Aviacao e Mercado - Revista - 5

A350.

Divulgação

É uma moderna tecnologia subjacente a estes sistemas

de processamento de linguagem natural.

Atualmente as grandes empresas estão investindo

em TI para lidar com cliente no futuro. Em um

desenvolvimento recente, a Google criou uma ferramenta

que analisa a linguagem e converte voz em

texto. A plataforma pode identificar clientes irritados

através de sua linguagem e responde-los apropriadamente.

As empresas têm trabalhado com a IA

em diferentes aspectos de serviço ao cliente e melhorado

a relação desse com empresa.

A inteligência artificial tem sido usada em uma

ampla gama de áreas, incluindo o diagnóstico

médico, mercado financeiro, controle de droids,

gadgets, sensoriamento remoto, pesquisas científicas

e brinquedos. Mas, em muitos casos, o uso da IA,

no entanto, não são percebidos como IA. Milhares

de aplicações da IA já estão profundamente integradas

na infraestrutura em milhares de setores. Dentro

da IA há inteligência programável, que são aplicativos,

softwares programáveis, ou seja, você Diz a

eles o que fazer, e há a inteligência ou computação

cognitiva, que vai além disso, ela transforma os

dados recebidos em conhecimentos, interpreta ,

elas tem capacidade de aprender sozinhas.

Um exemplo disso é o sistema

Watson, quê, simplificando, é

um sistema de perguntas e

respostas construído pela IBM

para o processamento avançado

de linguagem natural,

recuperação de informação,

representação de conhecimento,

raciocínio automatizado

e tecnologias de aprendizado

de máquinas. Ele usa

mais de 100 técnicas diferentes

para analisar a linguagem

natural, identificar

origem, localizar e gerar hipóteses,

localizar e marcar

evidências, formular hipóteses

e gerar respostas de modo

interpretativo.

O uso de inteligência artificial

em simuladores está provando

ser muito útil para a

Divisão de Operações Aéreas

(AOD). Simuladores de avião

estão usando a inteligência

artificial para processar os dados

provenientes de voos simulados.

Além do voo simulado, é realizada

também a simulação de combate

entre aeronaves. Os computadores

são capazes de vir acima, trazendo

com os melhores cenários de sucesso

nessas situações, mostrando-se plenamente

eficientes.

Os computadores com softwares específicos

também podem criar estratégias

baseadas na colocação, tamanho,

velocidade e nas forças contrárias. Aos

pilotos podem ser dada assistência no

ar durante os combates eletrônicos. Os

programas de inteligência artificial

podem classificar as formações e

fornecer ao piloto as melhores manobras

possíveis, além de realizar manobras

que seriam impossíveis para um

ser humano executar. Aeronaves múltiplas

são necessárias para obter boas

aproximações em alguns cálculos

para pilotos de simulador que são

usados para coletar dados.

Esses simuladores de voos também são

usados para formar futuros controladores

de tráfego aéreo.

O sistema utilizado pela AOD, a fim de

medir o desempenho, foi o Diagnóstico

Interativo e Isolamento do Sistema ou

IFDIS. Esse sistema especializado é baseado

em regras para reunir informações

de documentos TF-30 e os pareceres

dos peritos da mecânica que trabalham

na TF-30, que foi concebido para ser

utilizado no desenvolvimento do complexo

TF-30 para o RAAF F-111C. O

desempenho do sistema foi também

usado para substituir os trabalhadores

especializados. A AOD também usa

inteligência artificial em reconhecimento

de voz software. Os controladores de

tráfego aéreo estão dando instruções

aos pilotos artificiais. Os programas que

incorporam o software de voz devem

ser treinados, o que significa que eles

usam redes neurais. O programa utilizado

é o Verbex 7000, um programa muito

atual, que esta sendo aperfeiçoado.

36 Aviação & Mercado

Aviação & Mercado 37

More magazines by this user
Similar magazines