Views
1 year ago

ZeFerrugem12

Publicação Sindicato dos Metalúrgicos de Pernambuco

DA CANA DE AÇUCAR À

DA CANA DE AÇUCAR À INDÚSTRIA NAVAL Em uma nota disseram que a instalações técnicos nas áreas de Química, de estaleiros aqui no nordeste se deve por Petroquímica, Automação Industrial, questões políticas e por causa de redutos Segurança do Trabalho e Construção eleitorais , mas essa é a visão de quem Naval, com laboratórios modernos e com não aceita que o crescimento do Brasil uma excelente infra-estrutura , para aconteça em todo o país. Nós somos um atender a demanda do Complexo pais de dimensões continentais, com um Industrial Suape decorrente da chegada povo guerreiro e determinado e que, dos estaleiros e da Refinaria Abreu e apesar de todas as falhas que nossos Lima, formando em média de 120 a 150 governantes apresentam, acredita que técnicos por ano nessas cinco esse país pode se tornar uma nação especialidades. melhor e com oportunidades iguais pra A ampliação e modernização da Escola todos, de Norte à Sul e de Leste à Oeste Técnica do SENAI no município do Cabo desse Brasil. de Santo Agostinho, município esse que e É verdade que com o governo LULA vizinho do Complexo Industrial de Suape, aconteceram mais investimentos nas atendendo toda essa região e com foco na regiões Norte e Nordeste do Brasil, mas demanda que as empresas iriam gerar. claro tinha que ser assim duas Regiões de Pernambuco hoje constrói navios que um povo tão sofrido e esquecido por seguem todos os critérios internacionais governos que antecederam o governo de qualidade, com excelentes LULA, mas hoje o que esta aqui em profissionais aqui de PERNAMBUCO, e Pernambuco é uma tremenda falta de com uma mão-de-obra que já esta respeito com os profissionais construindo embarcações de pernambucanos, pois, grande porte há oito anos aqui mesmo antes de grandes Essa postura que em PERNAMBUCO. Não industrias se instalarem o estaleiro VARD PROMAR podemos esquecer a garra, em nosso Estado, sempre determinação, força de tivemos excelentes está tomando é completamente vontade de aprender a profissionais na área metal incoerente. cada dia, desses mecânica, até porque nosso metalúrgicos da área naval Estado que já foi o maior aqui de PERNAMBUCO. Esses produtor de cana-de-açucar do Brasil, e profissionais precisam ser valorizados por não só com profissionais que executavam todas as empresas aqui instaladas e as o corte da cana mas também com que no futuro virem se instalar. Não profissionais como: Caldeireiros, podemos aceitar jamais que ninguém tire Soldadores, Mecânicos, Torneiros, entre o valor do operário NORDESTINO, que outros profissionais. A industria canavieira tanto contribuiu para o crescimento desse não é feita apenas de cortadores de cana, país, e jamais aceitar que o estaleiro mas de um vasto ramo de profissionais VARD PROMAR ou qualquer outra que operam e fazem a manutenção das empresa diga que aqui em nosso Estado máquinas dessas industrias. não existe mão de obra qualificada. Aqui E vale lembrar que o Pólo Industrial de em PERNAMBUCO temos sim! Temos Suape existe desde 1974, não foi um pólo profissionais com capacidade de executar criado por causa da industria naval que qualquer tipo de atividade. hoje se encontra aqui em Pernambuco. Essa postura que o estaleiro VARD Mas é claro que com a chegada da PROMAR está tomando é completamente industria naval em Pernambuco criou-se a incoerente. Aqui em nosso Estado temos necessidade de se fazer investimentos e profissionais altamente preparados para qualificação para atender a demanda do desempenhar todas as funções dentro da novo segmento no Estado, e indústria naval. Temos que nos imobilizar investimentos esses que foram feitos, no e garantir o emprego do trabalhador município do Ipojuca, onde fica o PERNAMBUCANO, pois para construir Complexo Industrial de Suape, foi navios. Não precisamos de mão de obra instalada uma escola técnica federal o de outro Estado! Com os profissionais que IFPE (Instituto Federal de Pernambuco), temos em PERNAMBUCO, conseguimos escola essa que forma profissionais fazer qualquer tipo de embarcação.

o que diz a VARD PROMAR Visita de parte de diretoria do Vard Promar a Prefeitura do Ipojuca o que faz a VARD PROMAR Quer nos deixa a ver navios! O Grupo Mac Laren, que é proprietário de alguns estaleiros no Estado de Rio de Janeiro, como antigo Estaleiro Mauá, e proprietário do prédio onde hoje opera o Estaleiro Vard Niterói, que Os secretários de Governo (Pedro Santana), e Administração (Deoclécio só tem contrato até fevereiro de 2016. Lira) do Ipojuca receberam na sede da O antigo Estaleiro Mauá no começo do Prefeitura, última sexta-feira ano de 2015 demitiu todos os (13/11/2015), representantes da funcionários alegado dificuldades empresa Vard Promar S.A, instalada no financeiras, mas se encontra em plena Complexo Industrial Portuário de atividade. Agora com a mão-de-obra Suape. Entre eles, o vice-presidente asiática, que deixa muitos metalúrgicos executivo da empresa, Dail Ferreira brasileiros desempregados. Cardoso. Um dos assuntos discutidos O Estaleiro Vard Promar, localizado em foi o da contratação de novos Pernambuco, faz uma campanha de trabalhadores para atuarem na redução de custo, para evitar que haja Companhia. Os gestores ipojucanos perdas desnecessárias. Na última indagaram os executivos sobre a Campanha Salarial 2015/2016, a veracidade de que 500 novos empresa não quis conceder a Folga de profissionais de outros Estados seriam Pagamento, PLR e uma mudança de contratados para atuarem na Empresa, categoria no Plano de Saúde, alegando pois o município possui mão de obra que o momento é de crise e de muita qualificada para o preenchimento dificuldade, dando até entrevistas, para destas vagas. autoridades da cidade de Ipojuca, de Os empresários negaram a informação, que não iriam trazer mão de obra de alegando que no momento não haverá outros Estados. Agora ela está na novas contratações. Na ocasião, os contra-mão desses argumentos, o gestores municipais apresentaram aos Estaleiro Vard Promar está contratando executivos o Centro Municipal de mão de obra de outros Estados e até Educação Profissional (CEMEP) do de outros países, com salário altíssimo, Ipojuca, instituição da Prefeitura que fora da realidade de nosso Estado, realiza capacitação e encaminhamento concedendo benefícios como 6 (seis) profissional com os jovens do passagens aéreas por ano para cada município. Os empresários se trabalhador, e um 14º salário de mostraram bastante interessados e R$ 3.500,00 para cada um trabalhador informaram que os ipojucanos terão e faz sua mudança para Pernambuco. espaço para trabalhar nas instalações Que redução de custo que a empresa do estaleiro, na medida em que forem quer fazer? Ou pode ser um acordo surgindo oportunidades. com o Grupo Mac Laren, trazendo os Com essas informações o Sindicato profissionais do antigo estaleiro Mauá a dos Metalúrgicos de Pernambuco visa fim de garantir a renovação do contrato alertar a todos que sempre vai de aluguel do Estaleiro Vard Niterói? defender e lutar por a garantia dos Não podemos aceitar um ato postos de emprego do profissional local inconsequente desse que visa e melhores condições no ambiente de desmerecer e desvalorizar os trabalho. Juntos somos mais fortes. profissionais Pernambucanos.

Junho de 2012 - Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região
Sindicato faz balanço de 2012 e renova compromisso ... - CNM/CUT
Texto na íntegra - RAE Publicações
Download do Impresso - SNA - Sindicato Nacional dos Aeroviários
Publicação Completa (em formato pdf) - IBGE
Texto na íntegra - RAE Publicações
Edição 01 clique aqui para download - Revista PIB
Clique aqui para fazer o download. - Sinbi
Revista_CRMV_25:REVISTA CRMV 17.qxp.qxd - CRMV-PR
Informações sobre ACIDENTE DE TRABALHO - Sindicato dos ...
profissões tecnológicas
SE-0056-14-CARTILHA-INTERNET
Clique aqui e confira a edição completa de abril ... - Revista O Papel
Pernambuco Desenvolvimento é o nosso negócio
Baixe aqui o Termo de Adesão ao PAI – Plano de Aposentadoria ...
Normas de Conduta Profissional - Cardinal Health
VIII Sondagem Industrial - 2003_2004 - Fiep