofobia, deve deixara Comissão de DireitosHumanos da Câmara?Metro webPara falar com a redação:leitor.sp@metrojornal.com.brParticipe também no Facebook:www.facebook.com/metrojornalSiga o Metrono Twitter:@jornal_metro@layflCom certeza! Fico muito triste de viverem um país onde pessoas colocam estetipo de gente em qualquer cargo.@Hilton_TSNão, pois se ele deixar vai estaraceitando as acusações.@JoaodoGraoCom certeza deve deixar, esse nao é ocargo ideal pra ele. Com certeza ele estáno lugar errado.HoróscopoEstá escrito nas estrelaswww.estrelaguia.com.brÁries (21/3 a 20/4) Introspecção passageira, algumas ideiasprecisam ser melhor trabalhadas para que você possa dar vazãoaos seus sentimentos e lidar melhor com as pessoas.Touro (21/4 a 20/5) Materialismo e apegos dificultando osseus relacionamentos. Procure ser mais maduro e evite fazer coisascomo acabar trocando amizades por dinheiro.Gêmeos (21/5 a 20/6) Retorno à vida, você volta a se sentirmais energizado e pronto para estar de bem com as pessoas. Odia está lhe colocando de volta na sua trilha de sucesso.Câncer (21/6 a 22/7) Sentimentos e razão disputando o domíniodo seu coração, saiba separar as coisas para tratar cada assuntono seu devido tempo, sem se atrapalhar sozinho.Leão (23/7 a 22/8) Reuniões, discursos longos e pouca coisaprática. O dia pode se tornar cansativo pela falta de resultados,tudo tende a ficar parado no mundo das ideias.Virgem (23/8 a 22/9) Encontre-se consigo mesmo, resolva assuas pendências interiores primeiro, depois você poderá ter maissucesso nas coisas que está planejando realizar.Libra (23/9 a 22/10) Preocupações com o dinheiro ou combens materiais não podem ser tão importantes assim para quevocê se afaste dos parceiros. Procure não misturar as coisas.Escorpião (23/10 a 21/11) Evite trocar coisas que são certas nasua vida por aventuras ou atrações impulsivas que você ainda nãosabe se darão certo. Seja mais paciente.Sagitário (22/11 a 21/12) Evite se empenhar demais em situaçõesnas quais você não está muito convicto ou emocionalmentefragilizado. Primeiro resolva o que está dentro de você.Capricórnio (22/12 a 20/1) Possível falta de prestígio, hoje assuas atitudes podem ser reprovadas por pessoas que podem se verprejudicadas por elas. Procure ser mais transparente.Aquário (21/1 a 19/2) Impulsividade e falta de disciplina podemacabar sabotando os seus próprios interesses. Um pouco deconcentração e foco no que você quer fazer pode ajudar.Peixes (20/2 a 20/3) Evite ir contra os interesses de pessoas quesão próximas à você. Ajude se puder, senão deixe claro para elasque infelizmente você não pode colaborar.


I|16| {ESPORTE}SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.com3ESPORTESeleção BrasileiraPaulinhoO ae d Cihiafi cad da SeeçãBaieia e efeaa Iáia a iafeiae a Ria dia Ee fi ead aeã a ca eedaNa Eaha aacaeDieg Ca achc e a iia dAéic de Madid be Oaa e i didaaa aiLíder sem salSão Paulo. Sem convencer, Tricolor vence Oeste por 3 a 2 e retoma a ponta da tabela doestadual. Torcida protesta, chama técnico de burro e vaga na Libertadores vira obrigaçãoSó um bom futebol do SãoPaulo poderia salvar o humorde 7.881 torcedores que pagaramingresso para assistir aoduelo contra o Oeste. A vitóriapor 3 a 2 veio, assim comoa liderança no estadual. Mas ofutebol não esquentou a tardefria e chuvosa no Morumbi.Antes do jogo, torcedores protestavamcontra o técnico NeyFranco e diziam que a Libertadoresera obrigação.Aos 30 minutos, o time jávencia por 2 a 0 – gols de EdsonSilva, depois de passe deAdemilson, e Rafael Toloi,de cabeça. O Oeste diminuiucom Ligger, de cabeça. Na etapafinal, o São Paulo amplioucom Luis Fabiano, cara a caracom o goleiro. O Fabulosonão comemorou. Wandersondiminuiu aos 31, após novafalha da defesa são-paulina.Mesmo vencendo, o time foivaiado no Morumbi.Sem rebeldiaPressionado, o técnico NeyFranco afirmou que será linhadura com jogadores quereclamarem de substituições,casos recentes de Ganso e Lúcio:“Se acontecer outra vez,não joga comigo enquanto euestiver no São Paulo.” METRO32Abraçado por Douglas (23) e Aloísio, Luis Fabiano não comemora gol marcado | NELSON ANTOINE/FOTOARENASÃO PAULO Rogério Ceni; Rodrigo Caio,Rafael Toloi, Edson Silva eCarleto; Wellington (Douglas), Denilson e Jadson(Cañete); Wallyson (Aloísio), Ademilson e LuisFabiano. Técnico: Ney FrancoJailson; Dedê, AntonioOESTECarlos, Dezinho (Marcinho)e Fernandes; Ligger, LeandroTeixeira, Hudson (Vitinho) e Wanderson; Lele (Gilmar)e Serginho. Técnico: Roberto CavaloG Edson Silva aos 17, Rafael Toloi aos 30 e Ligger aos 45 minutosdo 1º tempo; Luis Fabiano aos 24 e Wanderson aos 31 do 2º tempo.Abiage Paulo César de Oliveira (SP).PortuguesaLusa vence esegue em 2º na A2A Portuguesa venceu o RioBranco por 2 a 0 pela SérieA2 do Paulistão. METROFlamengoJorginho é o novotécnico rubro-negroO Flamengo acertou comJorginho, que começa atrabalhar amanhã. METRO“Ninguémquer saberse temproblemafora. Estava comproblemas, mas passou.”LUIS FABIANO, JUSTIFICANDO A REAÇÃOAO GOL MARCADO SOBRE O OESTE“O torcedorveio, pagouingresso,pegouchuva ainda, e nós nãojogamos tão bem.”ROGÉRIO CENI, CAPITÃO DO SÃO PAULO,SOBRE AS VAIAS APÓS O JOGOCorinthians. Clube tentaa liberação de GuerreroO Corinthians enviou ofícioà Federação Peruana de Futebolpedindo a liberaçãodo atacante Paolo Guerrerodo amistoso que o Peru farácontra Trinidad e Tobagono dia 26.A intenção alvinegra éque Guerrero esteja em campocontra o Guarani, dia 24,e Penapolense, dia 27, ambospelo Campeonato Paulista.Os jogos antecedem apartida contra o Millonarios(COL), dia 3 de abril, pela Libertadores.METROGuerrero está convocado paraamistoso | PAULO FISCHER/FUTURA PRESSITUANOSANTOSMIRASSOLPaulistão12ª rodadaSEXTA-FEIRA2 X 12 X 3MOGI MIRIMSÁBADO2 X 13 X 4XV PIRACICABACLASSIFICAÇÃOPLINENSEGUARANISÃO BERNARDO3 X 2BRAGANTINO PENAPOLENSE3 X 0CORINTHIANS U. BARBARENSEONTEM1 X 1SÃO CAETANO PALMEIRAS3 X 2SÃO PAULOV GP SG1º SÃO PAULO 26 8 22 112º PONTE PRETA 26 7 19 113º SANTOS 24 7 22 74º BOTAFOGO 22 6 18 65º CORINTHIANS 21 5 21 106º PALMEIRAS 21 5 21 87º MOGI MIRIM 20 6 21 78º LINENSE 20 5 18 39º BRAGANTINO 17 4 20 010º PENAPOLENSE 16 5 15 -211º SÃO BERNARDO 15 4 16 -312º OESTE 14 4 13 -413º PAULISTA 14 3 12 -214º ITUANO 13 3 13 -515º MIRASSOL 12 3 18 -216º XV PIRACICABA 10 2 18 -617º A. SOROCABA 9 2 16 -418º GUARANI 9 2 15 -819º U. BARBARENSE 6 1 6 -1220º SÃO CAETANO 6 1 12 -15Classificados para a fase finalRebaixados para a Série A2OESTE2 X 1PONTE PRETA A. SOROCABAPAULISTA1909JUNDI APAULISTA1 X 17 golstem o atacanteLincom, do Bragantino.Ele está empatado comFernando Baiano (SãoBernardo) e Léo Jaime(Bragantino).BOTAFOGO


SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.com {ESPORTE} |17|◊◊Verdão perdepênalti e empatacom o lanternaNo ABC. Penalidade desperdiçada custa caro ao Palmeiras, quedeixa o Anacleto Campanella com um ponto diante do São CaetanoUm empate por 1 a 1 contrao São Caetano, lanternado Campeonato Paulista, foitudo o que o Palmeiras conseguiuontem, no AnacletoCampanella, em jogo válidopela 12 a rodada do estadual.O zagueiro Henrique, capitãoda equipe, ainda desperdiçouum pênalti, que poderiater mudado a história – eo resultado – do jogo.Sem Valdivia, novamenteno departamento médico,o técnico Gilson Kleinaadiantou o volante Wesleypara a armação. O time tevemais posse de bola do que oAzulão, mas pecou na hora“Peço desculpa aoscompanheiros e àtorcida, mas temos quereerguer a cabeça econtinuar tentando”HENRIQUE, CAPITÃO DO PALMEIRASde finalizar. Por isso, quasenão assustou. O São Caetano,por sua vez, se arriscavaem alguns contra-ataques,sem sucesso.Aos 27, o atacante Kleberfoi derrubado na área do timeda casa. Henrique cobroupara fora. Aos 41, veioo troco: Eder recebeu na esquerda,levou para o meio, echutou sem defesa para FernandoPrass.No segundo tempo, a alteraçãode Gilson Kleinasurtiu efeito. Leandro, quesubstituiu Vinícius no intervalo,igualou o placar aos 3minutos, após passe de Wesley.O Verdão, então, passoua pressionar e a ter maisposse de bola, sem, no entanto,transformar isso emgols ou jogadas produtivas.Leandro e Kleber até tentaram,mas o goleiro Fábioevitou que o Palmeiras saíssecom três pontos. METROAtacante Kleber lamenta gol perdido | MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS11SÃO CAETANO Fábio; Samuel Xavier, BrunoAguiar , Eli Sabiá e Diego;Fabinho , Moradei, Éder (Samuel Santos) e Rivaldo(Pedro Carmona); Danielzinho e Geovane (Eduardo).Técnico: Ailton SilvaFernando Prass; Weldinho,PALMEIRAS Henrique, Maurício Ramose Marcelo Oliveira; MárcioAraújo, Vilson, Wesley e Patrick Vieira (Tiago Real);Vinícius (Leandro) e Kleber (Caio). Técnico: Gilson KleinaG Éder aos 41 minutos do 1º tempo e Leandro aos 3 minutos do2º tempoAbiage Marcio Henrique de Gois (SP)Santos‘Estão falandobesteira’,rebate NeymarO atacante Neymar, doSantos, alfinetou os queacreditam que ele estácom mau rendimentopor estar com a cabeçano futebol europeu:“Estão falando besteira.Tem dia que dá certoe tem dia que não dá.É normal do futebol. Écomo na escola: é difícilsempre tirar nota 10. Senão joguei bem, não vouficar usando muleta e falar”,afirmou à “TV Globo”.METRONeymar desabafousobre críticosLUIZ FERNANDO MENEZES/FOTOARENA


|18| {ESPORTE}SÃO PAULO, SEGUNDA-FEIRA, 18 DE MARÇO DE 2013www.readmetro.comTênisNadal é campeãoem Indian WellsO espanhol Rafael Nadalfoi campeão ontemdo ATP de IndianWells, nos Estados Unidos,após vencer de viradao argentino Juan MartínDel Potro por 2 sets a1 – parciais de 4/6, 6/3 e6/4 em 2h29. No torneiofeminino, a russa MariaSharapova bateu a dinamarquesaCaroline Wozniackipor 2 sets a 0, parciaisde 6/2 e 6/2. METROMMASt-Pierre vence emantém cinturãodos meio-médiosO canadense Georges St--Pierre venceu na madrugadade sábado para domingoo norte-americanoNick Diaz e manteve ocinturão dos meio-médios(até 77 kg) do UFC. EmMontreal, no Canadá, elebateu o rival por decisãounânime. METRONem Vettel, nem AlonsoKimi Raikkonen comemora vitória no GP da Austrália | SCOTT WENSLEY/REUTERSFórmula 1. Finlandês Kimi Raikkonenvence primeira corrida do ano, na AustráliaO finlandês Kimi Raikkonen,da Lotus, mostrou ontemque a temporada 2013da Fórmula 1 terá mais umcandidato ao título, alémdo alemão Sebastian Vettel(Red Bull) e do espanhol FernandoAlonso (Ferrari). Largandoem 7º e apostando naestratégia previamente traçada,Raikkonen venceu oGrande Prêmio da Austráliana estreia da categoria nesteano. Alonso foi o 2º e Vettel,atual tricampeão, o 3º.“Seguimos o combinadoe tudo saiu como planejadopara nós. Foi uma dascorridas mais fáceis que jáganhei, espero que haja outrascomo esta”, afirmou ofinlandês de 33 anos, quefoi campeão da Fórmula 1em 2007, pela Ferrari.O planejamento de Raikkonenera fazer duas paradasnos boxes, em vez dastrês feitas feitas pelos rivais.O brasileiro Felipe Massa,da Ferrari, terminou a“Perdi duasposiçõesimportantese pegueimuito tráfego, o queme atrapalhou bastantee me fez gastar maisos pneus.”FELIPE MASSA, PILOTO DA FERRARIcorrida em 4º, mesma posiçãodo grid de largada. Elechegou a liderar a prova eser mais rápido que o companhieroFernando Alonso,mas uma decisão da escudeiraem adiar a troca dospneus fez com que ele perdesseposições.“Erramos um pouco nahora de escolher a parada”,admitiu o brasileiro.A próxima corrida daFórmula 1 será em Sepang,na Malásia, no próximo domingo.METRO


CAPA PROMOCIONALFOTOS: PATRICIA CRUZ/METROSÃO PAULO Segunda-feira, 18 de março de 2013ModadeasfaltoEnfrentar o calor na selvade pedra não é para osfracos de criatividade.Em São Paulo, pessoascomuns driblam a rigidezdas convenções nas passarelasdas ruas. Por isso,e para quem não dispensaum toque de tendênciaao próprio estilo, vem aía SPFW


Calças curtasQuem disse que shorts só combinam compraia? Aqui, as duas versões são perfeitas paraas ruas de São Paulo. O vendedor Fernando Félix,flagrado na alameda Tietê, optou pela misturade estilos, com um modelo esportivo combinadoa sapatos clássicos. A psicóloga LucianaWaiteman preferiu um short jeans com sandáliaAnabela para desfilar pela alameda Lorena.PUBLICIDADERisco e rabiscoOs padrões geométricosseguem na moda firmes efortes. Linhas, xadrez ouquadriculado, vale tudopara entrar na tendência.Para a empresária BeatrizMaia, a mistura esperta éentre a clássica camisa delinhas e o short de sarjacor-de-rosa, perfeita paratransitar pela região dosJardins. O estilista AlissonRodrigues adota a bermudaquadriculada e comcorte de alfaiataria comouniforme de trabalho,que tem como caminhoa rua Melo Alves.Conforto máximoAs calças com jeito de pijama, mais folgadas ecurtas, são ótimas para enfrentar o asfaltoquente. E para acompanhar, nada comocamisas sem manga. A assessora de imprensaGabriela Barroso (à dir.) adicionou ainda maiscor ao visual que desfilou pela rua Augusta,enquanto a consultora americana Jena Schuss,clicada na rua Oscar Freire, ficou no básico.Branco chiqueEntra verão, sai verão, e obranco não perde o seu lugarde rei da elegância. Pois somentecom muita classe é possívelencarar o visual monocromáticosem perder a linha,como fez a executiva JulianaMessenberg, registrada na ruaOscar Freire. Na mesma rua,o empresário alemão ThorstenBohg acertou na combinaçãode camisa de linho branca echapéu para se proteger docalor dos trópicos.Pernasà vistaA proposta da estação émostrar as pernas com omáximo de feminilidade.E as saias estão aí para isso,seja no modelo “mullet”,com a frente maiscurta, seja no modelotradicional minissaia decouro – um símbolo derebeldia de outras estações.A vendedora Paulados Santos (à esq.) usa omodelo esvoaçante comcamiseta. Já a consultoraThais Picchioni mesclareferências roqueirascom camisa jeans e sapatilhasde tachas. Ambasdesfilaram os visuaischeios de personalidadena Oscar Freire.SPFW. Temporada Verão 2013/2014.De 18 a 22 de março de 2013.No prédio da Bienal do Parque do Ibirapueraem São Paulo. Informações oficiais pelosite: http://ffw.com.br/spfw.Oferecimento: O Boticário.FOTOS: PATRICIA CRUZ/METRO

More magazines by this user
Similar magazines