17.08.2017 Views

revista_cpv_ed_10_202x266mm_bx

Create successful ePaper yourself

Turn your PDF publications into a flip-book with our unique Google optimized e-Paper software.

REVISTA CUIDADOS PELA VIDA - ACHÉ 7022641 - BIO 7022642

ANO 2 - EDIÇÃO 10 // AGO 2017

INFECÇÃO URINÁRIA

O incômodo tem solução!

Saiba a hora de procurar

ajuda médica

RAIO-X

Frutas, legumes, carnes:

conheça os ingredientes mais

nutritivos para o seu filho

PARALISIA DO SONO

“É assustador!”, conta arquiteto

que aprendeu a lidar com a

doença

SAÚDE DOS

OSSOS: COMO

É IMPORTANTE

SE PREVENIR

De artrose a lesões, saiba como se proteger das dores


EDITORIAL

Conteúdo

COORDENAÇÃO // RAFAEL MUNHOS

REPORTAGEM // RAFAEL MUNHOS

FABRÍCIO MAINENTI

LEONARDO CAPITA

Arte

DIREÇÃO // LEANDRO SANTOS

DESIGN // JHONATHAN MARTINS

Projeto

CAMILA CRISPINIANO

RENATA HERNANDES MARCELINO

FRANCISCO MALENA

ICONS4U

WEBEDIA

Agradecimentos desta edição:

ADRIANO LEONARDI, CRISTIANO R.W.

GUIMARAES, DANIELLA CHEIN, EDUARDO

MOTTI, ELISABETE DE SOUZA PINHEIRO,

ÍGOR MELETTI, ISAÍAS SILVÉRIO, MILLER

FREITAS, WANESSA ALESSANDRA RUIZ

SCALA, GÊRHARD BREDA, RAYANE VIEIRA,

ROSSANA FONSECA, VINICIUS NICOLAU

Produção

ICONS4U

Publicação Digital

YUMPU

“Comer, comer, é o melhor para poder crescer”! A música é antiga,

mas a recomendação é sempre bem-vinda. Desde a infância, os

nossos pais nos ensinam a comer direitinho para o desenvolvimento

mental e físico. Mas qual é a alimentação correta para uma criança?

A nutricionista Priscila Maximino selecionou 4 grupos alimentares

essenciais para o crescimento das crianças. As dicas podem ajudar

aos pais de primeira viagem e aqueles que ainda tem dúvidas do que

usar para uma boa refeição.

Agora, sabe aquele incômodo na bexiga ou a desagradável dor ao

urinar? Esses sintomas podem estar associados à infecção urinária,

o que faz homens e mulheres se queixarem com frequência nos

consultórios médicos. Para você entender melhor sobre essa doença,

a ginecologista Elisabete de Souza Pinheiro responde às principais

dúvidas dos leitores. E claro, fique de olho na sua saúde!

Já a nossa matéria de capa também fala sobre dores, mas aquelas

que atacam os músculos. Muitos atletas, inclusive os de fim de semana,

acabam se descuidando ao realizar alguma atividade física, e,

às vezes, são obrigados a se afastar do exercício por conta daquela

lesão insuportável. Por isso, o ortopedista Adriano Leonardi traz

para você 9 informações sobre as lesões musculares, mostrando

desde os fatores de risco até as formas de tratamento.

E, para fechar, você tem controlado o seu colesterol? Preparamos

Contatos

SITE // www.cuidadospelavida.com.br

FACEBOOK // www.fb.com/cuidadospelavida

EMAIL // revista@cuidadospelavida.com.br

um material no qual apresentamos como é possível se prevenir do

mau colesterol e manter o coração saudável.

Curioso? Leia essas e outras matérias especiais para você.

A Revista CUIDADOS PELA VIDA é uma publicação de

distribuição gratuita, destinada aos participantes do CUIDADOS

PELA VIDA, o programa de benefícios do Aché Laboratórios.

Os artigos aqui assinados são de total responsabilidade

dos autores e não representam a opinião da revista, da

icons4u, do programa CUIDADOS PELA VIDA ou do Aché

Laboratórios. Não é permitida a reprodução total ou parcial

sem prévia autorização. O conteúdo apresentado não tem

como objetivo substituir as orientações médicas. Para

manter-se em dia com seu tratamento, visite regulamente

seu médico. O acesso à informação sobre saúde é o

primeiro passo para uma maior qualidade de vida.

Compartilhe esta ideia!

Boa leitura!

EQUIPE CUIDADOS PELA VIDA


REVISTA CUIDADOS PELA VIDA // ANO 2 - EDIÇÃO 10 // AGO 2017

06MUNDO ACHÉ

08ELES

CUIDAM

MAIS SOBRE

20CONHEÇA

O COLESTEROL

Entenda a importância dos núcleos

Médico-Científico e de Desenvolvimento

Analítico e Farmacotécnico para o Aché.

Ginecologista responde as principais

dúvidas sobre infecção urinária.

Saiba como este tipo de gordura pode

afetar o seu coração.

SU

QUE A GORDURA

SE ACUMULA NA REGIÃO

10POR

ABDOMINAL?

Como é possível se livrar da indesejável

“pochete”? Nutricionista dá a dica certa!

22 QUEM FOI QUE DISSE?

Compartilhe sua opinião. Participe!


RIO

12

14

CAPA

RAIO-X

Conheça quatro grupos alimentares

importantes para o crescimento das

crianças.

// 9 FORMAS DE

IDENTIFICAR E TRATAR A

LESÃO MUSCULAR

Ortopedista explica as principais causas

e orienta como se prevenir.

18 HISTÓRIA

DE SUPERAÇÃO

Isaías Silvério conta como tem vencido

a luta contra a paralisia do sono.


06

melhores profissionais do mercado em um clima organizacional

extremamente positivo e inspirador, é a

MUNDO

ACHÉ

fórmula do Aché para liderar tanto no número quanto

na qualidade de seus lançamentos, que trazem soluções

terapêuticas inovadoras para satisfazer as necessidades

dos médicos, dos pacientes e também de seus

cuidadores, permitindo entregar o nosso propósito

POR RAFAEL MUNHOS

O PROGRESSO DO ACHÉ

FOTOS: MAURICIO PAIÃO VARGAS

principal que é o de trazer mais vida para todos nós”,

completa Miller.

Núcleo Médico-Científico

O Núcleo Médico-Científico agrega os aspectos mé-

Colaboração:

Com 50 anos no mercado, o Aché Laboratórios bus-

dicos ligados aos produtos Aché. Ele é formado por

CRISTIANO R. W. GUIMARÃES

Diretor do Núcleo de Inovação

Radical

ca eficiência e qualidade na comercialização dos seus

medicamentos. Para tudo sair como planejado, é preciso

estar atento a todos os detalhes. Por exemplo,

entender que a grande missão da área é transformar

uma molécula ou tecnologia inovadora, resultantes

quatro áreas: Assuntos Médicos, Documentação Científica,

Desenvolvimento Clínico (ou pesquisa clínica) e

Farmacovigilância.

você sabia que além do princípio ativo, existem diversas

de intensas pesquisas na fase inicial, em um produto a

substâncias importantes na formulação de um medica-

ser produzido de maneira robusta em escala industrial,

Começando pela Farmacovigilância, esta é uma área

mento? E se este medicamento causar efeito colateral,

com boa estabilidade, segurança e eficácia clínica para

fundamental para a inteligência do Aché. Nela são re-

como Marketing, Demanda, Novos Negócios, Desen-

o que fazer? Neste Mundo Aché, você vai conhecer os

cumprir seu papel de aliviar ou curar doenças”, afirma

cebidos e processados os relatos de reações adver-

volvimento Clínico e, mais importante, com a classe

núcleos responsáveis pelo desenvolvimento técnico de

Miller Freitas, Diretor de DA/DF do Aché.

sas ocorridas com os produtos da empresa. Para que

médica, organizando eventos, respondendo a dúvidas

produtos farmacêuticos e seus aspectos médicos.

tudo seja feito de forma eficiente, todos os funcioná-

do campo e colaborando no delineamento da pesquisa

Vamos lá?

Muitos investimentos em novas tecnologias, bem como

rios recebem um treinamento sobre o que é a Farma-

clínica e posicionamento médico correto dos produtos.

Desenvolvimento Analítico e

Farmacotécnico (DA/DF)

na capacitação dos pesquisadores, são feitos de maneira

sistemática e substancial para modernização e aumento

contínuo da eficiência em todo o processo de

covigilância quando são admitidos e precisam relatar

os problemas que chegarem ao seu conhecimento.

“Todos os produtos farmacêuticos podem causar

Finalmente, a área de Desenvolvimento Clínico é responsável

pelas pesquisas clínicas que fazemos com os

desenvolvimento de produtos, fortalecendo e aprimo-

efeitos colaterais e é importante para a empresa

produtos em linha e com os novos. Todos os produtos,

A diretoria de Desenvolvimento Analítico e Farmacotéc-

rando os testes e a geração de evidências e documen-

conhecê-los bem e poder orientar adequadamente

antes de chegarem ao mercado, devem ser cuidadosa-

nico é responsável pela cuidadosa seleção dos com-

tos que irão subsidiar o pedido de registro de um novo

médicos e pacientes sobre eles”, explica o Dr. Eduar-

mente estudados para estabelecimento da dose cor-

ponentes ideais para formulação e embalagem de um

produto. Além disso, a área participa da manutenção de

do Motti, Diretor Médico do Aché.

reta, do perfil de segurança e eficácia. Apenas estudos

medicamento em seu processo produtivo. Ela é encar-

todo o portfólio de produtos estabelecidos da empresa,

clínicos podem nos trazer essas informações, que vão

regada pelo desenvolvimento dos métodos que serão

apoiando as necessidades das demais áreas da empre-

A Documentação Científica coleciona informações

possibilitar os registros de produtos novos, ou trazer

responsáveis pela identificação, quantificação das subs-

sa, como por exemplo, a inclusão de equipamentos de

publicadas sobre os nossos produtos, as doenças que

conhecimentos sobre os em linha. “A

tâncias químicas ativas, potenciais impurezas, produtos

produção mais modernos, alteração de tamanhos de

eles tratam e, para isso, utiliza inúmeras bases de dados

área da pesquisa clínica desenvolve os

de degradação e desempenho, adequados para garantir

lotes para acompanhar o crescimento do mercado, in-

médicos e farmacêuticos. Ela também organiza essas

planos de estudo (protocolos), busca

toda a qualidade na cadeia produtiva, desde o recebi-

clusão de novos fornecedores de matérias-primas, in-

informações na forma de relatórios e revisa materiais

sua aprovação na ANVISA, seleciona

mento e liberação das matérias-primas, até os testes

sumos farmacêuticos ativos, renovação de registros dos

promocionais usados pela Força de Vendas.

hospitais e médicos que farão a pes-

avançados de performance e estudos de estabilidade

produtos e atualizações regulatórias que acompanham

quisa, e acompanha o andamento dos

que irão compor o dossiê de registro e pós-registro dos

o ciclo de vida. “Processos eficientes, juntamente com

A área de Assuntos Médicos (ou “Medical Affairs”) faz a

estudos até seu resultado final e publi-

produtos. “De maneira mais geral e objetiva, pode-se

as mais modernas instalações de pesquisa, com os

interface médica com os vários departamentos do Aché,

cação”, exemplifica Dr. Motti.


08

REVISTA CUIDADOS PELA VIDA | 09

ELISABETE DE SOUZA

PINHEIRO

Ginecologista e obstetra,

atende no Rio de Janeiro.

CRM-RJ: 52730599

ELES

CUIDAM

Infecção urinária

Aquela dor incômoda na bexiga e a sensação irritante ao urinar podem

ser sintomas da conhecida infecção urinária. O quadro infeccioso

pode ocorrer em quatro regiões do corpo: na bexiga (cistite),

na uretra (uretrite), nos rins (pielonefrite) ou no ureter (ureterite).

Mais comum do que se imagina, atualmente no Brasil a infecção

urinária atinge cerca de 2 milhões de mulheres. Mas os homens não

ficam de fora, o sexo masculino tem reclamado de dores intermináveis

e, em razão disso, procura ajuda médica com frequência.

Para ajudar você a entender como ocorre a infecção urinária, a ginecologista

e obstetra Elisabete de Souza Pinheiro responde às principais

dúvidas sobre a doença e orienta como se prevenir.

Quais são os sintomas

de quem tem infecção

urinária?

Dor e/ou ardência ao urinar, que podem

estar associadas à necessidade

de urinar várias vezes, mas em pouco

volume, sangue na urina, e até assintomática.

Algumas mulheres também

podem se queixar de dor pélvica, urina

com coloração e odor mais forte.

“Gestantes têm

maior risco,

podendo ser

prejudicial tanto

para a mãe

quanto para o

feto”

Por que a frequência é maior em

mulheres do que em homens?

Mulheres têm mais tendência à infecção urinária

devido aos fatores anatômicos, como a uretra mais

curta e mais próxima da vagina e do ânus. Também

depende de hábitos urinários, como segurar mais a

vontade de urinar do que os homens.

E qual o momento

certo para o homem

procurar ajuda

médica?

Quando tiver alguma alteração do

jato urinário, dor, ardência, alteração

do odor ou aspecto da urina, febre ou dor lombar.

Caso tenha dores repetidamente, deve sempre procurar

o médico para avaliar algum defeito na anatomia

do trato urinário, como possível alteração na próstata.

Os riscos são dobrados para

grávidas?

Gestantes têm maior risco, podendo ser prejudicial tanto

para a mãe quanto para o feto. Grávida com infecção

urinária tem mais risco de evoluir com perda gestacional,

trabalho de parto prematuro, rompimento prematuro

da bolsa das águas e maior risco de infecção no recém-nascido.

Por isso, é importante realizar os exames

solicitados pelo obstetra durante o pré-natal.

Que tipo de infecção urinária é

mais perigosa?

A pielonefrite é a forma mais perigosa, já que é uma

infecção renal, podendo evoluir com infecção generalizada

(sepse), insuficiência renal quando a função

renal está insatisfatória, e evoluir, inclusive, com exclusão

renal, quando o próprio rim para de receber fluxo

sanguíneo e para de filtrar o sangue.

“Não existe

restrição da

prática de

relação sexual”

Fazer a higiene íntima

incorretamente é um dos fatores

que levam à infecção urinária?

Algumas vezes fica fácil identificarmos esta condição

de higiene inadequada, mesmo que não consigamos

constatar no exame físico. Cabe a nós, médicos,

sempre questionarmos à paciente como ela

realiza a higiene íntima, sendo

a forma correta de higiene anal

ser realizada com movimento da

frente para trás, e nunca de trás

para frente.

A infecção urinária

pode ser genética?

Sim. Quando pessoas da mesma família referem episódios

de infecção urinária. Outro ponto importante

é que a maior aderência das bactérias pode ser hereditária,

o que por consequência aumenta o risco de

infecção urinária.

Fazer sexo pode piorar a infecção

urinária?

Não existe restrição da prática de relação sexual. É

só preciso ter atenção aos seguintes cuidados: urinar

sempre após cada ato sexual e fazer uso de medicamentos

recomendados pelo urologista.

Afinal, como se prevenir da

infecção urinária?

Beber bastante água; não segurar a urina por muito

tempo; manter o trânsito intestinal bem regulado;

evitar alterações radicais na dieta; trocar frequentemente

os absorventes internos ou externos durante

o período menstrual; evitar o uso de roupa de banho

molhada por longos períodos, o uso de roupas muito

justas e as de fibras sintéticas.


10

IMAGENS: THINKSTOCK

CUIDADOS E BEM-ESTAR

POR QUE A

GORDURA

SE ACUMULA

NA REGIÃO

ABDOMINAL?

POR FABRÍCIO MAINENTI

MAIS LIDA

DO PORTAL!

www.cuidadospelavida.com.br

FICA A DICA

• Coma mais frutas, verduras e legumes

• Diminua significativamente o sal

• Evite alimentos gordurosos

REVISTA CUIDADOS PELA VIDA | 11

DANIELLA CHEIN

Quando se fala em ganho de peso uma das coisas

ta Daniella Chein. A gordura abdominal, em excesso,

que são os que mais queimam calorias. Dessa forma,

Formada em Nutrição Clínica

pelo Centro Universitário Bennett

e atua no Rio de Janeiro.

CRN-RJ: 2003100646

que logo vem à mente é a famosa “pochete” na barriga,

que nada mais é do que a gordura que se acumula

na região abdominal. A concentração nesta área do

normalmente provoca frustrações de ordem estética,

mas os riscos que o problema carrega sugerem preocupações

bem mais sérias.

além da gordura, é possível evitar doenças como hipertensão

arterial e colesterol alto.

corpo é um incômodo comum à maioria das pessoas

“Praticar exercícios físicos e seguir uma alimentação

e, por isso mesmo, move muitos a fechar a boca e se

“Sem dúvida não se trata apenas de um problema es-

equilibrada são os únicos passos para uma vida sau-

exercitar para emagrecer.

tético. A obesidade abdominal contribui para elevar

dável, mantendo o nível de gordura abdominal mui-

os níveis de colesterol ruim (LDL) e de triglicerídeos,

to baixo” indica a nutricionista.

A nutricionista Daniella Chein explica porque o acú-

aumentar a resistência à insulina, além de reduzir o

mulo de gordura é prejudicial e como se livrar do ganho

de peso.

Excesso de gordura na barriga é

o principal risco para doenças do

coração

“O abdômen é a parte do corpo com maior quantidade

de células gordurosas (adipócitos), por isso

tem tendência a crescer mais”, explica a nutricionis-

bom colesterol (HDL). Além disso, é o principal risco

para doenças do coração”, alerta Daniella.

Praticar corrida e ciclismo queima

calorias e ajuda a perder barriga

Para eliminar ou evitar a gordura abdominal, recomenda-se,

primeiramente, adotar uma dieta balanceada,

e depois a prática de exercícios físicos, principalmente

os aeróbicos, como corrida e ciclismo,

7 DELÍCIAS

FEITAS PARA

VOCÊ E SUA

FAMÍLIA!

Descubra receitas

rápidas e saudáveis

de dar água na boca.

Quer fazer

este saboroso

smoothie para

o seu filho

em apenas 5

minutos?

ACESSE NOSSO E-BOOK

cpv.digital/receitas


12

REVISTA CUIDADOS PELA VIDA | 13

IMAGENS: THINKSTOCK

RAIO-X

Alimentação Infantil

RECEITA

COOKIE DE BANANA

A construção dos bons hábitos alimentares começa desde cedo. É

importante que, desde a infância, as crianças conheçam os nutrientes

necessários para o seu desenvolvimento.

Para ajudar aos pais na escolha certa da alimentação para os pequenos,

a nutricionista infantil Priscila Maximino separou quatro grupos

alimentares e classificou os principais benefícios de cada um

para o desenvolvimento da criançada.

INGREDIENTES

• 5 bananas pequenas amassadas (ou 3 grandes)

• 50 ml de leite de coco

• 3 colheres de sopa de coco ralado

• 1 1/2 xícara de aveia em flocos

• 2 colheres de sopa de uvas-passas

Se preferir, acrescente um fio de mel para adoçar

E que tal ir para a cozinha com seu filho? Aprenda a fazer esta fácil e

deliciosa receita de cookie de banana.

PRISCILA MAXIMINO

Nutricionista especializada

em Nutrição Infantil.

Crn-3 13369

MODO DE FAZER

Em uma tigela, misture os ingredientes até ficarem incorporados

e molde no formato que desejar. Depois

coloque em uma assadeira, em forno baixo preaquecido,

por 15 minutos.

ALIMENTO

LEITE E IOGURTE

• Necessário para o crescimento e manutenção dos ossos.

• Iogurte ou o próprio leite in natura são opções ricas em cálcio.

• O leite materno é o alimento exclusivo do bebê até os 6 meses de vida.

Depois deste período, ele deve continuar, mas outros alimentos devem

ser inseridos gradativamente.

ALIMENTO

CARNES E OVOS

• Carnes, em geral, estão entre os alimentos com alto teor de ferro,

zinco e vitamina B.

• Carnes e ovos podem ser consumidos de qualquer forma e não

perdem vitaminas e minerais E: cozido, grelhado, desfiado, etc.

• As carnes podem ser desfiadas e moídas para os bebês principalmente

até 1 ou 2 anos, o que facilita a mastigação. Neste processo, as crianças

devem ser incentivadas a mastigar pedacinhos e ir aumentando

gradativamente.

ALIMENTO

VEGETAIS E FRUTAS

• Estimule seu filho a comer frutas ricas em vitamina C porque elas

aumentam a absorção de ferro. Laranja, mamão e acerola são alguns

exemplos.

• Vegetais amarelo-alaranjados (como cenoura e abóbora) são ricos

em vitamina A e atuam no crescimento e desenvolvimento celular,

na resistência contra doenças infecciosas e na prevenção da cegueira

noturna.

• Vegetais verde-escuros (espinafre, brócolis, couve e agrião) são ricos

em fontes de vitaminas A e C, ácido fólico e potássio.

ALIMENTO

CEREAIS E GRÃOS

• Alimentos como arroz, aveia e batata-doce fornecem carboidratos

complexos e são importantes fontes de energia, por isso, devem ser

consumidos em várias refeições.

• No café da manhã, é recomendado cereais ou pães; no almoço e

jantar, arroz, macarrão, batata e mandioquinha (batata-baroa).

• O arroz pode ser substituído por outras fontes que contém cereais,

como macarrão, milho e derivados como polenta, quinoa e amaranto.


14

REVISTA CUIDADOS PELA VIDA | 15

CUIDADOS E BEM-ESTAR

9 DICAS PARA

MANTER OSSOS

E MÚSCULOS

FORTES

POR RAFAEL MUNHOS

A frase “todo cuidado é pouco” é imprescindível quando se trata

de manter a estrutura óssea e muscular saudável. Para uma expectativa

de vida cada vez maior, é necessário, além de levar uma

vida com alimentação e esportes adequados, evitar as famosas

fraturas, o que acarretam em problemas graves no organismo.

A artrite, considerada a inflamação nas articulações, e a artrose,

a degeneração das cartilagens, são exemplos comuns pela

falta de proteção com os ossos. Mas elas não estão sozinhas,

as lesões musculares, quase sempre obtidas por erros de movimentos

ao realizar esportes, também são responsáveis pelo

incômodo no corpo.

Pensando nisso, o ortopedista Adriano Leonardi selecionou

9 dados importantes para evitar as dores nos músculos e que

podem servir para prevenir as doenças reumáticas. Entenda:

1

FATORES DE RISCO

Cãibras e espasmos causados por desequilíbrio muscular

e pelo frio, já que a mudança de temperatura é

um fator relevante para o aparecimento das dores, o

uso de algumas drogas como a classe das estatinas

(medicamentos utilizados para o tratamento do alto

colesterol no sangue), além de contusões, distensões

musculares e infecções. A dor ligada à perda de função

do membro, hematomas ou sinais de reações inflamatórias,

é um indicativo de lesão grave.

IMAGENS: THINKSTOCK E ARQUIVO PESSOAL

2

LESÕES MAIS

FREQUENTES

Em atletas amadores e principiantes são muito comuns

a dor muscular tardia, as cãibras e as distensões musculares

por mau condicionamento físico. Nos profissionais,

as lesões por microtrauma de repetição, como

tendinites e fraturas por estresse, são recorrentes.


ADRIANO LEONARDI

Médico ortopedista

especialista em grau,

apologia do esporte e

cirurgia do joelho

6

TERAPIA CELULAR

E BANDAGEM TERA-

PÊUTICA

A terapia celular, como o plasma rico em plaquetas,

tem tido resultados preliminares excelentes, mas, por

falta de padronização e por ainda não haver nível de

evidência suficiente, é considerado experimental no

Brasil e nos EUA. Já a bandagem terapêutica alivia dores

por sobrecarga muscular e auxilia no retorno ao

esporte. Os dois tipos de tratamentos são contraindi-

LESÃO, NÃO!

A QUESTÃO É

SE DIVERTIR

COM SAÚDE

O técnico de basquete do Clube de Regatas do Fla-

Mas as mais frequentes são as entorses de tornozelo

e joelho por conta dos saltos”.

Ígor analisa que a melhor forma de se prevenir é entender

e cuidar do próprio corpo. “Explico que se alimentar

corretamente, ter uma boa noite de sono, chegar

um pouco antes do horário para o treino e realizar

todas as atividades pedidas fazem com que o atleta

REVISTA CUIDADOS PELA VIDA | 17

CRM/SP 99660

cados no caso de lesão muscular ativa.

mengo da categoria sub-14, Ígor Meletti, aprendeu

entenda que o corpo é o material de trabalho dele”.

3

RECOMENDAÇÕES

PARA PRINCIPIANTES

7

TRATAMENTO

Os cuidados essenciais na fase aguda da lesão se-

com anos de experiência que a melhor forma de

exercer algum tipo de atividade física é fazê-la com

cautela. A lição é passada tanto para os alunos novos,

quanto para os mais experientes, o que serve de regra

para evitar qualquer tipo de lesão muscular. “Sempre

tivemos uma equipe multidisciplinar excelente, que

Para começar, é importante realizar consulta médica

guem o método PRICE (proteção, repouso, gelo,

se preocupa com os atletas. Nossa preparação é

pré-participativa, onde além dos exames laboratoriais

compressão local e elevação do membro acometido),

completa, tanto na quadra com trabalhos preventi-

e cardiológicos, são solicitados testes isocinéticos

mas o tratamento vai depender sempre da causa. De

vos, como fora dela com trabalhos de força, suple-

para avaliar o equilíbrio muscular, e testes funcionais

qualquer forma, é imprescindível o início imediato de

mentação e alimentação”, conta.

para analisar o tempo da resposta neuromotora.

recursos da fisioterapia, mesmo sem o profissional ter

4

ATLETAS DE FIM

DE SEMANA

Estes praticantes correm sérios riscos, como entorses de

os exames de imagem em mãos.

8

LESÃO MUSCULAR

X ARTROSE

Atleta durante a infância e a adolescência, Ígor não

chegou a sofrer alguma lesão muscular. Segundo ele,

o “sufoco” aconteceu recentemente, já como treinador.

“Fui participar de um torneio veterano e acabei

tendo um estiramento, e, por causa disso, fiquei com

dores durante uns três meses. Nem conseguia correr”,

DICAS IMPORTANTES!

joelho e tornozelo com consequentes lesões nos liga-

Quem sofre de artrose tem desgaste natural dos os-

diz ele, que percebeu que a falta de preparo ocasio-

• Procure um profissional de Educação Física

mentos e nas cartilagens. As lesões musculares também

sos. Para fortalecer os músculos, o tratamento para

nou o problema. “Por mais que me cuide na acade-

para orientar o melhor exercício para fazer

são comuns por causa da hidratação inadequada, (pois

a lesão muscular também pode ser uma boa opção

mia, não treino basquete todo dia. Além disso, minha

antes de praticar uma atividade

deixa o músculo com a elasticidade alterada), do mau

para a melhora.

alimentação e meu sono já não são mais regrados

aquecimento prévio e da falta de preparo ao esporte.

5

PERMANÊNCIA

DA LESÃO

9

PREVENÇÃO

Ter a musculatura fortalecida e equilibrada segundo

como na época de atleta. E qualquer jogo você quer

entrar para ganhar, valendo ou não. Esse esforço contínuo

é o que causa a contusão”.

O treinador ressalta que as grandes causas de dores

musculares acontecem em pessoas que abusam da

• Conheça o próprio corpo e o que lhe faz

bem para ter uma boa performance

• Alimente-se adequadamente

• Durma bem, para que tenha equilíbrio

durante os exercícios

• Dedique-se com alegria. Fazer o que gosta

ajuda a alcançar os objetivos

• Não hesite! Em caso de fraturas ou machucados,

Pode durar de dias a meses, depende do grau e do

o teste isocinético, praticar treinamento funcional di-

atividade física. “Para quem não é atleta, o corpo não

músculo acometido. Embora o alívio da dor ocorra de

recionado à modalidade do exercício, realizar aqueci-

está preparado para a sobrecarga. Por isso, é comum

procure um médico com urgência

2 a 7 dias após a lesão, a taxa de reaparecer a doença

mento prévio e, principalmente, não exceder os limi-

que venham as lesões ou até mesmo o overtraining,

é muito grande, sendo essa a principal preocupação

tes fisiológicos. Por isso, a supervisão de um treinador

que é o excesso de treino. O basquete é um espor-

da medicina esportiva.

experiente é fundamental.

te de muito contato, então acontecem várias lesões.


18

HISTÓRIA DE

SUPERAÇÃO

A busca por um sono tranquilo

POR RAFAEL MUNHOS

tratamento efetivo, mas posso controlar a insônia

e a depressão de forma satisfatória. Falar com outras

pessoas faz bem. O grupo do Facebook, no qual

participo, serviu como um bom instrumento para eu

trocar experiências e me distrair durante as madrugadas.

Hoje sou uma pessoa bem melhor do que

anos atrás e estou muito bem comigo”, comenta.

CONTE SUA

HISTÓRIA

PRA GENTE!

Você já passou por uma situação ou conhece alguém

que convive com a falta de sono permanente? Agora,

imagina alguém que passa por este tipo de problema

há quase 30 anos. É o caso do arquiteto e artista

plástico Isaías Silvério, natural de Natal, Rio Grande

do Norte. Aos 35, ele sofre com paralisia do sono, um

tipo de insônia que ocorre quando a pessoa está com

os músculos imóveis, como costuma ficar enquanto

dorme profundamente, mesmo depois de já ter acor-

Durante as crises, as sensações eram tão difíceis que

Isaías achava que poderia morrer. “Literalmente você

sente a morte chegando. O cérebro trabalha de maneiras

diferentes, e durante o sono ele trabalha mais

tranquilamente e com batimentos baixos, assim ele

coíbe os seus movimentos para que a pessoa não se

machuque enquanto sonha. O problema é que quem

sofre de paralisia do sono acorda, mas o cérebro não

“avisa” ao corpo que você acordou e, com isso, você

“Aceito a condição de

não existir tratamento

efetivo, mas posso

controlar a insônia e

a depressão de forma

satisfatória”

Superou um

problema de

saúde?

Adotou

um hábito

saudável?

dado. “É assustador! Você acorda sem conseguir se

mexer e respirar, quase como se estivesse preso dentro

do próprio corpo”, conta Isaías.

Os primeiros sintomas

acorda sem conseguir se mexer e sem respirar”.

A falta de sono alterou a alimentação e a vida social

de Isaías, que, algumas vezes, sofreu com preconceito

de pessoas conhecidas. “Fui taxado de preguiçoso

pela sociedade por estar sempre cansado durante o

Mande um e-mail e conte sua

história. Você pode virar matéria

e ajudar milhares de pessoas!

revista@cuidadospelavida.com.br

O primeiro distúrbio foi aos seis anos de idade. As

dia. Na época em que não me tratava, era difícil con-

dificuldades para dormir, a falta de concentração

ciliar trabalho com o sono, por isso, sempre preferi

na escola e a alimentação desregulada foram au-

ser autônomo. A alimentação também foi prejudicada

mentando significativamente, o que levou os pais

porque não conseguia fazer as refeições nos horários

de Isaías a procurar uma ajuda médica. No entanto,

certos e entrei numa rotina de comer besteiras”.

a descoberta da doença aconteceu apenas na fase

adulta. “Desde muito novo, não conseguia dormir

com tranquilidade. Lembro que, na época, achava

ruim porque as programações de TV não eram 24

horas, então me distraía lendo. Mas identifiquei que

era paralisia do sono conversando com um médico,

Controlando a doença

Hoje, Isaías analisa a situação com mais tranquilidade

e identifica como um processo de superação.

Ele toma remédios controlados e faz exercícios fí-

IMAGEM: ARQUIVO PESSOAL

logo em seguida encontrei um primeiro especialista

sicos regularmente, ou seja, aprendeu a lidar com a

no assunto”, revela.

doença incurável. “Aceito a condição de não existir

Isaías e um de seus quadros.


20

REVISTA CUIDADOS PELA VIDA | 21

CUIDADOS E BEM-ESTAR

IMAGEM: THINKSTOCK

CONHEÇA

MAIS SOBRE O

COLESTEROL

POR LEONARDO CAPITA

“O colesterol é um tipo

de gordura encontrada

naturalmente no

organismo humano.

Em quantidades

aceitáveis, ele se torna

fundamental para o

funcionamento do

nosso corpo”

WANESSA ALESSANDRA

RUIZ SCALA

Otorrinolaringologista formada

pela Faculdade de Ciências

Médicas da Santa Casa de

O colesterol é um tipo de gordura encontrada naturalmente

no organismo humano. Em quantidades

aceitáveis, ele se torna fundamental para o funcionamento

do nosso corpo. Existem dois tipos de

Excesso de colesterol e suas

consequências

Existem diversas causas para o excesso de colesterol

Como manter o seu coração

saudável

Para mantermos a saúde do coração, é importante ad-

As principais fontes de fitoesteróis são alimentos de

origem vegetal, como soja, nozes, semente de girassol,

canola, trigo, milho, tomate, maçã, legumes, verduras,

entre outros. No entanto, a quantidade de fito-

São Paulo

CRM SP 98.396

colesterol: o colesterol “bom” (HDL), que impede

o acúmulo de gordura nas artérias, e o colesterol

ruim (LDL) no organismo. Fatores genéticos e alimentação

inadequada estão entre os mais comuns.

quirirmos hábitos de vida saudáveis como: alimentação

equilibrada, incluindo frutas, legumes, verduras e pei-

esteróis nesses alimentos é baixa e, portanto, torna-se

difícil conseguir a quantidade diária recomendada (1 a

“ruim (LDL), que tem maior relação com as doen-

xes na dieta, evitando carnes gordurosas, embutidos

3 gramas de fitoesteróis livres por dia) para obter efei-

ças cardiovasculares, isto é, doenças que alteram o

O colesterol “ruim” se deposita nas artérias diminuin-

(por exemplo, linguiças e salsichas) e alimentos pro-

tos benéficos na saúde cardiovascular somente atra-

funcionamento do coração, como hipertensão

do o fluxo sanguíneo. O acúmulo desta gordura, em

cessados (entre eles, comida congelada e frios). Outro

vés da alimentação. Por exemplo, a fim de se obter

arterial (pressão alta), infarto (ataque cardí-

placas no sistema circulatório (aterosclerose), é um

importante fator é a prática de atividade física regular,

a dose recomendada de fitoesteróis, seria necessário

aco), acidente vascular cerebral (derrame)

dos fatores de risco para pressão alta. Quando as-

preferencialmente aeróbica, como corrida e caminha-

ingerir, por dia, 340 tomates, 168 cenouras ou 120

e trombose.

sociado a outros fatores, como obesidade, seden-

da, acompanhada por um profissional habilitado.

maçãs. Por isso, a suplementação é uma forma de se

tarismo, antecedentes familiares de doenças car-

atingir os níveis recomendados pela Sociedade Brasi-

Para que o coração funcione de forma saudável,

os níveis de colesterol no sangue devem

ser menores do que 200mg/dl, com o LDL abaixo de

130mg/dl e o HDL acima de 60mg/dl.

diovasculares, tabagismo, diabetes, hipotireoidismo,

doenças renais, e aumento da circunferência abdominal,

além de levar a um aumento na pressão, pode

ainda resultar em acidente vascular cerebral e infarto.

O consumo de substâncias como os fitoesteróis (componentes

naturais de óleos vegetais) também contribui

para a saúde cardiovascular, pois eles auxiliam na redução,

em até 30%*, da absorção do colesterol.

leira de Cardiologia.

Cuide do seu coração. Consulte um profissional de

saúde.

* Ingestão diária de esteróis ou

estanois vegetais de 1,6-2g/

dia, incorporada a alimentos

funcionais.


22

QUEM FOI

QUE DISSE?

Compartilhe sua opinião. Participe!

revista@cuidadospelavida.com.br

facebook.com/cuidadospelavida

SUCESSO!

Veja as opiniões de quem

lê e faz parte da revista!

Influenciadora

Fiquei encantada com as matérias da

revista, principalmente sobre a Arte da

Beleza Masculina. Sou maquiadora e sei

que este tipo de matéria é tão importante

para a minha profissão.

Compromisso Social

Quando saiu a matéria sobre ‘Xô, Preconceito’,

percebi que foi escrita de

forma respeitosa. A revista ajuda a entender

o preconceito de uma forma

clara e objetiva, não fica inventando

palavrinhas para esclarecer o fato. Parabéns

pela edição!

MARILUCE DIAS

COLABORADORA

Didática

Gosto do design da revista, ela é colorida

e viva. O conteúdo dela é muito

didático, principalmente porque tem a

resposta de profissionais, que deixam

com mais credibilidade. A edição que

eu mais gostei até o momento é da Juliana

Alves na capa.

WALTER ARNOSO

VIA FACEBOOK

JUSSARA TINOCO

VIA E-MAIL

R: Que bom, Jussara! Nessa edição podemos

entender como os homens também

tem cuidados com o corpo e com a

mente semelhantes às mulheres.

R: Olá, Mariluce! A sua participação

contribuiu muito para que possamos

buscar a igualdade explorando o preconceito

social e racial, assunto que,

em pleno século XXI, ainda é tabu.

R: Obrigado, Walter! Nós fazemos a revista

com eficiência e sempre buscando

agradar o nosso público. É um prazer

ter a Juliana Alves, como os demais

participantes, trazendo informações

relevantes para a sociedade.


O Saudável Saber é um serviço de apoio ao tratamento prescrito pelo

profissional de saúde, para pacientes cadastrados no Programa Cuidados

Pela Vida. As orientações de enfermeiros do Saudável Saber são gratuitas.

Consulte tarifas de chamada local em sua operadora de preferência. O

conteúdo apresentado não tem como objetivo substituir ou alterar as

orientações médicas. Para manter-se em dia com seu tratamento visite

regulamente seu médico. Consulte termos e condições no regulamento

em http://cuidadospelavida.com.br/o-programa

Hooray! Your file is uploaded and ready to be published.

Saved successfully!

Ooh no, something went wrong!