Views
6 months ago

Revista Criticartes 5 Ed

Revista Criticartes - Ano II, nº. 5 - 2016

Crônica

Crônica Revista Criticartes | 4º Trimestre de 2016 / Ano II - nº. 05 Amor e esperança: dois sentimentos inseparáveis O dia surge com o raiar do sol. Logo vem a esperança de cada ser humano, alguns agradecem por ter conseguido visualizar o brilho de mais um amanhecer, outros lamentam por ainda viver. O fato é: nunca estaremos compartilhando da mesma energia astral. Não sei o motivo de isso acontecer, mas sei que aquela mulher, residindo no mais longínquo lugar, Dona Rose, sempre traz consigo a esperança de o dia de hoje ser muito melhor que o de ontem. Onde ela busca esta energia? Por que ela nunca está do lado contrário? Acredito que deve haver algum mistério rondando a vida dessa jovem mulher, o que será? Diante dessa interrogação, comecei a observar essa criatura com mais frequência e aproximação. Assim, fui descobrindo que cada ser humano busca acreditar em uma esperança capaz de tornar-se real ou não, mas mesmo assim não desacredita no amanhã. A senhora, olhos claros, pele branca e cabelos pretos, traz consigo a marca de uma vida estigmatizada pela força da ideologia machista, personificada na pessoa do seu esposo, um homem de olhos e cabelos pretos, estatura mediana, pele parda e não possuidor de um físico saudável. Desde que se casou, aos 14 anos de idade, não sabe ou nunca presenciou uma palavra de afeto/carinho do seu companheiro. Como pode um ser sobreviver a tal situação? Esse questionamento é feito, caro leitor, para que possamos pensar, mas continuo sem saber o motivo para tão honroso respeito e cuidado que a renegada atribui ao seu homem. Quando começo a analisar, logo percebo que o comportamento da refém deve-se, uma parte, à sua criação, pois sempre foi admirada - 22 - Carlos Alexandre Nascimento Aragão Monte Alegre de Sergipe, SE @: cana_aragao@yahoo.com.br por seus irmãos e pais. A criação reflete na construção do sujeito adulto. A outra parte está atrelada ao imaginário social perpetuado no seio da sociedade quando as mulheres são desacompanhadas dos seus esposos. Elas tornam-se vulneráveis ao famoso pensamento “separou-se para vadiar com outros homens”. Será mesmo que as Roses existentes neste vasto mundo compartilham desta ação? É fácil, leitor, apontarmos o indicador na direção de qualquer ser, mas é muito difícil buscarmos o real motivo de uma separação. É por isso que continuaremos ver Roses sendo machucadas, assassinadas e em muitos casos silenciadas por não terem forças para enfrentar a voz de uma sociedade hipócrita. Nesse sentido, a energia emanada do olhar, sorriso e atenção da Dona Rose advém da esperança de um dia poder ouvir do seu grande e único amor, um obrigado ou até mesmo um perdão. Ela estará pronta para perdoá-lo, porque o amor é o laço mais forte que os une. Ah, como é bom amar! Mas amar exige retorno, ser amado também. Será que diante da arrogância, do machismo não deve existir um pequeno afeto? Pode não ser visível, porque homem não ama. Homem trabalha para manter a sobrevivência do clã. É, nobre, leitor, enquanto alguns demonstram o seu amor, mesmo se submetendo às situações constrangedoras, outros preferem esconder esse sentimento. Sejamos como a Rose, exalando esse perfume de esperança por dias melhores, esperando a Rosa se abrir, enfeitando o dia de cada ser que busca viver, independente da situação, um amor viniciano. www.revistacriticartes.blogspot.com.br

Poesia Revista Criticartes | 4º Trimestre de 2016 / Ano II - nº. 05 Versos de amor DICA DE FILME Ponto de Mutação Eunice Guimarães Aracaju, SE @: eunicegarcia07@gmail.com Sobre a terra, paira a quietude de um novo alvorecer! A esta hora vinde beijar-me a boca, Que eu sinta teu calor por um instante! Suave riso em tua face resplandece! Ó sonhos cor de sol nascente! Tua voz tão linda se fez... a cantar como Um pássaro, a mais doce melodia! O amor impera nesse momento! Nossas Almas, uno se transformam! Meu coração palpita d'amor por ti! Um sonho que em realidade se fez... A noite que se fez dia! Teus olhos de mel, em Luz se fez! A falar do amor que no peito trazia... E em versos esse amor jorrou! https://petusp54.files.wordpress.com Madrugada Jani Brasil Brasília, DF @: janibrasil7@gmail.com Na madrugada fria Ouço a voz da solidão A me abraçar... Ouço o tic tac De um coração a pulsar Ouço o pensamento voar... Em desejos ardentes a pulsar... Ouço o sonho a derramar... Ouço a lágrima a rolar... Mas acima de tudo... Ouço Deus a me acalmar! - 23 - Sinopse Adaptação cinematográfica do físico Fritjof Capra, um dos maiores pensadores da atualidade, para seu best-seller, em que reflete sobre a sociedade contemporânea a partir de um paradigma holístico de ciência e de espírito. Na belíssima cidade medieval de Saint Michel, na França, uma física afastada do trabalho devido a conflitos éticos (Liv Ullmann, de Sonata de Outono); um candidato à presidência dos EUA derrotado nas eleições (Sam Waterston, de Gritos do Silêncio) e um poeta que acabou de viver uma decepção amorosa (John Heard, de Prison Break) se encontram e conversam sobre ecologia, guerra, políticas e filosofias alternativas para o século XXI. Fonte: www.interfilmes.com www.revistacriticartes.blogspot.com.br

Revista Criticartes 2 Ed
criticartes
Revista Criticartes 3 Ed
criticartes
Revista CriticArtes 7 Ed
criticartes
Revista 5 - APCD da Saúde
apcd.saude.org.br
Revista Criticartes 4 Ed
criticartes
Revista ed.95 - Crea-RS
crea.rs.org.br
Revista Criticartes 1 Ed
criticartes
Ano 2 - Nº 5 - Beto Carrero World
betocarrero.com.br
Revista Caminhos - Ano 1 - nº 5 - CART
cartsa.com.br
REVISTA - Fenacon
fenacon.org.br
CAPA 125 - Revista Espírita
oespirita.com.br
Revista Terra e Tempo 149-152
terraetempo.com
Revista Casa do Cantador - Nasa Eventos
nasaeventos.com
Revista 2011 - Beija-Flor
beija.flor.com.br
Edição 84 - Revista Entre Lagos
revistaentrelagos.com.br
Edição 29 - Revista Algomais
revistaalgomais.com.br
madalena silva - Revista 365
revista365.com
Faça o download da revista completa - UniFil
unifil.br
faça download da revista completa - UniFil
unifil.br
download da revista - Irmãs de São José
isjbrasil.com.br