Outubro/2016 - Celulose e Papel 27

jota.2016

Visitantes - Grupo Jota Comunicação

José Garbin, engenheiro da Danfoss, fala sobre eficiência energética

Papel e papelão:

indústria atua

como reciclador

Abtcp 2016:

evento oferece

oportunidade única

Technology that

fits every situation

A monitoring system

revolutionizes the market

Tecnologia

que se adapta

Sistema de monitoramento

revoluciona mercado


S U M Á R I O

52 Especial

No lugar certo

In the right place

28 Principal

Tecnologia que se adapta

Technology that fits every situation

58 Mercado

Nada se perde

Nothing is lost

06 Sumário

08 Editorial

10 Cartas

12 Novidades

34 Avanços e tecnologia

Tecnologia que evolui

Evolving technology

38 Informativo

40 Artigo

Geração de excedentes de energia elétrica

Generating electric power surpluses

68 Entrevista

José Garbin

74 Calendário

06


Predictable

Connected

Smart

Efficient

Cyber-

Physical

Papermaking 4.0

Liderança em Inovação

A Indústria 4.0, Big Data ou Internet das Coisas – a interconexão de processos

e comunicação entre máquinas – é o que defi nirá o futuro. Os avanços digitais

estão tornando isso cada vez mais possível, especialmente a internet poderosa

e amplamente acessível. A Voith não só arriscou um olhar para o futuro, mas

já oferece soluções específi cas que estão fazendo o ‘‘Papermaking 4.0’’ uma

realidade hoje.

www.voith.com/paper

Engineered Reliability


E D I T O R I A L

REFERÊNCIA

Celulose & Papel

De olho no futuro

Mahatma Gandhi certa vez afirmou que o futuro

depende daquilo que fazemos no presente.

Essa talvez seja umas das grandes verdades da humanidade:

não se constrói um amanhã promissor

sem um presente sólido. É com isto em mente que

pensamos esta edição da CELULOSE & PAPEL. Nas

próximas páginas trazemos a reportagem sobre uma

tecnologia inovadora lançada pela norte-americana

SYN-FAB, que agora desembarca no Brasil e promete

revolucionar o mercado. Além disso, em nossa

entrevista, falamos sobre sustentabilidade e também

novas tecnologias para a indústria do setor.

Apresentamos ainda a edição de 2016 da Abtcp,

evento que acontece em São Paulo, e refletimos sobre

a participação do setor de papel e embalagens

na indústria de reciclagem. Ótima leitura!

REFERÊNCIA Celulose & Papel

With an eye on the future

Mahatma Gandhi once said that the future depends on

what we do in the present. This is perhaps one of the great

truths of humanity: you can’t build a promising tomorrow

without a solid present. It is with this in mind that we produced

this Issue of CELULOSE & PAPEL. On the following

pages, we bring you the story of a ground breaking technology

launched by the American company, SYN-FAB, which

has now arrived in Brazil and promises to revolutionize the

market. In addition, in our interview, we talk about sustainability

and new technologies for companies in the Sector. We

also provide details about Abtcp 2016, an event held in São

Paulo, as well as reflecting on the role of the paper and packaging

segment in the recycling industry. Pleasant reading!

JOTA COMUNICAÇÃO

Diretor Comercial / Commercial Director: Fábio Alexandre Machado (fabiomachado@revistareferencia.com.br) • Diretor Executivo / Executive Director:

Pedro Bartoski Jr (bartoski@revistareferencia.com.br) • Diretora de Negócios / Business Director: Joseane Knop (joseane@jotacomunicacao.com.br)

EXPEDIENTE

JOTA EDITORA

Diretor Comercial / Commercial Director: Fábio Alexandre Machado (fabiomachado@revistareferencia.com.br) • Diretor Executivo / Executive

Director: Pedro Bartoski Jr (bartoski@revistareferencia.com.br) • Redação / Writing: Rafael Macedo - Editor, Murilo Basso (jornalismo@

revistareferencia.com.br) • Dep. de Criação / Graphic Design: Fabiana Tokarski - Supervisão, Fabiano Mendes, Fernanda Domingues, Fernanda

Maier (criacao@revistareferencia.com.br) • Tradução / Translation: John Wood Moore • Dep. Comercial / Sales Departament: Gerson Penkal

(comercial@revistareferencia.com.br) • Fone: +55 (41) 3333-1023 • Dep. de Assinaturas / Subscription: Monica Kirchner - Coordenação, Alessandra

Reich.

A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL é uma publicação do GRUPO JOTA

Rua Maranhão, 502 Água Verde - Cep: 80610-000 - Curitiba (PR) - Brasil

Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023

www.jotaeditora.com.br

ASSINATURAS

0800 600 2038

Publicações Técnicas da Jota Editora

08

Veículo filiado a:

A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL é uma publicação trimestral

e independente, dirigida aos produtores e consumidores de bens e serviços

em celulose e papel, instituições de pesquisa, estudantes universitários, orgãos

governamentais, ONG’s, entidades de classe e demais públicos, direta e/ou

indiretamente ligados ao segmento. A Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL

não se responsabiliza por conceitos emitidos em matérias, artigos ou colunas

assinadas, por entender serem estes materiais de responsabilidade de seus autores.

A utilização, reprodução, apropriação, armazenamento de banco de dados,

sob qualquer forma ou meio, dos textos, fotos e outras criações intelectuais da

Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL são terminantemente proibidos sem

autorização escrita dos titulares dos direitos autorais, exceto para fins didáticos.

Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL is a quarterly and an independent publication

directed at the producers and consumers of the good and services of the pulp and paper industry,

research institutions, university students, governmental agencies, NGO’s, class and other entities

directly and/or indirectly linked to the segment. Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL does not

hold itself responsible for the concepts contained in the material, articles or columns signed by

others. These are the exclusive responsibility of the authors, themselves. The use, reproduction,

appropriation and databank storage under any form or means of the texts, photographs and

other intellectual property in each publication of Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL is

expressly prohibited without the written authorization of the holders of the authorial rights.


C A R T A S

Capa da Edição 26 da

Revista CELULOSE & PAPEL

Imagem: reprodução Imagem: reprodução

TECNOLOGIA

Por Paulo Alceu - Guarapuava (PR)

As melhores novidades tecnológicas sempre retratadas nas páginas da

CELULOSE & PAPEL. Parabéns à equipe!

ECOLOGICAMENTE CORRETO

Por Alceu Francis - Belo Horizonte (MG)

Os Green Bonds seguem a tendência por um mundo ecologicamente correto

e mais sustentável, como abordado na reportagem da última edição da

CELULOSE & PAPEL.

PARCERIA

Por Elisa Marchesi - Uruguaiana (RS)

Excelente exemplo da Contech, ao buscar parcerias estratégicas para

evoluir produtos e serviços. Ótima reportagem!

CONHECIMENTO

Por Tadeu Muller - Rio Branco (AC)

Parabenizo a equipe pela entrevista com o senhor Francisco Valério, hoje

presidente do Sinpacems (Sindicato das Indústrias de Papel e Celulose de

Mato Grosso do Sul) e uma das grandes referências do setor.

Imagem: reprodução Imagem: reprodução

Leitor, participe de nossas pesquisas online respondendo os e-mails enviados por nossa equipe de jornalismo.

As melhores respostas serão publicadas em CARTAS. Sua opinião é fundamental para a Revista REFERÊNCIA CELULOSE & PAPEL.

revistareferencia@revistareferencia.com.br

10


N O V I D A D E S

Planta de

tissue será

inaugurada

no Peru

Um grupo de investidores da Venezuela

vai inaugurar uma fábrica de conversão

de papel higiênico institucional

no Peru. A fábrica, localizada no bairro

de Chorrillos, em Lima, vai comercializar

o produto tanto na Venezuela quanto no

mercado local. O projeto teve início em

2015, depois da visita dos empresários

venezuelanos à capital peruana. A empresa

vai iniciar suas operações em breve

e a expectativa também é que a unidade

exporte para vários destinos internacionais;

os produtos feitos por ela serão promovidos

pela marca Satine.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Eleições

impulsionam

impressos

A publicidade com materiais impressos

liderou os gastos dos candidatos

na campanha eleitoral 2016, estimados

em R$ 174,5 milhões. Os dados são do

TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e confirmam

expectativa da Abigraf (Associação

Brasileira da Indústria Gráfica): de

acordo com números divulgados pela

entidade, apenas com santinhos foram

gastos cerca de R$ 38 milhões.

12


CALDEIRAS

FLAMOTUBULARES

TECNOTHERM

Gerando energia para o mundo.

LANÇAMENTO

• Caldeira Mista;

• Grelha móvel tipo rotativa refrigerada;

• Capacidade: 10 a 40 ton vapor/h;

• Pressão: 10 a 23 kgf/cm 2 ;

• Baixa emissão de CO;

• Cinzas com baixo teor de carbono;

• Baixa emissão de Nox;

• Maior eficiência / menor consumo

de combustível.

Gerando soluções

tecnológicas de energia

Rua Lilly Bremer, 322 • Bairro Navegantes • Rio do Sul • Santa Catarina | Tel.: (047) 3531-9000

Fax: (047) 3525-1975 | bremer@bremer.com.br • www.bremer.com.br


N O V I D A D E S

MP autoriza

compra de

papel-moeda

no exterior

Produção e

vendas de I&C

aumentam no

1° semestre

Uma medida provisória que autoriza o BC

(Banco Central) a comprar papel-moeda no

exterior para fabricar o dinheiro que circula

no Brasil foi editada pelo presidente Michel

Temer. A MP precisa ser aprovada pelo Congresso,

mas já tem força de lei. Segundo o texto,

o BC pode adquirir papel-moeda e moeda

metálica fabricados por fornecedores estrangeiros.

A entidade, no entanto, deve seguir

o cronograma de cada exercício financeiro e

respeitar as regras do Conselho Monetário Nacional.

A medida estabelece ainda que a falta

de atendimento das matérias-primas por parte

da Casa da Moeda do Brasil caracteriza situação

de emergência para a compra dos materiais

no exterior.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

De acordo com a edição 26° do relatório Cenário

Ibá (Indústrias Brasileira de Árvores), o primeiro

semestre foi positivo para a indústria nacional de

papéis, principalmente no segmento de I&E (Imprimir

e Escrever). O desempenho geral superou o

do ano anterior. A produção nacional total cresceu

0,5% em 2016 ante o primeiro semestre de 2015.

Já a produção de papéis para imprimir e escrever

superou em 0,7% o total do ano anterior. Ela passou

de 1.242 mil t (toneladas) para 1.251 mil t no período

de comparação. Segundo o mesmo relatório, as

vendas domésticas nesse segmento cresceram 1,6%,

enquanto o total teve uma ligeira alta de 0,3%. No

primeiro semestre deste ano, o mercado interno

comprou 2.639 mil t de papéis nacionais, dos quais

719 mil t foram dos tipos destinados à impressão e

escrita. Em 2015, foram 2.631 mil t de vendas domésticas

totais, 708 mil t de I&E.

14


Materiais de alta performance para

aplicações em indústrias de papel

& celulose e outros segmentos

+55 (41) 3281-7100

TUBOS

• Com e sem costura de aço

inoxidável e ligas especiais

(distribuição).

• Schedule, Instrumentação,

Hidráulico e Mecânico.

TUBOS C/ COSTURA

FABRICAÇÃO PRÓPRIA

• Diâmetros: 6,35 a 50,80 mm.

• Espessuras: 0,40 a 2,00 mm.

• Ligas: 304/L - 316/L - 310S - 317 - 321 - 347 - 904L

- 409 - 439 - 444 - Duplex - UNS S31803 - Super Duplex -

UNS S32760. (Demais ligas mediante consulta).

• Aplicação: Trocadores de Calor (TT) - Estrutural, Condução,

Instrumentação e Hidráulico.

• Normas: ASTM.A.249 - 269 - 270 - 554 - 312 - 790.

SOLDAS

FITAS

• Consumíveis e máquinas de solda.

• Processo MIG - TIG e Arco submerso.

• Ligas: em aço inoxidável e ligas especiais -

aço carbono - alumínio - ferrosos e não

ferrosos.

• Fitas em aço inoxidável e ao carbono.

• Ligas: 301 - 304 - 316 - 904L - 430 - UHB20C

(1095) - UHB 716 (420 + 1% Mo).

• Espessuras: 0,10 à 1,50 mm.

• Largura máxima: 310 mm.

* Corte na largura mediante consulta.

Aceitamos

cartão BNDES

R: Bom Jesus de Iguape, 4987 - Boqueirão - Curitiba/PR

cavsteel@cavsteel.com.br | www.cavsteel.com.br


N O V I D A D E S

Livros tradicionais ainda

são mais lidos que digitais

Pesquisa feita pelo Instituto Pew

mostra que os livros impressos ainda

são a forma preferida para ler.

De acordo com o instituto, 65% dos

leitores optaram pelo livro impresso

pelo menos uma vez no último ano

e 38% deles se recusa a ler livros

em qualquer formato digital, como

e-books. Apesar da grande parcela

que não troca o livro impresso por

nada, segundo os pesquisadores, o

smartphone está tornando a leitura

digital mais acessível para a população.

Eles dizem que a leitura se

transformou em um hábito multimodal,

dependendo do formato que se

adapte melhor ao ambiente em que

o leitor está.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Gráficas

produzem mais

A produção das gráficas cresceu. A produção física

do setor, já descontado o padrão sazonal, aumentou

1,5% no segundo trimestre em relação aos primeiros três

meses de 2016, conforme dados divulgados pela Abigraf

(Associação Brasileira da Indústria Gráfica). Os dois indicativos

confirmam a tendência apontada no primeiro

trimestre, quando a atividade no setor recuou apenas

3,8%, em relação a igual período de 2015, ante queda

de 5,7% da indústria de transformação como um todo.

“À luz das surpresas recentes na produção física, estamos

revisando a estimativa de queda este ano de 10%

para 3%. Revisão expressiva e na direção desejada por

todos”, avalia Levi Ceregato, presidente da entidade.

16


Online-PDC-CAP TM

Online Paper-Dryness-Control-Capacitive

Controle Online de Teor Seco do Papel

Se o processo de produção de papel, cartão ou celulose precisa ser otimizado,

é essencial saber exatamente a umidade do papel.

Esta medição de umidade não tem que ser somente ao fim da máquina,

através de sistemas convencionais de medição, mas também em outras

posições importantes ao longo da máquina.

O Online-PDC-CAP TM , com suas várias caracteristicas, é uma ferramenta

eficiente para fabricantes de papel. Esta tecnologia o permite controlar a

eficiência de sua máquina e melhorar a qualidade do papel.

Medição contínua e precisa de teor seco,

valor relativo ou absoluto.

Controle eficiente de vácuo via válvulas

eletrônicas de controle

Redução do consumo de energia para

acionamento de tela e bombas de vácuo

Melhoria da qualidade do papel devido ao

melhor controle de formação

Maior resistência à delaminação para

produtos multimarcas

Redução no uso de amido para

produtos multimarcas

Aumento da vida útil da tela formadora

e dos elementos cerâmicos

Elimina o uso de sensores radioativos


N O V I D A D E S

Fibria eleva

preço de

celulose vendida

para a Ásia

A Fibria, maior produtora de celulose

de eucalipto do mundo, anunciou aumento

de US$ 20 no preço da t (tonelada)

da matéria-prima do papel vendida para

clientes na Ásia. Com isso, o preço da companhia

para a região será de US$ 530 por

t de celulose. A companhia afirmou que

não elevou preços para Europa e América

do Norte, os valores seguem em US$ 710

e 870 a t, respectivamente. A China está

entre os maiores mercados consumidores

de celulose do mundo.

Celulose e

Papel puxam para

cima exportações

no Rio Grande

do Sul

Foto: CELULOSE&PAPEL

Foto: divulgação

As exportações totais no Rio Grande do Sul alcançaram

US$ 1,75 bilhão no último mês, tendo

um incremento de 9,7% em relação ao mesmo período

do ano passado. Os números foram puxados

pelas commodities, que somaram US$ 582 milhões,

tendo um crescimento de 16,4%; e também pela

indústria de transformação, com US$ 1,16 bilhão

(8%). No acumulado do ano entre janeiro e agosto,

as mais fortes perdas na indústria ficaram por conta

de produtos químicos, alimentos e máquinas e equipamentos.

Já o setor de celulose e papel permanece

como destaque positivo, com 173%.

18


TM

Soluções Integradas

Soluções integradas para papel e celulose,

refinarias, sucroacooleiros, mineradoras, geração

de energia e siderurgia.

Filial da Diamond Power International, Inc. (DPII),

líder mundial de Mercado. Diamond Power do

Brasil está no mercado brasileiro há mais de 16

anos.

P Sopradores de fuligem retráteis e fixo

P Controle e diagnóstico de desempenho

de caldeiras

P Transporte, armazenamento e

recuperação de energia cinzas

P Câmeras industriais

P Serviços de campo e instalação completa

P Sistemas de partida e comissionamento

P Peças de reposição e serviços

Serra| ES | Brasil

Tel.: +55 (27) 3328 7900

Vitor Gomes de Melo

Gerência / Comercial

Vitor.melo@diamondpower.com.br

+55 (27) 98146.0099

Denes Sofiatti Longue

Engenharia

denes.longue@diamondpower.com.br

+55 (27) 9814.65238

www.diamondpower.com

Keilla Saturnino

Comercial

keilla.saturnino@diamondpower.com.br

+55 (27) 3328.7900


N O V I D A D E S

Ranking

reconhece

Klabin

A Klabin foi reconhecida pela

revista financeira Institutional

Investor nas categorias Melhor

CEO, com Fabio Schvartsman,

e Melhor Equipe de RI (Registro

de Incorporação) no setor

de Papel e Celulose no ranking

Latin America Executive Team

2016. A companhia, também

foi classificada entre as três melhores

empresas da área nas categorias

Melhor Diretor Financeiro, Melhor Programa de Relações com Investidores, Melhor Profissional de

Relações com Investidores e Melhor Dia do Analista. O ranking é elaborado por meio de pesquisa anual com

mais de 900 investidores e analistas de mercado do Brasil e do exterior. Este ano, no setor de papel e celulose,

a pesquisa foi realizada com 77 investidores e 31 analistas de mercado.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

International Paper

supera metas

A International Paper, líder mundial em fabricação de papéis

para imprimir e escrever e embalagens, acaba de divulgar

o andamento de suas metas globais de sustentabilidade

para 2020, firmadas espontaneamente pela companhia em

2011. Até 2015, a companhia reduziu 18% nas emissões

de poluentes (SOx, NOx, MP), 8% acima da meta, e diminuiu

17% das substâncias destruidoras de oxigênio (DBO)

nas águas residuais das fábricas, 2% acima do esperado para

o final do período. Os dados são do Relatório de Sustentabilidade

2015, que reúne as principais realizações, desafios e

iniciativas da companhia entre 1º de janeiro e 31 de dezembro

do ano passado.


N O V I D A D E S

Foto: divulgação

Eldorado Brasil

estuda

possibilidade

de abertura de

capital

A Eldorado Brasil está se preparando para fazer

uma listagem dupla em uma possível oferta

inicial de ações, na BM&FBovespa em Nova Iorque.

A companhia, dependendo das condições

do mercado local, pode optar, inclusive, por

colocação somente no exterior. “A Bolsa de NY

seria uma vitrine, já que 100% das receitas estão

em dólares”, afirmou o presidente da empresa,

José Carlos Grubisich. O material para o IPO está

em andamento internamente e a intenção é que

ao final do primeiro trimestre de 2017 tudo esteja

pronto. “Queremos estar preparados para, se

houver janela, lançarmos a operação”, afirmou,

acrescentando que a Eldorado já está se preparando

internamente para a emissão, com foco

em governança corporativa.

Celulose

Riograndense tem

99% dos resíduos

reciclados

A Celulose Riograndense é considerada um case de

sucesso em gestão ambiental. Gerencia corretamente os

resíduos gerados no processo de fabricação da celulose;

gera energia própria através da queima dos resíduos;

trata os efluentes. “Essa organização toda nasceu como

valor da empresa desde meados dos anos 80 e em 1996

com a implementação da ISO 14.001, quando se sistematizaram

procedimentos e práticas”, revela o gerente

da Qualidade e Ambiente, Químico Industrial da empresa,

Clovis Zimmer. Como a palavra de ordem é não

gerar passivos ambientais, os resíduos perigosos, que não

podem ser reciclados ou comercializados, são enviados

para coprocessamento, onde são destruídos termicamente.

“Os materiais contaminados com óleo – como

serragem e EPI’s – vão para a unidade de blendagem da

Fundação Proamb. Fomos um dos primeiros contratos

de blendagem da Proamb. Logo que a unidade de Nova

Santa Rita começou a operar enviamos nosso resíduo.

Nós já conhecíamos a história da Proamb, sabíamos o

quanto a empresa é boa e organizada e acabou sendo

um processo natural”, afirma o gerente.

Imagem: reprodução

22


Operando desde 2007 com alta

disponibilidade operacional

Planta de Papel e Celulose

Santa Catarina - Brasil

• Tecnologia de combustão em leito fluidizado borbulhante (BFB)

• Comprovado projeto robusto de alta disponibilidade operacional

• 135.000 kg/h de vapor superaquecido a 470 °C e 63 bar, a partir

da combustão de biomassa com umidade próxima à 60%

Ventiladores, peças e retrofits para o

setor de papel & celulose

Tecnologia:

HPB Ventiladores Ltda.

Rua José Del Roio, 310 - Distrito industrial São João Del Rey

Bairro Uberaba - CEP 12908-844 - Bragança Paulista - SP

Telefone: (11) 4035-2222


N O V I D A D E S

Foto: divulgação

Mercado Editorial

Brasileiro ensaia

recuperação

O Snel (Sindicato Nacional dos Editores de Livros),

em parceria com a Nielsen, divulgou o Painel de Vendas

de Livros no Brasil, com números de 2015 e 2016.

O painel destacou a importância e o crescimento dos

gêneros de não ficção especialista e mostrou ainda que

os títulos de concurso público e medicina & saúde tiveram

aumento de faturamento de 94% e 67% a mais,

respectivamente. No comparativo anual, entre os anos

de 2015 e 2016 (até o mês de agosto), todos os meses

de 2016 tiveram queda no volume, exceto janeiro. O maior saldo negativo foi maio, que teve queda de mais de

30%. Já no comparativo à valor, julho e agosto apresentaram um pequeno acréscimo (de 2,78% e 3,35%), depois

das quedas vindas desde fevereiro.

Fibria está entre as campeãs

do Valor 1000

A Fibria foi escolhida pela segunda vez

como destaque no setor de papel e celulose

do anuário Valor 1000. A empresa

passou da 74ª posição em 2015 para a

56ª este ano no ranking geral, entre as

1000 maiores. A companhia também foi

destaque na lista das 50 maiores da região

sudeste. O ranking é realizado pelo

Valor Econômico em parceria com a Serasa

Experian e o Centro de Estudos em

Finanças da Eaesp/FGV. Nele, são analisados

os mais diversos indicadores, da

receita líquida ao endividamento e crescimento

sustentável.

Foto: divulgação

24


N O V I D A D E S

Redução de

tarifas de

importação

Exportadores brasileiros e importadores americanos

tiveram até 4 de outubro para solicitar

a inclusão de produtos agrícolas na lista do SGP

(Programa Geral de Preferências - sigla em inglês).

O Brasil tem acesso à tarifa zero para 570 produtos

agrícolas, como frutas, lácteos, lentilha, mandioca

e cacau em pó. O SGP concede isenção ou

redução das tarifas de importação para produtos

originários de mercados em desenvolvimento.

Além dos EUA (Estados Unidos da América), vários

outros países possuem esse tipo de programa.

Cada um deles estabelece um esquema distinto,

definindo suas listas de produtos cobertos, além

das tarifas aplicadas com o benefício do programa.

O SGP dos EUA está em vigor desde 1976 e

garante a isenção da cobrança das tarifas de cerca

de 5 mil produtos de 122 países e territórios em

desenvolvimento, inclusive do Brasil.

Nova fábrica da

Klabin faz crescer

o transporte

ferroviário

Foto: divulgação

Foto: divulgação

A parceria entre a Klabin, maior produtora e exportadora

de papéis do Brasil, e a Rumo, maior

empresa concessionária de ferrovias do Brasil, vem

movimentando ainda mais os 200 quilômetros de

trilhos entre a região de Ponta Grossa e o Porto de

Paranaguá, no Paraná. Esse é o corredor ferroviário

mais utilizado no transporte de cargas da região Sul

do País, com tráfego de 14 a 16 trens por dia. No final

de junho, a Klabin inaugurou oficialmente a Unidade

Puma, sua fábrica de celulose em Ortigueira (PR). Os

investimentos para a nova operação somam R$ 8,5

bilhões, incluindo infraestrutura e impostos recuperáveis,

e contemplam uma Unidade Logística de Papel e

Celulose em Paranaguá. A nova fábrica gera cerca de

1,4 mil empregos diretos e indiretos, considerando as

atividades industriais e florestais.

26


WWW.SYNFAB.COM

TECNOLOGIA DE PONTA

AGORA NO BRASIL

O MAIS AVANÇADO, ROBUSTO E ALTAMENTE CONFIÁVEL

O sistema de imagem de alta temperatura da Syn-Fab é o padrão pelo qual os outros são

medidos. Desde 1974, milhares de sistemas de monitoramento de processos de alta

temperatura da Syn-Fab foram instaladas em fábricas de papel e celulose em todo o mundo.

Nós somos especialistas em sistemas para praticamente qualquer aplicação de alta

temperatura com resolução de vídeo e nossos próprios sistemas PYROVIPER de monitoramento

de temperaturas de comprimentos de ondas múltiplos.

Benefícios do sistema incluem:

• Monitoramento de arraste de Particulado (Carryover)

• Aumento das margens de segurança

• Maximização da eficiência e da capacidade

• Redução das paradas

• Limpeza otimizada das caldeiras

• Melhor transferência de calor

• Mínimo acúmulo de sólidos e cinzas

• Melhor controle de queima e chama

• Fluxo de ar e combustão otimizados

• Solução de problemas

• Verificação de alterações no processo

• Auxílio no start-up

• Auxílio na redução da poluição

Desde 1995

REPRESENTANTE OFICIAL NA AMÉRICA LATINA

Av. João XXIII, 1160, Bloco 5 / 6 - Mogi das Cruzes - SP

Fone: +55 11 4762-1344 / +55 11 4728-1554

contato@solutecengenhariabrasil.com.br

www.solutecengenhariabrasil.com.br


P R I N C I P A L

TECNOLOGIA

QUE SE

ADAPTA

SYN-FAB TRAZ AO BRASIL

TECNOLOGIA IDEAL PARA A

INDÚSTRIA DE CELULOSE E PAPEL

28


Durante o período compreendido

entre meados do século XVIII e a

segunda metade do século XIX, a

Europa Ocidental passou por um

processo de transformação econômica

e tecnológica que moldou todo

o destino da sociedade; iniciadas na Inglaterra, essas

transformações assumiram um caráter revolucionário,

dando vida a um conjunto de mudanças conhecidas

como primeira grande Revolução Industrial.

Do ponto de vista prático e econômico, esta Revolução

foi, sobretudo, a passagem de um sistema de

produção agrário e artesanal para outro de cunho industrial.

Porém, é preciso enxergar além e observar

que, neste contexto, surgiam inovações tecnológicas

até então utópicas, como a utilização do vapor como

fonte de energia para acionar as máquinas, em substituição

à energia hidráulica, humana e animal, além

de novas formas de se utilizar as matérias-primas de

origem mineral, que deram impulso à metalurgia e

posteriormente à indústria química.

De qualquer forma, quase meio século depois, o

espírito inovador da indústria permaneceu e hoje está

consolidado em uma sociedade cada vez mais global

e interligada, na qual é preciso inovar diariamente

em busca de soluções tecnológicas que atendam às

demandas de uma indústria que se atualiza a todo o

instante.

PRIMEIROS PASSOS

A SYN-FAB iniciou sua história em 1974, quando

o fundador Rod Kennedy trabalhava como representante

de venda e serviços para a Motorola. No começo,

a função primária da SYN-FAB era ser a fornecedora

exclusiva de câmeras de segurança térmicas e

industriais. Foi quando a oportunidade para inovar,

presente no DNA da empresa desde seus primórdios,

surgiu quase ao acaso e, a partir da grande variedade

de serviços mundiais oferecidos pela Motorola, influenciou

a SYN-FAB a também ser um grande fornecedor

de soluções específicas.

Desde então, a empresa se especializou na criação,

fabricação e serviços relacionados aos sistemas

de câmeras de monitoramento para alta temperatura

e processos industriais, todos disponíveis para utilização

em ambientes hostis, como caldeiras e fornalhas,

sendo o produto ideal para áreas que são muito poluídas,

úmidas ou até mesmo corrosivas para outros

sistemas convencionais. Os benefícios oferecidos pela

tecnologia são inúmeros, como aumento da eficiên-

Technology

that fits every

situation

SYN-FAB INTRODUCES TO BRAZIL A

TECHNOLOGY IDEAL FOR THE PULP

AND PAPER INDUSTRY

D

uring the period from the mid-18th century

to the second half of the 19th century,

Western Europe went through a

process of economic and technological

transformation that shaped the entire

destiny of society; initiated in England, these transformations

assumed a revolutionary character, giving life to a

set of changes known as the first great Industrial Revolution.

Above all, from a practical and economic point

of view, this revolution was the passage of a markedly

agricultural and craft production system to an industrial

oriented one. However, you need to look beyond this

and note that, in this context, technological innovations

appeared utopian, as steam was used as a source of power

to drive the machines, replacing hydraulic, human

and animal power, as well new ways of using raw materials

of mineral origin gave impetus to metallurgy and

later to the chemical industry.

Anyway, almost half a century later, industry’s innovative

spirit remained and today it is consolidated in an

increasingly global and interconnected society, in which

it is necessary to innovate every day in search of technological

solutions that meet the demands of an industry

that is continuously updating itself.

FIRST STEPS

SYN-FAB began in 1974, when founder, Rod Kennedy,

was working as a sales and service representative for

Motorola. At first, the primary function of SYN-FAB was

to be the exclusive supplier of thermal and industrial security

cameras. That’s when the opportunity to innovate,

present in the DNA of the Company since its first steps,

arose almost by chance and, from the wide range of global

services offered by Motorola, influenced SYN-FAB to

also become a major supplier of specific solutions.

Since then, the Company has specialized in the de-

29


P R I N C I P A L

cia, redução de emissões de gases e consumo energético,

além de ampliação das margens de segurança.

“Para nós, é essencial estar focados em desenvolver

soluções segmentadas. Um caso memorável

aconteceu em 2014: uma refinaria de petróleo estava

sendo construída na Arábia Saudita e foram solicitados

36 sistemas individuais de alta temperatura para

os aquecedores de petróleo, similares a uma caldeira.

Foram necessárias montagens especiais e medidas

de segurança específicas para este trabalho e a SYN-

-FAB foi a única empresa capaz de prover isso, aliada

a uma engenharia de ponta e trabalho entregue em

tempo hábil”, explica Marcus Kennedy, presidente da

companhia.

ATENDIMENTO PERSONALIZADO

A SYN-FAB tem controle direto sobre o design,

produção, vendas, serviço e instalação de seus sistemas

de alta temperatura. Em muitos casos, os mesmos

técnicos que montam e testam o equipamento

nas fábricas serão os que irão dar suporte para a instalação

do produto. Muitos dos colaboradores fizeram

carreira na própria empresa e hoje possuem mais de

A SYN-FAB iniciou sua história em 1974, quando seu

fundador Rod Kennedy trabalhava como representante

de venda e serviços para a Motorola

OS BENEFÍCIOS

OFERECIDOS PELA

TECNOLOGIA SÃO

INÚMEROS, COMO

AUMENTO DA EFICIÊNCIA,

REDUÇÃO DE EMISSÕES

DE GASES E CONSUMO

ENERGÉTICO, ALÉM DE

AMPLIAÇÃO DAS MARGENS

DE SEGURANÇA

sign, manufacture and provisions of services related to

high temperature and industrial processes monitoring

camera systems, all available for use in hostile environments,

such as boilers and furnaces, being the ideal product

for areas that are too dirty, wet or even corrosive

for conventional systems. The benefits offered by technology

are numerous, such as increased efficiency, gas

emission and energy consumption reductions, as well as

expansion of safety margins.

“For us, it is essential to be focused on developing

targeted solutions. A memorable case occurred in 2014:

an oil refinery was being built in Saudi Arabia and we

were asked for 36 individual high temperature systems

for oil heaters, similar to that for a boiler. Special assemblies

and specific safety measures for this work were

necessary and SYN-FAB was the only company able to

provide this, combined with state-of-the-art engineering

and work delivered in a timely fashion,” explains Marcus

Kennedy, President of the Company.

PERSONALIZED SERVICE

SYN-FAB has direct control over the design, production,

sales, service and installation of its high temperature

systems. In many cases, the same technicians who

assemble and test the equipment in the factories will

be those who provide support for the installation of the

product. Many of the employees have made their careers

in-house and today have more than two decades of

experience in the services and products.

“We have an outstanding relationship with our customers.

Industrial processes and high temperature mo-

30


duas décadas de experiência em serviços e produtos.

“Temos um relacionamento excepcional com nossos

clientes. Processos industriais e de monitoramento

de alta temperatura são nossa única linha de trabalho;

portanto, nossa vivência consiste diretamente

no sucesso dos nossos produtos. Quando se contata

a SYN-FAB, está em contato direto não apenas com

o nosso comercial e assistência técnica, mas também

com a diretoria e gerentes da empresa”, garante Marcus.

Uma vez estabelecido o negócio, a SYN-FAB se

compromete a dar o suporte ao equipamento e às

necessidades futuras do cliente. Esta, no entanto, não

é uma postura recente, mas sim que acompanha a

empresa há muito tempo. Durante os anos 90, por

exemplo, houve uma mudança na estrutura de negócios

da indústria de papel na América do Norte:

devido às crescentes regulações ambientais nos EUA

(Estados Unidos da América) – e também ao crescimento

exponencial na demanda de produtos para a

Ásia – a maioria das companhias norte-americanas investiu

em novas unidades na China. Acompanhando

esta tendência do mercado, a SYN-FAB estabeleceu

uma unidade de vendas e serviços em Xangai e agora

atende uma parcela significativa de mercado na indústria

chinesa.

O sistema é ideal para áreas que são muito poluídas,

úmidas ou até mesmo corrosivas para outros sistemas

convencionais

TECNOLOGIAS ADAPTÁVEIS

A SYN-FAB tem desenvolvedores de software alinhados

constantemente à equipe de engenharia e

desenvolvimento. Os desenvolvedores também são

exigidos para fazer visitas em campo, para testemunhar

e compreender o ambiente em que o software

será utilizado.

“Como resultado, damos muita atenção ao contexto

em que os equipamentos estão. Isso, ao contrário

do que fazem os concorrentes - utilizando softwares

que não consideram o ambiente nem o contexto

para que são destinados - dá ao nosso software Pyro-

-Viper-HD uma grande vantagem”, comenta Kennedy.

“Já os sistemas SF12 contém 50% menos partes

que outros sistemas concorrentes e, portanto, são

mais fáceis e baratos de manter, consequentemente

sendo também mais duráveis”, complementa.

Um dos principais diferencias da SYN-FAB está

nestas duas variáveis: adaptabilidade e personalização.

Cada caso é estudado individualmente e a tecnologia

será adequada àquela realidade; enquanto

grande parte da concorrência oferece câmeras conitoring

are our only line of work; so our livelihood is

directly related to the success of our products. When

you contact SYN-FAB, it is in direct contact not only with

our sales and technical assistance areas, but also with

Company directors and managers,” explains Company

President Kennedy.

Once a sale has been established, SYN-FAB undertakes

to provide support for the equipment and the future

needs of the customer. This, however, is not a recent

stance, and those who have followed the Company for

a long time can attest to this. During the 90’s, for example,

there was a change in the business structure of the

paper industry in North America: due to growing environmental

regulations in the United States – and also

to the exponential growth in demand for Asia – where

most American companies invested in new units in China.

Following this market trend, SYN-FAB has established

a sales and service unit in Shanghai and now caters to a

significant portion of the Chinese industry market.

ADAPTIVE TECHNOLOGIES

SYN-FAB has software developers constantly working

with the engineering and development team. The developers

are required to make field visits, to see and understand

the environment in which the software will be

used.

“As a result, we pay much attention to the context

in which the equipment is being used. This, unlike the

competitors – using software that does not consider the

environment or context in which it is intended for use

31


P R I N C I P A L

merciais, inicialmente desenvolvidas para segurança

e vigilância e posteriormente adaptadas para o serviço

industrial, a SYN-FAB desenvolve especificamente

sistemas para ambientes quentes e hostis, em volta

de caldeiras e fornalhas. “Desenvolvemos todas as

nossas lentes para o uso em caldeiras e fornalhas. Os

componentes ópticos internos são produzidos com

materiais similares aos da Nasa, para alta temperatura

e ambientes espaciais hostis”, reforça Marcus.

“Utilizamos o sistema há 10 meses. A SYN-FAB

nos dá todo o suporte necessário e, em todos este período,

não precisamos realizar nenhuma manutenção

corretiva”, comenta Stephanie Taylor, da International

Paper. Outro a elogiar o sistema é Douglas Tomison,

da Gemma Power. “A SYN-FAB trabalha de maneira

excelente, recomendamos tanto eles como empresa,

como seu sistema.”

DE OLHO NO FUTURO

O Sistema SF12MP PIII fornecido pela SYN-FAB

é o que há de mais avançado e essencial no serviço

de monitoramento de alta temperatura em caldeira e

fornalha. “Este sistema representa o ápice de muitos

anos de experiência e desenvolvimento para prover

aos nossos clientes um sistema praticamente indestrutível,

que fornece excelentes imagens nas situações

mais exigentes”, diz Marcus.

Trata-se de um sistema modular que possui diversas

variações, o tornando aceitável para um grande

espectro de exigências e aplicações. “O design mecânico

e sua durabilidade fazem jus à sofisticação e

performance dos seus componentes ópticos e eletrônicos”,

completa.

UM NOVO MERCADO

Ao desembarcar no Brasil, a SYN-FAB buscou a

Solutec Engenharia Industrial, empresa capaz de

atender às indústrias nos segmentos de Celulose e

Papel, Química e Petroquímica, Mineração e Siderurgia,

Alimentos e Bebidas e Energia e Utilidades, para

assumir a representação de vendas da linha de produtos

SYN-FAB para o Brasil e todos os demais países

da América Latina. Com seus 20 anos de atuação no

mercado, e contando com uma equipe de especialistas,

todos com mais de 30 anos de experiência, a

Solutec Engenharia Industrial assegura soluções e resultados

em engenharia multidisciplinar de processos

industriais, detalhamento de projetos, e análise de

processos para redução de custos em energia.

– leads to our Pyro-Viper-HD software having a big advantage,”

comments Company President Kennedy. “The

SF12 systems contains 50% fewer parts than other competing

systems and, therefore, are easier and cheaper to

maintain, leading to being more durable too,” he adds.

One of the main differences of SYN-FAB is in two variables:

adaptability and customization. Each case is studied

individually and the technology is adapted to that

reality. While much of the competition offers commercial

cameras, initially developed for security and surveillance,

and later adapted to the industrial service, SYN-FAB

specifically develops systems for hot and hostile environments

such as those found around boilers and furnaces.

“We develop all our lenses so that they can be used in

boilers and furnaces. The internal optical components

are produced with materials similar to those used by

Nasa for high temperature and hostile space environments,”

reiterates Company President Kennedy.

“We have used the system for 10 months. SYN-FAB

has provided us with all the support necessary and, in all

this time, we have not needed to perform any corrective

maintenance,” says Stephanie Taylor from International

Paper. Another to praise the system is Douglas Tomison

from Gemma Power. “SYN-FAB has shown excellence in

their work, and we recommend them both as a company

and for their system”

WITH AN EYE ON THE FUTURE

The SF12MP PIII System provided by SYN-FAB is the

most advanced and is essential in high temperature monitoring

services for boilers and furnaces. “This system

represents the culmination of many years of experience

and development in supplying our customers with a

virtually indestructible system that can provide excellent

images in the most demanding situations,” says Company

President Kennedy.

It is a modular system that has several variations,

making it acceptable in a broad spectrum of requirements

and applications. “The mechanical design and

its durability are representative of the sophistication and

performance of its optical and electronic components,”

he adds.

A NEW MARKET

Upon arriving in Brazil, SYN-FAB sought out Solutec

Engenharia Industrial, a company which meets the

needs of companies in the pulp and paper, chemical

and petrochemical, mining and metallurgy, food and

beverage, and energy and utilities segments, as sales re-

32


A SYN-FAB TRAZ AO BRASIL,

ALÉM DE PRODUTOS

COM QUALIDADE

INQUESTIONÁVEL,

QUATRO DÉCADAS DE

EXPERIÊNCIA GLOBAL

A empresa se especializou na criação, fabricação e serviços

relacionados aos sistemas de câmeras de monitoramento

para alta temperatura e processos industriais

“Identificamos as aplicações das câmeras especiais

da SYN-FAB como ideais principalmente para

Caldeiras de Recuperação Química, Caldeiras de

Biomassa e Fornos de Cal, entre outras”, explica Roberto

Vieira, engenheiro e diretor técnico da Solutec

Engenharia Industrial.

“Visamos a divulgação no Brasil tanto dos produtos,

que são de alta performance, como da tecnologia

dos sistemas de monitoramento de processos. Também

damos destaque à qualidade do atendimento

nos critérios técnicos de engenharia das instalações

desses equipamentos, bem como assistência à implantação

para assegurar a performance operacional

dos mesmos e de pós venda. Conscientizamos os

clientes não apenas da alta qualidade dos produtos,

mas também da engenharia aplicada na solução dos

problemas específicos em cada caso”, completa.

Já a SYN-FAB traz ao país, além de produtos com

qualidade inquestionável, quatro décadas de experiência

global, o que reforça seu preparo para atender

circunstâncias inéditas em território brasileiro e o

know-how em sistemas que atendam e se adaptem à

qualquer parte do mundo.

“Muitos projetos no Brasil podem ser realizados

em áreas remotas e com suporte limitado, então nossos

produtos que exigem pouca manutenção e são

resistentes a ambientes não tão favoráveis devem ser,

sem dúvida alguma, extremamente competitivos no

mercado”, conclui Marcus.

presentative for the SYN-FAB product line in Brazil and

all other countries in Latin America. With its 20 years of

experience in the market, and with a team of experts, all

with more than 30 years of experience, Solutec Engenharia

Industrial ensures solutions and results in industrial

process multidisciplinary engineering, project detailing,

and process analysis for reduction of energy costs.

“We have identified applications where the use of

SYN-FAB special cameras is ideal, mainly in chemical recovery

boilers, biomass boilers and furnaces, amongst

others,” explains Roberto Vieira, an Engineer and Technical

Director of Solutec Engenharia Industrial.

“We aim to disseminate the knowledge of both the

products, which are high-performance, as well as the

technology of process monitoring systems throughout

Brazil. We also highlight the quality in meeting the engineering

technical criteria of such equipment, as well as

installation and after sale assistance to ensure the operational

performance of the same. We make customers

aware not only of the high quality products but also of

the engineering applied in the solution of specific problems

in each case,” he adds.

SYN-FAB brings to Brazil, in addition to products

with unquestionable quality, four decades of global experience,

which reinforces its preparation in meeting any

unprecedented circumstances incurred in Brazil, and the

know-how in systems that meet and can be adapted to

needs in any part of the world. “We have become aware

of are many projects in Brazil that are in remote areas

and with limited available support, so our products

that require little maintenance and are resistant to not-

-so-favorable environments must be, without a doubt,

extremely competitive in the market,” concludes the

Company President.

33


A V A N Ç O S E T E C N O L O G I A

Tecnologia

que evolui

Para alguns teóricos, tecnologia pode ser definida como a soma de um

dispositivo, das suas aplicações, contextos sociais de uso e arranjos sociais

e organizacionais que se constituem ao seu redor. Outros, porém,

limitam ao conceito da tecnologia como extensão da atividade humana,

integrando a interação entre o homem e a máquina, em que a segunda

funciona como elemento de cooperação. De uma forma geral podemos

defini-la como elementos que ampliam a atuação humana no planeta, fazendo com

que ambos evoluam em conjunto. Para esta edição da CELULOSE & PAPEL, selecionamos

inovações que corroboram este pensamento. Confira:

Evolving technology

F

or some theorists, technology can be defined as the whole of a device, its applications,

the social contexts of its use, and the social and organizational arrangements that are

constituted around it. However, others limit the concept of technology as an extension

of human activity, including the interaction between man and machine, and it is in this

that it functions as an element of cooperation. In general, we can define it as elements that extend

human activity on the planet, allowing both evolve together. In this Issue of CELULOSE & PAPEL, we

selected innovations that corroborate with this thought. Check them out:

34


Voith Paper fornece

nova máquina tissue

A Little Rapids Corporation, produtora norte-americana

de papéis especiais e tissue, assinou

o contrato com a Voith Paper no Brasil

para a aquisição de uma nova máquina de papel

tissue, que substituirá a PM3 existente na

fábrica em Shawano, no Estado de Wisconsin

(EUA). Com esse projeto, além de melhorar significativamente

a qualidade do papel fabricado,

a Little Rapids aumentará a capacidade de produção

da planta, uma vez que a nova máquina

poderá produzir 119 ADt/dia, a uma velocidade

de 1830 m/min (metros por minuto). Com

exceção do cilindro Yankee existente, que será

reaproveitado, todos os demais equipamentos

da nova máquina serão novos, baseados no

modelo VTM3 da Voith. O escopo de fornecimento

da Voith para esse projeto, além da nova

máquina e seus auxiliares, inclui sistema de preparação

de massa e Approach Flow; caixa de

vapor; capota a gás; sistema de eliminação de

neblina e de redução de pó; sistemas de automação

MCS/DCS e serviços de campo. A execução

do projeto começa no início do segundo

semestre deste ano e o start up da máquina está

previsto para o final de 2017.

Voith Paper provides

a new tissue machine

Little Rapids Corporation, an American specialty

and tissue paper producer, signed a contract with

Voith Paper in Brazil for the acquisition of a new tissue

machine, which will replace the existing PM3 in the

Shawano, Wisconsin factory. With this project, in addition

to significantly improving the quality of the paper

produced, Little Rapids will increase the production

capacity of the plant, as the new machine can produce

119 mt/day, at 1830 m/min. With the exception of the

existing Yankee cylinder that will be reused, all other

equipment of the machine will be new, based on the

Voith VTM3 model. The scope for the Voith supply for

this project, in addition to the new machine and its

auxiliaries, includes a pulp slurry preparation and approach

flow system; steam box; gas hood; mist and

dust removal system; MCS/DCS automation systems;

and, field services. Project execution started at the beginning

of the second half of this year and machinery

start-up is forecast for the end of 2017.

Foto: divulgação

35


A V A N Ç O S E T E C N O L O G I A

Embalagem

ecologicamente correta

A Stora Enso lançou um novo tipo de papelão,

o CKB Nude by Stora Enso, na feira FachPack, realizada

de 27 a 29 de setembro em Nuremberg,

Alemanha. O novo produto é projetado para atender

a demanda do mercado consumidor por materiais

reciclados, reutilizados e sustentáveis com

aparência e textura natural. Com alta durabilidade,

leveza e qualidade de conversão e impressão,

o CKB Nude se adapta a uma grande variedade de

usos, de embalagens de alimentos a bebidas, cosméticos

e produtos do mercado de luxo. “Produzido

a partir de fibra virgem, o CKB Nude é uma

opção segura não apenas para embalagens de alimentos,

mas também uma grande gama de produtos.

Por ser um papelão marrom sem revestimento,

o CKB Nude tem um apelo visual para clientes

que preferem produtos naturais e sustentáveis”,

explica Essi Lauri, Gerente de Produtos da Stora

Enso. O CKB Nude é feito com fibra 100% virgem

em um processo de produção altamente controlado,

sem adição de revestimento químico, o que

garante segurança para o uso em embalagens de

alimentos. Essa possibilidade aumenta o valor de

mercado do produto, alinhado ao aumento da demanda

de práticas de segurança na manipulação

de bens ligados à indústria alimentícia.

Eco-friendly

packaging

Stora Enso launched a new type of cardboard, CKB

Nude by Stora Enso, at the FachPack Fair, held this year

from September 27 to 29 in Nuremberg, Germany. The

new product is designed to meet the demand of the consumer

market for renewable, recyclable and sustainable

materials with a natural appearance and texture. With

high durability, light weight, and converting and printing

quality, CKB Nude adapts to a wide range of uses, from

food packaging to that for beverages, cosmetics and luxury

items. “Made from pure virgin fiber, CKB Nude is a safe

choice not only for food packaging, but also for many other

products. As an uncoated brown cardboard, CKB Nude

has an eye-catching appeal to customers who favor natural

and sustainable products,” explains Essi Lauri, Product

Manager at Stora Enso. CKB Nude is made from 100%

virgin fiber, in a highly controlled production process without

the addition of coating chemicals, ensuring safety in

use for food packaging. This leads to an increased market

value for the product, as there is a growing demand for

product safety practices in the handling of goods related

to the food industry.

Foto: divulgação

36


VU – Peso Seco e Densidade

aparente do cavaco IN LINE

Na fabricação de celulose

e no consumo da Caldeira.

UMIPAPER

Medidor de umidade em qualquer

setor da máquina de papel.

Informação da umidade medida em tempo real.

Economia na compra

de Aparas e Biomassa

Medidor de Umidade M75

Medidor de Umidade M65 UMIAPARAS

Rua Piauí, 1072 – Parolin/ Curitiba PR

www.marrari.com.br

| +55 (41) 3332-9393 |

vendas@marrari.com.br


I N F O R M A T I V O

IBS

PAPER PERFORMANCE GROUP

Nova Diretoria & Abtcp 2016

AIBS Paper Performance Group, empresa

austríaca fundada em 1967 no

coração da Estíria, presente no Brasil

desde de 2007, na cidade de Americana

(SP), que atua com produtos,

serviços e desenvolvimento de soluções

tecnológicas de acordo com as necessidades

da indústria de celulose e papel, apresenta seu

novo diretor de Tecnologia e Vendas, engenheiro

Vanderlei Santos Silva, responsável pelo mercado

brasileiro e sul-americano.

O novo diretor da IBS do Brasil atua há 30 anos

no segmento de papel e celulose, sendo que nos

últimos cinco esteve na matriz austríaca, responsável

global por engenharia de aplicação com foco

no desenvolvimento de novos produtos e tecnologia

de formação do papel, assim como otimização

de processo, visando redução no consumo de

energia e aumento de produtividade.

A IBS PPG estará presente no Congresso Anual

de Celulose e Papel/2016, promovido pela Abtcp

(Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel).

Durante o evento, a IBS irá apresentar ao mercado

brasileiro as inovações tecnológicas, com resultados

já comprovados no mercado mundial. Tecnologias

inovadoras em soluções de sistemas.

Dentre estas recentes tecnologias destacam-se

equipamentos para preparação de massa, formação

da folha de papel, sistemas de monitoramento

e controle de processo, assim como dispositivos

que visam maior segurança operacional e melhoria

no desempenho da máquina de papel.

Além destas tecnologias, a IBS conta com uma

linha completa de produtos e soluções exclusivas

para o mercado de celulose e papel, que vão desde

sistemas de desaguamento, tecnologia comprovada

mundialmente, controle automático de vácuo,

guias e tensores de telas e feltros, os conhecidos

sistemas turn-up e recentemente, com a aquisição

da PMS e da PaperTech, soluções em chuveiros

de alta pressão e pichaços com bicos em rubi, e

também, câmeras de inspeção e monitoramento

de processo.

“Estrategicamente localizada em Americana a

IBS PPG atende ao mercado de papel e celulose

em toda sua linha de produtos e serviços”, pontua

Vanderlei.

No Brasil, a IBS também realiza o Programa de

Manutenção Preventiva e corretiva em seus produtos,

fundamental para manter a máxima performance,

com redução de custos e retorno de investimentos.

“A IBS PPG, ao longo de sua história

de sucesso, vem adquirindo novas empresas, reconhecidamente

líderes mundiais em seus produtos,

visando aumentar seu portfólio de produtos e serviços,

e assim atender a demanda de seus clientes”,

finaliza Vanderlei Santos Silva.

38

Engenheiro Vanderlei Santos Silva

Diretor de Tecnologia e Vendas

Foto: divulgação


A R T I G O

Perspectivas para a

geração de excedentes

de energia elétrica no

segmento de papel

e celulose com a

utilização de sistemas de

gaseificação/turbina a gás

Prospects for generating electric

power surpluses in the pulp and paper

segment with the use of gasification/gas

turbine systems

Por Sílvia Maria Stortini González Velázquez

Doutora em Energia pela USP (Universidade de São Paulo)

Ph.D. in Energy, University of São Paulo (USP)

40


Foto: divulgação

As vantagens estratégicas, econômicas,

sociais e ambientais da geração

de eletricidade a partir de biomassa

já são amplamente conhecidas, bem

como o enorme potencial existente

no país (Cenbio, 2001) (mais de

4.000 MW somente no setor sucroalcooleiro, além

do setor arrozeiro, de papel e celulose, entre outros).

As perspectivas para a geração a partir de biomassa

ficaram mais positivas, desde abril de 2002,

com a Lei Nº 10.438 – Proinfa – Programa de Incentivo

às Fontes Alternativas de Energia Elétrica

(MME, 2003) e com o Programa para Apoio Financeiro

a Investimentos em Energia do Bndes (Banco

Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social),

que estendeu as condições do Programa de

Cogeração de Energia Elétrica a partir de Resíduos

T

he strategic, economic, social and environmental

advantages from electricity

generation using biomass are already

widely known, as well as the enormous

potential that exists within the Country

(Cenbio, 2001) (more than 4,000 MW just in the

sugar-ethanol sector, in addition to the rice producing,

and pulp and paper sectors, amongst others).

The prospects for the generation from biomass

became more positive, starting in April 2002, with

the introduction of Law No. 10,438 - Incentive

Program to Alternative Sources for Electric Energy

(Proinfa) (MME, 2003) and with the Program for Financial

Support to Investments in Energy from the

National Economic and Social Development Bank

(Bndes), which extended the terms of the Program

for Electric Energy Cogeneration from Sugarcane Residues

for the financing of the construction of the

41


A R T I G O

da Cana-de-Açúcar para o financiamento de empreendimentos

de cogeração de energia a partir

de resíduos de biomassa em geral (Bndes, 2003).

Entretanto, apesar destas medidas de incentivo,

com resultados positivos já sendo verificados

(como o crescimento das novas unidades de cogeração

com cana-de-açúcar no Estado de São

Paulo), não há políticas para incrementar a autogeração

nos setores onde não ocorre a auto-suficiência,

como no caso do segmento de papel e

celulose.

O segmento de papel e celulose está incluído

entre os mais energo-intensivos do setor industrial

e entre os maiores consumidores de biomassa,

apresentando perfil energético adequado aos processos

mais eficientes de cogeração.

As indústrias de celulose e integradas geram

grande parte da energia que consomem a partir de

subprodutos do processo (lenha, cascas, resíduos

florestais e lixívia), mas ainda não são auto-suficientes.

Algumas indústrias de celulose, hoje, são

auto-suficientes e já vendem excedentes, como o

caso da Cenibra - Celulose Nipo-Brasileira S.A., no

Estado de Minas Gerais, e da Aracruz – Unidade

Barra do Riacho (informação pessoal).

Por outro lado, apesar de estar superada a crise

energética de 2001, persistem os problemas de falta

de confiabilidade da transmissão e distribuição

de energia elétrica. Por isso, continuam relevantes

as vantagens para que os setores industriais possam

garantir o seu suprimento, sem risco de interrupção.

A introdução de novas (e mais eficientes)

tecnologias corresponde, portanto, a importante

melhoria, permitindo maior participação do setor

privado na geração de eletricidade e colaborando

para a solução de alguns problemas que são postos

em questão neste trabalho.

Neste contexto, estas tecnologias mais eficientes

permitiriam o aumento da geração de energia

nas plantas do segmento de papel e celulose, colaborando

para maior flexibilidade na matriz energética

brasileira, em particular pela opção de gerenciamento

por parte da demanda (Demand Side

Management).

Assim, este trabalho tem por objetivo, em continuidade

à dissertação de mestrado, analisar técnica,

econômica e ambientalmente a cogeração

de energia para o segmento de papel e celulose, a

power plants for cogeneration from biomass waste

in general (Bndes, 2003).

However, despite these incentives already demonstrating

positive results (such as the growth of

new cogeneration units using sugarcane in the State

of São Paulo), there are no policies as to providing

incentives for sectors to increase self-generation

where it is not for self-sufficiency, as in the case in

the pulp and paper segment.

The pulp and paper segment is included amongst

the most energy-intensive industries and amongst

the largest consumers of biomass in the industrial

sector, having an energy profile very much suited to

more efficient cogeneration processes.

Pulp and integrated industries generate a large

part of the energy that they consume from by-products

of their processes (wood, bark, forest residues

and black liquor), but all are not yet self-sufficient.

Those pulp producers that are self-sufficient, today,

sell surpluses, as in the case for Celulose Nipo-Brasileira

S.A. (Cenibra), in the State of Minas Gerais,

and Aracruz - Barra do Riacho Unit (personal information).

On the other hand, despite having overcome

the 2001 energy crisis, the lack of reliability problems

still persist in electricity transmission and

distribution. As such, relevant advantages continue

for those industrial segments that can ensure their

own supply, without risk of interruption. Therefore,

any introduction of new (and more efficient) technologies

can lead to major improvements, allowing

greater private sector participation in electricity generation

and contributing to the solution of some of

the problems that are raised in this work.

In this context, these more efficient technologies

would make it possible to increase the power generation

in pulp and paper segment plants, contributing

to greater flexibility in the Brazilian energy matrix,

in particular using Demand Side Management.

Thus, in continuation of the work for the Master’s

dissertation, this work has the objective to analyze

technically, economically and environmentally energy

cogeneration by the pulp and paper segment, as

to more efficient technologies (still under development),

such as biomass and black liquor gasification,

studied in depth in Berglin, Persson and Berntsson

(1996), Consonni, Larson and Berglin (1997), Kiiskilä

et al. (1993) Larson (1990), Larson (1991), Larson,

42


partir de tecnologias mais eficientes (ainda em desenvolvimento),

como a gaseificação de biomassa

e da lixívia, estudadas com profundidade em Berglin,

Persson e Berntsson (1996), Consonni, Larson

e Berglin (1997), Kiiskilä et al. (1993), Larson

(1990), Larson (1991), Larson, Consonni e Katofsky

(2003), Larson, Kreutz e Consonni (1997), Larson

et al. (2000), Näsholm e Westermark (1997),

Walter (1998), apontando perspectivas promissoras.

Entretanto, em 2006, o processo de gaseificação

de biomassa e de lixívia em escala maior ainda

está em vias de se concretizar, como é analisado

nesta tese.

As indústrias de celulose e as integradas utilizam

como combustível nas caldeiras, para a geração de

vapor, lenha e óleo combustível, além dos subprodutos

de processo (lixívia e resíduos de madeira).

Este vapor além de ser necessário ao processo de

fabricação de papel e celulose, é também utilizado

para produção de energia elétrica, por meio

Consonni and Katofsky (2003), Larson, Kreutz and

Consonni (1997), Larson et al. (2000), Näsholm and

Westermark (1997), and Walter (1998), and pointing

out promising prospects. However, in 2006,

the biomass and black liquor gasification process

on a larger scale still has yet to be achieved, as is

analyzed in this thesis.

The pulp and integrated producers use firewood

and fuel oil, as fuel in boilers for steam generation,

in addition to the process by-products (black liquor

and timber wastes). This steam, necessary in the

pulp and paper manufacturing process, is also used

for electric power production, by means of cogeneration.

With a more efficient biomass and black

liquor use, an interesting possibility arises for the

segment in view of economic and environmental

advantages, as well as using any surplus electricity

being generated to be sold to distributors or third

parties.

It has been noted, as in the case of the sugar-

INDISCUTIVELMENTE LÍDER EM PICADORES

Lançamento PICADOR PFP 500X800 VERSATILLE

A PLANALTO lidera a fabricação de PICADORES

FLORESTAIS NO BRASIL e possui a mais avançada

tecnologia. Os PICADORES FLORESTAIS PLANALTO

são fabricados em diversos tamanhos e modelos. Por

serem Máquinas que trabalham em terrenos dobrados,

possuem rodados tandem, são rebocados por trator, pá

carregadeira ou escavadeiras, com isso facilita o manejo

dentro da floresta. São equipados com rotores de facas

segmentadas ou facas inteiras, vindo ao encontro das

necessidades do cliente.

www.planaltopicadores.com.br

Rod. BR 282 - Km 346 | Distrito de Macrozona de Expansão Urbana

Campos Novos - SC | CEP 89620-000 - Cx. Postal: 32

Tel/Fax: (49) 3541-7400 | comercial@planaltopicadores.com.br


A R T I G O

da cogeração. Com a utilização mais eficiente da

biomassa e da lixívia, surge uma possibilidade interessante

para o segmento, em vista das vantagens

econômicas e ambientais, e havendo excedente

de eletricidade gerada, esta pode ser vendida às

concessionárias ou a terceiros.

Tem-se observado, a exemplo do setor sucroalcooleiro

(Brighenti, 2003; Coelho, 1992; Paletta,

2004; Walter, 1994; Zylberstajn; Coelho 1992),

que apesar das vantagens para os setores envolvidos

e dos benefícios ambientais aportados, a cogeração

ainda encontra barreiras, principalmente

não tecnológicas, impedindo sua implementação

em larga escala (Coelho, 1999).

Por outro lado, o Brasil vem sofrendo as consequências

das situações críticas pelas quais o setor

elétrico tem passado nos últimos anos, que culminou

em 2001 com o racionamento de energia. As

condições impostas pelo racionamento, reforçadas

pelo aumento da tarifa e associadas às condições

econômicas do país, retardaram a retomada do

crescimento do consumo de energia elétrica, na

época após a crise.

A partir das previsões de reaquecimento da

economia, foi evidenciada a expectativa de crescimento

do consumo, porém não havia certeza do

crescimento da oferta tornando-se clara a necessidade

de implementação de novos projetos de

geração de energia. Foram, então, introduzidas

novas regras para o setor elétrico e nelas pôde-se

observar perspectivas mais promissoras para a geração

de eletricidade com biomassa.

A tecnologia para geração de eletricidade e vapor

de processo em uso, hoje, nas indústrias de

papel e celulose baseia-se nas caldeiras de recuperação

Tomlinson, onde é queimada a lixívia, e nas

caldeiras de biomassa (em um sistema de potência

a vapor), alimentadas pelos resíduos do processo

(cascas, lenha, cavacos), que atendem à demanda

térmica da planta e parte da demanda elétrica; o

restante é adquirido das concessionárias de energia

elétrica. Já se utiliza caldeiras de maior pressão

(50, 60 bar), obrigatórias pela pressão mais elevada

das caldeiras de recuperação.

Entretanto, a gaseificação da lixívia, que é a

tecnologia com perspectivas futuras para substituir

as caldeiras Tomlinson, ainda está em fase de desenvolvimento

merecendo maior atenção por to-

-alcohol sector (Brighenti, 2003; Coelho, 1992; Paletta,

2004; Walter, 1994; Zylberstajn and Coelho,

1992), that despite the advantages to the sectors

involved and the noted environmental benefits, there

remain mainly non technological barriers to cogeneration,

preventing its full-scale implementation

(Coelho, 1999).

On the other hand, Brazil has been suffering

the consequences of the critical situations that the

electricity sector has gone through in recent years,

which culminated in 2001 with energy rationing.

The conditions imposed by rationing, reinforced by

increases in tariffs and associated with the economic

conditions of the Country, have slowed the post crisis

return to growth in electric power consumption.

From the predictions for an economic turnaround,

consumption growth is also expected to resumed,

but there was no certainty of supply growth,

leading to the clear necessity for the implementation

of new energy generation projects. Thus, new rules

for the electricity sector were introduced in which

more promising prospects for generating electricity

using biomass could be noted.

The technology for generating electricity and

process steam in use today, in the pulp and paper

industry, is based on Tomlinson recovery boilers,

where black liquor is burned, and on biomass boilers

(steam power system), fed by the process waste

(bark, firewood, wood chips), that meet the thermal

demand of the plant and part of the electric

energy demand; the remainder is purchased from

electric utilities. The boilers are already using higher

pressures (50, 60 bar) due to higher pressure in the

recovery boilers.

However, the future prospects are in the use of

black liquor gasification technology to replace the

Tomlinson boilers, but this is still in the development

stage deserving greater attention due to all the advantages

it presents.

Amongst the thermodynamic advantages, when

compared to the Tomlinson recovery boiler with

black liquor gasification technology, is that it allows

the use of gas turbines, obtaining process temperatures

in the thermodynamic cycle working fluid (in

the gas turbine) much higher than those obtained

in the recovery boiler (500 °C). The gases produced

in the combustion chamber of the gas turbine

reach flame temperatures of around 1000 °C, so in

44


das as vantagens que apresenta.

Entre as vantagens termodinâmicas, quando

se compara a caldeira de recuperação Tomlinson

com a tecnologia de gaseificação de lixívia, está o

fato de o gaseificador permitir o uso de turbinas a

gás, obtendo-se temperaturas de processo no fluido

de trabalho do ciclo termodinâmico (na turbina

a gás) muito mais altas do que as que se obtém na

caldeira de recuperação (500 ºC). Os gases produzidos

na câmara de combustão da turbina a gás

apresentam temperatura de chama em torno de

1000 ºC o que, em relação ao sistema a vapor,

proporciona uma eficiência maior na conversão

de energia. Do ponto de vista da 1ª Lei da Termodinâmica,

a caldeira de recuperação é muito

eficiente (eficiência de queima do combustível de

90 a 95%)5, pois a queima da lixívia na caldeira

de recuperação Tomlinson pode ocorrer a 1200

ºC, porém o vapor que será alimentado na turbina

a vapor, está somente a 500-550 ºC. Entretanto, o

gás proveniente da gaseificação, depois de queimado,

é alimentado na turbina a gás a mais de

1000 ºC.

Deve-se observar que a tecnologia utilizada

deverá atender totalmente à demanda térmica e

parcial ou totalmente à demanda elétrica da planta.

A demanda térmica é relativamente rígida, pois

é função do volume de produção de papel e celulose,

o processo que fornece o combustível (lixívia,

cascas e cavacos associados à matéria-prima).

Se, eventualmente, o processo de cogeração caminhar

no sentido de obter eficiências muito elevadas

(com a utilização de pressões muito altas,

por exemplo), a demanda específica de vapor para

produzir a eletricidade necessária poderá ficar reduzida

a ponto de provocar um déficit de vapor

para o processo.

Assim, a contribuição do presente estudo é

analisar técnica, econômica e ambientalmente a

utilização de tecnologias mais eficientes, dentro

de uma política adequada de incentivo à cogeração

no segmento de papel e celulose, para que

ele atinja a auto-suficiência, colaborando indiretamente

na oferta de energia. Pretende-se evidenciar

a necessidade de uma política que minimize

os efeitos das emissões de poluentes, por meio da

implementação de projetos de geração de energia,

a partir de fontes renováveis, entre as quais a bio-


A R T I G O

massa merece especial atenção.

Para atingir os objetivos a que se propõe, a tese

em questão está estruturada da forma que segue.

O Capítulo 2 apresenta um panorama dos setores

envolvidos, abordando um breve histórico do

setor elétrico brasileiro. São discutidos os aspectos

relevantes que se interligam com a cogeração

de eletricidade e a utilização da biomassa como

combustível. Analisa a situação atual do setor elétrico,

bem como as consequências das mudanças

institucionais. São apresentadas reflexões sobre as

alternativas para a expansão do setor, dentro da

legislação existente, e sobre os interesses dos diversos

setores envolvidos. São analisadas, ainda, as

barreiras políticas e institucionais existentes para a

consolidação de um amplo programa de cogeração,

do ponto de vista de todos os atores envolvidos

e são, também, consideradas as políticas para

a implementação da cogeração de eletricidade a

partir da biomassa, onde se inclui a gaseificação.

Quanto ao segmento de papel e celulose, são

apresentados o consumo e a produção de energia,

além do consumo de combustíveis fósseis e de

biomassa, por meio de dados médios levantados

junto às associações ao Balanço Energético Nacional

e na própria indústria escolhida para o estudo

de caso.

O Capítulo 3 aborda as tecnologias atualmente

disponíveis e em uso para a geração de energia nas

indústrias de celulose e integradas e como utilizá-

-las para aumentar o rendimento em processos

já existentes, a partir de equipamentos mais eficientes,

da elevação da pressão de operação das

caldeiras, da introdução do condensador e das

turbinas a gás em conjunto com turbinas a vapor,

nos chamados ciclos combinados. Em seguida,

são apresentadas as tecnologias que ainda estão

em desenvolvimento, como a gaseificação da

biomassa e da lixívia, bem como a possibilidade

de utilização de turbinas a gás com combustíveis

gaseificados (lixívia e madeira). São apresentados,

também, os processos de gaseificação, embora

este trabalho não tenha a pretensão de estudá-los

detalhadamente, os tipos de gaseificadores e o estado

da arte da gaseificação de biomassa e lixívia.

relation to the steam system, this leads to a greater

efficiency in energy conversion. From the point of

view of the first Law of Thermodynamics, the recovery

boiler is very efficient (a fuel burning efficiency

of 90 to 95%), as the burning of black liquor in the

Tomlinson recovery boiler may occur at up to 1200

°C, but the steam that is fed into the steam turbine,

is only 500-550 °C. However, the gas from gasification,

after the burn, is fed into the gas turbine at

more than 1000 ºC.

It should be noted that the technology used

should fully meet the thermal demand and fully

or partly meet the electric energy demand of the

plant. The thermal demand is relatively rigid, as it

is a function of the pulp and paper production volume,

and it is process that provides the fuel (black

liquor, bark and chips associated with raw material).

If, eventually, the cogeneration process is aimed at

achieving very high efficiencies (with the use of very

high pressures, for example), the specific demand

for steam to produce the electricity needed could

be reduced to the point of causing a deficit in steam

for the process.

Thus, the contribution of this study is to assess

the technical, economic and environmentally friendly

use of more efficient technologies, within an adequate

policy for promoting the use of cogeneration

in the pulp and paper segment, so that it achieves

self-sufficiency, and therefore, indirectly contributing

to energy supply. It is intended to highlight the need

for a policy that minimizes the effects of pollutant

emissions through the implementation of projects

for power generation from renewable sources, in

which biomass deserves special attention.

To achieve the proposed objectives, the thesis in

question is structured as follows:

Chapter 2 presents an overview of the sectors

involved, covering a brief history of the Brazilian

electricity sector. The relevant aspects are discussed

that interlink electricity cogeneration and the use of

biomass as fuel. An analysis is made of the current situation

of the electricity sector, as well as the consequences

of institutional changes. Reflections on the

alternatives are presented for the expansion of the

sector, within the existing legislation, and as to the

interests of the various sectors involved. The existing

46


P ALMONT

MONTAGEM INDUSTRIAL

MONTAGEM INDUSTRIAL

MONTAGEM INDUSTRIAL

www.palmont.com.br

PALMONT - SINÔNIMO DE SUCESSO

NO SEU EMPREENDIMENTO

Há 15 anos Montando Plantas Industriais

sempre atendendo às rigorosas exigências

de Segurança, Qualidade e Prazo

de nossos Clientes.

Consulte-nos para sua próxima obra

ANOS

comercial@palmont.com.br

Fone: (11) 3751.4836

Av. Profº Francisco Morato, 4826

Vila Sônia - São Paulo/SP

www.palmont.com.br


A R T I G O

No Capítulo 4 são estudadas as emissões atmosféricas,

a atual legislação ambiental brasileira,

a legislação do Estado de São Paulo e as providências

que vêm sendo tomadas para preencher a lacuna

no caso das emissões de fontes estacionárias,

incluindo o NOX. É, também, analisada a situação

atual do Protocolo de Quioto, bem como as perspectivas

para o Clean Development Mechanisms

(CDM) no Brasil.

No Capítulo 5 são apresentados dois estudos

existentes de outros autores. Um deles realizado

em uma planta hipotética com características representativas

de plantas do Sudoeste dos EUA, por

Larson, Consonni e Katofsky (2003) e o segundo

realizado por Gallego (2004), a partir da análise

termodinâmica de sistemas de cogeração para o

segmento, adaptado à realidade de empresas brasileiras.

No Capítulo 6, dando continuidade à dissertação

de mestrado (Velázquez, 2000), é realizado

um Estudo de Caso na Indústria Klabin de Papel

e Celulose, em Telêmaco Borba, no Paraná, em

que são apresentadas a situação atual da planta

e a proposta da utilização da tecnologia de gaseificação.

No Capítulo 7 são calculados, para um dos

estudos existentes apresentados na tese e para o

Estudo de Caso realizado na indústria Klabin, os

custos de geração da eletricidade e vapor de processo,

além dos custos da eletricidade excedente

gerada, por meio da análise termoeconômica, em

base exergética. Esta é a metodologia mais adequada

a ser aplicada ao processo com mais de um

produto, como no caso da cogeração, pois permite

separar rigorosamente os custos de cada um deles.

Destaca-se aqui a originalidade desta tese, pois

nos trabalhos existentes até então e nos estudos de

casos aqui tratados, não foram separados e quantificados

monetariamente os custos de geração da

eletricidade e vapor de processo, bem como os

custos da eletricidade excedente gerada. Quando

não é feita essa análise, por meio dos métodos de

partição de custos, ocorre que o custo de geração

de todos os produtos incide em apenas um deles,

a eletricidade.

policy and institutional barriers to consolidation of a

comprehensive cogeneration program are analyzed,

from the point of view of all stakeholders involved

and the policies for the implementation of electricity

cogeneration from biomass, including gasification

are also considered.

For the pulp and paper segment, the energy

consumption and production data, in addition to

that for the consumption of fossil fuels and biomass,

was taken from Associations, the National Energy

Balance and the company chosen for the case study.

Chapter 3 discusses the technologies currently

available and in use for power generation in pulp

and integrated producers and how they are used

to increase the yields from existing processes using

more efficient equipment, elevation of the pressure

of the boiler operation, introduction of condensers,

and gas turbines in conjunction with steam turbines

in the so-called combined cycles. The technologies

are then presented that are still in development,

such as biomass and black liquor gasification, as well

as the possibility of using of aerated fuel gas turbines

(black liquor and wood). The gasification processes

are also presented including the types and the state-

-of-the-art for biomass and black liquor gasification,

although the intention of this work is not to study

them in detail.

In Chapter 4, atmospheric emissions, current

Brazilian environmental legislation, State of São Paulo

legislation and measures that have been taken to

fill the gaps in the case of stationary emission sources,

including NOX are studied. The current situation

of the Kyoto Protocol is also analyzed, as well as

the prospects for Clean Development Mechanisms

(CDM) in Brazil.

In Chapter 5, two existing studies from other

authors are presented. One of them carried out in

a hypothetical plant with features representative of

plants in the American Southwest, by Larson, Consonni

and Katofsky (2003) and the second carried

out by Gallego (2004), from the thermodynamic

analysis of cogeneration systems for the segment,

adapted to the reality of Brazilian companies.

In Chapter 6, continuing on the work for the

Master’s dissertation (Velázquez, 2000), a case stu-

48


A R T I G O

O Capítulo 8 relata as conclusões obtidas com

o trabalho, discute barreiras existentes à cogeração

de eletricidade a partir de biomassa e propõe políticas

que a incentivem, além de discutir as limitações

do trabalho, ressaltando a possibilidade de

estudos posteriores aprofundarem a análise aqui

iniciada.

dy of the Indústria Klabin de Papel e Celulose, in Telemaco

Borba, Parana, outlines the current situation

of the plant and the proposal of using gasification

technology.

In Chapter 7, for one of the existing studies

presented in the thesis and for the Indústria Klabin

de Papel e Celulose case study, the costs of generating

electricity and process steam are calculated, in

addition to the costs of surplus electricity generated,

based on thermal/economic energy analysis. This is

the most appropriate methodology to be used for a

process with more than one product, as in the case

of cogeneration, since it allows accurate separation

of the costs for each one of them. The originality

of this thesis is noted as existing works up to now

and for the case studies covered here, the costs of

electricity generation and process steam as well as

the costs of surplus electricity generated were not

separated out and monetized. When this analysis

is not made, i.e. not using cost partition methods,

it turns out that the generation cost of all products

focuses on only one of them, electricity.

Chapter 8 provides the conclusions obtained,

discusses existing barriers to cogeneration of electricity

from biomass, and proposes policies that encourage

this, as well as discussing the limitations of

the work, emphasizing the possibility of subsequent

studies for further analysis of the work presented

here.

OBS: Tese apresentada ao Programa Interunidades de Pós-Graduação em Energia da Universidade de São Paulo

(Instituto de Eletrotécnica e Energia / Escola Politécnica / Faculdade de Economia e Administração / Instituto de

Física) para obtenção do título de Doutor em Energia. Versão parcial, para obter a versão integral entre em contato

através do email contato@iee.usp.br.

OBS: A partial version of the doctoral thesis presented to the Interunit Graduate Degree Program in Energy, University of São Paulo

(Institute of Electrotechnics and Energy/Polytechnic School/Faculty of Economics and Administration/Institute of Physics) for obtaining the

title of Doctor in Energy. To get the full version please contact via email contato@iee.usp.br.

50


REVISTA

www.revistabiomais.com.br

A Revista Biomais estreia no mercado

brasileiro com a missão de trazer as

informações mais importantes, relevantes e

atuais sobre biomassa para geração de

energia e fontes renováveis

Atualize suas informações

assinando a REVISTA BIOMAIS!

Central de atendimento

0800 600 2038

pagamentos nos cartões em até 3x sem juros


E S P E C I A L

NO LUGAR

CERTO

Fotos: divulgação

SETORES FLORESTAL E

INDUSTRIAL SÃO TEMAS DO

XLIX CONGRESSO E EXPOSIÇÃO

INTERNACIONAL DE CELULOSE E

PAPEL DA ABTCP

52


IN THE RIGHT PLACE

THE FOREST AND INDUSTRIAL SECTORS ARE THE

THEMES OF THE ABTCP 49TH INTERNATIONAL

PULP AND PAPER CONFERENCE AND EXHIBITION

53


E S P E C I A L

Osetor de celulose e papel é

um dos únicos com forte desempenho

na Bovespa (Bolsa

de Valores de São Paulo).

Além deste fator, as exportações

estão em alta para os

mercados Chinês, Europeu e Americano e é o

único que tem previsão para implementar novas

unidades neste e nos próximos anos, gerando

milhares de postos de trabalho. Alinhada

a todo esse cenário positivo, a Abtcp inovará

mais uma vez em relação ao maior evento do

setor na América Latina: o Abtcp 2016 (XLIX

Congresso e Exposição Internacional de Celulose

e Papel) terá como tema: Setor Florestal e

Industrial cruzando fronteiras: novos negócios,

novos processos e novos produtos.

“O evento oferece a oportunidade de encontro

entre técnicos nacionais e internacionais,

além de promover o intercâmbio de

conhecimento nas diversas áreas do setor de

celulose e papel”, comenta Darcio Berni, di-

T

he Pulp and Paper Sector is one of

the few strong performers on the

São Paulo Stock Exchange (Bovespa).

Besides, exports to the Chinese,

European and American markets

are up, and it is the only one which is

expected to inaugurate new units this year and

over the next few years, generating thousands

of jobs. Aligned to this positive scenario, The

Brazilian Technical Association for Pulp and Paper

(Abtcp) will once again innovate in relation

to holding the largest event for the Sector in

Latin America: the 49th International Pulp and

Paper Conference and Exhibition (Abtcp 2016)

will have as its theme: Forest and Industrial

Sectors crossing borders: new business, new

processes and new products.

“The event offers the opportunity of meetings

between national and international technical

professionals, in addition to promoting

the exchange of knowledge in the various areas

in the Pulp and Paper Sector,” says Darcio

A Abtcp é um

dos principais

acontecimentos

do setor, reunindo

profissionais que

desejam trocar

conhecimento e

experiências sobre

essa cadeia produtiva

Em paralelo

ao Congresso

acontecerá ainda a

tradicional Exposição

Internacional de

Celulose e Papel

54


etor executivo da Abtcp, complementando

que o congresso possibilita o reconhecimento

das inovações em tecnologias e das soluções

avançadas para inúmeras situações. “Por isso,

ampliamos o foco do evento para o setor florestal

e industrial, possibilitando ainda mais a

troca de experiências entre os profissionais do

setor”, frisa o diretor.

Não é de hoje que a Abtcp vem atuando

pelo desenvolvimento de pessoas e empresas.

“São quase 50 anos de dedicação a todos os

elos da cadeia produtiva de celulose e papel

e, em especial, no ano passado, comprovamos

resultados do nosso modelo de gestão de

governança corporativa”, afirma Berni. Para o

executivo, o Abtcp 2016 será a prova deste ciclo

de desenvolvimento da associação, ao proporcionar

um ambiente de relacionamento e

negócios essencial a todos os participantes.

Berni, Executive Director of Abtcp, adding that

the Congress will acknowledge and recognize

innovations in technologies and advanced

solutions for numerous situations. “Therefore,

we expanded the focus of the event to the

Forest and Industrial Sectors, enabling the exchange

of experiences amongst the professionals

in the Sectors,” emphasizes the Director.

It is not just today that Abtcp has been

working on personal and company development.

“It’s been almost 50 years of dedication

to all links of the pulp and paper productive

chain and, in particular, last year, we saw the

results of our corporate governance management

model,” says Berni. For the Executive,

2016 will be proof of this Abtcp development

cycle, in providing a business and relationship

environment essential for all participants.

“Different from other events, whose orga-

AUTOCLAVE, MODELO AUT.E.

Equipamento desenvolvido para estudos de polpação química,

semi-química, térmica e branqueamento, utilizado em pesquisa e

desenvolvimento de processos e também em processos produtivos

• Capacidade de 40 bar;

• Dotado de uma IHM de 7” touchscreen, onde permite o usuário definir e

programar 5 rampas e 5 patamares, contendo o gráfico para

visualização dos ensaios


E S P E C I A L

“Diferente de outros eventos, cujos organizadores

visam apenas ao lucro, no caso do

Congresso e da Exposição Abtcp, os recursos

gerados pelo evento visam à sustentabilidade

dos projetos desenvolvidos pela entidade para

os seus associados, que recebem o retorno por

meio dos serviços e produtos relevantes à indústria

de celulose e papel”, acrescenta.

Para o Abtcp 2016, os profissionais da indústria

de base florestal poderão esperar um

congresso e exposição ainda melhores do que

os realizados anteriormente, com pesquisas em

inovação e a busca constante pela competitividade,

demonstrados pelas empresas e profissionais

participantes da próxima edição do

evento.

EXPOSIÇÃO

Em paralelo ao congresso acontecerá ainda

a tradicional Exposição Internacional de Celulose

e Papel, que reunirá mais de 100 expositores

no pavilhão Azul do Expo Center Norte.

Trata-se de uma estrutura moderna e dinâmica

que oferece aos mais de seis mil visitantes uma

oportunidade única de relacionamento com os

principais fornecedores e fabricantes do setor,

além de aproximar clientes e parceiros ao con-

nizers aim only to profit, in the case of the Abtcp

Congress and the Exhibition, the resources

generated by the event are aimed at the sustainability

of projects developed by the Entity for

its members, who receive the return through

the services and products relevant to the pulp

and paper industry,” he adds.

For Abtcp 2016, the forest-based industry

professionals can expect an even better Conference

and exhibition than those held previously,

as the Director of Abtcp, with research in

innovation and the constant search for competitiveness,

demonstrated by companies and

professionals participating in the next edition

of the event.

EXHIBITION

In parallel to the Congress the traditional

International Pulp and Paper Exhibition will be

held, which will bring together more than 100

exhibitors in the Expo Center Norte’s Blue Hall

(Azul). It is a modern and dynamic structure

that offers more than six thousand visitors a

unique opportunity to interact with major

suppliers and manufacturers in the Sector, in

addition to meeting customers and partners as

a result of national and international compa-

Recursos gerados

pelo evento visam

a sustentabilidade

dos projetos

desenvolvidos pela

entidade para os seus

associados

O SETOR DE

CELULOSE E

PAPEL É UM

DOS ÚNICOS

COM FORTE

DESEMPENHO

NA BOVESPA

56


centrar, em um mesmo local, empresas nacionais

e internacionais que trabalham em toda a

cadeia produtiva de papel e celulose.

SOBRE O ABTCP 2016

O XLIX Congresso e Exposição Internacional

de Celulose e Papel, promovido pela Abtcp,

acontece de 25 a 27 de outubro deste ano, no

Expo Center Norte, em São Paulo, SP, e é reconhecidamente

um dos principais acontecimentos

do setor, reunindo profissionais que desejam

trocar conhecimento e experiências sobre

a cadeia produtiva, nas mais diversas áreas. Tal

é sua representatividade para o setor que nesta

edição são estimados mais de 500 especialistas

e técnicos de renome internacional. O evento

acontece em conjunto com a também tradicional

exposição de Fabricantes e Fornecedores

do setor.

nies, who work throughout the pulp and paper

production chain, being concentrated in one

place,

ABOUT ABTCP 2016

The 49th International Pulp and Paper

Conference and Exhibition being promoted by

Abtcp, is to be held between October 25 and

27 of this year, at Expo Center Norte, in São

Paulo, SP, and is recognized as one of the main

events in the Sector, bringing together professionals

who wish to exchange knowledge and

experience in the productive chain, in various

areas. Such is its representativeness for the

Sector, this year more than 500 professionals

and technicians of international renown are

estimated to attend. The event takes place in

conjunction with the traditional Sector Manufacturer

and Supplier Exhibition.


M E R C A D O

Fotos: divulgação

NOTHING IS LOST

A PARTICULARITY OF THE CARDBOARD AND PAPER INDUSTRY

IS THE ROLE OF THE INDUSTRY ITSELF, AS A RECYCLER

58


PARTICULARIDADE NO SETOR DE

PAPEL E PAPELÃO É A ATUAÇÃO

DA PRÓPRIA INDÚSTRIA COMO

RECICLADORA

No Brasil, cerca de 60% do papel

consumido acaba reciclado – índice

maior do que a média mundial,

que atinge pouco menos de

50% do volume de descarte. Essa

parcela de papel reciclado contribui

para a maior parte do mercado de reciclagem

no Brasil, que movimenta cerca de R$ 3 bilhões,

segundo dados do Cempre (Compromisso Empresarial

para Reciclagem).

Uma particularidade no setor de papel e pa-

I

n Brazil, about 60% of the paper consumed

ends up being recycled – a value greater than

the world average, which is just under 50%. The

share of recycled paper contributes the most to

the recycling market in Brazil, which accounts for

about R$ 3 billion, according to data from the Entrepreneurial

Commitment to Recycling (Cempre).

A particularity in the cardboard and paper industry is

that the industry, itself, is a recycler. Traditionally, factories

buy scraps, marketed in large quantity by shredders,

cooperatives and other post-consumer paper suppliers.

59


M E R C A D O

pelão é a atuação da própria indústria como recicladores.

Tradicionalmente, as fábricas compram

as aparas, comercializadas em grande quantidade

por aparistas, cooperativas e outros fornecedores

de papel pós-consumo. As aparas são processadas,

classificadas e enfardadas pelos próprios fornecedores.

Depois de compradas pelas fábricas, são

utilizadas como matéria-prima no processo de produção

de papel.

A escolha de matéria-prima para a produção de

papel, reciclado ou virgem, depende do tipo de

fibra disponível em cada país. Em países com grandes

áreas florestais e população reduzida, o papel é

produzido em sua maioria a partir de fibra virgem.

Já nos países com maior densidade populacional,

com alta disponibilidade de fibra reciclada,

o papel é manufaturado com o uso de fibra reciclada.

Este é o caso do Brasil, em que todo papel

produzido tem origem na celulose de pinus e eucalipto.

Essa origem garante que o papel reciclado

tenha um ciclo de vida totalmente renovável uma

vez que parte de madeira de reflorestamento e é

transformado mais uma vez em matéria-prima para

a fabricação de novos produtos.

Segundo com dados da Anap (Associação Nacional

dos Aparistas de Papel), as aparas dividem-

The scraps are processed, sorted and baled by the suppliers.

After being purchased by producers, they are used

as a raw material in the paper production process.

The choice of raw material for the production of paper,

recycled or virgin, depends on the type of fiber available

in each country. In countries with large forest areas

and a small population, the paper is produced mostly

from virgin fiber.

In countries with a larger population density and

with a high availability of recycled fiber, paper is manufactured

with the use of recycled fiber. This is the case of

Brazil, in which all paper produced originates from pine

and eucalyptus pulp. This origin ensures that recycled

paper has a totally renewable life cycle as that part of the

replanted timber is once again transformed into the raw

material for the manufacture of new products.

According to data from the National Association of

Scrap Paper (Anap), the scrap is divided into four groups:

brown (corrugated and Kraft), white from high yield pulps

(newspapers and magazines), white without mechanical

pulp (offset and coated) and cardboard. Of these, the

largest volume recycled in the Country is from scrap corrugated

cardboard boxes, corresponding to about 70%

of the total volume.

In Brazil, the volume of disposed paper waste represents

a significant possible use of recycled fiber in paper

60


-se em quatro grupos: marrom (onduladas e kraft),

branco com pasta de alto rendimento (jornal e revista),

branco sem pasta mecânica (offset e couché)

e papel cartão. Desses, o maior volume comercializado

no país é de aparas de papelão ondulado,

que correspondem a cerca de 70% do volume total.

No cenário brasileiro, o volume de resíduos descartados

representa uma possibilidade de uso de

fibra reciclada na produção de papel. De acordo

com dados do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica

e Aplicada), o lixo gerado diariamente no país

pode chegar a quase 200 mil t (toneladas). Desse

volume, 13,1% é composto por papel e papelão.

Com essa reciclagem, juntamente com o reflorestamento

e o uso de energia limpa nas fábricas

do setor, a indústria de celulose e papel apresenta

possibilidades de balanço ambiental positivo.

Além das vantagens ambientais trazidas pelo

processo produtivo, a recuperação e reciclagem

production. According to the Institute of Economic and

Applied Research (Ipea), garbage usually in the country

reaches almost 200 thousand mt daily. Of this volume,

13.1% consists of paper and cardboard.

With recycling, along with reforestation and the use

of clean energy in plants, the pulp and paper industry

represents opportunities for a positive environmental balance.

In addition to the environmental benefits in the production

process, the recovery and recycling of these materials

decreases the volume to be disposed. Amongst

the possibilities for use, in addition to the production of

paper, the use in the production of renewable energy

should be noted, which represents a possibility for the

next few years.

In this context, the paper packaging industry, which

represented nearly 50% of the volume of paper products

manufactured in 2015 just in this sector, equivalent to

about 5 million tons, according to the Secretary of Foreign

Trade (Secex).

Trabalhos em Altura - NR 35

Pintura

Limpeza

Manutenção

Hidrojateamento

Telhados

Espaços confinados

Inspeções / END'S

(Ultrassom/LP/PM/Outros)

(24) 99243 1880

(41) 9632 8011

potlife@potlife.com.br

www.potlife.com.br


M E R C A D O

desses materiais diminui o volume de descarte.

Entre as possibilidades de uso, ressalta-se, além da

produção de papel, o uso na produção de energia

renovável, que representa uma possibilidade para

os próximos anos.

Nesse contexto, destaca-se a indústria de papéis

para embalagens, que representa quase 50%

do volume de produtos de papel fabricados em

2015, equivalente a cerca de cinco milhões de t

apenas nesse setor, de acordo com dados da Secex

(Secretaria de Comércio Exterior).

Um dos esforços para aquecer esse mercado é

o Acordo Setorial de Embalagens de papel e papelão,

que está sendo discutido e assinado por representantes

do setor. A intenção é analisar conjuntamente

novas alternativas para ampliar a logística

reversa da indústria, com medidas de incentivo a

One of the efforts heating up this market is the Paper

and Cardboard Packaging Sectorial Agreement, which is

being discussed and will be signed by representatives of

the Sector. The intention is to examine, together, new

alternatives to expand industry reverse logistics, with incentives

for recycling that can ensure increased improvements

in market volume and product quality.

“We still have 3% to 4% of different fiber materials

contaminating the scrap. It’s about the prohibitive contaminants

and materials, like metal, plastics, cloth and

sand, amongst others,” states Leandro Farina, Manager

of Quality and Environment at Celulose Irani.

“Recycling will effectively increase as consumption increases

for products that use packaging and if in fact, the

separation and separate collection activity is stimulated,”

says Farina. “Other difficulties include the Country’s current

economic situation, which, without growth, hinders

62


eciclagem que podem trazer melhorias para o volume

do mercado e a qualidade dos produtos.

“Ainda temos de 3% a 4% de materiais diferentes

de fibra que contaminam as aparas. Trata-se de

contaminantes e materiais proibitivos, como metal,

plásticos diversos, panos e areia, entre outros”, afirmou

Leandro Farina, gerente de Qualidade e Meio

Ambiente da Celulose Irani.

“A reciclagem aumentará efetivamente na medida

em que aumentar o consumo de produtos

que utilizam embalagem e for, de fato, estimulada

a atividade de separação e coleta seletiva”, ressaltou

Farina. “Outras dificuldades estão no próprio

momento econômico do País, que, sem crescimento,

não apresentará perspectivas de aumento

de produção.”

MERCADO DE EMBALAGENS

Segundo o relatório do Mercado Mundial de

Embalagens de Papel Reciclado, publicado pela

the prospects for increasing production.”

PACKAGING MARKET

According to the report The World Market of Packaging

from Recycled Paper, published by Research and

Markets, recycled paper has been playing a significant

role as raw material in the production of paper packaging.

Worldwide, almost 50% of the paper consumed is

recycled, returning as raw material to feed the industry.

Much of this raw material is used in the production of

packaging.

The production process uses recycled paper as a

raw material, which is derived from consumer disposal

or from the waste generated during the production of

other types of paper packaging. Amongst the advantages

of using this raw material is the reduction in raw material

costs by up to 40%, as well as the possibility of recycling

the paper up to ten times to produce new products and

in different applications.

In a market with a 7.73% expected global growth by

CONFIANÇA e

DURABILIDADE

Qualidade de FACAS que PRESERVAM seu equipamento

www.drvferramentas.com.br

Rua Pedro Dorigo 154, Curitiba, PR 81810500, BR | 41 3278-8141


M E R C A D O

Research and Markets, o papel reciclado vem desempenhando

um papel significativo como matéria-prima

na produção de embalagens de papel.

Mundialmente, quase 50% do papel consumido

é reciclado, retornando para alimentar a indústria.

Grande parte dessa matéria-prima é utilizada na

produção de embalagens.

O processo de produção utiliza papel reciclado

como matéria-prima, derivados do descarte de

consumidores finais ou dos resíduos produzidos

durante a produção de outros tipos de embalagem

de papel. Entre as vantagens desse uso está a redução

do custo dos materiais em até 40%, além da

possibilidade de reciclar o papel até dez vezes para

produzir novos produtos e diferentes aplicações.

Em um mercado com expectativa de crescimento

mundial de 7,73% até 2019, aliado a uma

tendência mundial de iniciativas para redução de

emissões, as embalagens recicladas estão sendo

adotadas cada vez mais pelas indústrias de alimentos,

bebidas, saúde e cuidados pessoais, entre outros.

De acordo com o relatório, o aumento da demanda

por produtos sustentáveis devido a novas

iniciativas dos governos de diversos países para reduzir

o uso de plástico é um dos fatores que mais

2019, allied to a worldwide trend of initiatives to reduce

emissions, recycled packaging is being increasingly adopted

by food, beverage, and health and personal care producers,

amongst others.

According to the above report, the increasing demand

for sustainable products due to new Government

initiatives in various countries to reduce the use of plastic

is one of the factors that most influenced the growth of

this market. An increase in consumer awareness about

recycling and the effects of the accumulation of plastic

waste in nature should also have a positive impact on

the growth of the market for recyclable packaging in the

coming years.

The report also highlights the gap between demand

and supply as one of the biggest challenges for the market.

Trade and final consumer demand has been growing

worldwide over recent years, and the industry still

does not yet produce the volume necessary to meet this

demand, and the possible exploitation of this market represents

an excellent future opportunity.

TIMELY SUPPORT

To support actions, the Brazilian Packaging Association

(Abre) has provided incentives to the entire production

chain: “We believe that one of the processes

for making this possible is through dialogue with all the

64


SOLUÇÕES CUSTOMIZADAS E INOVADORAS

P/ INDÚSTRIA DE PAPEL, CELULOSE, EMBALAGENS

ANTES / DEPOIS DE ALGUMAS DAS SOLUÇÕES NUTRENZI

TRATAMENTOS NUTRENZI NO PROCESSO NO DE PRODUÇÃO

ANTES

DEPOIS

Fibras Não Tratadas e Tratadas

OTIMIZAÇÃO DE REFINO com

economia de energia e aumento

de performance nos testes

físicos.

ANTES

DEPOIS

MINIMIZAÇÃO DE DEPÓSITOS

de Pitch, Stickies, Hot Melt e

Parafina com redução do núde

quebras em máquina.

Tela Formadora

ANTES

DEPOIS

Réguas Foil

MAIOR EFICIÊNCIA BOIL OUT :

menor tempo / frequência de paradas

de máquinas; aumento da

produtividade e da segurança

ocupacional (eliminação de soda,

ácidos e outros químicos); menos

trocas de vestimentas.

ANTES

DEPOIS

MAXIMIZAÇÃO DO CONTROLE

MICROBIOLÓGICO com redução

de custos e de odores no papel

produzido e na planta industrial.

Placas de Petri

LANÇAMENTOS 2016

Produtos com Inédita e Exclusiva Formulação:

Auxiliar de Refino Biocida de Nova Geração Destintantes

Condicionadores p/ Vestimentas Desincrustante p/ Clichês e OG

Equip./Produto

SISTEMA DE NEUTRALIZAÇÃO

DE ODORES

A INDÚSTRIA

DE PAPÉIS PARA

EMBALAGENS

REPRESENTA QUASE

50% DO VOLUME DE

PRODUTOS DE PAPEL

FABRICADOS EM 2015

TRATAMENTO BIOLÓGICO DE EFLUENTES NUTRENZI

MAIOR REMOÇÃO de cargas

(DBO, DQO, OG, SS, etc).

MAIOR RESISTÊNCIA à

variação de cargas e vazões.

MELHORA na sedimentabilidade

e retirada do lodo

excedente.

MAIOR CLARIFICAÇÃO do

efluente final.

EQUILÍBRIO da microbiologia

do sistema e do balanço

nutricional.

PREVENÇÃO contra odores nocivos

AUMENTO DA EFICIÊNCIA dos sistemas de tratamento.

NEUTRODOR

CONHEÇA MAIS ACESSANDO: www.nutrenzi.com.br/hotsite

FONE: (15) 3291-3010 E-MAIL: nutrenzi@nutrenzi.com.br


M E R C A D O

tem influenciado o crescimento desse mercado.

Um aumento na conscientização dos consumidores

sobre reciclagem e os efeitos do acúmulo de

resíduos de plástico na natureza também devem

ter um impacto positivo no crescimento do mercado

de embalagens recicláveis nos próximos anos.

O relatório ainda ressalta o hiato entre demanda

e oferta como um dos maiores desafios do mercado.

A demanda de comerciantes e consumidores

finais vem crescendo mundialmente nos últimos

anos, e a indústria ainda não produz o volume necessário

para atender a essa demanda, o que representa

uma possibilidade de exploração desse

mercado.

APOIO PONTUAL

Para dar suporte às ações, a Abre (Associação

Brasileira de Embalagem), incentiva toda a cadeia

produtiva. “Entendemos que um dos processos

para tornar isso possível se dá através do diálogo

com todos os elos envolvidos. Recentemente

desenvolvemos um material sobre embalagem e

sustentabilidade em parceria com a Cetesb (Companhia

Ambiental do Estado de São Paulo) sobre

os desafios e orientações no contexto da economia

circular. Essa última edição focou bastante no

ciclo de vida do produto e seu devido uso, com

uma embalagem que tenha eficácia na produção e

na distribuição, bem como nos modos de reduzir

perdas e, com isso, criar um valor intrínseco para

fortalecer a cadeia da logística reversa”, diz Luciana

Pellegrino, diretora executiva da Abre.

A Abre também desenvolveu, em conjunto

com a Abnt (Associação Brasileira de Normas Técnicas),

uma norma técnica que orienta o descarte

seletivo e de materiais de embalagem. “A indústria

pode ajudar os programas de coleta seletiva a alcançarem

maior índice de recuperação de materiais.

Para isso, desenvolvemos uma orientação nas

embalagens de bens de consumo para o descarte

correto, orientando a população. Trata-se da norma

n.º 16.182/2013, que já pode ser conferida em

várias embalagens no mercado”, conclui Luciana.

links involved. Recently, we developed a periodical on

packaging and sustainability in partnership with the State

of Sao Paulo Environmental Company (Cetesb) about

the challenges and guidelines in the context of a circular

economy. The latest issue very much focused on the

product life cycle and its proper use, as a packaging that

is efficient in both production and distribution, as well

about ways to reduce losses and thus create an intrinsic

value in order to strengthen the reverse logistics chain,”

says Luciana Pellegrino, Executive Director of the Abre.

Abre has also developed, in conjunction with the

Brazilian Association for Technical Standards (Abnt), a

technical standard that provides guidelines for selective

and packing material disposal. “The industry can help

separate collection programs in order to achieve a better

recovery of materials. For this, we developed a guideline

for consumer good packaging as to the correct disposal,

providing guidelines for the public. This is the standard

16,182/2013, which already can be seen on various packages

on the market,” concludes Abre Executive Luciana.

66


ORIGEM ECOLÓGICA

GARANTE QUE O

PAPEL RECICLADO

TENHA UM CICLO DE

VIDA TOTALMENTE

RENOVÁVEL

Cera para cortina

Linha Isopack.

Alto grau de impermeabilização

e resistência mecânica.

Aplicação a quente.

Embalagens Flexíveis

Linha Isopack Coating.

Garantem barreira à gordura e a

umidade aliada a selagem

necessária entre laminados.

Impermeabilizantes

Linha Humocer 100 A 50 Cril.

Baixa penetração da umidade

e aplicação versátil, aliado a

um alto rendimento.

Tel: (41) 2169-4100

vendas@isogama.com.br

www.isogama.com.br

ATUALIZE SUAS INFORMAÇÕES

ASSINANDO AS PRINCIPAIS

REVISTAS DO SETOR

LIGUE AGORA PARA NOSSA

CENTRAL DE ATENDIMENTO

0800 600 2038

Pagamento nos Cartões de Crédito em até 3X sem juros


E N T R E V I S T A

Tecnologia e

eficiência

Technology and

efficiency

Foto: divulgação

José Garbin

Engenheiro de vendas da Danfoss, engenheiro eletrônico graduado pelo Centro

Universitário Fundação Santo André

Electrical Engineering, Centro Universitário Fundação Santo André

Sales Engineer for Danfoss

Ser eficiente é essencial para o sucesso de

uma indústria. Para isso, é preciso se adequar

às tecnologias disponíveis. A área de

celulose e papel pertence a um segmento

mais amplo, representado pela indústria de

base florestal, que já segue fortes conceitos

de sustentabilidade e agora, em um contexto cada

vez mais global, precisa olhar para o futuro diariamente.

Em entrevista à Revista CELULOSE & PAPEL,

José Garbin, engenheiro de vendas da Danfoss, reflete

sobre eficiência energética, sustentabilidade e novas

tecnologias disponíveis para a indústria de celulose e

papel. Confira:

B

eing efficient is essential to the success

of a company. For this, it is necessary

to adapt to available technologies. The

pulp and paper area is part of a wider

segment, represented by the forest-based industry,

which already strongly follows sustainability

concepts, and now, within an increasingly global

context, needs to keep looking at the future on a

daily basis. In an interview with Revista CELULOSE

& PAPEL, José Gabrin, Sales Engineer for Danfoss,

reflects on energy efficiency, sustainability and new

technologies available to the pulp and paper industry.

Check it out:

68


Celulose: Como o mercado brasileiro ou mesmo

o sul-americano se posiciona diante de

questões de eficiência energética?

José: O tema eficiência energética é importantíssimo,

porque é um dos custos mais significativos

dentro das empresas do setor. Energia, mesmo

em plantas autossuficientes (por gerarem energia

a partir de biomassa), é comercializada por

tais empresas (o excedente é comercializado, e

quanto mais eficiente a indústria for, mais excedente

terá para comercializar).

Celulose: Por que o país não consegue reduzir

o desperdício de energia? Hoje, quanto se perde

com isso?

José: Os orçamentos são limitados e dedicados

aos projetos com menor payback possível. Se

uma reestruturação logística, por exemplo, resulte

em retorno mais rápido do que um projeto

de economia de energia (que trará resultados em

um tempo superior a 24 meses, normalmente a

linha de corte para deixar de se investir) normalmente

o projeto não é realizado e a energia deixa

de ser economizada.

Celulose: Quais as soluções tecnológicas oferecidas

pela Danfoss para otimizar a questão

energética?

José: Sem dúvida a utilização de conversores de

frequência para modulação de bombas, ventiladores

e compressores mantendo a pressão constante

em virtude da variação da demanda é uma

das aplicações que a Danfoss mais se dedica. A

aplicação já é largamente conhecida e há duas

décadas difundida no mercado. Porém, por incrível

que pareça ainda não é uma realidade, mesmo

em grandes empresas.

Celulose: O que falta para que essa tecnologia

se torne uma realidade nos grandes players?

José: É necessário empresas que identifiquem

oportunidades e entreguem uma solução completa,

não apenas o fornecimento do conversor,

mas sim ele integrado à instalação do cliente.

Normalmente as equipes no cliente final são re-

Celulose: What is the position of the Brazilian

market, or even the South American market,

as to the energy efficiency question?

José: The energy efficiency question is extremely

important, because it affects one of the most significant

cost areas within companies in the Sector.

Furthermore, even for plants self-sufficient in

energy (generating energy from biomass), energy

is being marketed by these companies (the surplus

is sold, and the more efficient the company

is, the more surplus it will have to sell).

Celulose: Why can’t the Country reduce energy

waste? Today, what are the losses due to

this?

José: Budgets are limited and dedicated to projects

with the shortest payback period possible.

For example, if restructuring logistics results in

a faster return than an energy saving’s project

(which will take more than 24 months to provide

payback, normally the cut off period for investment)

usually the energy project is not carried

out and energy savings don’t occur.

Celulose: What are the technological solutions

offered by Danfoss to optimize the energy

issue?

José: Without a doubt, the use of frequency

converters for pump, fan and compressor modulation

in order to maintain constant pressure in

response to demand variations is one of Danfoss’

most dedicated to applications. The application

is already widely known and for two decades

has been well known and understood within the

market. However, incredible as it may seem, its

widespread use is not yet a reality, even in large

companies.

Celulose: What is lacking for this technology

to become a reality with big producers?

José: It is necessary for companies that identify

opportunities deliver a complete solution, not

just supplying the converter, but rather integrating

it into the customer’s installation. Normally

the teams sent out to the end user are small and

69


E N T R E V I S T A

duzidas e já possuem uma grande demanda de

trabalho no dia a dia, não restando tempo para

este olhar atento fora da caixa. Evidentemente

incorrerá um custo adicional de engenharia e

atividades de campo, e neste momento o custo

aumenta e consequentemente também o tempo

do retorno do investimento.

Celulose: Há alternativas voltadas especificamente

para a indústria de celulose e papel ou

que nela podem ser aproveitadas?

José: As tecnologias mais modernas de regeneração

(ao invés de se queimar dinheiro no ar, em

um banco de resistores) são uma alternativa, aplicadas

em cargas com constantes ciclos de frenagens.

Celulose: Quais os benefícios diretos dessas

tecnologias? Quais ganhos reais ela proporciona?

José: O benefício direto é que na finalização de

uma batelada (um ciclo) há que desacelerar a

carga, neste momento a energia empregada para

frenar é devolvida para a rede elétrica, podendo

ser utilizada em outras cargas na planta do cliente.

Normalmente a tecnologia mais barata que

emprega o sétimo Igbt e resistor de frenagem dissipa

esta energia no ar, em forma de calor (não

sendo aproveitada).

Celulose: Quais os ganhos para o setor industrial

quando se trabalha de maneira eficiente?

Como alcançar essa eficiência?

José: Reduzindo seu custo operacional. Há que

ter uma visão de longo prazo para não ser refém

da armadilha do payback. Contudo, é preciso ter

caixa ou parceiros que viabilizem a introdução

there is a large work demand on a daily basis, leaving

little time for an “outside the box” watchful

eye. Of course, this incurs additional engineering

and field activity costs, and as total costs increase,

the investment payback period also increases.

Celulose: Are there alternatives geared specifically

for the pulp and paper industry or that

can be made use of by it?

José: The most modern regeneration technologies

(instead of letting the energy dissipate, storing

it in a resistor bank) are alternatives, applied

to loads with constant braking cycles.

Celulose: What are the direct benefits of these

technologies? What real gains do they provide?

José: The direct benefit is that on completion of

a batch (a cycle), one that decelerates the energy

load, where the energy used to restrain the

cycle is returned to the energy grid, being able

to be used for other loads in a customer’s plant.

Normally, the cheapest technology is that which

employs a seventh generation Igbt and a braking

resistor that dissipates energy in the air, in the

form of heat (energy not being made use of).

Celulose: What are the gains for the Industrial

Sector when working efficiently? How can this

efficiency be achieved?

José: Reducing operating costs. We must take a

long-term view so as not to be hostage to the

payback trap. However, it is necessary to have

a cash flow balance or partners who make the

introduction of technologies possible or the use

of credit lines or distinct business models, such

as Escos (energy conservation companies, who

O tema eficiência energética é importantíssimo, porque

é um dos custos mais significativos dentro das empresas

do setor

70


É necessário empresas que identifiquem

oportunidades e entreguem uma solução completa

das tecnologias com linhas de crédito ou modelos

distintos de negócio, como as Escos (empresas

de conservação de energia, que têm sua

remuneração com base na economia de energia

proporcionada – são sócios na economia). Os

ganhos para o setor são diversos, para citar um

– talvez o mais importante – por exemplo, para

uma economia crescer é necessária mais energia

disponível. Se estivéssemos com uma economia

crescente no Brasil neste período de crise econômica

fatalmente já teríamos enfrentado um

apagão elétrico. Economizar energia é aumentar

a disponibilidade na rede elétrica! Temos diversas

matrizes, como a solar, por exemplo, que poderia

ser mais explorada, criando ainda empregos

indiretos para instalação e manutenção destes

sistemas.

Celulose: Acredita que os grandes players da

indústria de celulose já estão atentos a esse

processo de mudança?

José: Sim, estão definitivamente. Um tema muito

comentado são os desafios para economizar

energia e custos com manutenção, pois não basta

instalar um novo sistema, há que mantê-lo no

tempo. Ocorre que o desafio real, no fundo, é

viabilizar estes projetos.

Celulose: A área de celulose e papel pertence

a um segmento mais amplo, representado

pela indústria de base florestal, que já segue

fortes conceitos de sustentabilidade. Essa conduta

é um reflexo natural de uma sociedade

que busca atitudes e condutas em prol do meio

ambiente ou diria que são diferenciais significativos

conquistados por essa indústria?

José: Não acredito que seja um reflexo da sociedade,

pois para citar um exemplo, a quantidade

de lixo produzido versus o que se recicla ainda

have their remuneration based on the energy

saving afforded – are partners in the savings).

The gains for the sector are diverse, to cite one

– perhaps most important – for example, for a

growing economy more energy availability is required.

If we had a growing economy in Brazil

during this period of economic crisis, inevitably,

we would have faced an electricity blackout. Saving

energy is increasing power availability. We

have several sources in our matrix, such as solar,

for example, that could be more exploited, even

creating indirect jobs as to the installation and

maintenance of these systems.

Celulose: Do you believe that the major

players in the pulp industry are already aware

of this process of change?

José: Yes, definitely. A very commented upon topic

is the challenges in saving energy and maintenance

costs, as just installing a new system is

not enough, it has to be maintained over time. It

turns out that, in the end, the real challenge is to

facilitate these projects.

Celulose: The pulp and paper area is part of

a wider segment, represented by the forest-

-based industry, which already follows sustainability

concepts. Is this behavior a natural reflection

of a society that is looking for attitudes

and conduct that respect the environment, or

could you say they are significant differentials

conquered by this industry?

José: I don’t believe it’s a reflection of society,

e.g., the amount of waste produced versus

what is recycled is still very low, for several reasons

(even available collection points). When

analyzing the growth in recycling, every year one

notes that this trend is still unimpressive. Sustainable

attitudes and conduct require a clear prin-

71


E N T R E V I S T A

é muito baixa, por diversas razões (até mesmo

pontos de coleta disponíveis). Analisando ainda o

crescimento do que se recicla ano a ano se observa

que esta tendência é ainda inexpressiva. Atitudes

e condutas sustentáveis exigem um princípio

claro do bem que será trazido (e males evitados)

e também dedicação (hands-on). Hoje moradores

em alguns condomínios possuem espaços coletivos

para cultivos de suas próprias hortaliças,

há um princípio claro de comer comida fresca,

sem agrotóxicos, porém é necessário colocar a

mão na massa e é aí que nem todos se engajam

(também por diversas razões, mesmo disponibilidade

de tempo, por exemplo).

Para uma indústria, é uma necessidade entregar

rentabilidade de volta ao acionista, por esta razão

há que se investir em projetos qualificados como

ambientais, mas que at the end of the day são

mais rentáveis que outros. Caso contrário, projetos

ambientais não analisariam payback e seriam

perdidos. As punições também são motivadores

de tais projetos, uma estação de tratamento de

efluentes é uma exigência para que as indústrias

não descartem partículas contaminantes nos rios,

mesmo assim o quanto não se despejava de ligações

clandestinas em São Paulo no Rio Tietê?

Celulose: Fazendo uma comparação com outros

segmentos, é possível posicionar a indústria

de celulose e papel à frente dos demais no

que diz respeito à preocupação ambiental?

José: A questão ambiental é controversa. Especialistas

defendem posições opostas com relação

ao real impacto das emissões de CO 2

(Gás Carciple

of the good that will be obtained (and bad

avoided) and also dedication (hands-on). Today,

residents in some condominiums have collective

spaces to grow their own vegetables; there is a

clear principle to eat fresh food without pesticides

and herbicides, but it is necessary to do your

own work, and that’s where not everyone agrees

(for various reasons, including time availability,

for example).

For a company, it is a necessity to deliver profitable

returns to the shareholders, so for this reason,

if investments are made in projects qualified as

environmental, at the end of the day, they are

more profitable than others. Otherwise, environmental

projects that have no positive payback

would not be undertaken. Punishment are also

motivates such projects, a wastewater treatment

plant is a requirement for the industries so that

they do not discard particle contaminants in rivers,

even so how much waste is deposited in

the Tietê River from illegal connections, in Sao

Paulo?

Celulose: Making a comparison with other

segments, can you place the pulp and paper

industry ahead of others with respect to environmental

concern?

José: The environmental issue is controversial.

Experts advocate opposing positions with respect

to the actual impact of non-natural CO 2

emissions. Something is certain, as stated by the

American Executive Jack Welch, former CEO of

GE for decades: “green is green”, i.e., on the

bottom line, what matters is that sustainable

Um tema muito comentado são os desafios para

economizar energia e custos com manutenção, pois não basta

instalar um novo sistema, há que mantê-lo no tempo

72


Nos tornamos criativos nas dificuldades e o brasileiro

tem conseguido, usando sua inteligência e trabalho duro,

alcançar formas ao menos de minimizar as dificuldades e

sobreviver à crise

bônico) não naturais. Uma coisa é fato, como

afirma o executivo americano e ex-CEO da GE

por décadas (Jack Welch): green is green, ou seja,

no bottom line, o que importa é que as práticas

ambientais sustentáveis trazem dólares, verdes,

de volta à companhia. A motivação para um investimento

é primeiramente o payback e não o

quão sustentável o projeto é, outra motivação são

legislações punitivas, como a exigência de estações

de tratamento de efluentes nas indústrias.

Celulose: O slogan da Danfoss é Engineering

Tomorrow, ou seja, construir o amanhã, pautado

na eficiência energética, fazendo mais

com menos. Passado um pouco este momento

turbulento para o setor industrial nacional, ele

está conseguindo fazer mais com menos, mantendo

a qualidade e eficiência?

José: Nos tornamos criativos nas dificuldades e o

brasileiro tem conseguido, usando sua inteligência

e trabalho duro, alcançar formas ao menos

de minimizar as dificuldades e sobreviver à crise.

Este foi um fruto muito bom da dificuldade que

estamos enfrentando, nos fortaleceu no trabalho,

mas muito mais na inteligência. Aproveitando o

momento olímpico e usando um jargão dos atletas,

“buscamos a medalha na competição que já

foi conquistada no treino”. Construímos o amanhã

mantendo a qualidade e a eficiência hoje.

Esta é a essência da sustentabilidade. O importante

então é manter o espírito vigilante e perseverante

na qualidade e na eficiência hoje para

que ela seja mantida amanhã.

environmental practices lead to dollars, green,

returning to the company. The motivation for an

investment is primarily the payback and not how

the project is sustainable; another motivation is

punitive legislation, such as the requirement for

wastewater treatment in industries.

Celulose: The Danfoss slogan is Engineering

Tomorrow, i.e., build for tomorrow, based on

energy efficiency, doing more with less. After

the Brazilian Industrial Sector passes through

the current economically turbulent times, will

it be able to do more with less, while maintaining

quality and efficiency?

José: We become creative in difficult times and

Brazilians have managed, by using their intelligence

and hard work, to achieve at least several

ways to minimize the difficulties and survive the

crisis. This was the fruit of the difficulties we face,

we worked harder, but also more intelligently.

Seizing the moment of the Olympics and using

the jargon of the athlete, “we seek the medal

in the competition that was already won during

training”. We build for tomorrow while maintaining

quality and efficiency today. This is the

essence of sustainability. What matters then is

to keep up the vigilant and perseverant spirit of

quality and efficiency today, so that it be maintained

tomorrow.

73


C A L E N D Á R I O

OUTUBRO 2016

LESDREVMASH

Período: 24 a 27

Local: Moscou (Rússia)

Informações: www.lesdrevmash-expo.ru/en

FEVEREIRO 2017

SAUDI PRINT & PACK

Período: 27 a 2 de março

Local: Jeddah (Arábia Saudita)

Informações: www.saudi-pp.com

XLIX CONGRESSO E EXPOSIÇÃO

INTERNACIONAL DE CELULOSE

E PAPEL

Período: 25 a 27

Local: São Paulo (SP)

Informações: www.abtcp2016.org.br

PAP-FOR RUSSIA

Período: 25 a 28

Local: São Petesburgo (Rússia)

Informações: www.papfor.com

NOVEMBRO 2016

EUROPEAN PAPER WEEK

Período: 22 a 24

Local: Bruxelas (Bélgica)

Informações: www.cepi.org

MARÇO 2017

PAPERWORLD MIDDLE EAST

Período: 14 a 16

Local: Dubai (Emirados Árabes)

Informações: www.paperworldme.com

MAIO 2017

ASIAN PAPER

Período: 17 a 19

Local: Jacarta (Indonésia)

Informações: www.bangkok.asianpapershow.com

TISSUE WORLD SÃO PAULO

Período: 31 a 2 de junho

Local: São Paulo

Informações: www.tissueworld.com/SaoPaulo

Acesse:

www.portalreferencia.com.br


DEPOIS DE CONHECER OS RESULTADOS OBTIDOS

PELOS CLIENTES DA PARCERIA BTG / CAPSTONE,

FICOU FÁCIL ENTENDER O CONCEITO DE SINERGIA.

INGREDIENTES

• Soluções especializadas para

a indústria do papel e celulose

• Aplicações customizadas

• Tecnologia de ponta

• Soluções inovadoras em medição

e software de controle avançado

de processos

MODO DE PREPARO

• Aplique a combinação

desses ingredientes especiais

• Observe como as

características do processo

elevam as qualidades do

produto final

• Veja como os valores

agregados melhoram

a produtividade

RESULTADO

• Contribui para o dia a dia

das empresas

• Promove ganhos sustentáveis

• Proporciona competitividade

industrial para clientes ao

redor do mundo

Tudo para ver e entender como sua receita vai render.

• Prepare-se para comemorar os resultados que tecnologia, experiência, foco e processos

criteriosos podem produzir para incrementar sua receita.

Visite nosso estande no 49º Congresso

e Exposição Internacional de Celulose e Papel da ABTCP 2016,

rua C 142/149, de 25 a 27 de outubro de 2016,

e veja de perto como essa parceria cumpre seu papel,

viabilizando soluções sob medida e resultados que surpreendem.

More magazines by this user
Similar magazines