Setembro/2016 - Revista VOi 134

jota.2016

Grupo Jota Comunicação

Lipe

Fonteles

GANHAR A OLIMPÍADA

CONSAGROU COMPLETAMENTE

A MINHA CARREIRA

FESTA VOi

O EVENTO MAIS

AGUARDADO PELA

SOCIEDADE CURITIBANA

PORSCHE 911 CARRERA: O SUPERESPORTIVO

OSTENTAÇÃO QUE ESTÁ SEMPRE NA MODA


• EDITORIAL

FESTA VOi

CAPA

Estampa a capa desta edição o jogador

da seleção brasileira de vôlei Lipe

Fonteles. Ele foi clicado por Rene Ernst

na La España Barbería. Lipe veste Aramis

Ser exemplo. Foi com esse intuito que há 13 anos demos início à

edição número 1 da Revista VOi. No começo, o objetivo parecia ser

muito pretensioso. No entanto, com o passar do tempo, transformou-se

em realidade. Hoje, não nos limitamos a ser exemplo, mas nos superar a

cada edição para levar a nossos leitores informação exclusiva, com visão

contemporânea dos fatos e curiosidades de nossa sociedade. Sempre

pautados em um conteúdo diferenciado, não nos conformamos em apenas

fazer mais uma edição, mas contribuir para uma leitura leve, livre e solta.

A oportunidade é propícia, também, para agradecer a todos que de alguma

forma contribuíram para o sucesso da Revista VOi. Afinal, alcançar o respeito

e admiração dos leitores curitibanos é extremamente representativo para

toda a família do GRUPO JOTA. Sinal que todo esforço e trabalho valeu a

pena. Gratidão e até a próxima!

Pedro Bartoski Jr.

Diretor-executivo Revista VOi

VOi PARTY

EDIÇÕES ANTERIORES

Being an example. It was with this in mind that 13 years ago we launched

issue number one of Revista VOi. In the beginning, the objective seemed

to be very pretentious. However, over time, it became a reality. Today, we

don’t just limit ourselves to being an example, but rather, in each issue, we

take on the challenge to provide our readers with exclusive information and

with a vision of the facts and curiosities of our society. This is always based

on a discerned content, not just conforming to the production of another

issue, but contributing to an enjoyable light read, both unrestricted and loose.

As well, it is opportune to thank all those who in some way contributed to

the success of Revista VOi. After all, achieving the respect and admiration

of the Curitibano reader is extremely representative for the whole GRUPO

JOTA family. A sign that all the effort and work was worth it. Thanks and

until next time!

Pedro Bartoski Jr.

Executive director Revista VOi

06


• EXPEDIENTE

Bastidores

Foto: Rene Ernst

01

01 • PRODUÇÃO

A equipe envolvida no editorial de moda desta edição

aproveitou a pausa para tietar o jogador de vôlei Lipe Fonteles.

Na foto (em pé), Pedro Bartoski Jr., diretor executivo da VOi;

Larissa Senna, jornalista; Adriano Rodrigues, sócio-proprietário

da La España Barbería, com sua esposa Leticia Buchholz.

Sentados: o fotógrafo Rene Ernst, que comandou o editorial;

Lipe; e Larissa Angeli, repórter da VOi

Foto: Mauricio de Paula

02

02 • TEST DRIVE

Um dos cenários escolhidos para realizar

o test drive desta edição foi o belíssimo

Parque Barigui, símbolo de Curitiba. A

repórter da VOi, Larissa Angeli, testou o

Porsche 911 e registrou o momento

Ano XIII • Edição n.º 134Setembro 2016

Year XIII • Edition n.º 134 • September 2016

A Revista VOi é uma publicação da

JOTA Editora

Rua Maranhão, 502 - Água Verde

CEP 80610-000 - Curitiba (PR) - Brasil

Fone/Fax: +55 (41) 3333-1023

JOTA COMUNICAÇÃO

Diretores/Directors:

Comercial - Fábio Alexandre Machado

Executivo - Pedro Bartoski Jr.

revistavoi@revistavoi.com.br

Negócios - Joseane Knop

joseane@jotacomunicacao.com.br

JOTA EDITORA

Diretores/Directors:

Comercial - Fábio Alexandre Machado

Executivo - Pedro Bartoski Jr.

revistavoi@revistavoi.com.br

Redação/Writing:

Editor: Rafael Macedo

editor@revistavoi.com.br

Bruno Raphael Müller

Larissa Angeli

Murilo Basso

jornalismo@revistavoi.com.br

Projeto Gráfico/Graphic Design:

Supervisão: Fabiana Tokarski

Fabiano Mendes

Fernanda Domingues

Fernanda Maier

criacao@revistavoi.com.br

Colaboradores/Colaborators:

Fotógrafos: Mauricio de Paula e

Valterci Santos

Colunistas/Colunists:

Guilherme Klopffleisch

Mônica Gulin

Tufy Geara

Valterci Santos

Depto. de Assinaturas/Subscription:

Coordenação - Monica Kirchner

Alessandra Reich

assinatura@revistavoi.com.br

Ligação gratuita:

0800 600 2038

Na Rede

www.facebook.com/revistavoicuritiba

www.revistavoi.com.br

Depto. Comercial/Sales

Department:

comercial@revistavoi.com.br

Fone: +55 (41) 3333-1023

A Revista VOi é uma publicação mensal e independente, dirigida ao público curitibano, a turistas, rede hoteleira e gastronômica de Curitiba. A VOi não se responsabiliza por conceitos emitidos em artigos e colunas assinadas, por

serem de responsabilidade de seus autores. A utilização e reprodução pode ser feita desde que informada e citada a fonte. A Revista VOi também não se responsabiliza por fotos de divulgação, bem como, por anúncios e imagens

enviadas por terceiros, por entender serem de responsabilidade de seus produtores.

VOi is a monthly and independent publication directed at the public, tourists, hotel chains and gastronomy in Curitiba. VOi does not hold itself responsible for the concepts contained in the articles and columns signed by others.

These are the exclusive responsibility of their authors. The use and reproduction of any part of the publication can be carried out as long as the source is duly noted and cited. VOi is also not responsible for photographs that are part

of any divulgation, as well for advertisements and images supplied by others, and understands that they are the exclusive responsibility of those who produced them.

08


PRIMAVERA/VERÃO 2017

ParkShoppingBarigüi – Piso Superior

SOU MOVIDO

PELO AMANHÃ.

O AMANHÃ

É O COMEÇO,

UM FUTURO QUE

SE CONSTRÓI HOJE.

RAFAEL CARDOSO

ATOR E EMPRESÁRIO. ENGAJADO

EM CAUSAS SOCIAIS E AMBIENTAIS.


• SUMÁRIO

06

Editorial / Festa VOi

Editorial / VOi Party

08

Expediente

12

Cartas

20

Moda

Menino de ouro

14

20

28

40

Notas

Moda / Menino de ouro

Entrevista / Lipe Fonteles

Interview / Lipe Fonteles

Principal / A Festa é Nossa

46

Saúde / Colchão ideal

50

Estilo / Barba, cabelo e chope

52

Arte / Expressões artísticas

54

Vitrine

56

Coluna / Provopar

58

Coluna / Joias eu uso por Tufy Karam Geara

72

60

62

Coluna / Acesso à cultura por Guilherme Klopffleisch

Coluna / Talento em foco por Valterci Santos

64

Coluna / Eventos by Mônica Gulin

66

Click

72

74

Evento

Conceito / Fashion history

82

82

90

92

Caderno Gastronômico

Bem-Estar

Test drive / Clássico ao alcance do bolso

Test drive / A classic in reach of one’s pocket

96

100

Esporte / No limite

Cultura

92

105

106

Blogueando / Crie seu estilo e seja feliz

Histórias / Amor de ônibus

10


A arte em metal

Atuamos principalmente na área residencial, na fabricação e montagem de

portões, portas, grades, corrimão, estrutura de escada, escada caracol,

guarda-corpo e móveis em ferro forjado e alumínio

FÁBRICA

41 3076 6898 | 9866 8283

Rua Epaminondas Santos, 2805

Bairro Alto - Curitiba - PR

SHOWROOM

41 3257 6090 | 3053 6090

Rua Estados Unidos, 1713

Boa Vista - Curitiba - PR

WWW.FUNDARTE.COM.BR


• CARTAS

NA MÍDIA

Capa da Edição 133/Agosto

com o ator Carlos Casagrande

A VOi mais uma vez foi sucesso no Facebook.

A presidente do Provopar Estadual, Carlise Kwiatkowski,

publicou em sua página um agradecimento

pela a parceria da entidade com a VOi.

Já a marca de roupas Cavalera compartilhou a

foto do ator Carlos Casagrande, capa da última

edição, usando um look da marca.

Muito boa a promoção da barbearia La España que a VOi lançou

no Facebook. Fui conhecer o novo espaço. Foi uma experiência além

do corte, o ambiente é muito agradável e o resultado ficou incrível.

Ricardo Prado, Curitiba (PR)

Achei muito legal que o Emanuel do vôlei de praia está envolvido

com projetos sociais em Curitiba. Ele foi um grande jogador e agora

é um comentarista extraordinário. Sempre acompanhei e continuo

acompanhando o trabalho desse grande atleta.

Simone Zanini, Curitiba (PR)

Grande Emanuel, excelente atleta. Gostei muito da reportagem

que mostrou a visita dele a Curitiba. As fotos da Olimpíada deixaram

saudades. Parabéns à VOi.

Raphael Fleischer, Curitiba (PR)

Muito bonita a entrevista com o ator Carlos Casagrande. Ele é um

super pai, muito educado, respeitoso e cheio de amor pelos filhos.

Mara Silva, Curitiba (PR)

Parabéns à Revista VOi e ao fotógrafo que cobriu o desfile da

Carmen Steffens. As fotos ficaram lindas e foi um prazer participar

do evento. Agradeço ao convite da querida amiga Tatiana Nikolaus.

Foi tudo mágico e perfeito.

Rebeca Macedo, Curitiba (PR)

Gostei bastante da última edição da VOi dedicada aos pais.

Até mesmo a Transformação foi masculina, e que transformação,

mudou totalmente o estilo do modelo. Parabéns aos profissionais

que fizeram o trabalho.

Jonathan Junior, Curitiba (PR)

NA REDE

www.facebook.com/revistavoicuritiba

www.revistavoi.com.br

12


@laespanabarberia

/laespanabarberia

41 3205 5123 - contatolaespana@gmail.com

Rua Saldanha Marinho 1560 - Centro - Curitiba


• NOTAS

Foto: divulgação

CARREIRA

e negócios

Simplificar métodos e melhorar resultados é o

sonho de todo empresário. Em períodos críticos,

como o atual, os donos de empresa revisam suas

operações e buscam novas maneiras de cortar

gastos e aumentar a receita. Essas metas podem

ser facilitadas com o uso da psicanálise e da

neurociência. Quem afirma é o diretor regional

da MBM Business School Curitiba, Freddy Rangel.

“O perfil do nosso aluno é o dono de empresa que

sente que ela está estagnada, mas pode ir mais

longe. Nosso foco é desenvolver e estimular todo o potencial do empresário e da sua empresa.” As aulas, exclusivamente

desenvolvidas para donos de empresas, são ministradas pela equipe do MBM Business School no Hotel Bourbon, no

centro de Curitiba. A nova turma acaba de iniciar as aulas de mais um curso cheio de aprendizados para os empresários.

ORGULHO

curitibano

14

CIDADES

modelos

A tenista curitibana Geórgia Gulin foi convocada para representar o Brasil nos

Jogos Mundiais Escolares em Trabzon na Turquia, junto com a delegação brasileira.

A competição envolveu 2.500 atletas de 40 países em 10 modalidades esportivas.

Do Brasil foram somente duas atletas escolhidas para o tênis no feminino. Geórgia

brilhou como vice-campeã nas duplas e chegou à semifinal na simples. Está

pintando mais uma atleta curitibana de ouro.

Aos paranaenses que levantam a bandeira do Estado,

uma boa notícia: o Mtur (Ministério do Turismo) divulgou

o novo Mapa do Turismo brasileiro no qual Curitiba

e Foz do Iguaçu foram incluídas na categoria A. Essa

seção representa os municípios com maiores demandas e

infraestrutura turística. Além de estimular e orientar novos

investimentos no setor nas cidades apontadas pelo Mapa,

os recursos designados pelo MTur passam a considerar

também a categorização dos destinos turísticos, para

atender as reais necessidades de cada município.

Foto: Davi Etelvino Foto: divulgação


Móveis que encantam pela beleza,

e impressionam pela qualidade.

Co

Av. Manoel Ribas, 3898 | Santa Felicidade | Curitiba | PR

artesanatodurigan

Artesanato Durigan

41. 9112 7187


• NOTAS

SHOW

memorável

Pela primeira vez em Curitiba e no sul do país, o tenor italiano,

Andrea Bocelli, ícone da música clássica, desembarca na capital

paranaense com apresentação única da turnê Cinema World Tour.

O espetáculo contempla o repertório do último disco do interprete

lançado em outubro passado para 75 países. O show será realizado

dia 19 de outubro na Arena da Baixada e os ingressos já estão à venda

no livepass.com.br.

Foto: divulgação

LOOK

certo

Karina Maciel, Celmi

Gorte, Tatiana Nikolaus,

franqueada CS e anfitriã da

festa, junto com Fernando

Tiburcio, gerente da Maison

Um superevento que reuniu

os principais influenciadores

digitais do mundo fashion no

Brasil. Assim foi a segunda

edição do F*Hits Fashion Day

realizado no Park Shopping

Barigüi. Dez influenciadores

prestaram consultoria gratuita

de moda e beleza aos clientes

em 45 lojas do shopping.

Entre as participantes estava

a Carmen Steffens Maison que recebeu Constanza Fernandez, do

blog Futilish. Na loja, a digital influencer selecionou e provou os

looks favoritos e atendeu às clientes que estavam na Maison. A CS

ainda preparou um delicioso coquetel com espumante e docinhos

para quem passou por lá.

Constanza

Fernandez com

look total Carmen

Steffens

Márcia Calil,

Tatiana e

Fernando

Fotos: Mauricio de Paula

Fernando, Tatiana e

Luciana Medeiros

A digital influencer com

Luciana Medeiros e Tatiana

Andressa Euzires

e Tatiana

16


Você SONHA,

nós CONSTRUÍMOS.

Excelência em

móveis personalizados.

www.wimovelaria.com.br

Tel.: 41 3153-0698 | Cel.:41 9665-9348

faleconosco@wimovelaria.com.br

Rua Gastão de Abreu Pires, 67 CIC - Curitiba / PR


• NOTAS

YOGA

no Parque

O programa YNP (Yoga no Parque) é a maior iniciativa

gratuita de prática de yoga no Brasil tendo oferecido,

desde 2010, aulas para mais de 80 mil pessoas nos

parques e praças de Curitiba e região. Quando o frio

diminui na capital paranaense é hora do início da

temporada de verão do YNP, quando estão planejadas

aulas gratuitas todos os dias. De outubro até fevereiro

são mais de 130 aulas programadas em quatro locais públicos de Curitiba. A expectativa é que mais de 30 mil pessoas

pratiquem yoga durante os cinco meses da temporada. Essa grande iniciativa requer a participação de mais de 10

profissionais na execução da temporada de verão, entre instrutores e pessoal de apoio, além de custos operacionais

de deslocamento e logística. No entanto, para conseguir viabilizar a temporada de verão, o YNP está lançando uma

campanha de crowdfunding para arrecadar recursos para cobrir os gastos do projeto até fevereiro de 2017. Qualquer

pessoa pode doar o valor que desejar e a meta é atingir R$ 15 mil, valor que cobriria todos os custos envolvidos nos

cinco meses de ação. O endereço para doar é: www.vakinha.com.br/vaquinha/temporada-de-verao-yoga-no-parque

Foto: Revista VOi

Foto: divulgação

ALTO

Rendimento

A empresária curitibana Letícia Saltori provou duas vezes o que é estar

preparada para não uma, mas duas provas de longa distância. A atleta

de alto rendimento chegou em primeiro lugar na prova em que os atletas

sobem a Serra do Rio do Rastro duas vezes no mesmo dia. Letícia foi

a primeira mulher a cruzar a linha de chegada, depois de percorrer

25 km (quilômetros) em 2h12m29s de prova. Mas o desafio estava só

começando. Com poucas horas para descansar, já no início da tarde

Letícia estava em Treviso, município próximo, para a segunda largada.

Agora seriam mais 42 km passando pela cidade de Lauro Müller (SC) e

subindo novamente em direção a Bom Jardim da Serra (SC). O resultado,

somado ao tempo que fez nos 25 quilômetros, (06h22m17s), lhe rendeu

o título do Desafio Samurai, que leva em conta os dois trajetos da Mizuno

Uphill Marathon.

ALTA

IMPEACHMENT

Após mais de 70 horas de julgamento,

chegou ao fim a votação do impeachment

de Dilma Rousseff no Senado Federal. Com

o impedimento da petista por 61 votos a 20,

Michel Temer assume oficialmente como

Presidente da República. A esperança é

que, com o fim da instabilidade política, a

economia volte a crescer. Sinais positivos

de melhora já tinham sido detectados pelo

mercado. Entretanto, agora com a efetivação

do cargo, a espectativa é que a economia se

aqueça de vez.

BAIXA

GASOLINA

Sem aviso prévio, o preço da gasolina nos

postos de Curitiba sofreu elevação de até

R$ 0,40. O Sindicombustíveis (PR) não

comentou, dizendo que a iniciativa parte

dos proprietários dos postos. Não houve

qualquer justificativa para o reajuste, que

foi muito mal visto já que aconteceu às

vésperas do feriado de 7 de setembro. Se

isso não for máfia, é no mínimo estranho

a coicindência da esmagadora maioria

dos postos aumentarem os preços sem

justificativa plausível.

18


• MODA

20


Menino

de ouro

Autor do ponto do título

olímpico, o curitibano

Lipe Fonteles prova que

a elite do voleibol masculino

é o lugar certo pra ele

Ficha técnica:

Fotógrafo: Rene Ernst

(www.ernstphotography.com.br)

Assistente de fotografia: Ney Ravanelli

Produção: Revista VOi

Roupas: Aramis

(www.aramis.com.br)

Locação: La España Barbería

(Facebook: /laespanabarberia)

SETEMBRO 21


• MODA

22


SETEMBRO 23


• MODA

24


SETEMBRO 25


• MODA

26


SETEMBRO 27


• ENTREVISTA

Lipe

Fonteles

Por Larissa Angeli

Fotografia: Rene Ernst

28


O

cenário era tenso, mas de esperança. Maracanãzinho lotado para assistir à final do vôlei masculino. Os adversários eram

os italianos, time o qual já havíamos perdido nas classificatórias. A pressão era do tamanho do Brasil e os pontos foram

disputados um a um, mas a medalha mais cobiçada veio levando o estádio inteiro à loucura. Era o tricampeonato que

comprovava que o Brasil é definitivamente o país do vôlei. Em quadra, uma seleção muito focada e com capacidade de se reinventar

a cada partida. Um time que joga unido, repleto de gênios. Entre os protagonistas da partida estava ele, o curitibano Luiz Felipe

Fonteles, ou só Lipe, como é conhecido. Apelido pequeno para um grande jogador. Explosivo e competitivo, como ele mesmo se

define, foi dele o ponto da partida. “Foi uma benção receber o presente de fazer o último ponto e ganhar a Olimpíada aqui em

casa.” De humildade ímpar, Lipe recebeu a VOi de braços abertos. Durante a sessão tirou fotos com todos os fãs que o abordaram,

sorriu e acenou para as buzinadas e deixou todos que pediram colocar a sonhada medalha de ouro no pescoço, afinal ela também

é de todos os brasileiros que acreditaram na histórica conquista. Lipe provou na entrevista que você lê a seguir o porquê merece

estar na elite do voleibol nacional. Imperdível!

SETEMBRO 29


• ENTREVISTA

Primeiro quero te perguntar como é ganhar uma Olimpíada

no Brasil. É mais emocionante por ser em casa? E

qual é a sensação de fazer o ponto do título?

As emoções são muito fortes e vêm ao mesmo tempo. Não

tem como descrever em uma palavra o que foi ganhar a

Olimpíada. Consagrou completamente minha carreira que

sempre foi de muita luta e dificuldade, pois sofri muitas

lesões e fiz três cirurgias de joelho. Foi uma benção receber

o presente de fazer o último ponto e ganhar aqui em

casa. A Olimpíada é o título maior do esporte, qualquer

atleta sonha em jogar uma, vencer, então, é algo incrível.

A felicidade é a maior de todas da minha carreira e espero

que sirva de motivação para muitas crianças começarem

a praticar esportes.

Sua grande atuação na Olimpíada foi na partida contra

a França, ainda na primeira fase, um jogo em que perder

significaria dar adeus. O que aconteceu naquele jogo?

Todos os treinos foram preparatórios para enfrentarmos

qualquer situação. Estava preparado e aquele momento

havia sido o de maior pressão que a seleção havia sentido.

Consegui jogar com tranquilidade porque sabia que estava

preparado para desempenhar a melhor qualidade técnica

com o melhor nível de agressividade. Independe se fossemos

ganhar ou não, sabia que a minha responsabilidade

seria muito bem representada naquele momento.

he scene was tense, but of hope. Maracanãzinho (the

T little indoor multisport stadium in Rio de Janeiro next

to the big Maracanão soccer stadium) was jam-packed

to watch the final of the men’s volleyball. The opponents

were the Italians, a team to which we had already lost to

in the qualifying round. The pressure was the size of Brazil

and points were being disputed one by one, but the most

coveted medal finally came, leaving the whole Stadium wild.

It was the third Championship that proved that Brazil is the

Country of Volleyball. On the court, it was a very focused

team with the ability to reinvent every game. A team that plays

together, and full of geniuses. Amongst the protagonists of

the match was Curitiba’s Luiz Felipe Fonteles, or just Lipe, as

he is known. The nickname for a great player. Explosive and

competitive, as he defines himself, he was responsible for the

match point. “It was a blessing to receive the gift of making

the last point and win at the Olympics here at home.” With

an odd humility, Lipe received VOi with open arms. During

the session, he took pictures with every fan who approached

him, he smiled and waved to the honking, and let everyone

who asked put the so dreamed of gold medal around their

neck, after all it belongs to all Brazilians, who believed in the

historic achievement. Lipe proved in the interview why he

deserves to be in the elite of Brazilian volleyball, which you

can read below. Check out the interview!

Não estava 100% clinicamente. Como é jogar contundido?

Sentiu dor? Em algum momento achou que não seria

possível chegar no final?

A última cirurgia que fiz foi em novembro do ano passado

e a recuperação não foi completa até me apresentar à seleção.

Tive muita dúvida se conseguiria estar em condições

de representar a seleção no nível que ela necessitava.

Quem me fez acreditar, mais que eu mesmo, foi a minha

esposa. Ela me ajudou muito na parte de recuperação física,

sempre acreditou em mim. Teve também a confiança da

comissão técnica de me convocar mesmo sabendo que

não estava tão bem. O Bernardo [técnico], junto com a

comissão técnica e comissão de médicos, cuidou muito de

mim. Treinava, mas quando percebiam a exaustão, eles me

tiravam para que não sobrecarregasse as articulações. A paciência

deles com a minha evolução foi muito importante

para que chegasse à Olimpíada com uma condição boa.

A seleção feminina vinha de um bicampeonato olímpico

e caiu surpreendentemente nas quartas de final. Vocês,

por outro lado, começaram oscilantes e a partir do jogo

com a França foram dominantes. A eliminação das garotas

influiu de alguma forma no time masculino?

Temos uma relação muito boa com as meninas, treinamos

todos juntos. Nos conhecemos, conversamos bastante. Na

minha opinião, elas têm um vôlei superior que a maioria

First, I want to ask you what it’s like to win at the Olympics

in Brazil. Is it more exciting because it’s at home? And how

does it feel to make the game point?

The emotions are very strong and come all at once. There’s no

way to describe in one word what it was like winning at the

Olympics. It completely made my career worthwhile, which

has always been a struggle and filled with difficulty, because

I have suffered many injuries, with three knee surgeries. It

was a blessing to receive the gift of making game point and

winning here at home. The Olympics is the biggest sporting

title, every athlete dreams of playing on a winning team, so it

is something incredible. The moment was the happiest in my

career and hopefully serves as a motivation for many children

to start playing sports.

Your best performance in the Olympics was in the match

against France, in the first phase, a game in which losing

would mean goodbye. What happened in that game?

All our training was preparation to be able to face any situation.

I was prepared and that moment was the one when

the team felt the most pressure. I was able to play calmly

because I knew that I was prepared technically to play at

my best and aggressively. It was independent whether we

won or not, I knew my responsibility would be to play my

very best at that time.

30


Rua Coronel Dulcídio, 517 • Loja 35 • Batel • Curitiba • PR

(41) 3014.7578 • pratanobre@gmail.com


• ENTREVISTA

das seleções do mundo. Elas brigam de frente com China

e EUA (Estados Unidos da América). Quando chegaram

as quartas de final, lembro que era um jogo tarde porque

tinha as nossas quartas contra a Argentina no dia seguinte,

e o Bernardo pediu para a gente descansar. Ninguém no

nosso apê conseguiu dormir antes de acabar o jogo. Foi

um 3 a 2 que acabou bem tarde, ficamos muito nervosos.

Sentia minha barriga queimando de nervoso. As meninas,

que eram as favoritas e a maior esperança do Brasil, perderam

nas quartas, e a gente sofrendo jogando duro com

todos os times, não éramos os favoritos, tínhamos equipes

brigando com a gente, o que seria? O próximo jogo era

com a Argentina, que é um jogo amarradaço. Assistir ao

jogo delas me deixou mais nervoso do que jogar o nosso.

Foi muito difícil.

A homenagem ao Serginho é uma das coisas mais marcantes

dessa Olimpíada. Qual a real importância dele

para o grupo?

Tem muita gente que não sabe, mas no começo da minha

carreira no Banespa, joguei com ele a segunda Superliga.

Tinha o Serginho, Rodrigão, Murilo, um time de gênios.

Ele é um cara simples, um líder que sempre quer o melhor

do time. Ele consegue transmitir dentro do jogo uma

confiança absurda, deixa todos tranquilos para jogar. Esse

cara tem que ser homenageado pelo resto da vida por tudo

que ele fez pelo vôlei. É o único atleta a fazer quatro finais

olímpicas seguidas na história. Isso é coisa de herói. Com

40 anos e uma cirurgia na coluna ele treinava mais que

eu com 32. Tenho orgulho de dizer que sou amigo do

Serginho, e que joguei com ele.

Curitiba não tem uma equipe de vôlei desde o Rexona

(feminino). Como surgiu seu interesse pelo esporte?

Morava com minha família atrás do Clube Curitibano onde

minha irmã, na época com 14 anos, começou a praticar

vôlei. Pensei que estava na hora de começar um esporte

e fui fazer teste para basquete. O técnico dela na época é

hoje auxiliar dessa seleção que foi campeã olímpica e ele

me viu na arquibancada e me disse: você vai fazer teste

para o vôlei. Acabei fazendo e me apaixonei de cara. A

partir dali não consegui pensar em nenhum esporte que

não fosse o vôlei. Mas era muito ruim, errava muita bola,

You weren’t 100%, what is it like playing while injured. Were

you in pain? At some point, did you feel that you would not

be able to reach the finals?

The last surgery I had was in November, last year, and my

recovery was not complete by the time I presented myself for

training. I was in doubt if I would be in a position to represent

the team at the level at which it needed. Who made me believe

in myself, was my wife. She helped me a lot on the physical

recovery, always believing in me. I also had the confidence

of the coaching staff, which selected me, even knowing that I

wasn’t fully recovered. Bernardo (coach) along with the Technical

and Medical Commissions took very good care of me. I

trained, but when they realized I was over extended, they took

me aside so as not to overload my joints. So their patience with

my evolution was very important for me being able to play in

the Olympics in good condition.

The women’s team was an Olympic two time winner and was

surprisingly defeated in the quarterfinals. On the other hand,

your team started out badly but beginning with the game with

France became more dominant. Did the women’s elimination

somehow have an influence on the men’s team?

We have a very good relationship with the women’s team, we

all train together. We meet, we talk a lot. In my opinion, they

have a game better than most teams in the world. They fought

against China and the USA. When they reached the quarter-

-finals, I remember it was a late night game because we had

our quarterfinal game against Argentina the following day, and

Bernardo asked us to rest up. No one in our apartment got any

sleep before the game was over. It was 3 to 2 and ended very

late, we were very nervous. I felt my stomach burning due to my

nervousness. The women, who were the Favorites and the best

hope for Brazil, lost in the quarterfinals, and we had suffered

playing hard against all teams, we weren’t the favorites, we had

teams fighting against us, now what would happen? The next

match was with Argentina, which would be tough. Watching

the women’s match had made me more nervous than playing

our own match. It was very difficult.

Honoring Serginho was one of the most remarkable things of

this Olympiad. What was his real importance to the Group?

There are many people who don’t know it, but at the beginning

of my career in Banespa, I played with him in the second Su-

Consegui jogar com tranquilidade porque sabia

que estava preparado para desempenhar a melhor

qualidade técnica com o melhor nível de agressividade

32


HÁ 23 ANOS

FORNECEMOS

PEDRAS

PERSONALIZADAS

COM QUALIDADE

A Dutras Pedras possui uma grande variedade

de produtos em Granitos, Mármores Importados,

Mármores Nacionais, Quartzo e Neolith.

Rua Rio Piquiri, nº 734 - Bairro Weissópolis - Pinhais

41 3352-5630 | 41 3667-3646 | 41 3022-1910

www.dutraspedras.com.br

(41) 9947-0307


• ENTREVISTA

não sabia nada do esporte. Fui treinando, evoluindo e me

dediquei muito. Isso aos 12 anos.

Conte um pouco da sua trajetória. Por quais times e

países passou?

Comecei em Curitiba, mas com 15 anos fui para Maringá

(PR), estudei no colégio Regina Mundi em 1999 e joguei

lá. Adorava, Maringá é muito especial para mim, tenho

muitos amigos lá. Depois fui para Blumenau (SC), São

Paulo (SP) e de lá para o exterior. Com 19 estava na Itália,

onde joguei quatro temporadas. Fiquei dois anos no Japão,

Grécia, voltei ao Brasil aí fui para Polônia, Turquia e voltei.

Desde o início da carreira, passou por três cirurgias no

joelho - um local um tanto complicado para um atleta.

Como seu corpo reage a elas? Por quanto tempo acredita

que ainda pode atuar em alto nível?

É bem difícil dizer. Todas as cirurgias que fiz a recuperação

foi dolorosa e lenta. Sempre tinha dúvida se conseguiria

voltar a jogar no mesmo nível. Na volta não se tem a mesma

explosão e velocidade. Demora muito tempo. Após a

recuperação inteira leva-se um ano para ter o nível anterior.

Acho que a minha condição física aguenta mais umas três

temporadas bem feitas. Não quero ser um cara que vai jogar

por jogar, quero jogar em alto nível, quero ajudar meu

time. Mas quem sabe, se aguentar mais continuo jogando,

porque adoro o esporte.

É possível viabilizar o vôlei em nossa cidade? O que

acha que falta para o vôlei e o esporte no geral ser mais

valorizado no Brasil?

Sonho em ter um time aqui. Tive uma reunião com o prefeito

e vou tentar usar ele para alcançar os empresários de

Curitiba, para ver se conseguimos viabilizar um time aqui.

O que necessita para as crianças é o exemplo. Temos que

aproveitar o titulo olímpico para motivá-las. O esporte é

formador de opinião e de cultura. Sei que isso é possível

porque em Taubaté (SP) o prefeito apoiava e a cidade desenvolveu

muito. Ele tirou muitas crianças da rua e hoje

elas têm o sonho de virar profissional e conseguir sustentar

a família com o esporte.

Fiquei sabendo que é fã de pôquer e sabemos que é uma

modalidade que usa demais o lado psicológico. Consegue

usar o pôquer de alguma maneira em quadra?

Sou um cara muito explosivo e competitivo. Quando

começo algo não me contento com pouco. Joguei o brasileiro

de pôquer, mas não foi suficiente, tive que jogar

o mundial. Participo da Liga Curitibana, inclusive recebi

uma homenagem recente deles. Sou apaixonado, gosto

do jogo da mente, mostrar que tem alguma coisa, mas na

verdade não ter. Esse jogo mental com o adversário, acho

espetacular. Também gosto do desafio de decifrar o cara.

perliga Championship. I played with Serginho, Rodrigão and

Murilo, a dream team. He is a simple person, a leader who

always wants the best for the team. He manages to convey

an absurd confidence within the game leading to everyone

becoming more relaxed while playing. He should be honored

for the rest of his life for all he did for volleyball. He is the

only athlete in history to make the Olympic finals four times

in a row. This makes him something of a hero. At 48 and after

surgery on his spinal cord, he trained harder than me at 32.

I am proud to say that I’m his friend, and I played with him.

Curitiba does not have a volleyball team since Rexona (a

women’s team). How did your interest in the sport come

about?

I lived with my family behind the Clube Curitibano where my

sister, at the time 14, started practicing volleyball. I thought it

was time to start a sport and I went to try out for basketball.

Her coach at the time, who, today, is an assistant coach of

the team, and an Olympic champion, saw me in the stands

and said to me: you should try out for volleyball. I ended

up doing this and fell in love with the game. From then on, I

couldn’t think of any sport that wasn’t volleyball. But I was

very bad, missed the ball a lot, and knew nothing of the sport.

But I continued training, evolving and dedicating myself too.

This at 12.

Tell us a little about your career. For which teams did you

play and in what countries?

I started in Curitiba, but at 15, I went to Maringá (PR), and

studied at Regina Mundi College in 99 and played there. I

loved it, Maringá is very special to me, I have many friends

there. Then, I went to Blumenau (SC), São Paulo (SP) and

from there abroad. At 19, I was in Italy, where I played for

four seasons. I spent two years in Japan and Greece, then

I returned to Brazil and then I went to Poland, Turkey, and

came back.

Since the beginning of your career, you have had three

surgeries on your knee – a bit of a complicated place for an

athlete. How did your body react to them? For how long

do you believe that you can still perform at a high level?

It’s really hard to say. For all the surgeries that I underwent,

recovery was slow and painful. There was always the doubt

if I could play at the same level. On the way back, you don’t

have the same explosion and speed. It takes a long time. After

full recovery, it takes you a year to regain your previous level.

I think my physical condition can take three more seasons. I

don’t want to be the guy who plays just to play, I want to play

at a high level, I want to help my team. But who knows, if my

knees hold up I may keep playing, because I love the sport.

Is it possible to see a volleyball team in our city? What do

you think lacks for volleyball and sports in general to be

34


100%

ecológica

Tecnologia

Brasileira

Fabricado no Brasil

LUXO É

P EÇA

PELO N

O

M

E

Aspecto natural sem necessidade de verniz e selador.

100% ecológica, produzida combinando sobras de madeira e resíduos plásticos.

Eficaz contra cupim e fungos, porque contém nanotecnologia. .

Baixa manutenção e durabilidade, sob sol e chuva.

M AD E P L AS T

Passarela Vereda - Casa Cor PR 2016

Fotógrafo: Felipe Rosa

Mão de Obra: Madepisos

Acesse madeplast.com.br

e descubra todas as vantagens

DECK . PERGOLADO . FACHADA . PIER . PASSARELA


• ENTREVISTA

O pôquer é um esporte como o xadrez, de desafiar com a

cabeça. Hoje jogo por hobby, mas quem saber mais para

frente não jogue profissionalmente.

Como segurar o emocional durante uma partida? O que é

mais fácil desandar quando está ganhando ou perdendo?

É mais fácil jogar quando está ganhando. As coisas vêm

mais fáceis e jogo mais solto. É possível brincar mais, enfim

a mente está limpa. Já quando está perdendo, é uma

situação de pressão. Fecha o foco do jogador e ele quer

resolver a situação de um jeito apenas, então fica muito

mais difícil buscar a solução e, muitas vezes, acaba buscando

a solução errada para um problema. A gente trabalhou

muito este ano com psicólogo sobre estar tranquilo em um

momento de pressão. Revendo os jogos é possível perceber

que a seleção não desandou, ninguém perdeu a cabeça

ou se desesperou, isso porque trabalhamos o relaxamento

em momento de stress.

No momento está sem clube, mas já surgiram propostas

do exterior (Irã, Polônia e Japão). Quais seus próximos

passos?

Tem a proposta real do Irã. Tem uma da Polônia também

e do São Bernardo que esta fechando um patrocínio com

o Corinthians, mas é muito provável que tenha que voltar

para o exterior nessa temporada.

Qual a perspectiva da seleção daqui para frente? Acredita

que essa seleção tem fôlego para 2020 em Tóquio?

Com certeza, porque a molecada que está lá é mais nova.

Então a base inteira vai continuar: Bruno, Lucão, Lucarelli,

Maurício, Douglas, Wallace. Eu jogo só se a comissão confiar

muito em mim, se ela acreditar que não vou atrapalhar,

mas já estou no meu limite.

É torcedor do Coritiba, antes da entrevista estava lá no

Alto da Glória. É possível para um atleta do seu nível,

em meio a tantos compromissos, conseguir acompanhar

o time?

Esta temporada foi mais difícil por causa da Olimpíada.

Fiquei muito focado. Eles estão em dificuldade, mas fui lá

falei que estava trazendo uma energia olímpica para ver se

more valued in Brazil?

I dream of having a team here. I had a meeting with the Mayor

to try to use him to reach out to entrepreneurs in Curitiba

to see if we can get a team here. What is needed is for the

children to have an example. We have to use the Olympic

title to motivate them. The sport is creates of opinion makers

and culture. I know this is possible because, in Taubaté (SP),

the Mayor supported the idea and the City has developed a

lot. He took many children off the street, and today, many

have the dream of turning pro and being able to support their

family from the sport.

I have heard that you’re a fan of Poker and we know it’s a

mode that very much uses one’s psychological side. Do you

use Poker somehow on the Court?

I am a very explosive and competitive person. When I start

something, I am not content with achieving little. I played

Brazilian Poker, but it wasn’t enough, I had to play World

Poker. I participate in the Liga Curitibana (Curitiba League),

and inclusively I received a recent tribute from them. I’m in

love with the game; I like mind games where you show that

you have something, but you actually don’t. It’s a mind game

with the opponent, I think it’s spectacular. I also like the

challenge to decipher the person. Poker is a sport like chess,

challenging someone using your head. Today, I play as a hobby,

but who knows, going forward I may play professionally.

How do you handle the emotional side during a match? Is

it easier to lose it when you’re winning or losing?

It’s much easier to play when you’re winning. Things come

easier and you play more openly. You can joke around more,

the mind is open. When you’re losing, it’s a pressure situation.

The player becomes completely focused and he wants to

resolve the situation in the only way possible, so it becomes

much harder to look for the right solution, often ending up

looking at the wrong solution to the problem. We worked

hard this year with a psychologist about being more tranquil

in such moments. By reviewing games, it is possible to realize

that the team never lost it, nobody lost their head or despaired,

that’s because we worked on relaxing at times of stress.

At the moment you’re out of a Club, but the proposals have

Tive muita dúvida se conseguiria estar em condições de

representar a seleção no nível que ela necessitava. Quem me fez

acreditar, mais que eu mesmo, foi a minha esposa

36


• ENTREVISTA

ajuda a levantar um pouco essa dificuldade que eles estão

passando. Sou atleta e sei que em alguns momentos você

não consegue ganhar por mais que tente. Pedi a ajuda e a

compreensão da torcida nesse momento de dificuldade.

Quanto mais a torcida agride, quanto mais ela pega no pé,

pior vai ser o desenvolvimento do atleta. Para o jogador

jogar bem ele precisa estar tranquilo, confiante, saber que

tem gente apoiando. Além de jogadores e atletas, somos

pessoas, seres humanos que têm famílias e às vezes o

torcedor acaba falando coisas agressivas que agridem o

jogador, a família dele. Pode ficar triste com o resultado,

mas tem que apoiar o time até o final. O Coritiba é um

time de história, já foi campeão brasileiro há algum tempo.

Os torcedores sonham com mais um título e tem tudo

para acontecer.

Na sua opinião, Bernardinho continua ou sai?

Ele merece um descanso, mas por ele, ele não sai. Ele é

um cara que aceita todos os desafios e não consegue parar.

O Bruno [filho dele e jogador da seleção] sugeriu que ele

descanse e aproveite a família, porque é muito estressante

o trabalho dele. Emenda o clube com a seleção e não tem

folga. Acho que é interessante que ele se cuide um pouco

mais. Mas sei que pelo vôlei ele quer continuar.

Para finalizar, qual seu lugar favorito em Curitiba?

Gosto de chegar no aeroporto e saber que estou em casa.

Quando tem feriado nem viajo, fico aqui mesmo. Tem

muitos lugares que gosto. Amo os parques. Gosto de levar

minha esposa para jantar, apreciar um bom vinho. Curitiba

tem restaurantes fantásticos.

Quanto mais a torcida

agride, quanto mais ela

pega no pé, pior vai ser o

desenvolvimento do atleta.

Para o jogador jogar bem

ele precisa estar tranquilo,

confiante, saber que tem

gente apoiando

already emerged (Iran and Japan). What is your next move?

I have a real proposal from Iran. One from Poland and also

São Bernardo that is closing a sponsorship with Corinthians,

but it is very likely that I have to go back overseas this season.

What is the prospect for the team going forward? Do you

think that this team has what it takes for 2020 in Tokyo?

For sure, because the team is young. And, the entire base

will continue: Bruno, Lucão, Lucarelli, Maurício, Douglas,

Wallace. I will only play if the Commission puts trust in me,

if it believes that I won’t get in the way, but I’m at my limit.

You are a Coritiba (soccer club) supporter, inclusively you

recently went there. Is it possible for an athlete of your level,

amid so many commitments, to keep up with the team?

This season, it was very difficult because of the Olympics. I

was very focused. They are in trouble, but I went there and

told them that I was passing along some Olympic energy to

see if it will help lift them up a little to overcome this difficulty

that they are going through right now. I am an athlete and I

know that sometimes you can’t win no matter how much you

try. I ask for the help and understanding of the fans at this

difficult time. The more the fans complain, the more bothered

the team becomes, and the worse the athlete’s performance

is going to be. For the players to play well, they need to be

calm, confident, knowing that there are people supporting

them. In addition to being players and athletes, we are people,

human beings who have families, and sometimes, the fans

just say aggressive things than harm the player, his family.

You can be sad with the result, but you have to support the

team to the end. Coritiba is a team with a history, it won the

Brazilian championship some time ago. Fans dream of one

more title and there is everything for this to happen.

In your opinion, will Bernardinho continue or leave?

He deserves a break, but if it’s up to him, he won’t leave.

He’s a person who takes on all challenges and can’t stop.

Bruno [his son and team player] suggested that he take a break

and enjoy the family, because it has been very stressful. By

managing the Country’s team as well as a club team, there

has no spare time. I think it would be better for him that he

takes a little more care of himself. But I know that he wants

to continue with volleyball.

Finally, what’s your favorite place in Curitiba?

I like arriving at the airport and know that I’m home. On holidays,

I don’t travel, I stay right here. Curitiba has many places

that I like. I love the parks. I like to take my wife out to dinner,

enjoy a good wine, and Curitiba has fantastic restaurants.

38


Aqui toda a expressão

da sua arte aparece

BALLET CLÁSSICO ZUMBA

DANÇAS URBANAS SAPATEADO

JAZZ DANÇA CONTEMPORÂNEA

www.labelledance.com.br

Rua Brasílio Itiberê, 4169 - Curitiba /PR

41 3029-1055 • contato@labelledance.com


• PRINCIPAL

Fotos: Revista VOi e Fabiano Mendes

EDIÇÃO 2016 DA

FESTA DA VOI SERÁ

HISTÓRICA

40


A Festa

é Nossa

T

radição é algo fundamental para a sociedade,

pois somente por meio dela é

possível criar raízes e consolidar o nome

entre aqueles que fazem a diferença. É por isso

que setembro está sempre reservado no coração

do curitibano e em 2016 não será diferente: dia

21 será realizada a Festa da VOi, evento que

marca a celebração entre leitores e parceiros

em uma noite que promete ficar na memória.

“Procuramos oferecer aos nossos leitores e

parceiros um encontro em que todos os detalhes

são elaborados para maximizar a experiência”,

diz Fábio Alexandre Machado, diretor comercial

da VOi. “É um momento de celebração, uma

festa em que todos querem estar”, completa.

SETEMBRO 41


• PRINCIPAL

Em 2016 a festa acontece mais uma vez no

Espaço Torres. A escolha é clara: o local é um

dos espaços mais bem estruturados de Curitiba.

Conta com estacionamento próprio, climatização,

ambientes integrados, anfiteatro e salões

de todos os portes. Além disso, a própria casa

será responsável pelo sempre elogiado buffet,

enquanto os deliciosos doces ficam por conta da

doceira Márcia Ferro, que além de fazer um carinho

na alma de tamanha delícia ainda deixam a

decoração do ambiente mais especial. Este ano

a bebida oficial da Festa VOi será oferecida pela

cervejaria Klein, de Campo Largo (PR), referência

42


nacional na produção de cervejas especiais.

Este ano os patrocinadores oficiais do evento

são a Carmen Steffens, marca brasileira consolidada

de roupas com 550 lojas em 18 países e a

fabricante de cosméticos curitibana Natuphitus,

com as linhas de maquiagem Evelize e a de

produtos para cabelo Yabae, também sucesso

no Brasil inteiro.

Claro que como em todas as edições os convidados

podem esperar por surpresas no decorrer

da noite: apresentações, desfiles, música e muita

animação. A festa é mais uma oportunidade

que a VOi proporciona para parceiros e amigos

aprimorarem o networking em uma noite perfeita

e memorável. Na edição anterior, realizada em

setembro de 2015, o evento reuniu mais de 600

convidados.

A REVISTA VOI É

HOJE O VEÍCULO DE

COMUNICAÇÃO QUE

MELHOR RETRATA A

SOCIEDADE CURITIBANA.

POSTO CONQUISTADO

APÓS MAIS DE UMA

DÉCADA DE DEDICAÇÃO

E ESFORÇO PARA

RETRATAR OS MELHORES

PERSONAGENS QUE

CONSTROEM, ALÉM DE

SUA PRÓPRIA HISTÓRIA,

A HISTÓRIA DE NOSSA

CIDADE

SETEMBRO 43


• PRINCIPAL

TRADIÇÃO E CONFIANÇA

Já são 13 anos de história e é inegável que

a Revista VOi é hoje o veículo de comunicação

que melhor retrata a sociedade curitibana. Posto

conquistado após mais de uma década de

dedicação e esforço para retratar os melhores

personagens que constroem, além de sua própria

história, a história de nossa cidade. “O retorno

que temos do mercado nos dá uma sensação

de dever cumprido, mas mesmo assim não nos

acomodamos: buscamos sempre evoluir para

continuar ocupando esta posição de confiança

perante nosso público”, garante Fábio.

Hoje a Revista tem sua estratégia consolidada;

na capa traz sempre um grande nome

de relevância cultural. Há ainda editorias

diversificadas: test drive, esporte, bem-estar,

moda, gastronomia, turismo, agenda cultural,

novidades, saúde e beleza. Aos parceiros ainda

são oferecidas ferramentas online: são mais de

15 mil likes e índices de visualização e interação

elevados, consolidando mais um canal de

divulgação.

O top DJ Diego Fragoso vai embalar a Festa

VOi. Além de detonar nas pick-ups, Diego é um

dos modelos mais requisitados da atualidade

44


• SAÚDE

Colchão

ideal

Fotos: divulgação

Alguns problemas de saúde podem

estar ligados ao colchão errado para

a necessidade da pessoa ou o mau

estado de conservação do produto

46


A

quela história de que é no colchão que passamos

1/3 da nossa vida já é velha conhecida, mas ainda

existem pessoas que abrem mão de investir em

um produto de qualidade e que atenda às necessidades

específicas. Muita gente até mesmo não faz a associação

que algumas doenças que afetam a nossa qualidade de

vida podem estar relacionadas ao uso do colchão errado.

Então fique atento: se você é daqueles que não investem

em colchão, a Revista VOi conversou com quem entende

do assunto para mudar sua ideia.

ALERGIA

Entre as doenças causadas pelo colchão em mau estado

de conservação está o desenvolvimento de quadros alérgicos,

gerado por ácaros e outros micro-organismos que se

alimentam da escamação da pele e do suor. Cezar Lima,

proprietário da Sleep Home Colchões, empresa com 25

anos de expertise, aconselha que seja adquirido um protetor

junto com o colchão.

“Assim os micro-organismos ficarão no protetor e quando

este for retirado para lavar todos os bichinhos serão eliminados.”

Além deste cuidado, ele lembra que alguns possuem

tratamento anti-ácaros na espuma e no tecido e outros com

íons de prata, técnica comum em desodorantes, eficaz em

eliminar bactérias que causam alergias e mau cheiro.

PROBLEMAS NA COLUNA

Cezar lembra que ainda existe uma lenda que para ser

ortopédico o colchão precisa ser duro. “Isto está errado.

O colchão ideal é aquele que mantém a coluna reta e é

confortável.” Isso porque um colchão muito firme, pode

forçar uma inclinação da coluna para cima enquanto um

sem suporte pode forçar para baixo. “Por isso o colchão

ideal é aquele que seja confortável, contornando as curvas

do corpo e mantendo a coluna reta”, aconselha.

DORES MUSCULARES

Para evitá-las o ideal são colchões que contornem o

corpo, sem oferecer resistência à pele e consequentemente

a circulação sanguínea. Para isso existem várias combinações

de tecnologias sejam no sistema de molejo, espuma

ou tecido. “Um exemplo está no modelo Victoria Linen

Gel, produto da King Koil com duplo sistema de molejo e

três zonas de suporte para a coluna, camadas de espumas

especiais como a visco elástica, látex natural e aplicação

de manta em gel”, descreve Cezar sobre as propriedades.

Outro modelo é o Evolution Látex, da Simmons, que

também conta com duplo sistema de molejo, espumas de

alta performance com gel infundido e látex com acabamento

em tecido de malha belga de alta gramatura. “Da Simmons,

ainda, temos o modelo Green Land Cotton Ice com molas

SETEMBRO 47


• SAÚDE

ensacada exclusiva de 18 cm (centímetros),

espuma visco elástica, visco gel e Látex Special

Comfort tudo isso com acabamento em nobre

tecido de malha com lurex de ouro”, destaca. Vale

lembrar que este tecido, além da beleza e toque sem

igual, possui efeito relaxante mais rápido, pois tem a

capacidade de descarregar a energia eletrostática que o

corpo adquire durante o dia.

INSÔNIA

Este problema pode ter como causa a dificuldade em

iniciar o sono ou a perda dele durante o descanso. Os colchões

com a nova tecnologia de gel, ajudam no chamado

conforto térmico que faz com que o corpo adormeça mais

rápido. A situação é simples: para o corpo entrar em estado

de dormência ele precisa atingir uma temperatura confortável.

“A aplicação do gel nos colchões ajuda a regular a

temperatura. Em dias muito quentes estas espumas trazem a

temperatura do corpo para baixo e em dias frios, a regulam

a temperatura mais rápido”, salienta Cezar.

MOLA OU ESPUMA? MACIO OU FIRME?

SABIA QUE É TUDO UMA QUESTÃO DE PREFERÊNCIA? GERALMENTE

PESSOAS ACOSTUMADAS COM COLCHÕES DE ESPUMA, TENDEM A

GOSTAR DOS MAIS FIRMES. JÁ AS QUE EXPERIMENTARAM COLCHÕES

MAIS MACIOS (GERALMENTE QUEM VIAJA MUITO EM HOTÉIS NO

EXTERIOR) PROCURAM PELOS MAIS CONFORTÁVEIS. “BONS

COLCHÕES DE MOLEJO POSSUEM MAIOR DURABILIDADE

E CONFORTO QUE COLCHÕES DE ESPUMA. PORÉM, NO

MERCADO EXISTEM MUITOS PRODUTOS DE BAIXÍSSIMA

QUALIDADE, ONDE PRIORIZA-SE SOMENTE PREÇO OU

UMA BELEZA EXTERNA SEM BOM CONTEÚDO”,

ALERTA CEZAR. A SLEEP HOME CONTA COM

COLCHÕES EM ESPUMA E MOLEJO DE

ALTÍSSIMA QUALIDADE E COM VISUAL

ATRAENTE PARA TODAS

AS PREFERÊNCIAS

TRAVESSEIRO

Isso mesmo, o travesseiro também tem papel fundamental

para uma boa noite de sono. Você sabia que o ideal é

utilizar um tipo para cada posição na cama (lado, costas ou

bruços)? Sabemos que a maioria das pessoas não costumam

ficar na mesma posição a noite toda, por isso algumas regras

são importantes para auxiliar na escolha: “se a pessoa dorme

a maior parte do tempo de lado, o ideal é utilizar travesseiros

que contemplem a altura do ombro até o pescoço. Já as que

dormem de costas ou de bruços, deve escolher travesseiros

baixos”, ensina Cezar. Alguns travesseiros da Sleep Home

possuem regulagem de altura, assim é possível ajeitar em

casa a forma mais confortável. Travesseiros em Látex Natural

Talaley, em especial os da marca Dunlopillo, são uma

ótima escolha. Outro modelo exclusivo da Sleep Home é o

Theva MemoGel, que se molda à altura necessária durante

a posição de sono.

TUDO EM DIA

SABE AQUELAS DICAS

DE CONSERVAÇÃO QUE

O VENDEDOR ORIENTA A FAZER,

MAS NA MAIORIA DAS VEZES DEIXAMOS

DE LADO? ENTÃO, ARRUME UM TEMPINHO,

POIS A CONSERVAÇÃO AJUDA NA VIDA ÚTIL:

Foto: Valterci Santos

• EVITE CONSUMIR ALIMENTOS NA CAMA E ASPIRE

O COLCHÃO DE VEZ EM QUANDO;

48

• NÃO DEIXE DE COLOCAR A CAPA PROTETORA,

PARA EVITAR A PROLIFERAÇÃO DE ÁCAROS

E MICRO-ORGANISMOS;

SLEEP HOME COLCHÕES

• O FAMOSO GIRO DO COLCHÃO É INDISPENSÁVEL E DEVE SER

www.sleephome.com.br

FEITO DE FORMA ROTINEIRA PARA EVITAR QUE UMA

Batel: Carlos de Carvalho, 1251 - Curitiba (PR)

PARTE DO COLCHÃO FIQUE VIRGEM

Jardim Social: Augusto Stresser, 1919 e 1916 - Curitiba (PR)

ENQUANTO OUTRA MAIS

Portão: Cel. Airton Plaisant, 1864 - Curitiba (PR)

São José dos Pinhais: Praça Oito de Janeiro, 1319 - São José dos Pinhais (PR)

DESGASTADA.

Ponta Grossa: Francisco Burzio, 583 - Ponta Grossa (PR)

Fone: (41) 3042-1111


acquarosa.com.br contato@acquarosa.com.br 41 3245-8034 41 9143-8068

R


• ESTILO

Fotos: Fabiano Mendes

BARBA,

CABELO

E CHOPE

U

m local para reunir os amigos, levar a namorada,

curtir com os filhos e porque não,

cuidar da estética. A Praça da Espanha ficou

mais completa nas opções de lazer com a chegada

da La España Barbería. O nome, bastante sugestivo,

faz exatamente alusão ao país ibérico e ao local da

capital que os sócios-proprietários Giovanne Simão

e João Adriano Rodrigues escolheram para acolher

o novo empreendimento. A Espanha serviu tanto

de inspiração que toda a identidade visual da casa

remete a ela.

Frequentadores assíduos da praça, eles viram

que nela se concentravam diferentes tribos - como

o pessoal chegado em uma Harley-Davidson, ou os

que preferem os carros antigos e também aqueles

apenas à procura de um local agradável para passar

uma tarde de sábado – e é claro, um público

masculino bastante expressivo. Então, a barbearia

surgiu como opção para dar um tapa no visual, mas

também para quem estiver com a barba, cabelo e

bigode em dia, apenas tomar um chope acompanhado

dos amigos.

O time da casa é composto por experts em cortes

masculinos, liderados pelo chefe João Adriano. Do

social ao moderno, a equipe é capaz de transformar

qualquer visual sem graça em um look da hora. A

sugestão são os cortes do momento razor part, skin

fade e undercut, este o queridinho das celebridades.

“Oferecemos serviços para o público masculino,

mas não apenas cuidado de beleza. Temos vários

chopes e funcionamos com um pub. Então dá para

levar os amigos, conversar, enfim passar a tarde por

aqui”, conta Giovanne.

INFORMAÇÕES:

La España Barbería

Rua Saldanha Marinho, 1560

Telefone: (41) 3205-5123

/laespanabarberia

50


Já imaginou uma

PALESTRA MOTIVACIONAL

inesquecível no seu

próximo evento?

E que tal uma atração

MÁGICA na

confraternização da

empresa?

Apoiadores:

www.jeffaragon.com

www.segredodamotivacao.com.br

41 3081-0907 | 41 9842-7600

contato@jeffaragon.com

Palestras Motivacionais e Shows lúdicos

www.orfeuproducoes.com.br


• ARTE

Foto: Vitor Dias

Foto: Vitor Dias

Expressões

artísticas

CENA HUM COMPLETA DUAS

DÉCADAS DE ATUAÇÃO COM NOVA

ESTRATÉGIA DE MERCADO

Foto: Vitor Dias

H

oje em dia é cada vez mais presente em

nossa sociedade o poder que a arte tem

de modificar vidas e traçar novos futuros.

Entretanto, essa já era a visão de George Sada

há duas décadas, quando fundou a Cena Hum

Academia de Artes Cênicas.

O objetivo era oferecer um espaço com cursos

teatrais e outras formações para todas as idades.

“Na época, em 1995, não existia nenhuma

escola com conteúdo e ementa para crianças e

jovens, apenas cursos superior e técnico”, lembra

George. “Ao entrar no mercado em Curitiba,

revolucionamos esse cenário artístico como a

primeira academia com este foco”, enaltece o

fundador, que destaca ainda, que o nome Hum

foi inspirado na palavra Humano.

Para celebrar mais um aniversário – o de 21

anos em dezembro – nada melhor que ampliar a

atuação. Isso mesmo, a academia acaba de virar

Grupo Cena Hum, que além de atuar nas quatro

áreas das artes cênicas (teatro, dança, circo e

ópera) passa a contar com uma produtora e um

instituto de cunho social.

“Com a produtora, abrimos mais um nicho

para a formação e produção cultural em outras

áreas como artes plásticas, literatura, televisão e

cinema. Sem contar que agora passamos atuar

na parte musical”, explica George.

Já o Instituto Cena Hum vem de uma grande

paixão do fundador, que é a de utilizar a arte

para fins sociais em quatro setores: assistência

humanitária, educação social, proteção animal e

preservação ambiental. “A produtora e o instituto

nasceram dentro da academia. A gente atuava

de maneira voluntária, sempre buscávamos uma

forma de encaminhar atores para cinema ou

montávamos espetáculos. Agora temos todos os

recursos para atuar nesse sentido.”

Foto: Ana Caetano

“Atrás de toda personagem

existe um artista, mas

nosso grande interesse é

buscar atrás desse artista

um ser humano. Somos

uma grande família. Em 21

anos, o Cena Hum mudou

não só a minha vida, mas

a de muita gente”

George Sada, fundador e

sócio-proprietário da Cena Hum

52


Desenvolvemos embalagens

personalizadas de acordo

com a sua necessidade

• CAIXA DE PAPEL PERSONALIZADA •

• SACOLA DE PAPEL PERSONALIZADA •

• PAPEL SEDA PERSONALIZADO •

A Pitney é sinônimo de qualidade agilidade

competitividade e pontualidade.

R. Carlos Essenfelder, 3750 - Boqueirão

Curitiba - PR | (41) 3286.2092

pitney@pitney.com.br

www.pitneyembalagens.com.br


Foto: Valterci Santos

Foto: divulgação

Moda

PRAIA

A cada dia estamos mais apaixonados pela linha beachwear

Carmen Steffens, que chegou com tudo para o verão! Será

impossível não arrasar com este maiô que traz estampa exclusiva

complementada por delicados bordados pretos e charmoso decote.

Queremos já

Onde encontrar: Carmen Steffens (Park Shopping Barigüi)

Valor: sob consulta

Toque a MAIS

Os acessórios têm o poder de modificar

totalmente uma produção. Aposte sem medo de

errar em uma joia maior para dar um up em um

look mais simples ou arrase totalmente com uma

roupa mais chique. O anel e pulseira em prata

com banho ródio e pérolas barrocas atendem

perfeitamente as duas propostas

Onde encontrar: Prata Nobre

Valor: sob consulta

Foto: divulgação

Dia e NOITE

Que tal apostar em um calçado para qualquer

ocasião? Na loja virtual da Beka Calçados você

encontra esse lindo sapato scarpin Bottero

confeccionado em couro nobuck na cor preta e

salto grosso

Foto: Valterci Santos

Onde encontrar:

www.ruateffe.com.br/bekacalcados

Referência: 251301

Valor: R$142,90

Banco

VERSÁTIL

Que tal deixar seu jardim ou sacada com um toque romântico e clássico? As namoradeiras, além de lindas, são

opções funcionais para esses espaços. O modelo Primavera traz design delicado sem deixar de lado o aconchego.

Disponível em várias cores sob encomenda

Onde encontrar: Fund’Arte

Valor: R$580,00

54


+

tosa

banho

hotel

DAY CARE

Em vez de deixar seu cachorrinho sozinho em casa o dia todo

estragando seus sapatos, incomodando os vizinhos e fazendo

muita bagunça, experimente levá-lo para brincar e gastar

energia em um local próprio para isso. Esse é o propósito do

Day Care. No Diversão você pode optar pelo dia completo ou

apenas meio período que corresponde a 4 horas. Todo o espaço

foi pensado para o seu pet se divertir ao máximo e no final do

dia chegar em casa e se jogar no sofá para tirar aquele cochilo

junto com você. O parquinho próprio tem bolas, passarela,

obstáculos e monitores que passam o dia cuidando do seu

bichinho. E quando bater aquela saudade, fique tranquilo, no

Diversão todo o espaço é monitorado por câmeras, é só baixar o

aplicativo no seu celular e ver o que o seu melhor amigo está

aprontando. Ah, não se esqueça de deixar todas as vacinas em

dia, assim você protege o seu pet e os novos amiguinhos dele

muito +

Rua José Naves da Cunha, 21 -Seminário

(41) 3011.8919 | (41) 8865.7335

diversao.caes

@diversao.pet


• COLUNA

MENÇÃO HONROSA PARA O PROVOPAR

Provopar

Fazer o bem

Em solenidade que marcou os 162 anos da Polícia

Militar do Paraná e os 57 anos da Cruzada Social

Cosme e Damião de Proteção à Maternidade e à

Infância da Corporação, o Provopar Estadual recebeu

Menção Honrosa concedida pelo Deputado Estadual

Ademar Traiano durante sessão solene da Assembleia

Legislativa do Paraná, pelo apoio prestado à instituição

militar nos últimos anos. O diploma foi entregue pelo

presidente em exercício da Casa, deputado Jonas

Guimarães, e o deputado Pedro Lupion à presidente

do Provopar Estadual, Carlise Kwiatkowski, e ao vicepresidente

Tufy Karam Geara.

DOMINGO TEM TEATRO

Mais de mil brinquedos é o que o Provopar espera arrecadar com o

programa Domingo Tem Teatro, da Secretaria de Estado da Cultura,

que selecionou 15 grupos teatrais para a realização de espetáculos

destinados às crianças e adolescentes nas manhãs de domingo, no

Teatro José Maria Santos, no bairro São Francisco. O ingresso é um

brinquedo novo e o encerramento do programa acontece no dia 13 de

novembro. Até lá, todo domingo tem teatro. Programação Setembro:

04/09 - Fiabe, cozinha fantástica italiana - 11/09 - Lazarilho - 18/09 -

A Bela e a Fera - 25/09 - João e Maria.

DIA DO ESTAGIÁRIO DO MP

Fotos: Emanoel Caldeira

A Presidente do Provopar Estadual, Carlise

Kwiatkowski, no Ministério Público Estadual, em

comemorações ao Dia do Estagiário, juntamente

com o Procurador Geral de Justiça Dr. Ivonei Sfoggia

e o Procurador e Coordenador da Ceaf (Centro de

Estudos e Aperfeiçoamento Funcional) Dr. Eduardo

Cambi, onde o Provopar Estadual contemplou com

um notebook a estagiária Giuly Biancato da Silva,

ganhadora do concurso da melhor frase: Estagiar é

evoluir aprendendo, é aprender praticando!

NOTA PARANÁ

Corrente da Solidariedade

Cada dia que passa a corrente da solidariedade do Provopar ganha um novo

parceiro. Dezenas de empresas arrecadam notas fiscais que eram descartadas e

hoje transformam vidas, por meio dos créditos do programa Nota Paraná.

Venha ser um elo desta corrente

Telefone: (41) 3234-1118

contatos@provoparestadual.org.br / www.provoparestadual.org.br

Nossa missão é promover a melhoria da

qualidade de vida de pessoas em vulnerabilidade

social. As ações garantem a

valorização da família e a inclusão social.

Em atendimentos com a Defesa Civil, atua

em situações de emergência, catástrofe e

calamidade.

Torne-se um parceiro e venha fazer parte

desta corrente solidária em favor do desenvolvimento

social em nosso Estado.

E-mail: eventos@provoparestadual.org.br

PRÊMIO AMPRO GLOBESAWARDS 2016

O Projeto Natal Encantado do Paraná, ganhou o prêmio AMPRO

GLOBESAWARDS 2016, considerado o maior reconhecimento

de marketing promocional. Em 2012 e 2013 o projeto também

recebeu o prêmio. Vitória alcançada em razão das ações

do Provopar Estadual, todas reconhecidas como de estrema

responsabilidade social da região sul e sudeste do Brasil. Nossos

agradecimentos aos amigos do Grupo Canal Comunicação e

Mkt, ao Governo do Estado do Paraná, aos patrocinadores e

apoiadores que alavancam o projeto do Provopar Estadual. No

mês de setembro estaremos disputando a etapa nacional!

56


• COLUNA

Joia eu uso

Quanto vale uma

medalha olímpica

de ouro?

Foto: divulgação

Foto: Ministério do Esporte

O colunista Tufy Karam Geara é

empresário do setor joalheiro

Contato: contato@revistavoi.com.br

As medalhas olímpicas são objeto de desejo se todos os atletas que participam

da competição. No evento do Rio, 10.500 atletas de 206 países disputaram 2.488

medalhas, sendo 812 douradas. Mas nem tudo que reluz é ouro, a composição de

uma medalha olímpica mais desejada é de 92,5% de prata e 6,16% de cobre e apenas

1,34% de ouro.

O Comitê Olímpico Internacional estabelece que cada medalha de ouro deve

conter no mínimo 6 g (gramas) de ouro 24 quilates. As do Rio 2016, pesam 500 g,

seu custo com base na sua composição, segundo o Conselho Mundial do Ouro, é

de cerca de US$ 600.

Pela sua importância e valor agregado as medalhas podem atingir preços relevantes

para colecionadores. Para termos ideia, uma medalha de um atleta não muito famoso

chega a valer US$ 10 mil em leilões. Mas há casos especiais, como a do atleta Jesse

Owens, que teve a medalha leiloada em 2013 por U$ 1,47 milhão, preço recorde

para uma medalha olímpica.

As do Rio 2016, produzidas pela Casa da Moeda do Brasil, têm diâmetro de 85

mm (milímetros) e peso de 500 g. Seu projeto mostra folhas de louro em volta dos

dizeres Rio 2016, símbolos de vitória na Grécia antiga. Seu objetivo era representar

não só excelência atlética mas também as forças da natureza.

Critérios ambientais foram exigidos para a confecção, não sendo permitido o uso

de mercúrio, grande poluidor. Para as medalhas de prata e bronze foram usados 30%

de material reciclado.

Para medalhas dos jogos Paralímpicos foi incorporado um dispositivo interno que

faz barulho quando sacudida, para que seja reconhecida por deficientes visuais. O

ouro é o mais barulhento, o ouro está presente em todas as ocasiões importantes na

vida das pessoas, sendo um presente ou como um troféu vencedor.

58


UMA NOVA MODALIDADE

para cuidar da

sua saúde

SEM MENSALIDADE

SEM CARÊNCIA

Todos os procedimentos:

CONSULTAS

INTERNAMENTOS

EXAMES

FAÇA O SEU

CARTÃO

e garanta estas

vantagens

Entre em contato!

3222-0055

www.cartaoourosaude.com.br

SAÚDE

CARTÃO


• COLUNA

Acesso

à cultura

Cultura,

Lei Rouanet

e o circo

Nunca antes na história

deste país se ouviu falar

tanto em cultura e Lei

Rouanet. Já sobre circo,

estamos acostumados

O colunista Guilherme Klopffleisch é

diretor de planejamento da Mind

Estratégias, empresa pioneira na

utilização dos recursos da Lei Rouanet

em favor da construção de imagem

positiva. A Mind entende que recursos

destinados à cultura - por meio dos

impostos - não são filantropias e sim

uma oportunidade para a empresa

se relacionar com a comunidade,

fornecedores e colaboradores.

Contato:

guilherme@mindestrategias.com.br

Fruto de um processo midiático, ilustres representantes da trupe criaram um

espetáculo, para sair na mídia, em função da Lei Rouanet. Na visão simplista, as

principais alegações são: os altos valores destinados a projetos pífios, projetos privados

bancados com dinheiro público e uma série de bravatas em função do tema. Não

podemos ser como crianças inocentes, é notório, que para toda ação que acontece

no circo – sem querer ofender os palhaços – pode ocorrer a palhaçada. Porém, olhar

de forma ignorante para a situação faz prevalecer a cultura do superficial e da análise

grosseira de medalhões da mídia que, tão somente, gritam pela audiência. Como ficou

evidente na votação pelo processo do impeachment em 2016, não há interesse direto

pela situação a ser votada. Trata-se de uma teia de interesses políticos e questões

misteriosas que, nem sob tortura em um globo da morte, nossos ilustres revelariam.

Há uma completa falta de informação sobre os mais diversos aspectos da Lei Rouanet.

O incentivo fiscal dado pelo governo é uma política econômica que visa facilitar o

aporte de capital em uma determinada área através da cobrança de menos impostos

ou a isenção da cobrança, visando sempre o aquecimento econômico da respectiva

área que recebe o incentivo. Por alguns anos houve a isenção de IPI (Imposto Sobre

Produtos Industrializados) nos automóveis. Pouco se ouviu a massa reclamando dessa

isenção. Na mentalidade do consumidor a redução do IPI é algo que permite o acesso

a um automóvel, que antes, era impossível sem a isenção. Sendo assim, a população

obteve mais acesso aos veículos e consequentemente aqueceu a economia. Logo,

independente da área, o incentivo fiscal facilita o acesso ao consumo.

Os mais radicais diriam que dinheiro à ser investido em hospitais são desperdiçados

com cultura. Certamente, alguém que constrói esse argumento não valoriza o

investimento em cultura. Há muito esta lhe falta. Seguindo a lógica do circo, não é

porque um palhaço está doente que a caravana vai parar. Se tratando de um país, chega

a ser patético esse tipo de argumento. Claro, entende-se a prioridade que é investir em

saúde e segurança, mas dizer que os 0,5% de incentivo fiscal destinado a Lei Rouanet

irá mudar a história dos hospitais pelo Brasil soa mais como o espetáculo a qualquer

custo do que realmente o interesse por fazer um país melhor.

Um dos propósitos da Mind ao longo da sua história foi apostar na cultura e o poder

que há quando a iniciativa privada se torna parceira do governo apoiando projetos

culturais incentivados. A cultura permite um sorriso que transforma, expande a mente

para novas ideias e soma-se a base de qualquer sociedade: a educação. É assim que

seguimos, acreditamos no circo, sabemos que ele tem problemas estruturais, mas o show

não pode parar. A Lei Rouanet não pode ser criminalizada. Ela proporciona muito acesso

à cultura para os brasileiros e fomenta a economia cultural de forma extraordinária.

Resta-nos acreditar que o sorriso, em breve, voltará a ser verde e amarelo.

Expand your Mind!

60


ESCOLA DE FORMAÇÃO

PARA EMPRESÁRIOS

CURITIBA

NOSSA EQUIPE:

Flávio Garcia

Diretor-Presidente da

MBM Business School

Freddy Rangel

Diretor da unidade de

Curitiba da MBM

Business School e

Coordenador Titular do

Programa MBM

Tiago Floriano Camila Soré Lilian

Spaulonci

Sensei Edson

Rodrigues

Gino Prado Márcia Costa Ana Carolina

Diretor da unidade de

Mogi das Cruzes e ABC

Paulista da MBM

Business School

Diretora da Unidade de

Ribeirão Preto da MBM

Business School

Diretora Comercial

Palestrante e compõe a

equipe da divisão de

treinamentos da MBM

Business School

Coordenador Adjunto Psicóloga Psicóloga & Master

Coach

“O Programa MBM me fez acordar de um

sono profundo me despertou para uma nova

visão sobre mim sobre meu negócio e sobre o

mundo. A cada dia que passa fico mais

apaixonada pela minha empresa pelo

programa MBM e pela família MBM. É uma

evolução extraordinária dia após dia!

Sentimento de gratidão por esta oportunidade

de resignificar o sentido da minha existência”

+55 41 3084 9902

(41) 9762 0018

Luana Nardi Bizineli

Proprietária da Compensados Bonardi

Curitiba - PR


• COLUNA

Novo

espaço

No dia 18 de agosto Curitiba

ganhou mais uma galeria comercial

ou de passagem. Situada

no coração da cidade e com

projeto cosmopolita, a Galeria

Guimarães & Cia reacende

a identidade das galerias no

centro curitibano com proposta

contemporânea que une gastronomia,

serviços e facilities. A galeria

tem entrada pelas ruas XV e

Amintas de Barros e conta com

4 mil m² (metros quadrados).

Fotos: Valterci Santos

Valterci Santos é repórter fotográfico.

Contato: valterci@hotmail.com

62


• COLUNA

Eventos

OLIMPÍADAS RIO 2016

Fotos: divulgação

by

Mônica

Gulin

Acompanhei de perto o maior

evento esportivo do mundo,

a Olimpíada, que neste ano

de 2016 aconteceu no Rio de

Janeiro e pela primeira vez

na América do Sul. Como

jornalista e atleta sênior, admiradora

de todos os esportes,

a experiência vivida trouxe

uma bagagem imensurável

que tentarei dimensionar

nessa coluna.

Mônica Gulin

com os arcos

olímpicos

na praia de

Copacabana (RJ)

Mônica Gulin é jornalista e

apresentadora de TV

Contato: contato@monicagulin.com.br

64

A experiência de participar como

torcedora e cidadã brasileira da Olimpíada

do Rio de Janeiro com certeza fará

parte para sempre da minha trajetória.

Ao chegar no Aeroporto Galeão, deparei-

-me com uma infraestrutura de primeiro

mundo, um primeiro impacto positivo,

já que o descaso com este aeroporto era

gravíssimo. Além de ter todos os setores

de informações e ajuda aos turistas em

pleno funcionamento, o aeroporto e a

cidade contaram com forte esquema de

segurança, propiciando aos brasileiros e

turistas do mundo inteiro uma sensação

de tranquilidade em uma cidade tão

castigada pela violência.

A cidade maravilhosa encheu-se de

alegria com suas belezas naturais aliando

mar, montanha e floresta e os brasileiros

recepcionaram a todos que ali chegavam

com grande satisfação e orgulho. Os

novos transportes BRT e VLT junto às

novas linhas de metrô funcionaram perfeitamente

para o deslocamento cortando

a cidade. Este foi um legado deixado ao

transporte público que facilitará muito a

vida da população como novo meio de

locomoção.

Os alunos da rede pública de ensino

serão estimulados à prática esportiva,

sendo realizadas peneiras periódicas após

as olimpíadas para se descobrir novos

talentos. Portanto todo o investimento

nas arenas de diversas modalidades esportivas

também terá futuro certo. Jovens

selecionados serão encaminhados aos

centros especializados de treinamento,

onde receberão orientação esportiva e

psicológica, além da ajuda de custo e

alimentação adequada.

A torcida pelo Brasil na

Arena da Ginástica


Ao conhecer o novo Porto Maravilha,

fiquei deslumbrada com a revitalização

de uma área portuária abandonada no

centro do Rio, o antigo porto que recebia

os escravos vindos da África agora é um

centro cultural, com museus, observatório,

jardins, teatros, aquário, biblioteca e

um instituto de pesquisa. Um espetáculo

para ser desfrutado pelos turistas e pela

população.

Tive o prazer de me hospedar em

um navio ancorado neste porto durante

a Olimpíada, e pude observar com meus

próprios olhos os benefícios trazidos com

a modernização de uma belíssima área

cercada pelo mar e próxima da famosa

No Porto Maravilha as amigas Mônica Gulin e Mônica

Witt de Mattos posam em frente ao espetacular mural

representando as etnias dos cinco continentes

Parque

Olímpico

da Barra da

Tijuca

Nossa

colunista

hospedouse

no navio

Norwegian

durante a

Olímpiada

2016

Igreja da Candelária importante patrimônio

histórico do Rio de Janeiro e do Brasil

Imperial datada de 1635. Esta imponente

igreja na região central tem seu interior

em mármore, portas trabalhadas em

bronze, fachada vertical com arquitetura

gótica ao mesmo tempo em que apresenta

traços neoclássicos, imperdível a visitação

por seu valor histórico.

Nesta Olimpíada do Rio, com certeza

a Praia de Copacabana e o Cristo Redentor

foram os pontos turísticos mais visitados

e reverenciados pelos turistas em uma

energia fantástica de união dos povos em

torno da paz e da alegria. Os jogos que

assisti no Parque Olímpico da Barra da

Tijuca, nas diversas arenas esportivas,

deram a sensação de estar vivendo numa

atmosfera que nunca presenciei antes em

minha vida.

Como brasileira tive orgulho do sucesso

desse megaevento acompanhado

pelo resto do mundo com tanta incerteza.

Conseguimos provar a todos e a nós

mesmos que temos capacidade de organização

e infraestrutura e que ao unirmos

nossas forças como nação poderemos

ultrapassar este momento crucial da vida

econômica e política de nosso país. Senti

novamente a força de nosso povo e a

vontade de prosperar, senti novamente a

esperança em nossa ordem e progresso.

SETEMBRO 65


• CLICK

Luz na

passarela

A Carmens Steffens Maison do

Park Shopping Barigüi convidou

as clientes VIPs para desfilar

com os looks da coleção primavera

verão 2017 que acabaram

de chegar na loja. O evento parou

os corredores do shopping e

foi seguido de um coquetel com

espumantes e docinhos. A festa

foi organizada pela franqueada

Tatiana Nikolaus e por Bruna

Esmanhoto, do Clube do Luxo.

Sucesso total! Confira quem

passou por lá.

01

02

03 04 05

01. A anfitriã da noite Tatiana

Nikolaus (centro) com Mara

Karpenko e Eva Perotta; 02.

Participantes do desfile; 03.

Tatiana Nikolaus e Paola Gulin;

04. Mônica Albino; 05. Adriana

Raffs; 06. Dirce Keppen; 07.

Carla Freitag; 08. Ana Claudia

Magosso; 09. Kathia Zoller; 10.

Caroline Carollo; 11. Loraine

Landgraf.

06 07 08

Fotos: Mauricio de Paula

66

09 10 11


12

13 14

15

16 17 18

19 20 21

12. Carol Zoller; 13. Eva Perotta;

14. Cristiane Budel Waldraff; 15.

Thaymara Cruz; 16. Analzira

Carneiro; 17. Stephane Gerlach;

18. Daniela Chaves; 19.

Rebecca Macedo; 20. Isabel

Cristina; 21. Crysla Dutra; 22.

Duda Santos; 23. Paola Gulin;

24. Carla Adami.

Fotos: Mauricio de Paula

22 23

24

SETEMBRO 67


• CLICK

Aniversário I

Perla Becker comemorou seu

aniversário em alto estilo na

Carmen Steffens Outlet. A aniversariante

chamou as amigas

para curtir uma noite cheia de

quitutes e espumante. Confira

quem passou por lá.

01

02

03 04

05 06

01. Rosana Dias, Perla Becker

e Nino Alves; 02. Carla Adami

e Perla; 03. Cintia Nascimento,

Perla e Leticia Amaral; 04. Thais

Sobocinski e Perla; 05. Perla e

Andreia Ribas; 06. Diego Stanley

e Ana Beatriz Condessa;

07. Clarete Nunes e Perla; 08.

Eliane Bronzatto, Perla e Cristina

Belon; 09. Perla e Fernando

Pereira, gerente do Outlet; 10.

Karina Lemes e Desiree Azevedo;

11. Caroline Silva, Isabela

Buzato, a aniversariante e Débora

Ferreira; 12. Ana Paula de

Oliveira e Perla.

07 08

09 10

Fotos: Stephani Paiva

68

11 12


academiagb.com.br

Medalha de ouro em

SALTO DO

SOFA

//Barigui (41) 3339.9600

//Tarumã (41) 3366.3141

//Mercês (41) 3015.2333


• CLICK

Aniversário II

Quem também comemorou

mais uma primavera foi Gerusa

Moreira. A Carmen Steffens calçados

do Park Shopping Barigüi

fez uma festa de arromba para a

cliente VIP, que convidou amigos

e familiares para o evento

que rolou junto com a segunda

edição do F*Hits Fashion Day.

Confira!

Fotos: Mauricio de Paula

70


• EVENTO

Boa causa

A Casa de Festas do Graciosa

Country Club foi palco do

evento beneficente em prol

do IAS (Instituto Amiga dos

Sonhos) que marcou o início

da campanha de arrecadação

de brinquedos para o Dia das

Crianças. O ápice da noite foi

o desfile da multimarcas Urbana,

onde as próprias clientes

da loja foram convidadas

a desfilar por essa boa causa.

Zoeli Leal, proprietária da loja

acompanhou de perto todos

os detalhes da noite. O desfile

ainda contou com acessórios

da Drömm e calçados e bolsas

da Raphaella Booz. Todas

as participantes do evento

levaram um brinquedo para

dar start à campanha.

Zoeli Leal, Thêmiz Ribas, Débora Manfredini e

Katiane Gaudencio

Sandra Heisler, Zoeli Leal e Maria Inês

Borges da Silveira

Vitória Ciruelos e Scheyla Ciruelos

Zoeli Leal, Mirian Brock, Josiane Apter, Tania Leon

Bordes, Fátima Sperandio e Marlise Duarte

Sobre a Urbana

Desde 2000 a Urbana multimarca

feminina inova no universo

da moda, oferecendo

um mix amplo e sofisticado

de produtos que inclui as

linhas: jeans, fashion, casual

e acessórios para diferentes

ocasiões. Hoje a Urbana

conta com linhas exclusivas

e direcionadas para seu público,

personalizando cada

cliente com atendimento,

informação, forma de pagamento

e conforto.

Rua Saldanha Marinho, 1212

Facebook: Urbana On Line

Solange Emerick, da Raphaella Booz, Zoeli Leal da

Urbana, Margaret Guimarães da Drömm e Jussara do

Amaral do Instituto Amiga dos Sonhos

Quitutes preparados especialmente para

o evento. O buffet contou com salgados,

sopas e deliciosos doces

Fotos: Valterci Santos

Solange Emerick, Zoeli Leal e Carmen Nicolodi

Zoeli Leal, Vitória Ciruelos, Rita Cooper Mylla e

Scheyla Ciruelos

72


Zoeli Leal, Mara Cordeiro, Cida Fae, Tânia

Vasconcellos, Débora Santos e Renata Fae

Monica Albino, Zoeli Leal e

Rita Cooper Mylla

A Casa de Festas do Graciosa Country

Club ficou lotada para o evento

beneficente em prol do IAS

Zoeli Leal, Marcia Zeni, Marlene Macedo e

Mônica Dalla Vecchia

Débora Santos, Mara Cordeiro, Zoeli Leal

e Vivian Fortunato

Fatima Hansen desfila com vestido

deslumbrante da Urbana

Nadyesda Cavalli (em pé)

cumprimenta Heloisa e

Elizangela Zoreck

Renata Fae, Débora Santos, Mara Cordeiro e Cida Fae

Time completo das clientes Urbana que desfilaram no evento

Débora Santos arrasa na passarela

Renata Fae na passarela mostra toda

sua juventude

Mara Cordeiro desfila cheia de

estilo com look Urbana

SETEMBRO 73


• CONCEITO

FASHION HISTORY

with

CRIS JURACH at @Takeagency and POLY BOREK at @ Staffmodels

Photographed by DANIEL ERNST | Retouch by DAVID ERNST

Looks and Styling by CHAOUICHE | Beauty by RICCARDO GUERRA at @palco

74


SETEMBRO 75


76


SETEMBRO 77


• CONCEITO

78


SETEMBRO 79


• CONCEITO

80


SETEMBRO 81


• CADERNO GASTRONÔMICO

RÓTULO NOVO

Foto: divulgação

T

unnel é o novo nome dos espumantes da Cave

Colinas de Pedra. Quem já conhece o local não

demora a fazer a associação do porquê da escolha,

que não poderia ser mais apropriada. O nome faz referência

ao túnel construído em 1883, que serve de casa para a

maturação das bebidas dentro da vinícola. “É um nome fácil

de ser falado em todas as línguas e remete diretamente ao

nosso produto”, afirma Rafaelle Portugal, responsável pela

coordenação do lugar.

Rafaelle frisa que o produto permanece o mesmo, o que

muda é apenas o nome. Os espumantes são produzidos pelo

método champenoise e envasados na Cave Geisse em Pinto

Bandeira (RS), mas é na Cave Colinas de Pedra que eles

passam pela maturação - no mínimo 30 meses - e processos

finais. E vem mais novidades por aí: a elaboração de mais

um produto que passa a fazer parte do menu da Cave.

“Atualmente já trabalhamos com o Nature e o Brut que

têm 80% Chardonnay e 20% Pinot Noir, e com a Brut Rosé

que é 100% Pinot Noir. A partir de setembro teremos a extra

Brut”, detalha Rafaelle.

Para conhecer as delícias da Cave basta agendar uma

visita, realizada aos sábados e domingos. O passeio inclui

um inesquecível tour por dentro do túnel e degustação dos

rótulos. É possível ainda escolher a opção com o almoço

gourmet na antiga estação de trem preparado com muito

capricho com receitas que harmonizam perfeitamente com

os espumantes, como polenta cremosa com ragu, barreado e

moqueca de camarão. Depois da refeição o cenário convida

a relaxar e curtir a natureza de uma área de preservação da

Mata Atlântica paranaense. Imperdível!

Foto: Mauricio de Paula

INFORMAÇÕES:

Cave Colinas de Pedra

Rua Antônio Brudeck 100

Roça Nova – Piraquara (PR)

Telefone: (41) 9667-5000

cavecolinasdepedra.com.br

82


• CADERNO GASTRONÔMICO

I

novar nas combinações e trazer sabores inusitados,

mas que juntos se completam, é uma característica

dos doces finos. O crocante das amêndoas

em um brigadeiro, o azedinho da laranja na calda de

caramelo do pudim ou até mesmo a mistura sutil do

doce com o salgado em um cheesecake. Tudo ganha

perfeita harmonia no paladar.

Proporcionar momentos de felicidade com seus

doces é uma tarefa que Marcia Ferro faz muito bem.

Acompanhando as tendências, a doceira não abre

mão de resgatar receitas antigas, mas com um toque

especial. O brigadeiro, por exemplo, ganhou diversas

combinações, cada uma delas uma explosão de sabor.

EXPLOSÃO

DE

SABOR

A mais requisitada, segundo Marcia, é o de churros,

que traz doce de leite, açúcar e canela.

Para garantir a qualidade dos produtos, Marcia faz

questão que a matéria-prima utilizada seja do dia, o

que proporciona doces sempre fresquinhos. “Isso é

importante principalmente nas receitas com frutas,

por isso não abro mão de preparar tudo no dia do

evento”, observa.

Fotos: Fabiano Mendes

Mais informações:

Marcia Ferro Doces

(41) 8496-9885

84

Marcia Ferro


Locação de Chácara para Eventos

(41) 3030-6400 FAÇA SUA FESTA CONOSCO

eventos@tissoteventos.com.br | Av. Silva Jardim, 3897 – Curitiba/PR

Aniversários | Formaturas | Casamentos | Corporativo | Eventos Sociais | Festas de Final de Ano | Festas temáticas


• BEM-ESTAR

DE

SEDENTÁRIO

A TRIATLETA:

VOCÊ TAMBÉM

PODE

Foto: Sebastian Miranda

E NÃO É TÃO DIFÍCIL QUANTO VOCÊ

IMAGINA. O PRIMEIRO PASSO É SAIR

DO SOFÁ E PROCURAR UM TREINADOR.

DEPOIS DISSO, É SÓ SE DEDICAR AOS

TREINOS E PRONTO: VIROU ATLETA!

P

ara quem olha de longe, o triathlon pode

parecer um esporte para superatletas, já que

combina corrida, natação e ciclismo, três modalidades

que exigem bastante resistência física. Mas se

engana quem pensa que é impossível. Com um pouco

de dedicação e o estabelecimento de uma rotina de

exercícios físicos, é possível que até quem está ocioso

por muito tempo consiga se tornar um triatleta.

O consultor Henrique Rubem Adamczyk, de 50

anos é prova disso. Ele não praticava exercícios há 30

anos e, ao ser desafiado por um amigo, decidiu encarar.

“Não sabia pedalar e nadar direito. Então, tudo era

um grande desafio e parecia impossível”. Não foi. Ele

embarcou em uma rotina quase diária de exercícios e,

com apenas dois meses de treino, já conseguiu realizar

a sua primeira prova de triathlon. Hoje, após 1 ano e

8 meses de preparo físico, o consultor já realizou 12

provas do esporte.

O atleta de triathlon e professor de educação física

da Academia Gustavo Borges Tarumã, em Curitiba,

Felipe Ohya Araújo, explica que, com cerca de uma ou

duas horas de treino diário, uma pessoa já pode participar

de competições, ainda que comece sedentária.

O primeiro passo é procurar um treinador qualificado.

“As suas vivências anteriores dirão qual o melhor caminho

a ser seguido. Se você estiver com sobrepeso,

por exemplo, a corrida logo no início é contraindicada

devido ao alto impacto para as articulações e estrutura

óssea. Um trabalho focado na perda de peso e fortalecimento

muscular seria um possível caminho para

iniciar os treinos”, explica.

Outro cuidado importante é quanto ao desenvolvimento

na natação, visto que as provas são feitas em

águas abertas, o que exige mais preparo. Foi assim

que Henrique se sentiu quando começou a praticar

o triathlon. “Entre as três modalidades, a natação é a

mais desafiadora, pois exige mais técnica e sincronismo

com o corpo”. Para ele, no entanto, o maior desafio

do triathlon é a disciplina. “Você precisa adaptar a sua

agenda para os treinos, os horários com a família, ter

responsabilidades com a sua alimentação, assim como

também pensar nas horas de descanso”, relata.

TRÊS MODALIDADES, O TRIPLO DE BENEFÍCIOS

Toda essa dedicação, no entanto, vale muito a

pena. O principal benefício desse tipo de esporte é

proporcionar um aumento considerável na qualidade de

vida, já que a prática de triathlon demanda uma rotina

de exercícios físicos e uma alimentação balanceada.

Foi o que experimentou Henrique. “A primeira

mudança foi a organização dos meus horários e rotina.

Antes de começar os treinos, disponibilizava muito tempo

ao trabalho e pouco à minha família, não conseguia

achar um equilíbrio entre os dois.”

Ademais, a grande vantagem do triathlon é ser

um esporte multidisciplinar, que trabalha o corpo por

completo. “Os praticantes, em sua grande maioria,

perdem peso rápido e desenvolvem um corpo atlético e

definido, porém o principal ganho continua sendo o de

abraçar um estilo de vida saudável”, garante o treinador.

Serviço: Academia Gustavo Borges | www.academiagb.com.br

90


• TEST DRIVE

CLÁSSICO AO

ALCANCE DO

BOLSO

Fotos: Mauricio de Paula

SEMINOVO É OPÇÃO PARA QUEM

QUER ECONOMIZAR NA AQUISIÇÃO

DE UM ESPORTIVO DE LUXO

92


A CLASSIC IN REACH

OF ONE’S POCKET

SECOND-HAND IS AN OPTION FOR THOSE

WHO WANT TO SAVE ON THE PURCHASE OF

A LUXURY SPORTS CAR

U

m superesportivo é com certeza o sonho de

todo fanático por carros. Muitas vezes o principal

entrave para a tão sonhada aquisição

é o valor, mas quem realmente quer uma máquina

dessas sabe que vai ter que desembolsar uma boa

grana. Uma opção que vale a pena tanto pelo valor

quanto pelo estado de conservação é optar por um

carro premium seminovo, como é o caso do Porsche

911 Carrera conversível testado pela equipe da VOi

para esta reportagem.

De acordo com Raquelli Mariot, da Autogrif – revendedora

de carros de luxo seminovos referência em

Curitiba – um carro deste 0 km (quilômetros) pode chegar

a incríveis R$ 700 mil, preço que na loja é reduzido

a menos da metade. “Por ser um modelo carro chefe

da Porsche e também atemporal, esse 911 é perfeito

para quem procura um esportivo”, aposta. Quem testa

acredita que está tirando a máquina novinha da concessionária,

o que acaba sendo real porque o exemplar,

de 2008, tem apenas 12 mil km rodados.

A

super sports car is surely the dream of every

car fanatic. Often the main obstacle to the

long-dreamed acquisition is the price, but for

those who really want a machine like this know they

will have to shell out good money. A worthwhile option

both by value and by state of preservation is to opt for

a premium second-hand car, such as the Porsche 911

Carrera convertible tested by the VOi team for this story.

According to Raquelli Mariot, from Autogrif – a

luxury used car dealership reference in Curitiba – a 0

km car can cost up to an incredible R$ 700,000, the

price in our store is reduced to less than half. “For being

a flagship and also a timeless model from Porsche, this

911 is perfect for those looking for a sporty car,” he bets.

For those who take it for a test drive, it is as if they are

taking out a brand new machine from the dealership,

which is almost true because this 2008 model, has only

12 thousand km on it.

Under the hood the car is pure magnificence, and

wherever it goes, it draws attention, after all it is the classic

SETEMBRO 93


• TEST DRIVE

Ficha técnica:

Porsche 911 Carrera

Motorização: 3.6

Potência: 325 cv

Ano: 2008

Valor: R$ 299 mil

Aceleração de 0 a 100 km:

5,2 segundos

Velocidade máxima: 285 km/h

Specifications:

Porsche 911 Carrera

Engine: 3.6 l

Power: 325 hp

Year 2008

Price: R$ 299 thousand

Acceleration: 0 to100 km: 5.2 sec

Maximum Speed: 285 km/h

AUTOGRIF

Rua General Mário Tourinho

978 (ao lado da Bello’s Car)

Telefone: (41) 3095-9363

www.autogrif.com.br

Embaixo do capô o carro é pura imponência e por

onde passa ele chama atenção, afinal é o clássico dos

clássicos da Porsche. Com um simples toque no botão

é possível remover ou colocar a capota preta, mas por

dentro o show também continua. Os bancos são todos

em couro caramelo, assim como o painel e detalhes

como o volante, câmbio e tapetes. O conforto é garantido

para motorista e passageiro que apenas entram no

veículo e aguardam o espetáculo começar.

O câmbio mecânico permite que o piloto sinta

com mais intensidade toda a potência dessa máquina

que acelera de 0 a 100 km em incríveis 5,2 segundos.

Não chegamos a tanto em um passeio pelas ruas de

Curitiba, mas na estrada foi possível absorver muito

mais do motor. Quando acionada a opção Sport, então,

a resposta é instantânea e a potência dos 325 cavalos

colocada em teste.

Por fim, o kit de opcionais não deixa a desejar:

banco reclinável elétrico, CD Player, computador de

Bordo, kit multimídia, retrovisor externo com regulagem

elétrica e volante revestido em couro multifunção.

of Porsche classics. With a simple touch of the button,

it is possible to remove or restore the black convertible

roof top, but inside the show also continues. The seats

are all in caramel leather as well as the details on the

panel, steering wheel, gear shift and the carpeted floor.

Comfort is guaranteed for driver and passenger, who just

have to get in the vehicle and wait for the show to start.

The gear shift allows the driver to feel with more

intensely all the power of this machine that accelerates

from 0 to 100 km in an amazing 5.2 seconds. We did not

reach this in our ride around the streets of Curitiba, but

on the road, it was possible to absorb much more from

the engine. When the Sports option is turned on, engine

response is fast and the power of the 325 horsepower

engine is put to test.

Finally, the optional kit leaves nothing to be desired:

electric reclining seats, CD player, on-board computer,

multimedia kit, external mirror with electric adjustment

and multifunctional leather-covered steering wheel.

94


• ESPORTE

Fotos: Mauricio de Paula

No limite

Treino de alta

intensidade promete

resultados rápidos e

queima de gordura

mesmo após o término

do exercício

96


S

abe aquela ida à academia para colocar a fofoca

em dia com os amigos? Esqueça. A onda agora é

malhar no limite, tão forte que você não vai nem

conseguir falar. Mas calma que o treino dura apenas alguns

minutinhos. A nova onda é o Hiit, sigla do inglês para

High Intensity Interval Training. Consiste em um sistema

de treinamento intervalado de alta intensidade com exercícios

executados próximo à máxima velocidade alternando

com momentos de recuperação ativa (exercício de baixa

intensidade) ou passiva (parado).

Existe um protocolo – como são conhecidos os tipos

de treinos do Hiit – chamado Tabata, que tem duração de

apenas 4 min (minutos). “Já imaginou treinar apenas 4 min

por dia e continuar queimando gordura parado depois do

término? Com o Hiit é possível”, garante o personal trainer

Tiago Lopes que utiliza essa técnica com seus alunos.

Entretanto ele adverte: “não é pra sair correndo ou pedalando

rápido por aí. Isso não significa que estará fazendo

um Hiit. Este sistema baseia-se em estudos científicos que

comprovam sua eficiência e orientam o tempo, a forma e

a intensidade exata de execução.”

Vale ressaltar que quando se pratica exercício de alta

intensidade a questão em xeque não é quantas calorias ou

quanto de gordura foram utilizadas durante o exercício. A

mágica acontece após o treino, quando o corpo começará

a voltar ao normal, repondo a energia utilizada e recuperando

as fibras musculares. Nesse período ocorre uma

grande metabolização de gordura. “Estudos apontam que

esta queima se mantém ativa até o dia seguinte.”

O Hiit pode ser realizado de inúmeras formas, desde

que utilizando alguma atividade contínua em alta intensidade.

Há quem aplique o protocolo utilizando corda naval,

kettle bell, salto em banco ou caixa, agachamento. Mas as

formas mais utilizadas, segundo Tiago, e cientificamente

com os resultados mais satisfatórios, são em esteira, bike

de spinning e elíptico.

Os resultados começam a aparecer conforme a dedicação

aos treinos e dieta. Mas já no primeiro mês, Tiago

garante que é possível ver resultados. “Já tive alunos obesos

que em um mês eliminaram entre 10 e 15 kg (quilogramas)

de gordura. Três meses é um período para já ver resultados

bem satisfatórios e se animar para as metas seguintes.”

E por falar em dieta, para o Hiit a alimentação deve

ser levada muito a sério. Alguns dizem que para um bom

resultado nos treinos 70% é dieta e 30% é exercício físico.

Mas, quando se trata de exercício físico de alta intensidade,

Tiago é mais rigoroso: “podemos dizer que é 100% treino

e 100% dieta. Treino sem dieta ou dieta sem treino é muito

esforço para pouco - ou nenhum - resultado.”

Agora uma das melhores partes da festa, o leitor pode

praticar o Hiit em qualquer lugar: academias, rua, em casa

SETEMBRO 97


• ESPORTE

ou em um parque público. Mas é muito importante ressaltar

que cada pessoa é diferente e têm metas distintas, então o

auxílio de um educador físico é fundamental. “Para o sucesso

na execução e resultados a intensidade precisa estar

direcionada corretamente para cada pessoa”, alerta Tiago.

Entre as melhorias no corpo, Tiago observa o condicionamento

cardiorrespiratório, redução do percentual de

gordura, aumento da resistência muscular, força, potência,

controle da pressão arterial e glicemia e até mesmo o

aumento da massa muscular.

20 KG 40 KG

POSSO PRATICAR?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o Hiit não é

apenas para atletas ou pessoas super condicionadas. Praticamente

qualquer um pode aderir à prática. “Salvo alguns grupos especiais

como gestantes, diabético tipo 1 e indivíduos com a alguma restrição

médica”, destaca Tiago. Mas pera lá, até mesmo obesos,

sedentários, idosos podem fazer? Sim! A questão é como aplicar

o programa e quem está aplicando-o. “Para um atleta, correr forte

em uma ladeira pode ser alta intensidade. Para um indivíduo obeso

sedentário, caminhar nesta mesma ladeira pode ser o ideal. Já para

um idoso, caminhar rapidamente de um cômodo a outro da casa

talvez seja suficiente”, exemplifica Tiago.

?

“Depende do protocolo utilizado. A intensidade em um protocolo que terá que correr 2 minutos, com intervalo de 1 minuto, repetindo

DÚVIDAS

O personal trainer Tiago Lopes respondeu as principais dúvidas sobre o Hiit. Confira!

É necessário dar o sangue já no primeiro tiro?

8 vezes será menor se comparada a intensidade de corrida de outro que irá correr no limite máximo durante 30 segundos, descansar 4

minutos e repetir por 4 séries.”

É possível fazer o Hiit em jejum?

“Nunca! Isso não irá fazer com que gaste mais gordura, pelo contrário, sua massa muscular ira embora e certamente irá passar muito

mal.”

O Hiit emagrece mais que aeróbico?

“Sim. Muito mais e em bem menos tempo.”

98


FALE, ESCUTE,

FAÇA A DIFERENÇA!

A MANEIRA COMO

VOCÊ SE COMUNICA

PODE ALAVANCAR SUA

CARREIRA E CONSTRUIR

RELACIONAMENTOS

FOTO: JAMES MARÇAL

• Media training

• Treinamento para apresentações em público

• Coaching de comunicação

• Vídeos eventos

41 8861.8034

contato@miragracano.com.br

www.miragracano.com.br

miragracanocomunicacao


• CULTURA

MÚSICA

RACIONAIS MC´S

Considerado como um dos grupos de rap mais fortes e representativos do país,

formado por Mano Brown, Edi Rock, Ice Blue e DJ KL Jay, a trupe faz uma apresentação

inédita em Curitiba com canções do último trabalho Cores e Valores.

Foto: divulgação Foto: Christian Gaul

Foto: Marcelo Pretto

Data: 16 de setembro

Local: Live Curitiba

Informações: diskingressos.com.br

FREJAT

Um dos grandes nomes do rock nacional, segue na estrada levando para todo

o Brasil um show dançante, com grandes sucessos de sua carreira e também

de outros compositores. O repertório inclui músicas como O Amor é Quente,

composta em parceria com Maurício Barros e Fausto Fawcett. A canção é um

rock que traz nas letras um firme posicionamento diante da intensidade do fim

de uma relação.

Data: 24 de setembro

Local: Teatro Positivo

Informações: diskingressos.com.br

LUANA GODIN

Depois de 15 anos de carreira artística, a cantora, compositora, atriz e musicista

decidiu apostar na trajetória solo. O álbum de estreia, Sola traz presença dos

elementos eletrônicos unidos aos ritmos afro, em diálogos que vão do blues,

passando pelo rock embolado até o baião, pluralidade sonora presente nas nove

canções – oito delas, composições de Luana.

Data: 27 de setembro

Local: Teatro Paiol

Informações: (41) 3213-1340

TEATRO

OS REALISTAS

Em cena, dois casais de vizinhos se encontram e descobrem ter mais em comum

do que casas idênticas e sobrenomes iguais. A peça flagra a convivência do

quarteto e os relacionamentos que começam a se entrelaçar. Em um hábil jogo

de cena, o autor mostra também que nem tudo é o que parece ser fazendo com

que as situações reflitam sobre os diferentes estágios do casamento.

Foto: Christian Gaul

Data: De 16 a 18 de setembro

Local: Teatro Guairinha

Informações: diskingressos.com.br

JARDIM

A peça é um solo poético voltado para crianças, mas que deseja alcançar pessoas

de todas as idades. Jardim conduz o espectador a uma viagem pela existência,

contemplando a vida, a passagem do tempo, numa atmosfera de sonho. Aborda

questões sobre o viver e o morrer, a partir da natureza, tendo um jardim abstrato

como espaço para vivenciar tais processos: nascer, brotar, crescer, dar frutos,

voltar a ser semente.

Foto: Ivana Lima

Data: de 1º a 23 de outubro

Local: Espaço Excêntrico (Mauro Zanatta)

Informações: (41) 3332-4361

100


• CULTURA

GERAL

REVISTA

PONTOS

DE VENDA

Foto: Cida Demarchi Foto: divulgação

VÍDEOS E OUTROS OBJETOS DIGITAIS

De Daniel Duda, a exposição aborda como a cultura

de rede e conceitos relacionados ao mundo

digital estão intrinsecamente ligados às formas mais

abrangentes no campo da experiência do ser humano

no mundo. Para isso, utiliza-se de elementos da

natureza como plataforma para explorar relações

mais complexas entre tecnologia e meio ambiente.

Data: até 30 de outubro

Local: Museu de Arte Contemporânea do Paraná

Informações: (41) 3323-5328

DE PERSÉFONE À CATRINA: A MULHER

E O SEU DIVINO

A fotógrafa Cida Demarchi retrata o papel da mulher na

sociedade contemporânea. Composta por 15 fotografias,

a exposição faz uma comparação à Perséfone, Deusa dos

Mortos na mitologia grega, e retrata o desafio que o sexo

feminino vem enfrentando desde o início do século XX com

as constantes imposições da sociedade. A luta por mais

espaços de atuação, liberdade de expressão e experiências.

Data: até 2º de novembro

Local: Museu da Imagem e do Som

Informações: (41) 3232-9113

• Banca América

(Rua Otávio Pereira dos Anjos, s/nº - esquina c/ Cel. Francisco

H. dos Santos) - 3267-2412 / 9905-5071

• Banca Batel

(Av. Batel em frente ao Hosp. Santa Cruz) - 3244-5620

• Banca Bom Jesus

(Rua Jaime Balão, 201 - Cabral) - 3264-7662

• Banca do Condor Champagnat

(Martim Afonso, 2800) - 3336-9817

• Banca do Palladium

(Av. Presidente Kennedy, s/nº em frente ao

Shopping Palladium) - 9209-1161

• Banca Espanha

(Praça Espanha) - 3225-1173

• Banca Leia Bem Pão de Açúcar

(Av. República Argentina, 391 - Água Verde) - 3024-6156

• Banca Paulina

(Rua Pres. Farias esq. c/ Rua XV) - 3324-7997

• Banca Praça do Japão

(Praça do Japão) - 3243-1475

DESTAQUE

• Banca Santa Felicidade

(Av. Manoel Ribas, 5930 - Santa Felicidade) - 3024-3538

• Bazar Cotegipe

(Mercado Municipal) - 3262-5011

OKTOBERFEST

Já está tudo pronto

para 33ª edição da

Oktoberfest, maior

festa que homenageia

a cultura alemã

no mundo. Durante

todo o mês de outubro,

Blumenau

recebe turistas do

mundo inteiro para

se divertirem com

muita música, culinária,

apresentações

e é claro chope de

diferentes estilos e cervejarias. Para não ficar de fora da superfesta, já garanta seus

ingressos e hospedagem em Blumenau, pois a cidade fica lotada.

Data: de 5 a 23 de outubro

Local: Parque Vila Germânica - Blumenau (SC)

Informações: www.oktoberfestblumenau.com.br

Foto: Clio Luconi

• Brioche

(Rua Augusto Stresser, 839 - Juvevê) - 3342-7354

• Caiobanca

(Av. Atlântica, 1200 - Caiobá/Matinhos) - 3473-9228

• Curitiba Aqui Art e Café

(Pilarzinho ao lado da Ópera de Arame) - 3252-0555

• Salão Marly - Gustavo Bonato

(Av. Sete de Setembro, 6055 - Batel) - 3343-0505

Pagamento

para

assinatura

3

vezes

sem juros

CENTRAL DE ATENDIMENTO

0800 600 2038

102


COM CORES

Cores, papéis, acabamentos especiais

e e toda a a qualidade da da Maxi estão

esperando pela sua história.

Cada material impresso

tem uma história.

E E a a Maxi Gráfica tem muitas

formas de ajudar a contá-la.

EDIÇÃO Nº 44

EDIÇÃO Nº 45

Imprimindo Cultura

maxigrafica.com.br

(41) 3025.4400

Curitiba - Paraná


M & G Odontologia

tr

t

a

an

sf

ns

or

m

ma

an

fo

ma

and

transformando

s

or

so

ri

rr

r

o

is

sorrisos

Cirurgia e traumatologia buco-maxilo-facial

Implantes dentários - Enxertos ósseos

Prótese dental - Dentística estética

Endodontia - Ortodontia

Clareamento dental

Responsável Técnica:

Dra. Graciela Santos Salin

CRO 14741/PR

Especialista em cirurgia e

traumatologia buco-maxilo-facial

Dr. Marcelo Augusto

Araújo dos Santos

CRO 10570/PR

Especialista em prótese dental

NOVO ENDEREÇO:

Av. João Gualberto, 1881 - Sala 405 - 4º andar (Edifício Ópera Matteo) | Juvevê | Curitiba (PR)

Fone: (41) 3233-2494 | Celular: (041) 9857-0449 | E-mail: mgodontologia@terra.com.br


log moda

• BLOGUEANDO

Crie seu estilo e seja feliz

Por Jéssica Belcost

D

esde criança sempre gostei de modificar minhas roupas. Antenada no

mundo da moda abria meu armário e observava quais peças poderia

transformar. Quando achava uma, pronto, ia direto para a máquina

de costura da minha mãe. Em alguns minutos, peças antigas viravam retalhos e

depois transformavam-se em roupas novas e superdescoladas. E assim foi surgindo

minha paixão em transformar tudo. Sabe aquela sensação de saber que foi você

que fez e conseguiu? É única, pode apostar!

O termo DIY - do it yourself (faça você mesma) surgiu em 1950. Programas

de televisão começaram a incentivar a prática, popularmente conhecida no Brasil

como bricolagem. Mas o fato é que a moda pegou. Além de ser cool, cabe muito

bem hoje em dia, que precisamos pensar muito antes de comprar uma roupa nova.

O DIY é um estilo de vida, que motiva pessoas a suprirem as necessidades

por conta própria, sem precisar consumir a todo o momento ou ter ajuda de

outros para ter estilo e estar na moda. A internet só contribuiu para expandir

cada vez mais o DIY. Qualquer pessoa pode fazer o passo a passo em casa, já

que existem vários vídeos disponíveis na internet. Lembrando que você também

pode confeccionar presentes ou fazer decorações criativas como porta-retratos,

roupas, bijuterias, velas.

É por isso que comecei a mostrar na internet algumas ideias gastando pouquinho

ou até mesmo nada e encontrei minha verdadeira paixão. Não há nada

mais satisfatório que fazer (e dar certo, claro!) e depois publicar na internet e ver

que muitas outras pessoas mudaram seu estilo com as dicas ou até geram renda

com os tutoriais de customização.

Conquiste sua liberdade. Sabe aquela camisa do marido, pai ou namorado

que você gosta tanto? Que tal pegar emprestada e transformá-la em um lindo

vestido? E aquela calça desgastada e linda que sempre vê nas lojas, mas custa

muito caro? Você pode fazer em casa e vai precisar apenas de um pouco de água

sanitária, uma tesoura e uma faca. Está mais friozinho e quer uma peça nova

para te esquentar? Faça um cachecol utilizando apenas lã e seus dedos. Acredite,

pode modificar suas peças ou acessórios, criar peças, adotar um estilo único, ser

criativo e se reinventar. Aposte nisso!

Mais sobre a Jessica

Jessica Belcost é curitibana,

blogueira e youtuber

por paixão, do canal

Youtube.com/Jessicabelcost.

Com cerca de 1 milhão de

inscritos no canal, adora

fazer tutoriais do tipo: faça

você mesma ou DIY, além de

dar dicas de beleza, moda,

viagem e comportamento.

Quer conhecer todos os

canais da Jessica Belcost?

Acesse:

+ keepcalmdiy.com

+ Youtube: jessicabelcost

+ Instagram: jessicabelcost

+ Facebook: KeepCalmDIY

Fotos: divulgação

SETEMBRO 105


• HISTÓRIAS

H ISTÓRIAS

cURITIBANAS

A verdade é que dentro

de um ônibus cada

viagem é uma aventura.

Há, claro, diversos

problemas e histórias,

anseios e medos, mas

quando encaramos todas

as situações ali expostas

com um quê de bom

humor, conseguimos

escapar um pouco da

rotina que nos sufoca e

então andar de ônibus

pode ser simplesmente

uma arte.

Ontem, por exemplo,

o relógio já marcava

17h40. Final de tarde, sol

se pondo, clima ameno.

Entro e ele já está cheio,

após passar pela roleta,

me espremo nas pequenas

brechas. Quando

pensava em como me

esgueirar entre um ou

outro espaço, trombo

com uma pequena, já

sentada no colo da mãe.

Ela me encarava, com

um misto de ternura e impaciência.

Sigo em frente, lutando contra a falta de espaço, e agora

vejo uma moça, pouco mais de 1,60 m (metro), cabelos

longos e escuros. Fones nos ouvidos, olhos fechados,

apenas esperando o tempo passar.

Na velocidade do ônibus, a vida prosseguia, às vezes,

rápida; às vezes lenta; pouco depois, uma parada repentina.

E assim íamos sendo levados. No dia seguinte não

a encontrei. E fiz questão de pegar o mesmo ônibus, no

Amor de ônibus

mesmo horário. O que

encontrei, na verdade,

foram mais e mais

pessoas, uma viagem

longa e uma tremenda

frustração. Não havia

quem culpar, exceto

os inúmeros filmes que

contam histórias semelhantes

que dão certo

– culpa minha, claro, ao

crer em algo tão frívolo,

quase irreal.

Uma semana depois,

repetindo o mesmo

ritual, a encontrei.

Era difícil esconder a

felicidade. Trajava uma

camisa do Velvet Underground,

quando o

clichê se torna real.

Cantarolei mentalmente

Sunday Morning. Quis

me aproximar, mas

hesitei, afinal, sempre

pode existir uma próxima

oportunidade, não

é? Ela desceu e alguém

já a esperava. Enquanto

olhava para o nada, ela sorria e beijava o namorado – a

chuva fria invade minha espera. Um beijo, mãos dadas

depois e os dois caminham, até desaparecer na escuridão.

Conforme o ônibus se distancia, a chuva aumenta. Há palavras

não ditas presas na garganta quando chego ao meu

destino e caminho lentamente em direção a porta. Chego

em casa e assumo minha derrota, mas logo reconheço que,

bem, amor de ônibus é assim mesmo: quando o perdemos,

só resta esperar a próxima parada.

Texto: M.B. / Ilustração: Fernanda Domingues

106


• Projetos

Personalizados

• Organização

• Foto e Vídeo

CONSULTORIA

COMPLETA PARA

SUA FORMATURA.

41 3045 6999

E S P A C O T ORRES . C OM.BR


@carmensteffens

CarmenSteffensOnline

CALÇADOS ROUPAS E ACESSÓRIOS

RUA ALfERES âNGELO SAmPAIO, 1745 | PARkSHOPPINGBARIGUI |SHOPPING mUELLER | PáTIO BATEL | SHOPPING PALLADIUm PONTA GROSSA

BUENOS AIRES CANNES JOHANNESBURG HOLLYWOOD LAS VEGAS NICE ORLANDO PUNTA DEL ESTE RIO DE JANEIRO SÃO PAULO

550 LOJAS - 18 PAÍSES

More magazines by this user
Similar magazines