Views
1 year ago

Revista Lavoura n.2

Segunda edição da Revista Lavoura, de literatura e artes, editada por André Balbo, Anna Brandão, Arthur Lungov e Lucas Verzola, com capa, projeto gráfico, diagramação e artes por Anna Brandão.

18 ELISA ANDRADE BUZZO

18 ELISA ANDRADE BUZZO abro a gaveta e encontro cadernos escolares encapados por poeira objetos perdidos e reconhecíveis rastros prospectados em descoberta fortuita o cassete do meu pequeno gradiente restos partidos de uma civilização infantil rara dentre essas miudezas outrora tão usuais magnéticas preservadas ao azar qual caco poderá emergir cortante de minha obscurecida arqueológica face bicho das tesas patas alertas tentando equacionar na matemática da narina o que é perigo o que não alertas os olhos alertas as patas alerta ele todo e aceso queimando entre as vértebras e os músculos o que é. MATHEUS GUMÉNIN BARRETO

POUSO Laura Torres Laura Torres 19 eu, eu chego com o vento, chego abrindo as janelas chego trazendo comigo pássaros, uma coleção de pássaros, sozinha de gentes sem descanso sem pouso eu eu e os pássaros chegamos rufando nossos pequenos corações tingidos de sangue e de calma, corações tingidos dessa cor violenta e exausta eu, eu e os pássaros sempre cantando nossa canção dura, impossível, feroz sem descanso eu, eu e os pássaros chegamos com fome, com frio e com a melhor das intenções, chegamos prontos e tanto, abrindo janelas, contando histórias, usando palavras de lugares que nunca mais eu e os pássaros chegamos de vez em quando azuis e azuis nós temos mais frio, e quanto mais frio mais a nossa canção é doce quando eu eu e meus pássaros de vez em quando chegamos com mais fome ou mais dor, mais dúvidas de uma cor tanta e sem nome, uma cor desesperada, egoísta, vulgar cantando uma música feita de susto, de pressa, uma músicaabsolutamente brutal brutal, incômoda, incômoda, atroz, pedindo perdão e tingida de lembranças muito ruins daquelas que ninguém quer que aqueles que já ouviram correm que aqueles que já amaram cospem disfarçam e evitam reconhecer o corpo, evitam reconhecer o pássaro sequer as asas, as cicatrizes, a pele marcada de fogo, a carne machucada, a carne obscena