Views
1 year ago

Comentario de Mateus

Comentario de

  • Page 2 and 3: Qualquer pessoa que se lança no de
  • Page 4 and 5: B. Segundo discurso: missão e mart
  • Page 6 and 7: Prefácio O título desta obra defi
  • Page 8 and 9: descubram que, toda Escritura, de f
  • Page 10 and 11: Gr. grego Heb. Hebraico Ibid. ibide
  • Page 12 and 13: Q Quelle (“Ditos” fonte nos eva
  • Page 14 and 15: AEC Almeida Edição ciety Version
  • Page 16 and 17: New Testament Wms C. B. Williams, T
  • Page 18 and 19: A-S Abbot-Smith: Manual Rylands Lib
  • Page 20 and 21: EQ Evangelical Quarterly ET Evangel
  • Page 22 and 23: ISBE The International Standard Bib
  • Page 24 and 25: and Ecclesiastical Literature NBC D
  • Page 26 and 27: ST Studia Theologica TCERK Loetsche
  • Page 28 and 29: D. Abreviações para os livros da
  • Page 30 and 31: Ass Moisés Assunção de Moisés P
  • Page 32 and 33: E. Abreviações dos nomes dos Perg
  • Page 34 and 35: 4QTest Texto de testimonia da Caver
  • Page 36 and 37: 12. Gênero literário a. Evangelho
  • Page 38 and 39: em ditos didáticos e múltiplos de
  • Page 40 and 41: possíveis relações entre histór
  • Page 42 and 43: difícil reconstruir essas circunst
  • Page 44 and 45: mil reflete com maior clareza a ins
  • Page 46 and 47: Papias são ambíguas: “Mateus sy
  • Page 48 and 49: Marcos e com a linguagem deste (vej
  • Page 50 and 51: 5. Outros, na esperança de manter
  • Page 52 and 53:

    primeiros testemunhos escritos o at

  • Page 54 and 55:

    não só para as línguas da Galile

  • Page 56 and 57:

    O segundo, estudos recentes tendem

  • Page 58 and 59:

    1. Não é sábio especificar com m

  • Page 60 and 61:

    primitivos eram judeus. Frankemõll

  • Page 62 and 63:

    algumas seções tópicas; cf. Moul

  • Page 64 and 65:

    11 Esse assunto é tratado em algum

  • Page 66 and 67:

    24 Cf. J. R. Harris, Testemonies, e

  • Page 68 and 69:

    36 E.g., J. W Wenham, n. 29; P. Ben

  • Page 70 and 71:

    C. F. D. Moule, “St. Matthew’s

  • Page 72 and 73:

    Tyndale, 1964). 58 Cf. importantes

  • Page 74 and 75:

    menos, em algumas ocorrências. Con

  • Page 76 and 77:

    2. Apesar de se afirmar isso com fr

  • Page 78 and 79:

    de Mateus apresenta uma “nova lei

  • Page 80 and 81:

    convincente porque ele elimina toda

  • Page 82 and 83:

    Jesus. Podemos distinguir quatro po

  • Page 84 and 85:

    instruídos cuja aplicação e dese

  • Page 86 and 87:

    fariseus. Assim, no Sinédrio, os

  • Page 88 and 89:

    (acalmar a tempestade), fornecer um

  • Page 90 and 91:

    Então, o que é um evangelho? Muit

  • Page 92 and 93:

    intérprete (e.g., que a Escritura

  • Page 94 and 95:

    assim por diante. Os mais important

  • Page 96 and 97:

    McNeile, Alan Hugh. The Gospel Acco

  • Page 98 and 99:

    d’accomplissement dans 1’Evangi

  • Page 100 and 101:

    Aune, “Problem of Genre”, p. 48

  • Page 102 and 103:

    —. Geschichte und Glaube I. Münc

  • Page 104 and 105:

    Experience of Jesus and the First C

  • Page 106 and 107:

    —. The Son of Man in Mark. London

  • Page 108 and 109:

    1975. McKay, J. Rx, e Miller, J. E,

  • Page 110 and 111:

    Lund: C.W.K. Gleerup, s. d. Sticr,

  • Page 112 and 113:

    Dodd, C. H. “New Testament Transl

  • Page 114 and 115:

    2154. —. “The Interpretation of

  • Page 116 and 117:

    tipologia de Moisés é muito fraca

  • Page 118 and 119:

    . Aplicação: as antíteses (5.21-

  • Page 120 and 121:

    8. Conclusão transicional: autorid

  • Page 122 and 123:

    1. Jesus e João Batista (11.2-19)

  • Page 124 and 125:

    d. Interlúdio (13.49-51) 1) Interp

  • Page 126 and 127:

    a. O jovem rico (19.16-22) b. Graç

  • Page 128 and 129:

    a. O dono da casa e o ladrão (24.4

  • Page 130 and 131:

    PALESTINA NA ÉPOCA DE JESUS 0 20 4

  • Page 132 and 133:

    Texto e exposição I. Prólogo: a

  • Page 134 and 135:

    ministério de João Batista. Essa

  • Page 136 and 137:

    de Davi” era messiânico (cf. SI

  • Page 138 and 139:

    mão calejada a fim de provar que e

  • Page 140 and 141:

    um casamento levirato uma geração

  • Page 142 and 143:

    obstante, não há total certeza de

  • Page 144 and 145:

    6.3-14 — nomes que precisaram ser

  • Page 146 and 147:

    [Dicionário bíblico] 2:987-95. 3

  • Page 148 and 149:

    B. O nascimento de Jesus (1.18-25)

  • Page 150 and 151:

    da Bíblia fossem tomados como fato

  • Page 152 and 153:

    Jesus. Pode haver alguma verdade ne

  • Page 154 and 155:

    motivo apresentado pelo anjo para q

  • Page 156 and 157:

    em resgate (20.28) para salvar seu

  • Page 158 and 159:

    falta de experiência sexual; nem

  • Page 160 and 161:

    sinal milagroso, ao sentido de “E

  • Page 162 and 163:

    aplicam o nome a Jesus de forma sim

  • Page 164 and 165:

    com frequência, introduz ação su

  • Page 166 and 167:

    a aceitação dos gentios (os magos

  • Page 168 and 169:

    matou associados próximos, sua esp

  • Page 170 and 171:

    cerca de duas vezes o diâmetro da

  • Page 172 and 173:

    posto (uma vez que Herodes, contrá

  • Page 174 and 175:

    não tinham interesse na questão d

  • Page 176 and 177:

    ei”) é adjetivo, não substantiv

  • Page 178 and 179:

    por: “E assim se cumpriu” (NVI)

  • Page 180 and 181:

    Oseias 11 retrata o amor de Deus po

  • Page 182 and 183:

    Testamento, mas não criam a narrat

  • Page 184 and 185:

    crianças que ficaram para trás e

  • Page 186 and 187:

    traduzida por “que”, tornando a

  • Page 188 and 189:

    palha com fogo que nunca se apaga

  • Page 190 and 191:

    [A grandeza do reino] [Grand Rapids

  • Page 192 and 193:

    Antigo Testamento que Mateus faz se

  • Page 194 and 195:

    dos vaus e preparava o caminho para

  • Page 196 and 197:

    Salomão 17. Essa não é a ordem n

  • Page 198 and 199:

    (“exercício de penitência”),

  • Page 200 and 201:

    a respeito da visita de Maria para

  • Page 202 and 203:

    pode representar que o Espírito de

  • Page 204 and 205:

    Notas 14 O koÚ (kai, “e”) tem

  • Page 206 and 207:

    mais bem explicada em termos da tip

  • Page 208 and 209:

    Deuteronômio 8.3; seguindo a LXX,

  • Page 210 and 211:

    falou palavras que uniam o messiado

  • Page 212 and 213:

    até mesmo nos evangelhos sinótico

  • Page 214 and 215:

    pregação de Jesus é, em si mesmo

  • Page 216 and 217:

    Eles estavam lançando redes ao mar

  • Page 218 and 219:

    exagerar a pobreza e a ignorância

  • Page 220 and 221:

    tipo de insanidade ou de comportame

  • Page 222 and 223:

    B. Primeiro discurso: o sermão do

  • Page 224 and 225:

    c. Devemos supor que Jesus pregou a

  • Page 226 and 227:

    concordavam com ele até a Reforma.

  • Page 228 and 229:

    se consideravam retos diante de Deu

  • Page 230 and 231:

    do reino (4.17,23). O sermão forne

  • Page 232 and 233:

    p. 93), depois de explorar todas as

  • Page 234 and 235:

    é uma orientação esca to lógica

  • Page 236 and 237:

    pobre em espírito confessa seu des

  • Page 238 and 239:

    determinados a perseguir quatro das

  • Page 240 and 241:

    ausência de engano (SI 24.4; 51.4-

  • Page 242 and 243:

    maneira semelhante, “filho de Deu

  • Page 244 and 245:

    12 Morton Smith, Tannaitic Parallel

  • Page 246 and 247:

    como a luz do mundo (Rm 2.19), a ve

  • Page 248 and 249:

    igrejas, ou camadas sociais, distin

  • Page 250 and 251:

    O cerne do problema está no verbo

  • Page 252 and 253:

    extensão da lei não abole nada de

  • Page 254 and 255:

    e Mateus pretendem que ele esteja.

  • Page 256 and 257:

    também de acordo com a fidelidade

  • Page 258 and 259:

    Testamento adotada por muitos de se

  • Page 260 and 261:

    eliminada. A passagem não sugere u

  • Page 262 and 263:

    estão em citações da LXX (e.g.,

  • Page 264 and 265:

    o caso, essa é a única passagem e

  • Page 266 and 267:

    que o indivíduo em quem não se ac

  • Page 268 and 269:

    punição justa como justificação

  • Page 270 and 271:

    o único limite para a resposta do

  • Page 272 and 273:

    Jesus, na verdade, parece ter orado

  • Page 274 and 275:

    (redimida) humanidade baseia-se no

  • Page 276 and 277:

    Notas 43 Zerwick, par. 279, argumen

  • Page 278 and 279:

    Os escritores do evangelho referem-

  • Page 280 and 281:

    esmola, oração e jejum (C. G. Mon

  • Page 282 and 283:

    terceiro tipo de hipócrita engana-

  • Page 284 and 285:

    funciona como o exemplo negativo de

  • Page 286 and 287:

    se expressar nas formas correntes d

  • Page 288 and 289:

    nosso bem (“nos [...] nós [...]

  • Page 290 and 291:

    Que ele deixe seu reino governar lo

  • Page 292 and 293:

    conclusões similares, mas por uma

  • Page 294 and 295:

    palavra, como resultado disso, pode

  • Page 296 and 297:

    está realmente na Bíblia apenas p

  • Page 298 and 299:

    Os três principais atos de piedade

  • Page 300 and 301:

    falta de visão. Todavia, como acon

  • Page 302 and 303:

    parte que provê “luz” (cf. R.

  • Page 304 and 305:

    Notas 26 Tà Trateivà toO otipavo

  • Page 306 and 307:

    demonstra sua fidelidade por meio d

  • Page 308 and 309:

    de responder a ele. Assim, o hina m

  • Page 310 and 311:

    tomados juntos transformam o evange

  • Page 312 and 313:

    eino. E embora devamos pedir por el

  • Page 314 and 315:

    extinção da existência física,

  • Page 316 and 317:

    como criação de Mateus e para a t

  • Page 318 and 319:

    vontade de meu Pai que está nos c

  • Page 320 and 321:

    aqui são claramente finais e escat

  • Page 322 and 323:

    das aves) e que eles valem muito ma

  • Page 324 and 325:

    8. Conclusão transicional: autorid

  • Page 326 and 327:

    seus escribas”) pode lembrar suti

  • Page 328 and 329:

    O registro do primeiro milagre, a c

  • Page 330 and 331:

    (Stonehouse, Witness of Matthew [Te

  • Page 332 and 333:

    “Form Criticism” [“Crítica d

  • Page 334 and 335:

    o doente. Essa analogia, embora nã

  • Page 336 and 337:

    p. 261-63) propõe que é assumida

  • Page 338 and 339:

    Introdução, seção 1 l.b). Essa

  • Page 340 and 341:

    importa quantos (w. 16,17). Assim,

  • Page 342 and 343:

    mestre da lei aparece como candidat

  • Page 344 and 345:

    comparecimento ao funeral do pai ma

  • Page 346 and 347:

    6. Muitos detectam um pano de fundo

  • Page 348 and 349:

    se referem sem exceção a algumas

  • Page 350 and 351:

    mistificado até depois da cruz. Es

  • Page 352 and 353:

    Notas 22 Black {AramaicApproach [.A

  • Page 354 and 355:

    todos os discípulos usassem as mes

  • Page 356 and 357:

    homem é esse? Os leitores desse ev

  • Page 358 and 359:

    quando eles reagiram de forma tão

  • Page 360 and 361:

    Notas 28 A evidência textual em to

  • Page 362 and 363:

    sua cidade”, viz., Cafarnaum (4.1

  • Page 364 and 365:

    expandiram a blasfêmia para inclui

  • Page 366 and 367:

    O nome “Mateus” pode derivar do

  • Page 368 and 369:

    em termos reminiscentes. Não há s

  • Page 370 and 371:

    incidente aconteceu durante o minis

  • Page 372 and 373:

    novo da graça não era para ser de

  • Page 374 and 375:

    jejum (w. 14-17) e esse milagre (w.

  • Page 376 and 377:

    23-26 Os flautistas (v. 23) eram co

  • Page 378 and 379:

    10.46-52; Lc 18.35-43). Mas o exame

  • Page 380 and 381:

    Notas 27 Em vez do vocativo íué (

  • Page 382 and 383:

    36 Jesus, como Iavé no Antigo Test

  • Page 384 and 385:

    1.17,19 e outras passagens é que a

  • Page 386 and 387:

    Não se sabe muito em relação à

  • Page 388 and 389:

    irmão de Tiago (Jd 1; em que adelp

  • Page 390 and 391:

    B. Segundo discurso: missão e mart

  • Page 392 and 393:

    coerente, esse material não histó

  • Page 394 and 395:

    As pressuposições aqui são: (1)

  • Page 396 and 397:

    provavelmente de ir em direção a

  • Page 398 and 399:

    precisavam aprender o princípio de

  • Page 400 and 401:

    é de forma alguma o que Jesus tinh

  • Page 402 and 403:

    caso, somos lembrados da lentidão

  • Page 404 and 405:

    intensa e difundida é um triste co

  • Page 406 and 407:

    do Espírito (Jo 14.23) pela ressur

  • Page 408 and 409:

    sentido, Jesus nasceu rei (veja com

  • Page 410 and 411:

    26 “Portanto, não tenham medo de

  • Page 412 and 413:

    liderou boa parte do debate sobre o

  • Page 414 and 415:

    . O reconhecimento do evangelho (10

  • Page 416 and 417:

    40-42 Comumente, entende-se no Novo

  • Page 418 and 419:

    1 Depois que terminou de instruir s

  • Page 420 and 421:

    própria compreensão e percepção

  • Page 422 and 423:

    Lei profetizaram até João. 14 E s

  • Page 424 and 425:

    de só ele entre os profetas ser o

  • Page 426 and 427:

    Albright e Mann). Essa interpretaç

  • Page 428 and 429:

    sem paralelos (“sofrer violência

  • Page 430 and 431:

    tivesse entendido de fato, eles nec

  • Page 432 and 433:

    veio e comia e bebia (9.10,11; Lc 1

  • Page 434 and 435:

    Notas 16 0 termo “companheiros”

  • Page 436 and 437:

    e Sidom fizeram sob tal e tal circu

  • Page 438 and 439:

    sobre 18.1-5; cf. Jo 7.48,49; ICo 1

  • Page 440 and 441:

    Notas 25 A versão grega traz áirO

  • Page 442 and 443:

    daquele que revela” (Jerônimo, c

  • Page 444 and 445:

    mundo. 0 contraste implícito entre

  • Page 446 and 447:

    2 A acusação dos fariseus de que

  • Page 448 and 449:

    nos versículos 41 e 42 — ou seja

  • Page 450 and 451:

    entendida de forma errônea. Em tod

  • Page 452 and 453:

    fracasso em fazer o bem seja, em si

  • Page 454 and 455:

    profecias do Servo sofredor. 18-21

  • Page 456 and 457:

    • j • / • u J ” « ” idio

  • Page 458 and 459:

    nada mais que “seu povo” (os ju

  • Page 460 and 461:

    não pode ser atribuída a Mateus (

  • Page 462 and 463:

    exatamente isso que o indivíduo es

  • Page 464 and 465:

    36,37 Esses dois versículos só oc

  • Page 466 and 467:

    ealizado com o intuito de remover o

  • Page 468 and 469:

    exegese genitiva (Zerwick, par. 45;

  • Page 470 and 471:

    O paralelo em Lucas 11.24-26, como

  • Page 472 and 473:

    46,47 A implicação óbvia é que

  • Page 474 and 475:

    que elas são o grupo que Mateus qu

  • Page 476 and 477:

    [Nasparábolas], New York: Harper a

  • Page 478 and 479:

    3. A estrutura do terceiro discurso

  • Page 480 and 481:

    3b-7 O foco da parábola não é o

  • Page 482 and 483:

    4. ainda que estejam sempre vendo,

  • Page 484 and 485:

    inclemente). Mas, conforme observam

  • Page 486 and 487:

    esponsabilidade do homem do que mui

  • Page 488 and 489:

    contexto de Isaías 6.9,10 revela q

  • Page 490 and 491:

    Notas 14 O acréscimo do particípi

  • Page 492 and 493:

    entender que o grego não tem o sen

  • Page 494 and 495:

    David Wenham mostra que em razão d

  • Page 496 and 497:

    semelhante... — uma parábola lid

  • Page 498 and 499:

    notas). No pensamento rabínico, a

  • Page 500 and 501:

    época para outro (cf. Jeremias, Je

  • Page 502 and 503:

    salmista declarando: “Em parábol

  • Page 504 and 505:

    “em parábolas” possa ter chama

  • Page 506 and 507:

    plano de Mateus para esse capítulo

  • Page 508 and 509:

    e para seu reino considerado de for

  • Page 510 and 511:

    cf. 26.64), pois o reino não deixa

  • Page 512 and 513:

    e ninguém pode imaginar desistir d

  • Page 514 and 515:

    47 “O Reino dos céus é ainda co

  • Page 516 and 517:

    etratou entendendo tudo quanto é e

  • Page 518 and 519:

    a lei e a piedade do Antigo Testame

  • Page 520 and 521:

    (13.54-19.2) A. Narrativa (13.54—

  • Page 522 and 523:

    justificáveis. Aqui estava um jove

  • Page 524 and 525:

    3 Pois Herodes havia prendido e ama

  • Page 526 and 527:

    fraco” (Plumptre). Seu juramento

  • Page 528 and 529:

    compartilhar seu almoço tem muito

  • Page 530 and 531:

    comer”, mas independentemente do

  • Page 532 and 533:

    outro lado” representa a costa oc

  • Page 534 and 535:

    perigos do mar da Galileia do que q

  • Page 536 and 537:

    3. Talvez Mateus tenha omitido a ce

  • Page 538 and 539:

    de Jesus se estendia a todas as pes

  • Page 540 and 541:

    do rabi Judah, o Príncipe (c. 135-

  • Page 542 and 543:

    vezes no Novo Testamento, tem o sen

  • Page 544 and 545:

    ponto, como em 12.34,35, é que o q

  • Page 546 and 547:

    5. Deduz-se que Jesus não só reje

  • Page 548 and 549:

    Sidom, cidades na costa mediterrân

  • Page 550 and 551:

    ênçãos concedidas; e menos ainda

  • Page 552 and 553:

    Mas tudo isso depende de ler Marcos

  • Page 554 and 555:

    antecipação do banquete messiâni

  • Page 556 and 557:

    E possível uma abordagem melhor. 1

  • Page 558 and 559:

    Mateus refere-se ao fermento dos fa

  • Page 560 and 561:

    Em vez de explicar o sentido da met

  • Page 562 and 563:

    As ligações entre essa passagem-c

  • Page 564 and 565:

    Israel. “Um dos profetas” testi

  • Page 566 and 567:

    4. B. F. Meyer (p. 189s.) desenvolv

  • Page 568 and 569:

    1. Embora seja verdade que, no greg

  • Page 570 and 571:

    Antigo Testamento (Rt 4.11; 2Sm 7.1

  • Page 572 and 573:

    insiste, no Novo Testamento, não h

  • Page 574 and 575:

    forma de aoristo (cf. para mais dis

  • Page 576 and 577:

    parúsia, quando os atos de Deus s

  • Page 578 and 579:

    da ressurreição poderia haver pro

  • Page 580 and 581:

    Antigo Testamento, é que Oseias n

  • Page 582 and 583:

    olha para o futuro. Mas ela olha pa

  • Page 584 and 585:

    12. O caminho do discipulado (16.24

  • Page 586 and 587:

    2. Muitos sustentam que esse versí

  • Page 588 and 589:

    algo novo, o fim de algo ou a mudan

  • Page 590 and 591:

    se aproximou, tocou neles e disse:

  • Page 592 and 593:

    desceram no dia seguinte). Logo ap

  • Page 594 and 595:

    tratamento diferente de Mateus? Tal

  • Page 596 and 597:

    . O lugar de Elias (17.9-13) 9 Enqu

  • Page 598 and 599:

    chefes dos sacerdotes e os mestres

  • Page 600 and 601:

    nuança de adoração, mas sugere h

  • Page 602 and 603:

    14 0 genitivo absoluto aqui, no ver

  • Page 604 and 605:

    pessoas juntas pagassem uma tetradr

  • Page 606 and 607:

    total do que Jesus falou só pôde

  • Page 608 and 609:

    2. Os aliançados de Qumran tinham

  • Page 610 and 611:

    literatura rabínica contém conden

  • Page 612 and 613:

    em vez de estarem sendo tentados a

  • Page 614 and 615:

    dele. Essa percepção baseia-se gr

  • Page 616 and 617:

    De qualquer forma, a coisa apropria

  • Page 618 and 619:

    permanecem por trás do ligar e des

  • Page 620 and 621:

    210 sentido literal do texto grego

  • Page 622 and 623:

    o montante é totalmente trivial co

  • Page 624 and 625:

    anterior de Marcos e Mateus, materi

  • Page 626 and 627:

    6.47-49 Mateus 7.24-27 83 21 16 3 2

  • Page 628 and 629:

    A. Narrativa (19.3—23.39) 1. Casa

  • Page 630 and 631:

    Akiba, seguidor de Hillel, permitia

  • Page 632 and 633:

    menciona a ordem de Moisés; (3) os

  • Page 634 and 635:

    haja considerável sobreposição.

  • Page 636 and 637:

    não é muito plausível porque ela

  • Page 638 and 639:

    passivo não tem o sentido de “to

  • Page 640 and 641:

    para aporneia marital efetivamente

  • Page 642 and 643:

    declaração de Jesus trai uma cert

  • Page 644 and 645:

    21 Jesus respondeu: “Se você que

  • Page 646 and 647:

    que nada além da vontade de Deus d

  • Page 648 and 649:

    Mark [Marcos], p. 367). Claro que f

  • Page 650 and 651:

    Syntax [Sintaxe], p. 214; cf. 7.22;

  • Page 652 and 653:

    4. A parábola dos trabalhadores (2

  • Page 654 and 655:

    tinham aguentado “o calor do dia

  • Page 656 and 657:

    essurreição é breve (v. 19) e, a

  • Page 658 and 659:

    (.Matthew [Mateus]) propõe que, em

  • Page 660 and 661:

    28a (e do correspondente Mc 10.45)

  • Page 662 and 663:

    impossível para ’ãsãm (“ofer

  • Page 664 and 665:

    facilidade pelos que testemunharam

  • Page 666 and 667:

    22.8) na frente para Betfagé (para

  • Page 668 and 669:

    confiram um sentido distinto para c

  • Page 670 and 671:

    10): a notícia da presença de Jes

  • Page 672 and 673:

    purificação. Mas é duvidoso que

  • Page 674 and 675:

    26.59) demonstram indignação não

  • Page 676 and 677:

    figueira um sinal da condenação d

  • Page 678 and 679:

    elação entre folhas e fruto, Jesu

  • Page 680 and 681:

    se principalmente para as multidõe

  • Page 682 and 683:

    abordagem — isolando, às vezes b

  • Page 684 and 685:

    158; BDF, par. 245a[3]). A potênci

  • Page 686 and 687:

    detectam “alegorização” poste

  • Page 688 and 689:

    claro a maneira exata como isso se

  • Page 690 and 691:

    sacerdotes [em sua maioria, saduceu

  • Page 692 and 693:

    Origins [Origens], p. 35-42). Isso

  • Page 694 and 695:

    irrelevante para o que Mateus está

  • Page 696 and 697:

    3. Mateus e Marcos especificam que

  • Page 698 and 699:

    por “não te prendes à aparênci

  • Page 700 and 701:

    Alguns concluem a partir da respost

  • Page 702 and 703:

    Notas 23 As duas principais leitura

  • Page 704 and 705:

    autoridades judaicas, mas também d

  • Page 706 and 707:

    5. Não obstante, a ligação inici

  • Page 708 and 709:

    A frase: “Falando pelo Espírito

  • Page 710 and 711:

    8. Contra os que defendem que essa

  • Page 712 and 713:

    capítulo pode ser uma montagem de

  • Page 714 and 715:

    Por sua vez, alguns sustentam que o

  • Page 716 and 717:

    4 Os afiançados de Qumran chamavam

  • Page 718 and 719:

    associações pagas (“amuleto”)

  • Page 720 and 721:

    qualificado para se assentar na cad

  • Page 722 and 723:

    são: (1) Lucas preserva o cenário

  • Page 724 and 725:

    convertido e, quando conseguem, voc

  • Page 726 and 727:

    insiste que, em 5.33-37, Jesus abol

  • Page 728 and 729:

    3. Em essência, Jesus acusa os mes

  • Page 730 and 731:

    fique limpo sem perceber que eles m

  • Page 732 and 733:

    Enquanto eles clamam piamente ser d

  • Page 734 and 735:

    final sobre Jerusalém (w. 37-39).

  • Page 736 and 737:

    37 Os versículos 37-39 preservam o

  • Page 738 and 739:

    B. Quinto discurso: o discurso do m

  • Page 740 and 741:

    do discurso dos evangelhos. No enta

  • Page 742 and 743:

    discurso argumentam que Jesus está

  • Page 744 and 745:

    sinóticos em qualquer período dur

  • Page 746 and 747:

    vindicação e como julgamento de J

  • Page 748 and 749:

    tecostes, a igreja primitiva era to

  • Page 750 and 751:

    2 Como tauta panta (“tudo isto”

  • Page 752 and 753:

    2. As dores do parto (24.4-28) a. D

  • Page 754 and 755:

    observação sobre Mateus 24.10-12

  • Page 756 and 757:

    aparte posto por Marcos para chamar

  • Page 758 and 759:

    prossegue até 21.24). (Para a form

  • Page 760 and 761:

    adverte e fortalece seus seguidores

  • Page 762 and 763:

    tribulação [thlipsis\ daqueles di

  • Page 764 and 765:

    entre essa expressão e “nas \en\

  • Page 766 and 767:

    36 Muitos comentaristas leem o vers

  • Page 768 and 769:

    quer dizer “levada em julgamento

  • Page 770 and 771:

    c. As dez virgens (25.1-13) 1 O Rei

  • Page 772 and 773:

    comportamento considerado aceitáve

  • Page 774 and 775:

    {Parables \Parábolas\, p. 52) e ou

  • Page 776 and 777:

    eliminasse o tema do “rei” enco

  • Page 778 and 779:

    O paralelismo dos versículos 22 e

  • Page 780 and 781:

    eterno, preparado para o Diabo e os

  • Page 782 and 783:

    injusto e ilógico julgar, a partir

  • Page 784 and 785:

    em algumas ocasiões, é apresentad

  • Page 786 and 787:

    Substitution” [“O que a cruz al

  • Page 788 and 789:

    aparentemente, tentativas anteriore

  • Page 790 and 791:

    elato de Mateus. Barth (Bornkamm, T

  • Page 792 and 793:

    foram motivadas pela indignação j

  • Page 794 and 795:

    Além disso, se seu nome liga-o com

  • Page 796 and 797:

    Josefo, em uma determinada passagem

  • Page 798 and 799:

    o sábado; e não temos evidência

  • Page 800 and 801:

    oração de ação de graças. Ent

  • Page 802 and 803:

    espondendo aos estímulos de um cor

  • Page 804 and 805:

    14.17,19; 15.33,34; 16.5-12). Esse

  • Page 806 and 807:

    com a força legal pelo derramament

  • Page 808 and 809:

    Mais uma alusão ao Antigo Testamen

  • Page 810 and 811:

    4. Predição de abandono e de nega

  • Page 812 and 813:

    Mark xiv.28 and xvi.7” [“Uma pe

  • Page 814 and 815:

    vigilância e a oração plena em f

  • Page 816 and 817:

    ignorância de 24.36, talvez Jesus

  • Page 818 and 819:

    avança para se encontrar com seu t

  • Page 820 and 821:

    1. A contenção pertence a Jesus,

  • Page 822 and 823:

    v. 31) e fogem. Marcos 14.51,52 acr

  • Page 824 and 825:

    do difícil problema de datar as tr

  • Page 826 and 827:

    4. João 18.31, com frequência cit

  • Page 828 and 829:

    com frequência, era construída no

  • Page 830 and 831:

    Chegamos muito perto do cerne da di

  • Page 832 and 833:

    4. A expressão grega ap’arti (li

  • Page 834 and 835:

    Notas 61 A peculiar expressão õi.

  • Page 836 and 837:

    os sinóticos (cf. a ordem das tent

  • Page 838 and 839:

    a Judeia e Samaria foram constituí

  • Page 840 and 841:

    em Mateus que em Atos. Muitos acred

  • Page 842 and 843:

    2. Mateus diz que Judas enforcou-se

  • Page 844 and 845:

    2Crônicas 36.21, verbalmente extra

  • Page 846 and 847:

    expressão incomum e, por isso, é

  • Page 848 and 849:

    incrimina profundamente os sacerdot

  • Page 850 and 851:

    que Herodes Antipas, tetrarca da Ga

  • Page 852 and 853:

    [Marcos], p. 554, n. 29). O que é

  • Page 854 and 855:

    4. A declaração de Pilatos de est

  • Page 856 and 857:

    Notas 16,17 Apenas o testemunho de

  • Page 858 and 859:

    escrito a acusação feita contra e

  • Page 860 and 861:

    Em 1941, N. Avigad (“A Depository

  • Page 862 and 863:

    estar pensando em Isaías 53.12, ma

  • Page 864 and 865:

    Portanto, o julgamento é sobre a n

  • Page 866 and 867:

    E nenhum filho dos perdidos poderia

  • Page 868 and 869:

    novo templo, o lugar de reunião de

  • Page 870 and 871:

    2. O relato é mantido junto por do

  • Page 872 and 873:

    prováveis. Primeiro, a mãe dos fi

  • Page 874 and 875:

    65 “Levem um destacamento”, res

  • Page 876 and 877:

    da redenção foram derrubados pelo

  • Page 878 and 879:

    de Marcos (Mc 16.9-20), outros suge

  • Page 880 and 881:

    fato da ressurreição de Jesus, an

  • Page 882 and 883:

    sugerem que a Galileia é introduzi

  • Page 884 and 885:

    \Diálogo\, p. 108). B. O Messias r

  • Page 886 and 887:

    arranjos implícitos em 26.32; 28.7

  • Page 888 and 889:

    fé plena. A ressurreição de Jesu

  • Page 890 and 891:

    ministério se estenda a “todas a

  • Page 892 and 893:

    debate entre Paulo e seus oponentes

  • Page 894 and 895:

    proclamada, desde o início, era, e

Série Cultura Bíblica - HEBREUS- introdução e comentario
Comentario Biblico Atos Novo Testamento - Craig S Keener
Comentário+Mateus+-++John+Macarthur
Mateus 25 e o grande julgamento
Francis Foulkes - Efésios Introdução e Comentario
Comentario de Champlin AT V.7
Comentario de Champlin AT V.7
Parábolas de Mateus 13 (William Kelly)
Mateus
hebreus-comentario
I e II Tessalonicenses - Introdução e Comentario - Série Cultura Bíblica
01- MATEUS
Comentário Epístolas Gerais
Comentário da Biblia - Antigo Testamento - Russell Shedd
Tiago - Introdução e Comentário -Douglas J. Moo
A TEOLOGIA DE MATEUS – Javier Pikaza
Comentario de Salmos - Vol. 4 ( - Joao Calvino
Tempos do Antigo Testamento - R. K. Harrison
Série Cultura Bíblica - Galatas - Introdução e comentário -Donald Guthrie
Série Cultura Bíblica - II Pedro e Judas - Introdução e comentario
06 Comentario Biblico Expositivo do Novo Testamento
Comentario Basico do Novo Testamento - William MacDonald
05 Comentario Biblico Expositivo do Novo Testamento