WIR 01/2015 [PT]

doppelmayr

WIR

A revista dos clientes do Grupo Doppelmayr/Garaventa Número 1/2015

40.° ano/N.° 194

Somos 3S

Perfeccionistas na prática:

cada teleférico 3S é um trabalho

de pioneiro

Doze milhões

livres de carros

Rede urbana de teleféricos

isentos de emissões nocivas sobre

os telhados de La Paz e El Alto

Montagem de

teleféricos em

todo o mundo

Os nossos montadores instalam

os mais modernos teleféricos

– tanto nos trópicos como a

3.000 m de altitude

28-TGD 3S-Pardatschgrat, Ischgl, AUT


2 Índice

Doze milhões livres de carros

A maior rede de teleféricos urbanos do mundo: uma

ligação de 10 km de comprimento extremamente

silenciosa e isenta de emissões passa sobre os

telhados das cidades bolivianas de La Paz e El Alto.

6

12

Somos 3S

Cada teleférico 3S é um marco – porque mesmo as solicitações incomuns são bem-vindas.

Destaques da técnica de

teleféricos

Verdadeiras inovações e pioneirismo da prática

vêm daDoppelmayr/Garaventa.


Prefácio

3

14

Um ano forte

com parceiros fortes

O ano de 2013/2014 foi novamente bom para

o Grupo Doppelmayr. Junto com 84 clientes,

construímos 117 teleféricos, entre os quais mais

novidades e recordes, o que influenciou o balanço

anual de forma positiva. Com o aumento

do volume de negócios de quase oito por cento,

atingimos um novo ponto alto – um recorde

que não acontece por acaso. Todos os nossos funcionários em todo

o mundo trabalham duramente, ambicionando a concretização dos

desejos de nossos clientes.

Como exemplo disso cito Ischgl: o teleférico de pêndulo Piz Val Gronda e

o novo teleférico 3S em Pardatschgrat constituíram grandes desafios, que

foram vencidos de forma profissional, atingindo total satisfação, juntamente

com a equipe dos teleféricos de Silvretta.

22

É esta extraordinária colaboração e a confiança dos nossos clientes e

parceiros há muitos anos que nos enchem de orgulho. Numerosos projetos

em áreas de esqui do mundo comprovam isso e sublinham a importância

do inverno para Doppelmayr: teleféricos para o turismo de inverno são e

continuarão a ser o nosso principal mercado, com a atenção e a concentração

correspondentemente elevadas.

Também gostamos dos desafios que nos são impostos em áreas urbanas,

especialmente na América do Sul, onde se registra um desenvolvimento

muito dinâmico. A maior rede urbana de teleféricos em La Paz/Bolívia,

constituída por três teleféricos, já se encontra concluída, e novos projetos

estão para serem iniciados. Vemos aí grande potencial e estamos muito

interessados na continuação de seu desenvolvimento.

Quem constrói torres de 60 m

a 3.000 m de altitude?

O departamento de montagens de Wolfurt monta

teleféricos em todo o mundo – um retrato.

24

Vamos manter ou melhorar ainda no futuro o nosso alto desempenho.

Para isso, a preocupação com a qualidade e o trabalho cuidadoso continuará

a ser a principal regra do nosso Grupo em todo o mundo. Meça-nos

pelo nosso próprio desejo: construir as melhores soluções do mundo em

teleféricos.

Michael Doppelmayr

Diretor Geral

Novos cursos em torno de temas

técnicos de teleféricos

O conhecimento do pessoal especializado ao lidar com

uma instalação garante sua operacionalidade e conforto.


4

Números Dados Fatos

de Euros

de Euros

628Milhões

795Milhões

2011/12

2012/13 2013/14

858Milhões d

Um recorde que não acontece por acaso

No ano de 2013/14, o Grupo Doppelmayr aumentou de

novo o volume de negócios, que atingiu 858 milhões

de euros, correspondente ao considerável aumento de

quase oito por cento em comparação ao ano anterior.

As competentes equipes do Grupo Doppelmayr realizaram

117 teleféricos para 84 clientes em todo o mundo,

vencendo inúmeros desafios e conquistando novos

mercados. Assim, o Grupo conseguiu consolidar a sua

posição na concorrência internacional por mais um ano.

Entre as principais obras no âmbito da técnica de teleféricos

estão os grandes projetos em Sochi e Ischgl. |

2.297

Funcionários em todo o mundo

dos quais na Áustria

1.161

2.378

1.204

2.452

2011/12 2012/13 2013/14

1.265

Receita

Receita

Receita

628Milhões de Euros

de Euros

795Milhões

2011/12 2012/13

858Milhões de Euros

2013/14

Líneas Roja, Amarilla, Verde–

a maior rede urbana de teleféricos do mundo está na Bolívia

Funcionários em todo o mundo

dos quais na Áustria

2.297

1.161

2.378

1.204

12 Milhões

2.452

1.265

Desde a abertura da primeira linha em maio de 2014, a maior rede urbana de

teleféricos registrou 12 milhões de passagens. 2011/12 La Paz e a cidade vizinha 2012/13 de

2013/14

El Alto demonstram de que forma linhas de teleféricos como meios de transportes

públicos unem eficazmente e de forma ecológica milhões de pessoas.

Cada linha funciona 17horas por dia e transporta

3.000 pessoas por hora e em cada sentido. |


Números Dados Fatos

5

Teleféricos austríacos em números

A importância econômica dos teleféricos

austríacos é enorme, porque transportam a

cada ano perto de 590 milhões de pessoas.

Os adeptos da neve gastam a cada ano mais

de 7 bilhões de Euros em esportes de inverno

nas montanhas da Áustria. Nos teleféricos

austríacos trabalham mais de 83.000 pessoas

em tempo integral.| |

585

Dispêndio

total dos

desportistas

de inverno

milhões

de

pessoas

transportadas

7.2bilhões

83,100

postos de trabalho em tempo integral são

garantidos pelos teleféricos austríacos

Fonte: Associação dos Teleféricos Austríacos, WKO Áustria, inverno de 2014.

A revista sobre teleféricos de maior

tiragem do mundo

A revista para clientes do Grupo Doppelmayr/Garaventa brilha com novo visual e está ainda

mais interessante. Com uma tiragem de 11.000 exemplares, é a publicação sobre teleféricos

com maior tiragem em todo o mundo. Os interessados podem ler a WIR – até mesmo online.

A revista é traduzida para 12 idiomas, por exemplo, português, tcheco e russo. A WIR existe

já há 40 anos. |

11.000

Tiragem:

12

IDIOMAS

Alemão

Inglês

Espanhol

Italiano

40º ano

Francês

Português

Polonês

Esloveno

Eslovaco

Tcheco

Chinês

Russo

100.000

páginas visitadas a cada mês

A nova página da Web do Grupo Doppelmayr/Garaventa

recebe em média mais de

100.000 visitas a cada mês 1 . Em média,

cerca de 22 por cento dos visitantes utilizam

terminais móveis.

O Canal Youtube próprio da empresa também

registra elevado número de visitas: em média,

mais de 23.000 pessoas a cada mês se

informam por vídeo sobre os especialistas

em teleféricos. Desde a abertura do Canal

em junho de 2011, mais de 900.000 pessoas

interessadas viram os vídeos do Grupo. |

1)

Período de avaliação: janeiro a dezembro de

2014 inclusive

Gostaríamos de receber sua opinião sobre a nova edição, sugestões e ideias.

Escreva para dm.wir@doppelmayr.com

www.doppelmayr.com


6

Somos 3S

Teleféricos 3S de Doppelmayr/Garaventa: cada instalação,

um novo marco. Mesmo para os casos mais incomuns há uma

solução. As referências falam por si.

28-TGD Peak 2 Peak, Whistler, CAN


Somos 3S

7

Hohe Windstabilität

Farhgeschwindigkeit bis zu 8,5 m/s

Hohe Förderleistung bis zu 5.500

Personen pro Stunde und Richtung

Estabilidade ao vento muito elevada

Größte Seilfeldlängen: bis zu ca. 3.00

ohne Stützen (je nach Topografie)

8,5 m/s

Hohe Windstabilität

Farhgeschwindigkeit bis zu 8,5 m/s

Hohe Förderleistung bis zu 5.500

Größte Seilfeldlängen: bis zu ca. 3.000m

Velocidade

Personen pro Stunde und

de

Richtung

até 8,5

ohne

m/s

Stützen (je nach Topografie)

Höchste Verfügbarkeit (keine Wartezeiten)

11

12 1

10 2

9

3

8,5 m/s

8 4

7

6 5

Hohe Windstabilität

Farhgeschwindigkeit bis zu 8,5 m/s

8,5 m/s

Hohe Förderleistung bis zu 5.500

Größte Seilfeldlängen: bis zu ca. 3.000m Höchste Verfügbarkeit (keine Wartezeiten)

Personen Komfort pro und Stunde Sicherheit und Richtung auf höchstem ohne Niveau Stützen (je nach Topografie)

Elevada capacidade de até 5.500

pessoas a por hora e em cada sentido

11

10

9

12 1

2

3

8 4

7

6 5

Komfort und Sicherheit auf höchstem Niveau

Hohe Windstabilität

Hohe Förderleistung bis zu 5.500

Größte Seilfeldlängen: bis zu ca. 3.000m Höchste Verfügbarkeit (keine Wartezeiten)

Farhgeschwindigkeit bis zu 8,5 m/s

Personen pro Stunde und Richtung

ohne Stützen (je nach Topografie) Vãos máximos de cabo:

Hohe Windstabilität

Farhgeschwindigkeit bis zu 8,5 m/s

8,5 m/s

Komfort und Sicherheit auf höchstem Niveau

o recorde mundial é superior

a 3.000 m sem tensores

11

12 1

10 2

Hohe Förderleistung bis zu 5.500 9

3

Personen pro Stunde und 8Richtung4

7

6 5

Größte Seilfeldlängen: bis zu ca. 3.000m

ohne Stützen (je nach Topografie)

Höchste Verfügbarkeit (keine Wartezeiten)

Hohe Windstabilität

Farhgeschwindigkeit bis zu 8,5 m/s

Hohe Förderleistung bis zu 5.500

Personen pro Stunde und Richtung

Größte Seilfeldlängen: bis zu ca. 3.000m

ohne Stützen (je nach Topografie)

11

10

9

Höchste 8,5 m/s Verfügbarkeit (keine Wartezeiten)

8

7

Máxima operacionalidade (sem tempos de espera)

12 1

2

3

6

4

5

11

12 1

10 2

9

3

8,5 m/s

Komfort und Sicherheit auf höchstem Niveau

8 4

7

6 5

Komfort und Sicherheit auf höchstem Niveau

Conforto e segurança em nível máximo

Komfort und Sicherheit auf höchstem Niveau

E

xistem coisas mais bonitas que voar suspenso por

cima de montes, vales, cidades e lindas paisagens?

Não muitas. É por isso que o Grupo Doppelmayr/Garaventa

constrói teleféricos. Que os passageiros, em quaisquer

condições atmosféricas, cheguem ao seu destino com rapidez,

conforto e segurança é atualmente a norma. Os profissionais

de teleféricos trabalham com superlativos na tecnologia de

teleféricos: identificaram cedo o potencial da tecnologia dos

3 cabos e aperfeiçoaram o sistema na prática.

Cada instalação 3S é uma inovação por si só

Tudo começou com a gloriosa ideia que tiveram Gottfried Hofmann

e Fritz Feuz da anterior empresa Von Roll Transportsysteme

AG de combinar as vantagens de trajetórias em circuito

fechado com as de um teleférico de pêndulo. Entre 1991 e 1994,

planejaram e construíram o primeiro teleférico 3S em Saas-

Fee. Em 1996, Doppelmayr adquiriu a Von Roll e apurou a

tecnologia 3S sucessivamente: em 2002 foi construído o teleférico

3S L‘Olympique sobre a pista olímpica em Val d‘Isère.

Nessa época já transportava 3.750 pessoas por hora e em

cada sentido, à velocidade de 7,5 m/s. Cada projeto realizado

é único e sempre apoiado por importantes inovações – porque

novos desafios e diferentes requisitos dos clientes trazem consigo

novos desenvolvimentos.

A história de sucesso continua

Em 2004 foi a vez do 3S em Kitzbühel: já nesse ano esse teleférico

Doppelmayr convenceu com suas características vantagens

3S: elevada estabilidade ao vento e capacidade de

transporte, possibilidade de vencer grandes vãos com seus

cabos e com reduzido consumo de energia. Um dos mais


8

Somos 3S

A Doppelmayr desenvolveu e aperfeiçoou na prática a ideia 3S a partir de Von Roll.

Inúmeros projetos de sucesso em todo o mundo são prova disso.

importantes teleféricos da América do Norte

é o espetacular 3S de Peak 2 Peak, que une

por cima de um vale as duas áreas de esqui

Whistler e Blackcomb. 3.026 m é a maior distância

entre dois tensores de todos os teleféricos

e, com 436 m, a máxima altura do solo.

Em Gaislachkogl a Doppelmayr registrou mais

marcos arquitetônicos e técnicos com o teleférico

3S. Devido às características geológicas

na zona de permafrost, foram precisas

fundações especiais para o tensor de 200 toneladas

e para a estação de montanha. Outro

trabalho de pioneiro: Ali a Doppelmayr conseguiu

pela primeira vez aplicar o conceito revolucionário

de recuperação de cabines para as

estações em caso de evacuação, o que torna

desnecessário um teleférico separado para

resgate.

Cada problema do cliente é resolvido

Não há duas instalações iguais e Doppelmayr

aceita de bom grado os desejos individuais de

cada cliente e desafios geológicos e arquitetônicos.

Na Exposição Federal de Jardinagem

2011, o “Teleférico Coblença” de Doppelmayr

ficou sujeito a um teste de carga muito especial,

registrando com isso também um recorde

mundial: o teleférico de alta tecnologia trans-

portou em apenas 185 dias um total de 5,9 milhões

de pessoas. Nos períodos de maior

afluência, foram 52.000 pessoas por dia, das

quais cerca de 1.000 em cadeiras de rodas.

Também neste caso foi aplicado o novo conceito

de evacuação.

Recordes mundiais nos Jogos Olímpicos

Nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2014 em

Sochi, o teleférico 3S Olympic Village funcionou

como meio de acesso à aldeia olímpica

e à Finish Zone. Doppelmayr tornou possível

não só o transporte de pessoas como também

de automóveis. Além das cabines para pessoas,

também há aparelhos de suspensão próprios

para o transporte de até 33 automóveis por hora.

O teleférico 3S de Olympic Village é o primeiro

teleférico em todo o mundo com duas

seções e passagem: na estação intermediária

as cabines são suspensas num novo.

Este teleférico transporta até 4.500 pessoas

por hora e em cada sentido. Quanto

ao transporte de pessoas é o teleférico de

cabines de mais alto desempenho do mundo.

Psekhako, em Sochi, tem ao mesmo tempo

dois recordes mundiais: com a velocidade de

8,5 m/s, é o mais rápido teleférico acoplável

do mundo.

Um BMW viaja de teleférico

O Gaislachkogl em Sölden foi a tela de fundo

perfeita para a espetacular apresentação do

novo BMW 2 Active Tourer no verão de 2014.

Um total de 500 jornalistas automotivos de

todo o mundo participaram deste evento para

a mídia. Para surpresa de todos, os representantes

da imprensa não foram os únicos que

desfrutaram de uma viagem de teleférico de

3,084 m até ao cume da montanha: o Active

Tourer também subiu e desceu a montanha

numa plataforma especialmente criada pela

Doppelmayr – uma visão surpreendente.

BMW AG


Somos 3S

9

Com 5.386 m de extensão, é atualmente o mais

longo teleférico de três cabos do mundo. Mais

de dez projetos realizados e funcionando com

sucesso e três instalações 3S em construção

comprovam como a atrativa solução de teleférico

rapidamente ganhou fama. Mas mesmo

com o que até agora conseguiu, a Doppelmayr

não descansa.

Também Ischgl tem sempre grandes ideias e

coragem de fazer algo de novo, continuando

para isso a confiar na Doppelmayr/Garaventa.

Em estreita colaboração surgiram ao longo dos

dois últimos anos duas importantes instalações

que deram o que falar entre passageiros e no

mundo dos teleféricos: em 2013 foi inaugurado

o primeiro teleférico de pêndulo do mundo com

aquecimento dos bancos, o Piz Val Gronda,

e desde esse inverno também funciona o teleférico

3S futurista de Pardatschgrat.

3S-Pardatschgrat –

teleférico com caráter de farol

Para que o crescente número de visitantes de

Ischgler continue a desfrutar do fantástico panorama

de montanhas com tranquilidade e segurança,

a Silvrettaseilbahn AG decidiu em 2012

construir um teleférico 3S recirculante em Pardatschgrat.

O teleférico 3S de Doppelmayr vence

uma altitude de total de 1.251 metros – um recorde

mundial para teleféricos 3S. A antiga telecabine

acoplável para 4 pessoas já não era suficiente

para o transporte para a zona de esqui Ischgl/

Idalp. Por isso foi retirada a parte inferior do traçado

do teleférico existente e construído um

teleférico recirculante de três cabos resistente

ao vento, diretamente da parte oriental de Ortskern

para Pardatschgrat, sem estação intermediária.

Os marcos 3S do Grupo Doppelmayr/Garaventa em todo o mundo

28-TGD 3S-Pardatschgrat (AUT),

Ischgl (AUT) 2014

Altura na vertical 1.251 m WR

Extensão oblíqua 3.424 m

Veloc. de deslocamento 7,5 m/s

Capacidade

2.800 p/h

30-TGDPsekhako

Krasnaya Polyana, Sochi (RUS) 2013

Altura na vertical 1.096 m

Extensão oblíqua 5.386 m WR

Veloc. de deslocamento 8,5 m/s WR

Capacidade

3.000 p/h

30-TGDOlympic Village/Rosa Khutor

Krasnaya Polyana, Sochi (RUS) 2013

Seção 1 Seção 2

Altura na vertical 496 m 194 m

Extensão oblíqua 1.736 m 1.460 m

Veloc. de deslocamento 4,5 m/s 4,5 m/s

Capacidade

4.500 p/h WR , 33 autos/h

30-TGD Gaislachkogl 2

35-TGD Seilbahn Koblenz

28-TGD Peak 2 Peak

Sölden (AUT) 2010

Koblenz (DEU) 2010

Whistler (CAN) 2008

Altura vertical

864 m

Altura vertical

107 m

Altura vertical

35 m

Comprimento oblíquo

1.848 m

Comprimento oblíquo

802 m

Comprimento oblíquo

4.407 m

Veloc. de desloc.

6,0 m/s

Veloc. de desloc.

4,5 m/s

Veloc. de desloc.

7,5 m/s

Capacidade

2.600 p/h

Capacidade

3.800 p/h

Capacidade

2.050 p/h

30-TGD Teleférico 3S

30-TGDL’Olympique

Kitzbühel (AUT) 2004

Val-d’Isère (FRA) 2002

Altura vertical

140 m

Altura vertical

853 m

Extensão oblíqua

3.650 m

Extensão oblíqua

2.148 m

Veloc. de deslocamento

Capacidade

7,0 m/s

2.100 p/h

Veloc. de deslocamento

Capacidade

8 m/s

3.750 p/h

WR 3S-recorde mundial


10

Somos 3S

Novidade mundial: as cabines do Pardatschgrat 3S podem receber permanentemente a sua energia a partir

de um dínamo do próprio mecanismo de movimento – por exemplo, para aquecimento dos bancos.

Mais dados técnicos

na página 12/13

(Inovação/Técnica)

Máximo conforto e máxima operacionalidade

em quaisquer condições atmosféricas

Como a instalação está muito exposta, anteriormente

os operadores do teleférico tinham de

interromper o seu funcionamento 10 a 20 dias

a cada estação, devido ao mau tempo. Agora

isso é coisa do passado. O teleférico de Pardatschgrat

é particularmente estável ao vento, o

que aumenta muito a operacionalidade para

passageiros. Assim, mesmo em dias de vento

Föhn, com vento e mau tempo, os passageiros

chegam sãos e salvos ao seu destino. Em relação

à execução e à técnica, o teleférico 3S de Pardatschgrat

é um projeto de elevado prestígio:

em Ischgl, o luxo e a alta tecnologia do novo

teleférico 3S ultrapassam tudo o que existia

mesmo depois de em Sochi terem sido superadas

todas as expectativas.

Novidade mundial: cabines autônomas

em energia

Um destaque especial do 3S de Pardatschgrat

é o seu sistema único de alimentação de energia

das cabines, que podem obter sua energia

permanentemente, por ex.m para aquecimento

dos bancos, a partir de um dínamo do próprio

mecanismo de movimento. “As exigências da

empresa Silvrettaseilbahn AG em relação ao

teleférico e design foram muito elevadas.

Somente pudemos realizar a obra dentro dos

prazos, porque a Doppelmayr tem produção

própria da parte mecânica e eletrotécnica.

O resultado é realmente impressionante”, afirma

com orgulho Peter Luger, responsável pelo

sistema 3S na Doppelmayr. Em Ischgl também

foi utilizado pela primeira vez o novo modelo

de cabines Taris, que possuem um novo design

criado especialmente com as cores de Ischgl,

que são vermelho-preto-branco. Até mesmo os

dispositivos de suspensão receberam um revestimento

com design próprio.

Desafios de construção vencidos

com grande mestria

Na construção do teleférico 3S houve grandes

desafios, que os especialistas de Doppelmayr

conseguiram superar com sua grande experiência

de muitos anos, com consultoria intensa

e soluções construtivas inovadoras especiais:

por um lado, o planejamento da estação no

vale era difícil, porque o espaço era limitado.

Por isso, a estação automática das cabines

foi instalada no porão da estação. As cabines

chegam à estação com auxílio de um transportador

vertical. Por outro lado, a estação de

montanha do teleférico de Pardatschgrat está

assentada em terreno permafrost, que se altera

conforme a temperatura. Para compensar os

movimentos no terreno, a estação de montanha,

a mais de 2.600 m de altitude, foi construída para

poder ser elevada com tensores hidráulicos se

necessário.

Parceria longamente comprovada

Doppelmayr/Garaventa é parceira exclusiva em

teleféricos em Ischgl há mais de 50 anos.

“Desde 1965 construímos 44 teleféricos com a

Silvrettaseilbahn AG e vencemos muitos desafios

complexos. Isso cria não só confiança na

parceria, mas também, como se vê, uma das

mais imponentes instalações do mundo”, resume

Egon Böhler, responsável pelos projeto na

Doppelmayr. |

Outra novidade mundial em Ischgl

150-ATW Piz Val Gronda

Primeiro teleférico de pêndulo com bancos

aquecidos. Inauguração: 2013 (tempo recorde

de construção < 1 ano)


Somos 3S 11

50 anos de colaboração

de sucesso com Doppelmayr

WIR falou com Hannes Parth, Presidente da Silvrettaseilbahn AG

WIR. Ischgl trabalha já há cerca de 50

anos com sucesso com o Grupo Doppelmayr/

Garaventa. O que é preciso para que uma

parceria tão longa funcione?

Parth: Como na vida privada, também

na convivência econômica tem de haver uma

parceria com confiança e entendimento mútuos.

É importante compreender os desejos e as

necessidades da outra parte. E quando surgem

conflitos ou crises, ambas as partes têm de

trabalhar numa solução aceitável para que o trabalho

futuro não seja perturbado pelo passado.

Para isso é preciso haver sempre um certo

grau de abertura, que nós temos conseguido

gerenciar muito bem no passado.

WIR. Os mais recentes grandes projetos

conjuntos foram as duas instalações de teleféricos

de pêndulo em Piz Val Gronda e o teleférico

3S em Pardatschgrat. Quais foram os desafios

de planejamento e técnicos para Doppelmayr/

Garaventa?

Parth: Para o teleférico de pêndulo de Piz

Val Gronda tivemos de lutar 28 anos, porque

pensávamos desde o início que este terreno

previsto para a prática de esqui teria grande

importância para nós. Nesses anos foram

sendo elaborados projetos para os mais variados

sistemas de transporte, e até em alguns

casos resultaram pedidos. No final foram

razões ligadas à proteção da natureza que

apontaram para um teleférico de pêndulo.

Com as estações abertas e apenas com dois

tensores, isso foi um grande desafio de planejamento

para o fornecedor. Também durante

a montagem, porque não era possível haver

acesso ao trajeto e à estação de montanha,

houve grandes desafios a vencer tanto para a

empresa fornecedora como para os trabalhadores

na obra.

O teleférico recirculante de um cabo em Pardatschgrat

foi um produto da pausa ordenada para

reflexão do final dos anos 80, com a proibição

de envio de mais capacidade do vale para a

montanha.

Por isso não foi possível realizar a desejada

6-MGD. A ESU 4 prestou entretanto 20 anos de

bons serviços. Com suas pequenas cabines,

era muito estável ao vento, apesar de o trajeto

ser muito exposto. O número de dias com vento

aumentou na zona de esqui, o que nos levou

finalmente a considerar um teleférico 3S sem

estação intermediária.

O reduzido espaço existente na estação do

vale, com sua saída muito inclinada, o trajeto

e especialmente também as difíceis condições

geológicas no terreno permafrost de Pardatschgrate

e a deslocamento de grandes blocos

colocaram enormes dificuldades ao planejamento

e à técnica.

WIR. Qual a importância das duas novas

instalações para a zona de esqui de Ischgl?

Parth: O teleférico de Piz Val Gronda dá

acesso desde a descida da estação de montanha

para a estação do vale um vasto e muito

atrativo espaço para Freeride, que dará muita

satisfação ao número crescente de esquiadores

que gostam de esquiar fora das pistas.

O novo teleférico 3S em Pardatschgrat possibilita

que a 2ª seção do anterior teleférico de

Pardatschgrat, que será mantido, possa ser

utilizado para viagens repetidas.

Desta forma, as descidas de Pardatschgrat

para a estação intermediária, que são muito

atrativas, são acessíveis durante a manhã, o

que até agora não era possível,

porque a instalação estava lotada

com passageiros que queriam

viajar do vale para a montanha.

Em ambos os teleféricos foi dada

muita importância a uma arquitetura

atraente das estações. Além

disso, as instalações técnicas

dos teleféricos e especialmente

as cabines, foram desenhadas

com exclusividade pelo ateliê

Storz, para o que contribuímos

com muita informação e também

encontramos muita compreensão

da parte do construtor. As

cabines com suspensão representam

novos símbolos de

marca na nossa área de esqui,

o que também é registrado de

forma muito positiva pelos visitantes.

WIR. Que tendências espera em relação a

isso nos próximos anos e o que os visitantes

apreciam mais?

Parth: Estamos convencidos de que tanto

a prática do esqui como de snowboard será

bastante atraente para muitas pessoas também

no futuro e pensamos que podemos

interessar novos mercados. No entanto, será

necessário que junto com a prática do esqui

sejam criadas ofertas alternativas e atraentes,

porque principalmente nos dias de mau tempo

é cada vez mais difícil levar os esquiadores

para as pistas. Por isso, no passado modernizamos

e adaptamos o serviço nos nossos

restaurantes. No entanto, futuramente serão

precisas novas ofertas de entretenimento. |


12

Teleféricos 3S e outras

“verdadeiras” inovações

Doppelmayr/Garaventa estabelece marcos na técnica de teleféricos.

De que maneira? Muito simples: é planejado e construído o que o cliente

deseja – as melhores inovações nascem reconhecidamente da prática.

T

eleféricos de pêndulo de três cabos

(3S) associam as vantagens de teleféricos

de gôndola e de pêndulo em

uma só solução inovadora.

São particularmente resistentes e atingem

uma capacidade máxima de transporte de

até 4.500 pessoas por hora e sentido.

O sistema de 3 cabos é composto por dois

cabos de suspensão firmemente ancorados e

totalmente fechados como pista de deslocamento

e por um cabo de tração recirculante,

sobre o qual são fixados os mecanismos de

deslocamento com oito rolos.

O acionamento, portanto, realiza apenas da

potência de tração, e o atrito nos cabos de

suspensão e as forças de inversão nos tensores

são mais reduzidas. Por isso, as unidades de

acionamento de um 3S podem ser mais compactas

do que as de outros teleféricos.

O que faz serem os teleféricos 3S tão

apreciados pelos líderes da tecnologia?

Em relação a capacidade e vencimento de

altitudes, os teleféricos 3S de Doppelmayr/

Garaventa dão o tom em todo o mundo. Os

teleféricos de alta tecnologia convencem pelo

fato de possuírem os cabos mais longos sem

tensores, serem muito estáveis ao vento e consumirem

pouca energia. São argumentos que

convencem cada vez mais usuários: o sistema

de recirculação acoplável oferece um transporte

confortável mesmo sob condições extremas.

Garageamento de cabines e transporte

de mercadorias com um transportador

vertical contínuo

Já em Sochi, com o transportador vertical para

garageamento das cabines num pavimento

inferior, Doppelmayr criou um método eficiente

para resolver problemas de altura. Para Ischgl,

Doppelmayr, em cooperação com LTW Intralogistics,

capacitou o ascensor de alta tecnologia

para uma função suplementar: num terceiro plano

é possível entregar mercadoriasdiretamente.

Chamativa: a nova cabine Taris

O novo modelo de cabine de construção modular

Taris foi criado por CWA propositadamente para

os teleféricos 3S, de pêndulo e Funitel. O modelo

se destaca especialmente por seu design inovador

com capacidade para 45 pessoas (todas

em pé) ou 28 pessoas sentadas – por ex., em

Ischgl. A entrada é particularmente confortável na

Taris, porque as portas deslizantes automáticas

podem abrir até à largura de 1,50 m – mais do

que nos modelos convencionais, o que facilita

um acesso rápido e seguro. Dessa forma, é

possível a entrada simultânea de duas pessoas,

o que permite reduzir à metade o tempo para

entrada de passageiros.


Técnica e inovação

13

As cabines vão sem ajuda de pessoal

especializado, de forma confortável e apertando-se

apenas um botão, desde a estação, através de

um transportador vertical, para a estação de

embarque inteiramente automática abaixo.

Destaque: para a manutenção das cabines não

é preciso colocar a pista principal em

funcionamento, pois são automaticamente

transportadas para a plataforma de manutenção.

O interior do novo modelo de cabine também

convence pelo seu espaço, que torna a viagem

muito agradável. Em Ischgl, o interior do teleférico

de Pardatschgrat surpreende pela iluminação

indireta, pela WLAN e pelo equipamento

de comunicação de voz.

Transporte de veículos já largamente

comprovado

Vários sistemas comprovados de transporte

de automóveis provam que Doppelmayr não

tem apenas a maior experiência no transporte

de pessoas por teleférico, mas também de

automóveis: o primeiro Funitel data de 2002 e

foi para a VW em Bratislava. Este sistema transporta

os automóveis do pavilhão de montagem

para a zona de testes. A seguir, foi o transportador

de automóveis para Sochi. O Comitê

Olímpico Internacional (COI) exigiu que os locais

de competição fossem acessíveis por dois

caminhos diferentes. Como a construção de

uma estrada suplementar não era compatível

em termos de tempo e economia com um

transporte 3S para automóveis,

Doppelmayr

recebeu a

encomenda

para este

teleférico:

O teleférico 3S

Olympic Village

(Rosa Khutor)

pode transportar apenas pessoas ou também

simultaneamente automóveis. No modo para

automóveis, o teleférico de alta capacidade

pode transportar 33 automóveis e suplementarmente

1.000 pessoas a cada hora. Particularidade:

os veículos podem entrar e sair em

qualquer estação.

Novidade mundial: gerador elétrico

no mecanismo de deslocamento de rolos

Graças ao gerador elétrico no mecanismo de

deslocamento de rolos Doppelmayr, único no

mundo, nas cabines 3S o ambiente é sempre

quente até à estação de montanha. Três dos

oitos rolos em cada mecanismo geram energia

com seu movimento.

Sistema de garagem:

todas as cabines sempre disponíveis

O inovador sistema de evacuação foi concretizado

pela primeira vez por Doppelmayr/

Garaventa em 2010 em Gais- lachkogl e na

Exposição Federal de Jardinagem, na Alemanha,

e em Ischgl está agora também

sendo utilizado, permitindo que

os passageiros não tenham de

sair das cabines durante uma

emergência. Todos os

componentes da

instalação importantes

para o funcionamento

são

executados em duplicidade

e independentes entre si.

Em caso de salvamento, todas as cabines

podem ser sempre deslocadas com segurança

até a próxima estação – não é preciso resgatar

ou descer os passageiros com cordas.

Cada projeto de teleférico é único. Há incontáveis

circunstâncias especiais que têm de ser

sempre consideradas individualmente. Os desejos

dos clientes são frequentemente decisivos.

Com eles e junto com a enorme experiência

de muitos anos de todo o Grupo Doppelmayr,

nascem inovações que são úteis para todos

os clientes de Doppelmayr – “verdadeiras” inovações.

|

Transporte de automóveis

da Doppelmayr

A Doppelmayr possui a maior experiência

também no transporte de automóveis por

teleférico: a primeira instalação de transporte

de automóveis foi concretizada na VW de

Bratislava em 2002.

Funitel na fábrica VW de Bratislava

Veloc. de deslocamento 2,80 m/s

Capacidade

67 veículos/h

30-TGD Olympic Village Sochi

Veloc. de deslocamento 4,5 m/s

Capacidade

Capacidade de carga

33 veíc./h e 1.000 pass./h

ou 4.500 pass./h

2.400 kg (tamanho:

miniônibus VW T5)


14

Doze milhões

livres de carros

A maior rede de teleféricos urbanos do mundo coloca a Bolívia na linha da frente


Projetos internacionais

15

A nova rede de teleféricos

permite menos ruído e

emissões. Cada uma das três

linhas de teleféricos pode

transportar por hora e em

cada sentido 3.000 pessoas,

rapidamente e com conforto

– para satisfação dos

habitantes da cidade

La Paz e a localidade próxima El Alto mostram

de que maneira transportes públicos

podem unir milhões de pessoas eficazmente

e respeitando o meio ambiente.

A maior rede urbana mundial de teleféricos

existe há pouco tempo na Bolívia: La Paz, situada

entre 3.200 e 4.100 m de altitude, é a capital

mais elevada o mundo. Num planalto a oeste

de La Paz está situada a ainda elevada cidade

El Alto. As duas cidades juntas têm quase dois

milhões de habitantes. A rede de teleférico

une as duas cidades bolivianas desde 2014,

que se juntaram pelo trajeto mais curto e por

cima de todos os obstáculos.

“Uma viagem na Línea Roja por

sobre a cidade demora apenas

onze minutos; de carro, demoraria

uma hora ou mais.”

Javier Tellería, CEO Doppelmayr Bolívia

Uma ligação urbana quase totalmente silenciosa

e isenta de emissões nocivas, com uma extensão

total de cerca de 10 km, estende-se acima dos

telhados da cidade. Os três teleféricos – as linhas

Roja, Amarilla e Verde – foram realizadas para

a empresa estadual Mi Teleférico pelo Grupo

Doppelmayr/Garaventa como um dos maiores

projetos na história da empresa, com um total

de onze estações.

“O governo teve de atuar com urgência para

melhorar de forma sustentável a infra-estrutura

do interior das cidades. Toda a área em volta de

La Paz sofria com os engarrafamentos e foram

consideradas várias possibilidades de solução.

Resolver “o problema” com uma rede urbana

de teleféricos era não apenas a mais eficaz,

mas também a mais econômica”, justificou Javier

Tellería, Gerente da Doppelmayr Bolívia.

Cada uma das linhas de teleférico tem até

quatro quilômetros de extensão e, com sua capacidade

de transportar 3.000 pessoas por hora

e em cada sentido, alivia em muito a rede de

estradas e o trânsito entre trabalho e residência.

Mas não são só as vítimas de engarrafamentos

entre o trabalho e a

residência que podem respirar aliviadas,

porque o turismo também

é servido: a descida de El Alto

para La Paz é uma das vistas mais

espetaculares da Bolívia. A diferença

de altitude entre os limites

da cidade na extremidade superior do vale e

as zonas mais abaixo, para o sul, é de cerca

de 1.000 m.

Línea Roja: três milhões e meio de viagens

– apenas três meses depois

Esta rede de teleféricos para transporte urbano

é um caso peculiar na Bolívia, muito apreciado

pela população. Também talvez por esse motivo,

a inauguração dos primeiros 2,3 km da

“Linha Vermelha”, Línea Roja, nos finais de

maio, teve características de festa popular.

Com uma média diária de 36.000 pessoas ou

3,51 milhões de passageiros logo ao fim de

três meses, o teleférico comprova que é atraente

como meio de transporte moderno, não

só para a população. O presidente boliviano

Evo Morales mostrou seu orgulho no discurso

da inauguração: “La Paz-El Alto passou a ser

uma cidade modelo.” Também César Cocarico,

Governador de La Paz, elogiou o projeto do

teleférico: “O teleférico une cidades, vidas,

famílias. Ele passou a integrar a identidade de

La Paz e de El Alto.” O recorde diário é de

62.422 pessoas transportadas.

Línea Amarilla: cerca de 700 metros de

altura para subir até 4.000 metros

A segunda linha da maior rede urbana de teleféricos

do mundo acompanha o sucesso da

Línea Roja. A “Linha Amarela”, Línea Amarilla,

foi inaugurada festivamente pelo Presidente

Morales em 15 de setembro de 2014. O teleférico

de gôndolas acopláveis tem quase 3,74 km

de extensão e liga El Alto ao centro sul de La

Paz. Durante a viagem na Línea Amarilla, os

passageiros sobem 665 metros. A linha de

teleférico com suas cabines amarelas para

dez passageiros cada é a mais longa das três

ligações. O trajeto vai da Estación Libertador

até ao Parque Mirador, a 4.075 metros acima

do nível do mar.


16 Projetos internacionais

Comparando com a viagem de automóvel, os passageiros dos teleféricos economizam

até uma hora. Além disso, têm um bônus: as melhores vistas sobre a cidade.

Línea Verde: o último elo da

corrente urbana

Com a festiva inauguração da Línea Verde em

4 de dezembro de 2014 pelo presidente boliviano,

ficou completa a maior rede urbana do

mundo de teleféricos. A estação de montanha

da “Linha Verde” liga diretamente à estação

do vale da Línea Amarilla.

Cliente

Fornecedor

La Paz, Bolívia: a maior rede de teleféricos em números

Empresa estatal de Transporte

por cable “Mi Teleferico”

Grupo Doppelmayr/Garaventa

Trajeto

La Paz–El Alto

Rede de teleféricos

3 linhas de gôndolas acopláveis

Gôndolas 443

Capacidade

cada linha e sentido 3.000 p/h

Horas de serviço/dia

17 h

Estações 11

Funcionamento

5h30 às 22h30

Veloc. de deslocamento

máx. 5 m/s (18 km/h)

Capacidade das gôndolas 10 pessoas

Extensão total do trajeto

aprox. 10 km

É a terceira parte da ligação na rede de tele-

féricos de La Paz-El Alto. Com 3,7 km de extensão,

a Línea Verde é a segunda maior linha

desta rede de teleféricos. Está totalmente

situada na área urbana de La Paz e tem um

total de quatro estações, abrangendo a zona

sul da cidade, Zona Sur. Em 165 cabines para

10 passageiros cada, transporta 3.000 pessoas

por hora e em cada sentido.

Após apenas meio ano, as três linhas já fizeram

mais de doze milhões de viagens. Funcionam

17 horas por dia. |

Que o cliente diz sobre o projeto?

“A Doppelmayr é líder mundial na construção de

teleféricos, uma firma que compreendeu a realidade

do nosso país. Vestiu a ’camisa da Bolívia’,

trabalhou junto conosco – até mais do que prometeu

– e realizou este projeto em tempo recorde.

Futuramente vai se falar de ’La Paz e El Alto antes

do teleférico’ e ’La Paz e El Alto depois do teleférico’.”

| César Dockweiler, Diretor da empresa

estatal Mi Teleférico

Inauguração

Trajeto

Extensão

Tempo de viagem

Diferença de

altitudes

Número de

estações

Gôndolas

10-MGD Línea Roja

30.5.2014

16 de Julio – Central

2.349 m

10,77 min

400 m

3 (dois acionamentos)

109

10-MGD Línea Amarilla

15.9.2014

ParqueMirador – Libertador

3.737 m

16,84 min

665 m

4 (dois acionamentos)

169

10-MGD Línea Verde

04.12.2014

Libertador – Irpavi

3.706 m

16,63 min

128 m

4 (dois acionamentos)

165


Projetos internacionais

17

Novo teleférico combinado para o

Campeonato Mundial de Esqui Alpino

2015 em Beaver Creek

‘Este teleférico está adequado às diferentes

necessidades dos passageiros: principiantes

– especialmente crianças e alunos de esqui

apreciam as gôndolas fechadas, enquanto

esquiadores rápidos gostam mais de utilizar o

teleférico de poltronas, porque não precisam

tirar seus esquis. |

6/10-CGD Centennial Express

O Centennial Express aumenta a capacidade

de transporte em comparação com o antigo

teleférico em 35 por cento e transporta

3.400 pessoas por hora.

O Beaver Creek Resort – área para esqui de

luxo no Vail Valley, Colorado, EUA, e local de

realização do Campeonato do Mundo de Esqui

Alpino em fevereiro de 2015 – trocou o existente

Centennial Express de poltrona para 4 pessoas

por um teleférico combinado acoplável de alta

velocidade. “Beaver Creek arranca com o novo

Centennial Express do ‘Campeão Mundial de

Teleféricos‘ Doppelmayr na estação de inverno”,

relata Rudolf Thaler, delegado econômico

austríaco em Los Angeles. Doppelmayr apresenta

aqui uma novidade mundial: o Centennial

Express – uma combinação de características

únicas de teleférico com gôndolas para 10 pessoas

e poltronas para 6 pessoas – o mais longo

trajeto combinado que os especialistas em

teleféricos jamais construíram em todo o

mundo. Um tapete transportador conduz os

passageiros confortavelmente para as poltronas;

para as gôndolas há uma zona de entrada

própria.

Cliente

Local

Beaver Creek Resort

Vail Valley (Colorado/USA)

Tipo de Teleférico combinado para

instalação verão/inverno

Extensão 2.368 m

Capacidade 3.400 p/h

Inauguração 26.11.2014

Para mais informações

interessantes e vídeos

do Centennial Express:

www.beavercreek.com

Karina Seyfried

Modernização do

teleférico de Waldkopf

O novo teleférico de poltrona para 6 pessoas

e o abrangente centro de apoio garantem mais

conforto e maior capacidade de transporte.

Na área bávara de esqui de Sudelfeld, a Doppelmayr

instalou um novo teleférico de poltronas

para 6 pessoas. O teleférico de Waldkopf com

segurança para crianças, Bubble e aquecimento

confortável nas poltronas, substitui a partir da

estação de inverno de 2014/15 três teleféricos

de reboque. Além de maior capacidade de transporte

e de menores tempos de espera, o teleférico

de Waldkopf facilita o acesso de crianças

e principiantes à área de esqui. Doppelmayr

forneceu a tecnologia de teleférico junto com a

tecnologia elétrica e também foi co-responsável

pela logística, organização e coordenação na

instalação do edifício da estação do vale.

O centro de apoio multifuncional no edifício

da estação do vale não aloja apenas o teleférico,

mas também veículos de pista, centro

de aluguel de esquis, uma loja e os escritórios

da escola de esqui. Uma represa natural

garante futuramente as reservas de água para

canhões de neve artificial da área de esqui de

Sudelfeld. |

Capacidade

Teleférico 6-CLD-B Waldkopf

Extensão oblíqua

Altura vertical

Poltronas 42

2.800 p/h

673 m

226 m


18 Projetos internacionais

8 minutos em vez de 40 para

subir à pista mais longa de Vorarlberg

Silvretta Montafon, uma das maiores áreas

de esqui da Áustria, tem mais uma atração

desde final de novembro de 2014: o novo teleférico

panorâmico, um teleférico de gôndolas

acopláveis entrou em funcionamento.

Em suas modernas e confortáveis gôndolas

para 8 pessoas, os desportistas atingem o

Kreuzjochsattel desde já em apenas oito minutos,

antes eram 40 Lá em cima são aguardados

por uma espetacular vista de 360º sobre

Montafon, cerca de 200 picos montanhosos e

uma pista da classe especial: Hochjoch-Totale,

com cerca de 12 km e um desnível de 1.700 m,

é a mais longa descida de Vorarlberg. “O teleférico

panorâmico associa uma viagem mais

curta a mais conforto. Ele transporta os nossos

passageiros com um total de 65 gôndolas até

2.400 m de altitude, em vez de dois teleféricos

de poltronas como até agora”, esclarece Peter

Marko, Presidente da Silvretta Montafon Bergbahnen

AG. |

Local

Teleférico panorâmico 8-MGD

Tipo de instalação

Cliente

Schruns, Vorarlberg

Gôndolas acopláveis

Silvretta Montafon

Bergbahn AG

Instalação junho-novembro 2014

Tempo de viagem

Extensão

Altura vertical

8 min

2.297 m

631 m

Veloc. de deslocamento 6 m/s

Capacidade

2.345 p/h

Você sabia que ...

... o teleférico panorâmico – Panorama Bahn

– também convence quanto a resistência?

Depois de dois anos de utilização como

“Teleférico Floriade” na Exposição de Jardinagem

em Venlo, Holanda, foi desmontado

em 2012 e, graças à sua construção modular,

foi inaugurado em Montafon em 2014;

... em todas as 65 gôndolas do Panorama

Bahn há acesso à Internet através de

WLAN? Os parceiros responsáveis pelo

projeto são Input®, criadores de eventos

para regiões turísticas, e também Loop21;

... todas as gôndolas estão equipadas com

aquecimento e equipamento de comunicação

de voz?

... ao final de janeiro de 2015 serão realizados

os Jogos Europeus da Juventude (EYOF)

em Montafon e em Liechtenstein?

Doppelmayr dá grande importância à

promoção da juventude esportiva; por isso,

é parceira principal de ÖOC.


Projetos internacionais

19

Novo teleférico de pêndulo

duplica capacidade de transporte

em vez dos dois como anteriormente.

À velocidade máxima de

dez metros por segundo ela vence

uma altura de cerca de 425 m.

Desportistas de inverno

podem usufruir do teleférico

de Davos.-Ischalp

já a partir de dezembro

de 2014. |

Com a nova instalação do teleférico de Davos-

Ischalp na região suíça de esqui e pedestrianismo

de Davos Jakobshorn, é duplicada a

capacidade de transporte da instalação.

O novo teleférico de pêndulo em Davos substitui

um teleférico de pêndulo com 27 anos e

é o principal acesso à zona de esqui de Davos-

Jakobshorn. É utilizado tanto no inverno como

no verão. O teleférico da Garaventa, inaugurado

na estação de inverno de 2014, oferece, com as

suas duas espaçosas cabines, espaço confortável

para 100 pessoas cada – em vez das 50 anteriormente.

Foi substituído não só o teleférico

de acesso, mas também a estação existente

no vale e na montanha. A moderna arquitetura

da estação é especial, porque a nova estação

do vale foi construída à frente da já existente, o

que exigiu um apoio especial para a estação.

Um outro pormenor: o novo teleférico de pêndulo

percorre agora a distância de aproximadamente

um quilômetro com apenas um apoio

Cliente

Local

Tipo de instalação

Extensão

Capacidade

Teleférico 100-ATW

Davos-Ischalp

Davos Klosters

Bergbahnen AG

Davos, Graubünden (CH)

Teleférico de pêndulo

para verão/inverno

949 m

1.220 p/h

Inauguração 04.12.2014

Hausberg de novo

acessível por teleférico

O paraíso para excursionistas e esquiadores

de Mythenregion finalmente volta a ser

acessível por teleférico a partir de Schwyz.

Com a realização do novo teleférico de Rotenflue

em 2014, Schwyz, a principal localidade

do cantão de mesmo nome volta a ter acesso

à sua montanha Rotenflue e ao maciço Mythen,

por meio de teleférico. O moderno teleférico

de gôndolas para 8 pessoas à zona de esqui e

caminhadas da região de Mythen funciona no

verão e no inverno. Está diretamente ligado à

rede de transportes públicos.

Teleférico Rotenflue 8-MGD

“Este teleférico foi pensado

em detalhes e é especial

por ser o primeiro teleférico

recirculante de Garaventa

que pára em Perron para

que se possa entrar

confortavelmente.

Desta forma, o termo

amigável para famílias

adquire um novo significado

no mundo dos teleféricos.”

A antiga ligação, com dois teleféricos de pêndulo,

foi desativada por motivos de concessão

há dez anos. Para o novo teleférico foi preciso

escolher o melhor trajeto possível. Devido à

geologia da região, Garaventa pôde dar uma

solução especial para os tensores: para compensação

de deslizamentos, 11 dos 16 tensores

e as estações intermédias são deslocáveis.

Cliente

Local

Tipo de instalação

Extensão

Altura na vertical

Rotenfluebahn

Mythenregion AG

Schwyz (CH)

Teleférico de gôndolas

acopláveis para verão e

inverno

2.830 m

958 m

Nathalie Henseler

Gerente de Projeto

e Gerente da

Rotenfluebahn

Mythenregion AG

Garaventa acompanhou o projeto intensamente

Capacidade

800 p/h

e forneceu toda a parte eletromecânica. |


20

Projetos internacionais

Trabalho de pioneiro

na Argélia

15-MGD Oued Koriche

Cliente

Local

Entreprise du Métro

d’Alger – EMA

Algier, Algerien

Novo teleférico urbano de Argel instalado

com sucesso em solo geologicamente difícil.

Teleféricos como meio de transporte urbano

já têm tradição da Argélia. Após Constantine,

Tlemcen e Skikda, Oued Koriche é a mais nova

das quatro instalações na Argélia contratadas

simultaneamente e realizadas pela Garaventa

AG. Um grande armazém de peças no local,

disponível aos especialistas em teleféricos,

não é só uma grande vantagem para a Entreprise

du Métro d’Alger (EMA). Com 4 milhões

de habitantes, Argel tem elevada densidade

de construções e se estende em parte por

colinas muito íngremes. A nova ligação por

teleférico vence essas colinas e une as zonas

baixas da cidade com as de altitude média

e alta, contribuindo para que o trânsito na

cidade não aumente ainda mais. Os clientes

fizeram uma boa escolha com a Garaventa. A

realização foi mais difícil do que se pensava,

devido às características do solo, mas tudo foi

superado com sucesso. Os especialistas em

teleféricos tiveram de ancorar os elementos da

construção a cerca de 30 m de profundidade

com 200 estacas de concreto. EMA pôde inaugurar

a instalação em 2014. |

Constantine

Inauguração 05 de junho

de 2008

Capacidade 7.000 p/h

PPas Passageiros

Tipo de instalação

Teleférico de gôndolas

acopláveis

Capacidade máx. 3.000 p/h

Cabines

72, para 15 pessoas cada

Extensão dos cabos total 5.924 m

Realização 2009 - 2014

Extensão

2.908 m

Altura na vertical 307 m

Inauguração 15.9.2014

Tlemcen

22 de abril

de 2009

4.000 p/h

Skikda

09 de setembro

de 2009

977 p/h

Oued Koriche

15 de setembro

de 2014

3.000 p/h

totalidade já superior a 26 milhões de passageiros

Mais de 30 anos

de confiança

O Grupo Doppelmayr/Garaventa já instalou

21 equipamentos em Baqueira-Beret, a maior

zona de esqui de Espanha. Jesús Serra é

agora a nova atração para o público. O moderno

teleférico de poltronas para 4 pessoas

não é só atraente, como também permite

rápido acesso à zona de esqui.

A empresa que opera Baqueira-Bereit confia

exclusivamente em Doppelmayr 0desde 1982

– 21 teleféricos são o resultado dessa colaboração

de sucesso. Em novembro de 2014 – no

ano do 50o aniversário da zona de esqui foi

inaugurada um novo equipamento, o teleférico

de poltronas para 4 pessoas Jesús Serra,

que substituiu o teleférico de poltronas para

3 pessoas Vista Beret. Para apoio do cliente

na avaliação das possibilidades técnicas e

econômicas, os especialistas em teleférico

analisaram os requisitos do cliente profundamente

e em detalhes durante dois meses. O

fato de o cliente ter parceria com a filial de

Doppelmayr na Espanha, Transportes por

Cable facilitou muito a colaboração nessa

época, assim como agora. |

Cliente

4 CLDJesús Serra

Baqueira-Beret, S.A.

Local

Província de Lleida,

Espanha

Tipo de instalação Teleférico de poltronas

acopláveis

Extensão

1.965 m

Capacidade 2.400 p/h

Inauguração 25.11.2014


Projetos internacionais

21

Nova mobilidade para

San Francisco Bay Area

O novo Cable Liner liga o Aeroporto Internacional

de Oakland à rede de transportes

públicos “BART” em apenas 8,5 minutos.

Em 22 de novembro de 2014 ficou pronto o

maior projeto até então da história de Doppelmayr

Cable Car GmbH & Co KG (DCC), com

a inauguração do serviço de passageiros.

Houve meses de intensos testes, inclusive uma

fase experimental de 30 dias em condições de

serviço reais. O resultado é uma operacionalidade

> 98,0 % durante 20 horas por dia.

As primeiras ideias dos responsáveis da região

em ligar o Aeroporto Internacional de Oakland

e São Francisco à rede de transportes públicos

(BART) surgiram em 1970. Em 2009, a

DCC ganhou o concurso com uma solução

que convenceu econômica e tecnicamente.

Tecnicamente, a DCC realizou pela primeira

vez um assim chamado Pinched Loop System.

O DCC Pinched Loop System é formado por

uma pista dupla ao longo do trajeto e por pistas

individuais nas estações finais. Aparelhos de

mudança de via permitem mudança de via para

cada parte do trajeto. Quatro voltas de cabos,

todas acionadas pela estação intermediária

(Doolittle), deslocam as quatro composições

sincronizadamente em círculo. A mudança, a

entrega das composições de um cotovelo para

o seguinte, é feita com o cabo parado; por isso,

em cada momento há uma composição atribuída

a um cabo.

Tecnicamente foram utilizados novos sistemas

parciais, como aparelhos de mudança de via

e desencaixes. As quatro composições climatizadas

são formadas por três veículos, podem

ser atravessadas e possuem sistema informativo

para os passageiros. A composição está assentada

nos assim chamados bogies Jakobs. Os

testes em bancos de ensaios iniciados em

Wolfurt em 2010 para assegurar (funcionamento

e durabilidade) destas novas tecnologias,

contribuíram substancialmente para o sucesso

do projeto.

O confiável sistema de funcionamento e manutenção

DCC convenceram o cliente BART a

também nomear a DCC para o contrato de

gestão do serviço do sistema de 20 anos . |

Cliente

CLPOaklandAirportConnector

San Francisco Bay Area

Rapid Transit (BART)

Inauguração 22. Novembro 2014

Extensão

Velocidade

Temp de viagem

Capacidade

5.100 m (pista dupla)

14 m/s

8,5 min

(entre as estações finais)

1.490 p/h


22

Na geleira

como no deserto

Cada desafio é um ganho em experiência – uma visita

aos setores de montagens elétrica e mecânicas

Quem realmente monta os teleféricos

em todo o mundo? O departamento

de montagens de Doppelmayr Wolfurt

tem dois setores: montagem elétrica (Montagem

E) e montagem mecânica (Montagem M).

Cidades sem infra-estrutura planejada, montanhas

cobertas de neve e regiões afastadas

podem agora ser atingidas, ligadas ou ter seu

trânsito aliviado com modernos teleféricos. O

planejamento e a construção dessas instalações

exigem muitos conhecimentos, experiência e

sensibilidade. Os projetos são tendencialmente

cada vez maiores, mais detalhados, em locais

mais expostos, de acesso mais difícil e de instalação

cada vez mais rápida. Uma coisa é

certa: a montagem dessas instalações é desafiadora

e sempre diferente. No departamento de

montagens de Doppelmayr os profissionais

em teleféricos trabalham com paixão: os muitos

projetos de sucesso realizados em todo

o mundo acumularam uma experiência que

beneficia os clientes diariamente.

O departamento de montagem da Doppelmayr

faz o planejamento e tudo o que for necessário

para o sucesso da instalação. Os montadores

de Doppelmayr coordenam os grupos de

trabalho e conduzem os mesmos no local da

obra. O contato intenso com o cliente também

faz parte de seu dia a dia. E é claro que nenhum

montador de Doppelmayr tem medo de

altura, porque só assim conseguem trabalhar

“Montamos torres de 60 m na geleira, dormimos

na tenda a 3.500 m, esticamos cabos por cima

de cidades populosas, montamos teleféricos

em montanhas sem estradas, por vezes

andamos a pé duas horas debaixo de neve

ou em condições tropicais até ao local da obra.

Em quaisquer condições, a qualidade é boa,

porque queremos ter sucesso, somos unidos

e mantemos relações familiares entre nós.”

Mathias Zudrell, Chefe de Montagem M

sem problemas em torres com até 100 m de

altura.

Qualidade em primeiro lugar, quaisquer

que sejam as exigências

O departamento de montagem mecânica (Montagem

M) monta em todo o mundo a totalidade

dos sistemas de teleféricos de Doppelmayr –

desde teleféricos de reboque até instalações

acopláveis de teleféricos, teleféricos especiais,

como Funilor, Funitel, e teleféricos 3S. Neste

departamento trabalham 50 montadores e

também há colaboração

com profissionais liberais

e empresas de montagens

em todo o mundo. O departamento

de montagem mecânica

coordena ao todo

cinco chefes de operações.

“Os nossos montadores

são aquelas pessoas

que no local e a partir dos

componentes individuais

dos teleféricos, criam um

teleférico completo. Para isso planejam internamente

cada passo do processo até ao detalhe,


Grupo Doppelmayr 23

Com sua riquíssima experiência

e absoluta ausência de

vertigens, os montadores de

Doppelmayr realizam trabalhos

de alta qualidade em torres

com até 100 m de altura.

muitas vezes com antecedência de meses.

Assim podemos garantir que a instalação fique

pronta dentro do prazo e com a qualidade

Doppelmayr.”

Organização, planejamento e trabalho

em equipe

O departamento Montagem E é responsável

pela parte elétrica, pelos trabalhos de instalação

e pela entrada em funcionamento. Até

30 funcionários trabalham ali a serviço dos

clientes em todo o mundo. O pessoal tem

formações diferentes: instaladores elétricos,

graduados em faculdades técnicas e também

aprendizes de montadores de instalações

elétricas ou eletricistas.

“O interessante no trabalho em nosso departamento

é que os montadores podem trabalhar

de forma independente e abrangente, mas em

equipe. Testam as instalações, eliminam avarias

se necessário sozinhos e acompanham uma

instalação juntamente com um técnico, desde o

planejamento até a inauguração e além disso”,

diz Heinz Wilhelmstätter, chefe da Montagem E,

ao resumir as atividades do seu setor, e adianta:

“Um montador E tem de escolher ajudantes e

material e manter visão periférica – ele tem que

saber quando é ligada a energia elétrica e quando

e quais setores têm de estar prontos para isso.”

“O nosso trabalho é muito variado

e emocionante, andamos por

todo o mundo. Apesar das

viagens, o aspecto social é

importante para nós.”

Heinz Wilhelmstätter, Chefe de Montagem E

Os montadores E da Doppelmayr, além de competência

para planejamento, também têm de

possuir outras características muito importantes

e por vezes decisivas, tais como criatividade

e algum talento de improvisação. “Como nem

sempre podemos influenciar as circunstâncias,

nem sempre tudo corre como planejado. Em

muitos países, por ex., as informações de que

precisamos para a realização nem sempre são

fáceis de receber ou tão estruturadas como no

nosso país. Só isso é por vezes um desafio”,

relata Heinz Wilhelmstätter. |

Vídeo

Imagens interessantes do

trabalho do Departamento de

Montagens de Wolfurt podem

ser vistas aqui:

service.doppelmayr.com


24

Assistência a

Adquira agora know-how

sobre hidráulica

Quem se interessar cedo por hidráulica aposta em operacionalidade,

segurança e conforto.

P

ara garantir a segurança, a operacionalidade

e o conforto de instalações, o

serviço de apoio a clientes de Doppelmayr

realiza também em 2015 vários cursos

de formação para principiantes e avançados

– entre os quais uma série de cursos de hidráulica,

porque é decisivo que os funcionários

dos teleféricos tenham bom conhecimento

dos sistemas com que trabalham.

Além dos trabalhos de assistência hidráulica

efetuados pelos especialistas do serviço de

assistência a clientes em todo o mundo, a

Doppelmayr também realiza muitos cursos

em sua central em Wolfurt. Funcionários com

ótima formação aumentam com seus conhecimentos

não só a segurança, operacionalidade

e o conforto, mas também contribuem para

reduzir os custos de operação de um teleférico.

Em 2014, mais de 300 participantes finalizaram

cursos de assistência a clientes da Doppelmayr.

Também em 2015, engenheiros e técnicos

de vários setores treinarão pessoal operador

e de manutenção de todos os tipos de

teleféricos. O primeiro curso de hidráulica tem

início na primavera, na sede, em Wolfurt.

Competências internas

Em treinamentos concisos e próximos à prática,

com apresentadores especializados e com a

melhor formação, principiantes e avançados

aprendem tudo sobre teleféricos, tornando-se

assim especialistas na operação. Os conteúdos

são tão diversificados quanto as competências

aprendidas e os conhecimentos dos participantes.

Dica

Para que uma instalação se mantenha operacional

e segura, a hidráulica e a mecânica

devem de funcionar perfeitamente. O serviço

de assistência da Doppelmayr oferece um

lembrete especial para assistência hidráulica.

Quem requisitar cedo garante serviço pontual.

É recomendável um intervalo de assistência

de três anos.


Assistência a

25

Com seus conhecimentos, o pessoal de operação e manutenção bem treinado pode

contribuir substancialmente para reduzir os custos de operação de um teleférico.

Os funcionários de teleféricos frequentam os

treinamentos oferecidas segundo os conhecimentos

próprios e a formação prévia. Nos cursos

básicos o foco está principalmente sobre

as bases físicas, a hidrodinâmica, transmissão

de forças, fluxos, ou a equação de Bernoulli,

entre outros.

Know-how com adição de valor

Quem frequenta cursos especiais aprende

coisas importantes sobre acionamentos, polias

para cabos, tensores, freios de serviço e de

segurança, eixos articulados, redutores e muito

mais. Além disso, os participantes adquirem

conhecimentos sobre esquemas hidráulicos e

agregados (por ex., detecção de avarias em

agregados de treino, avaliação da qualidade

do óleo).

Assistência hidráulica conserva recursos

Quem não puder recorrer a pessoal próprio com

a formação adequada, ou se não tiver tempo

para realizar em instalações próprias os trabalhos

necessários de assistência hidráulica,

pode recorrer à assistência técnica a clientes

da Doppelmayr. No ano de 2013, os nossos

especialistas em hidráulica realizaram 250 intervenções

distribuídas por todo o mundo. A

Doppelmayr está bem preparada para poder

atender a todas essas necessidades: com o

estabelecimento de mais armazéns de peças

sobressalentes em vários países e com o aumento

da equipe de técnicos em hidráulica, o

serviço de assistência a clientes de Doppelmayr

ficou mais perto de seus clientes, que ganham

com tempos de transporte mais curtos e pela

não necessidade de desembaraço aduaneiro.

Com a rede de assistência a clientes distribuída

por todo o mundo, os tempos de reação também

ficaram mais curtos, o que é fundamental

para aumento da segurança e da operacionalidade

de um teleférico.

Assistência a clientes: utilizar sinergias

A forma de realização de um trabalho de assistência

no caso concreto é esclarecida a cada

cliente de forma pessoal e individual pelo serviço

de assistência. Quem planejar corretamente só

tem vantagens, porque durante o trabalho de

assistência é possível realizar testes definidos

pelas autoridades ou preparar documentação

para os certificados correspondentes. Os funcionários

do serviço de assistência a clientes também

informam sobre necessidades de peças

sobressalentes. Os clientes também aproveitam a

oportunidade para treinar os seus funcionários e

requisitam a assistência de forma a permitir que

sua equipe acompanhe os técnicos hidráulicos

de Doppelmayr, aprendendo novas técnicas. |

Cursos de hidráulica em resumo

A Doppelmayr oferece cursos básicos e

avançados de hidráulica para o pessoal operacional

e de manutenção de todos os tipos

de teleférico . Na primavera de 2015 tiveram

início os primeiros cursos. Informe-se já.

Resumo dos programas de formação:

• Fundamentos de hidráulica

• Acionamentos e hidráulica para avançados

• Graxas, óleos hidráulicos, redutores

• e muito mais

Para mais informações

sobre este e outros cursos

do programa de formação de

Doppelmayr e sobre o atual

calendário dos cursos:

service.doppelmayr.com


26

Diversos

Formação de técnicos especializados

24

aprendizes iniciaram no outono

de 2014 um curso de formação

na Doppelmayr para diversas

atividades profissionais ligadas à eletricidade

e à metalurgia. Frequentam o curso na

sede em Wolfurt. A formação de técnicos na

“Qualidade

começa na

formação.”

Georg Dür, Diretor da

Formação de aprendizes

Doppelmayr tem uma longa tradição, porque

esta empresa de nível mundial forma, desde

1892, funcionários próprios no âmbito de

um sistema dual de formação, permitindo a

muitos jovens um início ideal na técnica de

teleféricos. |

Oficina escola Doppelmayr

Novos aprendizes a partir de

outono de 2014 24 aprendizes

Total de aprendizes

Profissões

Destaques

89 aprendizes

Técnicos em Eletrotécnica,

Técnicos em Mecânica,

Técnicos em Metalurgia,

Técnicos em usinagem

Formação interna de

aprendizes desde 1892

Oficina própria desde 1979

“Empresa Formadora de

Excelência” desde 1997

www.lehre-bei-doppelmayr.at

2 lugares nos Top 10: “The Best Family Rides in America”

O Theme Park Insider, um Guia Online

redigido pelos usuários através dos mais populares

parques de tempos livres do mundo,

selecionou em meados do último ano o parque

temático e de diversões mais apreciado por

famílias nos EUA. Dessa forma, com o Bayside

Skyride no Sea World em San Diego (9º lugar)

e com o Hogwarts Express de Harry Potter nos

Estúdios Universal na Flórida (1º lugar), dois

teleféricos do Grupo Doppelmayr/Garaventa

com cabines CWA recebem distinção. |

Classificações

1º lugar: Hogwarts Express de Harry Potter,

Universal Orlando Resort, Orlando/Flórida

9º lugar: Bayside Skyride no SeaWorld,

San Diego/Califórnia

www.themeparkinsider.com/flume/201408/4172/


Diversos

27

Save

the

Date

O Grupo Doppelmayr /

Garaventa está de novo representada

em abril de 2015

com interessantes destaques

na Interalpin. Aproveite a oportunidade

e venha conversar

conosco no nosso stand na

principal feira especializada

para tecnologias alpinas. Estamos

ao seu dispor e mostramos

verdadeiras inovações do

mundo dos teleféricos. |

INTERALPIN 2015

Messe Innsbruck (AUT)

15–17 de abril de 2015

Georg Scheu / OPEV

O Presidente de OPEV Walter Wagner (1º da esqª) e Gerlind Weber, neta do inventor austríaco de

turbinas, Viktor Kaplan (4º da esqª), entregam a condecoração por Serviços de Excelência no setor de

invenções aos representantes de Doppelmayr, Christoph Hinteregger e Gernot Fischer.

Em memória de

Andrea Doppelmayr

Andrea Doppelmayr, de 51 anos, faleceu

em 19 de outubro de 2014, vitima de

doença grave. Andrea estava responsável

pelo atendimento e treinamento dos clientes

da empresa familiar desde 1979.

Ela representava Doppelmayr em todo o

mundo: em feiras, em visitas a clientes

e na inauguração de teleféricos. Ela se

destacava também especialmente no

contato com outras culturas devido ao

seu humanismo e à sua cordialidade.

Obrigado, Andrea, pelo tempo que

passamos com você. |

Condecoração por

ideias inovadoras

A Associação Austríaca de Inovadores, Detentores

de Patentes e Inventores [Österreichische

Innovatoren-, Patentinhaber- und Erfinderveband

(OPEV)] condecorou a Doppelmayr em

meados de outubro de 2014 com a Medalha

Kaplan. Esta cobiçada Medalha, que tem o nome

do Prof. Dr. Viktor Kaplan, inventor da turbina do

mesmo nome, foi atribuída a Doppelmayr na

categoria “Invenções e Inovações”. A distinção

pretende motivar ideias inovadoras e desenvolver

produtos e serviços de excelência na Áustria,

país de limitadas matérias primas. |

Impressum

Propriedade, edição e impressão: Doppelmayr Seilbahnen

GmbH, Postfach 20, Rickenbacherstrasse8-10, 6922 Wolfurt,

Áustria,dm@doppelmayr.com,www.doppelmayr.com; Texto

e Redação: Doppelmayr Seilbahnen GmbH em colaboração

com ikp Vorarlberg GmbH, www.ikp.at; Design: Doppelmayr

Seilbahnen GmbH em colaboração com KONZETT BRENN-

DÖRFER, www.agenturkb.com; Fotos: Doppelmayr; Impressão:

Thurnher Rankweil; Política editorial segundo § 25 da lei

sobre mídia: Informações atuais para clientes, parceiros e

funcionários do Grupo Doppelmayr/Garaventa; Periodicidade:

três vezes por ano, distribuição gratuita a clientes e parceiros

do Grupo Doppelmayr. É permitida a reprodução com

indicação da origem após autorização expressa por escrito;

Dezembro de 2014; ressalvamos erros de composição e

impressão; são válidas as condições gerais de venda (AGB).

www.doppelmayr.com


O Mundo dos Teleféricos

Flexibilidade, compromisso e extenso know-how fazem da Doppelmayr / Garaventa a empresa ideal para para atender a todos os

desafios de novos e tradicionais mercados. Todos os colaboradores da Doppelmayr / Garaventa incorporam a tese de que os avanços

técnicos são uma grande oportunidade de fornecer desempenho superior. É por isso que a cada nova instalação de teleférico é

realizada com grande cuidado e sensibilidade, em estreita colaboração com o cliente, para se adequar à tarefa e ao terreno.

Segurança e conforto são sempre a prioridade.

Uma vasta rede de de centros de serviços e manutenção também garantem suporte rápido e confiável. Visão de longo prazo,

identificação de tendências, criando inovações - estes são os pontos fortes com que os clientes Doppelmayr / Garaventa podem

contar. Para você que quer construir os melhores teleféricos no mundo.

www.doppelmayr.com

... em grandes feitos.

Transformando desafios ...

Doppelmayr Seilbahnen GmbH, Rickenbacherstraße 8-10, Postfach 20, 6922 Wolfurt / Austria

Garaventa AG, Birkenstrasse 47, 6343 Rotkreuz / Switzerland

More magazines by this user
Similar magazines