Views
10 months ago

Aviacao e Mercado - Revista - 3

A frota da Prime inclui

A frota da Prime inclui as aeronaves executivas Phenom 100 e o Phenom 300, além dos helicópteros modelos Esquilo B2, Esquilo B3, Agusta Power e Agusta Grand. O cotista Prime paga o equivalente a 1/3 do valor da aeronave para aviões e 1/5 para helicópteros, de acordo com assessoria da empresa. Os cotistas de aeronaves executivas têm disponíveis até 25 horas/mês de voo, podendo buscar 5 horas de voo do mês anterior e /ou posterior, caso tenha necessidade. Na Prime os valor para Cota da aeronave Embraer Phenom 300, que é limitado a três cotistas são: valor da cota: US$ 2.315.120,00; taxa fixa por mês de R$ 54.167,85 e taxa variável por hora de R$ 5.059,83. Os valores para o helicópitero Esquilo AS 350 B3E, com número de cotas de até 5, tem disponibilidade ao mês de até 25 horas, valor da cota de US$ 431.300,00, taxa fixa por mês / cota: R$ 15.667,32 e taxa variável por hora de R$ 2.134,80. No Prime Fraction Club é um jeito novo de se ter aviões, helicópteros, iates e automóveis. É a propriedade compartilhada. Isso quer dizer que o mesmo bem é adquirido em frações por alguns proprietários e usado por cada um deles em diferentes datas. A Prime Fraction Club não só vende como administra e coordena a utilização dos bens entre os associados. Cada proprietário tem uma fração de uma empresa que é proprietária do bem. Divulgação Quando o cliente compra um bem compartilhado, pode escolher horas ou dias de uso, dependendo do tipo de bem. Para otimizar o investimento e viabilizar o uso de todos os bens, a Prime Fraction Club elaborou uma fórmula que, tomando em conta o valor dos bens, o valor das taxas fixas, a quantidade de participantes no bem e a quantidade de horas ou dias de que dispõe, equaliza bens diferentes. Essa fórmula informa o tempo não utilizado em seu próprio bem que poderá se transformar em utilização de outros bens. Dessa forma, alguém se beneficia do tempo não utilizado pelos sócios de determinado bem, que se beneficia do tempo não utilizado pelos outros proprietários. Como os bens têm valores bastante diferentes, é natural que os direitos e as facilidades para a utilização mútua ofereçam vantagens maiores aos proprietários de bens de maior valor, que terão mais facilidade de acesso a bens de menor valor do que o seu inverso. Divulgação Esses sócios pagam uma taxa mensal fixa que cobre os custos fixos. E cada proprietário paga individualmente os custos de acordo com a utilização. Com a Prime Fraction Club “menos é mais”. Com investimento e custos fixos menores, os associados têm à disposição mais do que uma propriedade exclusiva, têm opções de bens. O Prime mantém, ainda, um programa de gestão de bens para proprietários que, pela frequência de utilização, não desejam o uso compartilhado. Esses proprietários se beneficiam da possibilidade de utilização das demais aeronaves da frota, nas ocasiões em que suas aeronaves ou os seus veículos estão indisponíveis por qualquer razão. Esses mesmos bens também servem como “backup” daqueles em compartilhamento, em caso de eventual conflito de horários. Assim, todos se beneficiam. Na Prime o cliente proprietário de determinado ativo é chamado Proprietário Original (PO) em relação ao próprio ativo. Todos os proprietários são chamados Proprietários do Prime Club (PPC) em relação a todos os demais ativos do Prime Club. A empresa Prime Fraction Club, foi fundada em outubro de 2009 pelo empresário Marcus Matta, na qual é o presidente. A empresa tem como parceiro o fundo Patrimonial Blue, que é gerido pela Planner Corretora. Sediada em São Paulo, tem uma base operacional em Congonhas -SP e outra no Rio de Janeiro - RJ. A Prime é a única empresa, no Brasil, nesse do segmento de propriedade compartilhada que reúne vários tipos de ativos e possibilita o intercâmbio de uso entre eles. 38 Aviação & Mercado Aviação & Mercado 39

Turiagem - Edição 1
Aviação e Mercado - Revista - 8
Aviação e Mercado - Revista - 7
Aviação e Mercado - Revista - 6