Views
1 year ago

PUBLICACAO_GENERO_FINAL

52 HISTÓRIA DO LOBO MAU

52 HISTÓRIA DO LOBO MAU – A VERSÃO DO LOBO Objetivo: Discutir com o grupo que num conflito há muitas verdades presentes e muitas vezes não nos damos conta disso. É importante destacar que não se trata de justificar os atos praticados, mas sim de se colocar no lugar de todos/as os/as envolvidos/as e levar em conta suas necessidades. Material: Texto de apoio. Desenvolvimento: 1. Leia e discuta o texto de apoio com o grupo. Texto de apoio: A história do lobo mau – a versão do lobo O bosque era o meu lugar. Eu vivia ali e cuidava muito bem dele. Meu trabalho era mantê-lo limpo e bonito. Era um lugar muito pacato, quase ninguém caminhava por ali. Uma ou outra vez vinha alguém para acampar. Num dia muito claro de sol, estava eu limpando as sujeiras que alguém, que estava acampando, havia deixado; foi quando ouvi barulho de passos, saltei para trás de um arbusto e avistei uma pequena criança que vinha pelo caminho com uma cesta. Era muito suspeita essa menina porque estava vestida de uma maneira engraçada, toda rosada e tinha um capuz vermelho na cabeça que não deixava ver quem era. Naturalmente, parei para checar de quem se tratava. Perguntei a ela: quem era? Onde estava indo? De onde estava vindo? E tudo o que se deseja saber de uma pessoa estranha, que inspira desconfiança. Ela me disse que estava passeando,

53 descendo pela floresta, e que estava indo à casa de sua vovozinha levar alguns doces e frutas que estavam na cesta. A menina parecia uma pessoa honesta, mas estava em meu bosque e certamente ela era suspeita com aquele estranho capuz escondendo o rosto. Que necessidade tinha ela de se esconder atrás daquilo? Quem se esconde é porque deve alguma coisa, algo errado deve ter. Então decidi ensinar-lhe como é muito sério e perigoso andar pelo bosque sem comunicar aos responsáveis por ele, e ainda mais estando vestida daquela maneira tão suspeita. Deixei-lhe seguir seu caminho. Porém, me adiantei e cheguei primeiro à casa de sua vovozinha. Quando vi essa terna e velha mulher, lhe expliquei meu problema e ela se colocou de acordo que sua neta necessitava aprender uma lição de uma vez por todas, antes que o pior acontecesse. A velha mulher concordou com o meu plano, emprestou-me suas roupas para que eu me disfarçasse e se escondeu debaixo da cama. Quando a menina chegou, lhe chamei para se sentar perto de mim na cama. A menina tinha as bochechas rosadinhas e me disse algo cruel sobre minhas orelhas tão grandes. Eu já havia sido insultado antes, mesmo assim, tentei não fazer caso disso, dizendo que as orelhas tão grandes me ajudavam a ouvi-la melhor. Com isso tratava de fazê-la entender que o que eu queria era que ela me ouvisse com atenção. Porém a menina me insultou de novo, desta vez sobre meus grandes olhos. Vocês podem imaginar como eu me senti em relação a essa menina, que aparentemente era muito carinhosa, porém, no fundo, era uma pessoa muito cruel. No entanto, ainda tentei usar a política do “dar a outra face”, e disse-lhe que meus grandes olhos me ajudavam a vê-la melhor.

Justiça e Educação em Heliópolis e Guarulhos: parceria
Política, Direitos, Violência e Homossexualidade - Núcleo de ...
A questão de gênero nas decisões dos tribunais penais internacionais
Antropologia e sexualidade - Miguel Vale de Almeida.pdf
Cerberus Magazine - Edição Zero
Crimes motivados pelo preconceito: 2009
PREVENÇÃO E ATENÇÃO À VIOLÊNCIA ... - Instituto Avon
DIRETORIA OABSP
Julho/Setembro de 2007 - Ano 4 - Nº 8 - Ministério Público do ...
elas por elas- agosto 2009_Elas por elas revista - ive minas
Cartilha Direitos Sexuais MIOLO.indd - BVS Ministério da Saúde
Relatório sobre a Situação da População Mundial 2012
Baixar arquivo - Conselho Federal de Psicologia
[A CARTA EUROPEIA PARA A IGUALDADE - Council of European ...
ABC dos direitos das mulheres trabalhadoras - International Labour ...
Descendentes de homens e mulheres que cruzaram o ... - DHnet
versão completa - cchla - UFRN
1. contextualização
Avaliação dos Impactos Sociais de Áreas Protegidas no Brasil
Trabalhando com Mulheres Jovens: Empoderamento ... - Promundo
Gênero e Diversidade na Escola - Portal do Professor - Ministério da ...
DIKE final.indd - APAV